*Featured JAC Motors Lançamentos SUVs Test Drive

JAC T50 2019: Impressões ao dirigir

JAC T50 2019: Impressões ao dirigir

A JAC Motors apresentou o T50 como uma atualização do antigo T5. O SUV compacto da chinesa chega com preço sugerido de R$ 83.990 no Pack 2, mas provavelmente a opção que mais emplacada será aquela com o Pack 3, que tem conteúdo mais completo e custa R$ 87.990. O motivo é que itens importantes como multimídia, só estão disponíveis nela.


O T50 é uma importante alteração no conhecido utilitário esportivo compacto, visto que o visual ficou muito melhor e o acabamento também evoluiu. Outra alteração significativa é a troca de motor, apesar do câmbio CVT. A JAC Motors espera emplacar 1.000 unidades do modelo este ano e outros 5.000 em 2019.

JAC T50 2019: Impressões ao dirigir

O JAC T50 também trouxe algumas novidades em termos de tecnologia, embora ainda fique devendo algumas “básicas”, como os sistemas Android Auto e Car Play. O bom espaço interno e porta-malas de 600 litros foram mantidos, mas agora com bancos atualizados e suspensão recalibrada.


JAC T50 2019: Impressões ao dirigir

JAC T50 2019 – Impressões ao dirigir

Campinas-SP – O JAC T50 ficou mais interessante com as mudanças visuais. O conjunto ótico frontal com LEDs diurnos e perfil mais afilado, deu ao carro mais personalidade. O novo formato e acabamento da grade também melhoraram, assim como o desenho do para-choque.

As rodas de liga leve aro 16 polegadas também agradam e lembram as do T40. As pinças pintadas de vermelho dão um charme ao conjunto. Um friso lateral também reforça as mudanças, que são completadas pelas lanternas mais estreitas, que possuem iluminação parcial em LED.

JAC T50 2019: Impressões ao dirigir

Mas, é por dentro que a impressão em relação ao JAC T50 melhora muito. O painel de novo desenho é mais agradável e chama atenção pelo maior cuidado em relação ao anterior. Material soft costurado sobre o cluster e na parte central chama atenção, apesar do plástico duro da parte superior.

Mas, detalhes aluminizados como os difusores de ar, friso central junto ao aplique imitando fibra de carbono e o desenho moderno do ar-condicionado, aliado à tela de 8 polegadas, dão ao JAC T50 um aspecto muito bom mesmo. O bom ambiente é completado pelo volante atualizado com comandos do computador de bordo e controle de cruzeiro, entre outros.

JAC T50 2019: Impressões ao dirigir

A instrumentação tem boa apresentação, mas o computador de bordo poderia ser mais apresentável e a iluminação melhor com os faróis acesos de dia. A multimídia tem boas funcionalidades, mas o MirrorLink dá um bom trabalho para ser configurado. Em compensação, o sistema de monitoramento em 360 graus como direito a animação 3D (como num jogo), integra as 4 câmeras.

Se isso não bastasse, o JAC T50 ainda tem a câmera frontal fixada no para-brisa para gravação de vídeos e fotos, que agora são reproduzidas na tela elevada. Ou seja, o SUV chinês tem cinco câmeras ativas. Agora as funcionalidades desta última, citadas, são operadas pelo display e não por app como no T40. Bom.

JAC T50 2019: Impressões ao dirigir

Também agradou o ar-condicionado automático (de série), assim como os bancos com encostos mais envolventes. O JAC T50 tem 2 USB, sendo o traseiro com 2,4 amperes para carregamento, além de acendedor de cigarros e fonte de 12V. Mas, e guiando?

O utilitário esportivo conta com o motor 1.6 DVVT de 138 cavalos a 6.000 rpm e 17,1 kgfm a 4.000 rpm. Em alta, o motor até tem um bom ronco, mas em baixa sofre com a calibração do câmbio CVT, que ainda simula seis marchas. Muito longo, ele exige que se pise bem fundo no acelerador para uma reação realmente lenta até 3.500 rpm.

JAC T50 2019: Impressões ao dirigir

Só a partir daí o 1.6 acorda mostra o que pode fazer. Mesmo no modo Sport do CVT, as respostas são mais lentas que o esperado, sendo que a única solução é a mudança manual na alavanca, mas desde que o giro esteja bem alto, acima de 3.500 rpm. Rodando a 110 km/h, ele marca razoáveis 2.800 rpm.

Com direção elétrica macia e medianamente progressiva, o JAC T50 tem dirigibilidade aceitável, ainda mais com a ajuste mais firme da suspensão. Os freios atendem bem também. O conforto ao dirigir poderia ser melhor com ajuste de profundidade do volante e maior esperteza do câmbio. No mais, o modelo agradou nesse primeiro contato após a atualização.

JAC T50 2019 – Galeria de fotos

Evento a convite da JAC Motors. 

 

JAC T50 2019: Impressões ao dirigir
Nota média 5 de 7 votos

  • Dod, o verdadeiro

    Bizarro.

    • Eduardo Alvim

      Está espumando? Quer que chame a carrocinha?

      • Dod, o verdadeiro

        A cadelinha ficou bravinha?

  • Ronald

    Uma verdadeira jaca. Estragada….

    • gtry

      motores 3 cilindros quando queimar uma vela na rua vai ficar parado…não tem como andar só com 2 cilindros sem quebrar

      • Edu

        Não é o caso desse JAC que tem 4.

    • Rafael Santos

      Tá melhor que muito nacional

  • Louis

    Parece um bom carro, apesar do desenho externo poluído e ainda ser cópia do ix35. Mas a situação da representante da JAC desanima…

    • RX8

      copia do ix35 é o Jaca T6 com traseira de Audi,

    • Ernesto

      Pensei o mesmo. Mesmo aqueles que arriscariam num chinês, sabendo da situação do Grupo SHC, pensarão N vezes para fechar uma compra.

    • Luconces

      E olha que se eu não me engano a Pinifarina tem dedo nos últimos lançamentos da JAC.

  • R. Rover

    Ficou interessante. aspecto externo agressivo e interior que parece de boa qualidade.

    • Osni Duarte

      Realmente. O aspecto externo é agressivo, pois agride aos olhos…

  • Fanjos

    Admiro a coragem e disposição dos Kamikazes que se aventuram nessa bomba.

    • Matheus_P

      Ainda mais sem motor, sem confiabilidade, sem nada…

  • EDU

    Muita informaçao para um carro so! Interior e traseira curti mas o resto parece que nao casa, seria melhor fazer uma nova geraçao

  • leitor

    Pelas imagens o carro segue as mesmas tendências de outros da categoria. Não sou muito fã desse estilo. Mas os da Honda, Nissan, Hyundai, Kia e outras marcas são bem parecidos. A diferença pode estar na mecânica e na manutenção. Existem outros bem melhores e mais caros também. Na faixa do preço não existe um bem superior assim em termos de design.

    • th!nk.t4nk

      Eu pegaria o de melhor projeto automotivo, mesmo que fosse o mais feinho. Beleza com baixa qualidade não adianta, e como você mesmo disse estão todos muito parecidos ultimamente.

      • Mr. On The Road 77

        Na verdade, todos esses chineses que estão hoje à venda do Brasil são de baixa qualidade. Entenda-se qualidade mais baixa que a média dos carros ‘nacionais’.

        • Não sei até onde você tem razão. Por exemplo você tem um arrizo 5 turbo, frente a um crono com motor em bloco de ferro, você tem um plástico rígido em um virtus, contra um acabamento soft do Arrizo.

          • Marcelo Martins

            Acho que o Arrizo 5 vai ser um carro bem interessante, ótimo custo x benefício !!

  • Domenico Monteleone

    Além do desenho ficar sobrecarregado com tantos elementos cromados, a frente parece menor que o resto, como se tivessem emendado dois carros diferentes, definitivamente deu ruim. Já por dentro até que melhorou.

  • Luccas Villela

    Lindíssimo. Além de ter um painel que parece muito bacana… Toda a questão é o grupo SHC. Difícil de acreditar

  • Kaian Reis

    estava pensando com comprar um t40 cvt ano que vem, mas, após vê a situação do grupo SHC, desanimei!

    • Chinês no momento só vale a pena a Chery que tem uma parceira forte no Brasil, a JAC respira por aparelhos.

      • Kaian Reis

        Pois é, por isso estou considerando o Arrizo 5, o Tiggo 2 achei fraco o conjunto motor e câmbio

        • O Arrizo está muito bom, se a pessoa tirar o preconceito contra chinês da cabeça é o melhor custo benefício na faixa de preço.

          Com a operação sendo da CAOA agora, a tendência é que o pós venda melhore muito e o atendimento seja melhor que de muita montadora consolidada no Brasil como VW e Ford.

        • Tommy

          Eu esperaria o Tiggo 5x também

  • PPRoach

    Este é um dos carros com desenho mais desequilibrado dos últimos tempos. Visto de lado, a caixa de roda traseira parece pequena para o carro. Já visto de frente, além do excesso de cromados, há a impressão de que a frente é muito baixa comparada ao resto do carro, que cresce abruptamente a partir da Coluna A.

    O falta de harmonia, o preço e a falta de confiança no representante da JAC no Brasil certamente me impediriam de cogitar esta compra. Se fosse pra ir de chines, a Chery parece muito mais interessante.

  • Paulo

    Essas rodinhas deram uma impressão de carriola ao carro. Rodas e pneus maiores transformariam esse carro.

    • Navaman

      Exatamente. O balanço da dianteira também é excessivo, pouco harmônico.

  • Marcelo Nascimento

    Eles esperam emplacar 1000 unidades em 1 mês e meio e no ano que vem inteiro 5000? Tem conta errada da Jac aí…
    E porque a reportagem cita “apesar do câmbio CVT”?

  • Daniel

    Deveriam se espelhar no Jac T40, visual mais simples e mais harmônico. O famoso “menos é mais”.

  • Luis Burro

    Ruim é q visualmente parece um coreano do Paraguai!
    O q mais importa msmo é a qualidade e confiabilidade e isto é minha maior duvida ainda nos chineses.

  • Luis Burro

    E esta ergonomia dos carros de hj???
    Estes consoles centrais com suas telas e controles q nunca parecem estar à mão e tem de desviar o olhar do trânsito pra poder acertar no mexer…e ainda só o celular fica com a fama!

  • Mayck Colares

    O interior melhorou consideravelmente porém esse exterior não tem o que fazer. O carro é muito desproporcional, sem apelo nenhum. É MUITO caro. Achei bem alto a rotação de 2800 a 110 pra um cvt 1.6 o Kicks a 110 não tá nem a 2000.

    • Mr. On The Road 77

      Olha esse negócio de baixa rotação não quer dizer muita coisa não. O Kicks qualquer subidinha e ele já joga o giro lá quase nas 4000 RPM.
      Acho melhor ver o comportamento num todo. Se bem que neste caso…

  • Luis Burro

    Apesar de se mais barato q seus rivais devia custar no máximo 80 mil…e só por ser importado ainda,ncional no máximo uns 70.
    Ñ é pq a concorrência cobre um absurdo q eles valham e no meu ver este carro ñ vale além de 70 mil no topo (na vdd uns 50).

  • Cincinato

    Uma coisa e certa nao é um carro visado, apesar de no bairro de casa ter um.

  • Rafael Trindade

    10k mais barato, facilitaria muito. :)

  • Mr. On The Road 77

    Pra quem não tem amor ao seu dinheiro, é um boa compra.

  • Peter Bishop

    Interior lembra BMW. Motor no nível Renault. Entre esse Duster é esse na lata. É isso aí e não tem choro.

    • Deadlock

      Coitado…

  • Stunt

    Olha, sei que beleza é subjetivo e gosto é que nem…mas tá dificil viu…

  • Tosca16

    Tiggo 5X se vier entre 85-95 mil reais não terá como a JAC competir mais, vão ter que abaixar o preço e olhe lá.

    • Marcelo Martins

      O carro mais interessante da Chery para mim vai ser o Arrizo 5, bem equipado e preço competitivo !!

      • Tosca16

        Também aposto alto nesse modelo, mas os SUV’s venderão mais pelo porte e visual.

        • Marcelo Martins

          Sim esses “SUV’s” que na verdade são Crossover estão na moda, mas eu ainda prefiro os sedãs e os hacth …

  • T1000

    Painel de HB20 com saídas de ar toyota, controles no console da Kia, telinha de BMW com erro de tradução, o volante numa.mistura muito louca de marcas.
    Vejo como.positivo a JAC usar o melhor de cada marca em seu produto :-)

    • Geraldo Xavier

      Volante da jac sempre imita os gm. Esse parece o do cruze

  • Vitor Santos

    Design nada criativo. Carro deste tamanho com motor 1.6? Tinha q ser ao menos o 1.6 turbo. E dar uma melhorada nessa estética externa. Ai daria pra comprar por 50mil

    • Stunt

      Ficaria bem vantajoso, mas se até um Mobi drive já beira os 50mil como que esse, de outra categoria e vindo de fora, iria custar esse preço?

  • Oliveira

    olha, mais um chinês.. passo..

  • Emygdio Carlos

    Só mais um SUV de mentirinha!

    Original!

  • Fernando Souza

    O problema desse carro não é exatamente o preço. Começa pelos problemas da SHC, pela dificuldade de conseguir peças (e por tabela, pelos preços altíssimos do seguro), passa pela indefinição sobre o futuro da marca, e termina no fato de que esse carro é uma gambiarra terrível. Ele deveria ter sido uma minivan, mas em algum momento alguém decidiu transformá-lo em SUV, e isso resultou em um carro totalmente desproporcional, com um volume dianteiro que não parece pertencer a ele, lateral alta demais para o tamanho das rodas e o comprimento do carro, e linhas que passam uma fragilidade que não condiz com o que seria um SUV. Ademais, o novo 1.6 parece não ter sido totalmente desenvolvido, tem uma curva de torque horrível e menos potência do que o anunciado, e é ligado a um câmbio CVT com embreagem, que termina por acentuar as deficiências de torque nas arrancadas.
    Junte tudo isso e você vai ver que, apesar do excelente conteúdo, esse carro é uma compra ruim. É uma pena: a JAC está se acertando, mas parece ter “selado o cavalo errado”.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Ótimo comentário. Em especial a crítica sobre a morfologia da carroceria. Sua hipótese sobre este carro ser inicialmente um monovolume explica as proporções estranhas da carroceria e pode ser endossada com o conhecido fato de que o T40 era inicialmente um hatch e que foi transformado em SUV após sugestões do Sérgio Habib.
      A JAC começou muito bem no Brasil. Mesmo importado o J3 mudou o paradigma de custo x benefício para carros pequenos e vendeu muito bem. A SHC também se esforçou para oferecer um bom pós-venda, o J3 esteve no catálogo por quase 10 anos. Mas então vieram os problemas. O InovarAuto praticamente matou a JAC do Brasil e os chineses não bancaram uma fábrica brasileira para compensar o tarifasso. Isto por que a própria JAC não é um grande player no segmento de carros de passeio na China e modo como seus produtos não evoluiram namesma escala que outras chinesas como a Chery, Geely e HAVAL mostra as limitações da JAC. E agora temos a notícia da recuperação judicial da SHC. Mas ainda sim o T40, o T50 e picape T80 tem potencial no mercado brasileiro, mas para tanto é necessário a recuperação da marca JAC. Dizem que a Souza Ramos, que participa do projeto da fabricação local do T40, tem interesse em representar a JAC. Seria um recomeço

  • Jurandir Filho

    Porta-malas de 600 litros?? até o teto, só se for…

  • Osni Duarte

    Um Frankenstein, sem personalidade, com itens “tecnológicos” mas sem um mísero auste de profundidade do volante, por mais de B$ 80k? Depois de mofar nas CCS, alguém dirá: “Parece que o mofo deu…”

  • Lyn

    Se todo mundo ta criticando significa que vai vender muito. ahahaha

  • Cássio

    Os chineses estão evoluindo , mas Tem uma longa caminhada pela frente até de igualar aos Japoneses por exemplo .

  • Everton de paula

    Excelente reportagem. Muito detalhado, nunca tinha visto tanta riqueza em detalhes das fotos. Na 4rodas sempre que vejo o carro pessoalmente da outra impressão. Nesta reportagem nem senti necessidade de ver o carro pessoalmente.

  • Enzoando

    Vou de chery tiggo 2 sem dúvida!

  • Marcelo Martins

    Se eu fosse comprar um carro chinês seria CAOA Chery, acho que é menos arriscado !!

  • Munn Rá : O de Vida Eterna

    Sucesso para JAC ( assim como Chery, Lifan entre outras )

    Quanto mais concorrência melhor para nós consumidores !

  • Fernando

    Fiz o TD. Achei o carro muito fraco. Parece que ta saindo em terceira marcha.
    Mas é bem completinho, só faltou ajuste de produndidade da direção e GPS na multimidia
    Gostei também da suspensao macia e direção levissima

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email