Ford Hatches India Sedãs

Ka Sedan: Ford Aspire terá dois motores Dragon na Índia

FordFigoAspire-2 Ka Sedan: Ford Aspire terá dois motores Dragon na Índia

De acordo com o site indiano Overdrive, o Ford Aspire – versão indiana e encurtada do Ka Sedan brasileiro – terá dois motores da família Dragon na linha 2019, ambos com três cilindros, duplo comando de válvulas variável (Ti-VCT) e construção totalmente em alumínio, tendo ainda cabeçote com coletor de escape integrado e eixo antivibração integrado à bomba de óleo no cárter.



Quais serão? Segundo os indianos, além do novo motor 1.2 Ti-VCT que entrega 97 cavalos e 12,2 kgfm, o Ford Aspire terá também o 1.5 Ti-VCT usado no EcoSport, tanto lá quanto aqui. Por lá, o propulsor maior tem 123 cavalos e 15,3 kgfm, números inferiores ao equivalente exportado ao Brasil, que chega aqui com 130 cavalos na gasolina e 137 cavalos no etanol, além de 15,6 kgfm no primeiro e 16,2 kgfm no segundo combustível.

FordFigoAspire-2 Ka Sedan: Ford Aspire terá dois motores Dragon na Índia

Outra novidade é que o Ford Aspire terá novos para-choques e interior redesenhado, segundo fontes locais. Em realidade, o modelo deverá ostentar a nova multimídia SYNC 3 com tela de 6,5 polegadas como visto no aventureiro Freestyle, que aqui será chamado Ka Freestyle.



Tanto o Figo quanto o Aspire por lá, Ka e Ka Sedan por aqui, serão equipados com esse painel modificado para ostentar o sistema de entretenimento, que deve chegar também com navegador GPS dotado de mapas 3D, Google Android Auto, Apple Car Play e câmera de ré integrados aumentarão muito o nível de conectividade a bordo, reforçado por dois USB e comando de voz mais completo.

Estranhamente não se falou no Figo, que é o Ka hatch. Este, por sua vez, já tem garantido o motor 1.2, indicando que a Ford Índia quer elevar o Aspire em posicionamento no mercado. Além dos dois propulsores Dragon, os compactos locais terão ainda o motor diesel Duratorq 1.5 com 100 cavalos e 20,4 kgfm.

FordFigoAspire-2 Ka Sedan: Ford Aspire terá dois motores Dragon na Índia

Este terá somente câmbio manual de cinco marchas, mas os motores a gasolina terão opção de um câmbio automático de seis marchas com conversor de torque, eliminando assim a necessidade de uso de um automatizado simples, como é comum ao mercado indiano. Essa mudança no Aspire pode significar o uso do Dragon 1.5 Ti-VCT também no Brasil, conforme rumores apontam. Mas, diferente do modelo indiano, como já citado, a diferença de potência e torque é bem grande.

Então, o mais provável é que o 1.5 Ti-VCT Flex seja empregado com números menores, numa configuração específica para Ka, Ka Sedan e Ka Freestyle, ficando abaixo do EcoSport 2018 nesses termos. O propulsor para a Índia dá uma ideia do que poderia vir. Se tiver os mesmos números, com etanol poderia até entregar 128 cavalos e talvez 15,6 kgfm, o que seria interessante. Apenas a lacuna entre este e o 1.0 Ti-VCT de até 85 cavalos continuaria grande. O que você acha?

[Fonte: Overdrive]

 

COMPARTILHAR:
  • Pedro154

    Poderiam trazer esse 1.2 para preencher a lacuna entre o 1.0 e o 1.5 no Brasil.

    • ÓQUEI

      Cara, não compensa (para a montadora) manter 3 opções de motores pra um mercado pequeno e não tão rentável quanto o nosso.

      • RRodrigo Souza

        nao seria manter 3 motorização e sim 2 sendo 1.2 e 1.5 ai estaria ótimo demais, mas o que ela poderia fazer tambem é ká 1.0 85cv ou poderia aumentar e a 1.5 com media de 127cv , e caso a ford quizesse lançar um ford ka XR ou KA ST poderia muito bem deixar a mesma calibragem da ecosport chegando até 137cv

        • Felipe Osorio

          O problema é o IPI de 1.0, menor – por isso seria interessante manter ele

        • Rafael Rodrigo

          Já na minha opinião seria apenas 1 motor com 2 configurações, 1.0 85cv e 1.0T com 125cv…

          • RRodrigo Souza

            entendo, poderia deixar com 130cv o 1.0 turbo kkk

      • Pedro154

        Mas alguns compactos tem três opções de motores, isso não é raro no segmento. HB20, Polo (4 se você considerar a futura versão GTS 1.4), Argo, 208 (se você considerar a versão esportiva), o futuro Uno 2020 (1.0/1.3/1.0T)…

        • Edson Fernandes

          MAs aí vc bate de frente com o Fiesta.

          Para evitar essa canibalização, é mantida essas opções.

          E o Fiesta complementa com motor 1.6 e 1.0 ecoboost.

  • awatenor

    Claro que não vai rolar, mas esse carrinho poderia ser vendido aqui com o nome de “New” Escort e ser de verdade um hatch com porta-malas decente (porque o do Ka, pelamordedeus!).

    • RRodrigo Souza

      escort é maior que ford ka ,não viaja, se for para lançar o nome escort no brasil, é melhor trazer o escort chines e fabricar aqui ,carro maior e poderia ficar acima do ka no lugar do fiesta

      • Gu92

        O Escort foi substituído no Brasil pelo Focus em 2003, ou seja hoje ele estaria acima do Ka e do próprio Fiesta no mercado brasileiro!

        • RRodrigo Souza

          como informei, o escort é maior do que o ká, e se fosse para voltar ao brasil que viesse a versão chinesa até ai ok, como o fiesta ta morrendo no Brasil poderia vir e cobrir o fiesta , o Focus ainda tem um tempo de vida por aqui então seria inviável matar o fiesta e o focus no mesmo tempo para trazer o escort.

    • Pedro154

      Acho que o nome Escort não volta mais, pois já temos o Ka e o Fiesta ocupando todo o espaço.

  • Rodrigo Lagoa

    o fiesta ja ta morto a muito tempo. tragam logo esse dragon nos ford ka, vamos fazer um downgrade agora :)

    • No_Name

      Um downgrade bem consideravel. O Ka nos detalhes é um carro bem pobre, algo que o Fiesta não é.

  • Catucadao

    dragon ai sim solta e fogo e sai vuando vale a pena.

  • Gu92

    Acho muito legal esse design do Ford Aspire indiano, me faz lembrar o design do último modelo do Escort vendido no Brasil até 2003!!

  • Piston head

    Traseira mais curta?

  • Licergico

    quando li o titulo da matéria pensei em algo inovador … um carro com 2 motores…

    ” Ka Sedan: Ford Aspire terá dois motores Dragon na Índia “

  • Jose Antonio

    Em minha humilde opinião deveríamos der carros mais potentes até porque nem todo mundo roda só na cidade quem viaja sabe que é muito difícil ultrapassar os caminhões da atualidade que já passam de 30 metros dois então é mais difícil ainda sei que o combustível é caro mais o que é barato no Brasil.

    • Matthew

      O problema todo é que o mercado automotivo brasileiro está reduzido à modelos compactos apenas, que têm que atender a todo tipo de perfil de consumidor. Qualquer modelo de gama média (e que tem mais potência) já virou carro de luxo, como Chevrolet Cruze turbo e Toyota Corolla 2.0 VVTi. Portanto, que consegue comprar um Ford Ka 1.0 zero quilômetro no dias de hoje é alguém razoavelmente bem sucedido. Quem consegue adquirir o sedã com motorização 1.5, noooossa, é um sujeito que venceu na vida e tá no topo da carreira.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email