China JAC Motors Segredos-Flagras SUVs

JAC X4 é outra proposta de SUV com porte de Jeep Compass

JAC X4 é outra proposta de SUV com porte de Jeep Compass

A JAC Motors iniciou uma nova fase de desenvolvimento de produtos para ampliar seu portfólio na China. Seguindo a linha dos modelos X7 e X8, este mais recentemente revelado, a marca aposta em um SUV menor.


Trata-se do X4, um utilitário esportivo de formas mais robustas e derivado direto do T60, com o mesmo porte, semelhante ao do Jeep Compass, medindo assim 4,410 m de comprimento, 1,800 m de largura, 1,660 m de altura e 2,620 m de entre eixos.

JAC X4 é outra proposta de SUV com porte de Jeep Compass

Com linhas adiantadas em esboços oficiais da JAC Motors, o futuro SUV foi mostrado em realidade pelo Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China.

O X4 chama atenção por sair completamente do design conhecido da JAC, apostando eme elementos horizontais e ausência de grade na parte superior, além da separação do conjunto ótico.

JAC X4 é outra proposta de SUV com porte de Jeep Compass

Tendo luzes diurnas em LED com repetidores de direção elevados em forma de bumerangue, o JAC X4 tem os faróis posicionados mais abaixo, dentro da moldura principal, que inclui a grade.

Suas formas robustas lembram a proposta do Jeep, passando a impressão de mais voltado para o off road que o T60, que seria focado no asfalto. Capô envolvente, colunas A retas, teto plano e saias de rodas “quadradas” dão a dica.

Na traseira, as lanternas seguem o mesmo estilo dos faróis, tendo formato de bumerangue e iluminação completa em LED, com um feixe que une das duas partes sobre a tampa do bagageiro.

JAC X4 é outra proposta de SUV com porte de Jeep Compass

O JAC X4 não teve o interior revelado, que pode ser totalmente diferente do encontrado no T60. Embora pareça um crossover totalmente elétrico – de fato, haverá uma versão 100% energizada – o modelo terá também o 1.5 Turbo de 150 cavalos e 21,5 kgfm, o mesmo do irmão T60.

No mercado chinês, o JAC X4 deve ficar em um nível de preço acima do T60 (S4 em detalhes nas fotos comparativas), que aqui é vendido com preços a partir de R$ 108.990.

JAC X4 – Galeria de fotos

 

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Natán Barreto

    A JAC se quiser algum êxito no Brasil vai ter que investir nesses modelos melhores pra peitar os generalistas já enraizados. Até o próprio Tiggo 5X já deu a ideia. O Brasileiro aceita pagar o ticket médio de carro hoje (81 mil) em um chinês apenas se for um SUV bonito, equipado e com preço de compacto premium completo.

    Exemplo: o Tiggo 5x é visivelmente superior que Polo, Argo, HB20 e até o próprio Onix vendidos a uns 80 mil em suas versões completas. Isso equivale de 55 a 60 mil poucos anos atrás.
    Aí o brasileiro paga num 5X. Mas vê se paga no Tiggo 7? Vê se paga nos da JAC?

    Na época do Azera e Tucson foi a mesmíssima coisa: Azera a preço Civic e Corolla e Tucson com preço de Golf e Focus. A diferença era gritante de alguns equipamentos e potência e fizeram os dois coreanos venderem muito.

    Brasileiro até aceita coisa desconhecida desde que ganhe uma vantagem real. Aquela moda de chineses vagabundos a olho nu não deu certo pq os carros eram piores do que os nossos que já eram ruins e custavam o mesmo só por ter perfumaria.

    • vi.22

      Um dos comentários mais sensatos que já li sobre os chineses no mercado

    • Toyo_Highlander fan

      Falou bem, mas interessante é que a Chery tem pouco falado do powershift de seus Tiggo 5xx. Estranho é esse cambio nos Fords ter sido uma bomba e num xing ling ter melhorado a qualidade?

      • Sino Weibo

        Foi a própria empresa que fez o cambio que resolveu o problema. E a Ford sabia disso, e poderia também ter resolvido, mas preferiu tirar tudo de linha.

        • alias, pra mim, tirou um dos carros mais bonitos que o mercado ja teve: New Fiesta.

          • Sino Weibo

            Fiesta hoje no mercado, com um bom câmbio e aquele motor, se bem posicionado nesse segmento entre 50 e 80 mil, estaria no top 5 com certeza. Na Europa ele vende super bem, e até mesmo o Focus. Aqui no Brasil nem o Escort chinês eles trazem.

            • A Ford poderia ter mudado de plataforma, seguindo a ideia de fazer um “sandero”, com toda certeza, o design ainda continuaria bem bacana, e o espaço, que era o calcanhar de aquiles, não teria mais problemas. Pra que Ka, se tem o fiesta…

          • Rafael

            New Fiesta, Focus e Fusion. Geração de ouro no quesito designer

      • Cesar

        O de longa duração da 4Rodas estava com Parkinson também. Então tenho minhas dúvidas de que a Chery tenha realmente consertado este câmbio.

      • João Senff

        Já tem casos inclusive o da quatro rodas que o carro esquenta o câmbio e não sobe ladeira trepida de mais em segunda …

        • Rafael Neves

          em 2016 tive um NF Sedan com PS e era isso mesmo… trepidava demais em saídas de lombadas e ou entradas em vias rápidas… a Ford chegou a trocar o cambio e por uns 4 mil km funcionou bem depois começou a apresentar os mesmos problemas de sempre… troquei meu carro e me livrei do NF quando ainda era novidade, não perdendo tanto valor de mercado na época

          • João Senff

            A Caoa diz que é características de projeto aí atualiza o câmbio some por um tempo poucos km e volta só ver a novela que tá o teste dos 60 mil km do Tiggo 5x da quatro rodas.

            • Rafael Neves

              Eu é que não pego mais câmbio de dupla embreagem. Infelizmente não é confiável

        • Toyo_Highlander fan

          Eu vi isso, saiu na Quatro Rodas de Janeiro

    • A versão mais vendida do Tiggo 5X é a TXS, que custa R$ 102.990. A versão de entrada, que responde a menos de 20% das vendas, custa R$ 91.990. No lançamento, o Tiggo 5X de entrada custa R$ 86.990, e o topo de linha, R$ 96.990, sendo sempre esta versão a mais vendida. Não demorou seis meses, e ele subiu para R$ 98.990. Ou seja, fabricando no Brasil, muitos clientes topam pagar R$ 100.000 num carro de marca chinesa.

  • Marcio da Rosa

    Sr. Satán Barreto. Pois é a pergunta te eu te faço é: Posso executar a missão Chefe?

  • Toyo_Highlander fan

    O cara tem que ter cabeça de camarão mesmo pra deixar de levar um Compass para levar uma ogiva xing-ling dessas. Quem tiver seus xings products, escondam de mim.

    • Dudu Pimentel

      Vc diz isso, pq não pensa em custo-benefício…se pensasse e pesquisasse, veria que os chineses oferecem produtos com custo-benefício interessante e torna tentador ter um.

      Obs: isso não quer dizer que eu teria um chinês, embora ache uns bem bonitos…só estou explicando o motivo de tanta gente optar pelos chineses, ainda mais se estiverem à procura de um carro completo, mas com orçamento limitado.

    • Joao Victor

      Não gostou? NÃO COMPRE é simples, se não gosta de “xing king” e prefere a Boa e velha Toyota, dê 250 mil em uma rav4, encha os bolsos dos japoneses de dinheiro e seja feliz.

      • EXatamente joão, o problema do povo é querer se meter no gosto alheio… E nesse mimimi de ” ain eu não compro chines, longe de mim, eu não compro frânces, longe de mim ” .. sendo que o dinheiro é do Fulano e não dele e o cara fica se metendo, na vida do outro. Povo mesquinho é osso… E isso vale pra carro elétrico x combustão. Não gosta de carro híbrido/ elétrico, compra a combustão e pronto. Esse povo puxa encrenca por tudo mesmo.

    • Henrique12

      Cuidado com o fã clube dos carros chineses kkkk

      • Sino Weibo

        Que aliás vem crescendo a cada dia. Mas vamos concordar que esse tipo de comentário malhando carros chineses já ficou chato, os kras melhoraram e muito e investiram pesado e concorrência é sempre bom, algo que brasileiro reclama tanto que não tem, mas ae quando aparece ficam malhando falando pra todo mundo comprar Compass, Corolla e cia, ou seja, os mesmos de sempre que vivem criticando? Dá pra entender?

        • Exatamente… isso sem contar que querem mandar no dinheiro dos outros né.. ” ain não, mais valia ter comprado Corolla ” kkk… isso é uma chatice.. Tipo o dinheiro é teu e os outros que dão pitafo, em qual carro deve comprar? O ser humano, as vezes passa dos limites. E olha que a Hyundai no começo, era malhada e hj em dia, é a queridinha, com o seu HB20.

  • Antonio Andrade

    Design bem agressivo e bonito…O que mata na JAC é o pós venda, que na vdd deveria ser o diferencial, pois as peças vem da China, só que nesse caso, não rola a grande oferta de produtos chineses (como em outros nichos) e sim um escassez dessas. Se a JAC implementasse um pós venda agressivo a coisa mudaria de figura bem rápido.

    • Jr

      Pois é, mas o problema é o habib que representa a Jac no Brasil, é o típico empresário brasileiro, faz muito pouco e quer ganhar muito

  • RKK

    “O modelo terá também o 1.5 Turbo de 150 cavalos e 21,5 kgfm, o mesmo do irmão T60”

    -Parece que a China ainda não domina totalmente a tecnologia de injeção direta.

    • Jorge Castro

      Nao e esse o caso la a tara nao e potencia como aqui e sim espaço , e so ver a quantidade de carro com motores com baixa potencia expecifica e a quantidade de carros que tem o entre eixos alongado la

    • Jr

      O Chinês põe conforto, espaço e tecnologia embarcada no automóvel em detrimento da potência no motor

  • Marco Correa

    X4? A BMW não vai reclamar?

    • Pablo Henrique

      Na China? Pode reclamar a vontade que não dá em nada. Caso seja vendido em outros mercados eles colocam outro nome.

  • Mayck Colares

    Podiam era trazer esse no lugar do t60 que acabou ficando com um design genérico.

  • João Senff

    Frente de VW e traseira de Kia.

  • Luiz Felipe S. Silva

    Parece um kia

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email