América Latina Lifan Mercado Montadoras/Fábricas

Lifan encerra operação uruguaia por baixas vendas e alta do dólar

Lifan encerra operação uruguaia por baixas vendas e alta do dólar

A Lifan Motors encerrou a montagem de veículos no Uruguai. A marca chinesa iniciou a operação no país vizinho em 2014, devido ao promissor volume que o mercado brasileiro demandava.


Também havia o fato de o programa Inovar-Auto exigir que houvesse um conteúdo mínimo de peças e componentes do Mercosul dentro dos carros para evitar o pagamento de 35% de imposto de importação, fora os 30% de sobretaxa em cima do IPI devido à cota de importação de 4.800 carros por ano.

Lifan encerra operação uruguaia por baixas vendas e alta do dólar

No entanto, a crise econômica bateu forte nas vendas da Lifan que, de lá para cá, caíram de 5,2 mil carros vendidos naquela ano para apenas 2,2 mil no ano passado. Mesmo sem a pressão do Inovar-Auto, extinto e substituído pelo Rota 2030, o custo cambial de R$ 3,70 para um dólar, tornou a operação de montagem em CKD, próxima de Montevidéu, inviável.


Tanto é que a unidade estava parada desde junho de 2018, quando 125 pessoas foram dispensadas. A instalação montou 320 exemplares do Lifan X80, agora importado direto da China. O SUV de sete lugares deveria ser mais barato, custando em torno de R$ 120 mil, mas por causa da alta do dólar, o valor já chega a R$ 135.777.

Lifan encerra operação uruguaia por baixas vendas e alta do dólar

Além de ter seu principal produto mais caro, a Lifan teve que adiar a chegada do SUV X70, sucessor do vetusto X60, devido ao dólar alto, segundo o site Automotive Business. A informação é que ele só chega quando a moeda americana baixar sua cotação.

Outro ponto é que a rede encolheu nesse período, caindo de 45 para perto de 30 lojas. Com poucos produtos, a Lifan agora entra em compasso de espera. No passado, a marca chinesa evitou o lançamento do X50, um crossover compacto de proposta semelhante às dos também chineses JAC T40 e Chery Tiggo 2, este já nacional. Na Argentina, a gama de produtos inclui esse utilitário esportivo.

[Fonte: Automotive Business]

 

Lifan encerra operação uruguaia por baixas vendas e alta do dólar
Nota média 3 de 9 votos

  • LuisG32

    Cilada Bino !!!!

  • Evandro

    Bom, por esse tipo de postura, aliada com o produto, que pra mim tem baixa qualidade e visual horrendo, não compro carro chinês….

    • Airplane

      Vc compraria os novos Onix, Prisma, Tracker e Spin que são chineses da SAIC – Shanghai Automotive Industry Corporation, que serão lançados a partir do segundo semestre deste ano ?

      • Evandro

        Nao gosto de nenhum deles, mas compraria sim caso gostasse, mas nao podemos comparar uma gm da vida com uma lifan….kkkk

        • Cosi fan Tutti

          A GM Brasil faz produtos piores que a Lifan atual, pode apostar.

          • FRANCISCO RONDON

            Verdade, os carros da Jac Motors, como o T80 por exemplo, são muito bons. Não deixando nada a desejar aos nacionais.

          • Evandro

            Podem não ser bons produtos comparado a de outras marcas talvez, mas comparar a qualidade de um gm com um lifan eh covardia, prefiro um onix matador de motorista q um lifan….

            • Cosi fan Tutti

              matador por matador eu prefiro um X60 que um Onix, bom opinião minha.

              • Evandro

                Eu não

          • Evandro

            Não aposto, porém prefiro o GM q um Lifan, como jah havia dito anteriormente…

      • pedro rt

        chevrolet pra mim tem q ser os antigos opel alemao ou os atuais coreanos, mas nunca compraria a proxima geracao de compactos q vai ser tudo chines, primeiramente pq a cultura do povo chines e diferente das outras culturas do mundo, eles agem com maneira de dominacao e escravizacao mundial sempre foi assim na cultura deles q agora quer espalhar no mundo inteiro, nao e um povo confiavel e sao traiçoeiros.

  • Mayck Colares

    Imagino pra quem pagou mais de 130 mil reais naquele Lifan…

    • Julio Viol

      eu ja vi um X80 aqui na minha cidade, como o povo tem coragem…..compraria um Compass, TrailBlazer, Hilux SW usada mas nunca um lifan x80 de 135 mil

      • TchauQueridos

        Nesse preço tem muita coisa boa no mercado…tem que ter muita coragem mesmo!

      • Daniel dos Santos

        Tem um em uma oficina mecânica de um amigo, parado a 40 dias por falta de peças.

    • Andre Pestana

      Dessas marcas China a melhor por enquanto é a Chery com a parceria com a CAOA, mas mesmo assim prefiro esperar alguns anos para ver como vai ficar.

      • Mayck Colares

        Concordo, eu que tenho um compass olhei com outros olhos pro Tiggo 7 nos vídeos. Fiquei até curioso é fui lá na ccss mas na época eles só tinham o 5x o acabamento realmente surpreende pra categoria, principalmente o console elevado. No test drive o câmbio acabou ficando meio confuso pois pegamos uma rua muito íngreme atrás da concessionária em Bh.

      • Caulazaro

        Eu também prefiro esperar. Acreditei que valia a pena quando os chineses chegaram, mas quase todos que compraram, se deram mal. Muitos problemas, um carro de 5 anos parece que tem mais de 10 anos, não valem nada hoje e ninguém quer comprar um usado chinês.

        • Jr

          Tirando a chery, realmente fica difícil você comprar o carro de uma marca que pode a qualquer momento empacotar as coisas e se mandar de volta para Pequim te deixando na mão

      • Jr

        Verdade e digo que só teria coragem de comprar carro chinês se fosse da chery e mesmo assim porque eles venderam metade da chery brasil para a caoa, desse jeito fica muito mais difícil eles empacotarem as coisas e se mandarem de volta para Pequim como a Lifan esta fazendo. Se eu fosse uma montadora chinesa, faria exatamente o que a chery ta fazendo, ou seja, procuraria um parceiro brasileiro para dividir a conta do investimento, um parceiro que conhecesse bem o mercado e suas dificuldades, um parceiro que ajudasse no pós venda, um parceiro que conhecesse bem a parte de distribuição e um que ajudasse no marketing para tentar mudar o preconceito que brasileiro tem das marcas chinesas, resumindo, faria exatamente o que a chery ta fazendo com a caoa, esse parceria foi um gol de placa dos chineses. Tenho quase que certeza que a chery vai ter um relativo sucesso no mercado brasileiro, não algo do tamanho de fiat, GM, VW e FORD, mas com certeza entrar no top dez de vendas, que é o objetivo dela, ela vai tranquilamente

      • Airplane

        Andre, Vc teria coragem de comprar os novos Onix, Prisma, Tracker e Spin que são chineses da SAIC (Shanghai Automotive Industry Corporation) e serão lançados a partir do segundo semestre deste ano ?

        • Andre Pestana

          Na verdade na real situação do Brasil e do nosso vizinho que é o maior mercado de exportação a Argentina na qual não vejo melhoras daqui a pelo menos 2 anos e com a GM ameaçado sair do Brasil devido no Brasil não ter lucro nestes últimos anos (mesmo sendo o que pode ser uma estratégia de negociação) mas que no fundo a GM tem tem razão, veja a Ford que pegou todos de surpresa com o fechamento de uma de suas fábricas que produz o Fiesta que era até esperado, mas de caminhões não nesse momento, eu não compraria carros da GM por uma notícias dessas, pois envolve um risco cada vez maior daqui para frente em momentos de crise e o histórico da GM com fechamento fabricas pelo mundo e por ter saído de vários países e continentes e por isso não tenho mais confiança na GM para pagar um valor em bem de alto valor e quanto a plataforma da Saic para este novos carros ou geração até acho que nestes modelos vai até gerar carros mais modernos e tecnológicos que esses modelos que hoje só fábrica aqui no Brasil e vendidos no Mercosur e que esse grande investimento para justificar tem que pelo menos vender mais e mais caro que hoje para pagar esse novo projeto nos próximos anos depois do lançamento e a montadora se hoje é líder está tendo prejuízo tem que arriscar muito neste atual cenário do Brasil e buscar novos mercados para exportação que depende neste caso de reformas do governo, mas por ser um projeto da Saic Chinesa não vejo grave problema nisso, mas como sempre prefiro esperar em razão a marca GM como vai ficar neste cenário de crise no Brasil e preferiam outras marcas tradicionais.

          • Airplane

            Concordo. Também optarei por outra marca.

          • pedro rt

            nesse atual momento acho mais confiavel ter um toyota, honda, mitsubishi, jeep, vw, e principalmente fiat. nunca fui com a cara da ford e chevrolet eu amava qdo era os modelos opel, os atuais sao bons mas vai deixar de vez de ser carros aceitaveis qdo virar tudo BAIC

        • Cosi fan Tutti

          E além disso vai custar mais caro que atualmente, eles virão na faixa de Polo e Virtus.

          • Airplane

            Pior ainda !

        • pedro rt

          eu compro os atuais peugeot/citroen “q agora tmb tem DNA OPEL” mas NUNCA um caoa-chery, lifan, jac ou os novos chevrolet-baic q vao chegar desse ano em diante

        • pedro rt

          qro so ver qual vai ser o destino da chevrolet… se ela vai sobreviver os proximos 15 ou 20 anos… era tudo alemao/americano dos anos 60 aos 2000, depois passou a ser coreano de 2010 ate hj… e agora vai ser tudo chines…

    • Unknown

      Teve gente capaz disto?

    • pedro rt

      se fuderam! e bem feito.. quem mandou confiar em chines… falo nao so da marca mas tmb da cultura deles q infuenciam em tudo q eles fazem, nao sao confiaveis. completamente diferente dos coreanos e japoneses.

  • vicegag

    Nestas bandas do Sul, nem chinês tá vingando.

    • pedro rt

      q bom pq chines e mais uma desgraça solta no mundo de hj q vivemos…

  • JCosta

    Pagar R$30mil numa condução chinesa, ainda é compreensível… mas pagar R$130k é insano.

  • Alvarenga

    De novo ???? Eles ja não tinham encerrado uma vez ? Quando faziam aquele clone do Mini….

    • Andre Maruska

      A Effa tinha quebrado a parceria mas a Lifan nao. Agora foi a vez da Lifan.

  • Gannicus

    De novo: o problema é a representação brasileira. Se você for numa loja Lifan você vai ver em exposição um monte de seminovos de todas as marcas e nenhum carro da Lifan… Como é que dá pra valorizar a sua marca assim?

    • vicegag

      Parece que até quem está vendendo, não acredita no que vende.

    • Cássio

      Não é valorizar, é sobrevivência.

    • Bruno Alves

      Não sei de que lugar você ta falando. Mas aqui na Lifan que tem no meu bairro e em umas outras 3 que já fui aqui em São Paulo pra testar o X80 e o X60, estavam lotadas com todos carros da marca 0km linha 2018 e 2019…

      • Gannicus

        Lifan Butantã

      • Adenilson707

        Mesma coisa em Salvador-BA, a css de lá, aberta desde 2011!!

  • Kaian Reis

    Único Chinês que eu compraria (aliás tô considerando o arrizo 5) é a CAOA Chery de resto passo longe

    • Jr

      Bem por ai, foi o que falei mais acima, teria coragem de comprar deles pq metade foi vendida para a caoa, então fica quase impossível de eles se mandarem de volta para China, deixando os seus compradores na mão que nem a Lifan esta fazendo agora

    • Cosi fan Tutti

      É pq vc nao conhece. Pesquise ae Byd Tang 2019 ou Geely Borui GE.

      • Jr

        Realmente os dois são bem bonitos, a geely é dona da volvo, então enxergo o dna volvo nesse carro, mas acho que o que o Kaian quis dizer é que só compraria um carro chinês da chery porque com a JV com a CAOA ele, como consumidor, passou a ter a segurança que não vai ser deixado na mão, como os compradores da lifan estão sendo deixados agora. A JV da uma segurança para o comprador do carro

        • Kaian Reis

          Exatamente isso que quis dizer

        • Cosi fan Tutti

          Onde na matéria diz que compradores da Lifan vão ser deixados na mão. Apenas estão fechando a fábrica no Uruguai pq nao compensa manter, vão continuar trazendo importado os modelos direto da China e as peças normalmente. Não vi em momento algum na matéria que a marca esta saindo da região.

          • Jr

            Então vai ser como antes, se der qualquer problema com o carro vai ter que esperar trazerem a peça da China caso não tenha aqui, como já aconteceu com meu vizinho

    • Airplane

      E um dos novos Onix, Prisma, Tracker e Spin da chinesa SAIC (Shanghai Automotive Industry Corporation) que serão lançados a partir do segundo semestre deste ano ?

      • Kaian Reis

        “quem vê cara não vê coração” o mercado vai comprar um produto chinês achando que é um legítimo GM 🤷🏽‍♂️

        • Airplane

          É, isso pode acontecer ! Gato por lebre, kkkkk …

    • Cosi fan Tutti

      Resto? Mas vc nem conhece 10% do mercado chinês, como passaria longe? Eu te apresento apenas dois modelos que infelizmente no momento não temos por aqui, mas quem sabe algum dia, Geely Borui GE, e BYD Tang 2019. Veja e aprecie.

  • EDU

    Ainda penso que so vai sobrar a Cherry , Modelos montados aqui com peças de marcas consagradas e o respaldo da CAOA que pelo que sabemos nao vai deixar a marcar cair . So compraria mesmo esses novos carros da Chery o resto passaria batido

  • 4lex5andro

    Esperado. Mas se o carro é ruim e inseguro, tem de vender pouco mesmo.

    • Cosi fan Tutti

      E pq o Onix vende muito?

      • 4lex5andro

        Pois então, deveria vender pouco também.

        Porém, no seu patamar de preços, é o mais adequado ao consumidor médio: rede ampla de css, manutenção fácil e barata, por exemplo, além de seus concorrentes diretos (e mais caros) não serem muito melhores como produto.

  • Unknown

    “A informação é que ele só chega quando a moeda americana baixar sua cotação”. Ou seja, nunca!

    • Dick Buck

      Tá tipo a Kia. Esperando eternamente pela tal baixa do dólar.

      • Unknown

        Kkkkk. Verdade!

  • Dod 2019 New Era

    É questão de tempo até a operação brasileira ser encerrada. Tanto o X60 quanto o 530 só são produzidos na China para confecção dos kits CKD enviados para montagem no exterior (Uruguai, Rússia, Irã…) e nem constam mais no site chinês da marca, já são produtos fora de linha. Com o fim da produção no Uruguai mais o fato de que a China não monta mais unidades dos dois no país isso significa o fim dos modelos aqui também, pelo volume que enviariam ao Brasil não compensaria voltar a montar os carros na matriz para exportação, e acho improvável que venha de outros países. E acredito que sem eles aqui, principalmente o X60, que era o carro chefe, acho pouco provável a sobrevivência da marca no pais se depender de Foison e X80 para isso.

    Boa sorte para quem apostou na mais amadora das xing-lings no Brasil!

    • Cosi fan Tutti

      Mas e o X70 falado na matéria, alem do x50 que ja é vendido em outros países vizinhos. E alem disso, a Lifan produz motores, tendo uma das maiores fábricas do mundo, e caminhões, inclusive vende na America Latina TB.

  • Filipo

    Fico com pena de quem compra essas coisas e acha que está se dando bem. Chinês não dá, o povo não aprende!

    • Jr

      exato, assim como tenho pena de quem comprou o ford fiesta a pouco tempo, falando nisso, daqui para frente vou passar longe de carros fords, algo me diz que esse fechamento da fabrica de SBC é só o primeiro ato e que eles também vão dizer tchau para o mercado brasileiro

    • Airplane

      O duro é que os novos Onix, Prisma, Tracker e Spin que serão lançados, a partir do segundo semestre deste ano, são chineses da SAIC – Shanghai Automotive Industry Corporation, Será que o povo vai comprar também ?

      • Jr

        Mais a SAIC faz carros bacanas, ela é a montadora numero 1 da China, a que mais vende por lá, vejo os carros feitos por ela mais refinados que os carros da JAC, Chery e Lifan. Creio que junto com a BYD e a Geely sejam as 3 montadoras mais sofisticadas e ocidentalizadas da China

        • Airplane

          Não deixam de ser xing-lings, não é ?

          • Jr

            Verdade, só o tempo e produtos com qualidade vão fazer o brasileiro a não ter mais preconceito em relação a carros chineses, eles vão ter que trilhar o mesmo caminho que japoneses na década de 90 e coreanos na década de 2000 trilharam para isso

            • Airplane

              Verdade !

            • Cosi fan Tutti

              Como se os chineses estivessem preocupados com um mercado tão importante quanto o Brasil [ironic mode]. Quem conhece o mercado chinês sabe o nível que eles estão já, mas o foco deles é o mercado local e no máximo regional ali da Ásia, Oriente Médio, Oceania e África. Um país que se beneficia muito é a Rússia, sempre tem os bons lançamentos chineses, até por ser um mercado mais aberto. Aqui na América latina a presença chinesa é forte no Chile, que tem 22 marcas já, e na Argentina, que tem 12. O interesse mesmo deles hoje é EUA e Europa pra se consolidar mundialmente.

              • Jr

                Escuto esse papo de marca chinesa vendendo nos EUA há uns bons 10 anos e até agora nada, algumas até participaram do salão de Detroit em anos passados prometendo mundos e fundos, lançando SUVs que seriam a cara dos americanos geely, dongfeng, Zotye, changdang, byd e etc…. O mercado de exportação das chinesas é muito pequeno, elas estão em vários países da américa Latina, Ásia, Oriente Médio e África, mas se você for ver os números de vendas, eles ainda são muito baixos, o foco da maioria delas ainda é o gigantesco mercado domestico

                Quero deixar bem claro que não tenho nada contra as montadoras chinesas, elas evoluíram bastante, o design das três que estão no Brasil JAC, LIFAN e Chery me agrada bastante, mas não vou mentir, só teria coragem de comprar um carro da Chery

                • Cosi fan Tutti

                  Pequeno, as marcas chinesas já tem presença em mais de 100 países, não é pq não vende nos Eua ou alguns países da Europa que é ruim, tem várias marcas europeias que nao vendem nos Eua e vice-versa, e nem por isso não presta. E tem outras marcas asiáticas que só vendem localmente, como a Luxgen, taiwanesa, e é ótima também. O fato é que qualquer marca tem dificuldade de entrar nos Eua e Europa, os chineses querem atacar nos elétricos, mas a autonomia de modo geral ainda é baixa. No caso, como eles tem um mercado bastante aquecido ainda, as marcas estão bem em vender mais no mercado doméstico. Mas existe sim movimento de marcas chinesas pra ter presença mundial, o projeto do governo chinês desde muito tempo é ter pelo menos 4 marcas top mundialmente, tipo os japoneses.

        • Cosi fan Tutti

          Não, as 4 principais estatais são SAIC, Chang’an, DongFeng e FAW. Das outras, as maiores são GWM Haval, Geely, BAIC, GAC e Brilliance. A BYD só destaca em produtos elétricos. JAC, Chery e Lifan não aparecem nesse ranking mas são grandes exportadores e tem forte presença ao redor do mundo, enquanto estas outras são mais locais.

          • Jr

            Nossa, legal que você conhece bastante esse mundo de marcas chinesas, você acabou de me dar uma informação que procurei em tudo que é lugar e não achei, tinha a curiosidade de saber a relevância da JAC, Chery e Lifan no mercado domestico chinês, qual seria o ranking delas

  • Milton Fabiano Camargo

    É inacreditável como um único componente econômico é capaz de corroer o desenvolvimento de um país inteiro.
    Podemos notar que nos pouco momentos em que tivemos cotações de dólar baixo, consumidores e empresas experimentaram um pouquinho de inovação e avanços.
    Nos longos períodos de cotação alta, no entanto, verificamos estagnação tecnológica, concentração de mercado e preços elevados. A indústria nacional é atrasada e não tem condições de competir com o mercado global, mesmo com barreiras e intervenções do Estado, que no final só complicam ainda mais as coisas. O Brasil precisa de um dólar com cotação mais baixa, coisa que parece ainda longe de acontecer.

  • pedro rt

    por mim todas as marcas chinesas se forem embora do país nao vao fazer a menor falta, nunca fui com a cara deles, carro mesmo e alemao, japones, italiano, coreano,americano

  • pedro rt

    sou muito mais comprar um peugeot/citroen hj do q um lifan, jac, caoa-chery, e agora chevrolet-baic…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email