*Destaque Ecologia Governamental/Legal Mercado

Inmetro altera classificação de eficiência energética para 2018

Inmetro altera classificação de eficiência energética para 2018

O Inmetro – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – alterou a classificação de eficiência energética dos veículos vendidos no Brasil, conforme resposta da Volkswagen ao nosso pedido de esclarecimento sobre a classificação do sedã Virtus. A mudança de critério no Programa de Etiquetagem Veicular para 2018 muda radicalmente, reduzindo-se o patamar de MJ/km em cada nível de eficiência na classificação (por letra e cor) dos modelos.


Nesta tabela PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem), leva-se em consideração os consumos urbano e rodoviário, com gasolina e/ou etanol, além de emissão de CO2 (no primeiro caso), CO, NOx, NMHC e redução relativa ao limite, estabelecido pelo Inovar-Auto. Os modelos que ganham notas “A e A” ou “A e B”, respectivamente em ambos para categoria e geral, recebem o Selo do Conpet, referente à eficiência energética maior.

Até 2017, para um automóvel conquistar a classificação A, era necessário que atingisse 1,76 MJ/km, conforme descrito na tabela do Programa Nacional de Etiquetagem. Entre 1,77 e 1,84 MJ/km, o modelo ganhava a nota B na classificação de eficiência energética. De 1,85 MJ/km até 1,90 MJ/km, o veículo recebia a nota C. Entre 1,91 e 2,00 MJ/km, a nota era D e, por fim, acima 2,01 MJ/km, a classificação era E.

Porém, desde janeiro de 2018, o Inmetro reduziu esses níveis. Assim, para um modelo conquistar agora a classificação A, será preciso de seu MJ/km atinja até 1,53, o que é uma redução significativa e poucos modelos com nota A em 2017 continuarão a mante-la em 2018. Entre 1,54 e 1,66 MJ/km, a classificação passa a ser B. Nesse caso, por exemplo, o Chery New QQ que tinha nota A passa a ter nota B, pois tem 1,59 MJ/km.


Entre 1,67 MJ/km e 1,83 MJ/km, o veículo ganha a nota C. Nesse caso, por exemplo, o Volkswagen Virtus MSI tem 1,70 MJ/km e está classificado com a nota C. Se fosse no critério anterior, ele teria nota A. O mesmo serve para todos os modelos nesse mesmo patamar de eficiência energética.

Inmetro altera classificação de eficiência energética para 2018

Para veículos com MJ/km entre 1,84 e 2,06, a faixa de classificação D foi ampliada na mudança de critério do Inmetro. Note que antes a faixa era de apenas 0,10 MJ/km, mas agora é de 0,23. Portanto, de 2,07 MJ/km em diante, os veículos mais gastões ganham a nota E. No geral, o instituto reduziu o limite de classificação A e ampliou as demais, inclusive permitindo que carros com MJ/km entre 2,01 e 2,06 MJ/km sejam classificados com a letra D. Veja abaixo, um resumo de como ficou a alteração na tabela do Inmetro.

Referência Dezembro 2017 

·         Classificação A – Consumo energético até 1,76 MJ/km.

·         Classificação B – Consumo energético de 1,77 a 1,84 MJ/km.

·         Classificação C – Consumo energético de 1,85 a 1,90 MJ/km.

·         Classificação D – Consumo energético de 1,91 a 2,00 MJ/km.

·         Classificação E – Consumo energético acima de 2,01 MJ/km.

Referência Janeiro 2018

·         Classificação A – Consumo energético até 1,53 MJ/km.

·         Classificação B – Consumo energético de 1,54 a 1,66 MJ/km.

·         Classificação C – Consumo energético de 1,67 a 1,83 MJ/km.

·         Classificação D – Consumo energético de 1,84 a 2,06 MJ/km.

·         Classificação E – Consumo energético acima de 2,07 MJ/km.

Com isso, o PBE para veículos fará com que os fabricantes sejam estimulados a reduzir mais o consumo e a emissão de seus produtos. Embora o consumo final seja o mais importante para o consumidor, a comparação entre os produtos é válida para quem considera a etiquetagem como fundamental para se obter um produto mais eficiente no mercado nacional. Assim, a mudança nos resultados poderá influenciar bastante na decisão de compra desses consumidores.

Para termos uma ideia de como a alteração no critério de classificação do Inmetro vai alterar a tabela PBE 2018, que ainda não foi divulgada pelo instituto, abaixo listamos apenas os modelos (algumas versões na maioria dos casos) que já tinham obtido a classificação A em 2017 e que a manterão em 2018. Todos os demais, cujo MJ/km supera 1,53, estarão fora e serão classificados a partir de B. Dessa forma, todos os veículos produzidos a partir de 2018, obrigatoriamente já portam a classificação revisada.

  • Fiat Mobi
  • Renault Twizy (elétrico)
  • Fiat Uno
  • VW up!
  • Citroën C3
  • Fiat Argo
  • Ford Ka
  • Peugeot 208
  • Renault Sandero
  • Chevrolet Prisma
  • Ford Ka Sedan
  • Lexus CT200h
  • Toyota Prius
  • Renault Logan
  • Renault Zoe (elétrico)
  • VW Voyage
  • Ford Fusion (híbrido)
  • Renault Kwid
  • Volvo XC90 (híbrido)
Inmetro altera classificação de eficiência energética para 2018
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email