Jeep Linha 2018 SUVs

Jeep Renegade 2018: fotos, preço, versões, equipamentos, detalhes e consumo

jeep-renegade-2017-22-1024x709 Jeep Renegade 2018: fotos, preço, versões, equipamentos, detalhes e consumo

O Jeep Renegade 2018 já está sendo vendido, com as mesmas novidades que ele ganhou na linha anterior, ou seja, novidades no motor para ter mais potência e menor consumo de combustível, bem como uma nova versão que está sendo disponibilizada.



Jeep Renegade 2018 – detalhes

Estes são os detalhes das novidades do Jeep Renegade 2018: coletor de admissão variável (VIS), partida a frio sem tanque auxiliar, sistema Stop&Start, monitoramento indireto da pressão dos pneus (iTPMS), indicador de troca de marchas no quadro de instrumentos, pneus superverdes, alternador inteligente, bomba de combustível inteligente e óleos de baixo atrito para motor e transmissão.

Jeep Renegade 2018 – novidades

O Renegade 2018, além das melhorias no motor, continua com a nova versão que foi criada em 2017, chamada Limited. Ela passa a ser a versão topo de linha dentre as versões Flex. O Renegade Limited 2018 tem pintura prata na grade dianteira, capas dos retrovisores externos e barras de teto. O teto é sempre pintado de preto, e as rodas de 18 polegadas têm pintura exclusiva. A Custom substitui a Sport.

Os equipamentos exclusivos feitos pela Jeep para essa versão são bancos em couro, tela de 7 polegadas no quadro de instrumentos, faróis de xenon, chave de presença Keyless, retrovisores com rebatimento elétrico, sensores de faróis e de chuva e espelho interno eletrocrômico.

jeep-renegade-2017-25-1024x682 Jeep Renegade 2018: fotos, preço, versões, equipamentos, detalhes e consumo

Jeep Renegade 2018 – equipamentos

Jeep Renegade 1.8 2018

A versão chamada apenas de 1.8 é a mais simples, conta com uma lista mais básica de equipamentos, apenas o básico, freios ABS, airbags frontais, direção elétrica, ar-condicionado, câmbio manual e rodas de ferro.

Jeep Renegade Custom 2018

A versão Sport agora tem, além dos equipamentos da versão 1.8, porta-óculos, barras longitudinais de teto, banco do passageiro rebatível e com porta-objetos sob o assento e sistema multimídia Uconnect com tela sensível ao toque de cinco polegadas, navegador GPS e câmera de ré (no modelo com motor turbodiesel).

Tem também airbags frontais, alarme, direção elétrica, volante com ajuste de altura e profundidade, alerta de limite de velocidade e manutenção programada, ar-condicionado, apoia-braço com porta objetos, luzes de condução diurna, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro bipartido (60/40) e rebatível, volante com comandos do sistema de som e Bluetooth, computador de bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso), controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, direção elétrica, faróis de neblina, freio de estacionamento eletrônico, freio a disco nas quatro rodas com ABS e ganchos de fixação no porta-malas.

Há também assistente de partida em rampas (no modelo a diesel), controle de descida, Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, controle de cruzeiro, rodas aro 16, chave canivete com telecomando, retrovisores elétricos, vidros e travas elétricas nas quatro portas, sensor de estacionamento traseiro, sistema de som com seis alto-falantes, entre outros.

Jeep Renegade Longitude 2018

O Renegade Longitude 2018 agora oferece porta-óculos e bancos revestidos em couro (com motor a diesel). Há também aletas para trocas de marcha no volante, ar-condicionado digital de duas zonas, banco do passageiro rebatível com porta-objeto sob o assento, câmera de ré, maçanetas e retrovisores pintados na cor da carroceria, rack de teto, sistema multimídia Uconnect com tela de cinco polegadas, comando de voz e GPS, tapetes, tomada 12V no porta-malas e volante revestido em couro.

Jeep Renegade Trailhawk 2018

Por fim, o topo de linha Trailhawk passa a contar com airbags laterais, de cortina e de joelhos para o motorista, faróis de xenônio, chave presencial Keyless Enter’n Go, bancos revestidos em couro e retrovisores com rebatimento elétrico. Há ainda faróis com acendimento automático, retrovisor interno eletrocrômico, ganchos de reboque vermelhos (dois dianteiros e um traseiro), molduras do painel e console na cor vermelho rubi, painel de instrumentos com tela TFT configurável de 7 polegadas, sensor de chuva, suspensão off-road com altura mais elevada em relação ao solo e teto pintado na cor preta.

Jeep Renegade Limited 2018

Uma das grandes novidades do Jeep Renegade 2018 é a introdução da versão Limited, a topo de linha entre as configurações equipadas com motor 1.8 Flex. Entre os diferenciais, há grade dianteira, capas dos retrovisores externos e barras de teto pintados na cor prata, rodas de liga-leve de 18 polegadas com pintura exclusiva e teto na cor preta. Nos equipamentos, a variante oferece bancos em couro, chave presencial Keyless Enter’n Go, painel de instrumentos com tela TFT de sete polegadas, colorida e configurável, faróis de xenônio, sensores de luz e chuva, retrovisores com rebatimento elétrico e espelho interno eletrocrômico.

jeep-renegade-2017-34-1024x682 Jeep Renegade 2018: fotos, preço, versões, equipamentos, detalhes e consumo

Jeep Renegade – opcionais

Como opcional, o Renegade Custom Flex dispõe do Pack Multimídia (com câmera de ré e volante com acabamento em couro e tecla para comando do sistema de reconhecimento de voz) e Kit Segurança (airbags laterais, de cortina e de joelhos para o motorista). No Sport Diesel, há o Kit Segurança, Pacote 75 Anos (Emblema “1941 – Seventy Five Years”, bancos com tecido exclusivo, teto pintado em preto e rack de teto, grade e rodas na cor bronze) e teto solar elétrico panorâmico Command View.

O Renegade Longitude Flex conta com o Kit Segurança, teto Command View e Kit Luxo (rodas aro 18 e bancos em couro), enquanto o Longitude Diesel tem o Kit Segurança, rodas de liga-leve aro 18 e teto solar elétrico.

No Renegade Limited, a lista de opcionais inclui teto solar elétrico, Kit Segurança e Kit Tecnologia (detector de pontos cegos e sistema multimídia com tela sensível ao toque de 6,5 polegadas, Bluetooth, USB, navegador GPS e reconhecimento de voz).  Por fim, o Renegade Traihawk conta com o Kit Tecnologia e teto Command View ou My Sky.

Jeep Renegade 2018 – versões

  • Jeep Renegade 1.8 Flex MT5
  • Jeep Renegade Custom 1.8 Flex AT6
  • Jeep Renegade Longitude 1.8 Flex AT6
  • Jeep Renegade Longitude (teto*) 1.8 Flex AT6
  • Jeep Renegade Limited 1.8 Flex AT6
  • Jeep Renegade Limited (teto*) 1.8 Flex AT6
  • Jeep Renegade Custom 2.0 Diesel AT9 4×4
  • Jeep Renegade Longitude 2.0 Diesel AT9 4×4
  • Jeep Renegade Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4

jeep-renegade-2017-30-1024x706 Jeep Renegade 2018: fotos, preço, versões, equipamentos, detalhes e consumo

Jeep Renegade 2018 – motor

O Renegade 2018 mantém o mesmo motor 1.8 Flex, que na linha anterior 2017 foi atualizado para ficar mais econômico e agora entrega até 139 cavalos de potência. O outro motor disponível é o 2.0 Diesel com até 170 cavalos de potência.

O motor 1.8 Flex é o conhecido E.torQ. Trata-se do antigo Tritec 1.6 aspirado, feito pela extinta joint-venture de mesmo nome, sustentada na época por BMW e Chrysler. O propulsor tem cabeçote com comando de válvulas único, mas com quatro válvulas por cilindro, sendo essa uma configuração SOHC.

Após a compra da Tritec pela FPT, divisão de powertrain da Fiat, o motor recebeu modificações para ficar atualizado com a gama da marca italiana, sendo rebatizado de E.torQ, recebendo inclusive um aumento no volume ao ser criada a versão 1.8. Essa, inicialmente, chegou com 130 cv na gasolina e 132 cv no etanol. Mas, após mais modificações, o motor passou a ser denominado E.torQ Evo.

Assim, ele passou de 130 cv para 135 cv na gasolina, obtidos em 5.750 rpm, bem como de 132 cv para 139 cv no etanol, conseguidos na mesma rotação. O torque também foi ampliado e chega agora em 18,8 kgfm a 3.750 rpm e 19,3 kgfm no mesmo giro, respectivamente com gasolina e etanol.

Com esse velho propulsor, criado nos anos 2000, a FCA introduziu-o no Renegade 2018, que manteve o câmbio manual de cinco marchas na versão 1.8 normal e o câmbio automático Aisin de seis marchas. No SUV da Jeep, a tração é sempre dianteira nesta configuração.

O outro propulsor do Renegade 2018 é o JTD ou Multijet II. Trata-se de um motor diesel consagrado na Europa e que equipa veículos de outras marcas além do grupo FCA. A configuração escolhida para o SUV da Jeep no Brasil é a mais potente, entregando 170 cv a 3.750 rpm e ótimos 35,7 kgfm a 1.750 rpm.

Feito com bloco em ferro fundido, cabeçote de alumínio, injeção direta de combustível sem bomba injetora, intercooler, turbocompressor, quatro válvulas por cilindro, gerenciamento eletrônico do EGR, entre outros. O 2.0 Multijet II é um propulsor que aqui no Brasil é oferecido no Renegade 2018 apenas com transmissão automática de 9 marchas da ZF, incluindo modos de terreno e de tração, que sempre é 4×4 com redução eletrônica.

Jeep Renegade 2018 – desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final

  • Jeep Renegade 1.8 flex manual – 10,2 segundos e 182 km/h
  • Jeep Renegade 1.8 flex automático – 11,1 segundos e 182 km/h
  • Jeep Renegade 2.0 diesel automático –  9,9 segundos e 190 km/h

O Jeep Renegade 2018 tem duas propostas bem distintas em termos de performance. A versão 1.8 Flex é dedicada ao uso urbano e rodoviário, embora tenha certa capacidade off road, mesmo com tração apenas dianteira. Já a diesel é mais valente e bate de frente com qualquer caminho, sendo um 4×4 legítimo e com tecnologia da mais recente.

O SUV compacto da Jeep em sua versão 1.8 Flex manual não é a melhor opção. O motor conta apenas com um câmbio longo, que deixa o motor cair para rotações mais baixas, onde perde muito de sua performance. Como esta é uma característica do E.torQ, mante-lo em um giro baixo é bem difícil, pois morre cedo e exige um pé mais no fundo do acelerador.

Dessa forma, não há outra opção senão recorrer à redução de marcha, o que eleva o giro bem alto, acima de 3.500 rpm, elevado ruído interno e o consumo. Só assim para imprimir ou manter uma velocidade em um plano inclinado longo. Com o enorme peso de 1.393 kg, o Renegade 2018 acaba sendo bem lento nas respostas e especialmente nas retomadas, obrigando o motor a trabalhar de forma intensa durante muito tempo.

Com a atualização do E.torQ Evo, o utilitário esportivo ganhou um pouco mais de disposição, mas ainda assim fica aquém do esperado. Ele faz de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos e tem velocidade final de 182 km/h. Os números ficaram bem melhores que no modelo anterior. Os consumos ficam em 10,6 km/l na cidade e 11,2 km/l na estrada com gasolina, enquanto o etanol faz 7,3 km/l na cidade e 7,6 km/l na estrada.

No caso da versão 1.8 Flex automática, o Jeep Renegade 2018 se comporta muito melhor. Há um equilíbrio maior entre performance e economia, dando ao SUV feito em Goiana-PE um custo-benefício superior. O propulsor passa a trabalhar com uma caixa da Aisin com um marcha a mais, que permite relações mais curtas e uma sexta mais longa, dando ao modelo uma condução mais prazerosa na estrada.

jeep-renegade-100-mil Jeep Renegade 2018: fotos, preço, versões, equipamentos, detalhes e consumo

O câmbio tem boa redução de marcha e pode até duplicar a redução se necessário, bem como interrompe o engate de uma marcha mais alta quando entende que o motorista quer fazer uma ultrapassagem ou retomada. Assim, ele se torna bem rápido nas variações de velocidade, dando agilidade extra ao Renegade 2018. De engate suave e sem um vácuo grande entre as marchas, o câmbio faz um bom casamento com o motor E.torQ Evo.

Com eles, o Jeep Renegade vai de 0 a 100 km/h em 11,1 segundos e com velocidade máxima de 182 km/h, igual a da versão manual. Mesmo sendo um pouco mais lento nas acelerações, ele garante uma condução melhor no geral. No consumo ele faz 9,5 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada, ambos com gasolina. Com o derivado da cana, ele consegue 6,7 km/l na cidade e 7,4 km/l na estrada.

Por fim, o suprassumo do Jeep Renegade 2018 sem dúvida é a versão diesel. Bem mais equipada (e cara), esta opção é o melhor de dois mundos em sua categoria. Por um lado, é econômica e tem bom desempenho, por outro tem capacidade off road como poucos. O propulsor 2.0 Multijet II tem como característica um elevado torque em baixas rotações. Por conta disso, tem uma saída muito rápida, mas como se trata de um motor de ciclo diesel, ele fica limitado pela rotação e por isso é só um pouco mais ágil que o 1.8 Flex manual.

Mas mesmo assim, garante boas retomadas e ultrapassagens sem nenhum esforço. Com ruído bem característico, ele se torna até mais silencioso que o E.torQ. Essa força toda garante cruzeiro de 1.500 rpm, o que o torna muito confortável em estrada. Mesmo na cidade, nada de giro elevado.

O câmbio ZF 9HP de nove marchas oferece muitas opções e por isso é subutilizado no SUV. Por exemplo, a nona só entra após 110 km/h e nem adianta ter engatar antes, pois o sistema bloqueia. Isso porque a rotação cairia para um nível próximo da marcha lenta, tendo risco de fazer o motor morrer durante a condução.

jeep-renegade-limited-2017-impressões-NA-2 Jeep Renegade 2018: fotos, preço, versões, equipamentos, detalhes e consumo

Ou seja, se tivesse apenas oito marchas ainda assim teria disposição de sobra. As trocas são bem suaves e para termos uma ideia, o Renegade 2018 só sai da imobilidade em segunda marcha, já que a primeira é tão curta que serve como reduzida na prática. É isso que permite ao modelo atender a legislação, que obriga o utilitário 4×4 diesel a ter redução de marcha.

Além disso, o Renegade Diesel tem ainda modo Sport e trocas de marchas no volante ou alavanca, bem como quatro modos de tração: Auto, Snow, Mud e Sand. Na versão Trailhawk, o SUV ainda tem o modo Rock. Este também conta com o bloqueio do diferencial traseiro. Nas demais versões, controle de descida, bloqueio do diferencial central e modo 4×4 com reduzida.

No off road, o Renegade 2018 tem grandes ângulos de entrada e saída, bem como vão livre elevado. O gerenciamento de torque nas rodas, aliado às suspensões McPherson nos dois eixos, bem como carroceria bem rígida, permitem ao SUV transpor obstáculos que a maioria de seus donos nem imaginam. O motor tem grande força e o câmbio uma redução eficiente, assim como ajustes eletrônicos de freio, que mantém as quatro rodas em contato com o solo máximo de tempo possível. Mesmo no pêndulo, ele se sai perfeitamente bem.

Jeep Renegade 2018 – consumo

Jeep Renegade com motor 1.8 flex manual
10,6 km/l na cidade e 11,2 km/l na estrada com gasolina
7,3 km/l na cidade e 7,6 km/l na estrada com álcool

Jeep Renegade com motor 1.8 flex automático
9,5 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada com gasolina
6,7 km/l na cidade e 7,4 km/l na estrada com álcool

Jeep Renegade com motor 2.0 a diesel automático
9,4 km/l na cidade e 11,5 km/l na estrada

Jeep Renegade 2018 – preço

Renegade 1.8 Flex MT5: R$ 72.990
Renegade Custom 1.8 Flex AT6: R$ 85.990
Renegade Longitude 1.8 Flex AT6: R$ 90.990
Renegade Longitude (teto*) 1.8 Flex AT6: R$ 97.790
Renegade Limited 1.8 Flex AT6: R$ 97.990
Renegade Limited (teto*) 1.8 Flex AT6: R$ 104.790

Renegade Custom 2.0 Diesel AT9 4×4: R$ 115.990
Renegade Longitude 2.0 Diesel AT9 4×4: R$ 123.490
Renegade Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4: R$ 136.990

Jeep Renegade 2018 – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços Flex

Preços Diesel

12.000 km

R$ 356

20.000 km

R$ 817

24.000 km

R$ 752

36.000 km

R$ 843

40.000 km

R$ 1.330

48.000 km

R$ 761

60.000 km

R$ 1.157

R$ 1.424

Jeep Renegade 2018 – ficha técnica

Motor

1.8 Flex

2.0 Diesel

Tipo

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Dianteiro transversal, Turbo Diesel

Número de cilindros

4 em linha

4 em linha

Cilindrada em cm3

1747

1956

Válvulas

16

16

Taxa de compressão

12,5:1

16,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 135 cv @ 5750 rpm / Etanol: 139 @ 5750 rpm

Diesel: 170 cv @ 3750 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 18,8 kgfm @ 3750 rpm / Etanol: 19,3 kgfm @ 3750 rpm

Diesel: 35,7 kgfm @ 1750 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 5 marchas / Automático 6 marchas

Automático 9 marchas

Tração

Tipo

Dianteira

4×4 com redução

Freios

Tipo

Disco ventilado / tambor

Disco ventilado / tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

McPherson, independente com barra estabilizadora

McPherson, independente com barra estabilizadora

Rodas e Pneus

Rodas

Aço aro 17 polegadas / Liga Leve aro 17/18 polegadas

Liga Leve aro 17/18 polegadas

Pneus

215/60 R17 / 225/55 R18

215/60 R17 / 225/55 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)

4232

4232

Largura sem retrovisores (mm)

1798

1798

Altura (mm)

1666

1716

Distância entre os eixos (mm)

2570

2570

Capacidades

Porta-malas (litros)

260

260

Tanque (litros)

60

60

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

400

400

Peso em ordem de marcha (kg)

1393 (MT) 1440 (AT6)

1636

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,36

0,36

Jeep Renegade 2018 – fotos

5.0

  • daniel.a.o.

    E o facelift? Não veio.

  • Everson Araujo

    Reportagem errada, o preço da versão top e o consumo do diesel.
    eu tenho um diesel e nunca fez menos de 16 na estada com ar ligado.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend