Hatches Populares Volkswagen

Leitor relata sua experiência de compra do Volkswagen up! junto com seu irmão

Leitor relata sua experiência de compra do Volkswagen up! junto com seu irmão

Abaixo o relato do leitor Mario Souza, que se interessou em comprar o up! junto com seu irmão:


Primeiramente eu gostaria de dizer que essas são as minhas impressões e não as do site e de seus colaboradores, nada impede de alguém ter uma opinião diferente em qualquer aspecto que seja. A compra do up! foi decidida em acordo com meu irmão, eu havia lhe prometido que daria um carro para a sua locomoção diária assim que ele conseguisse um estágio, eu daria um Gol que há aqui na empresa de entrada e ele arcaria com o restante do valor na forma de financiamento.

Sobre o carro, a proposta de carro barato e inovador, agregado a vários outros fatores me motivou a indicar o tal Volkswagen pra ele, tudo começou quando recebi o convite para um coquetel que aconteceu dia 07 à noite, apenas para apresentação do carro, sem direito ao best-drive (nome dado pela VW para test-drive), então decidi com ele que iriamos a algumas concessionários Volks sábado pela manhã, pensávamos que seria mais difícil encontrar o carro a pronta entrega, além de estar sendo fácil encontrar, conseguimos encontrá-lo em vários configurações de opcionais e em várias opções de cores. Visitamos 6 concessionárias e conseguimos fazer 3 test-drives, tanto com carros com álcool e gasolina.

Começando pela primeira vista, o carro é simpático e sóbrio, numa proposta diferente do primeiro impacto causado por um HB20 por exemplo. O carro tem porte compacto, diria que semelhante ao de um Uno Vivace e apesar de ser um popular, e ter tamanho de popular, aparenta ser o que é, um projeto desenvolvido fora do Brasil, não sei explicar, a proposta do carro é diferente do que vemos na rua e acaba chamando atenção por conta disso.


Uma das coisas que me fazem acreditar que ele pode vir a mudar o cenário de carros mais baratos no Brasil é o que uma ficha técnica não mostra e os haters de plantão não vão a fundo pesquisar. Começando pela acabamento, algo que me surpreendeu muito foi a qualidade de montagem. Ele apresenta plásticos duros, assim como todos os outros, a diferença está na montagem, não consegui observar vãos anormais ou rebarbas excessiva.

O plástico é semelhante ao que encontro em algumas partes do meu SX4. Me surpreendeu também a possibilidade de poder vir com o interior claro, algo que até então não existia nesse ramo do mercado.
Os bancos inteiriços causam espanto à primeira vista, principalmente nas versões mais baratas, onde a padronagem do tecido faz lembrar bancos de alguns carros antigos. A padronagem das versões mais caras torna o banco um pouco mais interessante, a BRW fica deveras mais interessante, onde o acabamento dos bancos da uma cara diferente ao interior.

Falando em banco ainda, os mesmos apoiam bem, só achei eles um pouco pequenos, e pessoas mais corpulentas podem não se adaptar muito bem. No geral, o acabamento agrada e por incrível que pareça, a lataria a amostra no interior do carro até dá um certo charme. Algumas combinações de cores são impossíveis de acontecer (carro amarelo só tem interior preto, por exemplo). As cores escolhidas conseguem destacar um tom jovial no up!.

O porta-malas é pequeno, e a ideia da divisória é interessante, embora ela não aguente muita carga em cima dela, um vendedor chegou a falar em 100 kg. A montagem da carroceria é bem alinhada. O puxador da tampa do porta-malas é igual ao do Gol de segunda geração (o bolinha) mas só pode ser aberto com as portas destravadas (não me atentei se a versão sem trava elétrica tinha local para a chave). Uma coisa que realmente me incomodou é o tanto que temos que girar a chave para ligar o carro, chega a ser incomodo, mas pode ter sido impressão minha.

O espaço na frente é bom, atrás vão duas crianças com algum conforto, adultos no banco de trás só se as pessoas que foram na frente tiverem as pernas curta, três adultos no banco de trás é tortura. Falando neles, nas versões avaliadas (sempre High ou BRW) havia três encostos de cabeça, mas no meio o cinto era subabdominal, bola fora da Volkswagen.

Coloco-me na posição de dirigir, ele tem regulagens básicas de posição, volante só se regula em altura, e a posição ideal não é das mais fáceis de se encontrar, mas com alguma paciência se consegue ficar confortável. Achei o ar-condicionado fraco e de certa forma barulhento nas velocidades mais altas, o carro passou a gelar melhor fechando as aberturas das laterais e deixando apenas a central aberta, creio que ajude a espalhar melhor a ar frio. Falando nas saídas centrais, acho que ela poderia ter ao menos uma regulagem como as do Grand Siena, não há nenhuma forma de direcionar melhor o ar.

Com o carro ligado, observo que ele freia bem mais do que anda, achei os freios excelentes, o funcionamento do motor é silencioso, mas se pisar um pouco, o som enche a cabine, a vibração excessiva que tanto falam eu só percebi com o carro no álcool, achei o carro bem mais redondo com gasolina. Desenvolvia melhor, mais progressivo. A suspensão eu achei mole, serve bem pra uma família e privilegia muito o conforto, absorvendo bem as imperfeições, não achei o comportamento em curva tão neutro como cheguei a ler, achei que a carroceria rolou demais e não me passou muita segurança pra fazer uma curva muito mais agressiva.

O carro é 1.0 e faz se lembrar disso em muitas ocasiões, mas é um 1.0 arisco, serve bem pra cidade e pequenas viagens, mas não sei se me sentiria seguro em usar ele numa estrada com muitos aclives e declives, principalmente por conta das ultrapassagens. O câmbio tem alavanca curta e engates diretos e precisos, me faz pensar que sobra câmbio pra pouco motor. No geral a pegada do carrinho me agradou bastante.

Uma coisa que me alertou muito foi o tal do consumo, fui averiguar da melhor forma que eu pude. Em um percurso na W3 Norte, sem muito trânsito o medidor marcou na maioria do tempo entre 19 e 21km/l (pra constar, avenida plana, sem muito trânsito e trocando de marcha na hora que o computador de bordo indicava), na minha condução comum, o computador de bordo marcava entre 13 e 15,5 km/l, isso no instantâneo, antes de sair com o carro a média batia em 16,3 km/l e a média do meu percurso de 13,9 km/l (metade eu dirigi da forma como ele diz, metade eu dirigi do meu jeito, zerei o medidor antes do test-drive).

No trecho do SIA, consegui médias semelhantes, porém um pouco menores pois peguei um pouco de trânsito e engarrafamento, o carro também estava com gasolina. Por fim, fizemos um trecho no SOF SUL, no álcool e as médias foram bem menos animadoras, não olhei o CB antes de zerar e dirigi só do meu jeito, o carro é mais arisco com álcool mas bebe mais (os 7cv a mais fazem certa diferença sim). Consegui médias entre 7 e 9 km/l no instantâneo e 8,2 km/l no consumo médio.

Achei o sistema de som bem mediano, se o carro fosse pra mim, trocaria os falantes com certa urgência, mas o aparelho sintoniza bem a rádio (conseguiu sintonizar uma rádio no centro de Brasília que não é todo aparelho que consegue). Estou procurando onde liga os faróis de neblina até agora.

Sobre segurança, os vendedores foram treinados a usar a média do Latin N-CAP como referência, um deles comentou até o Euro N-CAP, usavam solda a laser como argumento de segurança e sabiam inclusive os pontos onde eram soldados a laser e mostravam, foram bem treinados. Mais que isso, o UP oferece o básico em segurança, Air Bag duplo, ABS com EBD, Sistema de alerta de frenagem, terceiro apoio de cabeça e ISOFIX, embora peque pelo cinto central do branco traseiro ser subabdominal. O índice CESVI de reparabilidade diz que ele não custa muito para consertar. O seguro pra um homem recém habilitado com 19 anos e com o carro dormindo na rua ficou em R$ 1700,00 com franquia de R$2600,00, achei barato pela perfil do segurado.

Sobre os preços a Volkswagen coloca um preço e na prática sempre é algo a menos que aquilo se a pessoa pechinchar, sempre nos foi ofertado algo entre 2 e 3 mil abaixo da tabela oficial, mas as taxas de financiamento deles ainda estão bem ruins, alguns vendedores falaram que não é a hora pra comprar financiado, pois virão taxa melhores adiante. Hoje a taxa para todas as opções de financiamento ficaram em torno de 2,25% ao mês, dando mais de 40% de entrada sempre, achei pesado, o Gol na mesma condição de entrada eu conseguiria 0,69% ao mês, isso me daria uma diferença de uns 200 reais na prestação, se feito em 24x.

Devo considerar sim que ele deveria custar mais barato e que há concorrentes na mesma faixa de preço que ele que tem motores maiores, isso ficaria a cargo das necessidades de quem compra, e principalmente do bolso no que tange a manutenção, seguro e consumo, pelo mesmo preço eu poderia comprar uma BMW usada, mas não teria o mesmo custo mensal pra manter uma. Por hora, não vamos comprar pois não é a hora, tanto pelos descontos concedidos como pelas opções de financiamento, mas a escolha como carrinho urbano não poderia ser melhor.

Por Mario Souza

Leitor relata sua experiência de compra do Volkswagen up! junto com seu irmão
Nota média 4 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email