Jetta é oficial na Rússia, mas VW furou embargo? Entenda

jetta vs5 vs7 1
jetta vs5 vs7 1

Com a Guerra da Ucrânia seguindo sem previsão de terminar, a Rússia continua sob embargo dos EUA, Europa e aliados, mantendo longe do país os fabricantes internacionais tradicionais, que seguiram à risca as ordens do executivo americano.

Todavia, hoje o mercado automotivo russo e o setor automobilístico do país, parecem em um mundo próprio, onde o “proibido” muitas vezes parece “autorizado”, com fábricas de montadoras estrangeiras ganhando vida com carros de outras marcas ou nem tanto…

Após vermos um Citroën C5 Aircross “falso-original”, agora vemos que a marca chinesa Jetta, que pertence à Volkswagen, agora está oficialmente no mercado russo, sem importações paralelas e uma rede de multimarcas a revendê-la, segundo o site Kolesa .

jetta vs5 vs7 2
jetta vs5 vs7 2

Antes da guerra, a Jetta só era conhecida na Rússia pela mesma forma que no Brasil, ou seja, pela imprensa especializada. No entanto, no final de 2022, os carros começaram a chegar via importação independente, sem qualquer apoio da VW.

Agora, uma importadora oficializou a Jetta na China e a alegação é de que os carros são produzidos pela chinesa FAW, sócia da VW nessa bandeira, assim como fornecedores de peças e componentes desses modelos de baixo custo.

O “baixo custo” é de mão de obra e insumos, já que o processo fabril segue o padrão alemão de qualidade, inclusive com enxertos de resina nos espaços vazios da carroceria.

jetta va3 1
jetta va3 1

Como se sabe, com exceção do VA5, o antigo Santana chinês de última geração, os demais são SUVs baseados em modelos da Seat e Skoda, vendidos na Europa. Tanto em visual quanto em conteúdo, os carros da Jetta passam anos-luz de distância da Dacia , por exemplo.

Então, como a Jetta conseguiu autorização na Rússia, já que a VW atendeu ao embargo? A operação parece muito nebulosa, como a da Citroën, onde a Dongfeng fornece supostamente as peças originais do C5 Aircross para a montadora russa.

Nesse caso, seria então a FAW a fornecer os carros para o importador russo, mas não como revendedor independente e sim como oficial. A autorização aparentemente deve ter saído da chinesa, uma vez que a VW teria problemas em Washington e Bruxelas.

Seja como for, o mercado russo segue em boa forma, mesmo com a profusão de chineses e importações um tanto estranhas… Embargo? No mundo de hoje, não existe mais…

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.




unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X