Hatches Volkswagen

Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

relato-consumo-up-foto-01 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Ano passado compartilhei com os leitores os motivos pelos quais optei por trocar um veículo compacto 1.6 por um subcompacto com motor 1.0, mesmo podendo adquirir outro da categoria e potência do qual possuía. Hoje compartilho um relato de consumo da última viagem que realizei com minha esposa usando o meu VW move up! 1.0 2015, saindo de Porto Alegre para conhecer um pouco do Uruguai, acrescidos de alguns quilômetros por Porto Alegre e proximidades. Após, farei algumas considerações sobre consumo.



relato-consumo-up-foto-02 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Relato de consumo

1º) Abasteci o carro na zona sul de Porto Alegre, completando o tanque com gasolina aditivada, até o automático, e calibrando os pneus para pouca carga. O hodômetro total do carro marcava 50.269 km (foto 01). O hodômetro parcial foi zerado (foto 02).

2º) No primeiro dia de viagem fomos até Pelotas, onde pernoitamos. Devido ao clima agradável, usamos ar-condicionado por somente 90 quilômetros do trecho. O trânsito estava com fluxo médio. As velocidades limites da via variavam entre 80 e 100 km/hora. Passeamos aproximadamente 45 quilômetros pela cidade e pela praia do Laranjal.

relato-consumo-up-foto-03 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

3º) No segundo dia de viagem, o objetivo era ir até Montevidéu. Saímos pela manhã e viajamos até Jaguarão, com trânsito leve e com velocidades limites também variando entre 80 e 100 km/hora, sem a necessidade de usar o ar-condicionado. Antes de cruzar a fronteira, completei o tanque novamente até o automático, consumindo 22.88 litros (foto 03) e com o hodômetro parcial indicando 458,6 quilômetros percorridos (foto 04), resultando em média de 20,04 km/litro nesse primeiro cálculo.

relato-consumo-up-foto-04 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Zerei o hodômetro parcial e seguimos até Montevidéu. No percurso uruguaio, praticamente não havia fluxo na estrada e a velocidade limite da estrada foi de 90 km/hora. Esse trecho da viagem foi marcado por chuva e ventos fortes de forma constante. Chegamos ao hotel com o hodômetro parcial marcando 424 quilômetros percorridos (foto 05).

relato-consumo-up-foto-05 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

4º) No terceiro dia de viagem o carro não foi utilizado.

5º) No quarto dia de viagem visitamos Colônia de Sacramento. As velocidades limites da via variavam entre 90 e 110 km/hora. O transito era leve e não utilizamos ar-condicionado, pois não sentimos necessidade. Ao retornar para Montevidéu, pegamos fluxo intenso na capital. Chegamos ao hotel com o hodômetro parcial marcando 799,4 quilômetros percorridos (foto 06).

relato-consumo-up-foto-06 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

6º) No quinto dia de viagem o carro não foi utilizado.

7º) No sexto dia, saímos de Montevidéu com destino à Santa Vitória do Palmar, distante aproximadamente 20 quilômetros do Chuí, passando por Punta del Este para conhecermos. Antes, porém, rodamos alguns quilômetros por Montevidéu, onde parei para colocar 30 litros de combustível (foto 07). Nesse momento, o hodômetro parcial estava marcando 838.3 quilômetros percorridos (foto 08).

relato-consumo-up-foto-07 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Zerei novamente o hodômetro parcial e partimos para o destino, entrando em Punta del Este e circulando um pouco pela cidade. Nesse trajeto usamos ar-condicionado por 110 quilômetros e as velocidades limites da via variavam entre 60, 90 e 110 km/hora no Uruguai e 80 km/hora no Brasil, com trânsito leve. Pernoitamos em Santa Vitória do Palmar.

relato-consumo-up-foto-08 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

8º) No sétimo e último dia da viagem, voltamos à Chuí para algumas compras e depois partimos para Porto Alegre. Ainda em Chuí, abasteci mais 20 litros de gasolina aditivada (foto 09). O hodômetro parcial marcava 421.2 quilômetros percorridos (foto 10) no momento do abastecimento e foi zerado. Até São Lourenço do Sul, o fluxo na estrada foi leve e com velocidades limites variando entre 60, 80 e 110 km/hora.

relato-consumo-up-foto-09 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Não foi necessário usar o ar-condicionado nesse trajeto. De São Lourenço do Sul até Porto Alegre o trânsito estava pesado, com velocidades limites variando entre 80 e 110 km/hora e com uso de ar-condicionado por todo o trajeto. Ao chegar em Porto Alegre, trânsito engarrafo da entrada da cidade até a zona sul. Chegamos ao destino com o hodômetro parcial marcando 529 quilômetros percorridos (foto 11).

relato-consumo-up-foto-10 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

9º) Antes de completar o tanque, abasteci mais 12,5 litros (foto 12), fui e voltei de Charqueadas, distante 59 quilômetros de Porto Alegre, com ar-condicionado ligado. Rodei o restante da quilometragem em Porto Alegre, sem ar-condicionado, parando para completar o tanque com o hodômetro parcial marcando 770,5 quilômetros percorridos (foto 13) e abastecendo 44,6 litros (foto 14).

relato-consumo-up-foto-11 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Assim, no segundo cálculo, foram rodados 2.030 quilômetros (838,3+421,2+770,5) e consumidos 107,1 litros (30+20+12,5+44,6), com média de 18,95 km/litro.

No total analisado, foram rodados 2.488,6 quilômetros e consumidos 129,98 litros de gasolina aditivada, fechando a média em 19,14 km/litro. O hodômetro total do carro finalizou a análise marcando 52.758 km (foto 15).

relato-consumo-up-foto-12 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Considerações

Ano passado, com o litro da gasolina aditivada passando de R$ 4,00 reais em Porto Alegre e com o consumo do meu antigo carro, os gastos com combustível eram um fonte de preocupação no orçamento familiar. Sei que a maneira de condução do veículo influencia bastante no consumo dos automóveis, porém, incomodava-me o fato de, mesmo seguindo as boas práticas para redução de consumo, ver os gastos com combustível consumirem boa parte da nossa renda.

relato-consumo-up-foto-13 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Hoje, com a melhor eficiência do meu atual veículo e com a diminuição do valor da gasolina (inferior à R$3,70), a situação mudou: o gasto com gasolina deixou de ser uma fonte de preocupação. Nos quatro anos anteriores à compra do atual veículo, eu e minha esposa rodávamos aproximadamente 20 mil quilômetros por ano. Nesse último ano, já rodamos mais de 28 mil quilômetros.

relato-consumo-up-foto-14 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Outros fatores talvez tenham ajudado para esse aumento na quilometragem rodada, mas, com certeza, o fato de constantemente não lembrarmos a última vez que abastecemos o veículo possuiu peso majoritário. Pequenas viagens à serra gaúcha e esticadas nos roteiros originais tornaram-se comuns, visto a despreocupação com o gasto de combustível.

relato-consumo-up-foto-15 Leitor faz relato sobre histórico de consumo do Volkswagen move up! 2015

Hoje, o mercado oferece diversas opções de diferentes marcas e categorias que são tão ou mais econômicos que o nosso veículo. Nós, com base na experiência relatada, dividimos a sensação de ter realizado uma excelente escolha e, na próxima troca de automóvel, compartilhamos a certeza que veículos recém-lançados ou considerados modernos, mas que possuam consumo semelhante ao do meu fusca da década de 70, não farão parte dos nossos planos.

Agradecimentos ao Guilherme Stoffel.

COMPARTILHAR:
  • Luciano RC

    Carro bem econômico hein. Queria muito comprar um I-motion.

    • Gurgelando

      Quero um Tsi!

  • Franco da Silva

    Bom relato. Parabéns!
    Os motores 3 cilindros foram a salvação dos 1.0. Realmente, não dava mais para aguentar aqueles carrinhos que não andavam nada e consumiam como 1.6.

    • Luciano RC

      E agora o 1.0 está bem mais afiado. Hoje todos os carros com 1.0 3 cilindros não parece 1.0.

    • leomix leo

      Tive um celta em 2010 e troquei ele em 2013, não sinto falta , fazia 8km/l na cidade e na estrada mal conseguia fazer 14km/l, isso com o ar ligado 100% do tempo. Estou com um Civic 2012, ele faz fácil 10km/l na cidade e já consegui fazer 14,5km/l na estrada.

      • Matthew

        Consumo de combustível eh sempre um assunto polêmico por depender de diversas variáveis, como topografia, condições de tráfego, estilo de condução do motorista, manutenção do veículo etc. Mas GM sempre teve um consumo horroroso! Meu Corsa 1.4 EconoFlex de econômico não tem nada. Ando sempre pianinho, não uso ar condicionado e os trajetos que costumo fazer não têm muito trânsito. Não consigo fazer mais do que 9 km/l de etanol e uns 11 km/l de gasolina em circuito misto (tem muita pista na cidade). Isso porquê já fiz uma série de manutenções pra tentar reduzir o consumo: troca das velas e dos cabos; filtro de óleo, ar e combustível; limpeza dos bicos injetores e do corpo de borboleta; também descobri um vazamento na tampa da bomba de combustível que vai sob o assento traseiro. Melhorou no máximo uns 10%. O carro fazia 8,4 km/l passou a fazer 9,2 km/l. Essas médias de 12, 13 e até 14 km/l que o pessoal fala por aqui nem em sonho. Penso seriamente em fazer um downgrade pra um 1.0 moderno só pela economia. Às vezes desanima de tirar o carro da garagem devido ao consumo.

        • Robson

          Tenho um Corsa 1.4 também e se eu fizesse esses 8,4km/l no etanol tava no paraíso. Aqui em SP andando na boa, mas com bastante transito, esse é o consumo na gasolina rss. Porém não tenho o que falar do carro, o problema é o transito mesmo, porque em diversas viagens que fiz, nunca fiquei abaixo de 14km/l na estrada usando gasolina, sempre usando ar condicionado, cheguei em uma ida a Brasilia com ele fazer 16,5.

          • Matthew

            Não costumo viajar muito com o meu, mas pego bastante estrada que equivalem às vias expressas de São Paulo, por isso acho o consumo absurdo. No trânsito de São Paulo deve ser complicado mesmo.

        • Yan Oliveira

          Esses GM’s só prestam em consumo se fizer conversão pra GNV. Parece que foram feitos pra isso. No meu caso, cheguei a rodar 10 mil km no mês (sou representante e rodo como Uber nas horas vagas). Também tenho um Corsa 1.4 EconoFlex, 2011 sedan. Na gasolina, minha média é de 10km/l na cidade e 14 na estrada. No GNV, chego a conseguir 13,5km/m³ na cidade e mais de 18km/m³ na estrada, sempre com o ar condicionado ligado fulltime e andando da forma mais econômica possível.
          Utilizo um kit GNV de 5ª geração (injetável) com um cilindro de 15m³. O preço do GNV aqui gira entre R$1,98 e 2,29. Já rodei cerca de 70 mil km com o carro com essa configuração e só alegria.

          • Janduir

            Realmente parecem que os motores GM foram projetados para gnv. Tenho um Vectra Elite 2010 com 5 geração Lovato. Faço média transito intenso 10km/m com ar ligado. Fim de semana sem ar e transito bom já fiz 12km/m. Na estrada, com carro vazio e sem ar, rodo 200km com 10metros de gnv… meu cilindro é de 25 metros o que dá uma ótima autonomia. Quanto ao Up, na europa, tem dele com gnv de fábrica e faz facilmente 20km/m na cidade…

        • Randy

          Pega um up tsi e você fará um senhor UPGRADE

      • GPE

        10 na cidade é praticamente impossível. Só se vc nao pegar trânsito e/ou pegar mt via expressa e/ou rodar pelo plano pilto de Brasília.
        Qnt ao consumo na estrada, da p conseguir mais que isso andando a 110 com ar ligado.

    • Gran RS 78

      Os primeiros Palio 1.0 dos anos 90 eram super gastões meu amigo.

      • Fábio A.

        Verdade. Eu tive um Palio ELX 1.0 99/00 que não chegava aos 10 km/l na cidade e na estrada não chegava a 11 km/l. Foi, de longe, o carro mais beberrão que já tive. Depois dele tive um Palio 1.8R, um Civic 2011 MT e atualmente um Civic 2.0 AT, sendo todos esses mais econômicos tanto na cidade quanto na estrada.

    • Ricardo Blume

      Muito bom que os 1.0 evoluíram. Tive um Celta MPFI e não conseguia fazer 9 km/l na cidade. O carrinho andava bem por ser um 1.0 mas o consumo me decepcionava. Conheço pessoas que tem o Up! e fazem fácil 13 – 13,5 km/l na cidade na gasolina.

  • Felipe

    Não levou em conta que nossa gasolina leva álcool e fora não leva. Dá pra ter uma noção. Mas gasolina pura o carro é mais econômico.

    • Racer

      Já usei gasolina pura, e deu uma diferença de 2km/l para mais.

      • Ricardo Blume

        Essa mistura de álcool na gasolina só favorece usineiros. Nossa gasolina fica um lixo.

  • Licergico

    põem em tabela ! ficaria bem mais fácil de ler …

    • joao vicente da costa

      Faço coro!

    • Martini Stripes

      Quero IBAGENS!
      ahhahha
      Tabela, gráfico….

  • Wagner Lopes

    Compraria um TSI desprezando a feiura tranquilamente mas com esse painel horrível e o interior deprimente que ele tem infelizmente não tem jeito pra mim…

    • Eduardo Gregório

      O novo deve estar chegando em breve, acredito que dará uma boa melhorada no interior.

      • Gustavo73

        Muda o Cluster e dependendo da versão o desenho do rádio nada além disso. Quem não gosta do metal nas portas ou da ausência dos defletores de ar no centro do painel continuaram a não gostar do carro.

        • Eduardo Gregório

          Será que vidro elétrico atrás seria pedir muito?

          • Gustavo73

            Pelo que andei lendo já tem no mercado after market. Então não é algo complicado, mas seguindo a linha de outros produtos só estaria presente em versões mais caras.

      • Gran RS 78

        Não vai mudar quase nada, somente os mostradores.

  • Brasil_MG

    Up! é um carrinho excelente; seguro, motor econômico e câmbio macio e preciso. A VW poderia ter caprichado mais no desenho do painel, e no forro das portas que são alvos de muita crítica.

    • Tsi

      Não me importo com o acabamento das portas, mas o painel realmente poderia ser diferente. Se fosse inspirado no painel novo do Gol ficaria excelente.

      • Gustavo73

        O cluster será o mesmo do Fusca. Mas o painel em si não muda.

        • Tsi

          INFELIZMENTE

          • Gustavo73

            O cluster do Fusca é mais bonito, já o desenho do painel não me incomoda nem um pouco, nem o mental aparente nas portas. Me incomoda a ausência de ajustes dos cintos dianteiros, bancos bi partidos, encosto de cabeça e cintos retráteis central como opcional. Assim como os preços hoje do TSi.

            • Jackson

              Compartilho da mesma opinião, são ausências que sinto no meu Up.

              • Gustavo73

                As questões estéticas são pessoais e tento não entrar em discussão nesse sentido. Mas tem certas coisas que tem influência no dia a dia, detalhes que eventualmente passam despercebidos em uma olhada rápida. O Up tem muitas qualidades ao meu ver, mas poderia fazer ajustes nessas “pequenas” coisas.

            • Tsi

              O cluster do Fusca é bonito, mas o painel do Up! é muito feio. Merecia uma reforma geral

  • Ricardo

    É fácil fazer essas boas médias em rodovias planas, difícil é fazer em serras!

    • Andrew B.

      Num FIRE 1.4, chegou na reserva,enchi o tanque,40 litros.
      Rodei cerca de 45km na cidade.Peguei rodovia,total 4 pessoas…trecho de serra,subidas, descidas…
      No retorno para casa,após quase 600km percorridos,apitou reserva,faltando pouco mais de 20km para chegar em casa,mais precisamente no posto que abasteci.Abasteci, e fazendo as contas deu 14.5
      Achei boa média.

      • Ricardo

        Não acho essa média nem boa e nem ruim, faço parecido com meu Polo 1.6.

        • Andrew B.

          Sempre tem os fatores: umidade relativa do ar,peso do carro,relação peso x potência,A/C….. e por aí vai…
          Em circuito misto,12,5 …13……Em 100% rodovia,16 tranquilamente.

  • Racer

    Aproveitando: alguma burocracia ou incomodação para entrar no Uruguai? Pretendo fazer este mesmo passeio, sei que precisa a carta verde, mas se for como na Argentina…. Lá está difícil de rodar.

    • Matheus

      Só precisa da carta verde e o carro estar no nome de alguém que esteja junto. Se o carro estiver em nome de pessoa jurídica, precisa ir no consulado fazer um documento…

      • Racer

        Na Argentina, pediram cambão, kit de primeiros socorros, mortalha, dois triângulos….

        • Matheus

          Esse é um golpe antigo q eles aplicam nos brasileiros. Nada disso é necessário na legislação deles…

  • Elfo Safadão.

    esse carro é bom pro pessoal que passa no posto pra por 10 conto.

  • Thiago Lamim Matos

    O MoveUp tem TSI e Aspirado, qual é?

    • invalid_pilot

      Pela foto do velocímetro, MPI

    • Alexandre

      Se for 15/15 é MPi, se for 15/16 é TSi.

      • Não existe UP MSI.
        Tem o UP aspirado com motor MPI e o UP turbinado com motor TSI. Ambos 1.0 com 3 cilindros.

        • Alexandre

          Opsss… Corrigido! Apenas um erro de digitação…

  • Ancelmo Henrique

    Parece meu antigo 1.4 frances. Fazia 18 sem esforço, hoje com 2.0 faço 11+/-, mas o prazer é outro. Belo relato.

    • Edson Fernandes

      Qual é o modelo? Eu faço normalmente 12,5 para cima. (Fluence 2.0 CvT)

  • Dp Som

    Também acredito no consumo alcançado, até esperava mais pra ser sincero. Nesse trecho que ele fez, andando pela BR293, na qual ando direto, andando com o AC no automático, em 22 graus, sozinho, fiz 19,2 num fiesta 1.6 16v…

    • Alessandro

      Mas o Fiesta faz parte dessa nova geração de motores mais eficientes. Não me assusta ter feito 19

      • Janderson von Neumann

        O New Fiesta realmente é muitoooo econômico, de espantar as vezes, isso num carro 1.6 16v com 130 cvs !!!, e é um foguetinho, anda muito bem o carro, as arrancadas dele então são sempre violentas, acelerador é bem sensível.

        • Edson Fernandes

          MAs é aí que está… ele fez essa média sem preocupação com a economia. Só relatoou para termos uma ideia.

          O meu ex C3 1.4 era super economico tbm. Era normal fazer 16-17 na estrada (já fiz 21km/l com ele). O meu pai tem um Versa e tbm é nessa pegada de economia.

  • Lucas Carneval

    Tenho um TSi 2017 – com 2500km (ainda não “amaciou”)… Carro faz entre 22 e 31 km/l na estrada, isso de consumo instantâneo, não de média! Média chega dar 28km/l. Pego estrada todo dia, são 30km de subidas e descidas (bem poucas retas), e faz isso com A/C Ligado e 2 pessoas… Incrível esse carro! Vale cada centavo que se paga à mais por ser um “Turbo”… Fora que em estradas de faixa simples, quando precisa de motor pra fazer ultrapassagens, pode estar com o tanque cheio, a fat family dentro e um elefante amarrado no teto, jogou 3ª, o bixin “some”!

    • Luís Paulo

      Meio elástica essa sua média!
      Acredito que nem minha CG150 2007 consiga uma média dessas!!!

      • Lucas Carneval

        Então, tenho fotos pra comprovar… O dia que eu tirei a gopro da gaveta pra filmar, pq só acredita quem vê, derrubei ela e quebrou o suporte… Estou esperando conseguir filmar, ai vou mandar pro pessoal o NA… Não há “porque” de eu mentir, pois esse consumo foi o principal motivo de eu pagar 55k num carro desse, invés de comprar um carro top usado (Corolla, Civic, Jetta, etc…)

        >Só esqueci de citar acima: Consumo é em gasolina Shell V-Power, que custa bem menos que a Pódium e não perde tanto ponto para esta…
        Em breve, eu faço uma gravação e mando pro NA, pq é um fato bem interessante…

        Existe também a possibilidade do carro ser “um carro diferente”, o que é engraçado, mas existe! Eu tinha até a pouco, um Honda City 2014 A/T… Aquele monstro, fazia 7km/l na gasolina e 5km/l no álcool, a 100km/l – sendo que tbm já tive um City 2011 A/T tbm, que é o mesmo carro, só sofreu pequeno facelift – e o 2011 fazia até 13km/l na estrada…
        Ás vezes, os motores saem com ajustes diferentes da fábrica, tanto para um ajuste mais acertado, quanto pode ser um ajuste mais ruim… Creio que o Up, tenha sido uma exceção que saiu com um bom ajuste!
        Flw!

        • Luís Paulo

          não estou duvidando da sua palavra
          apenas me surpreendi com médias tão expressivas!
          sei do potencial desse motor nesse carrinho e como os amigos disseram acima, conseguir médias boas ou ruins dependem do carro e do motorista!
          mas se você tem conseguido rodar tantos km com tão pouco, só tenho que desejar parabéns e que esse carro lhe traga mais felicidade$ como essa!! rsrs

      • Matthew

        Na época da faculdade eu reparei que os caras lorotavam sobre duas coisas: mulher e consumo de combustível. O primeiro o cara sempre chutava o dobro ou o tripo do número real de minas que ele tinha pego. O segundo era sempre algo em torno de 50% melhor que o consumo real. É que às vezes o cara pegava um trecho de pista a 80 km/h com os vidros fechados e o ar desligado e o computador de bordo chegava num pico de 17 km/l, aí o cara falava que essa era a média do global do tanque. Outra pegadinha que eu identifiquei também é que um outro colega era todo cheio de ficar falando que o Sandero dele fazia médias de 16 km/l em circuito misto, mas quando dividíamos o custo de alguma viagem ele chutava consumo na casa de uns 12 km/l. Como disse o Paulo Keller certa vez: “o carro consome o quanto você quiser”.

        • Heleno

          Exatamente!

      • Mário Dourado

        Minha CG160 tá fazendo 46km/L na cidade. Meu carro agora fica a semana inteira descansando kkkk

    • Guedes

      Consumo instantâneo não vale, né! já consegui 50 k/l em consumo instantâneo.
      O único consumo que dá pra confiar é a média calculada a partir da bomba

      • Mr. On The Road 77

        Eu já consegui 99,9 Km/l. kkk

        • Guedes

          pois é kkkkk é cada uma que as pessoas escrevem, meu deus!!

        • durango

          Eu também, é o limite do marcador kkkk

        • Edson Fernandes

          Eu já vi um Golf marcar 406km/l por litro…rs

    • Fabio Marquez

      Eu tenho um TSI e recomendo que faça essas médias na bomba, esse carro não chega a ter esse consumo real, a média dele não é isso nem se você gravar.

    • Franklin Diego

      Rapaz, eu não acredito nisso aí! Com uma média assim você conseguiria fazer facilmente mais de 1.300km com um mísero tanque.
      Ou você deve andar a no máximo 60km/h ou esse teu CB tá te iludindo igual o C3 que tenho.
      Fico imaginando você sozinho e sem ar. Neste aspecto, pelo seu relato, o carro irá fazer tranquilamente mais de 1.500km com um tanque de gasolina.

      Não me leve a mal, mas tá meio forçado isso aí!

      • Rodrigo

        Concordo. Eu tive um up RUN.
        O computador de bordo mostrava uma média linda de 21,5 km/L.
        Na bomba a história era outra… nunca passou dos 16,4 km/L.
        A medição da bomba é o que vale.
        Minhas médias sempre foram efetuadas com AC ligado 100% do tempo.

        • Rodrigo

          Eu concordo que pra fazer média de consumo em estrada, a medição “da bomba” é mais fidedigna.
          Porém em cidade, com trânsito e paradas em semáforos, ela não é precisa. Isso porque o carro parado e ligado também consome combustível e isso não se reflete nos kms rodados.
          Pra carros com a função de consumo instantâneo isso é facilmente comprovado quando se está parado: ou ele marca 0 km/l ou muda imediatamente para l/h.

    • Mr. On The Road 77

      Eu tive um Dodge Dart V8 que fazia 25 km/l na estrada. Na cidade, mesmo com muito trânsito, nunca fez menos de 18 Km/l. Isso com ar ligado!
      kkkk

    • Guedes

      28 km na estrada? kkkkk? eu tive o UP TSI. é econômico, mas 28 nem híbrido faz kkkkk

  • R.C.B.

    Faltou só uma foto do veículo por fora, mas o consumos desse 3 cilindros é bem chamativo, além de ser mais esperto que os antigos 1.0.

  • Marcelo Cordeiro

    Excelente relato para as pessoas entenderem a diferença que faz um motor moderno e um conjunto mecânico eficiente. Óbvio que o design é algo tentador e chama muito a atenção. Mas esta característica dissociada de um motor moderno, eficiente e pouco poluente, aliado a ítens de segurança, fazem toda a diferença para uma compra racional. Acho, por exemplo, o Renault Captur um carro belíssimo! Contudo, o que adianta ser bonito, se tem um motor fraco, câmbio antigo, plataforma antiga e peca em ítens de segurança? Também tenho um Up!, só que TSi e estou muito satisfeito com o desempenho. Claro que tem um monte de economia porca no veículo que poderia ter sido evitada. Mas nunca me arrependi de ter trocado meu HB20 1.6 premium por um CrossUp! Tsi.

  • Janderson von Neumann

    Boas médias, mas nada assim tão extraordinárias, pois (quem tem sabe e quem conhece sabe que estou falando) para mim que tem um Focus com motor 2.0 , 178 cvs e motor com injeção direta essas médias de 17 / 18 km/l são normais, não ando a 90 Km/h, e sim mantenho uma média na estrada de 100 até 120 km/h, ar condicionado ligado full time e 4 pessoas a bordo sempre nas viagens, acho meu carro hiper econômico mesmo, e isso que não está amaciado, uso somente gasolina Podium e os pneus são calibrados com 33 libras de nitrogênio sempre, já cheguei a fazer em alguns trechos na casa de 19 , 19,5 km/l por aí, as vezes até mais, antes que alguém fale sobre médias absurdas mostradas pelo computador de bordo que eu estaria me baseando eu digo, já inclusive fiz na ponta do lápis para me certificar que o computador não esteja mentindo, além disso tem mais algo que comprova o baixo consumo do carro, vou ao posto apenas 1 vez por mês e quando chego lá o tanque está entrando na reserva !!!, tinha 3 Vectras antes, 2 eram econômicos, e o mais econômico deles era justamente o mais potente e com motor de maior litragem, um 2.2 16v, o mais beberrão era o último, um Elite 2010 2.0 8v com apenas 18 mil kms, esse carro eu ía toda semana no posto !!!, incrível, fazia no máximo 10 na estrada chorando…, o Focus é muito econômico na cidade também, é normal ele fazer 9 ou mesmo 10 km/l com ar ligado sempre e com trânsito bem complicado, tenho um Fiestinha também, 1.6 16v Powershift que esse sim é um foguetinho para andar na cidade, não dou trégua para ele, arrancadas sempre forte nas sinaleiras, ando sem me preocupar com pé leve nem nada, esse faz 11,5 na cidade, incrível eu acho, e na estrada onde só usei duas vezes é sempre 17,5 sem baixar disso, não tá amaciado ainda, acho esse super econômico. Eu não dou muita bola para consumo, até porque ando pouco, prefiro conforto, potência, equipamentos, confiabilidade, etc…deixo o consumo em último caso, mas para quem passou a vida toda na GM e que passei por toda a linha GM desde o Chevette eu tô é maravilhado com os motores da Ford, pois com os GMs era frequente visitar posto, sempre uma vez por semana, agora é uma vez por mês apenas.

    • Ygor Soares

      Sem duvidas, acredito totalmente! Tudo depende do modo de condução e da manutenção geral do veiculo. Eu nunca experimentei calibrar com Nitrogênio, quero calibrar para não ter que ficar me preocupando em verificar toda hora a pressão. Você sentiu na pratica uma diferença significativa?

      Abs

      • Janderson von Neumann

        Olha Ygor, não vai te arrepender, só vejo benefícios no uso do nitrogênio, eu sempre quando compro um carro a primeira coisa que faço é pôr o nitrogênio, só dessa vez que comprei o Focus que relaxei e passei quase um ano sem colocar, tava com uns problemas pessoais, doente, etc…, aí quando tudo se resolveu fui lá e mandei ver. O valor que cobram aqui é irrisório, cobram 10 reais por pneu e o estepe é “di grátis”, além disso depois é vitalícia a calibragem, não paga mais nada, isso numa rede de pneus bem conceituada aqui em Poa, a Excelsior Pneus, por esse valor (que muitas vezes é o valor de um lanche) só se tem benefícios, tipo, não precisa toda hora ficar calibrando, o nitrogênio por variar menos ele não perde pressão, se perde é coisa de 1 ou 2 libras em meio ano, mantém sempre a mesma pressão , isso numa viagem é ótimo, até mesmo para não gastar os pneus, e ainda ajuda no conforto de rodagem, também é economia de combustível, e segurança, até mesmo pessoal, tive um conhecido que foi assaltado num posto de gasolina quando estava abaixado calibrando o pneu, só sentiu o cano da arma na nuca, então até nisso é útil, pois tu não vai mais em posto, vai numa loja fechada calibrar e só uma vez a cada 2 ou 3 meses, fora isso tem a questão que os calibradores de postos são sempre desregulados e caindo aos pedaços e muitas vezes quando tu chega lá os pneus não estão totalmente frios, o que também altera a calibragem, enfim,colocar nitrogênio nos pneus é um custo pequeno e que vale a pena.

        • Ygor Soares

          Obrigado, vou procurar aonde fazer isso no RJ! :) Abs

    • Matthew

      GM é uma bomba pra consumo. Relatei o meu caso para o colega logo acima. Meu Corsa 1.4 faz uns 9 km/l no etanol e uns 11 km/l na gasolina, andando pianinho e sem ar condicionado. E na minha cidade o fluxo do trânsito é bastante livre. Achei que fosse problema do meu carro em específico e comentei a respeito com um amigo meu que também tinha um Corsa desses e depois trocou por um Astra 2.0 Flexpower. O que ele me disse foi: “não lembro exatamente o consumo do Corsa, só sei que quando peguei o Astra não senti muita diferença”. Na próxima troca estou pensando em migrar de marca em busca de economia de combustível. Abraço.

      • Janderson von Neumann

        Pois é colega, não chego a dizer que GM é uma bomba pois passamos por toda a linha, e o que posso falar é que incrivelmente os motores com maior litragem e maior potência da marca (claro, tô falando da linha antiga, Opel) são os mais econômicos, como disse antes, o 2.2 16v do Vectra era mais econômico que o 2.0 8v, tive um Prisma (dos antigos) com motor 1.4 também, andava muito bem para um 1.4, isso eu não me queixo, mas bebia mais que o Vectra, vai entender…

    • Franklin Diego

      Este consumo com o focus é pelo CB ou já chegou a fazer o teste na bomba?
      Pergunto isso, pois o C3 da minha esposa gosta de ficar enganando o trouxa aqui, mostrando sempre pelo menos 2km/l a mais do que o real…

      • Janderson von Neumann

        Como disse na minha postagem, eu não confio muito em CB, faço na ponta do lápis, e a diferença é mínima, quase insignificante.

    • Leonardo Balieiro

      Qual ano desse focus e Fiesta?
      E câmbio?

      • Janderson von Neumann

        Ambos ano 2015, o Focus peguei da última safra antes da reestilização, o meu é ainda o Titanium da roda preta, sabia que estava chegando os novos, e como (gosto meu) achava mais esportivo o anterior eu comprei antes da mudança , inclusive na css já estava chegando os com frente nova, ainda consegui por conta disso um bom desconto nele, o câmbio de ambos é o odiado por muitos e amado por mim e por quem gosta do prazer em dirigir que ele proporciona, o Powershift.

        • Leonardo Balieiro

          Bom demais.
          Perguntei pois o Focus é um carro que penso em ter futuramente.
          Realmente o 2.0 com powershift não há tantos relatos de problemas.
          Tenho um Ranger 2014 2.5 flex.
          Gosto da Ford, muita tecnologia embarcada por um custo menor em relação aos concorrentes. A minha já está com quase 70.000km e o motor nem parece que amaciou ainda.
          Hoje tenho ela por necessidade, mas daqui uns tempos acho que nao precisarei mais e poderei mudar de categoria.

  • Fernando S.

    Eu fiquei apavorado com o valor dos combustíveis por aí. Tem uma foto que com 22 litros deu 110 reais kkkk

    • Andrew B.

      É cara…gasolina 4,59…tem que ter economia mesmo…

      • Ygor Soares

        Aqui no Rj, a Race da Shell no Leblon está custando R$ 4.89. Aditivada na Tijuca está por volta de R$ 3,99! Ta abusiva ai em!

        • Andrew B.

          Aqui em SC,no posto onde costumo abastecer,aditivada estava 3,64.Baixou para 3,54,agora está em “incríveis” 3,39.

          • Ygor Soares

            Aqui tem uns postos que vendem a aditivada por R$ 3,89, porém fico com o pé atras. Ao lado da minha casa ta R$ 4,29! Porém to usando muito pouco o caro, vai fazer 3 semanas no sábado que ele está estacionado na garagem! Kkkk

  • Leonardo C.

    E eu que já fico feliz da vida por conseguir 13,2 km/l com etanol no meu C3 Tendance 1.5…

  • ACELERANDO

    Aproveitando o tema, no ano passado inteiro com minha Frontier aut. 11/11 rodei em torno de 30.000km, R$10.000, de comb ( média geral de 8,5km/l), R$1.500, de manutenção ( troca óleo, alinhamento, etc), R$3.500, de IPVA (SP), R$3.500,00 Seguro.

  • Ygor Soares

    Eu tinha um Peugeot 308 2.0 manual 2014, o qual infelizmente perdi na ultima enchente que ocorreu no RJ em 2016. Com um tanque de 60 litros abastecido de gasolina, nunca consegui fazer mais que 550 Km na estrada! Ano passado em Agosto comprei o novo 308 THP 2016 já com o cambio EAT6, mesmo tendo olhado diversos carros consegui um bom valor nele e voltei a marca a qual nunca tive problemas. Em Novembro de 2016 e com 3.000 mil Km rodados fui ao Salão do Automóvel em SP, aonde consegui uma autonomia de 980Km com apenas um tanque de combustível abastecido com gasolina, claro, andando sem correr e sem pisar fundo!
    Se a via é 110Km eu ando há 100Km, se é 100Km eu ando ha 90Km, sempre busco dirigir 10Km abaixo do limite da via afim de evitar problemas e fiquei surpreso ao abastecer o carro somente no RJ, pois não usei o carro dentro de SP.

    PS: Como ninguém é de ferro, dei uma esticada na Dutra sentido SP até os 210Km e parei por ai, o que deu para sentir muito bem a nova calibragem do motor :P KKkkkkk

    Até hoje fico surpreso com o consumo desse carro em vias de boas condições, sempre fica na média de 16 Km/l pelo menos, na cidade com muito transito faço 8.8Km/l – 9Km/l, sem transito consigo na faixa de 12Km/l com velocidade média de 32 Km

    A tecnologia vem auxiliando muito e estou tendo um consumo muito melhor do que vejo de donos da linha anterior desse 308 THP. Fico imaginando o 308 da Europa com uma boa gasolina, pois deve ter um consumo melhor ainda por ter uma nova plataforma.

    Abs

    • Alessandro

      Meu caro, estava igual a vc no meu carro,indo de sp para BH na Fernão dias entre 90-100km/h até q por uma reta resolvi dar uma brincada e fui até 190km/h (pq ninguém é de ferro) e dei de cara com uma PRF com radar móvel. Gelei meu coração na hora hahahaha

      • Janderson von Neumann

        Hahahaha…somos 3 então, sabe quando o pé coça ?, pois é , fui dar uma descarbonizada na máquina e logo após quando ví dei de cara com um PRF com o secador de cabelo na mão…,o detalhe é que dei a esticada e voltei para a velocidade normal, aí logo achei o radar, mas sabe aquele pânico que bate, o cara fica pensando que aquele negócio pega quase 1 km atras, aí passei quase uma semana sem dormir direito, kkkk, sorte que deu em nada.

        • Alessandro

          Rapaz, 1 semana sem dormir? vc tá bem! Eu fiquei os 30 dias previstos para a notificação acessando o site do Detran todos os dias. Hahaha

          • Ygor Soares

            Kkkkk, e eu que tomei minha primeira multa ano passaso desde os 18 anos. Tomei uma multa em um radar de 50km que a máxima era 57km e passei há 58km e estou ate hoje recorrendo dela. Depois eu coloco a foto da multa ridícula! 14 anos de CNH e ta ruim até para recorrer!

            • Alessandro

              Você pode transformar ela em advertência.

      • Ygor Soares

        Carambaaaa, deu multa amigo?
        Tem uma reta na Dutra que você consegue ver até o final dela se tem alguém. Eu só corro nesse pedaço mesmo!

  • thi

    Case a reestilizacao.so estou esperando para comprar

  • Heleno

    Não achei nada demais, hoje em dia temos vários modelos que se manter 80 e 100 km/hora na estrada, alternando o uso do ar-condicionado faz médias parecidas, inclusive carros de maior cilindrada.

  • 1/2 URSO 1/2 CÃO

    No meu carro fiz semana passada uma viagem de 392km totais (ida e volta), abasteci 43 litros de gasolina comum. Deu uma média de 9,11km/L. É complicado e por isso decidi que apesar de ter gostado muito dele, o amor acabou e vou partir para um carro mais economico que faça pelo menos uma média de 13 a 14 na estrada. PS: Meu carro é um Omega 3.8 V6 e na cidade nunca fiz mais de 6 por litro.

  • SDS SP

    Com o meu MPI faço cerca de 14km/l na gasolina em circuito misto (70% rodoviário e 30% urbano).
    No etanol à média cai para cerca de 11km/l. É econômico, mas não é coisa de outro mundo.

  • durango

    Carregado, a conversa seria outra.
    15/16 por litro com um carro 1.6 vazio, não é difícil na gasolina.
    Carregado o motor pequeno sofre mais.

  • automotivo

    Parabéns! Muito bom relato, minunciosamente detalhado. Se esse relato fosse naquele blog, a cara ”morreria’ de tanta felicidade.

  • Pedro Henrique

    parabéns pelo relato, bem minucioso e sem deixar passar nada…
    deveriam ter testes de rodagem assim quando sites pegam o carro pra teste

  • Diego

    Tenho um High UP! e pretendo ficar com o carro por um longo tempo devido ser extremamente econômico. Com GNV já há relatos que o carro apresenta um consumo de 27 km/m³ na estrada e mais de 17 km/m³ na cidade, muito mais atraente que o Toyota Prius.

  • FPC

    Meu High up! faço médias (na bomba) de 17 a 18 km/l de Gasolina, e 12 a 13 km/l no Etanol, meu percurso é 90% rodoviário e com ar ligado em 50% do tempo, 95% do tempo sozinho no carro. No Computador de Bordo ele aumenta em 1 km/l.

    OBS: Já consegui fazer até 22 km/l na gasolina e 15,5 km/l no Etanol na rodovia, no computador de bordo, mas é andando a 90 km/h, sem ar a noite, percurso de 40 kms.

  • Janderson von Neumann

    Para os colegas que lí que estavam falando da parte de metal exposta do Up, pensei, hoje em dia se faz tanta coisa com envelopamento, então, seria o caso de levar num bom profissional e mandar envelopar a parte de metal, tipo com um preto texturizado mais espesso, ai coloca o forro por cima e acredito que ficaria mais harmonico, além da proteção a mais para não riscar a pintura, etc…e quando não gostasse mais ou fosse vender é só tirar fora e fica tudo original novamente.
    Certos carros como o Up são bons para usar a imaginação e fazer algo diferenciado, já ví um aqui em Poa que achei lindo e ficou mesmo assim original, tudo feito com bom gosto, que nem um jogo de rodas (não sei o modelo) da Volks que o cara colocou, aro 16, diamantadas, etc…um som personalizado, etc…ficou muito bonito o carrinho, sem tirar a originalidade dele, ficou exclusivo, como se fosse uma série especial feita pela própria Volks.

  • Hernan Carlos Granda

    Porque voces abastecen com gasolina aditivada quando so tem 89 octanos? Isso é lixo no motor. Porque nao podium o equivalente de otras?

    • Ygor Soares

      Primeiro pq Podium ou Race da Shell custa um absurdo para quem compra um carro com propostas particulares, segundo que 89 octanas está ótimo para o tipo de motor que é empregado ao UP que não é nenhum V6, V8 ou turbo de 300CV que tenha essa necessidade! Terceiro pq a aditivada tem a proposta de manter a câmara de combustão limpa, assim como os injetores e nada a ver com a potencia ela tem e quarto pq é o padrão de gasolina que temos no Brasil!

      • Hernan Carlos Granda

        os motores modernos pequenos tem mais compresion (10,5 a 1 no Up) que os motores maiores, isso e sinonimo de melhor gasolina, 89 nao existe. Na argentina a pior gasolina tem 95 o podium de voces tem 98 e Up na Argentina pelo manual de usuario exige 95 como minimo, e lembra que esse carro é feito no brasil

        • Ygor Soares

          Bem vindo ao padrão Brasil de qualidade!

  • Lukoh

    Quanto está o preço da gasolina no Uruguai???

    Última vez que estive lá era tabelado…

  • Janduir

    Esse Corsa 1.0 mpfi é muito economico mesmo. Numa viagem com casal amigo, ele fez 18km/m indo de SP pro RJ… não andava nada, mas era bem economico.

  • FocusMan

    Se eu rodar nessa velocidade no Focus consigo fazer média igual. Imagina se o Up tivesse boa aerodinamica como o Focus?

  • Fabiano Lopes

    Possuo um CrossUp 15/16, adquiri o veículo com o intuito de utiliza-lo, principalmente, para me deslocar de casa para o trabalho, o trajeto de 100km, ida e volta, é feito em rodovia com velocidade média de 100 km/h. Já obtive média de consumo de 22 KM/L, normalmente gira em torno dos 19 km/L. Dentre todos os veiculo que submeti a esta rotina, considero o Up como a melhor opção, pois apresenta o melhor custo x benefício, uma vez que, me dispus a abrir mão de requinte e espaço em detrimento a economia.
    Esteticamente, a versão Cross me agradou bastante,

  • Jose Silva

    tive um uno mille fire 2001 com motor 1.0 fire 55cv, esse carrinho andava bem e bebia pouco. Conseguia fazer 17 km/l em cada tanque sendo 40% rodovia e 60% cidade com transito pesado e ar ligado. Quando ligava o ar o motor ficava um pouco pesado mas o ar gelava muito bem. Em termos de economia era bom, mas em termos de carro uma bosta.

    Vejo mesma situação nesse UP, dizer que esse carro é seguro pra mim eu não acredito, falaram que tem 5 estrelas no crash test sem airbags laterais e de cortina… Engana o povo mesmo. Mas com certeza é uma ótima opção se você tá duro e precisa economizar cada centavo, mas se vc tá folgado e de boa melhor ter um carro seguro de verdade.

  • Higor Araújo

    Será que com o Peugeot 208 e o seu motor “mais econômico do país”, o resultado desse teste seria melhor ?

  • Eliezer

    Temos um Up! aqui no serviço… a economia é gigantesca.. faz 18 km/l fácil…fácil…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email