Elétricos JAC Motors Mercado Pickups SUVs Veículos Comerciais

JAC Motors vem com cinco carros elétricos de uma vez no dia 16

JAC Motors vem com cinco carros elétricos de uma vez no dia 16

A JAC Motors aposta em mobilidade urbana com lançamento de cinco modelos elétrico de uma vez no dia 16 de setembro. A marca chinesa, representada pelo grupo SHC no Brasil, terá três SUVs, uma picape e um caminhão leve.


Na fala de Sérgio Habib, ele explica que o caminhão tem capacidade para seis toneladas, sendo um produto já mencionado pelo presidente da JAC Motors do Brasil para o mercado brasileiro.

Este caminhão vem sendo testado pela empresa e deverá atuar especialmente no transporte de mercadorias e serviços nos centros urbanos, tendo autonomia de 200 km.

JAC Motors vem com cinco carros elétricos de uma vez no dia 16


Batizado de iET 1200, o veículo comercial custará R$ 260 mil e tem motor elétrico de 177 cavalos com 122 kgfm. Suas baterias são de lítio com 97 kWh de densidade e 380V. O caminhão pode ser carregado totalmente em duas horas numa tomada trifásica.

Já a picape elétrica iEP 330 é derivada da T8 chinesa e terá cabine dupla, tendo uma versão de trabalho e outra de passeio, ambas com autonomia de 320 km. Custando em torno de R$ 200 mil, elas possuem baterias de lítio de 67 kWh. A JAC está de olho no mercado de serviços, especialmente de empresas do setor elétrico e outras que precisam exibir veículos limpos.

JAC Motors vem com cinco carros elétricos de uma vez no dia 16

No caso dos utilitários esportivos, um deles já andamos, o iEV40, crossover elétrico derivado do T40, que chegará custando R$ 153.500. Ele tem baterias de lítio da Samsung com 40 kWh e autonomia de 300 km, tendo motor elétrico de 115 cavalos e 26,5 kgfm.

O modelo já está em pré-venda e terá a companhia de outros dois. Um desses será o iEV20, uma versão eletrificada do proposto T20, que não veio. Derivado do antigo J2, este pequeno pode ser o elétrico mais barato do Brasil, se custar abaixo de R$ 150 mil, o que provavelmente ocorrerá, já que é menor que o iEV40.

O outro será o iEV60, prometido anteriormente para o próximo ano. Este SUV de porte similar ao do Jeep Compass ainda terá uma versão 1.5 Turbo a gasolina. A autonomia será maior e seu preço deve ficar entre R$ 150 mil e R$ 200 mil.

JAC Motors vem com cinco carros elétricos de uma vez no dia 16
Nota média 3.6 de 10 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Andre Luiz Melo

    Quem diria… aonde vamos parar? Agora até os chinas vendendo carros a mais de 150 mil ????

  • TheuAMG

    Pode trazer a linha inteira da China q não vende. Enquanto continuar sendo representada pelo grupo SHC, ter um péssimo pós-venda, poucas concessionárias e carros caros vai continuar vendendo menos de 1000 carros por mês. O q a Jac precisa é “fincar o pé” aqui no Brasil, e parar de ficar prometendo fabrica. Reestruture a rede igual a PSA e invista em marketing tipo os da CAOA.

    • Matuska

      Parece que o grupo não tem um time de engenharia nacional pra tropicalizar os carros. Os modelos atuais apesar de muito bons, possuem algumas falhas bobas que indicam falha no refinamento pra atender o gosto do BR.

  • Brasileiro tá rico mesmo, hein! Porque pra estar pagando mais de R$ 100 mil em carros, entre eles chineses, tem que ter bala na agulha…

  • RicLuthor

    Habib anda muito confiante que o mercado irá aceitar Jacs elétricos a partir R$ 150 mil.

    Seria muito mais interessante e inteligente se encerrasse as operações da Jac e optasse por importar veículos da Opel e da Mazda.

    • Sino Weibo

      Ae que esta a diferença, quais veículos elétricos tem no mercado? Quase nada. Opel e Mazda seriam apenas mais uns players com carros comuns, e caros. Eles estão buscando um diferencial no carro elétrico.

      • RicLuthor

        Quais elétricos têm no mercado? Nissan Leaf, Renault Zoe e em breve o Chevrolet Bolt.

        Se você relevar, ainda pode incluir os híbridos mais acessíveis Prius e Corolla.

        Certamente há no mercado muita gente que gosta de Opel e Mazda, seja pela qualidade, seja pelo design, fora aqueles que não conhecem as marcas, mas que podem muito bem aceitá-las à medida que os modelos da mesma ganhem as ruas, basta lembrar de Hyundai e Kia.

        A Jac não conseguiu se firmar com veículos à combustão e preço mais competitivo, hoje esses modelos são altamente desvalorizados, imagine com veículos que custam mais de R$ 150 mil. Creio que o brasileiro não fará essa aposta, quem pode pagar isso, optará por uma marca tradicional.

        • Sino Weibo

          Opel e Mazda não conseguiriam preços competitivos aqui.

  • gilberto/sp

    Um JAC por 260 mil reais! Gostaria muito de ver a cara do cidadão que fizer esse excelente negócio.

  • Sino Weibo

    As pessoas aqui acham que carro elétrico se faz em qualquer esquina! Nem as montadoras tradicionais oferecem nada 100% elétrico, somente a Nissan com o Leaf no momento. GM Bolt? A JAC é tão avançada nessa área que ate a VW se aliou a ela na China para criarem a marca SOL, somente de elétricos. E pra quem é entusiasta, a marca de nicho NIO, que tem design esportivo e bateu recorde em Nurburing, com o EP9, alem de seus SUVs ES6 e ES8, tem também o dedo da JAC.

    • Luconces

      BMW i3
      Fiat 500e
      GM Bolt
      Hyundai Ioniq
      Hyundai Kona
      Kia Nero
      Kia Soul
      Jaguar I-Pace
      Nissan Leaf
      Mitsubishi i-MiEV (e cia)
      Tesla Model S
      Tesla Model 3
      Tesla Model X
      Tesla Model Y

      Já quase no mercado:
      Honda E
      Porsche Taycan
      Rivian R1T e R1S
      Audi e-tron
      Mini SE
      Ford F-150
      Mercedes EQC

      • Sino Weibo

        Uau, todos vendidos no Brasil?

    • FrankTesl

      Também o Renault ZoE

  • JAG

    Na picape tenho interesse, o duro é a recarga na estrada!

  • Walter Silva

    É um grande risco que a “lógica interna” do SHC desconsidera: 1) o ego corporativo: a insistência de colocar CAOA junto ao nome JAC (que por si só não ajuda, pois lembra “Jaqueline”, mesmo que se fale com sotaque; Precisaria de um nome de marca que insinuasse ser alemão, inglês, ou qualquer outro país que tem reputação automobilística. E deixe CAOA de lado. Na hora de ganhar dinheiro esqueça o ego); 2) o público no geral tem ainda muita desconfiança de carro chinês, e isto sabendo que são a motores convencionais. A lógica é: se como carro convencional a reputação é ruim, imagine um “chinês elétrico”? Tem que primeiro passar a percepção de que é especialista em alguma coisa do mesmo modo que, para o público, a Toyota é definitivamente especialista em híbridos; 3) e já que nos comentários foi mencionado a PSA, eu pergunto: quanto anos mais eles insistirão com Peugeot/Citroen no Brasil? O lado racional do fabricante é: água mole tanto bate até que fura. Que dia um executivo baterá a mão na mesa e decretará “PUGs: sorry! Estamos trazendo a Opel para o Brasil!!!”?

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Amigo, você se confundiu, pois não há nenhuma relação entre JAC e CAOA. Vejamos:
      O Sergio Habib é o dono da SHC que já deteve a representação da Citröen, Aston Martin e JLR. Hoje a SHC detém apenas a representação da JAC Motors no Brasil.
      O Carlos Alberto de Oliveira Andrade é o dono da CAOA e esta empresa representa a Ford, Subaru e Hyundai e detém a marca CAOA-Chery.

      • Walter Silva

        Confundi mesmo. Vou refazer minha opinião. Grato!

    • Sino Weibo

      O que tem a ver JAC remeter a Jaqueline? Conhece a Mercedes? Nome se faz com tempo, o problema da JAC e outras chinesas foi um e somente um, o Inovar Auto, atrapalhou completamente os planos naturais destas marcas, a JAC até fábrica no Brasil já era pra ter, mas foram lá e jogaram um balde de agua fria nelas fechando o mercado e tornando tudo menos competitivo.

  • Marcelo Cordeiro

    JAC por mais de R$ 150.000,00??????? É, estamos mesmo no caminho “certo”… KKKKKKKKK

  • Luiz Felipe S. Silva

    Os comerciais têm mais chance de algum sucesso no mercado, porque em teoria como se roda mais, se recupera o preço maior com o menor gasto de recarga.
    Mas não tem sentido o preço dos outros modelos, que no final vão concorrer, não só com os elétricos, mas também com os híbridos de marcas mais tradicionais na mesma faixa de preço.

  • LL

    Não acho a estratégia ruim, porem oferecer eletrico T40 ao mesmo preço do Zoe e quase a mesma coisa que LEAF não tem diferencial algum…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email