Crossovers Jeep

Jeep Renegade comemora um ano de mercado com duas novas cores

jeep renegade 2017 novas cores 2

O Renegade, sem dúvidas, tem sido um dos carros mais bem-sucedidos do mercado nacional. O crossover compacto da Jeep já marca presença nas concessionárias há um ano e, durante todo esse tempo, conseguiu superar a marca de 55 mil unidades emplacadas e colocar a marca na 9ª posição no ranking de montadoras que mais vendem no Brasil.

E para celebrar seu primeiro aniversário no País, o Jeep Renegade passa a oferecer duas novas opções de cores para a carroceria: Cinza Antique e Vermelho Tribal (de tonalidade vinho), ambas metálicas. As novas tonalidades estão disponíveis para todas as versões do jipinho, com preço de R$ 1.400 (ou R$ 1.600 no caso do modelo topo de linha Trailhawk).

jeep renegade 2017 novas cores 1

As novas opções se somam às pinturas sólidas Branco Ambiente, Verde Commando e Vermelho Colorado e aos outros tons metalizados Prata Melfi e Preto Carbon, além da Laranja Aurora da versão Trailhawk e da Preto Shadow, exclusiva das configurações 1.8 e 1.8 automático, esta para pessoas com deficiência.

“Essa variedade de cores, aliada à autenticidade do desenho do Renegade e ao fato de ele não derivar de nenhum carro de passeio, reforça a sensação de ‘invasão’ do nosso SUV compacto nas ruas brasileiras”, afirma o Diretor de Brand Jeep, Rogério Villaça.

Além disso, o Renegade nas versões Sport Flex e Sport Diesel passam a oferecer barras longitudinais de teto na lista de opcionais, que antes eram ofertadas como acessório. Essas barras já são oferecidas de série a partir do modelo Longitude.





  • Mr. Car

    Uma, na verdade, que este cinza metálico é mais do mesmo, ou seja, mais uma variação de tonalidade de uma cor que já infesta nossas ruas como uma praga.

  • Eduardo Brito

    Esse vermelho caiu bem no Renegate. Ficou bem bonito.

  • RKK

    Esta cor cinza metálica ficou linda no Renegade. Agora outra questão, a
    FCA informa um coeficiente aerodinâmico de 0,36 para o Renegade, o
    mesmo de um Porsche Macan. Seria crível tal informação ?

    • André Luis Versiani

      Nos automóveis modernos o coeficiente fica, em geral, em torno de 0,30. Esse fator não considera a área frontal (A) do objeto, mas apenas sua forma e com quanta suavidade o ar pode se deslocar por ele. Assim, a eficiência aerodinâmica do carro depende na prática da área frontal corrigida (Cx x A): a multiplicação de sua área frontal pelo Cx. Assim, no exemplo de 0,30, com área frontal de 2 m2 o Cx x A seria de 0,60. Uma minivan e um esportivo podem ter o mesmo Cx, mas eficiências muito diversas em função da área frontal.

      • RKK

        Nota-se claramente pelo perfil de ambos os veículos que o Macan tem um Cx muito melhor que o do Renegade.

        • Luis_Zo

          Trabalho na área. Não existe tal coisa como “nota-se que carro A é melhor que carro B”. Aerodinâmica em sua natureza não é “Linear”, nem matematicamente, nem visualmente.

          Você esta confundindo duas coisas, a “fluidez”, que é uma característica de design, com o Cx que é uma característica de engenharia.

          Além do mais existe todo um trabalho técnico no pavimento do carro, longe dos olhos, que faz muita diferença no Cx final. Exemplo é o Tesla S: não existe nenhum carro com linhas tão arrendondas e um Cx tão baixo… justamente devido ao pavimento do veículo o qual é praticamente “liso”.

          Sim, linhas arrendondadas ao contrário do que o senso comum sugere NÃO são boas pra aerodinâmica VEICULAR.

          Conta a favor do Renegade: menor altura de solo em relação ao Macan, rodas/pneus de menor tamanho, menor abertura de grelhas/vão motor. Aqui os carros super/esportivos perdem muito pois precisam manter um “bocão” pra resfriar o vão motor. Não sei o Macan, ele pode inclusive ter outras tubulações pra esfriar freios, por exemplo, em troca de maior Cx.

          A questão toda é que são dois carros com perfis diferentes. Um com Cx para consumo. Outro para performance. Em um projeto como o Macan, muito mais importante que Cx é Cl no eixo traseiro, o qual tem que ser negativo ou muito pouco positivo pois esse carro tem que fazer curvas a alta velocidade e não pode haver uma força aerodinâmica levantando o eixo traseiro/perdendo tração. Renegade não. E pro Macan ter esse Cl não tem lanche grátis, é a custa de Cx.

          Mais um ponto: os tuneis de vento da Europa (salvo o da BMW) são antigos. Tendem a medir o Cx com valores menores que os “reais”. Grande chance do Cx do Macan ser até maior que os 0,36. Os tuneis das Big 3 são correlacionados e suas medições ficam muito, muito próximas do “real”. Quer ler mais a respeito, procure a trucada da GM na Toyota, dizendo que os 0,26 do Prius declarados pela Toyota deram 0,29 no túnel da GM e que o Volt ficou em 0,28 (ou seja, melhor que o Prius)

          Concluído. Sim, perfeitamente possível ambos os carros terem o mesmo Cx, nada de absurdo.

          • obrigado pelo banho de informação!

            • RKK

              Você se contenta com pouco.

              • Sim, me contento com pouco, não sou formado em engenharia e não estudei por cinco anos para poder contestar o que o RKK falou.

                Você estudou, parabéns pra você. Aplique isso na sua vida.

                • RKK

                  Está aplicado.

          • RKK

            Em momento algum mencionei fluidez e sim coeficiente aerodinâmico e portanto a área frontal não tem influência neste parâmetro. Quer dizer então que a forma do corpo não influência a resistência do ar ? Para que então se persegue o formato de gota nos aeromodelos ? Temos que rever os conceitos básicos de mecânica dos fluidos.
            Quanto a força lift no Macan, é exatamente por havê-la que o arraste é menor, pois o vácuo (turbulência) criado atrás do Renegade cria imenso arraste. Isto afora o arraste provocado por seu parabrisa quase vertical.
            Em tempo, o Renegade é mais alto que o Macan. É certo que a maior grade aberto para refrigeração assim como pneus mais largos aumentam a resistência ao fluxo de ar, porém a forma geral também influencia.

            • Artur

              Cara, sério que depois de tudo o que o amigo acima mencionou você ainda duvida dele? Rsrs

              • RKK

                Você se contenta com pouco… rsrsrs

              • Matheus Lelis

                Nem li e concordo com ele, ele não ia fazer esse texto todo a toa kkkkkkkk

                • Artur

                  Kkkkkk tem razão!

            • Luis_Zo

              RKK. Sim, a forma tem sim influência na resistência do ar.

              Mas repito, não existe tal coisa como “nota-se que carro A é melhor que carro B”. Aerodinâmica em sua natureza não é “Linear”, nem matematicamente, nem visualmente.

              O formato de gota é um dos maiores mitos quando se trata de aerodinâmica VEICULAR. Os aero-modelos é outra historia.

              Assim como os teus desenhos acima, todos eles consideram corpos 2D no espaço. A aerodinâmica VEICULAR é 3D e com um corpo próximo ao chão, ou seja, esse corpo sofre (e muito) com a interação entre a sua camada limite e a camada limite que forma no chão.

              O maior exemplo na história desse “erro” foram os carros streamlined, da década de 30. Apesar dos valores divulgados serem baixos, as técnicas de medição eram rudimentares, não se pode confiar nesses números. Tive acesso uma vez a um resultado de um veículos desses, em um tunel de vento moderno… decepcionante, Cx ao redor de 0,50.

              Quanto ao parabrisa do Renegade, sim, tu tem razão que aquele não é o melhor angulo pra esse componente. Mas novamente, perfeitamente possível ambos o Porsche e o Jeep terem o mesmo Cx.

              Por acaso tu é estudante? Se for o caso tem interesse de trabalhar na área?

              • RKK

                Na verdade engenheiro. Mas trabalho em área bem diversa desta.

                • Luis_Zo

                  Ahhh que pena :-), estudantes insistentes (que não se contentam de primeira) viram bons engenheiros! Ja ia pedi teu CV se fosse estudante haehaehae

          • Estes efeitos são exaustivamente trabalhados em carros de competição, vide o desenho dos carros de fórmula 1. Eu lembro que na década de 90, o Calibra tinha o valor de Cx 0,26, e diziam que tinha sido totalmente projetado para ter o menor valor possível, e como comentado, não era apenas o desenho “redondo”, tinha vários outros detalhes envolvidos. O túnel de vento que a BMW usa é da equipe Sauber e foi desenvolvido na época em que a BMW estava na F1. Por isso o túnel dela é um dos mais recentes, se não me engano a Ferrari estava com um projeto, mas não sei se saiu do papel.

            • Luis_Zo

              MB, os 0,26 do Calibra são bem discutíveis. somente nos últimos anos estamos chegando com confiança a valores abaixo de 0,30 para sedans. Sem duvida ele é bom, mas não 0,26!!! :)

              Esse túnel novo (tuneis, são dois) da BMW são top demais. Eu já conversei com o Diretor da empresa que fez o projeto (Jacobs Engineering) e eles me enviaram um paper com as informações técnicas. Sério, obra de arte.

              Alias, das empresas que se pode confiar nos valores divulgados, BMW é uma delas.

              Só de curiosidade. F1 tem Cx entre 0,80-0,90 e até 1,40. O que se quer ali é downforce (a custa de Cx).

          • GPE

            Massa

      • Luis_Zo

        André.

        Os carros “Modernos” ou melhor, atuais, estão longe de estar “ao redor” de 0,30. Alguns sedans sim, Hatch e principalmente SUV´s bem mais la pra casa do 0,36 mesmo. Esportivos também não chegam a 0,30, pois precisam muito mais de Cl que Cx e um vem as custas do outro.

        É bem diferente o Cx medido versus o divulgado. Falo por experiência própria (de medição em túnel de vento).

        • André Luis Versiani

          Muito obrigado pelas informações compartilhadas com a gente, aos demais desculpe algum equívoco, sou entusiasta apenas.

          • Luis_Zo

            Essa é uma área ainda muito pouco divulgada, é normal que a gente se baseie em algumas literaturas que nem sempre estão atualizadas. Muita coisa mudou de 10 anos pra cá, muita mesmo. Muitos mitos desmitificados, muitas técnicas de medição novas que fizeram com que o que já se tinha teria que ser remedido, ou pelo menos deixar de ser divulgado ahhah

    • Debraido

      legal que na sua foto o Renegade está compactado e o Macan esticado. Meio tendencioso.

      • RKK

        O Macan não está esticado, é assim mesmo. Pegue uma foto na internet do mesmo em perfil que verá.

        • Debraido

          A foto está distorcida.

  • JCosta

    E o que interessa? Cadê o tigershark?

    • Maçaranduba o Porradeiro.

      Tá no mar enchendo a barriga de peixe…

      • PEDAORM

        kkkkkkkkk

  • Gran RS 78

    Eu preferiria que a Jeep comemorasse esse um ano do Renegade com uma bela redução nos preços do modelo e tbm com o lançamento do novo motor tigershark. Sonhar não custa nada.

    • Matheus Lelis

      Mas diminuir o preço no brasil não cairia as vendas? Afinal, a maioria do povo aqui gosta de comprar é quando o carro fica mais caro, não?

      • Gran RS 78

        As vezes. Acho que alguns segmento sentiram mais os preços altos, como no caso dos hatchs médios e até mesmo o Renegade, que parece que perdeu um pouco o fôlego nas vendas justamente quando a Jeep aplicou dois aumentos de preços no modelo.

  • Debraido

    Só para informação.
    Hoje foi lançado na Argentina o Renegade 2.4 4×4 at9. Por que não por aqui?

    • G.Alonso

      No Toro as chances de ser lançado lançado é grande, o motor 2.4 pagaria o mesmo imposto que o 1.8, mas. No Renegade teria uma alíquota maior de IPI, o que faria ele ficar perto demais do diesel, mas, dependeria da Jeep para colocar esse motor aqui.

      • Debraido

        Acho que é uma necessidade. O desempenho do 1.8 é no máximo aceitável. Zero emoção. (carro também é uma compra emotiva)

        • Leônidas Salazar

          A versão de entrada da Toro ou do Renegade tem que ser 1.8 flex obrigatoriamente, devido ao preço, se colocar qualquer outro motor no lugar, o preço aumenta muito, e prejudica o volume de vendas.

          Zero emoção ?
          https://www(ponto)youtube(ponto)com/watch?v=Qt1J4TVnrLg
          https://www(ponto)youtube(ponto)com/watch?v=Cge14Sj1WzI

          • Debraido

            Más um video de “final” não quer dizer nada. Sei lá, andei em um Longitude Flex, o carro em si impressiona por “n” fatores. Más achei o motor, como disse acima, no máximo adequado. Vamos só pontuar, que essa opinião vai de encontro ao valor cobrado, + – R$90.000,00.

        • rafael morozini

          Porém o único carro que da emoção nessa categoria e o 2008 thp e mesmo assim emoção não é p foco desses carros e sim a praticidade quer emoção vai de sandero rs, ds3,208thp

    • Danilo Fernandes

      E lá lançou o motor 2.4 só na versão 4×4 AT9?? Se for será desanimador! A necessidade do 2.4 é para substituir o 1.8 nas versões mais básicas. Se for pra pagar caro no Renegade a gente pega a diesel mesmo ué?

      • Debraido

        lançaram essa como topo de linha lá.
        Na versão longitude.
        Caso a Jeep lançasse um Longitude 2.4 só na versão 4×4 AT9 com preços entre o Longitude Flex e o Diesel (88k – 117k), faria bastante sucesso, sei lá algo por volta de 100k.

      • Leônidas Salazar

        Aqui no Brasil, o motor 2.4 tem que ficar entre o 1.8 e o 2.0 turbo diesel, o motor 1.8 estar na versão de entrada por causa do preço, se aumentar o preço da versão de entrada o volume de vendas despenca.

    • Leônidas Salazar

      Aqui tem que ser flex, e este motor ainda não é, e qualquer versão da Toro ou do Renegade com este motor, ficaria com o mesmo preço de uma versão 2.0 turbo diesel, então não seria interessante comprar o motor menos eficiente pelo mesmo preço do mais eficiente.

  • afonso200

    hj estacionou uma diesel na minha frente, e nossa aquele barulho de diesel ja me dá arrepios,,,,,odeio diesel, gosto do silencio do meu V6 gasolina,

  • fbl

    Supimpa! E o e-pork 1.8? Demais! FIAT

    • Diovani Lencina

      Tenho um há seis meses e acho o motor adequado para a proposta. Já fiz uma viajem de 1800 km com trechos de serra e planos e gostei do desempenho. Se quiser mais “emoção” tem a opção do diesel. Embora também ache que devessem disponibilizar o tigershark.

  • Paulo Albuquerque

    Bem legal,mas cade o azul? Quero azul,e pode colocar o multiair tmb obg!



Send this to friend