Esportivos EUA Super Carros

Italiana De Tomaso se muda para os EUA e pretende produzir lá o P72

Italiana De Tomaso se muda para os EUA e pretende produzir lá o P72

A De Tomaso está de volta após 16 anos de ausência do mercado. A marca italiana, fundada pelo argentino Alejandro De Tomaso em 1959, quer voltar a brilhar e, dessa vez, pretende mudar até de país para que o projeto siga.


A empresa fora comprada pela Ideal Team Ventures de Hong Kong, que também controla a Apollo Automobil. Buscando o passado, a De Tomaso apresentou em Goodwood, no ano passado, o superesportivo P72.

O bólido estiloso pretende ser o retorno da marca ao mercado de carros de alta performance e, para isso, pretende mudar-se da Itália para os EUA, onde a empresa busca um local para produção do carro.

O P72 terá 72 unidades construídas, visto que a De Tomaso afirma já ter reservado todos os carros, cujo preço unitário é de € 750.000. Estiloso, o bólido da marca terá coração americano, daí um reforço para as vendas na América do Norte.

O projeto, chamado de Mission American Automotive Renaissance, terá fábrica, centro de estilo e instalações corporativas em uma região ainda não conhecida nos EUA.

No caso do P72, o propulsor será fornecido pela Ford, que tem uma longa história com a De Tomaso. O propulsor é o Coyote V8 5.0 Ti-VCT, que recebe um supercharger para alcançar 710 cavalos e 83,8 kgfm.

Italiana De Tomaso se muda para os EUA e pretende produzir lá o P72

Com transmissão manual de seis marchas, o purista P72 terá um estilo que une linhas dos anos 50 e 60 com tecnologia atual, tendo carroceria esculpida em fibra de carbono e enormes entradas de ar laterais.

Por ora, a De Tomaso não revelou outros dados técnicos sobre o P72, então, não se sabe o que realmente pode fazer, embora presumível diante dos números do motor e característica de seu monocoque.

Custando bem menos que o P.50 de Gordon Murray, o P72 não será tão disruptivo quanto o hiperesportivo britânico, mas pretende atrair pelo estilo elegante e atraente.

Famosa pelo esportivo Pantera, a De Tomaso também é conhecida por outros clássicos italianos, como Mangusta, Guará, Biguá (ambos com nomes de pássaros da América do Sul).

Em 1970, a Ford comprou 84% da marca, mas revendeu suas ações para Alejandro, que seguiu no comando da empresa. Entre vários protótipos e carros especiais.

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

    Quem somos

    O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

    Notícias por email