Brasil Hyundai Renault Segurança Toyota

Latin NCAP: Corolla conquista nota máxima e novo HB20 recebe 4

Latin NCAP: Corolla conquista nota máxima e novo HB20 recebe 4

O Latin NCAP divulgou nesta quarta (04) o resultado de segurança de mais três carros à venda no Brasil. São eles: Hyundai HB20, Toyota Corolla e Renault Sandero. O destaque ficou para o Corolla, que foi o único a receber cinco entrelas.


Na avaliação da nova geração do HB20, o Latin NCAP deu quatro estrelas para a proteção de adultos e apenas três para a proteção de crianças. Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP, disse que a entendida não esperava essa avaliação negativa, visto que seu principal concorrente, o novo Chevrolet Onix, recebeu cinco estrelas.

O hatch da Hyundai não oferece proteção lateral para a cabeça de série. Além disso, a sinalização da ancoragem ISOFIX não atendeu aos requisitos do NCAP.

O teste mostrou proteção “marginal” para o peito do motorista e “adequada” para o passageiro. “Marginal” também foi a avaliação para proteção dos joelhos do motorista e passageiro. Para crianças, foi usado um dummy de um ano e meio em uma cadeirinha com ancoragem ISOFIX. Nessa situação, o carro ofereceu boa proteção para a cabeça, pescoço e peito.


VEJA TAMBÉM:

O sedan Toyota Corolla passou pelo teste e foi o único a obter cinco estrelas, tanto para adulto quanto para crianças. Nota igual a do Hilux, que foi avaliado em agosto.

Segundo o Latin NCAP, o destaque fica para a proteção do passageiro. A proteção dos joelhos do motorista recebeu classificação “marginal”, assim como o peito. Cinto de segurança e airbags também foram elogiados.

Passando novamente pelo teste, o Renault Sandero conseguiu, desta vez, notas melhores, assim como o seu irmão Logan, que foi avaliado junto.

Anteriormente, o Sandero recebeu apenas uma estrela para a proteção de adultos e quatro para crianças.

A montadora fez alterações nos modelos e agora eles obtiveram três estrelas para a proteção de adulto. Para crianças, nada mudou e os veículos permaneceram com as quatro estrelas.

Darlan Helder

Darlan Helder

Darlan Helder, natural de São Paulo, é jornalista e fotógrafo. Escreve na internet sobre o universo automotivo desde 2011. Além disso, atua com produção de conteúdo para plataformas digitais em agências de comunicação.

  • Porto Velho

    Porque eu digo que não se deve olhar estrelas, já que a classificação é confusa: HB20 fez 2 pontos a menos que o Argo e ganhou 4 estrelas, uma a mais que o Fiat.

    A conclusão: um Argo sem ESP é mais seguro que o HB20 com isso, mesmo que o número de estrelas pareça dizer o contrario.

    E não sei porque cargas d’água, o HB20 foi testado com ESC, sendo que as regras são: pelo menos como opcional nas versões mais vendidas e promessa de ser de série em todas as versões em no máximo 2 anos, com risco de rebaixamento de nota caso não o faça. HB20 não tem ESC nas versões mais vendidas (Vision 1.0 e 1.6 manual).

    • Franco da Silva

      Sim! É como o Sandero que paga o preço por ter airbag lateral pobre. Se não tivesse, seria melhor. Teria até 4 estrelas, ou até 3 sem ter as alterações que fizeram agora, a partir de ontem na fábrica. Se olhar a pontuação, o Sandero tem mais que o Ka… Mas como seria o Ka se testado contra o poste?! Padroniza o teste, Latin!

      • Miguel Lima Mendes

        Mas o Ka foi testado contra o poste na segunda rodada de testes do modelo. Ele ficou com 3 estrelas.

    • Ford Opala Attractive 200TSI

      E esse Novo Corolla, que tirou 5 estrelas mesmo com proteçao apenas mediana para o motorista na colisao frontal !!

      Olhem o desenho dos dummies no site do Latin Ncap e tirem suas próprias conclusoes !!!

    • Cesar

      Porque diferentemente do que muitos pensam, o teste não é somente de impacto.
      O teste é de segurança tanto ativa quanto passiva e portanto, avaliam um veículo como um todo. Desta forma, esp faz diferença assim como a proteção a pedestre.
      O novo protocolo que entrou em vigor no dia 10 de dezembro dará pontuação até para frenagem automática de emergência.

      • Porto Velho

        Então isso deveria refletir na nota numerica, o que não acontece.

        • Cesar

          Concordo, mas estes equipamentos são utilizados para aumentar ou diminuir o status de um veículo.
          Veja o caso do HB20 (com o Polo aconteceu o mesmo.) a nota seria 3 estrelas como a Hyundai se comprometeu a instalar o ESP a nota subiu para 4 estrelas.

          • th!nk.t4nk

            Perfeito. As pessoas estão comentando pensando só a pontuação do teste, mas o importante é avaliar o potencial de segurança do veículo como um todo. E nisso os equipamentos contam muito sim, já que não necessariamente o cidadão vai se acidentar nas mesmas condiçoes de teste. No fim o que importa pra valer são as estrelas mesmo.

            • Bruno_Magnus

              Não
              Tem que saber ponderar a nota com a pontuação.
              Nota engloba uma faixa numérica.
              Corolla europeu tirou a msm nota máxima no Euro NCap mas a pontuação foi bem melhor.
              O resultado é que os dummies sofreram apenas leves arranhões. No modelo nacional ocorreria lesão moderada.
              Além disso, há situações que mesmo mais equipamentos de segurança não ocasionaria nenhuma mudança na nota ainda que na pontuação possa ser singela.

    • Ric_Minas

      Argo tem estrutura instável.
      Não passaria de 3 estrelas na melhor das condições.
      Assim como o Sandro e Logan não superam esse número se houver qualquer indício de estrutura instável.

      • Porto Velho

        A descrição da estrutura do HB20 pela Ncap é bem pior do que a do Argo.

        • Ric_Minas

          Pode ter a descrição que for não há nada pior do que o resultado de uma estrutura instável.
          Uma estrutura instável pode ocasionar graves ferimentos ou até fatalidades na mais singela colisão. Sem contar que colisões em baixas velocidades causa deformações irreversíveis (PT).
          Não há o que defender, amigo.
          Argo e Sandero andam de mãos dadas.

  • Lucas Durães

    Ué, o Ônix chinesinho conseguiu 5 estrelas para adultos e crianças, mas a “nova geração” do HB(agre)20 só conseguiu 4 e 3…. Cadê tua voz Hyundai?
    GM chegou botando fogo nos concorrentes

  • Franco da Silva

    Esses critérios do Latin… sempre misturando as coisas de maneira estranha.
    E a Renault é tonta. Colocou esses airbags laterais que não funcionam e ainda tiram estrelas por levar o carro para o teste do poste.
    Pela pontuação, o Sandero (sem a atualização de dezembro) tem mais que o Ka, só que ficou com menos estrelas. E agora, qual é mais seguro, Latin?! Explique para o público…

  • El Gato!

    Preparando a pipoca aqui para ver a treta das torcidas organizadas de Hyundai e GM…

  • Murilo Soares de O. Filho

    Latin Ncap, somo sempre confuso em seus critérios.

  • Rogério R.

    Segundo o site Quatro Rodas o Latin NCAP realizou dois testes com os modelos Sandero/Logan/Stepway 2020 por causa de um fato bem inusitado que ocorreu com o Sandero/Logan/Stepway 2020 testados no primeiro teste, o Latin NCAP percebeu que os três modelos feitos na Colômb teia eram mais seguros do que os modelos feitos na Argentina e no Brasil. Segundo o Latin NCAP o três modelos feitos na Colômbia possuem airbags laterais de 22 l, enquanto os modelos argentinos e brasileiros possuem 18 l. Outra coisa notada pela entidade é que os bancos dos modelos feitos na Colômbia tem estruturas mais reforçadas do que os feitos no Brasil e Argentina, e isso eu também percebi, pois as vezes vejo vídeos do Autos Rodando e vendo a apresentação do Sandero 2020 colombiano notei que o banco traseiro possui os três encostos de cabeça tipo vírgula como no europeu e diferente do usado aqui. Outra coisa notada pelo Latin NCAP é que a estrutura lateral de Sandero/Logan/Stepway colombianos são mais fortes do que os feitos no Brasil e na Argentina e por isso os modelos colombianos foram melhores nos testes de impacto laterais do que os modelos brasileiro brasileiros e argentinos.

    O site da QR, diz que as engenharia da Renault do Brasil e da Argentina após ficarem sabendo disso, correram atrás para descobrirem o motivo dos modelos colombianos terem ido melhores nos testes e descobriram que os modelos colombianos tem estrutura melhores nas portas e nos bancos, o motivo é que Sandero/Logan/Stepway colombiano são feitos em CKD com peças da Dacia europeia, os os três modelos feitos no Brasil e Argentina são feitos com um grande número de peças locais, incluindo os bancos. Após isso segundo a QR a Renault do Brasil e da Argentina tratou de reforçar a estrutura das portas e usar os airbags de 22 l dos modelos colombianos e após isso veio o 2º teste dando 3 estrelas para os três modelos feios nos três países. Só que o Latin NCAP não deixa passar nada divulgou o 1º e o 2º testes e divulgou da seguinte forma:

    Sandero/Logan/Stepway 3 estrelas adultos e 4 estrelas crianças.
    A partir do VIN 93Y5SRZ85LJ319432 e 10 de dezembro de 2019, para unidades produzidas em Brasil
    Va partir do VIN IN 8A14SRYE5LL345154 e 3 de dezembro de 2019 para unidades produzidas em Argentina
    A paritr do VIN 9FB4SR0EGLM157526 e 18 de julho de 2019, para unidades produzidas em Colombia.

    Sandero/Logan/Stepway 1 estrela adulto e 4 estrelas crianças.
    A partir do VIN 93Y5SRZHXLJ868977 ate VIN 93Y5SRZ85LJ319432 e de 24 de abril de 2019 até 10 de dezembro de 2019, para unidades produzidas em Brasil
    A partir do VIN 8A15SRYEGLL022432 até VIN 8A14SRYE5LL345154 e de 1 de Agosto 2019 até 3 de dezembro de 2019 para unidades produzidas em Argentina

    Até VIN 9FB4SR0EGLM157526 e 18 de julho de 2019, para unidades produzidas em Colombia

    A conclusão de tudo isso é que Sandero/Logan/Stepway colombianos tiraram no 1º teste 3 estrelas enquanto os três modelos feitos no Brasil e na Argentina tiraram 1 estrela.
    Eu depois que li tudo isso no site do Latin NCAP e na QR eu pergunto, o que aconteceu Renault para ocorrer um mico desses? Ainda bem que temos o Latin NCAP para nos apoiar.

    Fontes: Latin NCAP e QR.

    • Rogério R.

      P.S.: Agora estou imaginando quem comprou um Sandero/Logan/Stepway antes do dia 10 de dezembro, ONTEM(praticamente todos os modelos 2020), no Brasil ou na Argentina devem estar bem p. da vida com essa notícia. Como um fã da marca as vezes até defendo-a dos haters nos sites automotivos, mas quando ocorre um mico desse, daí não tem como. Que coisa Renault!

      • Jok Jok

        O pior é que tem editor chefe de site automotivo que diz, com convicção, que temos complexo de vira lata… Tá aí uma prova real que produtos brasileiro são piores que os vendidos lá fora

        • Edson Fernandes

          E o que chama atenção: Em teoria seria mto mais barato ter fornecimento daqui. E no entanto, vem da europa…

          Mto triste isso. (ter menor qualidade que eu estou em foco nessa resposta)

  • Eduardo T. Küll

    Até agora, NENHUM MEIO DITO ESPECIALIZADO noticiou que a Toyota acaba de lançar o C-HR renovado na Argentina, sendo que o modelo já é comercializado desde o seu lançamento no Chile, no Uruguai, Colômbia, etc. Enquanto isso por aqui, RAV4 continua abrindo uma janela de preço imensa com seus reiterados aumentos de preço, mas mesmo assim, no máximo e bem para o futuro, falam apenas em um derivado do Yaris.

    • Pablo Henrique

      E pra quê os meios especializados têm que noticiar isso? O carro não está nos planos da Toyota brasileira e ponto.

    • Sino Weibo

      Noticiaram sim, com exaustão, aquele tal de Raize baseado no Daihatsu. Mas a propria Toyota disse que nem este vem pra ca, que irão fazer outro baseado no Yaris/Etios.

    • fsjal

      A Toyota sabe que se lançar o CHR no Brasil vai tirar muitas vendas do próprio Corolla, e acho que ela não quer isso agora

  • Leo

    HB20 não mata num acidente mas mata de susto.

  • Marcelo Martins

    Estava vendo o vídeo da colisão frontal do Corolla e em 0,47 mostra uma peça plástica grande, provavelmente um acabamento, indo direto na cabeça da criança na cadeirinha, se a cadeirinha não estivesse invertida iria causar um enorme ferimento ou coisa pior, mesmo invertida o objeto quase bate na cabeça !!! é bom os pais que pretendem levar seus filhos ficarem atentos !!
    OBS: até hoje não entendo isso de colocar a cadeirinha invertida pois uma criança um pouco maior não conseguiria ficar nessa posição, só bebes !!

    • Ernesto

      Que eu saiba, a cadeirinha invertida é por causa da falta de firmeza do pescoço do bebê. Numa batida frontal, se a cadeirinha estiver posicionada normal (bebê virado para frente), a criança pode morrer por lesão no pescoço devido a desaceleração brusca.

      • Marcelo Martins

        Pode ser mas até que idade a criança tem que ficar na cadeirinha ? as pernas não ficam encolhidas por causa do encosto do banco ficando em uma posição desconfortável ? realmente não sei como isso funciona …

        • Ricardo Rangel Lirio

          Meu bebê ficou no bebê conforto (com isofix) até completar 01 ano. E sim, suas pernas ficavam articuladas. Daí compramos cadeirinha com isofix e top tether, para a ancoragem da parte superior dela no encosto do banco.
          Nossa preocupação com a segurança dele nos fez escolher até o carro mais seguro da sua categoria, o Polo.

          • Marcelo Martins

            Legal, acho que fez uma boa escolha … e dai a cadeirinha fica na posição normal, né ? achei estranho aquela peça plástica solta no teste do Corolla, eu ficaria preocupado com isso !!

  • RKK

    “Anteriormente, o Sandero recebeu apenas uma estrela para a proteção de adultos e quatro para crianças.

    A montadora fez alterações nos modelos e agora eles obtiveram três estrelas para a proteção de adulto. Para crianças, nada mudou e os veículos permaneceram com as quatro estrelas.”

    Observação, O Sandero tinha obtido nota 1 anteriormente devido uma intrusão significativa em impacto lateral. Ao invés de reforçar a estrutura, a Renault instalou dispositivo que deixa o passageiro um pouco mais longe da porta no momento do impacto. SURREAL !

    • Retrato do Papai

      o que esperar de uma montadora que explora o nosso mercado vendendo chuleta a preço de picanha?

  • Felipe

    Entre os compactos avaliados pelo padrão novo da LATIN NCAP (34 pontos máximos), as notas obtidas ficam assim (proteção ao motorista):
    Polo (4 airbags) 32.13
    Onix Plus (6 airbags) 28,34
    Yaris 26.99
    Argo 24.41
    Sandero 2019 (4 airbags) 23,28
    Kwid (4 airbags) 22.85
    Etios 22.85
    HB20 2019 (2 airbags) 23,53
    Ka 22.83
    Onix 20.24
    March 20.11
    208 18.27
    Sandero 18.27
    Palio 2016 18.09

    • dallebu

      Ótimo comentário

    • Vae Victis

      Sandero 18.27
      Sandero (4 airbags) 23,28

      5 pontos a mais apenas por adicionar 2 airbags. Esse sistema de pontuação é absurdo.

      • Felipe

        Mas esse número reflete o desempenho real da colisão. Houve de fato uma melhoria considerável nas novas versões do Sandero, mas ele ainda está bem longe do topo.

  • Retrato do Papai

    renault é uma vergonha, emperiquitou todo o sandero para melhorar a segurança para no fim ficar semelhante ao fox, um projeto de baixo custo de 2003

    • D34D P00l

      Má fé.
      Mas Dacia nem é carro, eu acho incorreta a comparação com os mesmos.

  • fsjal

    A Hyundai errou em TUDO nesse carro…
    Design, composição dos modelos, segurança…
    Matou um modelo que era queridíssimo no mercado.

    Será mero coadjuvante na briga entre Onix e Polo.

  • A L

    O curioso desta noticia é darem tanto enfase ao HB20 quando o que aqui é mais importante foi o facto do Toyota Corolla ter obtido as 5 estrelas…ou serei eu que não estou a ver bem o filme?!? Tenham dó.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email