Crossovers Elétricos Jaguar Mercado

Jaguar I-Pace terá assistência para recarga no Brasil

Jaguar I-Pace terá assistência para recarga no Brasil

O Jaguar I-Pace se tornou realidade no mercado europeu e ainda não tem previsão de chegada ao Brasil, mas sua vinda é certa, segundo ouvimos no lançamento do E-Pace, em Indaiatuba-SP. O crossover elétrico lançado oficialmente em Genebra foi apresentado ao mundo como o primeiro carro movido por energia da marca inglesa e não deverá ser o único, visto que a empresa planeja ter versões elétricas de todos os seus modelos a partir de 2020 e isso inclui também a Land Rover, além de rumores que apontam para um XJ apenas elétrico.


Tão logo surgiu na mostra suíça, o Jaguar I-Pace rapidamente apareceu no configurador da marca no Brasil, oferecido em três versões e todas personalizáveis. Elas podem ser salvas e enviadas para a empresa como um pedido de informações futuras. Segundo Vinícius Frata, manager de produto da Jaguar Land Rover, o configurador nesse momento serve para o cliente buscar mais informações sobre o produto.

Jaguar I-Pace terá assistência para recarga no Brasil

Questionado sobre o tamanho das rodas no configurador, que são somente de aro 20 polegadas, Frata explicou que existem restrições de tamanho em diversos mercados, por isso na Europa o elétrico utiliza rodas até aro 22 polegadas, o que provavelmente não ocorrerá no Brasil. Ainda sobre a vinda do I-Pace, a Jaguar não pretende apenas trazer o crossover elétrico e coloca-lo no mercado sem uma preparação diferenciada.


A ideia é dar suporte ao cliente do I-Pace, visto que o Brasil ainda não possui uma infraestrutura adequada para atender os carros elétricos. De acordo com Frata, pontos de recarga em concessionários, por exemplo, são uma alternativa para os proprietários. A empresa estuda outras possibilidades e até parcerias, assim como um treinamento especializado para a rede – atualmente com 39 revendas – atuar no suporte ao modelo.

Jaguar I-Pace terá assistência para recarga no Brasil

Como apenas as concessionárias de energia podem comercializar eletricidade ao consumidor final, serão estas empresas que acabarão por prover a infraestrutura necessária de modo geral, observa Frata. Haverá ainda um modelo de venda de energia específica para veículos. Mas, como bem observou, hoje a autonomia oferecida pelo I-Pace, que é de 480 km, é suficiente para atender a maioria dos clientes. Além disso, o consumidor desse tipo de veículo tem pelo menos um ou dois imóveis em seus destinos regulares fora da cidade de residência, seja no campo ou na praia, ou mesmo em ambos.

Junto com o I-Pace, o cliente terá ainda a opção de um carregador rápido doméstico, que permite uma recarga completa em duas horas. Em relação ao vídeo comparativo de performance do modelo com o Tesla Model X, amplamente divulgado pela marca, Frata diz que existem muitas diferenças entre os dois e que a proposta da Jaguar não é vender um conceito ou carro disruptivo, mas um produto tradicional, com volume.

Jaguar I-Pace terá assistência para recarga no Brasil

A Jaguar também não pensa em oferecer carros autônomos sem direção ou pedais, como algumas marcas já estão propondo. Mesmo que haja condução 100% autônoma, sempre haverá opção do condutor assumir o carro por completo. No que diz respeito ao preço, não há estimativa atual para um valor do I-Pace no Brasil. Em cada mercado, ele atuará de forma diferente daquelas que estão sendo anunciadas nos EUA e Reino Unido, referentes aos valores.

Ou seja, o Jaguar I-Pace, quando chegar ao Brasil, não será tratado como algo fora do comum dentro da marca, mas como um carro de luxo normal, que apenas não utiliza combustível fóssil ou vegetal como fonte de energia, embora a marca prepare uma assistência por conta da necessidade de recarga.

Jaguar I-Pace – Galeria de fotos

Evento a convite da Jaguar.

Jaguar I-Pace terá assistência para recarga no Brasil
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email