China SUVs Volkswagen

Jetta: 30 anos de China com edição de SUV médio a preço de compacto

Jetta: 30 anos de China com edição de SUV médio a preço de compacto

O Jetta chegou ao mercado chinês 1990 como o segundo carro da Volkswagen a ser produzido naquele país, ainda totalmente fechado ao capitalismo. O primeiro VW chinês foi o Santana, com o Audi 100 chegando algum tempo depois, ainda nos anos 80.


Tendo vivido apenas duas gerações, sendo a segunda e uma adaptação do projeto do New Santana, o Jetta acabou virando submarca e agregando mais dois produtos, além do próprio sedã compacto. Eles são os modelos VS5 e VS7. Contudo, estão longe de um projeto popular.

Ambos são SUVs de porte médio e baseados em produtos já existentes na Europa, como os espanhóis Seat Ateca e Tarraco. Com porte de Tiguan e Tiguan Allspace, eles compartilham a mesma base do VW.

Contudo, a proposta na China é de ser um carro popular e atuar nas faixas de entrada do mercado chinês, ficando também abaixo do portfólio da VW e isso significa preços módicos.

Agora, para celebrar os 30 anos da chegada do Jetta à China, a marca lança uma edição especial dos modelos VS5 e VS7, que chegam ao mercado chinês com preços de 98.800 e 121.800 yuans.

Jetta: 30 anos de China com edição de SUV médio a preço de compacto

Numa conversão direta, esses valores representam apenas R$ 75 mil e R$ 92,5 mil, respectivamente. Aqui, usando a mesma motorização EA211 1.4 TSI de 150 cavalos e 25,5 kgfm, com o VS7 tendo sete lugares, eles custariam pelo menos o dobro.

Asim como se espera para o Tarek, os Jetta VS5 e VS7 usam câmbio automático Tiptronic de seis marchas para reduzir o custo de produção. Contudo, isso não significa que ambos são desprovidos de equipamentos de conforto para custar menos, pelo contrário.

VS5 e VS7 na edição especial vêm com teto solar panorâmico, monitoramento em 360 graus, entrada e partida sem chave, rodas de liga leve, ar condicionado automático, entre outros recursos.

Não sendo elétricos ou híbridos, a dupla da Jetta ainda tem preços que fazem até os americanos ficarem com inveja, custando o equivalente a US$ 14,2 mil e US$ 17,5 mil, respectivamente.

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

        Quem somos

        O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

        Notícias por email