EUA História

International: Americana teve fábrica de caminhões no Brasil na década de 50

international_auto_wagon-700x525 International: Americana teve fábrica de caminhões no Brasil na década de 50

International Auto Wagon



Em 1830, Cyrus Hall McCormick patenteou na Virginia o primeiro ceifador movido por cavalos. O dispositivo mecânico gerou uma grande fortuna para o inventor americano e seu irmão Leander. Juntos, fundaram a McCormick Harvesting Machine Company em 1847.

Em 1902, a J. P. Morgan funde McCormick com Deering Harvester e mais três empresas pequenas, criando a International Harvester. A empresa passou a atuar de forma mais forte no segmento agrícola e implementos, mas também iniciando a partir de 1907, a fabricação de pequenos caminhões.

A divisão Auto Wagon – que fazia os caminhões – foi rebatizada de Truck Motor em 1910, sendo posteriormente em International simplesmente a partir de 1914. Antes disso, os veículos eram conhecidos como IHC. Com o aumento da quantidade de fábricas, a International Harvester se destacou na produção dos tratores Farmall a partir de 1926.

international_d-1-700x525 International: Americana teve fábrica de caminhões no Brasil na década de 50

International D-1

Desde o início, a International focou na produção de caminhões leves e médio-pesados, mas somente a partir de 1962, começou a fazer veículos do segmento médio. A empresa também produziu ônibus (especialmente escolares) e veículos militares, principalmente na Segunda Guerra Mundial. Motorhomes e eletrodomésticos também foram fabricados em períodos diferentes.

Apesar da variedade de segmentos atingidos, a International Harvester era de fato especialista em tratores e implementos agrícolas, tanto que chegou a desenvolver um trator movido por turbina a gás (HT-341), cujo protótipo foi doado para o Instituto Smithsonian. A empresa chegou a ter 8 marcas no setor. Até mesmo maquinário elétrico para agricultura foi vendido.

international_ht341-700x525 International: Americana teve fábrica de caminhões no Brasil na década de 50

International HT-341

Entre os caminhões, as séries K e KB foram bem famosas antes da Segunda Guerra e após, as séries L, R e S. Destaque para o Loadster. Este, as séries e o modelo Metro foram fabricados até 1975. Picapes leves e pequenos utilitários também saíram das linhas de montagem, destacando-se os modelos Travelall (rival do Suburban) e Scout (equivalente ao Jeep).

O Scout SSV Concept chegou a ser mostrado em 1979, mas no ano seguinte, a International abandona a produção de carros de passeio. As picapes Light Line e o Travelall deixaram de ser feitos em 1975. Em 1991, a divisão de peças para estes dois modelos foi vendida para distribuidores especializados na marca.

international_co-1800_loadstar-700x525 International: Americana teve fábrica de caminhões no Brasil na década de 50

International CO 1800 Loadstar

A década de 80 marcou um período de recuperação da International depois da crise financeira dos anos 70. Apenas ônibus, caminhões e tratores estavam no foco. No entanto, em 1985, a empresa vende seus ativos da divisão agrícola para a Tenneco, que a funde com a Case, formando a Case IH. Pelo acordo, a International Harvester muda de nome em 1986 para ser denominada a atual Navistar International. A linha de motores Power Stroke passou a fazer parte de vários comerciais da Ford.

Na década de 80, a linha de caminhões mais popular da International era a Série S, feita entre 1977 e 2001. No fim da mesma década, surge o Tran Star 8000 e recentemente, em 2005, a Série 7000. No exterior, a empresa mantinha programas militares com a Austrália entre os anos 50 e 80, assim como a divisão de caminhões ACCO.

international_loadstar_nv184-700x525 International: Americana teve fábrica de caminhões no Brasil na década de 50

International Loadstar (equivalente ao NV184)

Brasil

Desde 1926, os caminhões da International circulam pelo Brasil. Ônibus e tratores também foram comercializados antes dos anos 50, chegando alguns a serem montados no país. No entanto, somente com o impulso para criação de uma indústria automobilística nacional na década de 50, foi possível a fabricação dos modelos da marca aqui.

O primeiro caminhão saiu da linha de montagem da International Harvester Máquinas S/A em 1957. O NV/N184 (derivado do Loadstar) foi o início da história da empresa no país, cuja fábrica ficava em Santo André, Grande ABC paulista. Apesar de valente e resistente para o serviço pesado, o modelo e os chassis de ônibus venderam pouco e a operação foi encerrada em 1965.

international_9800i1-700x323 International: Americana teve fábrica de caminhões no Brasil na década de 50

International 9800i (brasileiro)

Em 1966, a Chrysler compra as instalações da International. Os órfãos da marca só veriam novamente um caminhão da marca circulando e sendo feito no Brasil em 1998. Em parceria com a brasileira Agrale, os modelos 4700/4900 e 9200/9800 passaram a ser fabricados em Caixas do Sul/RS.

No ano de 2010, a International assume a operação brasileira sob a forma da NC2 (em parceria com a Caterpillar) e passa a ter uma nova fábrica em Canoas/RS, que ficou pronta em 2013. Atualmente, a marca americana vende os modelos Durastar e 9800. O fabricante de motores diesel MWM foi adquirido pela empresa.

COMPARTILHAR:
  • Eduardo Brito

    Só uma correção: Caxias do Sul fica no RS, e não em SP.

  • Daniel dos Santos

    Caxias do Sul, SP????? Deixaram um estagiario trabalhando no carnaval

  • Milton Baptista

    Agora ABC paulista é: Santo André, São Bernardo e Caxias do Sul

    • Daniel dos Santos

      Realmente chega a ser constrangedor um canal de informacao ter erros grotescos…

  • Comentarista

    Nunca vi um caminhão desses nas estradas e ruas. E olha que já viajei bastante! Nem esses xinglings tbm nunca vi.

    • Igor

      Ta de brincation ne…
      Aqui em SP vejo direto estes International

      • Eduardo Brito

        Esse caminhão chapado é fácil de achar nas Castelo Branco ou na Rondon em São Paulo.

  • Ediomar

    Já pude andar de carona em um caminhão International,e o que pude notar é que o conforto de rodagem e bem melhor do que a dupla Volvo e Scania.

  • CCN-1410

    Já vi vários International NV184, inclusive viajei com um quando era criança. Era branco, reboque, carregado com tábuas de araucária.
    Quanto ao International 9800, existem muitos rodando por aí.

  • Diggo

    Sempre achei estranho o fato de os caminhões serem feito ainda com rebites expostos.

  • Pedro Rocha

    “Em 1902, a J. P. Morgan funde McCormick com Deering Harvester e mais três empresas pequenas, criando a International Harvester.”

    Será que foi daí que Henry Ford teve inspiração para escrever o livo “O Judeu Internacional”, citado amiúde por Hitler no “Mein Kampf”?
    IRONIC MODE ON

  • MarcosAntonioBeneteli

    eu gostaria de achar fotos dos caminhoes autokar da decada de 50 em juiz de fora transportes miller muller

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email