Jeep Preços SUVs

Jeep Compass tem aumento de preços em janeiro

jeep-compass-sport-4x4-12 Jeep Compass tem aumento de preços em janeiro

O Jeep Compass 2018 teve seu primeiro aumento de preços em 2018. O SUV médio da marca americana agora parte de R$ 109.990, um acréscimo de R$ 2.000 ao preço do veículo. Isso é na versão de acesso, a Sport. Porém, quando se verifica a intermediária Longitude, a diferença aumenta para R$ 3.000 no caso da versão Flex e R$ 3.700 com motor diesel.



Na versão Limited, as diferenças de preço são de R$ 2.000, quando equipado com motor Tigershark 2.0 Flex, e R$ 3.500 com o motor diesel Multijet 2.0. Por fim, a versão topo de linha Trailhawk ficou R$ 4.000 mais cara. No configurador do Jeep Compass 2018, um detalhe interessante é que a versão Sport 2.0 Diesel 4×4 não está mais disponível.

jeep-compass-sport-4x4-12 Jeep Compass tem aumento de preços em janeiro

A série especial Night Eagle, que foi lançada em outubro de 2017, passou de R$ 119.990 para R$ 122.990 na versão Flex, enquanto a diesel pulou de R$ 146.990 para R$ 150.490. Ou seja, ficaram R$ 3.000 e R$ 3.500 mais caras, respectivamente. Com esse aumento, o Jeep Compass Trailhawk 2018 alcança agora R$ 188.390 completo. Mas, se você achou que o top de linha é o mais caro com os opcionais comuns, então saiba que a Limited Diesel chega a R$ 188.580.



Como curiosidade, se todos os acessórios disponíveis no configurador e mais a cor Branco Polar perolizada forem adicionadas, o SUV da Jeep alcançará R$ 209.066! Mas se isso já lhe parece algo muito caro, então imagine a versão Limited Diesel com pintura perolizada em dois tons, opcionais e todos os acessórios possíveis – que são configuráveis no próprio site – por R$ 247.375! São R$ 82.885 em itens extras, o que daria para comprar um Jeep Renegade Custom Flex com alguns opcionais…

jeep-compass-sport-4x4-12 Jeep Compass tem aumento de preços em janeiro

Líder dos utilitários esportivos em 2017, o Jeep Compass 2018 emplacou quase 50 mil unidades no ano passado, superando o então bem-sucedido Honda HR-V. Com motores Tigershark 2.0 Flex de até 166 cv e 20,5 kgfm ou Multijet II 2.0 Diesel com 170 cv e 35,7 kgfm, o SUV oferece transmissão automática de seis marchas na primeira opção e automática com nove marchas na segunda, esta sempre com tração nas quatro rodas e modos de terreno. Compartilhando a plataforma com os Jeep Renegade e Fiat Toro, o modelo fecha o trio de sucesso da FCA no mercado brasileiro.

Confira abaixo os antigos e os novos preços do Jeep Compass 2018:

  • Jeep Compass Sport 2.0 Flex 4×2 – R$ 107.990 – R$109.990
  • Jeep Compass Longitude 2.0 Flex 4×2  – R$ 115.990 – R$ 118.990
  • Jeep Compass Night Eagle 2.0 Flex 4×2  – R$ 119.990 – R$ 122.990
  • Jeep Compass Longitude 2.0 Diesel 4×4 – R$ 142.790 – R$ 146.490
  • Jeep Compass Night Eagle 2.0 Diesel 4×4  – R$ 146.990 – R$ 150.490
  • Jeep Compass Limited 2.0 Flex 4×2 –  R$ 134.990 – R$136.990
  • Jeep Compass Limited 2.0 Diesel 4×4 – R$ 160.990 – R$164.490
  • Jeep Compass Trailhawk 2.0 Diesel 4×4 –  R$ 161.990 – R$ 165.990

Agradecimentos ao Ricardo.

COMPARTILHAR:
  • Lucas086

    Nunca teve sport diesel 4×4… e já estamos mais caro que longitude na época lançamento… Quanto mais elogiamos, mais eles sobem.

    • Adrian

      Exatamente foi erro de digitação a versão que saiu foi a Sport flex 4×4.

  • Geraaaaldo

    Sobe pq tá vendendo

    • Lucas Alves

      Até parece que a dona FCA que vê as vendas caírem! Ô loco meu!

      • Geraaaaldo

        há muitos mais elementos na equaçao

    • vicegag

      Mas no Brasil, até quando não está vendendo quase nada, eles aumentam os preços, aqui a única regra dos preços é, para cima e se possível com constância mensal.

      • Pedro Neto

        Quando a regra geral e outra. Se vende mais baixa os preços pois ganhA em economia de escala

  • Roberto Dias

    E lá se vai mais um “bom” custo x benefício

    • Matthew

      Brasil é um país de m* mesmo! Antes alegavam que a alta capacidade ociosa das fábricas instaladas no país aumentava o custo de produção. Ano passado houve aumento no número de vendas, exportação e produção. A inflação dizem ser a menor dos últimos 20 anos, câmbio estável, reforma trabalhista que supostamente reduziria custos para o empregador (palavras de executivo ligado à indústria automobilística) e o consumidor só leva ferro, de todos os lados.

      Hoje fui a um posto de saúde e tinha um Compass novinho parado no estacionamento dos funcionários. Essa maldita plutocracia do funcionalismo público que é o maior responsável pelo rombo na previdência e tem esses salários absurdos muito aquém do que produzem e/ou fazem para a população. Piada.

      • leomix leo

        Fui falar isso a um concursado, ele me disse que se eu não tinha capacidade de passar em um concurso, que eu estudasse mais para passar em um. Respondi a ele que se só existisse emprego de concurso o país já estaria quebrado faz tempo. Hoje sou empresário e dobro o salário dele de concursado Federal.

        • MauroRF

          E você produz, ele produz nada ou pouco.

          • Alexandre Maciel

            Por essa razão que, como servidor, eu sou a favor de análise de desempenho e produtividade dentro da Administração Pública.

            • MauroRF

              Sim, estou totalmente de acordo, aliás, eu sempre digo isso. É dose toda vez que tem que ir a uma repartição pública e ver 90% dos caras fazendo corpo mole. Sobre as gratificações acima, você tem razão, minha tia trabalhou como secretária na Unifesp em Sampa e, quando se aposentou, tudo o que era gratificação ficou para trás.

              • Alexandre Maciel

                Pois é. E digo até mais: muitas vezes há uma equipe que efetivamente não faz corpo mole. O problema maior em muitos órgãos públicos é o excesso de servidores em alguns locais, enquanto outros mais carentes, e que consequentemente exigem mais dedicação, ressentem-se de pessoal. Não há uma profissionalização da gestão de pessoas no serviço público e o corporativismo é um dos grandes responsáveis por isso. Em razão disso é que eu acho que o estabelecimento de metas seria interessante. É assim na iniciativa privada. Por que não pode ser no serviço público, exatamente o setor que deveria dar maior retorno ao seu cliente por conta de subsistir às custas da arrecadação de impostos?

                • Matthew

                  Concordo com o que disse. Mas de qualquer forma eu não consigo imaginar qual cargo num Posto de Saúde de bairro possibilite alguém comprar um Jeep Compass zero quilômetro. Quando eu fiz estágio numa repartição pública era a mesma coisa. O prédio era antigo e sem manutenção, o computador que eu usava era de um dos funcionários, instalaram um monte de aparelho de ar condicionado nas salas e às vezes a rede não aguentava a força caía, tinha que esperar 10 minutos pra religar tudo. Mas vc olhava no estacionamento, o pior carro que tinha era Fiat Grand Siena recém-comprado e os outros era IX35, Ford Ranger, Civic…

                  • Ricardo Leite

                    Médico.

            • SDS SP

              Parabéns pela sensatez. Boa parte dos seus colegas não pensa dessa forma.

        • SDS SP

          É sempre esse argumento tosco e egoísta. Pensa que o mundo gira em torno do próprio umbigo.
          Boa parte da minha família mora no Nordeste e em certas regiões não há muitas opções na iniciativa privada. Você presta concurso público ou vai empreender. Fico feliz que tenha escolhido a segunda opção.

          • MauroRF

            Não precisa ir muito longe: tem muita cidade no interior de SP que só funciona via cargo público ou empreendendo. Emprego mesmo, quando tem, é no comércio local ou em pequena indústria, e com salário miserável. Em Itapetininga, onde morei por três anos, é bem assim. Aliás, eu fui morar lá com aquela ideia de que morar no interior é melhor. Não é bem assim, pois muda muita coisa. Vai depender de a pessoa aceitar a realidade do interior (eu falo da realidade mesmo e não daquela coisa bonita que a gente imagina aqui na cidade grande). E depende de qual interior: aquele de cidades como Sorocaba, desenvolvido, com seus problemas, ou aquele da cidade pequena-media, com pouco desenvolvimento e também outros tipos de problema? Eu voltei para minha cidade (Santo André-SP) e estou feliz da vida hoje.

            • Alexandre Maciel

              A situação de muitos municípios é assim exatamente porque, de fato, não deveriam ser municípios. Na década de 90 houve corrida em massa por emancipações. Com isso se criam Executivo (Prefeito, vice, assessores, servidores, cargos comissionados, etc.), Legislativo (vereadores, assessores, servidores, cargos comissionados, etc.) e, em regra, Judiciário (juiz, promotor, servidores, cargos comissionados). No documento do link abaixo, por exemplo, diz-se que em SP criaram 73 Municípios entre 1991 e 2000. Quem paga a conta? O país inteiro visto que Municípios recebem, por repartição de receitas, verbas da União. Em termos locais, regionalmente recebem dos Estados.

              http://ipea.gov.br/agencia/images/stories/PDFs/livros/Capitulo1_30.pdf

              • Louis

                Exato, muito município pequeno só existe para abocanhar verba da União, praticamente nada produzem e a população vive em função dos carguinhos públicos. São municípios parasitas, só sugam.

        • Nelson Oliveira

          Eles só usam esse argumento, como se não tivesse capacidade, mas esquecem que o empresário que leva o ferro do Governo, com enxurrada de impostos e várias coisas. A questão é que brasileiro acostumou a gostar de Estado gordo, e por isso tá um país quebrado, gastando mais do que arrecada (que não é pouco) e dá retorno 0. Não sou empresário, mas trabalho em um cargo de supervisão e vejo pelo Diretor da empresa, que põe mesmo a mão na massa, o quanto que empresário é odiado pelo povo e pelo Governo, principalmente

        • Luis Burro

          Sim,mas a iniciativa privada produz mas explora tbm.O meio termo seria o ideal,afinal eh muito dinheiro gasto com salarios astronomicos mas ngm consegue ainda a ser equivalente
          a uma maquina.

        • Luis Burro

          E depende.Grave problena no brasil eh a coerencia.Pessoal usurpa muito mais do q dah em troca.
          Em nenhum lugar isto vai dar certo.

      • Alexandre Maciel

        Bem, infelizmente devo discordar de você. Como servidor que ingressou depois de 2003, aposentar-me-ei pela média e, claro, com valor abaixo do que recebo na ativa exatamente porque os vencimentos de qualquer servidor público são cheios de “gratificações”, i.e., aqueles valores mensais sobre os quais não se paga previdência ou IR. Ademais, meu salário não é absurdo, tanto que, como comentei acima, estou no curso do quinto ano com o mesmo veículo. O fato é que as carreiras que pagam os maiores salários não representarão o maior volume de despesa previdenciária. O problema está nas benesses que foram concedidas até a Constituição e, também, até a emenda de 1998 (anuênios, incorporação de funções, concursos internos para mudança de cargo, possibilidade de levar a função comissionada ou o cargo em comissão para a aposentadoria, etc.). O alarde que o governo promove a respeito da previdência e a campanha contra os servidores públicos tem muito mais a ver com má gestão do que com prejuízo efetivo.

        • Matthew

          Não leve para o lado pessoal. Eu também conheço funcionários públicos que têm uma renda “normal” e trabalham honestamente. Comentei um caso particular. Não consigo imaginar em qual cargo dentro de um Posto de Saúde seja possível ganhar bem o suficiente para comprar um Jeep Compass zero quilômetro. Me parece ser mais um caso de funcionários que ingressou antes de 2003 com os benefícios que você mencionou. Mas é fato que e a maior parte do rombo da previdência é sobre o funcionalismo público da geração que já está aposentada no momento. As regalias que foram suprimidas para aqueles que ingressaram após 2003 só terá efeito sobre a previdência daqui umas duas décadas. Hoje estamos pagando pelos excessos de quem se aposentou até há uns 10 anos atrás no máximo.

          • Ricardo Leite

            Amigo qual o cargo mais típico em um posto de saúde? Médico… Já viu médico neste pais andar de Palio?

            • Francisco Helio

              Daqui a no máximo 10 anos, com a abertura de dezenas de faculdades de Medicina promovida pela gestão petista e sacramentadas na gestão Temer, associada a mas algumas centenas de brasileiros formados em Medicina vindos da Bolívia, Paraguai, Cuba e Argentina; teremos médicos andando de QQ e fazendo UBER para completar a renda. Anotem isso!

              • guestlouco666

                relaxa, o temer ja entrou no jogo e brecou novos cursos, consulta de 5 min continua 500 reias.
                segue o jogo

              • Mr. Pennybags

                Esse processo já vem desde FHC e tem perdurado. Quem se forma em Medicina hoje já não está mais ganhando como há 10/15 anos atrás. O médico com 2/3 anos de formado hj que ganha em torno de 10 mil limpo e trabalhando MUITO.

            • Alexandre Maciel

              Dificilmente um médico ocupa cargo. Prefeituras e Estados, em regra, não realizam concurso. Não pode ser federal também porque não há carreira federal para médicos, o que, aliás, é uma reivindicação dos mesmos. Os médicos trabalham sob regime de contrato e, caso não façam plantão, não conseguem manter um alto padrão só com o dinheiro do posto. Trocando em miúdos, ganham muito mas para isso, via de regra, têm uma vida atribulada e sem horários. O caso que citei acima, de um primo, é exatamente assim.

              • Ricardo Leite

                Em geral, um médico não renomado, tem dois, três empregos, isso eh comum, com isso fazem uma renda liquida mensal em torno de 20 25 mil… Suficiente para comprar seus Compass, HRV´s…

                • Alexandre Maciel

                  Exatamente. Às custas de muito trabalho e numa rotina que não proporciona qualidade de vida.

          • Alexandre Maciel

            Tenho um primo que trabalhava num posto de saúde e anda num Fusion Titanium AWD, comprado 0Km. É médico. Como disseram os colegas, é a atividade que proporciona ter esse veículo.

            Sobre as aposentadorias, faço pareceres em procedimentos desse tipo semanalmente e posso garantir que ainda há muitas pessoas que gozarão dos benefícios que citei por conta da baixa idade ao tempo em que ingressaram no serviço público. Outro problema é, também, a idade em que já podem se aposentar. Posso dizer que, das últimas 20 aposentadorias que analisei, 15 foram de mulheres e todas com menos de 55/56 anos. Aí você pega uma pessoa nessa faixa, paga um salário entre 15 e 20 mil brutos e consegue compreender o grupo a que o governo federal se refere; é o grupo que provavelmente perceberá por tempo quase equivalente àquele que passou contribuindo. Entretanto, essas pessoas não são a maioria atualmente no serviço público. Há uma enorme massa de servidores que entrou antes de 2003 e, embora tenha garantidas a paridade (reajuste da aposentadoria quando houver reajuste do servidor ativo) e a integralidade (leva para a inatividade o que recebia quando ativo), não incorporou muitos anuênios e, menos ainda, parcelas de funções/cargos em comissão.

            Como falei, o alarde do Executivo não tem propriamente ligação com a situação do serviço público. A verdade é que, honestamente, o lobby do setor bancário tem pesado nessa história já que há clara intenção de favorecer planos de previdência privada. Na conta também entram as dívidas bilionárias das empresas.

            Enfim, acho que há medidas que devem ser tomadas para sanear a previdência mas isso exige, acima de tudo, discussão, debate, contas e transparência. Como estamos no Brasil, infelizmente é mais fácil eleger um algoz e empurrar à força as medidas que os amigos da Corte solicitam.

      • Freaky Boss

        reforma trabalhista , para grande empresa, vai “render” é no longo prazo. Aliás, se não me engano, teve uma medida judicial impedindo de utilizá-la para contratos vigentes, ou seja, é coisa para médio prazo e acho que quem mais pode levar proveito são os pequenos e médios empresários.

        • Matthew

          Não acho tão longo prazo assim. Se abrirem um novo turno para aumentar a produção, já é possível contratar no novo regime. E como eu mencionei, foi um executivo do próprio setor que alegou que a reforma seria benéfico e eventualmente podia até reduzir o preço dos carros. A lei não faz distinção entre empresas pequenas, médias e grandes, então qualquer uma delas pode aplica-las e já se faz notar. Um colega de faculdade recebeu uma oferta de emprego no qual o regime de trabalho seria seria das 8 às 18h00 de segunda a quinta, e só de sexta-feira das 8h00 às 17h00, pro mesmo salário de quem trabalha 40 horas semanais que o padrão até então. E esse foi só um exemplo de como o cidadão tá se ferrando de todos os lados.

          A própria reforma da previdência é mais no sentido de preservar os privilégios dos que têm aposentadorias obscenas impondo regras pesadas sobre os trabalhadores comuns que ganham até dois salários. Pra não falar dos aumentos semanais no preço dos combustíveis, da tarifa do transporte público com serviço prestado cada vez pior… me parecem claras as desvantagens

      • Luis Burro

        Pior do funcionalismo eh q todo ano parecem fazer greve pra aumentar salario.

  • Hugo Leonardo

    O Renegade também ganhou uma valorização de preços.

    • Tosca16

      Virou VW agora foi ? Porque segundo um outro blog aí só tem “valorização” de preços os VW, o resto é aumento mesmo kkkk

      • MauroRF

        Ou prosperidade de preços, kkkkkkk. Tanto que a gente zoa direto aqui falando que tal carro prosperou, kkkkk.

        • Tosca16

          kkkkkkkkk, né isso.

      • guestlouco666

        aquele blog eh de humor, soh pode
        outro dia o cara me compara polo com onix e diz q o onix q parece o gol
        kkkkkk

  • Cláudio Modesto

    Não dá mais pra comprar carro no Brazilzilzil.
    Ainda tem o seguro e o IPVA todo ano dessa beleza ai.

    O mais legal é que a galera financia em torno de 50% a 70% do carro, pagando juros módicos (os maiores do mundo).

    • Lucas086

      Sobre o juros vou falar: é menos caro financiar 40 mil na Jeep do quê 20 na Toyota.

      • Francisco Helio

        Apesar dos juros, a RAV4 baixou de 160, no lançamento, para 140, e tem uma versão de 130… e vem do Japão!

        • Lucas086

          Com painel de corolla gli e sem travamento das portas ao rodar? Qq concorrente é melhor que a Rav4.

  • Danillo Santos

    Com certeza está caro, porém, nenhum concorrente direto conseguiu ainda chegar perto desse valor… E como tá vendendo bem, tome aumento de preços

  • Adauto Vieira Dias Júnior

    Passa até a vontade de ter carro 0km!

  • Maycon Farias

    Lamentável. Venezuela está chegando, só não vê quem não quer!

    • Ricardo Leite

      O que tem a Venezuela com o aumento dos preços das montadoras Brasileiras? O governo de plantão por acaso aumentou os impostos este mês? muito pelo contrário, fez foi a reforma trabalhista amigo… Este Cartel das montadores vem desde sempre, na década de 70(Militares) só existiam 4 montadoras no pais, o cartel era ainda pior!!!

      • Maycon Farias

        Foi apenas uma metáfora! A não ser que quando um popular atingir 100 mil reais o mercado de automóveis ainda venda bastante, ai eu vou dizer que os Brasileiros são os mais ricos do mundo.

  • Razzo

    Aumento generalizado de preços dos veículos no Brasil no início de 2018 mesmo com inflação proximo de zero e dólar estável. A supressão do super-IPI para importados (com término do INOVAR AUTO) deve dar um fim à está farra destas multinacionais aqui instaladas.

    • yurieu

      Esse super IPI já caiu.

      • Razzo

        Pois é…

    • Fanjos

      Vim para avisar que a Farra continua
      Keep the party going!

      • leomix leo

        😭😭😭😭😭😭

      • MauroRF

        Hahahahahaha.

    • Rafael Lima

      Nem adianta pq alguns importadores afirmaram que não vai ter diminuição de preço pois tiveram prejuízos demais

  • Alexandre Maciel

    12 mil reais de aumento na versão de entrada do lançamento para cá, i.e., num período de 15 meses. Bem, eu estou no curso do quinto ano com meu veículo atual e pelo visto vou passar mais algum tempo com ele até trocar… por um usado.

    • yurieu

      Eu sou formado e desempregado, sem carro.

      • Alexandre Maciel

        Infelizmente não sou empresário e não tenho como lhe ajudar. Desculpe-me.

    • Diógenes P P Filho

      Eu tb. amigo. Enquanto o meu Renault Fluence 2014 estiver em condições vou ficar com ele. Não tenho a mínima vontade de ter que pagar mais R$ 70.000 no mínimo para trocar por um carro semelhante zero. Voltamos ao tempo da da instabilidade financeiras antes do plano Real, quando se passava 10,15, 20 anos com um carro. Hoje em dia tá difícil do mesmo jeito!

      • Rafael Lima

        Amigo 70 mil vc compra um Versa hoje em dia, um carro como seu Fluence tá batendo os 100 mil

  • MauroRF

    Um colega meu comprou uma Longitude Diesel. A básica estava 143 e não tinha coisas como 7 airbags (pacote Safety), teto solar (pacote só com teto solar elétrico), farol de xênon, som premium, espelho eletrocrômico, sensor de chuva/luz (pacote Premium) etc. (vejam lá no configurador). Ele queria ela assim mais completa e pagou 160k. O que eu fiquei besta foi um carro desse valor não oferecer essas coisas já de série. A mesma Longitude (com esses opcionais) com motor 2.0 Flex sai 134k ou 119k a básica, com 2 AB.

    • Rafael Lima

      Por isso levaria um 3008 ou Equinox, a FCA é uma palhaça com esses opcionais idiotas

  • MauroRF

    O Fanjos está atrasado hoje, kkkkkkk.

    • Fanjos

      Tarda mais não falha

      • MauroRF

        Hehehehehe, eu sabia que você não nos desapontaria.

        • Fanjos

          Eu avisei que vinha mais prosperidade… É vai ter mais em breve, muito em breve!

          • MauroRF

            Hehehehe, os caras nunca o desapontam (de vez em quando aprontam, mas é pouco). Estou aguardando ansiosamente a prosperidade do Polo. Quando acontecer, vai ser a prosperidade (notícia) mais comentada.

            • Fanjos

              Uma abelhinha contou, que a valorização chega pouco depois do Sedan e o presente pode chegar a 2k…bem gostoso.
              Aliás a VW não está mais aceitando encomendas do Polo até meados de março advinha para que??
              … Acertou se vc falou que é para esperar a prosperidade antes dos próximos pedidos xD

              • MauroRF

                KKKKKKKKKKK, antes de ler a sua última frase, pensei exatamente no que escreveu na última frase. Estou aprendendo! Quem fez encomenda antes, se prosperar, paga o valor menos próspero ou paga o prosperado quando faturar?

                • Fanjos

                  Sabe que não sei, acho que não, o meu já paguei, então imagino que não, o problema é o tempo é 60 dias e sem choro

                  • leomix leo

                    Pegou um polo mesmo Fanjos??? Faça uma avaliação da compra e uma opinião do dono para o Blog.

                    • Fanjos

                      Bom como falei, deve demorar um bocado, mas faço sim se o pessoal quiser.
                      A minha encomenda é da versão completa incluindo o painel digital, menos o banco de couro que nao gosto.

                    • leomix leo

                      Vlw, agradeço desde já, e outra, se prepare para as reduções de preços nos importados, aguarde e verás..

                    • Fanjos

                      Eu duvido muito, no Brasil apostar no pior é sempre o melhor, assim não tem decepção.

                    • Alexandre Maciel

                      Fanjos, cobraram-lhe o preço de tabela? Pergunto porque por curiosidade perguntei quando vi o Highline com TFT, couro, etc., e o valor com a pintura prata era de 77 mil (acho que uns 300 ou 400 reais a mais do que a tabela, salvo engano).

                    • Fanjos

                      Cobraram a tabela, só me deram o desconto na cor que pedi vermelho e não cobraram os 400 reais da pintura, que é meio ridículo cobrar mesmo pq é pintura sólida =/

                    • José Castro Neto

                      Pois tava barato esse aí seu frente ao que vi em Joinville. A ccs pedido uns 84mil no Polo. Dava quase 10 paus de ágio, ops digo PROSPERIDADE.
                      E o Golf 1.0 Confortline só com teto, 95 conto.
                      Lá a prosperidade se escreve com letras maiúsculas.

                    • Alexandre Maciel

                      Hehehe… nem sei por qual motivo fui falar. Fui pegar a bike onde havia deixado para arrumar umas coisas e, na volta, como a mesma css fica no caminho, parei com a namorada para ela dar uma olhada. Ela ficou empolgada e tudo… hahaha… porém, já tinha uma plaquinha com o valor de 79990… hahaha

                      Disse ao vendedor que daqui a uns 4 ou 5 meses, quando estiverem dando descontos, pode ser que eu volte, apesar de saber que não voltarei… rsrsrs… palhaçada, esse negócio de ágio.

                    • Mario

                      Teve coragem de comprar um mini-golf??? E ainda por cima completo? Fanjos, além de comediante é corajoso, hein? Quanto pagou?? 80k?

                    • Fanjos

                      73k e uns quebrados
                      Precisava de um carro pequeno, com motor bom, câmbio automático e seguro, não compro carro usado no Brasil (todo usado que comprei eu me ferrei).
                      O que sugeria no lugar então?

                  • MauroRF

                    Bastante tempo, achei que tivessem feito um bom estoque, pois a VW tem capacidade de produção alta.

                    • Fanjos

                      Pior que achei que estavam lotados com básicos para entrega mas nem, todos os vendedores falaram que a maioria dos pedidos são do confortline para cima.

                    • MauroRF

                      Interessante esse comportamento. Seria a “espartanice” das versões básicas o motivo de ter menos procura? Ou é a concorrência mesmo? Ele parte de 50k praticamente.

                    • Fanjos

                      Não sei dizer, mas admito que pela versão básica do Polo eu iria para outro carro, pq um carro de quase 60k com espelho manual é uma afronta, mas para compensar a Top de linha vem bem recheada

                    • Alexandre Maciel

                      Eu vi praticamente todas as versões. Confesso que, numa remota hipótese, se me dispusesse a comprar um, só compraria a versão top com TFT e ainda torcendo o pescoço para aquele porta-copos de brinquedo e para a falta de plástico inteiriço na tampa da mala. Afora esses dois detalhes, achei muito interesse a top com a imitação de couro.

                    • MauroRF

                      Te digo que a versão Comfortline com todos os opcionais também não achei ruim não.

                    • Alexandre Maciel

                      É realmente questão de gosto. Eu não pagaria o preço porque não achei interessante.

                    • MauroRF

                      Eu fui ver o Polo e meu foco foi ver da Comfortline para cima. Gostei do que vi e senti ao guiá-lo. Eu acho que a versão 1.6 está capada demais.

                    • Fanjos

                      Tb achei que as versões abaixo da confortline são inviáveis, parece que a VW fez de propósito para meio que obrigar pegar a versão TSI

                    • MauroRF

                      Desconsiderando a questão da segurança, eu compraria um Argo nas versões mais básicas (achei o acabamento dele melhor nas versões inferiores do que o Polo). O Fiesta SE ou SEL manual também não é um mau negócio se conseguir bons descontos (e consegue). Eu acredito que um SEL manual dê para levar por 56k, e aí ele é mais equipado que o Polo MSI, porém, o Polo é melhor em segurança já pelo fato de ter o airbag lateral. Agora, no “andar de cima”, eu acho o Polo mais negócio.

  • Tommy

    Não é atoa que só se vê Sport Flex nas ruas, ela é barata pra categoria, mas as versões equivalentes aos concorrentes são caríssimas e só valem a pena se a pessoa fizer questão de um carro diesel

    • EDU

      O que mais vejo e a Longitude em SP

      • MauroRF

        Vê mais Flex ou Diesel?

        • Uranium

          Em BH a maioria é flex, mas tem bastante diesel.

          • MauroRF

            Aqui em Santo André-SP (região do Grande ABC), o que mais vejo é a Longitude Flex, e a maioria branca, rs. Ontem vi uma azul, PQP, não fui só eu quem deu uma torcida no pescoço para vê-la, kkkkkk, estava rodando no Bairro Jardim (bairro nobre daqui), alguns minutos depois eu a vi estacionada na Rua Figueiras (no mesmo bairro, rua famosa pelas baladas aqui). Ela na cor azul chama bem a atenção.

            • Uranium

              Esse azul é sensacional mesmo.

          • Matthew

            Há de se considerar que muitas pessoas estão comprando automóvel com isenção tributária via CNPJ, portadores de necessidades especiais e produtor rural. No caso do estado de São Paulo, além da redução no valor do carro, ainda ganha isenção de IPVA. Como todo mundo já ganhou essa artimanha, hoje alegam qualquer coisa. O cara tem escoliose leve na coluna já dá um jeito de conseguir isenção.

            Recentemente descobri também que se você chegar numa livraria tipo a Cultura e chorar com o vendedor ele te faz o preço de site. Comprei um livro que na maquininha da loja tava R$ 225,00 por R$ 137,50 (preço no site). No Brasil eles adoram criar dificuldade pra vender facilidade.

            • MauroRF

              Meu caso, comprei uma Eco Titanium azul por 83k usando CNPJ.

              • Matthew

                Então, é isso o que eu tô falando. Como as montadoras sabem que muitos consumidores conseguirão redução no valor do carro de alguma forma, chutam o pau da barraca logo de uma vez. Mesma história da meia entrada do cinema. Fica um pouquinho mais barato pros estudantes e mais caro pro resto, porque alguém tem que pagar pela diferença, e com certeza não é o próprio cinema que o fará. O que ajudou as montadoras nesses tempos de crise foi justamente esse tipo de venda e para frotistas em geral.

                • MauroRF

                  Exatamente isso, você foi direto ao ponto. Um vizinho meu aqui do prédio comprou um Kicks usando o CNPJ dele também. Outro vizinho pegou Corolla para PCD no meio do ano passado (aquele Corolla basicão). E outro comprou um Renegade nos mesmos moldes. Meu oftalmologista, que coincidentemente mora aqui no prédio, comprou Creta mês passado, e usou o CNPJ dele também. Repare que, incluindo o meu caso, são cinco casos no mesmo prédio.

                  • Matthew

                    Pois é, e estamos falando de consumidores apenas. Imagina o tanto de rolo que tem envolvido com regime tributário das empresas. Comentei com o meu irmão que é advogado sobre a área tributária parecer estar em alta, e se ele sabia o motivo pra esse boom, a resposta foi: “advogado tributário serve pra pagar menos imposto”. Quanto mais burocrático é o sistema e mais exceções tem pra esse ou aquele grupo, mais desigual se torna o sistema tributário e ineficiente.

                  • Zé Mundico

                    E nem vou mais longe. A maioria dos meus clientes pessoa jurídica tem seus carros particulares usando o CNPJ da firma. É uma verdadeira febre…rsrsrs

    • yurieu

      Engraçado, aqui no RS vi a mesma proporção de Sport e TrailHawk.

  • yurieu

    60 mil dólares no nosso Compass made in Brazil.

  • Tosca16

    Se eu fosse a FCA já pensaria em fazer um modelo baseado no Compass pra ser um SUV da FIAT, tipo era a Freemont e Journey no passado… Imagino um Compass menos equipado, com a motorização 1.8 E-TorQ Evo como opção de entrada e o 2.0 Flex nas versões topo de linha; teria tudo pra ser um sucesso de vendas.

    • Zé Mundico

      Já tem, é o Renegade, ué!

      • Tosca16

        Nada haver…

        • Osni Duarte

          Nada “a ver”.

          • Tosca16

            Brigado, digitei rápido…

    • Zé Mundico

      Fiat e Jeep não podem lançar o mesmo modelo senão vão bater cabeça.

      • Tosca16

        Comprador de Fiat é diferente de comprador de Jeep; Fiat entregaria menos requinte, menos equipamentos e consequente faixa menor de preços…. o trunfo seria apenas a maior rede de concessionárias. E o sucesso poderia ser o mesmo da Toro, focando muito em vendas diretas.

        • Zé Mundico

          Rapaz, você acha que a Fiat iria lançar um carro para bater cabeça com a Jeep?…kkkkkkkkkkkkkkk

          • Tosca16

            Rapaz, cliente de Fiat como lhe disse é outro; só disse pra pegarem a plataforma do grupo FCA e fazer uma versão menos equipada e com motorização inferior e por na marca de menos valor, FIAT; já tivemos isso no passado, Journey Dodge vs Freemont Fiat .

  • Fanjos

    10% de aumento em 1 ano…. Aumento bão

  • Diógenes P P Filho

    Que palhaçada. A inflação dando “míseros” 2,5% e essas montadoras não tem limite para aumentarem os valores de seus carros. Povo burro que compra essas porcarias fabricadas neste país governado por uma organização criminosa. Ainda bem que eu já aprendi a lição. Só vou trocar meu carro depois de, no mínimo, 7 anos de rodado e vou comprar um usado. Carro zero só pra quem tem muita grana, ou quem não tem pena dela!

  • Ítalo Figueirôa

    Deus me livre, kkkkk.

  • Asamy Castro

    Está ficando quase inviável comprar carro!

  • Leonel

    Queria que o meu salário pudesse “prosperar” tanto quanto o aumento dos carros neste país. Imagina se tivéssemos com dólar batendo a casa dos R$4 reais e inflação em alta…não sei mais o que tem que fazer com esse país, talvez devolver aos índios, sei lá…está difícil!

    Só para complementar, ficou ridículo os preços agora…

  • Rômulo Júnior

    Fico aqui imaginando os preços daqui a 10 anos e também como vai está o salário mínimo neste mesmo período

    • Fanjos

      Compass 2028 Elétrico básico com autonomia para 120 km – HuE$ 309.990,00
      Salario minimo HuE$ 1.090,00

      Essa previsão saiu de graça…de nada.

      • Maycon Farias

        Baba vanga Brasileiro. rsrsrs Foi muito otimista. Quem vai estar custando 309 conto em 2028 é o Renegade. Esqueceu da matéria mostrando que o dois irmãos já passam dos 200 com tudo incluso?.

        • Fanjos

          Mas estou falando da versão básica de entrada =p

  • NaoFaloComBandeirantes

    Enfiiiiiiiiiiia a faca.

  • Freaky Boss

    O longitude ter só airbag duplo (não é isso mesmo?) custando $118 mil é realmente para atestar que brasileiro não valoriza a segurança mesmo. Cada um compra o que quer, mas uma pena, pois isso direciona todo o mercado para um lado que na minha opinião não é bom.

  • Freaky Boss

    2 familiares meus têm esse carro. Já até dirigi em estrada, etc.
    Acabamento é excelente. nível premium. Posição de dirigir boa. Confortável. Motor gasolina não é muito esperto mas não deixa a desejar. E o porte do carro é bom, não é gigante e não é pequeno demais. Porte ideal na minha opinião.
    Um bom carro, mas pra mim acho muito “pelado” quanto a ítens de série nas 2 versões de entrada (sport e longitude).
    EU não compraria de jeito nenhum por esse motivo, mas entendo o sucesso que está fazendo

  • Welledysonaw

    Basta não comprar que os preços caem.

  • Gran RS 78

    Só para lembrar que o Compass foi lançado em outubro de 2016 por 99.990,00 reais na versão de entrada e a top a gasolina chegava a 129 mil reais, e só para ficar mais P. da vida, esse ano eles tiveram redução de impostos por conta do fim do inovar-auto, sem contar que o dólar está mais barato . É melhor eu parar por aqui.

  • Luis Burro

    Soh pelo fato de aumentarem eqnto ainda estah vendendo bem merecia enferrujar nas concessionarias,mas sei muito bem q vai ser exatamente o contrario!

  • Gambixx

    Estão gulosos demais. A FIAT é boa em destruir boas vendas iniciais em carros médios (ou até no 500).
    Tiraram leite de pedra com esse carro, que é bom, mas é um pequeno-médio que está ficando com preço de médio (médio é a Cherokee!)

  • Gambixx

    Plataforma de Punto vai ser base da FCA para pequenos e esticadinhos até 2030 do jeito que vão as coisas.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email