Combustíveis Europa Híbridos Hatches Kia SUVs

Kia quer garantir diesel com Ceed e Sportage micro-híbridos na Europa

Kia quer garantir diesel com Ceed e Sportage micro-híbridos na Europa

A Kia Motors entra para o grupo de marcas presentes no mercado europeu que pretendem dar continuidade ao uso do diesel. Para isso, a solução encontrada pelo fabricante sul-coreano foi a introdução da tecnologia de híbrido leve ou micro-híbrido, em modelos como o Kia Sportage, que se beneficia do sistema elétrico de 48 volts. Esse novo arranjo já está sendo usado na minivan Renault Espace e em alguns modelos do mercado de luxo europeu.


Chamada EcoDynamics+, a tecnologia será aplicada aos modelos Sportage e Ceed vendidos na Europa e equipados somente com motor diesel 1.6 CRDi. O conjunto híbrido consiste em um pequeno motor elétrico de 14 cavalos, que funciona tanto como motor de partida do motor, como impulsionador do veículo. Sua função basicamente é ligar o motor e mover o carro nos primeiros metros, fase crítica do consumo de combustível.

Assim, o motor só será religado depois que o carro sair, assumindo totalmente a propulsão do veículo a maior parte do tempo. Além disso, o EcoDynamicspermite desligar o motor pouco antes do veículo parar totalmente, o que também contribui para redução do consumo de óleo diesel. Quando parado, o propulsor CRDi ficará desligado para não gastar combustível.

Kia quer garantir diesel com Ceed e Sportage micro-híbridos na Europa


A alimentação do pequeno motor elétrico é feito por uma bateria de lítio de 0,46 kWh. Isso é o suficiente para alimentar o auxiliar do motor, sendo sua energia capturada da regeneração de energia proveniente dos freios e da desaceleração. Essa bateria (que fica no porta-malas) substitui também a bateria de 12V do veículo, alimentando assim todos os sistemas elétricos. Ainda durante a condução, ele pode fornecer energia para o motor de 14 cavalos, que pode entrar em auxílio ao motor quando é exigido mais do acelerador, melhorando a performance em ultrapassagens e retomadas.

A Kia agora está desenvolvendo a mesma tecnologia para aplicação em motores a gasolina, mas a prioridade no momento é salvar as versões diesel, ainda mais num momento em que algumas marcas já “entregam os pontos” com esse combustível, como é o caso da Volvo, cuja próxima geração do sedã S60 não terá opção de motor diesel, tendo apenas gasolina, híbrido e elétrico como escolhas possíveis.

A Toyota foi outra marca que anunciou o fim do diesel na Europa, substituindo a opção por carros elétricos. A gama da marca japonesa já dispõe de alguns modelos sem essa versão, especialmente o C-HR, cuja participação do híbrido é de mais de 80% das vendas totais, ficando o restante para a versão com motor 1.2 Turbo de 114 cavalos.

Kia quer garantir diesel com Ceed e Sportage micro-híbridos na Europa
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email