*Destaque *Featured Carros mais vendidos Mercado

Kwid fica em sexto na primeira quinzena de setembro

renault-kwid-2018-NA-48 Kwid fica em sexto na primeira quinzena de setembro

Na primeira quinzena de setembro, o Onix mais que dobrou as vendas em relação ao segundo colocado, o HB20, abrindo uma diferença de 4.157 unidades, 100 a mais que as vendas do próprio Hyundai. O terceiro colocado foi o Gol, que ficou pouco a frente do Ka, que praticamente empatou com o Fox, igualmente bem vendido na primeira metade deste nono mês do ano.



Na sexta posição, o espero Kwid. O subcompacto rapidamente cresceu em vendas e agora já ocupa uma posição de destaque no Top 10. Logo abaixo dele, o Corolla se mantém como um estranho no ninho, visto que os demais do grupo são todos populares. O Prisma caiu de posição, enquanto o Uno conseguiu manter-se em no Top 10 junto com o Sandero.

No segundo pelotão, o Argo surge logo de cara, mas sem impressionar em números, pois em realidade os demais é que caíram no desempenho das vendas e estes são os utilitários esportivos, cujo modelo mais vendido foi o Compass, seguido do Creta. O HR-V ficou em terceiro no segmento. O Voyage aparece na frente do Mobi, que despencou de posição.

O Renegade voltou a emplacar menos que os rivais e está em 17º lugar no geral, logo a frente do Etios e do Kicks, que agora se fixou no Top 20, enquanto o Ka Sedan fecha o grupo. O up! saiu dos 20 mais vendidos, mas sustentava a posição até um dia antes do fechamento da quinzena.

chevrolet-montana-2017-4 Kwid fica em sexto na primeira quinzena de setembro

Nos comerciais leves, a Strada avançou sobre a liderança da Toro, mas ainda assim a irmã maior ainda tem uma boa vantagem no acumulado do ano. A Saveiro permanece em terceiro, chegando a encostar na Toro durante o decorrer da quinzena. A S10 conseguiu bater sua rival Hilux em vendas nesta primeira quinzena, impondo uma diferença de 102 unidades.

A Ranger aparece mais distante, mas a frente da Montana. Já a Amarok, que vinha brigando com a picape da Ford caiu para oitavo. A Fiorino permanece como o furgão mais vendido do mercado com a nona posição, enquanto a L200 fecha o Top 10 dos comerciais. A Oroch fez dupla com a Master no segundo pelotão, tendo o caminhão HR como líder em sua categoria, bem como a van da Renault no segmento dela.

A Frontier continua com vendas em baixa e pelo visto aguarda a produção argentina para, quem sabe, poder vender mais. A envelhecida Partner aparece em boa posição, tendo em seguida os caminhões leves de Kia e Iveco, enquanto a Ducato vende suas últimas unidades nacionais. A Mercedes conseguiu emplacar Vito e Sprinter no Top 20.

Confira abaixo os 20 automóveis e 20 comerciais leves mais vendidos na primeira quinzena de setembro de 2017:

Automóveis

  1. Onix – 8.233 unidades
  2. HB20 – 4.057
  3. Gol – 3.067
  4. Ka – 3.044
  5. Fox – 3.042
  6. Kwid – 2.942
  7. Corolla – 2.904
  8. Prisma – 2.869
  9. Uno – 2.159
  10. Sandero – 2.127
  11. Argo – 1.869
  12. Compass – 1.844
  13. Creta – 1.806
  14. HR-V – 1.729
  15. Voyage – 1.698
  16. Mobi – 1.649
  17. Renegade – 1.538
  18. Etios – 1.447
  19. Kicks – 1.444
  20. Ka Sedan – 1.309

Comerciais leves

  1. Strada – 2.266 unidades
  2. Toro – 1.723
  3. Saveiro – 1.661
  4. S10 – 1.382
  5. Hilux – 1.280
  6. Ranger – 774
  7. Montana – 666
  8. Amarok – 515
  9. Fiorino – 422
  10. L200 – 309
  11. Oroch – 260
  12. Master – 197
  13. HR – 154
  14. Frontier – 150
  15. Partner – 84
  16. K2500 – 77
  17. Daily 3514 – 71
  18. Ducato – 41
  19. Vito – 30
  20. Sprinter 313 – 28

[Fonte: Fenabrave]

  • vicegag

    “Corolla se mantém como um estranho no ninho, visto que os demais do grupo são todos populares.”
    Corolla, o popular da classe alta.

    • ocampi

      Dono de Onix pira quando descobre que alguém tem mais de 50.000 para investir em um carro….. NÃO eu não tenho Corolla. Nem moro na banania……

      • tiago

        Desculpa aí…

      • leomix leo

        Carro nunca foi investimento. O correto seria, gastar em um carro, uma casa ou um apartamento sim é investimento se vc puder alugar e não for para vc morar.

        • Zergling

          Casa e apartamento também não são investimentos.

          • Gnull

            Pois é, se considerar que o pessoal aluga por menos de 0,5% do preço pago no imóvel, até a poupança é mais vantajosa.

            • Fernando

              Essa condição q vc cita, diga-se, vale apenas para o sujeito que tem lá seus R$ 300 mil, 500 mil, R$ 1 milhão em especie para investir em algo. Aí concordo, eu investiria a grana em algo ao inves de comprar uma casa, e moraria de aluguel com os juros.

              Mas esta nao é a realidade da maioria dos brasileiros. Logo, se o cara nao compra uma casa, vai ter q alugar uma, nunca terá uma casa, e muitas vezes, nao conseguirá ter porque paga aluguel e a renda nao dá pra juntar riqueza.

              Ou seja, o sujeito, nao tera casa, nao terá dinheiro, nao terá nada depois de 1 ou 2 decadas.
              Para quem nao tem como comprar uma casa a vista, ou seja, é pobre como eu e a maioria das pessoas, o imovel é um bom negocio, mesmo que sua rentabilidade nao seja a maior. Além de bem ou mal, vc pagar por algo que é seu e nao dos outros.

              • Gnull

                Então, daí não é investimento é necessidade. O colega acima tocou na palavra investimento e seu significado pressupõe a intenção de gastar dinheiro para ganhar dinheiro. No caso que você colocou a pessoa não está procurando lucro, mas somente adquirir uma propriedade própria.
                Eu me referi às pessoas que já possuem sua casa e compram mais imóveis como “investimento”.

          • Gran RS 78

            Nunca perdi dinheiro na venda de um imóvel.

            • Zergling

              Um investimento tem como objetivo amentar seu capital

              • Gran RS 78

                Todos que compraram imóveis nos últimos dez anos no mínimo dobraram seu capital. Vou dar um exemplo que aconteceu comigo: Eu comprei um apartamento em Jundiaí, interior de SP por 205 mil reais em 2008 e hj ele vale 600 mil reais. Se isso não for um bom investimento eu não sei mais o que seria então.

                • Zergling

                  Eu comprei um fusca placa preta por 40 mil, dei uns retoques e hoje ele vale 120 mil. O difícil é achar alguém que queira pagar o que eu acho que vale nele.

                  • Gran RS 78

                    Jura que vc quer comparar um Fusca com um imóvel?? Acho melhor parar por aqui…

                • Em que pese que o dinheiro perdeu o valor, o que você comprava com 200 mil em 2008 hoje não compra igual, mesmo assim é uma valorização considerável. A minha mãe em um ano o apartamento dela passou a valer 20 mil reais a mais do que na data da compra. Pelo menos não perde um centavo investido.

          • Anderson Lemos

            kkkkkkkkk é cada uma que a gente lê aqui!! Casa não é investimento ??? Então espera ai, vou ali correndo falar isso para um conhecido meu que tem algo em torno de 25 imóveis alugados, Construiu casa com 250 mil que hoje vale quase meio milhão, vou falar para ele que jogou todo dinheiro fora. Aff… Voce falar que casa não é o melhor investimento eu posso concordar, se voce for um genio da Bolsa de valores, mas no mínimo um investimento mediano é sim.

            • José Barbosa

              Casa no Brasil ainda é investimento (já foi e ainda é em alguns nichos) pela nossa cultura estúpida. Respondendo ao comentário acima, alguém precisa ter dinheiro para “compensar” pagar o aluguel. Mas qual a lógica de quem não tem patrimônio pagar ainda mais caro que os 0,5% da poupança em juros no banco?
              Um imóvel para classe A/B, vai custar em torno de 500 mil reais numa cidade grande (varia, mas vamos tomar este exemplo como patamar).
              Você pode alugar algo assim por algo entre 1,5 a 2 mil reais.
              Se você tem os 500 mil reais, eles vão ter ganho real, livre, de pelo menos os 1,5 mil reais.Ou seja, você mantém o valor do seu patrimônio, tem liquidez, paga o aluguel e ainda pode sobrar um troco.
              Agora, vamos supor o pior caso, aquele que financia.
              Ele junta R$ 100.000,00 e dá no imóvel: perde R$ 300,00 mensais de ganho real (acima da inflação); e ainda paga juros ao banco sobre os R$ 400.000,00. Se ele conseguir um financiamento ótimo, com juros de 9% a.a., só de JUROS ele paga R$ 3.000,00. E nem vou incluir aí outros custos da aquisição de um imóvel e financiamento, como impostos, registro, manutenção do contrato, seguro etc. Venda casada então, nem se fala.
              Outra coisa importante. Seu amigo pode até ter uma casa que vale, de fato, meio milhão. Mas em quanto tempo ele transforma isto em dinheiro? Se houver uma emergência o que ele faz para conseguir se manter em dia?
              Há pouco tempo, morei em duas cidades que sofreram booms imobiliários. O que tem de corretor e “investidor” quebrado não tá no gibi.

              • Anderson Lemos

                Caro José, você mora em um país instável, regido por um governo instável e com políticas instáveis some tudo isso ao fato de ter histórico de sequestro de aplicações na poupança. Ninguém aqui esta falando de sabichões do mercado financeiro, estamos falando do brasileiro “médio” e esse brasileiro não fica com meio milhão na poupança gastando o rendimento que na verdade nem é lucro, é reposição.
                Respondendo às suas perguntas; Ele triplicou o patrimônio em uma década. Com ganhos acima de 30 mil mensais não acredito que não há liquidez para uma emergência. Engraçado o boom aqui na minha cidade fez um tanto de milionários.
                Como eu disse lá no primeiro comentário; Casa é investimento sim, não é um bom investimento, mas é investimento.
                Só para vc ter uma noção aqui na minha cidade em 2004 tinha um bairro vendendo terrenos a 4 mil reais, hoje o mesmo terreno vale 120 mil, quem construiu ta vendendo por 250!!! Tem cidadão que comprou 20 terrenos neste lugar. Como, diabos, isso não é investimento????

                • José Barbosa

                  Para mim é bastante claro que a década passada teve o último grande boom imobiliário, movido a crédito farto e pessoas desesperadas. Não fosse o déficit habitacional que existe até na classe A, nossa bolha já teria estourado há muito tempo, mas o mercado sabidamente cresceu de maneira insustentável. Aliás, se não fosse a política perversa dos bancos públicos de NÃO reduzir a inadimplência e tomar de volta os imóveis com atraso significativo, bancada por toda a população, este mito já teria se desfeito há muito tempo.
                  Novamente, repito: qual o sentido existe de alguém achar melhor pagar R$ 3.000,00 só de juros do que R$ 1.500,00 de aluguel? Este é o Brasil. Feliz ou infelizmente, hoje tem muito imóvel para alugar e pouca demanda, porque o brasileiro “sonha” em poder falar que o imóvel financiado a perder de vista é “dele”. O mesmo, numa menor escala, vemos com automóveis e outros bens de consumo.

    • Jesse James

      Corola eh quase um popular, so abrir a porta e olhar ele por dentro.

    • DougSampaNA

      Cadê os kwid, até hoje vi 2 nas ruas… Muita conversa mole.. Na prática é outra coisa, Mob e UP tem de monte.

      • Marcelo Henrique

        Estão tudo em Brasília.

    • Rafael Junior

      Em um pais de 3o mundo, o Corolla eh um carro de classe alta!

  • Jônatas Abreu

    VW com três carros=7807 Chevrolet com 2 carros= 11.102
    Parabéns pelo excelente marketing e preço VW, a GM agradece!

    • Wanderson Bonifacio

      Melhor:
      VW com três carros=7807
      Chevrolet com 1 carro=8223

      • Jesse James

        Com uma carroça nota 0 em segurança vc quer dizer neh

        • Schack Bauer

          Fruto do inovar auto…

          • Daniel

            Desculpe… mas, sem o inovar auto… a unica diferença é que os carros estariam consumindo mais… Ou vc acha que a GM fez os milagres no Familia I e a concorrencia trouxe os 3cilindros de graça?

            Ou vc acha que, sem o inovar auto estariamos com Volvo, Mercedes e BMW o top 10?

        • Joaquim Grillo

          aprendeu com a vw como dito sempre dizem que o gol é referencia de mercado de popular

        • José Barbosa

          Compare a “carroça” com o que era vendido há 7 anos atrás e ficará surpreso com a evolução. E olha que o atual Onix já está no fim do ciclo.

      • Bruno Ribeiro Santos Maia

        Onix, vendendo o dobro do 2º colocado

    • Leonel

      Não é por nada, mas isso só mostra que qualidade e segurança não são prioridades no Brasil, o que é bem triste.

      • Robinho

        disse tudo.

        • Robinho

          eu tbm tive um Voyage um dos piores carros que tive, so me deu dor de cabeça, mas com relação a Up x Kwid, acho que o Up tem mais qualidade que o Kwid…o problema do Up é ser feio e caro…

      • Fernando

        Cara, esse assunto de segurança já deu. O brasileiro é pobre, quem é pobre nao tem como escolher o que quer, escolhe e compra o que pode. Entende a diferença amigo?

        O sujeito trabalha uma vida inteira pra um dia, sabe lá qdo, realizar aquele sonho de ter um carro zero. Voce acha que pra esse tipo de pessoa o carro ser 2 ou 3 estrelas vai mudar algo qdo for comprar um carro? Claro que nao.

        Esse assunto de segurança, escolha de brasileiros etc as vezes dá a sensaçao que o Brasileiro nao compra carro mais seguro porque nao quer, e que dinheiro, está dando em arvore para qualquer um de nós. Cara, essa nao é a realidade.

        Um carro seguro hoje, melhorzinho é R$ 80 mil. Ah, mas dirao que tem um up por R$ 40k. Ok, mas o Up, apesar de ser “simpatico” e bom de motor (o tsi) já mostrou que nao tem visual atrativo. Ele nunca irá vender como Onix, hb20 e Ka, e agora o Kwind.

        O brasileiro é pobre, e dá graças a Deus q pode ter um zerokm. Escolher carro por conforto, segurança, motor etc é luxo e para poucos dispostos a pagar quase R$ 100 mil num carro realmente bom.

        • Cristiano França

          Disse tudo! Mas para a maioria fica parecendo mais politicamente correto ficar reclamando da segurança do carro do que entender a realidade das pessoas. E outra, o Onix é econômico, tem um motor que atende na maioria das situações e o principal, a GM é bem agressiva nas suas vendas. É bem claro o porque dele ser o carro mais vendido do país.

          • Fernando

            Sem duvida. A imagem do politicamente correto pra mim já encheu. Aí vc pergunta pro cara que carro ele tem e qtas estrelas de segurança tem? Aí cai a carapuça rs

            Entrei no site da GM semana passada, um Onix LT 1.4 vc da R$ 36 mil de entrada + 30 parcelas de R$ 430 aproximadamente e sai de carro zero. Ja procurei os concorrentes e nao tem um sequer com uma oferta agressiva como essa.

            Se vc quiser um LTZ a entrada é a mesma, só a parcela que é 30x de R$ 650 mais ou menos que me lembro.

            Por isso que vende tanto onix, porque dá pra pagar as parcelas.
            Fiz uma simulaçao no Up tsi, parcelas de R$ 1800 em algumas simulaçoes que fiz. Outras, a mais barata era R$ 1 mil por mes,

            Assim a gente entende pq um vende tanto (Onix) e o outro vende tao pouco (UP), mesmo sendo melhor em segurança e motor.

            Não é só a “telinha” que os politicamente corretos falam do pq o Onix vende tanto. É o q disse, o povo é pobre e compra o que dá. Nao o que quer.

        • José Barbosa

          E não é só isto. É muito mais “seguro” estar num Ônix zero do que num carro usado de alguns anos atrás. E nem preciso entrar na aparente perseguição da Latin Ncap sobre algumas marcas. Engraçado que o teste não leva em conta, em momento algum, o quesito dirigibilidade. No GM, ela é excelente, e isto pode ajudar a evitar um acidente.

          • Fernando

            Hj qualquer carro novo é melhor que um carro de 10 anos atrás. Outro ponto que os politicamente corretos nao falam, mas tem q ser dito, é q segurança começa pela forma do cara dirigir, pela prudencia, e nao pelas estrelas de um teste que o carro tem.

            Se o sujeito corre nas estradas a 140km, cruza cruzamentos na cidade sem precauçao, etc nao há estrela que faça o cara se salvar de um acidente.

            Na minha opiniao, dirigir com prudencia e respeitar os limites salva muito mais vidas do que estrelas de latincap.

            Eu mesmo, numa estrada nao passo dos 100-120km. Poderia correr mais, mas eu tenho respeito pela minha vida, por quem esta comigo e pelos outros. Agora, vejo um monte de gente q nao respeita nada, passa voando do lado. E o pior, é esse tipo de gente q nao respeita lei de velocidade que entra aqui e fica falando de segurança de carro.

            Antes de falarem de segurança, devem primeiro fazerem uma analise de como dirigem. Nao é?rs

            • José Barbosa

              Parece uma regra natural, mas não é bem assim. Na década de 90, alguns carros eram estruturalmente iguais ou até mesmo perderam qualidade em nome do corte de custos, mesmo passados mais de 10 anos, não incorporavam qualquer item de segurança ativa ou passiva. Neste sentido, exigir um mínimo de itens de segurança, bem como o próprio mercado, estão caminhando num sentido de evolução. Por exemplo, finalmente, parece “inaceitável” que um carro no país não tenha ar-condicionado. Os populares de 1995 não tinham sequer retrovisor do lado direito, e custavam o mesmo que os modelos de entrada de hoje.
              Fora isto, sim, a conduta do motorista é extremamente importante. A despeito do mundo teórico, sabemos que existem riscos absurdos que não são coibidos pela legislação e/ou fiscalização. Deveria ser proibido, por exemplo, dirigir com sono, que provavelmente pode ser medido por um critério objetivo.
              Quem dirige como louco, pelo visto, aposta que algumas estrelas ou um modulozinho eletrônico serão a diferença entre a vida e a morte.

  • Verdades sobre o mercado

    Esta semana fiquei impressionado ao transitar em uma avenida de 2 pistas por 1km e ver 4 Kwids. Não vejo isso de Argo em 1 mês inteiro(não que sejam concorrentes, apenas para registrar como um está forte e o outro que foi lançado bem antes está relativamente fraco, principalmente se considerar que tem muito mais css Fiat que Renault)

    • tiago

      Não tenho visto muito Argo, mas em algum lugar está vendendo, pois tem fechado com 4.000 unidades, 2.000 abaixo do esperado, registre-se.

      • Verdades sobre o mercado

        Desde o lançamento foram 11.000 Argos e 6.000 Kwids emplacados, mas nos grandes centros o Argo quase não é visto, já o Kwid está aparecendo forte mesmo tendo sido lançado 2 meses depois. Creio que o Argo está vendendo melhor no interior onde há menos css Renault e onde há maior receio da marca.

        • leomix leo

          Vdd, isso acontece muito em minha cidade, apesar de ter CSS da Renault, o povo ainda tem a cabeça fechada, prefere as marcas mais tradicionais.

    • Vinícius Barreto

      Pois é! Eu moro no centro de São Paulo e nunca vi um Argo, enquanto o Kwid já foram três

      • Raimundo A.

        Você mora no centro de São Paulo. Estes gostam da Fiat? Acho que as marcas mais vendidas por estado mostram que não.
        Aqui em PE, GM não falta, mas esta semana vi quatro Argo e Kwid. Já os Jeep, bem, em uma rua com hospitais, só no estacionamento de um tinha três sendo um deles o Compass diesel com teto. No outro prédio tinha dois e estranhamente havia dois Sport do Compass. O que mais vejo são Longitude flex ou diesel.
        É relativo dizer que ver mais ou menos ou não ver. Semana passada vi cinco Captur. O Captur é um sucesso? Não para nós e ainda não deve ser para a marca, mas não é comum eu o ver com frequência e nessa semana vi vários.

        • Verdades sobre o mercado

          São vários os relatos de pessoas que quase não viram o Argo na rua, a maioria moradores de grandes centros. Desde o lançamento foram emplacados 11.000 Argos e 6.000 Kwids mas nos grandes centros o Argo é raro de se ver, já o Kwid começa a ser relativamente fácil de ver rodando. Creio que o Argo esteja vendendo mais no interior pois as marcas tradicionais (como a Fiat ) tem melhor penetração e marcas como Renault sofrem mais.

        • Gnull

          Aqui em SC quase não vejo Onix, é incrível. Por outro lado tem muito HB20, muito mesmo.

      • Luis Burro

        Na minha cidade já tem uns cinco pelo menos e ela é pequena.

    • V12 for life

      O único Argo que vi foi no shopping em exposição.

      • 4lex5andro

        No Es, na grande Vitória, só 1 argo nas ruas, e aqui é um estado onde a Fiat costuma vender bem; mas pode ser impressão,o mês ainda nem terminou.

        E Kwid, nenhum.

        • francis

          Vi um em Campo Grande (Cariacica) ontem…
          Se tiver robustez, e não subir muito de preço (quase impossível)… pode se tornar o Way da Renault

    • Edivaldo Souza

      Parece zuera, mas não é, eu vi mais argo zebrado na Fernão dias, antes do lançamento do que agora depois que lançaram.

    • Pedro Mello

      De todo m odo o Argo melhorou sua classificação. Apesar que não deve bater na meta de 6000.

    • Wanderson Bonifacio

      Tambem vi poucos Argos no RJ.
      O Kwid ainda não vi nenhum.

    • Davidsandro18

      Aqui na Baixada Santista tenho visto bastante Argo, inclusive na versão HGT.

      • afonso200

        aqui perto de POA, ja vi uns 8 argo HTG Azul

        • Joaquim Grillo

          não era o mesmo não?

    • 1 Raul

      E a oroch? Será que a renault já se arrependeu?

      • Verdades sobre o mercado

        Figurinha rara nas ruas… mas como é uma variação do Duster não deve precisar de grande volume para dar lucro.

        • 4lex5andro

          O Duster, bem como Sandero e Logan já se pagaram faz tempo, desde a primeira geração. Fez bem a Renault, entendeu o mercado brasileiro, tirou Scenic e Megane, caros, e trouxe Dacias, baratos mas robustos e econômicos.

          E assim, só repaginou a dupla Sandero/Logan e agora com uma variante reduzida do hatch, se estabeleceu com dois carros no top 10.

    • Leo

      Em Brasília, vários Argo avistados recentemente. Quase todos 1.0. Mas já vi um HGT.

      • Frederico Chaves

        Problema do Argo é preço, mais caro que todos os concorrentes e não é algo diferente.

        Sem contar que é uma mistura de GOL com HB 20

        • Joaquim Grillo

          ai que vc se engana no balancete de itens x preço o argo se equilibra com Ka, HB20 e até Fox e Onix

          o argo básico ja se acha por 38 mil o hb2 por 37 mil e ka 35 mil fox por 42 todos eles com menos itens de série, o que tá atrapalhando as vendas dele mesmo acredito que seja o visula que nãoa grada tanto e o fato de vc entrar na fiat e ter uno e outros carros mais barato então optam por esses

        • Leo

          A Fiat não declara pra não queimar o carro recém-lançado, mas a verdade é que se acha o Argo com desconto em todas as versões. No WebMotors isso está acontecendo bastante, em anúncios de concessionária!

          • Marcelo Henrique

            Lembro do Punto Tjet que o meu amigo comprou em 2014.
            Preço no site: 67 mil sem teto solar e ele comprou por 65 mil com o teto.

      • Marcelo Henrique

        Confirmo.
        O problema é que de longe parece um Gol.

        • Leo

          Kkkkkkkk

    • Joaquim Grillo

      argo custa 55 o kwid 35

      • Verdades sobre o mercado

        Sim, mas ARgo já emplacou 11.000 unidades e Kwid apenas 6.000. Como moro em Capital e temos diversos comentários de pessoas que não veem ARgo nas ruas em grandes centros obviamente que o Argo não vai bem como esperado, e certamente está tendo bons resultado apenas em cidades menores, onde há menos concessionárias das marcas menos tradicionais (incluindo Renault) e onde muitas vezes as 4 Grandes é o “Porto Seguro” de boa parte dos compradores. Além disso o grande problema do Argo é justamente a versão 1.0, pois o comprador que tem 50k no bolso(ou em crédito) não quer levar para casa motor 1.0, creio que isso vai acontecer também com o Polo.

  • tiago

    O kwid fez sucesso como esperado, preço atrativo, economia de combustível, baixo custo de manutenção…Se tirar duas estrelas no Ncap pode-se dizer que é uma das melhores compras no país.

    • Gilberto Damante

      Duas estrelas uma das melhores compras? Não entendi essa… 2 estrelas é ruim em segurança.

      • tiago

        Em se tratando de Brasil, devemos admitir que não temos veículos muito bem avaliados no quesito segurança a preços acessíveis.
        Lembrando que a referência ( up! ) não vai manter as 5 estrelas, provavelmente indo a 3.

  • Filipo

    Opa, parece que a Hyundai passou a Fiat em vendas de automóveis! Kkk..
    Pobre Fiat, vivendo agora de comerciais leves (pick-ups).
    Recado aos que virão me perguntar sobre a Jeep: Estou falando de marcas, da Fiat, não de grupo. Seria como buscar, por exemplo, as vendas da Audi, para somar com as da VW. Não tem relação!
    Os dias de ouro da Fiat no Brasil com automóveis passou.
    Quanto ao Kwid, parabéns à Renault! Merecido.

    • tiago

      Focando no que dá dinheiro.

    • Fiat perdeu market share nos veículos pequenos, mas a cada Toro que ela vende (e vende muito bem) ela tira o lucro de dois mobis, pelo menos. Ou seja, financeiramente ela não está nem aí pro mercado de entrada mesmo, só tá ali pra cumprir tabela. Tá se rasgando de tanta Toro vendida, até a velha Strada, com 20 anos nas costas, tá indo bastante.

  • Wadih Jereissati Cos

    Vai fechar o mês em 3°lugar a frente de Fox,ka e gol.

    • Luis Burro

      Mas só pelo preço mesmo.Deve ser horrível viajar com ele abarrotado.

      • FearWRX

        Quero nem imaginar uma tristeza dessas.
        E ainda COM CERTEZA, travando a esquerda como é de praxe com quem tem esses popular.

        • invalid_pilot

          Soma-se a isso que a maioria dos compradores de Kwid são do clube das 2.000 rpm, ai sobe serra se arrastando e dando tudo de acelerador ao invés de reduzir e subir giro rsrsrs

          • Dula Bude

            Verdade, triste mas é verdade. Povo não sabe usar o câmbio e depois reclama do carro.

            • invalid_pilot

              1,0 de hoje anda bem com 4 pessoas até, mas tem que trabalhar na faixa de 3mil a 5 mil rpm pra ter fôlego.
              Não a toa que carro AT ganha preferência, poucos sabem tocar direito um manual.

              • Exato!! Com o Gol daqui de casa não passo aperto na estrada, mas tem que acelerar pra valer, nada de dirigir igual um tiozinho dorminhoco. O problema é que compromete o consumo e o conforto.

      • André

        Em qual carro abarrotado se viaja confortavelmente? Mas entendi, ok. Devido ao baixo peso, não deve ser pior que nos outros populares.

    • Verdades sobre o mercado

      No varejo certamente será 3o. podendo até surpreender passando o HB20. No total é imprevisível pois alguns destes veículos (especialmente Ka e Gol) ainda podem ter grandes emplacamentos de frotistas, mas já mostra que a estratégia da Renault é certeira.

      • André

        Assim que a produção regularizar e os pedidos forem entregues, pode ter certeza que a Renault vai encher locadoras e demais frotistas com o Kwid. A Renault quer primeiro fortalecer a imagem do Kwid junto ao varejo antes de começar forte nos frotistas.

        • Verdades sobre o mercado

          Não necessariamente. Se vender o planejado não precisa de VD até porque vai acabar tirando vendas do Sandero que é altamente dependente de VD. É o contrário do Mobi que não vendeu o planejado e há alguns meses a Fiat partiu para VD e conseguiu alavancar vendas ou do Uno que a partir da linha 2017 foi mal reposicionado depois da chegada do Mobi e parou de vender no varejo e agora tem 70% de suas vendas em VD. Já o up creio que a VW nem tenta focar VD pois sabe que precisa de preço baixo para VD e aí certamente o up não consegue competir.

          • André

            Vamos ver, o Kwid é mais barato, mas também muito mais barato de se produzir que o Sandero. Além do mais, no modelo 2018, a Renault quer distanciar o Sandero do Kwid. Diz que a produção do Sandero está comprometida para dar espaço ao Kwid.

  • Alexandre Volpi

    VW está com taxa 0% nesse mês para alguns produtos do line up dela, o que talvez explica o fox encostar tanto no gol.

    Essa semana fui a uma css e quiseram me empurrar um Fox a todo custo, mas achei melhor aguardar pelo Polo, em razão do TSI. Parece política de desova isso… Ao menos pra mim está claro que o Fox não tem futuro, embora seja um produto com suas qualidades e que vende bem.

    • Luis Burro

      Preferia um Fox a um gol,mas a Volks cagou nesta reestilização.

    • Antonio Pacheco

      Parece não, é desova do Fox. Já disseram que a maioria das versões do Fox sairá de linha com a chegada do novo Polo.

    • francis

      SpaceFox já está só com uma versão…. o Fox tb ficará sem espaço no mercado…
      Em tempo, o Fox veio pra ser o popular abaixo do Gol, não foi o que houve, o Up! tb veio com a mesma missão, tb sem sucesso, e quando o Polo voltar, o Lineup da Vw poderia ser composta por Gol, Up!, Polo e Golf, o Fox não faz sentido…

  • Carlos

    Vai mesmo!! A diferença é bem pequena.

  • Pedro154

    “Up! está vendendo mal”, “up! tem que sair de linha”, gente, não vejo o up! nessa situação que muitos alardeiam: o carro tem um nicho mais específico que os outros compactos (alguém que esteja disposto a pagar 40 ou 50k por um carro pequeno) e mesmo assim, vende quase 3.000 unidades por mês. Eu concordaria com todo esse alarde se ele estivesse vendendo apenas 900, 800, 700 unidades/mês, coisa que nem Peugeot 208 têm conseguido vender. Claro, a proposta anterior do up!, que era de ser um carro de volume, não funcionou, mas dizer que o carro “morreu” eu já acho certo exagero.

    • Lyn

      Pra mim vende muito bem para um subcompacto que começa de verdade la pelos 40 mil.

      • Luis Burro

        O problema é justamente este!Se fosse mais barato venderia mais,só não venderia melhor ainda por causa do formato.

    • Mauro Moraes

      O up! tem promoções abaixo de 40 mil. Mais barato que Gol. Esse papo de sub compacto de nicho é desculpa porque o carro é ruim de venda mesmo. O Kwid está aí pra mostrar que estilo aqui no Brasil é tudo. Cambaleou o Mobi e deu o tiro de misericórdia no up!.

      • Luis Burro

        Preço faz mais diferença,não é tão melhor em design.Prefiro o Up,mas é q brasileiro não curte muito monovolume,a não ser Honda.

      • Verdades sobre o mercado

        up abaixo de 40k só se for algum 2017 ainda perdido no estoque de alguma CSS. Só tenho visto up 2018 a partir de 41.990,00(e é a versão Take que responde por menos de metade das vendas). Me explique como é ruim de venda um sub-compacto de ticket médio de 47.000,00 que portanto briga em preço com compactos e vende 3.000 unidades e quase sem depender de VD … isso que o up não tem estilo ao gosto do consumidor brasileiro. Já o Mobi deverá sofrer mesmo com o Kwid pois disputam o mesmo cliente.

        • Mauro Moraes
          • Verdades sobre o mercado

            1) esta oferta venceu em 31/08 portanto não é atual;
            2) esta oferta não era nacional, era específica de uma praça ou região(apostaria em SP capital, BH ou Brasília) e deve ter durado pouquíssimos dias. Na maioria das praças a oferta do take up em agosto era 41.990,00;
            3)pesquisei algumas praças antes de publicar meu comentário e o valor mais baixo que encontrei foi 41.990,00;

          • Ernesto

            E aí, não vai responder ao “Verdades sobre o mercado”? Ou acabaram os argumentos?

        • Anderson Lemos

          Algo de muito estranho aconteceu com estes carros que não disputam o mesmo cliente. Um surgiu quase no topo da lista no mesmo espaço de tempo que o outro sumiu da lista. Quando chegou o Ka eu disse que ele iria roubar vendas do Up! ai um espertalhão disse que não disputavam o mesmo cliente. Os anos se passaram e cada vez que surge um compacto ou sub-compacto novo o Up! cai mais ainda na lista. O Up! é um excelente produto, mas seu preço faz quem o admira mirar nos concorrentes, mesmo que indiretos.

      • Estilo ou preço de R$ 30.000 a R$ 40.000? O Up tem preços entre R$ 40.000 e R$ 60.000, não dá muito para comparar um com o outro, fora o fato de ambos serem subcompactos.

        Kwid compete pelo consumidor do Mobi de entrada, o que fez o Up cair ainda mais nas vendas ultimamente foi o reposicionamento da VW ao ver que ele não vendia bem, baixou o preço do Gol e subiu o do Up para ver se conseguia posicionar ele como subcompacto “premium”.

        • Ricardo Blume

          O Up! ficou num segmento sem concorrentes e ainda assim pena para vendar. Era para ser um modelo de volume expressivo de vendas mas ficou estranho aos olhos do povo ao ser pequeno e caro e aos poucos cairá no esquecimento até a VW desistir dele. A montadora errou, não soube aproveitar o modelo. Não duvido que suma das lojas.

          • Ernesto

            Num segmento sem concorrentes pode até ser, mas é um segmento que tem poucas pessoas dispostas a pagar caro por um carro subcompacto, portanto, não faz sentido dizer que ele deveria ter volume expressivo de vendas.

            • Ricardo Blume

              A VW o transformou em um carro de nicho por que quando foi lançado em 2014 era para ser o modelo de entrada da marca e competir com modelos de sua categoria. Seu preço inicial era menos de 29k. Hoje o mais barato não sai por menos de 38k. Segmentaram demais o modelo e o que era para ser um sucesso de vendas hoje vende na casa dos 3k ao mês.

        • Anderson Lemos

          Acredite em mim, o Kwid Intense vai roubar vendas do Up! e não vão ser poucas! Daqui em diante a realidade do Up! vai ser queda livre. Outra coisa , Up! Take não tem nada de premium, vende-lo como tal é a mesma coisa que vender Cantina da Serra como vinho fino. Eh apenas um produto que não vale o que pedem.

      • vi.22

        O mundo todo se importa com estilo
        N e exclusividade do brasil n..

      • Jesse James

        papo eh preço meu amigo, PREÇO. Comparar a contruçao do Up! com mobi e kwid fico feio para os dois, ai quando entra preço fica feio pro up!. nao tem magica. O Bom e barato nao existe no mercado de carros, existe o barato quebra galho…

        • Anderson Lemos

          Fato simples, que muitos complicam!!

    • Verdades sobre o mercado

      Maioria das pessoas que fazem este comentário ou sou torcedores de outra marca ou não entendem nada de mercado (ou as 2 junto !). up e Mobi disputam clientes diferentes. Um futuro comprador de up Move ou acima nem cogita Mobi ou Kwid. Só compara Mobi, Kwid e up se for a versão Take do up. O up tem ticket médio de 47k, portanto acaba disputando não com Mobi, nem Kwid, mas com Onix LT 1.0, Argo 1.0, KA, HB20, Sandero (os 3 últimos em suas versões intermediárias) e com o irmão Fox. Além disso up quase não é vendido em VD, coisa que o Mobi tem crescido forte nos últimos meses, visto que a Fiat começou a focar.

      • Berkautren

        Ao preço de 47 k, até argo é melhor negócio que up …..

    • Mr. Pug

      Pelo preço absurdo que tem o up! vende até que muito bem, muito mais do que merece.

    • Filipe Augustus

      Faz sentido, 90% dos Up que eu vejo são TSI e geralmente em versões bem completas! Quase ninguém comprar Up normal e diria mais, o pessoal que tinha Fiat 500, estão comprando o Up TSI!

  • Lyn

    Kwid matou o mobi. Achei que ia impactar mais as vendas do sandero
    Kicks na caça ao renegade e ecosport “micando” apos a reformulação
    Argo parece que não vai conseguir alcançar a meta dos 6 mil mas manter essa posição ta de bom tamanho.

    • Mauro Moraes

      O Mobi ainda sobrevive entre os 20. Mas o up! foi enterrado de vez.

      • Verdades sobre o mercado

        Tem que se fazer uma análise melhor disso. Nos últimos meses as vendas do Mobi subiram devido a Fiat ter focado em VD para locadoras, frotistas e auto-escolas(estratégia inteligente esta de auto-escolas). Pode ser que este mês ainda não tenha emplacado muito Mobi de VD (ou talvez já esteja sentindo o efeito Kwid no varejo). No varejo Mobi e up tem vendido praticamente a mesma coisa apesar de atingirem públicos distintos. Penso que no varejo o Mobi vai sofrer com o Kwid visto que disputam o mesmo cliente. Já o up não deve sofrer com o Kwid, pois quem se dispõe a pagar um ticket médio de R$ 47.000,00 nem cogita comprar um Kwid.

        • Mauro Moraes

          Mas a Volks bem que tem tentado VD par o up!, mas ninguém quer!

          • Verdades sobre o mercado

            Me explique mais sobre a recusa do mercado de VD não querer o up… quero ver se você entende deste mercado ou apenas fica criticando porque não gosta do modelo ou da montadora.

            • invalid_pilot

              Queria entender o tesão dos caras por volume de vendas kkkk

              Até parece que o Onix é o melhor modelo a venda do Brasil

              • alexandre

                Até que enfim um comentário sensato!! Que se dane volume de vendas. A qualidade de um carro, PARA MEU USO, passa longe dessa análise unidades vendidas….

          • Ernesto

            Aguardando sua resposta para o “Verdades sobre o mercado”. Caso não tenha resposta, mostrará que você simplesmente não gosta do modelo ou da montadora.

    • Tosca16

      Deixa a Fiat dá mais descontos, já já volta a briga.

      • Lyn

        Que seja assim. Melhor pro consumidor.

        • 4lex5andro

          Desconto de montadora no BR é vender pela metade do dobro do preço.

    • Verdades sobre o mercado

      Nos últimos meses a Fiat tem trabalhado forte a VD para o Mobi. Pode ser que este mês não tenha tido muito emplacamento de VD do Mobi ainda, mas no varejo certamente o Kwid vai impactar bem o Mobi,

      • Lyn

        Pensei nisso tambem. O sandero tbm é um queridinho das VD, talvez ele ate melhore de posição no fim. Só no final do mes pra fazer uma analise mais aprofundada dos impactos do kwid.

  • Luis Burro

    Como o Ka varia mês a mês!

  • Tosca16

    O que é que marketing eficiente não faz… ví no grupo do QQ, dos JAC’s e em outros grupos a decepção de muitos ao irem vê o carrinho. Um cara mesmo comparou com o New QQ e disse que não vê vantagem alguma, fora a rede de assistência técnica infinitamente maior, pois teria que pagar 5 mil reais a mais para ter uma lista equivalente de equipamentos, e em questão de espaço interno não viu superioridade alguma.

    • Berkautren

      Imagine então o qq comparado com o up, muito mais negócio que o kwid, muitíssimo mais que o up …..

  • Karen Lee

    Se o tempo de espera da entrega do Renault não fosse tão longo, venderia Kwid em dobro, ou seja, estava em posição acima. Ruim comprar um carro e só pega-lo depois de 2-3 meses! Ontem mesmo anunciou que o tempo de entrega para quem reservasse agora, está previsto para até o mês de fevereiro!

  • Davyson Costa

    O Golf emplacou 87 unidades nesta quinzena. O Golf morreu ? E olhe que tem Golf com taxa zero.

    • Mr. Pug

      Apesar de ser um ótimo carro, o problema do Golf é que ele não tem mais nenhuma versão com motor TSI(a cereja do bolo) e câmbio automático abaixo dos 100k (a única versão com transmissão automática é a Highline 1.4, de 107k).

      • Pois é, versão essa de R$ 107.000 que era R$ 74.000 no lançamento. Merece emplacar 87 unidades. Ou menos.

        • Mr. Pug

          Chega a ser inacreditável ver quanto o preço aumentou. E ele ainda era importado da Alemanha. Dizem que o DSG pode ser problemático mas eu continuo achando que quem comprou um Highline logo após o lançamento, seja manual ou DSG, fez um “negócio da China”.

          • Verdade, quase 50%. É como se nos últimos 3 anos um popular tivesse subido de R$ 30.000 para R$ 45.000… não, pera…

            • invalid_pilot

              A coisa desandou quando acabou o IPI menor, logo em seguida veio a bagunça política e as montadoras aproveitaram pra tirar o atraso nos preços.

          • Maycon Farias

            O Fiesta e 500 eram também mais baratos quando eram importados, hoje estão no limbo.

        • invalid_pilot

          Sendo que tem o Jetta com mesmo motor 1,4 custando 80 mil reais, não da pra entender a gourmetizaçao do Golf 1,4

      • Davyson Costa

        Concordo! E a reestilizaçao que está por vir, parece jogo dos 7 erros. Logo, não vai ajudar muito nas vendas.

    • Allan Barcos Taveira

      Davyson, onde você checa esses emplacamentos dos carros depois do top 20? Pois no site da fenabrave é possível ver só até o vigésimo. Obrigado.

    • Ricardo Blume

      Mataram o Golf, foi isso. Trazer o modelo para ser fabricado no Brasil sem DSG e Multilink dá nisso, sem contar seu preço que ficou estratosférico. Um dos melhores carros do país sendo asfixiado aos poucos pela própria VW. A montadora gostou tanto da brincadeira que está enterrando o Up! também. Tenho medo que com o Polo seja igual.

  • jairooo

    Enquanto a VW prospera no preço! O KWID prospera nas vendas!

  • Marcio Mendes

    O carro da Fiat que mais vendeu foi o Uno… e mesmo assim, em nono lugar… Quem diria a Dona Fiat, que foi durante vários anos foi lider de vendas do mercado brasileiro… Agora é que deve estar caindo a ficha de que tirar Palio, Punto e Bravo de linha para substituir pelo Argo, foi uma jogada burra.

    • FearWRX

      Fico pensando se o departamento de marketing da Fiat é liderada por macacos.
      Era ÓBVIO pensar que tirar praticamente 3 modelos, sendo que dois deles são maiores, praticamente, que o que os substituiu, iria dar em merda. A Fiat assim como a VW perdeu a mão do mercado brasileiro. E a Fiat se não vender aqui, vai morrer porque tirando Itália e Brasil, não vende bem em lugar nenhum do globo.

      • Wanderson Bonifacio

        Vende bem também na Turquia. rsrs

        • FearWRX

          Que é um mercado “tão maior” quanto o da Italia…

          • Wanderson Bonifacio

            As vendas mensais lá ficam entre 80/90 mil unidades. A líder(acho que a Renualt) vende 12 mil carros por mês.em média, que é até um bom número. No Brasil ela vende 16 mil…

            • E provavelmente deve ter um número bem menor de concessionárias devido ao tamanho do país. E isso ajuda no volume percapta e lucro por revenda.

              • Wanderson Bonifacio

                Muitas montadoras têm fábrica na Turquia, não sei a Fiat, e isso significa que o custo de produção lá é barato, o que também aumenta a margem de lucro

    • Maycon Farias

      Pois é, No minimo deveríamos ter o Panda no lugar do Uno, o Argo no lugar do Palio, o Tipo e Tipo sedã no lugar do Punto e Linea. Mobi nem deveria existir. Toro Dupla e Toro Cab Simples para substituir a Strada. 500x para substituir o Idea e Weekend. Acho até bem feito, somos tão importantes em vendas quanto a Itália, mas de fato nunca fomos levados em consideração.

    • Observador

      Eu não acho que foi jogada burra ter tirado de linha essa velharia não.
      o problema é a FIAT ainda insistir no UNO, outra velharia que apesar das melhorias não pode peitar os modelos novos, e ter aquela porcaria do Mobi pra canibalizar as vendas do Argo junto com o UNO.

      Se fosse um erro ter uma linha enxuta a GM não estaria em 1º só com Onix e Prisma! como disseram ai em cima: A Volks com 3 modelos somados vende menos que a GM com 2.

      • Marcelo Martins

        O UNO tem muita saída no mercado de venda direta para empresas por isso a FIAT ainda não tirou de linha.

      • O Mobi é um produto supérfluo no portfólio da Fiat. O correto seria terem mantido o Uno como sendo o pé de boi de entrada, tornar esse Palio atual em um palio “fire” ou “young” e vender abaixo de 40 mil (assim como a VW fez com o Gol), acima disso teria o Argo, trazer o Tipo europeu pra fazer as vezes do Bravo e acabou ali o menu. Com o Mobi trouxeram um carro supérfluo e inferior ao Uno, numa tentativa de forçar a barra e subi-lo de categoria, ou seja, tiraram totalmente o market share do compacto que até era um carro bom, mas não pra custar mais que 40 mil.

  • É até irônico de ver todos os sites dando destaque para o Kwid nessa notícia e o Carblog único que não e ainda pos uma foto do Fox na chamada, claramente são puxa-saco da VW.

    • Supernescau

      Isso eles são, mas é perfeitamente compreensível, já que deve rolar um bom “financiamento” (todos precisam sobreviver de alguma forma). O que eu não concordo é que qualquer comentário contrário (por mais lógico que seja) é deletado. Ou seja, o problema não é apenas o site que é tendencioso, o problema é que os comentários não refletem a realidade. Nesta questão, todos os méritos para NA.

      • carloscomp

        E aquele meu xará consegue manter o clima quente na seção de comentários.

        • CharlesAle

          Sim, o seu xara é um perfil fake do dono do blog(Fábio LM)..

          • Anderson Lemos

            desconfiei desde o princípio!!

      • invalid_pilot

        O dono do Carblog trabalha em css da VW, logo, não espanta essa posição

    • João Holmes

      E o golf vendendo 87 unidades na quinzena. Esse carro vai parar de ser produzido aqui e vir direto do méxico ano que vem. Escreve aí.

      • Não entendo pq a VW não equipa bem o UP! também na faixa do Kwid e MObi pra ele ser um best-seller. Tudo bem tem a versão TSI, carro de imagem, esportivo etc.. mas as versões mais básicas poderiam ser melhores ae venderia bem. AGora o Golf eles mataram mesmo. Independente disso o mercado nessa faixa sinaliza pra Suvs e crossovers ha tempos ja e eles tao dormindo no ponto.

    • Anderson Lemos

      Sério que esse site ainda existe!??

  • Ricardo Blume

    Claro que tem mais duas semanas pela frente mas: Mobi despencando, Up! nem no top 20, Gol subiu para terceiro (fechou Agosto em quinto), Argo dando sinais de vida (onde estão?), Fox em quinto (vão tirá-lo de linha?), Kwid mostrando a que veio (será que fica entre os três mais vendidos?), Strada e Onix absolutos, S10 passando Hilux…

  • dgiovani

    O mercado brasileiro é bizarro, tem carros que nem deveriam ser fabricados e são líderes de vendas.

  • Rogério R.

    Kwid mostrando nessa primeira quinzena de setembro que virá com tudo e mesmo com a chegada do irmão menor o Sandero pelo visto ainda está consolidado a figurar no top 10 de vendas.

  • durango

    Acompanhei minha filha no test Drive do Kwid e do Mobi.
    O Kwid perde em espaço para motorista e desempenho, especialmente com ar ligado. Ganha em visual e espaço pra passageiro.
    Em seguida ela testou o Uno 3 cilindros.
    Comentário bem básico: porque a fiat não coloca este 3 cilindros em todas as versões do Mobi?
    Em tempo: Vai de HB20 usado mesmo.

    • igomd

      Melhor escolha mesmo, se der para pegar um automático então…

      • invalid_pilot

        Tem HB20 1,6 AT 2014 por 37 mil reais, melhor opção mesmo kkk

        Só tem que ver preço do seguro, pra mim é caríssimo.

        • Ernesto

          Eu ia comentar justamente isso. O HB20 tem um custo de seguro normalmente bem mais alto que estes outros carros.

  • EDU

    Gosto e algo subjetivo. Hoje vi um Kwid branco e pra mim mais pareceu uma pessoa gorda da canela fina kkkk. Aqueles pneuzinhos numa carroceria volumosa. Argo vi um ate agora (Osasco/Sp) Hgt naquele tom azul solido bem bonito por sinal.

    • CharlesAle

      Pior que o Kwid é uma carroceria mais volumosa, mas sem refletir em mais espaço!.

    • Ernesto

      Provavelmente você já tenha visto algum Argo mais básico e não percebeu. O básico passa mesmo despercebido. Talvez por isso que você tenha relatado que viu um HGT azul, o mais chamativo.

  • Cmte Pimenta

    Pela diferença entre 3, 4, 5 e 6 em vendas já já o kwid estará na 3 posição

  • Karen Lee

    Vai no site da Renault reservar o Kwid! As 3 versões esgotadas! Não dá mais pra reservar.
    Então, o Kwid só não está mais acima no ranking porque não tem disponível e também pelo fato de fila de espera de 3 meses para receber. Já outras montadoras, te entregam em até 1 mês.

  • jkpops

    Acredito que esse kwid é muuuuuiiiito melhor que o mobilixo..

  • Celso Iron Head

    O kwid pelo visto tirou vendas do UP e em especial do Mobi, de fato melhor escolha pelo menos em se tratando de Mobi…

  • CharlesAle

    A Fiat tá muito decadente..E parece que o Kwid tirou vendas do Mobi..Argo, vai se arrastando..

  • klaus

    só pra constar: até hoje aqui em Porto Alegre vi somente um Argo e uns 2 ou 3 Kwids

  • Diego

    UP! fora do TOP 20, VW matou o carro.

  • NaoFaloComBandeirantes

    Vi o Kwid na rua e não achei apaixonante não.
    Mas dentro da irrealidade atual, o preço dele é bem interessante pelo que entrega.

  • Joaquim Grillo

    O argo foi um fiasco de design

    Tanto que a FCA já admite que terá novo Punto em 2019 pois o argo cogitaram levar para fora e não foi recebido bem pela chefia lá fora.

  • Kwid de longe parece que é feio, e de perto parece que tá longe.

  • Rafael Junior

    A verdade eh que so reclama quem nao tem dinheiro pra comprar!!! abracoss

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend