L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

Enquanto o mercado brasileiro aguardava ansiosamente a chegada da nova geração da picape da Mitsubishi, a L200 Triton 2015 seguia oferecendo a mesma receita por aqui, sem grandes mudanças em relação aos anos anteriores.


A picape sempre foi conhecida por sua aptidão off road e as muitas versões especiais, algumas ainda mais dispostas para encarar terrenos acidentados e até mesmo ralis de regularidade ou trilhas, mas ainda buscava se firmar diante da forte concorrência.

Confira todos os detalhes da L200 Triton 2015:

O visual da L200 Triton 2015 continuava basicamente o mesmo dos modelos anteriores, já que as últimas mudanças haviam sido apresentadas mundialmente em 2005.

L200 Triton 2015 – detalhes

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

O grande diferencial desse modelo eram as novidades das versões especiais, que se destacavam em relação aos modelos urbanos.

A dianteira dessa geração da L200 Triton ficou bem conhecida e até hoje é a mais vista nas ruas. Ela conta com faróis quase retangulares, tendo apenas um pequeno recorte na parte inferior, onde aparece um ressalto do para-choque. Esse conjunto óptico dianteiro tinha dois projetores principais e as setas alaranjadas, que ficavam na lateral do farol e invadiam levemente as laterais.

Ao centro, a picape da Mitsubishi tinha uma discreta grade cromada (renovada para a linha 2015), com quatro partes principais e que envolviam o logo da marca ao centro. Com grandes entradas de ar, o para-choque sempre foi robusto e com um bom ângulo de entrada de 39 graus.

Nas extremidades, o para-choque da L200 Triton 2015 tinha os faróis de neblina, enquanto a placa ficava numa posição central superior. Já o capô da picape japonesa tinha mais vincos que suas concorrentes, e a área envidraçada dava uma ótima visão para o motorista.

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

A lateral da L200 Triton 2015 apresentava algumas de suas características mais conhecidas, algumas mantidas até hoje na nova geração. A principal é a famosa “linha J”, que é o formato da divisão da estrutura central com a caçamba.

Além de ser um detalhe visualmente conhecido e chamativo, essa característica tem um propósito maior: aumentar o conforto de quem viaja no banco traseiro. Segundo a marca, eles são inclinados em 25º e dão uma posição melhor para quem senta ali, um lugar sempre criticado nas picapes.

Essa linha acaba influenciando diretamente no formato das portas traseiras, que são mais estreitas na parte inferior.

Outros pontos de destaque na L200 Triton 2015 são as proeminentes caixas de roda, o estribo lateral e os espelhos retrovisores, de bom tamanho e com acabamento cromado e repetidores de seta em LED em algumas versões.

As rodas foram redesenhadas e eram sempre de 16 polegadas, com pneus 255/70 ou 265/70 (ou ainda 225/75 na versão mais barata).

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

Chegando na traseira da picape, vemos mais claramente a idade de seu projeto, especialmente nas pequenas e discretas lanternas. O para-choque também era menor que o visto em outras concorrentes, mas isso deixava claro que a ideia da Mitsubishi era ter um produto pronto para encarar terrenos acidentados (prova disso é que o ângulo de saída era de 23 graus).

A picape ainda tinha o engate removível com tomada elétrica.

Ao centro da tampa de abertura da caçamba estava o logo da marca, a maçaneta e o brake-light, enquanto outras luzes de posição apareciam abaixo das lanternas, nas laterais. Por falar na caçamba, ela tinha uma capacidade entre 788 e 1.040 litros, além de 1.010 kg (950 kg no modelo flex).

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

Em seu interior, a L200 Triton 2015 tinha materiais de boa qualidade e com bom encaixe, mesmo sendo de plástico na maior parte das superfícies. O painel de instrumentos era dividido em três partes, assim como o volante, que tinha três raios.

Os comandos do ar-condicionado e sistema de som ficavam um pouco elevados, mas continuavam sendo de fácil acesso. A boa quantidade de porta-objetos era outro ponto positivo, com aberturas na parte central do painel, espaço à frente da alavanca de câmbio e porta-copos entre os bancos.

A lista de equipamentos de série havia ficado um pouco mais recheada na L200 Triton 2015, com kit multimídia com GPS, ar-condicionado automático, abertura e fechamento das portas sem chave, piloto automático, entre outros.

Algo que não poderia ser visto pelos ocupantes, mas que certamente poderia ser sentido, era o sistema de suspensão SDS (Sport Dynamic Suspension). Ele aliava conforto e robustez para terrenos tranquilos, como os centros urbanos, mas também para as piores estradas de terra.

Já em termos de segurança, a japonesa vinha com barra de proteção lateral e apenas dois airbags, o que era razoável na época, mas certamente muito pouco para os padrões atuais.

Versões especiais para todos os gostos

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

A L200 Triton sempre foi uma das picapes com mais versões especiais no mercado brasileiro, e isso não mudou no modelo 2015. Um dos lançamentos foi a L200 Triton Savana Off, em parceria com o canal de TV, que foi anunciada em abril de 2015 por R$ 128.990.

Baseada na versão L200 Savana, essa edição era limitada a apenas 200 unidades e vinha com a cor exclusiva Orange Sunshine para a carroceria.

O exterior ainda contava com outros detalhes visuais exclusivos, rodas de liga leve pintadas na cor grafite e com pneus Scorpion MTR 255/70 R16, grafismo “Savana Off” em diversas partes da carroceria, entre outros.

No interior, o modelo especial vinha com novas capas de neoprene para os bancos, plaqueta de identificação da versão (com numeração) no porta-luvas e um cooler customizado para bebidas. Além disso, a lista de equipamentos era a mesma da versão Savana, com central multimídia, ar-condicionado automático, snorkel, rack de teto, caixas na caçamba, prancha, entre outros.

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

A motorização seguia com o 3.2 turbodiesel de 180 cv e 38 kgfm de torque, aliado ao câmbio manual de cinco marchas, tração 4×4 com reduzida e diferencial traseiro.

Pouco tempo depois, em julho de 2015, a L200 Triton 2015 ganhou a série HLS Chrome Edition, que foi lançada por R$ 87.990. Com 300 unidades, ela vinha nas cores Cinza Londrino, Prata Rhodium ou Marrom Barroco, sempre equipada com o motor 2.4 flex de 142 cv e 22 kgfm de torque, aliado ao câmbio manual de cinco marchas.

O interior recebia novos bancos e central multimídia com tela de 7 polegadas com CD/USB/MP3, Bluetooth e rádio. Já no exterior, a nova edição da L200 Triton 2015 ganhava novos para-choques e grade, espelhos retrovisores cromados com repetidores de seta em LED e rebatimento elétrico, maçanetas cromadas e faróis de neblina.

Outro diferencial eram as rodas de 17 polegadas com pneus 265/65 R17, enquanto as outras versões sempre vinham com rodas de 16 polegadas.

Voltando para as versões destinadas ao off road, a L200 Triton 2015 recebeu também a versão KTM Series, em outubro daquele ano. Limitada a 200 unidades, essa edição custava R$ 123.990 e tinha pneus mistos 265/70 R16, extensor de caçamba com rampa para motos, rack de teto, para-choque de impulsão e carroceria pintada em laranja com detalhes em cinza.

Por dentro, a L200 Triton KTM Series 2015 tinha bancos com novo revestimento e costura dupla na cor laranja, manopla exclusiva na alavanca de freio, assoalho com borracha vulcanizada e kit multimídia personalizado.

O conjunto motor e câmbio era o mesmo da Savana Off, com 3,2 litros, turbocompressor e entregando 180 cv e 38 kgfm de torque, além da caixa de transmissão com cinco velocidades e tração 4×4.

Vendas estacionadas em 2015

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

Em 2014, a L200 Triton havia encerrado o ano na 4ª posição entre as picapes grandes, como é chamado seu segmento no Brasil. O modelo da Mitsubishi havia emplacado 20.558 unidades, ficando com 12,05% do segmento, mas ainda atrás do trio S10, Hilux e Ranger.

O objetivo da marca era mudar esse cenário no ano seguinte.

Nos próximos 12 meses, o cenário de vendas entre as picapes não teve nenhuma mudança. A Chevrolet continuou na liderança, seguida pelas representantes da Toyota e da Ford. Com isso, a L200 Triton 2015 encerrou o ano na mesma posição, em 4º lugar, mas com uma significante queda nos números.

Foram 14.501 unidades vendidas, o que representou uma diminuição de quase 30%. Por outro lado, a participação ficou em 12,06%, o que deixou claro que todas as picapes tiveram um ano pior em suas vendas.

Tudo isso parecia indicar que a Mitsubishi só poderia alçar voos mais altos quando a nova geração da L200 Triton chegasse por aqui. Mas será que esse cenário se concretizou?

Em 2020, num ano em que a picape já teve sua nova geração durante os 12 meses, a L200 Triton perdeu ainda mais posições, encerrando o ano em 6º lugar com 9.480 unidades comercializadas e apenas 5,62% do mercado.

A explicação por trás disso está na melhora dos números da S10 e da Hilux, ambas também renovadas nesse período, além da entrada da mais barata Fiat Toro. A picape menor lidera o segmento (onde nem deveria estar, se formos ser justos), com quase 54 mil unidades vendidas em 2020.

L200 Triton 2015 – versões

  • L200 Triton HLS 2.4 Flex MT
  • L200 Triton HPE 3.5 V6 Flex AT
  • L200 Triton GL 3.2 Diesel MT
  • L200 Triton GLS 3.2 Diesel MT
  • L200 Triton GLX 3.2 Diesel MT
  • L200 Triton HPE 3.2 Diesel MT
  • L200 Triton HPE 3.2 Diesel AT
  • L200 Triton Savana 3.2 Diesel MT

Versões especiais e limitadas:

  • L200 Triton HLS Chrome Edition
  • L200 Triton KTM Series
  • L200 Triton Savana Off

L200 Triton 2015 – preços

Confira os preços atuais de cada versão, conforme a tabela FIPE:

  • L200 Triton HLS 2.4 Flex MT – R$ 63.940
  • L200 Triton HPE 3.5 V6 Flex AT – R$ 77.600
  • L200 Triton GL 3.2 Diesel MT – R$ 77.214
  • L200 Triton GLS 3.2 Diesel MT – R$ 77.990
  • L200 Triton GLX 3.2 Diesel MT – R$ 74.700
  • L200 Triton HPE 3.2 Diesel MT – R$ 86.255
  • L200 Triton HPE 3.2 Diesel AT – R$ 97.600
  • L200 Triton Savana 3.2 Diesel MT – R$ 92.740

Versões especiais e limitadas (preços em 2015):

  • L200 Triton HLS Chrome Edition – R$ 87.990
  • L200 Triton KTM Series – R$ 123.990
  • L200 Triton Savana Off – R$ 128.990

L200 Triton 2015 – motor

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

A L200 Triton 2015 era oferecida principalmente com o novo motor 3.2 diesel. Esse propulsor era longitudinal e tinha turbocompressor, injeção direta, duplo comando de válvulas no cabeçote, quatro cilindros em linha e 16 válvulas.

Ele entregava 180 cavalos a 3.500 rotações por minuto e 38 kgfm de torque a 2.000 rpm, sendo ligado ao câmbio manual de cinco marchas ou automático, também com cinco velocidades.

Para muitos, essa era a melhor configuração da L200 Triton 2015, oferecendo mais potência e um excelente nível de torque a baixas rotações. Ele servia bem para quem buscava uma picape para a cidade, numa época em que muitos já não queriam abrir mão do motor a diesel, mas era ainda melhor para trilhas e outras atividades off road.

Mas não era apenas com esse motor que a picape da Mitsubishi era oferecida. A linha também contava com dois propulsores flex, sendo que o primeiro tinha 2,4 litros, disposição longitudinal, aspiração natural e injeção multiponto.

Ele entregava 138 cv com gasolina e 142 cv com etanol, sempre a 5.000 rpm, com torque de 21/22 kgfm a 4.000 rpm, respectivamente. O câmbio era manual de cinco marchas.

A outra opção flex era o motor 3.5 V6, também longitudinal, aspirado e com injeção multiponto, entregando 200/205 cv a 5.000 rpm e 31,5/33,5 kgfm de torque a 3.500 rpm. Nesse caso, a transmissão era automática e tinha apenas quatro velocidades, o que certamente prejudicava o consumo (como você pode ver abaixo).

Uma outra novidade implementada nesse ano foi o tanque de combustível de 90 litros, o que aumentou consideravelmente a autonomia da picape. O motor 2.4 flex conseguia percorrer até 648 km, enquanto o V6 flex chegava a 630 km. Já as versões a diesel tinham uma autonomia máxima de 1.260 km.

L200 Triton 2015 – desempenho

Confira os números de desempenho da L200 Triton 2015, tanto na aceleração de 0 a 100 km/h quanto na velocidade máxima:

  • L200 Triton 2.4 Flex – 15 segundos e 160 km/h
  • L200 Triton 3.5 V6 Flex – 11,8 segundos e 177 km/h
  • L200 Triton 3.2 Diesel MT – 12,9 segundos e 175 km/h
  • L200 Triton 3.2 Diesel MT Savana – 13,5 segundos e 165 km/h
  • L200 Triton 3.2 Diesel AT – 13,1 segundos e 172 km/h

L200 Triton 2015 – consumo

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

Com exceção das versões a diesel, a L200 Triton 2015 era uma picape muito gastona em qualquer trecho, fosse ele urbano ou rodoviário.

Só para se ter uma ideia, a versão 2.4 flex chegava a apenas 4 km/l com etanol na cidade, enquanto a versão com motor 3.5 V6 não passava de 3,2 km/l nessa situação. São valores inaceitáveis e que tornavam essas configurações extremamente custosas aos seus proprietários.

Já no caso das versões a diesel, o cenário era o oposto, com números bem melhores.

Veja qual era a versão mais econômica (ou menos gastona) da L200 Triton 2015:

CONSUMO CIDADE:

  • L200 Triton 2.4 Flex – 4 km/l com etanol e 6,1 km/l com gasolina
  • L200 Triton 3.5 V6 Flex – 3,2 km/l com etanol e 5,8 km/l com gasolina
  • L200 Triton 3.2 Diesel MT – 10,5 km/l
  • L200 Triton 3.2 Diesel MT Savana – 9 km/l
  • L200 Triton 3.2 Diesel AT – 10,5 km/l

CONSUMO ESTRADA:

  • L200 Triton 2.4 Flex – 4,9 km/l com etanol e 7,2 km/l com gasolina
  • L200 Triton 3.5 V6 Flex – 4,2 km/l com etanol e 7,0 km/l com gasolina
  • L200 Triton 3.2 Diesel MT – 14 km/l
  • L200 Triton 3.2 Diesel MT Savana – 13 km/l
  • L200 Triton 3.2 Diesel AT – 14 km/l

L200 Triton 2015 – manutenção e revisão

L200 Triton 2015: versões, consumo, motor, equipamento, detalhes

A garantia da L200 Triton 2015 envolvia seguir à risca o programa de manutenção da Mitsubishi, com revisões a cada 10.000 km ou 12 meses, o que ocorresse primeiro. O site da marca não informa o valor exato de modelos fora de linha, então nos baseamos nos valores cobrados atualmente para as versões a diesel com câmbio manual ou automático.

Levando em conta o período até os 60 mil km, o valor total das revisões é de R$ 8.982 para os modelos com câmbio manual e R$ 8.929 para as versões com transmissão automática.

Além dos valores das revisões, que sempre estiveram entre os mais altos da categoria, sofria com os custos de peças e seguro da L200 Triton, fatores que incomodavam seus proprietários.

Confira os valores de cada revisão:

Versões MT

  • 10.000 km – R$ 1.361
  • 20.000 km – R$ 1.361
  • 30.000 km – R$ 1.361
  • 40.000 km – R$ 2.177
  • 50.000 km – R$ 1.361
  • 60.000 km – R$ 1.361
  • 70.000 km – R$ 1.361
  • 80.000 km – R$ 2.464
  • 90.000 km – R$ 1.361
  • 100.000 km – R$ 1.675

Versões AT

  • 10.000 km – R$ 1.361
  • 20.000 km – R$ 1.361
  • 30.000 km – R$ 1.361
  • 40.000 km – R$ 2.124
  • 50.000 km – R$ 1.361
  • 60.000 km – R$ 1.361
  • 70.000 km – R$ 1.361
  • 80.000 km – R$ 3.778
  • 90.000 km – R$ 1.361
  • 100.000 km – R$ 1.551

L200 Triton 2015 – ficha técnica

Motor

2.4 Flex

3.5 V6 Flex

3.2 Diesel

Tipo

Dianteiro, longitudinal, Etanol e Gasolina

Dianteiro, longitudinal, Etanol e Gasolina

Dianteiro, longitudinal, Turbo e Diesel

Número de cilindros

4 em linha

6 em V

4 em linha

Cilindrada em cm3

2351

3497

3200

Válvulas

16

24

16

Taxa de compressão

9:1

9:1

17:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Multiponto

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 138 cv @ 5000 rpm / Etanol: 142 cv @ 5000 rpm

Gasolina: 200 cv @ 5000 rpm / Etanol: 205 cv @ 5000 rpm

Diesel: 180 cv @ 3500 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 21 kgfm @ 4000 rpm /Etanol: 22 kgfm @ 4000 rpm

Gasolina: 31,5 kgfm @ 3500 rpm /Etanol: 33,5 kgfm @ 3500 rpm

Diesel: 38 kgfm @ 2000 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 5 marchas

Automático 4 marchas

Manual ou Automática de 5 marchas

Tração

Tipo

4×2

4×4 com reduzida

4×4 com reduzida

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Hidráulica

Hidráulica

Hidráulica

Suspensão

Dianteira

Braços sobrepostos

Braços sobrepostos

Braços sobrepostos

Traseira

Eixo rígido

Eixo rígido

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 16

Liga Leve aro 16

Liga Leve aro 16

Pneus

265/70 R16

265/70 R16

265/70 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)

5115

5115

5115

Largura sem retrovisores (mm)

1800

1800

1800

Altura (mm)

1780

1780

1780

Distância entre os eixos (mm)

3000

3000

3000

Capacidades

Porta-malas (litros)

788

788

788

Tanque (litros)

90

90

90

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

950

1095

1005

Peso em ordem de marcha (kg)

1600

1855

1945

Vão livre (mm)

215

220

220

L200 Triton 2015 – fotos

https://www.youtube.com/watch?v=f0oz6exnCWs&ab_channel=Not%C3%ADciasAutomotivas

Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 17 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.