Sedãs Volkswagen

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Disponível no mercado brasileiro deste setembro de 2018, o Volkswagen Jetta de nova geração está disponível em diferentes versões. Uma delas é a R-Line. O Jetta R-Line se posiciona atualmente como o mais completo (e caro) entre as configurações com o tradicional motor 1.4 TSI turbo flex.


Ele oferece um conjunto mecânico com um bom equilíbrio entre desempenho e eficiência, lista de equipamentos recheada, bom espaço interno e acabamento compatível com a categoria. Além disso, tem a dirigibilidade como uma de suas virtudes.

Abaixo, você pode conferir os principais detalhes do Volkswagen Jetta R-Line vendido no Brasil:

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Jetta R-Line – detalhes

Não é difícil reconhecer um Volkswagen Jetta R-Line. A versão é marcada por para-choques mais agressivos, grade dianteira com o nome da versão, rodas aro 17 com pintura escurecida, badge R-Line nas laterais, retrovisores pretos, entre outros. O interior tem acabamento escurecido e alguns outros detalhes exclusivos, como o nome da variante na base do volante.

O visual do Jetta como um todo é sofisticado. A dianteira é marcada pela enorme grade com filetes horizontais, formando conjunto com os faróis full LED. As laterais têm como destaque a linha fluida do teto e os vincos marcantes na lataria. Já a traseira oferece um formato mais imponente e lanternas que invadem a tampa do porta-malas.

Pulando para o lado de dentro, o carro tem plásticos texturizados de boa qualidade, acabamento emborrachado no painel e até filetes em LED em diversas cores (personalizáveis através da central multimídia) para dar um ar diferenciado para a cabine.

Além disso, o uso da plataforma modular MQB rendeu ao novo Jetta dimensões maiores, que refletem diretamente num espaço interno mais abundante. Ele tem 4,7 metros de comprimento, 1,79 m de largura (2,03 m com retrovisores), 1,47 m de altura e 2,68 m de distância entre-eixos.

Seu porta-malas é um dos maiores do segmento, com capacidade para 510 litros de bagagens.

No banco traseiro, é possível esticar ou cruzar as pernas. A largura também é considerável e permite acomodar três pessoas com certo conforto.

Porém, ele peca por não oferecer alguns “mimos”, como saída de ar para os ocupantes traseiros (coisa que o Virtus topo de linha oferece), tampa do porta-malas com dobradiças pantográficas em vez das do tipo “pescoço de ganso”, suspensão multi link no lugar do eixo de torção e paddle shifts atrás do volante.

A posição de dirigir do Jetta é bastante elogiada. O rodar do carro privilegia o conforto, com um acerto de suspensão mais macio. Além disso, o comportamento dinâmico do carro está acima de diversos outros carros da mesma categoria e/ou faixa de preço. Transmite segurança ao motorista e agrada numa tocada mais esportiva.

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Jetta R-Line – equipamentos

Segurança: seis airbags (dois frontais com desativação do lado do passageiro, dois laterais nos bancos dianteiros e dois de cortina), freios ABS (antitravamento) com EBD (distribuição eletrônica de frenagem), controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampas, bloqueio eletrônico do diferencial, piloto automático adaptativo de distância e velocidade com função de frenagem de emergência “ACC”, sistema de monitoramento frontal “Front Assist”, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, freio a disco nas quatro rodas, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis no banco traseiro, cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura e pré-tensionador, sistema de alarme com comando remoto “keyless”, detector de fadiga do motorista, luzes diurnas em LED, faróis de neblina com luz de conversão estática, faróis com regulagem de luz alta “Light Assist”, entre outros.

Conforto: direção elétrica progressiva, ar-condicionado Climatronic automático digital de duas zonas, vidros elétricos nas quatro portas, retrovisores externos elétricos com função Tilto Down no lado do passageiro, retrovisor interno antiofuscante, descansa-braço dianteiro e traseiro, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, banco traseiro bipartido e rebatível, bancos dianteiros com ajuste manual de altura, travamento elétrico das portas, chave tipo canivete, sensor de chuva, sensor de luminosidade, faróis com função coming leaving & home, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, chave presencial, partida do motor por botão, entre outros.

Visual e acabamento: faróis em LED, retrovisores externos na cor preta, para-choques dianteiro e traseiro R-Line, logotipo R-Line na grade frontal, volante multifuncional em couro com logotipo R-Line, apliques internos em alumínio R-Line, acabamento interno do teto na cor preta, rodas de liga-leve “Viper” de 17 polegadas, bancos revestidos em couro preto, sobretapetes dianteiros e traseiros em carpete, lanternas traseiras em LED, iluminação da placa traseira em LED, iluminação na área dos pés do motorista, revestimento do porta-malas em carpete, para-sois com espelho,

Tecnologia: computador de bordo com display multifuncional, freio de estacionamento eletrônico, painel de instrumentos Active Info Display totalmente digital, câmera de ré, seletor de modos de condução (Normal, Esporte, Eco e Individual), sistema start/stop, central multimídia “Discover Media” com tela sensível ao toque de oito polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, leitor de CD, sensor de aproximação na tela, entradas USB, auxiliar e para SD Card, navegador GPS e Bluetooth, sistema de som com seis alto-falantes, entre outros.

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Jetta R-Line – opcionais

O Jetta 2020 na versão R-Line tem somente um opcional. Trata-se de um pacote com teto solar e luzes no teto, que possui um preço bem salgado, diga-se de passagem (com valor equivalente à de uma Honda Pop 110i 0 km).

Veja abaixo o opcional do Jetta:

  • Pacote Teto Solar (R$ 5.180): teto solar elétrico panorâmico, basculante e corrediço e duas luzes de leitura na frente.

Jetta R-Line – preços

Confira abaixo os preços do Jetta na versão R-Line:

  • Volkswagen Jetta R-Line 250 TSI 2020: R$ 121.990
  • Volkswagen Jetta R-Line 250 TSI 2020 + cor perolizada + teto solar: R$ 128.790

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Jetta R-Line – cores

O Jetta R-Line pode ser encontrado em cinco tonalidades diferentes para a carroceria, sendo duas delas do tipo pintura sólida, outras duas metálicas e uma perolizada.

Veja a seguir as cores disponíveis para o novo Jetta:

  • Branco Puro (sólida, sem custo adicional)
  • Vermelho Tornado (sólida, sem custo adicional)
  • Cinza Platinum (metálica, por R$ 1.520 adicionais)
  • Prata Pyrit (metálica, por R$ 1.520 adicionais)
  • Preto Mystic (perolizada, por R$ 1.620 adicionais)

Jetta R-Line – motor

O motor do Volkswagen Jetta R-Line é bastante conhecido pelos consumidores brasileiros. Ele usa o 1.4 TSI turbo flex, encontrado também em outros modelos Volkswagen como T-Cross Highline, Tiguan Allspace, Polo GTS e Virtus GTS, além dos extintos Golf e Golf Variant.

Pertencente à família EA211, o motor 1.4 TSI (que atende também pela sigla “250 TSI”, sendo o número referente ao torque máximo em Newton-metro) conta com bloco e cabeçote feitos de alumínio, turbocompressor, injeção direta de combustível e duplo comando de válvulas no cabeçote (variável na admissão, com quatro válvulas por cilindro).

Ele consegue desenvolver 150 cavalos de potência, a 5.000 rpm, e 25,5 kgfm de torque, disponível entre 1.400 e 3.500 giros. Os números de potência e força são os mesmos com gasolina e/ou etanol.

Junto a este propulsor está a transmissão automática Tiptronic de seis velocidades com conversor de torque. Um dos pecados deste câmbio, porém, é a possibilidade de trocar manualmente as marchas somente pela alavanca – não há, contudo, paddle shifts atrás do volante, como existia na geração anterior do sedã.

Vale ressaltar que este mesmo conjunto mecânico pode ser encontrado nas configurações mais em conta do Jetta 2020 (leia-se Jetta 250 TSI e Jetta Comfortline 250 TSI). O topo de linha e esportivo Jetta GLI oferece um 2.0 TSI de até 230 cv e 35,7 kgfm, com câmbio DSG de seis marchas e dupla embreagem.

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Jetta R-Line – consumo

Por conta do conjunto mecânico eficiente, o novo Jetta consegue entregar bons números de consumo de combustível.

Veja abaixo os números de consumo do Volkswagen, conforme os dados divulgados pelo Inmetro no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE):

  • Consumo de 7,4 km/l na cidade e 9,6 km/l na estrada com etanol;
  • Consumo de 10,9 km/l na cidade e 14 km/l na estrada com gasolina;
  • Notas “B” na comparação relativa na categoria e na comparação absoluta geral do Inmetro.

Jetta R-Line – desempenho

A seguir, você pode conferir os números de desempenho do Jetta 1.4 TSI, de acordo com os dados divulgados pela Volkswagen:

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos com gasolina ou etanol;
  • Retomada de 80 a 120 km/h em 6,1 segundos com gasolina ou etanol;
  • Velocidade máxima de 210 km/h com gasolina ou etanol.

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Jetta R-Line – garantia e revisões

A garantia de fábrica do Volkswagen Jetta 2020 é de três anos, sem limite de quilometragem. Um dos diferenciais do sedã médio está nas revisões: ele tem o custo de manutenção nas revisões até os 60 mil quilômetros rodados ou seis anos de uso (o que ocorrer primeiro) mais em conta da categoria.

Isso porque o Jetta 2020 tem as três primeiras revisões gratuitas. Sendo assim, até os 30 mil km rodados ou três anos de uso, o proprietário do carro não terá qualquer custo adicional com as três primeiras revisões do carro.

Veja abaixo os custos das revisões do Jetta R-Line:

  • Revisão de 10.000 km ou 1 ano: gratuita
  • Revisão de 20.000 km ou 2 anos: gratuita
  • Revisão de 30.000 km ou 3 anos: gratuita
  • Revisão de 40.000 km ou 4 anos: R$ 1.117,95
  • Revisão de 50.000 km ou 5 anos: R$ 575,10
  • Revisão de 60.000 km ou 6 anos: R$ 708,90
  • Revisão de 70.000 km ou 7 anos: R$ 575,10
  • Revisão de 80.000 km ou 8 anos: R$ 1.117,95
  • Revisão de 90.000 km ou 9 anos: R$ 575,10
  • Revisão de 100.000 km ou 19 anos: R$ 708,90

Em suma, as seis revisões do Jetta até os 60 mil km ou seis anos de uso têm um custo total de R$ 2.401,95.

Jetta R-Line – concorrentes

Toyota Corolla XEi 2.0 Flex – R$ 112.990

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Líder do segmento, o Corolla 2020 que compete com o Jetta R-Line é o modelo XEi. Ele é dotado de um propulsor 2.0 litros flex aspirado de 177 cv e 21,4 kgfm máximos, com transmissão automática do tipo CVT que simula até sete marchas.

Oferece itens como sete airbags, sensor de luminosidade, acabamento interno em couro, central multimídia com tela de oito polegadas, painel de instrumentos com tela TFT de 4,2 polegadas, ar-condicionado automático digital, chave presencial, partida do motor por botão, piloto automático, entre outros.

Honda Civic EXL 2.0 Flex – R$ 114.100

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Outro rival do Jetta R-Line é o Honda Civic na versão EXL, a topo de linha entre as configurações com motor 2.0 litros flex (155 cv e 19,5 kgfm) e câmbio automático do tipo CVT. Ele é mais em conta que o Volkswagen, mas também não oferece motor turbo.

Sai de fábrica com itens como câmera de ré, alerta de pressão dos pneus, chave presencial, partida do motor por botão, ar-condicionado automático digital de duas zonas, acabamento interno em couro, painel de instrumentos com tela TFT de sete polegadas, central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, entre outros.

Chevrolet Cruze Premier II 1.4 Turbo – R$ 122.890

Jetta R-Line: equipamentos, preços, motor, consumo, concorrentes

Além do Jetta, o Chevrolet Cruze é o único sedã médio entre os modelos mais vendidos da categoria que têm motor turbo de série. A versão em questão é a topo de linha Premier II, que é mais cara que o Volkswagen, mas é bem mais recheada. O carro tem um 1.4 turbo flex de até 153 cv e 24,5 kgfm, com câmbio automático de seis marchas.

Ele tem recursos como alertas de colisão frontal, detecção de pedestre com frenagem automática, ponto cego e de pressão dos pneus, assistente de permanência em faixa, farol alto adaptativo, carregador wireless para celular, chave presencial, botão start/stop, partida remota do motor pela chave, bancos em couro preto e marrom, central multimídia com tela de oito polegadas, retrovisores externos com aquecimento e rebatimento elétrico, entre outros.

Jetta R-Line – ficha técnica

Motor

1.4 TSI

Tipo

Dianteiro, Transversal e Flex

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1.395

Válvulas

16

Taxa de compressão

10:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Potência Máxima

150 cv a 5.000 rpm

Torque Máximo

25,5 mkgf a 1.400 rpm

Transmissão

Tipo

Automática Tiptronic de 6 marchas com conversor de torque

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Discos ventilados (dianteira) e discos sólidos (traseira)

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Liga-leve de 17 polegadas

Pneus

205/55 R17

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.702

Largura (mm)

1.799

Altura (mm)

1.474

Distância entre os eixos (mm)

2.688

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

519

Tanque (litros)

50

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

1.331

Porta-malas (litros)

510

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,299

Jetta R-Line – fotos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • Juscelio Damascena

    O Cruze é o único que tem os atributos do Jetta, os outros não passam nem perto.

  • th!nk.t4nk

    Esse interior de T-Roc é de amargar. Pode ter boa mecânica, mas é um semi-popular a preço de ouro.

    • RicardoVW

      Vá na concessionária e entre em um, mudará de opinião!

      • Daniel Pirolli

        Os fãs do carro sempre vao defender. E mesmo entre os concorrentes, com certeza iria de jetta, ate pq ja tive 3, mas nem em um milhao de anos esse carro é de luxo ou de nivel superior, nem aqui nem na china kkkkkkkkkkkkkk, como disse o amigo a cima, semi popular a preço de ouro e ponto.

  • Henrique12

    Sem dúvida é o mais feio de todos.

  • Mauro Moraes

    Desde o lançamento, o Jetta já apresentava mais do mesmo em questão de estilo. Hoje já cansou. Passa batido no trânsito devido sua semelhança com o popular Virtus. Vw colhe os frutos que plantou, As vendas patinam e nem arranham o líder Corolla.

    • Alexandro Vieira Lopes

      verdade, em sp tem alguns, se os motoristas do jetta andassem de vidros abertos, eu falaria, seu virtus é muito bonito ahahahahah

      • Mr. Pennybags

        Nossa, que radical!

    • Natán Barreto

      Mas quem compra VW quer isso mesmo, passar batido. Sempre foi assim. Que gosta de chamar atenção compra Civic.

  • RicardoVW

    A versão R melhora muito a cara desse novo Jetta meio sem graça!

  • FRC

    Gosto do jetta, sobretudo em comparação aos pequenos SUV’s da moda. São segmentos diferentes, é claro, mas muito similares no preço. Diante de outros sedans médios, fica aquém no acabamento, mas particularmente gosto do seu visual à noite, além do ótimo conjunto mecânico, seu ponto alto. O preço de tabela desta versão (a mais agradável aos olhos, na minha opinião) é bem “salgado”, mas vejo muitas pessoas dizendo que o valor praticado nas concessionárias é menor, às vezes abaixo dos R$ 115.000. Não sei se realmente procede. Os colegas que tiveram alguma experiência poderiam respondê-la melhor.

    • Celso Rozsanyi

      Sempre fui fã dos sedans. Acho o Civic lindo e bom, o Corolla atual bonito mas acabamento pobre. Quando comprei meu Jetta R-Line a versão do Corolla era ainda pior. Em termos de segurança, tecnologia e conforto, só se comparavam o Jetta e o Civic Touring. Apesar de mais potente, o Civic me custaria 17 mil a mais do que o Jetta com teto e pintura metálica, o que não justifica. Consumo na cidade, nunca fiz menos de 14km/l em um tanque na cidade, chegando ao recorde de 16,2 km/l em período de férias. Na estrada anda muito, é estável, confortável e econômico, fazendo 16km/l com pé pesado. Sim, sinto falta dos paddle shifts e do sensor de ponto cego que tinha no Eco Titanium 18 (um lapso de influência da moda). Continuo achando o Civic lindo, mas adoro e também acho lindo meu R-Line. “Parece o virtus” não me incomoda. Quem tem o conforto, segurança, tecnologia e prazer em dirigir sou eu e não os “especialistas” de plantão.

      • FRC

        Relato bem bacana! Parabéns pelo carro!

  • PrGirafales

    Esse povo que fica criticando o design, que é igual virtus e os mesmo mimimi de sempre, no maximo anda de mercedes, mas aqueles que vai mais de 100 dentro

  • Natán Barreto

    Além do Cruze Premier, esses concorrentes não fazem sentido, pq o NA colocou versões mais baratas de Corolla e Civic dando a falsa impressão que são mais baratos em versões equivalentes, mas ambos tem suas versões top na mesma faixa de preço do R Line, que é a topo com motor 1.4 turbo.
    A GLi é versão de nicho e não conta.

    O Corolla Hybrid custa praticamente o mesmo que o R Line, com o diferencial do motor híbrido, porém menos potente.
    Tem o Civic Touring também nessa faixa, com motor turbo mais potente, porém mais caro.

    Fica a cargo do perfil do comprador e da proposta que ele quer.

  • Paulo Santos

    30k a menos vou é virtus HL

  • daneloi

    Estou em dúvida entre o jetta R-line e o Corolla xei. O jetta me chama atenção pelo ACC com stop and go mas já tive muita cabeça com a VW e um polo problemático… O acabamento do Corolla xei é decepcionante pela faixa de preço mas parece ser um carro que não me dará dor de cabeça

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email