China Kia Lançamentos Mercado SUVs

Kia Sportage anterior vira outro carro em modernização na China

Kia Sportage anterior vira outro carro em modernização na China

Lembra do Kia NP? Um conceito apresentado apresentado há algum tempo na China? Pois é, o crossover de formas quadradonas foi rebatizado de Kia Sportage. Em realidade, o projeto consistiu em usar a plataforma anterior do SUV vendido também no Brasil, para criar um novo carro, sem investir em uma plataforma nova e nem tirar a geração atual de cena.


Para não fazer como a CAOA no Brasil, que produz as três gerações do Tucson ao mesmo tempo, a Dongfeng-Kia decidiu seguir os passos da Dongfeng-Hyundai, que transformou o ix35 em um novo carro, usando a mesa plataforma, mas com carroceria e interior totalmente reconstruídos. Na prática, praticamente é um carro novo.

Kia Sportage anterior vira outro carro em modernização na China

Da mesma forma, o Kia Sportage passa a ter dois modelos na China, sendo um chamado KX5, que é o mesmo Kia Sportage vendido no mercado brasileiro, e o modelo antigo, que ganhou um formato mais robusto, quadrado e simples, feito sobre a base antiga. A proposta é ter um SUV médio mais barato, assim como o Yi Pao (Stonic) em relação ao KX3, que por sua vez virá ao Brasil em breve, segundo a importadora que representa a marca por aqui.


Com 4,46 m de comprimento, 1,85 m de largura, 1,69 m de altura, o Kia Sportage chinês tem 2,64 m de entre-eixos, mantendo as características mecânicas básicas do modelo anterior, entre elas a suspensão traseira multilink. Além disso, mantém também o motor Nu 2.0 16V com 161 cavalos e 19,6 kgfm, sempre com gasolina. O câmbio é automático com seis velocidades e a tração, somente nas rodas dianteiras.

Kia Sportage anterior vira outro carro em modernização na China

Visualmente, chama atenção pelo teto reto e detalhes estéticos que parecem antiquados, apesar dos faróis com luzes diurnas em LED e desenho moderno. A grade é maior e devidamente cromada, enquanto o para-choque destaca os faróis de neblina quadrados, dependendo da versão, pois a topo de linha vem com quatro de LEDs em cada lado, assim como o KX5. Na traseira, as lanternas são grandes e cortadas pela tampa do bagageiro. Mais truncada, essa parte do Sportage chinês tem ainda para-choque com luzes de neblina similares aos faróis auxiliares dianteiros.

Por dentro, o ambiente é mais simples, porém, com foco na funcionalidade. O cluster é análogo-digital com uma tela entre os dois instrumentos semicirculares com três estilos de apresentação. Além disso, o conjunto frontal destaca um sistema de áudio, que também tem opção de tela multimídia com Car Play e Car Life. O Sportage da Dongfeng-Kia tem até teto solar panorâmico. Não há pretensões de vende-lo fora da China.

Kia Sportage 2018 (China) – Galeria de fotos

Kia Sportage anterior vira outro carro em modernização na China
Este texto lhe foi útil??

  • Luccas Villela

    Bem bonito, não achei nada antiquado.

    • th!nk.t4nk

      Ficou 100% genérico, mas pra China e Brasil estaria bom demais.

      • Luccas Villela

        O que não é genérico? Dificil fazer um carro original quando já fizemos de tudo, né.

    • Edson Fernandes

      Além do que, ficou mias bonito que o proprio visual do sportage (internamente falando)

    • FocusMan

      A imprensa que teima em usar o termo plataforma sem entender o que é.

      Esse é um novo modelo, não tem nada de antigo.

  • Luis Burro

    E ñ ficou ruim,só diferente!

    • yurieu

      Belíssimo comentário, bem amigável.

  • Lucas MTB

    Ficou muito interessante, lembra o Subaru Forester.

    • rodrigosr

      Forester com Compass.
      Ficou horroroso!

      • Frederico Chaves

        Tem muita coisa mais horrorosa que esse carro nas ruas. kkkkkk

        Acho que ficou bom, ainda mais usando de base um carro muito antigo…

        Ta melhor que muito carro recém lançado.

  • Fabio Gambela

    até que ficou muito interessante.

  • oscar.fr

    Faltou mencionar qual seria esta geração do Sportage a partir da qual foi produzida essa versão. Além de revisar algumas coisas como “Na prática, praticamente …”

  • Pedro Mello

    Virou Creta.

  • Rodrigo

    Achei que ficou muito bom. Num mundo carregado de SUV wannabe esse realmente parece com um SUV de verdade (ainda que falte a tração traseira ou 4×4).

  • Haggard

    Eu, que gosto de carros mais quadrados, sóbrios e discretos, gostei muito mais desse aí que a geração atual do Sportage.

  • Erivelton Freitas

    Muito melhor que o ‘Sapo Cururu’ que a KIA insiste em vender por aqui. Sério, aquele carro parece um sapo boi gigante. É papudo e inchado, e o visual não é nada agradável (salve a traseira).

    A KIA bem que poderia trazer essa versão para o nosso mercado em vez da atual que é comercializada. Acho que seria bem mais aceita que a atual. E só para enfatizar que as pessoas não estão engolindo o nosso atual Sportage. Ando vendo mais Sportages da geração anterior – provavelmente adquiridos em CSS de seminovos. – do que os da atual geração. E olha que Sportages tinham dado uma sumida das ruas, voltando somente agora.

    • Lareiro

      Vc quer um carro mais antigo nas ruas do que o mais moderno, só porque não gostou do design do atual?

      • Erivelton Freitas

        Mais moderno em que sentido?!

        Plataforma Modular? Não vejo o ‘esqueleto’ do carro como o grande argumento que faria qualquer consumidor comprar ou não determinado modelo. Até porque, a plataforma modular só traz benefícios, de forma mais direta, para a própria montadora, que poderá usá-la em um ou mais modelos, adaptando-a. Para o consumidor final, não muda tanta coisa assim, além do compartilhamento de peças e facilidade de manutenção.

        Em equipamentos? Mesmo o modelo descrito na matéria poderia sim vir com todos os itens de série do atual Sportage vendido aqui, o que já o tornaria ‘moderno’, frente aos concorrentes.

        Prefiro, defina o que você acredita ou diz ser ‘moderno’, e depois venha defender… Porque o argumento do ‘modelo mais moderno’ pode estar mal colocado.

        • Lareiro

          Eu não estou defendendo nada, só fiz uma pergunta simples do qual você fez uma tempestade em copo d’água.

          • Erivelton Freitas

            Não fiz tempestade alguma, apenas perguntei a sua concepção de ‘moderno’ em relação a esse caso.

    • PEDAORM

      Amigo, é sério que você está sugerindo que tirem o modelo mais moderno e passem a vendar uma gambiarra com plataforma antiga? No máximo, que vendessem ambos, mas normalmente dispenso esse tipo veículos revisados em detrimento de um mais moderno que custa(ria) pouca coisa a menos.

      • Erivelton Freitas

        Se o argumento for a plataforma, considero ele irrelevante. A plataforma (esqueleto do Carro) é algo cujo os benefícios se convertem em 90% para a montadora e não necessariamente para o cliente final.

        Na escolha de um modelo de carro, na CSS, o cliente pode priorizar muita coisa, design, preço, equipamento, manutenção, revisões, desvalorização e afins, mas definitivamente, nunca vi e nem ouvi alguém que deixasse de comprar um carro por causa de uma ‘plataforma’, sendo ela antiga ou nova. Inclusive, acho improvável de todas as formas possíveis que o vendedor seja questionado sobre isso no ato de aquisição.

        Sendo assim, desculpe, mas não considero esse argumento válido ou importante.

        • Ernesto

          Normalmente uma plataforma nova permite a redução do peso do carro, consequentemente, o carro será mais econômico.
          É só comparar um carro como o C4 ou mesmo o 408 cujas plataformas são antigas e isso reflete diretamente no peso do carro.
          Maior peso = consumo maior/desgaste maior de pneus, freios, suspensão

        • PEDAORM

          Plataforma influencia diretamente em segurança (aços de ultra resistência por ex), dinâmica e eficiência (peso etc) entre outros benefícios. Não vou nem entrar no mérito amigo, se o comprador não sabe ou não questiona o comprador, ele é que mal informado, fique com sua Sportage antiga que vou na nova. Abs

          • Erivelton Freitas

            Como e disse, existem pesos ao considerar um determinado aspecto que compõe um carro como ‘essencial’, e esse peso pode variar muito da visão de A para B. Sim, 99% dos compradores não se importam com isso, e lhe digo isso com convicção, porque com exceção dos entusiastas, que gostam de carros, que leem, comentam, aprendem, sabem das coisas, que vem regularmente a espaços como esses – e acredite, esses entusiastas são minoria mesmo. – , as pessoas (compradores) de um modo geral são leigos mesmo, preferindo comprar o carro que mais lhe agrada em vez da melhor opção. Tudo bem, não há nada de errado aí, pois até quem entende também faz isso (na medida do possível). Mas quando se coloca a questão da Segurança de um carro, esses mesmos 99% acreditam que segurança é cinto de três pontos, Air-Bags e freios potentes. Os aços que compõem a carroceria dificilmente ou nunca mesmo, são levados em consideração.

            Outra ponto ao falar de segurança tem a ver com esse achismo quase paranoico de que um carro precisa ter X itens ou componentes de segurança, como se fosse obrigado que o cara sofresse ao menos, um acidente grave durante toda a sua vida de condutor. As pessoas que pensam nesse aspecto, acreditam que mal vão virar a esquina e já serão atingidas frontalmente ou lateralmente por um caminhão/trem, e não é assim que funciona.

            A mesma coisa está relacionada com a questão do Peso/Potência. Tal consideração é interessante para carros grandes, com premissa de off-road e tração integral. Mas quando falamos de CUVs pequenos e médios, Sedãs e Hatchs, a maior parte dos compradores está mais interessado em motores econômicos do que potentes, de modo que a relação do peso maior/menor do carro em relação ao ganho/perda de potência se torna irrelevante.

            Afinal, ninguém vai a mais de 100km/h numa pista no Brasil. Primeiro porque as leis de trânsito proíbem, e segundo, porque não há realmente uma necessidade disso.

            Então novamente, o argumento da plataforma ‘mais moderna’ perde bastante a sua importância quando se pensa num carro para o uso corriqueiro no meio urbano. A Função dele é levar as pessoas de um lugar para o outro, independente se for a 40/60km-h. E não estou mentindo ao imaginar que a maioria esmagadora das pessoas pensa dessa forma.

            No mais, compreendo seu ponto de vista, de modo que vá reformular o meu. A plataforma atual pode se mantida, apenas o Design do carro que poderia ser esse do mercado chinês. Acho que assim o meu ponto de vista seria melhor aceito por você!

            • PEDAORM

              Os testes de segurança estão cada dias mais rigorosos, presentes e explorados no Mkt das montadoras, não basta fingir que é seguro c esses itens e ser aquem. Tem que ter aços de ultra resistência e proteção boa para sua categoria.

              Espero nunca ter que usar os equipamentos de segurança, mas se um dia eu ou minha família sofrerem um acidente, que estejamos no carro mais seguro possível. Todo mercado decente prioriza segurança. Acidentes acontecem, graves, é assim que funciona.

              Você tem que entender que relação pesoxpotencia e eficiência não está relacionada apenas a desempenho, está intimamente ligado ao consumo. Bastante relevante.

              Acho que vc nunca dirigiu em
              uma estrada de qualidade no Brasil, existem algumas por aí, e na maioria das BRs se ultrapassa facilmente os 100km/h em trechos.

              Seu erro é achar que a maioria das pessoas pensa como você, ou que comprariam esse carro excluisamente para uso urbano, mas é um carro que facilmente leva a família todo final de semana na estrada. Conheço proprietários que o fazem.

              Por fim, em design não sou nenhum grande fã da dianteira da Sportage, mas
              gosto muito da traseira e respeito muito mais o desenho do renomado Peter Schreyer do que esse chinês reeditado aí.

              • Erivelton Freitas

                Pois é, temos pontos de vista diferentes e eu acho que já disse o que tinha para dizer.

      • LL

        não achei em lugar algum a informação que a plataforma foi trocada, apenas um facelift a “geração” atual!!!

        • PEDAORM

          Amigo, o texto todo é sobre isso, é o modelo anterior com uma “casca nova”. Olhe o título do artigo: “Kia Sportage anterior vira outro carro em modernização na China”

          • LL

            Fui procurar, o “anterior” e o atual não teve mudança de plataforma segundo a motor show por exemplo… Tem alguma outra informação???

            • PEDAORM

              É a nova, compartilhado com a Tucson nova.

              The engine might have been carried over, but on top of the new look, the fourth-generation Sportage also has a new platform – shared with sister car the Hyundai Tucson.
              Autoexpress.uk

              The All-New Tucson is built on a completely new platform that endows the C-SUV with generous interior dimensions.
              Hyundainews

              Last year the Tucson was built on a completely new platform, with a longer wheelbase for greater interior flexibility and a smoother ride.
              Driving.ca

  • Mauro Banqueiro

    Olá subaru forester

  • Lareiro

    Não achei nada simples e antiquado.

  • Leonardo azevedo

    Sou mais essa Sportage, que a nossa atual… se viesse ao brasil com um motor mais interessante creio que venderia mais.

  • JCosta

    Em linhas gerais, por fora, lembra o Subaru Forester. Ficou interessante.

  • Ainnem Agon

    Eu acho que a Kia acertou DEMAIS em fazer esse Sportage NP com um visual mais “bruto”, menos esguio: assim ele se destingue mais do “irmão” KX5. Já tem review desse Sportage NP aqui:

    https://www.youtube.com/watch?v=mUfNFX2bJrw

  • Carlos H. Ferreira

    Ficou interessante, por R$ 99.000.00 , cambio At6 e motor 2.0, acho que venderia bem!

  • FocusMan

    Caramba, o painel é identico ao do novo Focus/Fiesta/Ecosport

  • Mayck Colares

    Eita desenho genérico, antes mantivessem o sportage antigo que tinha um belo design!

  • Unknown

    Muito bonito! Gosto de designs sóbrios…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email