*Destaque Lançamentos Motos

KTM 390 Duke 2018 oferece 44 cv, recursos multimídia, por R$ 24 mil

KTM 390 Duke 2018 oferece 44 cv, recursos multimídia, por R$ 24 mil

A nova geração da KTM 390 Duke acaba de chegar ao mercado brasileiro para acirrar ainda mais a briga entre nakeds de entrada. Por R$ 23.990, o novo modelo oferece uma série de tecnologias capazes de intimidar parte da concorrência, um visual mais agressivo e também um conjunto mecânico eficiente, embora monocilíndrico. Com esta cifra, o lançamento é R$ 90 mais caro que a Honda CB 500F, R$ 2.440 mais caro que a Yamaha MT-03 e R$ 2.090 mais caro que a BMW G 310 R.


Atração do último Salão Duas Rodas, realizado no fim do ano passado, a KTM 390 Duke sai da fábrica de Manaus. Lá, a motocicleta é equipada com conjunto óptico de LED, acelerador eletrônico ride-by-wire, suspensão dianteira do tipo invertida WP Split Fork (que segundo a KTM aumentou a estabilidade do modelo), painel de instrumentos digital com tela TFT colorida, função Bluetooth e sistema “KTM My Ride” que possibilita controlar o áudio e visualizar chamadas telefônicas, entre outros.

KTM 390 Duke 2018 oferece 44 cv, recursos multimídia, por R$ 24 mil

O motor usado na nova 390 Duke é o mesmo da anterior. Trata-se de um monocilíndrico de 373,2 cm³, que consegue desenvolver 44 cavalos de potência, a 9.000 rpm, e torque de 3,77 kgfm, a 7.000 rpm, associado a uma transmissão de seis velocidades. Para efeito de comparação, a Honda CB 500F (bicilíndrica) rende 50,4 cv e 4,55 kgfm, a Yamaha MT-03 (bicilíndrica), 42 cv e 2,96 kgfm, e a BMW G 310 R (monocilíndrica), 34 cv e 2,8 kgfm.


O conjunto inclui ainda um novo tanque de combustível, que passou de 11 litros para 13,4 litros, sistema de freios com disco dianteiro de 320 mm (aumento de 20 mm), pinça de fixação radial e freios ABS Bosch 9MB de dois canais e rodas de liga-leve de 17 polegadas.

KTM 390 Duke 2018 oferece 44 cv, recursos multimídia, por R$ 24 mil

A motocicleta é construída sob um quadro de treliça, com pintura na cor laranja, e subquadro na cor branca. O modelo tem peso seco de 149 kg.

A KTM 390 Duke pode ser encontrada nas cores branca e laranja.

Galeria de fotos da nova KTM 390 Duke 2018

KTM 390 Duke 2018 oferece 44 cv, recursos multimídia, por R$ 24 mil
Nota média 5 de 1 votos

22 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • E uma pena ser tão cara, tive uma do modelo anterior e axo a moto espetacular em todos os quesitos,
    Hj possuo uma hornet e n tem comparação, ela é mto mais divertida de pilotar…
    Já possui r6, r1, gsx, z1000 …
    De todas exatamente ela q tenho mais saudades… se n fosse esse preço teria outra, vou optar por uma usada e vender a hornet…

    • R6 e R1 são muito curtas e fracas em baixa, porém giram alto
      Z1000 é mediana, faz bem um pouco de cada
      Hornet é uma ótima moto de entrada, muito acertada por ser uma 600cc, mas ta muito longe do que as pessoas pensam dela

      De todas que vc mencionou, a que mais gostei foi da GSX-R1000. A moto é um canhão! 170 km/h em 1º marcha, levanta a frente a 200 km/h sem esforço algum, de longe a melhor moto que pilotei….o conforto é ZERO e á quase impossível de usar na cidade, mas no Track Day e nas Serras ela é animal!!

  • É uma boa opção pra quem procura uma moto com uma pegada bem esportiva, é uma moto que eu teria pra usar no fim de semana, pegar uma estradinha cheia de curvas e tal, mas para o dia-dia acho ela esportiva de mais.

  • Hoje em dia, com a gasolina no preço atual. Considero qualquer moto acima dessa nova linha de 500cc inviável pro dia a dia. Uma 125/150cc faz entre 35-45km por litro, uma 250/300cc mono faz entre 25-30km por litro, essas 300 bicilindricas junto com a KTM e bmw 300cc e as 500cc da honda ficam na faixa de 20 a uns 25-26km por litro. Até ai ta tranquilo, porém qualquer 600cc+ andando no dia a dia faz menos que isso, bem menos. Então hoje em dia mesmo estando caras, esse tipo de moto tem vendido bastante. Você consegue ter uma arrancada até uns 140-160km/h de maneira rápida, andando até 100km ela fica econômica e acelerando firme elas tem máxima entre 180-200km/h, ou seja. Vai bem em todas situações, dia a dia, traço day, viagens longas e aceleradas curtas.

      • Também tenho uma 750 2015, entre essas média cilindrada não há nenhuma outra que alie baixo consumo no trecho urbano e torque em baixo. A minha faz entre 24 e 26 km/l no trânsito pesado 100 urbano, na estrada passa dos 29. É sem dúvidas a mais racional para cidade e para viagens, no seguimento dela.

        • eu pego bem pouco transito na cidade ( e muitos radares de 50 e 60 ) …
          na estrada dependendo do ” humor ” em viagens rio – penedo – rio ja fiz 35 ( andando a 90/100 km/h) e também 26,6 km/l andando bem mais forte ( 140 /170) …

          a minha tb é a 2015 ( branca e preta com abs )

          • Mas ai eu vejo a nc como uma moto de nicho porque não se vê muitas delas pela rua e o que se vê muito são nakeds e em alguns casos trails de verdade. Pelo lado racional a nc é a melhor opção nessa faixa de preço, mas a maioria vai pela emoção e pega uma 4 canecos. Ou seja, caímos no que eu falei. Eu mesmo não meu vejo com um nc, já pilotei uma, muito confortável e responde bem em baixa, mas o designer não me agrada. Eu sou um dos que ficaria entre uma z300, mt03 ou cb500. A posição delas pra mim é a melhor. A KTM mesmo sendo uma puta moto, tenho medo da falta de mão de obra qualificada pra mexer nela.

    • essa KTM é show quase comprei o modelo anterior ( estava vendendo a mais de 1 ano por 19500 ( tudo incluido) aqui no rj na rede dafra ) porem pra mim o que pega nela é a posição péssima de pilotagem , 30 minutos andando com ela e na posição forçada corpo “pra frente” e pés “pra traz” me deixou quebrado … dores de coluna, braços e canela … ( é moto pra jovens ) .

  • Esqueceu de falar uma coisa !!!!! Todas essas motos são sem frete!!!! Ou seja diferença mínima de preços, A KTM da um banho em tecnologia em todas essas concorrentes custando muito pouco a mais é oferencendo muito a mais, Mais infelizmente o público brasileiro é um público conservador na parte automobilista, KTM pode ser melhor oque, Pode ser robusta como for, Mais nunca terá status de uma Honda Ou Yamaha no mercado, Primeiro que essas marcas tem “Status”, Segundo que ninguém irá comprar uma marca que nunca ouviu falar, Terceiro que muita gente que compra essas motos infelizmente compram peças de oficinas e de origem duvidosa, Uma peça da KTM você não vai encontrar em qualquer esquina ou na feira de rolo, Enfim e isso aí…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email