*Destaque China Jeep Segredos-Flagras SUVs

Jeep Grand Commander aparece novamente e tem nome registrado na China

jeep-grand-commander-flagra-2-1 Jeep Grand Commander aparece novamente e tem nome registrado na China

O Jeep Grand Commander agora é oficial. Pelo menos para o mercado chinês, onde recebeu registro junto ao órgão de proteção de marcas local. Ao mesmo tempo, o novo SUV da FCA foi visto novamente, mas agora com camuflagem aliviada em relação ao visto anteriormente. Dessa vez, podemos observar os detalhes da carroceria, semelhantes aos do registro de patente conhecido.



Ainda envolto em mistério no que diz respeito à plataforma, que poderia ser tanto do Compass quanto do Cherokee, o Jeep Grand Commander já roda com suas formas definidas e mostra uma opção interessante para o portfólio da marca americana. A ser feito pela Guangzhou-Jeep, o SUV de sete lugares apresenta uma frente mais parruda e menos envolvente que a do atual utilitário esportivo feito em Goiana-PE.

jeep-grand-commander-flagra-2-1 Jeep Grand Commander aparece novamente e tem nome registrado na China

A grade com sete elementos vazados e frisos devidamente cromados está bem à vista, assim como os novos faróis de LED com volume menor que os do Jeep Compass, por exemplo. Eles também não seguem o estilo proposto para o Jeep Cherokee, dando assim mais identidade ao modelo em relação aos demais produtos da marca. Nesse conjunto ótico, semelhante ao visto na patente, nota-se facilmente os LEDs de assinatura sobre os projetores.

Da mesma forma que nos desenhos para registro, o para-choque do Jeep Grand Commander incorpora repetidores de direção e luzes diurnas, assim como uma estreita abertura na parte superior do protetor frontal. A grade inferior é bem maior e ostenta o radar do ACC (controle de cruzeiro adaptativo) na parte central, bem como molduras e faróis de neblina pequenos nas extremidades, assim como dita a patente.

jeep-grand-commander-flagra-2-1 Jeep Grand Commander aparece novamente e tem nome registrado na China

O Jeep Grand Commander apresenta também as características saias de rodas em forma de “U” invertido, retrovisores grandes e barras longitudinais no teto. Note que as portas traseiras são especialmente grandes, refletindo não só a melhora no acesso ao interior – ainda mais por se tratar de um SUV de sete lugares – mas também indicando uma plataforma evidentemente bem espaçosa em termos de entre-eixos, uma exigência do mercado chinês.

Com teto quase reto, o Jeep Grand Commander chama atenção pelas grossas colunas D, que reforçam sua identidade, mas não estranhe a semelhança com o Compass no que diz respeito à elevação da base e formato das vigias traseiras. Já a traseira é truncada e possui tampa bem vertical, ostentando grande vigia e lanternas em LED com estilo harmonizando com o conjunto ótico frontal. O para-choque incorpora duas saídas de escape e luzes de neblina.

jeep-grand-commander-flagra-2-1 Jeep Grand Commander aparece novamente e tem nome registrado na China

No geral, o novo SUV é totalmente dedicado à família, sendo bem amplo em espaço e provavelmente com muitos porta-trecos para todos a bordo, mas isso não o impedirá de se dar bem no off-road. Mais detalhes de como poderá chegar o Jeep Grand Commander você confere aqui nesta outra matéria do NA.

 

COMPARTILHAR:
  • Bruno Silva

    Me parece um rival do Discovery, poderia vir pro Brasil.

  • Vattt

    Essa traseira reta demais só foi bonita na Nissan Pathfinder 2009. Nesse Jeep parece uma adaptação bem chinesa. Caso seja fabricada no Brasil, vai perder para a VW Atlas.

    • Maycon Farias

      Como vai perder para o Atlas se nenhum dos dois foram lançados aqui? A VW não é uma best-seller em tudo que lança. Vale lembrar da Amarok que leva uma surra da concorrência. Não sei porqual motivo seria diferente com o Atlas que por sinal devido ao tamanho provavelmente vai custar um apartamento na praia. Rsrsrs vamos aguardar e veremos. A Jeep está extremamente fortalecida no Brasil e no mundo.

      • Edson Fernandes

        Leva uma surra porque a amarok não tem versão a gasolina.

        • Maycon Farias

          Cada carro que perde para outro deve ter um motivo ou falta de algo como justificativa, se fosse pensar assim nunca iriamos comparar carros ou vendas e o ranking nem existiria. Não ter motor a Gasolina não faz com que ela deixe de ser concorrente das outras. O Corolla por exemplo não tinha ESP, era mais caro e mesmo assim vendia mais. Recentemente falam muito que o Civic e Golf vendem pouco por causa do preço, mas isso não isenta eles de serem concorrentes.

          • Edson Fernandes

            Mas aí vc pega as demais picapes e soma a quantidade de cada um. Se olhar as vendas das versões a diesel das demais, verá que a Amarok vende bem. Mas se for somar a totalidade, ela não vende tanto. Qual a justificativa? Não tem versão a gasolina…rs

            • Maycon Farias

              Sim. Teoricamente vc fez uma análise correta. Mas isso na pratica abre precedentes para outras comparações no geral. Existem vários itens ou versões ou até mesmo câmbios e motores diferentes ou ausentes se comparado a algum concorrente, na teoria um vai vender mais porque tem esse algo que o outro não tem, mas na prática isso não importa, o que vale são os números geral. Enfim , dentro das vendas a diesel a Amarok vende bem então, mas no geral não. Tem previsão que seja lançada uma versão a gasolina?

              • Edson Fernandes

                Não acredito que a VW faça isso.

                Mas para a fabricante como importa vender tão bem qto as demais a diesel!

                Pensa… vc trás uma unica versão de motorização e vende! (ok agora tem a V6) Imagina como deve ser mais facil ajustar a linha de produção para tal… a VW fatura bastante assim.

        • Leandro

          Não é por isso. É pq é ruim mesmo. Pick up de cidade que não aguenta o tranco. Sua fragilidade é reconhecida no mercado.

          • Lucas

            Sempre o mesmo papo. Tá cheio de Amarok aí com mais de 200 mil km rodando sem nenhum defeito.
            Tive uma Highline 2013 e a vendi no fim do ano passado, sem nenhum problema relevante.Tive Dakar, S10 e atualmente tenho uma SW4 (cujo custo de manutenção não é mais baixo que o da picape da VW) e uma Trailblazer, e adivinha: Tô vendendo a Trail pra comprar outra Amarok.
            Foi o melhor carro que já possuí.
            Se tens dúvida, o NA ta cheio de reais donos de Amarok que adoram o carro.

            • Leandro

              200mil km pra uma pickup diesel é pouco. Deve ser dono de pickup de cidade dando depoimento, ctz.

              • Lucas

                Nossa, todo mundo que compra picape agora é obrigado a rodar mais de 200 mil km, carregar entulho na caçamba e fazer trilha.
                Deixa de besteira, mano, a maioria nunca sequer vai ver estrada de terra ou peso na vida. A galera compra mesmo é pra transitar com segurança na porcaria que é o pavimento das cidades.
                Eu ainda tenho um sítio um pouco afastado da cidade, pego rodovia, depois um leve atoleiro em época de chuva e carrego alguma carga na caçamba de vez em quando, mas eu rodei 200 mil km juntando TODAS as picapes que tive (S10 vendi com 55 mil km, Amarok com 52, Dakar com 37 e tô com uma SW4 com 37 e uma Trailblazer com a mesma km). Pro meu uso (que é o uso da maioria das pessoas), a Amarok foi a melhor disparadamente. Inclusive tô vendendo a Trail pra pegar uma Amarok da nova…
                Agora, se tu rodas 500 mil km num carro, pega uma Hilux 3.0 que é um pouco mais resistente, mas é apertada, mole, sem torque, instável e frouxa. A escolha é tua.

                • Leandro

                  Exatamente o que eu disse. Amarok é pickup para cidade. Para o seu uso, ok. Mas pra quem procura pickup de verdade, não é essa.

                  • Lucas

                    Mano, picape de verdade não é só a que se adequa ao teu uso.

    • Leandro

      Atlas é um caixote horrendo. Uma das coisas mais feias lançadas nos últimos tempos.

    • VINÍCIUS FREITAS DE SOUZA

      Acho que não, não mesmo

  • Thiago Maia

    Já se sabe há tempos no site Allpar ( referência em Chrysler, Jeep, Dodge RAM ) que está sbre a plataforma CUSW do Cherokee

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email