Finanças Mercado Preços

Locadoras apostam em serviço de assinatura para carros novos

comprando-carro-2 Locadoras apostam em serviço de assinatura para carros novos

Recentemente falamos sobre um novo serviço da Volvo no mercado europeu, que consiste na assinatura mensal para uso de carros novos por período contratado de 36 meses. Agora, essa modalidade acaba de chegar ao mercado brasileiro, onde as tomadoras do serviço são as locadoras, mais precisamente Porto Seguro e Unidas.



Assim como outros serviços por assinatura mensal, a proposta das duas locadoras é um carro novo por um pagamento fixo em contratos de 12, 24 ou 36 meses. Para o cliente, a vantagem sobre a locação comum de veículos é que impostos como IPVA e Licenciamento ficam sob responsabilidade da empresa, assim como seguro e manutenção do veículo. A documentação do carro também está incluída no pacote.

Outra vantagem é que o cliente pode escolher qualquer modelo e versão oferecidos no Brasil e ainda pode o veículo ser blindado, para aqueles que desejam mais segurança. Além disso, escolhe-se o período de contrato e a franquia de quilometragem, que geralmente é equivalente a 1.000 km por mês. Quem precisar de mais, pode pagar um valor extra. A contratação do serviço é menos burocrática que um plano de leasing, por exemplo, mas se exige análise de crédito.

Isso porque as empresas dizem que as mensalidades não podem ultrapassar 30% da renda mensal do cliente. O pagamento da mensalidade é feito por meio de boleto bancário. Mas, existem diferenças quanto à desistência. Na Porto Seguro, por exemplo, a multa por cancelamento do contrato é de 50% das mensalidades que faltam. Já na Unidas, a multa é equivalente a quatro mensalidades ou valor inferior a estas, se faltar menos de quatro para o encerramento do acordo.

Mas vale a pena? Os preços não são assim tão baratos quanto seria de se esperar. De acordo com a Unidas, este tipo de serviço atende quem precisa de um automóvel, mas não quer ter a posse de um. A empresa ressalta que “há um custo alto envolvido na compra e na manutenção de um veículo, por isso elas estão dispostas a pagar uma mensalidade pela comodidade”.

comprando-carro-eua Locadoras apostam em serviço de assinatura para carros novos

Na empresa, o plano de 12 meses para o Fiat Mobi é de R$ 1.200 mensais. Outro exemplo para o mesmo período é do Toyota Corolla GLi 1.8, que sai por R$ 3.500. Mas, os contratos tendem a baixar os valores com prazos maiores. Assim, este mesmo sedã médio sairá por R$ 2.800 mensais em contrato de 36 meses. Repare que nesse caso, o valor alcança R$ 100.800. Um Nissan Kicks SL sai por R$ 2.324 em 36 meses (R$ 4.185 se for blindado), enquanto o mesmo Mobi Drive 1.0 chega a R$ 1.064 mensais em três anos de uso. No final, o cliente devolve o carro sem ônus.

Na Porto Seguro, os contratos são de 12 ou 24 meses com quilometragem mínima de 25.000 km e máxima de 55.000 km ao ano. O excedente custa R$ 0,70 por km/rodado. Nesta empresa, o Chevrolet Onix parte de R$ 1.350 mensais. Esta locadora em particular possui um programa de bonificação para bons clientes, que entregam o carro em bom estado de conservação ao final do plano. Nesse caso, eles ganham de redução na franquia do seguro até isenção da primeira mensalidade se renovarem o contrato.

Nos dois planos apresentados pelas locadoras, a vantagem é que o cliente não fica preso ao veículo e assim pode trocar sempre de carro, se desejar. Para o Jurandir Macedo, consultor financeiro e professor da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), esse tipo de modalidade no mercado automotivo só é vantajoso para os consumidores que trocam de veículo com certa frequência, sendo o ideal em torno de dois anos. Além disso, este perfil de cliente também tem uma renda mensal condizente para cobrir os custos desse serviço.

Macedo esclarece que tem de se levar em conta também os custos com financiamento se a ideia for adquirir um carro. As taxas de juros, geralmente ficam entre 1% e pouco mais de 2% ao mês, dependendo do histórico do cliente. Na Unidas, a taxa cobrada é de 1,7% ao mês. Ainda assim, o consultor explica que se a pessoa não tem ou não quer dispor de um valor para dar entrada num plano comum de financiamento, dificilmente conseguirá fechar um contrato sem entrada.

No caso da necessidade de um veículo, o consumidor tem que colocar na ponta do lápis as suas despesas diárias. Se o uso for apenas em determinados períodos do dia ou mesmo com baixa frequência, então os serviços de transporte que usam aplicativos, tais como Uber, 99 e Cabify, são os mais indicados.

Numa conta rápida, se a pessoa gasta R$ 30 em cada corrida neste tipo de serviço e faz duas por dia útil, o valor mensal será o mesmo da assinatura de um carro. Então, realmente a vantagem ou não dependerá essencialmente da necessidade de cada um. Por enquanto, como apenas duas empresas estão atuando no mercado, sendo que a Unidas é em nível nacional e a Porto Seguro apenas nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro – exceto Baixada Fluminense – há pouca concorrência. Macedo explica que serviços por assinatura estão aumentando e que as taxas caem quando surge uma nova empresa no setor.

[Fonte: Exame]

 

  • Elinho Casagrande

    Claro que matematicamente nunca vai valer à pena! As empresas tem lucro com a operação. É o cliente quem paga isso. Então é óbvio que comprar será mais vantajoso. Sobre carro x Uber já é outra coisa. Bem calculado, pode ser vantajoso ou não e varia caso a caso. Tem que colocar todos os custos do carro no papel (depreciação, custo do dinheiro parado, despesas, etc.) e dividir pelos dias. Simples assim. No meu caso o carro próprio ainda é vantajoso.

    • Pipo pipo

      No meu caso não, aqui no RJ estou utilizando BRT e ônibus tradicional. Raramente também utilizo o metrô. Em termos de conforto perco um pouco mas nada grave. Em relação a dinheiro minha economia gira em torno de R$ 500,00 mensais. Em um perídodo de 12 meses economizo R$ 6.000,00, sem contar combustível, seguro, pedágios, lavagens, manutenção do veículo e o IPVA. Como trabalho com obra é uma situação temporária, quando houver outra obra tenho que refazer todos os cálculos para avaliar o melhor quadro. Abraço.

      • Elinho Casagrande

        No Rio o transporte público funciona bem. Aqui no ES é terrível!

        • Anderson Moraes

          POrra! Funciona bem?? Eu moro no RJ, te digo que a oferta é boa. Só isso..

    • Pedro Henrique

      pra quem roda muito pouco mesmo, mora em centro de cidade perto de tudo em que o gasto com uber é numa corrida ocasional o uber e similares realmente compensa mais que um carro…
      mas para a maioria eu diria que não compensa, mesmo o brasileiro tendo uma km média ao ano bem baixa, pois não é que usar o uber fique elas por elas, tem que se por em conta também que comprando um carro próprio ele está ali 24 hrs disponível sem atraso e essa conveniência conta bastante numa emergência.
      eu rodo bastante então pra mim esses programas nunca vão valer a pena, não na km que eu rodo ao ano E como você disse, oque a empresa faz ali é comprar o carro pra vc, faz a manutenção seguro e ainda lucra em cima de tudo isso separado e junto, então se vc tem disposição pra gastar alguns minutos semanais pra cuidar dessas coisas sai bem mais em conta… pois você vai ta fazendo a mesma coisa que eles, só que é vc quem vai fazer o corre

      apesar que na opção do mobi ali, sairia ao final do plano 36 mil reais, oque é mais ou menos o valor do carro e isso eles já com seguro, manutenção, ipva… então não sei bem, tem que realmente por tudo na conta do lápis pois acredito que a diferença não vá ser tão grande

      • Alexandre Maciel

        Mas ao final do período o veículo não é do locatário. O valor do bem, não importa qual seja, deve ser usado como parcela a se abater do montante despendido no curso do contrato para que se possa verificar se há ou não vantagem nessa palhaçada aí das locadoras.

        • Pedro Henrique

          tem gente que troca de carro de 2 em 2 anos ou 3 em 3…
          pra essas pessoas que fazem isso é que pode ser algo “interessante” barato não vai ser, não vai ser mais barato que você mesmo indo atrás das coisa pra fazer e isso não serve só pra carros, serve pra qualquer coisa, a questão fica pela conveniência e praticidade pra quem tem vida corrida mas tem que saber que vai pagar o preço por isso

    • Mario

      Vamos fazer umas contas básicas.
      Deixar 100mil por dois anos em aplicações, você terá por volta de 130mil ao final dos 2 anos.
      Pagando 100mil num carro, após o primeiro ano ela valerá 80mil, e após o segundo 60mil – depreciação de 40mil.
      IPVA, Seguro, Revisões dos dois anos, gastará aproximadamente 20mil.
      Portanto, se comprar um carro de 100mil, após dois anos o comprador terá um bem, descontando a depreciação e o que gastou, 40mil.
      Nesta modalidade de aluguel, a pessoa pagará 2.800,00 por mês, portanto após 2 anos 100.800,00. Considerando que a pessoa aplicou os 100mil, concluí-se que a perda real fica por volta dos 10mil.
      Algum economista de plantão, poderia me ajudar a fechar esta conta???

      • Louis

        Em qual aplicação, hoje com selic em 8,25%, você conseguiria partir de 100k e conseguir chegar em 130k em 2 anos? Eu desconheço.

        • Alexandre Maciel

          O CDI está em 8,14% e raramente se vê aplicação segura pagando mais de 95% do CDI. Para auferir 30 mil de rendimento, em 2 anos, de um investimento de 100, o cara tem que ser agiota.

          • Mr. On The Road 77

            Falou tudo…
            Quem me dera uma aplicação dessas sem riscos…

          • Mario

            Sei lá, tenho aplicação que está pagando 12aa. Fundo moderado! Tem os tais tesouro direto, que não sei qto paga! Enfim, foi só um exercício.

            • Alexandre Maciel

              12% a.a. livres de impostos e taxas de administração?

          • Léo Faria

            Você tem toda razão mas a título de informação, diversas corretoras tem CDB, LC e outros produtos em que se consegue 115%, 116% do CDI com aplicações a partir de R$ 5.000,00

            • Ducar Carros

              Mas paga IR, o que joga o rendimento para menos de 100% do CDI.

            • Alexandre Maciel

              Eu sei disso. Sempre uso a Easynvest a título de comparação. Por falar nela, vou começar a migrar os investimentos da XP para lá. A XP não está oferecendo tanta coisa boa. No mais, como gosto de liquidez e prazos curtos, por ora tenho mantido o dinheiro no BB com taxas de 83 e 84%. Sei que não é uma escolha inteligente mas os prazos longos para CDB/LCI/LCA atraente da Easy e a facilidade de saque diário de rendimentos no BB têm me mantido, pelo menos por enquanto, no banco mais seguro.

        • Mr. Pennybags

          Se vc descobri, por favor, me fala pq eu vou vender tudo q eu tenho e colocar nessa aplicação!

          • Kassio

            Na alcateia painel.alcateiainvestimentos.com/painel/wolf/leankassio
            Tô lá desde Nov/16 e rende em média 8% ao mês.
            E tem tbm fundos de investimentos, pra render mais tem que ser os fundos com maior risco

            • leandro

              Isso aí se chama pirâmide, quem entra primeiro ganha quem chegar por último perde tudo.
              Prefiro tentar a sorte em ações ou bitcoin, pelo menos pulo consciente do precipício

        • SDS SP

          Em renda fixa, nenhuma.
          Para fazer esses cálculos o pessoal costuma usar a aplicação mais conservadora, que é a poupança que hoje rende 70% do CDi.

          • Louis

            Eu prefiro usar a Selic como parâmetro. E o Tesouro Selic, por exemplo, hoje está 8,25% a.a menos IR, que é no mínimo 15% de desconto para aplicações com mais de 2 anos.

        • Daniel

          Tem aplicações de maior risco. Meus investimentos em ações tiveram rendimento médio de 8% apenas no mês passado (isso pq, no final do mês teve umas quedas). Mas, sei que isso não é todo mês e que existe o risco de esse rendimento ser negativo…

          Para alguem que tem um perfil mais agressivo de investimentos, talvez vender o carro, aplicar a grana (e alugar um com parte dos rendimentos) possa ser uma opção.

          Sei que, para parte dos empresários, o aluguel apresenta mais algumas vantagens:
          – não imobiliza patrimonio (valor de entrada)
          – é declarado como despesa (diminuindo o imposto sobre lucro)…

          Acho que essa é uma opção a mais, é bem vinda, e vale a pena ser estudada.

      • Daniel

        Coloquei a conta de um Kwid num outro topico:
        Nesse, uma duvidas foi esclarecida (em relação ao limite de km)…

        “Qual os custos de comprar/manter um kwid em 1 ano?
        Kwid Zen – 36mil
        IPVA – 1440
        Seguro – 1500
        Licenciamento e Dpvat – 148
        Revisão (considerando 1 por ano) – 365,00

        Total: R$3453 + R$36000
        Ou seja, custo total comprando e mantendo no 1o ano: 39453,00
        Daqui a 1 ano, o Kwid zen valeria no maximo 28800 pra entregar na concessionária e pegar outro. (desvalorização estimada de R$7200)
        Ou seja, aqui o Kwid te custou R$10651 em 1 ano.

        Se vc tem os R$39453,00 , mas decide colocar esse dinheiro na poupança (que não é um investimento rentável!) e todo mês sacar o valor do aluguel, ao final de 12 meses, vc teria R$ 26631,4 na poupança.
        Aqui, ele te custou R$12821,6

        Agora, se vc tiver alguma aplicação rendendo acima de 1,16%, se torna mais vantagem o aluguel.

        Não sei bem as regras desse “Carro Facil” (se tem algum limite de km)… Mas, para o caso de quem roda bastante (e faria mais revisões, troca de pneu, freios, etc dentro de 1 ano), talvez valha a pena.

        No caso de comprar o carro financiado, acredito que os juros do financiamento devem ser suficientes para inverter a vantagem para o Aluguel anual.

        Outro publico deve ser quem não tem a entrada para um financiamento, mas precisa de um carro com urgência.”

        • Fernando

          Penso que o carro comprado é melhor negocio. É muita manobra pra se fazer pra ter tao pouca economia, se tiver.
          Fora q tua conta analisa o 1o ano com o carro. Se eu comprar e quiser ficar com o carro 5, 6 anos, e aí? Eu rodo 5000 km por ano em media, logo meu maior custo com carro alem da depreciaçao é o seguro. Gasolina me consome nem R$ 200 por mes.

          E o carro é meu, e tá pago.
          E a questao de vc nao ter divida? Com carro comprado e pago, apesar dos pesares, ele é seu, sem dever nada. E daqui 2 anos vc entra nesse negocio de alugar carro, perde a renda, tem q devolver o carro e gastou o preço de um que poderia ser seu e estar quitado. Onde tem vantagem?

          Na minha opiniao, esses alugueis de carro so valeriam se custassem uns R$ 500 ou pouco mais por mes. Fora isso, só vale pra mercado corporativo que concede carros de locadoras à executivos de empresas por comodidade e por sobrar dinheiro a essas empresas.

          • Daniel

            Fernando, no seu caso, pode ser melhor o carro comprado (ou de repente até mesmo usar uber/taxi, sei lá). Acho que a opção é valida e merece ser estudada. Se não valer a pena pra vc, não quer dizer que não vai valer a pena pra ninguém e que tem que acabar com a opção.

            Uma coisa é certa: alugar só vale a pena pra quem for USAR mesmo. alugar pra deixar de enfeite na garagem é rasgar dinheiro! hehe.

            Vamos calcular a brincadeira pra 4 anos e rodando 20mil km/ano:
            – Ford Ka 0km preço promocional de 40.900
            Entrada 8200 + 48x 972,00 = 54856
            IPVA + licenciamento 1800+1650+1550+1400 = 6400
            Seguro: 1500*4 = 6000
            Revisões (até 80mil km): 4436
            2 jogos de pneu: 3000
            Trocas de disco pastilha de freio ?1500?
            Total = 76192
            valor residual do carro cerca de 25mil
            custo total: R$ 51192

            Aluguel 1350*48 =64800
            Deixando os 8200 da entrada aplicado no tesouro direto depois de 48 meses vc teria cerca de 11925,01
            custo total: R$ 52874,99
            AHHHH então fica mais caro alugar!!!
            Só que tem um detalhe: no caso do aluguel, com 2 anos, vc pega outro carro 0km, no caso da compra, vc fica os 4 anos com o mesmo carro.
            E, de manutenção, fora as revisões, só coloquei pneu e freio (que são itens que não entram na revisão mas serão gasto certo conforme a km avança). Mas, nesse meio tempo, vc está sujeiro a outros problemas imprevisíveis (até pq, no 4o ano não teria a garantia mais!)

            Só estou falando que é um caso a considerar!
            No meu caso, rodo bastante e não tenho carro alugado, mas é uma coisa que posso até considerar um pouco mais pra frente.

            • Fernando

              Ah sim, para alguem, sempre é valido, mas acho que é pra uma minoria rss
              E essa conta q vc fez do Ka também… da onde vc tirou entrada de R$ 8 mil?rs

              Pois no site da Ford temos só esta opçao:
              R$ 41.440,00 à vista ou Entrada de R$ 28.593,60 Taxa Zero e saldo em 30x de R$ 462,00. Que na minha opiniao, é um baita negocio.

              Se o cara nao tem os R$ 28 mil de entrada, eu acho q nao deve comprar. Acho uma loucura absoluta alguem, em sã consciencia dar R$ 8 mil de entrada pra um carro de R$ 40 mil. Se fosse para um carro de R$ 15 mil usado, até vá lá.

              Mas voltando ao tema, vc nesta condiçao posta pela Ford, aí a conta sua muda. É parcelas de R$ 462, muito mais em conta do que quase R$ 1000 por mes que bem ou mal, é pesado pagar isto “para sempre”. Concorda?

              Eu só seria favoravel ao carro alugado se ele fosse realmente um bom negocio financeiro, mesmo que vc tivesse q pagar a manutençao dele, seguro etc. Se o carro alugado custasse como comentei R$ 500 por mes, com certeza eu iria preferir alugar do que comprar esse Ka aí.

              Mas como vivemos no Brasil, pais onde tudo custa o dobro, o jeito é ir levando.
              No meu caso eu fiz a conta do Uber com o tanto que deixaria meu carro atual (vale media 30 mil) aplicado numa poupança ou qq coisa do tipo. Os juros da aplicaçao nao pagaria o custo com uber.

              Eu rodo sempre na mesma regiao, mas rodo todo dia, de modo que de Uber, iria gastar em media cerca de R$ 20 a R$ 30 por dia. Trechos de 3km eles cobram uns R$ 10 mais ou menos.

              Nessa conta toda q falamos, eu boto mais fé de uber ou similar custar mais barato daqui um tempo e valer a pena, matematicamente abdicar do carro do que o aluguel de carro vingar. Vamos ver…

              • Daniel

                A entrada de 8mil veio da simulação em relação ao negocio que uma amiga fez. (E muitas pessoas tbm fazem)
                Ela não tinha os 29mil para dar de entrada. É o primeiro carro dela. Falar que ela tinha que juntar mais dinheiro para a entrada é facil. Dificil é vc fazer o que ela faz, sozinha com um filho pequeno e sofrendo pq não tem onibus… e, quando tem, dá 500 voltas até chegar ainda longe do lugar que ela precisa chegar. Ficar pagando taxi é complicado (aqui não tem Uber).
                E, com a mesma entrada, pra pegar um usado de 25mil a prestação não dava nem 100 reais de diferença para o 0km (taxa muito mais alta para o usado). Melhor pegar um 0km com todas as peças novas que vai só de preventiva a cada 10mil km do que pegar um usado e daqui 1 mês ter que trocar tudo no carro!
                Tem o fator confiabilidade/segurança que os numeros frios não mostram!
                E, na simulação, quanto mais dinheiro vc aplicar antes (ou seja, deixar de dar de entrada), maior vai ser o saldo da aplicação no final.

                • Fernando

                  Entendo a situação. Mas acho que planejamento é fundamental pra comprar um carro. Eu estou com meu 2o carro usando o consorcio. Esquece aquela historia q tem q esperar ser sorteado, ou “dar sorte” de lance ser comtemplado. Nao existe sorte, existe matematica.

                  Meu primeiro carro de consorcio valor de R$ 15 mil, dei lance apos 2 anos de R$ 1600. Parcelas de nem R$ 300 por mes.

                  Meu segundo e atual carro de consorcio, carta de R$ 19 mil, dei lance de R$ 2 mil + R$ 4 mil de lance embutido. Juntei com o saldo do carro anterior que foi vendido e peguei um carro de R$ 33 mil ano passado. Meu custo pra pagar esse consorcio é de R$ 203 reais mensais rigorosamente após a contemplaçao do lance. Dei este lance 4 meses após ter entrado no consorcio.

                  Esse negocio de lance embutido facilita muito pegar uma carta. O financiamento de carro, salvo esse q comentei do Ka com entrada de 28 mil que tem parcelas excelentes, qualquer outro, é uma fria na minha opiniao. Com os R$ 8 mil que ela tinha, poderia ter entrada num consorcio de um carro de R$ 30 mil, dar um lance de R$ 8 mil com recursos e mais uns R$ 4 mil de embutido e pegaria uma carta de uns R$ 26 mil, ou uma de R$ 30 mil, senao usar o embutido. Com R$ 30 mil hoje vc compra um Ka usado, Onix, HB… sabendo procurar tem coisa boa pra comprar por ai.

                  Mas sao escolhas.

                  Quem busca financiamento de auto que nao é com taxa zero assume o risco de pagar 2 carros por falta de planejamento. Eu nao acho bom negocio, mas enfim, tem quem faz.

                  E sou da opiniao de que, se eu nao tenho dinheiro pra comprar algo (carro, casa, roupa, ir num restaurante x), eu simplesmente nao vou. Escolho uma opçao acessivel ao meu bolso e nao quero dar o salto maior q a perna.

                  Mas cada um é cada um :)

                  • Daniel

                    Respeito sua opnião.
                    Meus ultimos carros todos foram comprados com taxa 0 (que vale mais a pena do que pagar a vista). Mas, minhas condições financeiras são bem melhores do que a da minha amiga. Só a entrada do meu carro foi uma vez e meia o carro que ela comprou. São realidades diferentes.
                    Outra coisa é que ela não tinha como ficar esperando mais. esses 8mil ela juntou em 4 meses. ela acabou de mobiliar um apartamento. Bom, cada caso é um caso. No caso dela, não acho que ficou ruim o negocio não. No financiamento de 4 anos ela vai pagar cerca de 40% a mais (coisa que a inflação “diminui” um pouco). Consorcio não é certeza de que vai pegar a carta tão rapido. E, a ideia dela é ir adiantando parcelas para pagar menos juros.
                    Não foi uma compra sem planejamento. Ela apenas foi planejada num espaço de tempo curto.

                    Na proxima compra, ela vai estar bem mais tranquila. Não terá pressa, terá o usado para vender e dar de entrada, etc.
                    Ou pode até mesmo se programar com um consorcio para pagar a diferença para o novo.

                    • Fernando

                      É, cada caso é um caso. Seila, se fosse eu, se ja estivesse esperando ate outubro, esperaria ate janeiro ou fevereiro pra tentar a sorte num consorcio, conforme comentei. Se nao desse certo, pegaria um carro de ate R$ 15 mil no maximo pra financiar o minimo possivel. Aí, no decorrer do ano que vem, consorcio sairia via lance + embutido e ela poderia quitar a divida do carro de R$ 15 mil que iria ser pouco e somaria esse carro + a carta e teria um carro melhor.

                      Isso é o que eu faria rs…
                      Boa sorte pra ela

            • Anderson Lemos

              Em se tratando de quem compra, esses números seus podem variar bastante, para pior!
              Em Uberlândia esse seguro ai sai 2 mil reais para um perfil mediano, 80 mil km a chance de trocar mais peças é imensa.

        • Guilherme Borella

          Também deve ser colocado na conta o não risco de problema, manutenção ou desgaste. Qualquer coisa que acontecer, você vai lá e pega outro. Não há também o risco de ficar embuchado com o seu carro usado. Enfim, uma modalidade a ser estudada.

          • Daniel

            Pois é. O mercado de usados tá complicado. Estou tentando vender meu C4 e quase não aparece interessado.

    • Janduir

      Uber é vantajoso porque é quase de graça. Mas um pouco e o pobre motorista paga pra se usar. Não deve se sustentar a longo prazo com esses preços que concorre não com táxi, mas com ônibus. Em Teresina- PI – sai mais barato que mototáxi. Ótimo para o usuário e a uber. Péssimo para o motorista…

    • TijucaBH

      Elinho, tem que fazer a conta direito. Parte do lucro da operação vem das compras realizadas no atacado que as locadoras fazem. Por exemplo. Se voce for comprar um carro e na concessionária ele custa 50 mil reais, a locadora compra esse mesmo carro por 42 mil, só aí já sobra 8 mil. O Ipva aqui em MG por exemplo, custa 4% e para locadoras se nao me engano é 1%. Aí tem que colocar na conta também outros custos que eles negociam volume e conseguem bons descontos como seguro, manutenção, etc. Toda essa economia é bem significativa e ela vai entrar no calculo do lucro da operação. Como a matéria disse, pra quem troca de carro com frequencia, pode valer à pena sim, mas tem que calcular direito. Acho que à medida que forem entrando outras locadoras grandes como Localiza, Locamérica e Movida, a tendencia é que os preços abaixem e pode tornar essa modalidade de “aluguel” mais interessante.

  • carroair30

    vai nessa!!!!!

    • th!nk.t4nk

      Rebatizaram o “leasing” como “serviço por assinatura”, só isso. O leasing com opçao de incluir tudo o que foi citado sempre existiu fora do Brasil, e sempre foi um negócio pior do que comprar o carro. Vamos ver se os brasileiros irão sacar a armadilha ou vão entrar de cabeça nessa fria.

  • Louis

    Durante os 36 meses você pagou o valor integral do carro para a locadora, e perde o bem.
    A locadora “ganha” um usado de 3 anos para vender.

    • tiago

      Isso porque a locadora paga bem menos que o consumidor comum para comprar um veículo.

    • Ducar Carros

      Tem que ver se o custo do seguro (total?) está incluído na assinatura. Se estiver, junto com o IPVA (que deve estar) e manutenção (troca de óleo, pneu), não fica tão ruim em algumas situações, como no caso de você ir morar em outro estado, muito longe do seu, por um, dois anos.

      • Louis

        Acho que tem seguro e IPVA incluso. Fica um pouco menos pior hehehe

        • Ducar Carros

          Pois é, quando o bônus é zero, o preço do seguro fica lá em cima, especialmente na faixa de risco (jovem solteiro). Como em locação o seguro é um valor padrão, pode fazer uma diferença razoável. Num segundo carro temporário, ocorre o mesmo.

      • rscdhc

        isso que queria entender…manuntenção…eh tudo???…pneu, pastilha, amortecedor…ou a basica do manual??

        pq se for TUDO, eu q rodo de 30 a 40mil por ano..poderia até fechar a conta!

        • Rodrigo Pasini

          Entra no site Porto Seguro, o limite de km é de 25 mil km/ano, se passar disso, tem que pagar mais.

          • rscdhc

            na Movida tem plano pra até 55mil km ano…mas independente….a manuntenção ta incluso TUDO ou só a básica do manual??

        • th!nk.t4nk

          A quilometragem é limitada. Se quiser rodar mais, os custos sobem mais ainda. Fica horrível. O sistema é ruim em praticamente todas as circunstâncias, mas muita gente vai cair nessa com aquele velho pensamento do brasileiro (“ah pelo menos nao precisei desembolsar o valor total de cara”).

    • Carlos

      Certo, mas o “cliente” não precisou desembolsar R$ 60 ou 70 mil para dar de entrada no sedã médio novo, ele usufruiu de um 0km durante 3 anos… Ele pagou (bem caro, eu sei…) pelo uso mensal da ferramenta, mas economicamente não me pareceu uma tragédia. Não acho que ele perdeu o carro usado, acho que ele nunca adquiriu o mesmo…

      • Davi Millan

        Exato. Isso depende muito. Por exemplo, alguém que tem a possibilidade de gastar 2,400 por mês, mas não tem dinheiro para uma entrada e acabaria pagando juros altíssimos por isso. Logo essa mesma pessoa poderia sair com um Mobi (não é lá essas coisas, mas pelo menos não está a pé agora) por 1,200 mês e os 1,200 restantes poderiam ser aplicados em um CDB para daqui 36 meses com uma taxa de 0,73 a.m. Logo daqui a 36 meses ele devolveria o Mobi, pegaria a grana com 49,563.41 para dar de entrada pegando juros zero ou então comprar um popular à vista.

        • Louis

          Quem não tem dinheiro para dar de entrada em carro zero, deveria comprar um Chevelho até juntar grana.

          • Mr. On The Road 77

            Pois é @Louis, mas hoje em dia vivemos essa cultura do imediatismo. Tem que ser tudo pra ontem. Ninguém quer esperar e juntar dinheiro…

          • Rodrigo Pasini

            É bem nessa, não tem grana pra comprar um carro zero, mas tem 1,2 mil por mês para alugar um carro e dar lucro pra outro, então que ande de ônibus e taxi.
            Depois o povo reclama que não consegue guardar dinheiro.

            • Louis

              Tem muito pobre parcelando Iphone… Mais para frente vai reclamar da vida.

          • Daniel

            o problema de comprar o chevelho é que todo mês o dinheiro que vc ia guardar pra comprar o carro novo acaba indo embora na manutenção (sempre presente). Sem contar o risco de ficar andando com um bagulho velho, poluidor e “bateu-morreu” sem freios hehe…

            Acho que cada caso é um caso e esse aluguel pode ser vantagem em alguns casos.

            • th!nk.t4nk

              Hehe ele está exagerando, mas olha que dá pra pegar um usadinho bom de uns 20 mil pra cima. Nao vai ostentar, mas vai ser um carrinho que dá pra pegar até estrada e tudo mais. Enquanto isso vai juntando a grana na conta, e 2 anos depois compra o tão sonhado zero km.

              • Daniel

                O usadinho de 20mil tbm vai dar bastante manutenção.
                Uma amiga minha estava precisando comprar um carro, pouca grana pra entrada e tbm não muita grana pra prestação…
                Fomos olhar os usados até 4 anos (não dá pra deixar mulher sozinha com carro que tbm não seja confiável), não tinha nada abaixo de 25mil, e tudo já escangalhado! (cara, sinceramente, em casa rodamos bastante com os carros, mas eles são todos impecáveis! Mes passado vendemos uma Meriva 2012 com 91mil km que não tinha detalhe nenhum!) Carro tudo com volante gasto, painel riscado, banco deformado, cheio de amassadinhos e risquinhos, sem contar uns barulhos estranhos de motor (não cheguei a rodar em nenhum, mas, certamente ia ter barulho de suspensão, alguma folga na direção ou algo do tipo).
                Por 100 reais a mais na parcela, deu pra ela ir de 0km! Sem contar o custo de manutenção bem mais baixo (só vai gastar alguma coisa daqui 1 ano ou 10mil km – e as primeiras 2 revisoes custam 250 reais).

                • th!nk.t4nk

                  De fato, com a inflaçao toda, pode subir esses 20 pra 30 mil pelo menos. Mas aí com cuidado dá pra achar algo razoável sim. Porém concordo que nao é fácil, tá cheio de mico no mercado de usados sim.

                  • Daniel

                    Dai pra pegar um usado de 30mil, vale mais ir de 0km de 40mil, a diferença some num financiamento. E, se tiver os 30mil a vista, dá pra dar de entrada e pagar o restante com taxa 0 no 0km.

                    Eu acho carro usado, proporcionalmente, muito mais caro que um 0km. Pra manter então, com os custos operacionais do usado bem maior, acaba ficando mais viável o 0km.
                    Mas isso vai muito também da expectativa e referencial da pessoa. Já vi muita gente que diz que pegou usado “zeradão”, e, quando ando no carro, tá tudo solto, batendo, fazendo barulho, desgastado, etc… Mas, para o cara que tá acostumado com carro usado, “tá zerado”.

                • Anderson Lemos

                  Cara com 25 mil vc tem muitas opções de carros usados em perfeito estado. Com este valor vc compra carro único dono, bom de ano (13/14), com 20/30 mil km rodados, ou seja, praticamente zero!!

    • zekinha71

      E que a locadora comprou bem mais barato, por ser PJ e ainda em grandes lotes.
      A locadora vai ganhar 3 vezes.

    • Roberto

      Quando a Porto lançou, os preços eram bem menores, valia muito a pena.
      Mas daí acho que, ou cairam na real sobre os custos, ou quiseram ganhos “absurdos” por falta de concorrência..
      40 mil reais em 60x dá +- 1000 por mês.
      IPVA/emplacamento 1000 por ano, 3 mil em 3 anos
      seguro a 1500/ano, 4500 em 3 anos.
      manutenção na faixa de 1500 em 3 anos
      Um Onix Joy custa em torno de 40 mil, mas teria o custo de 36 mil em 3 anos + 9000 (IPVA, seguro e manutenção), totalizando 45 mil, ou 1250 mensais. Ela tá cobrando 1350, pelo que diz a matéria.
      Se você ficasse com o carro, faltariam 24x 1250 reais para um carro que vale +- 30 com 3 anos de uso… ou seja, você teria que pagar 30 mil para ficar com 30 mil. Se vendesse o carro para dar entra em outro, não ia sobrar nem 10k para dar entrada no próximo…
      Pra quem anda mais de 15 mil km por ano, acredito que valha a pena.
      Mas quando eu vi pela primeira vez, a porto tinha opções onde a parcela dava 1100 ou pouco mais, era claramente vantajoso.

    • Zé Mundico

      Isso mesmo, a locadora “vende” o mesmo carro 2 vezes.

    • Anderson Lemos

      Não meu caro, você não ganha um usado você paga por ele desnecessariamente uma vez que na conta final você desconta o valor residual do usado e mesmo assim o valor se iguala ao aluguel.

  • dallebu

    Nossa, em 3 anos vc paga o Corolla, mas não tem o Corolla. Legal

    • João Cagnoni

      “Parece um ótimo negócio.” – Tiazinha de SUV

    • Anderson Lemos

      3 anos mantendo um carro zero você gasta um Corola também!! E fica só com um usadinho kkk
      Não que eu seja a favor do aluguel, mas verdade seja dita!!

  • Robinho

    aff que ridículo…caro demais só vi vantagem para a Locadora.

  • Bruno Silva

    Carro de locadora só em viagens ou na falta mesmo do seu (seja por acidente, manutenção ou algo do tipo), porque no resto é furada.

    • Jaspion

      ???? Pq é furada?

      • Bruno Silva

        Qualquer coisa mínima que apareça no carro vão por na sua conta.

        • Jaspion

          ué, e isso não é o justo? Vc usou, vc gastou, vc pagou…. vai ser assim com seu carro tb!

          • Bruno Silva

            Nem sempre o causador foi você, e mesmo que seja, mais um grana por fora. Compensa mais comprar um carro logo.

        • Anderson Lemos

          Conversa de quem não sabe!!

          Aluguei uma Q3 e fui para Chapada Diamantina, só de terra rodei uns 200km!! OBS: A Q3 era primeira locação. Ao devolvê-la mal olharam o carro e me disseram; Foi boa a viagem!!?
          No total foram 3200 km rodados.

  • Jaspion

    Que fotos mais atuais hein NA…

    • Louis

      kkk essa loira hoje já deve ter lá seus 54 anos.

      • Mr. On The Road 77

        Eu gosta da carinha dela como quem diz: “Me dá essa chave aqui e deixa eu me foder!”

  • selton

    Nada no Brasil compensa! Nem isso!

    • Ygor Soares

      Virar deputado é a única coisa que compensa!

  • Preso Por 1 Real

    Se essa loira viesse embutida no pacote de aluguel, somente assim creio que valeria a pena

    • João Cagnoni

      Já me baniram daqui por comentários bem mais inofensivos. Boa sorte!

      • Preso Por 1 Real

        sério? um site sobre carros feminista kk era só o que me faltava

        • João Cagnoni

          Se fosse assim o NA publicava os lançamentos da Brastemp kkk

  • tiago

    Muito altos os valores, dificilmente compensará para alguém, mas a modalidade está chegando.
    Nos EUA é comum o Leasing substituir a propriedade.

    • Thales Sobral

      Não tá barato, mas simula aí, comprar um carro, pagar parcelas + IPVA + seguro + manutenção, e vê quanto ficou.

      • SDS SP

        Pode botar a depreciação do bem na conta também, além do custo de oportunidade.

        Com todos os gastos, minhas despesas são por volta de 13k por ano (pode variar bastante dependendo do uso) para manter um carro popular. Isso com o carro sem financiamento.

        Dependendo do caso, não é ruim alugar como muitos imaginam.

        • Thales Sobral

          Pois é, na verdade é que a galera não faz a conta. Como disse uma amiga minha quando eu ia mostrar a conta pra ela: “ah não faz conta não senão você não compra”…

          • th!nk.t4nk

            Olha Thales, já morei alguns anos nos EUA e atualmente moro na Alemanha. Tanto na América quanto na Europa o sistema de leasing é super comum, mas em ambos é uma furada. São raros os casos em que compensa (só se for ficar pouco tempo no país e não quer se incomodar com a venda depois). Colocando tudo no papel, o leasing é o pior negócio sempre. Faça suas contas e confirme.

      • tiago

        já fiz as contas, ainda compensa a propriedade, isso porque recebi uma proposta com 10% de desconto para a minha classe profissional.
        Nos EUA um carro de 20.000 dólares entra em Leasing por 200 dólares. Aqui a mensalidade ainda é muito representativa, mas acredito que deva melhorar nos próximos anos.

        • th!nk.t4nk

          Lembrando que nos EUA você dá um valor pra pegar o carro, mais a mensalidade. É como pegar celular com operadora, você pagar um valor inicial + mensalidade. No caso do leasing, muitas vezes ainda tem um “valor de fechamento” (caso sua intençao seja devolver o carro). Ah e a quilometragem é limitada em 10, 15 mil km/ano nesses pacotes básicos que parecem super atraentes. Se aumentar a quilometragem vai piorando bem.

  • Mr. Car

    He, he, he, he, he, he, he, he, he, he! Só gargalhando mesmo. E muuuuuuuuuuito. As empresas devem estar querendo ver até que ponto um sujeito chega a ser otário, he, he, he!

    • Mr. On The Road 77

      Legal é ver gente nos comentários discutindo se vale a pena… he he he

    • Zé Mundico

      É o otário com prazo de validade…..kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Davi Millan

    Pra mim, que tenho um carro bomba que dá pau toda semana. Melhor ter um alugado mesmo… Sad But True.

  • Andrew B.

    Para uns pode ser vantagem. Exemplo:A pessoa da entrada no carro zero,mais parcelas,documentação,seguro.
    Então aparece as revisões.Termina a garantia,vai trocar de carro.Vai ter que dar a diferença para pegar outro zero(mais documentação).
    Quanto gastou nesse tempo?
    Mas aí tem que ler as letras miúdas do contrato da locadora.para ver se realmente vale a pena,se não tem pegadinhas.

    • Thales Sobral

      É, o pessoal tá muito apegado a ter o nome no documento do carro. Esquecem que manter o carro custa dinheiro.

      • Andrew B.

        No cado de um financiamento,só dá pra chamar de “meu carro” quando termina de pagar.

      • th!nk.t4nk

        Manter o carro ainda sai muito mais em conta do que fazer um leasing, no mundo todo. Pode fazer as contas.

  • Alexandre Maciel

    Rodo pouco e fiz o cálculo considerando o veículo que tenho. Somei custo estimado de revisões, seguro, IPVA e licenciamento e o valor foi inferior aos valores listados na matéria. De repente, contrariando esse mercado desgraçado de veículos a preço de ouro, eu tenho o carro há tempo demais. No final das contas, gastei menos do que se tivesse alugado e ainda tenho o veículo para vender.

    Os gestores dessas locadoras devem ter fumado maconha estragada.

    • Andrew B.

      O seu carro é algum citado na matéria?Claro que vai dar diferença.Agora faça as contas você comprando um dos citados.

      • Alexandre Maciel

        Peguei o valor do meu atual hoje, 0Km, e como parâmetro o valor do Onix, veículo que custa menos. Adicionando estimativa de revisões (hoje mais baratas do que o que paguei), seguro, IPVA e licenciamento, deu valor similar ao montante cobrado pelo Onix no mesmo período (51 meses). Só que, além do veículo custar mais caro do que o Onix, no final das contas faz parte da propriedade do comprador. Ou seja, se, comparando as situações, o proprietário vender o veículo e ficar como o locatário ao final do contrato, a pé, o custo terá sido muitíssimo menor.

        Não tem como justificar essa gambiarra aí das locadoras. Isso não é vantajoso para nenhum particular e continuo achando que fumaram maconha vencida.

        • Andrew B.

          Por isso existe a palavra escolha! Há quem não quer ter carro, e sim usar o carro.

          • Alexandre Maciel

            Por mim eu nem teria e, talvez, nem usasse. Ocorre que o transporte público é uma porcaria e, queiramos ou não, a conveniência do veículo à disposição é algo difícil de substituir nos finais de semana. Acrescentando, como tenho o mesmo veículo há bastante tempo, não dediquei tempo para saber o custo de locação nos finais de semana; também não pretendo ir atrás já que não tenciono trocar o carro.

            Sobre a matéria, convenhamos, querer usar o carro não significa desejar ser assaltado. Em qualquer cálculo esses valores de locação apontam no sentido de que não há, em regra, vantagem nessa “modalidade” de assalto tupiniquim. Não se cuida de escolha; trata-se de raciocinar um pouco, inclusive para reconhecer que não há como justificar a locação nos termos apontados no texto.

        • SDS SP

          Só uma observação, precisa incluir depreciação e o custo de oportunidade nessa conta.

          • Alexandre Maciel

            Já considerei a depreciação. Aliás, nos exemplos da matéria, em qualquer cenário, por maior que seja a depreciação o custo da aquisição da propriedade e a posterior transferência da mesma demonstram a desvantagem da locação.

            • SDS SP

              Meu carro hoje vale 30k e por ano meus custos ficam por volta de 13k. Só a depreciação e o custo de oportunidade levam quase à metade disso.

              • Alexandre Maciel

                Seus 13 mil englobam o combustível, correto? Pergunto porque se você, atualmente, gasta 13 mil para ter um carro de 30 mil, com certeza o que menos você faz é utilizar o carro.

                • SDS SP

                  Contabilizando tudo.
                  Eu não uso muito pq tenho carro da empresa.

                  Rodo em média 800km por mês e não uso carro da empresa três dias por semana (rodízio + final de semana).

                  • Alexandre Maciel

                    ” Para o cliente, a vantagem sobre a locação comum de veículos é que impostos como IPVA e Licenciamento ficam sob responsabilidade da empresa, assim como seguro e manutenção do veículo. A documentação do carro também está incluída no pacote.”

                    Contabilize tudo na conta da locação. Essa “modalidade” que inventaram não patrocina combustível; para rodar você precisa abastecer como em qualquer locação de carro.

                    • SDS SP

                      Disso eu sei, tanto é que o carro da empresa é alugado.
                      Nem estou defendendo essa modalidade, mas sim só fazendo uma observação de que muitos não colocaram o custo de oportunidade e depreciação nessa conta.

                    • Alexandre Maciel

                      Eu compreendo. Mas realmente cabia a observação de que custos não citados no texto são ônus tanto de locatário quanto de proprietário, além do fato de, mesmo com a depreciação, o proprietário ainda ter patrimônio mesmo gastando valor similar ao cobrado nessa forma de locação.

                    • SDS SP

                      Exato, isso tem que ser muito, mas muito bem avaliado. O cálculo tem que ser bem minucioso. E tem o pior por de trás disso: a parte pessoal de não desfrutar do SEU próprio carro.

  • Lex

    Engracado que em outros lugares isso se chama Leasing… Curioso pra saber pq ai nao chama? Sera q eh pq ja existe um leasing q eh cdc disfarcado e ja atocha no rabo do consumidor? Me pego a pensar…

    • Zé Mundico

      Foi o que pensei, isso é um leasing praticado por uma empresa privada, sob forma de contrato de prestação de serviços.
      Como leasing só pode ser feito por entidades financeiras, inventaram essa marmota de “assinatura de uso”.
      A criatividade desse povo não tem limites……prêmio nobel é pouco….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Lex

        Alias, te falo que nao e uma opcao tao ruim no quesito conveniencia nao. hahah tem horas que ser racional demais fica chato!

        • th!nk.t4nk

          Olha, tem situaçoes em que o leasing é perfeito. Se você é expatriado, mas tem intenção de voltar ao seu país (ou precisará se mudar em algum momento), o leasing facilita demais sua vida. Nao precisa se preocupar com a venda depois, é uma beleza. Mas é isso, você paga pela conveniência. Se colocar no papel, vai ver que sai perdendo $.

  • Zé Mundico

    A gente ri porque é a única coisa que consegue fazer na hora.
    Mas que dá vontade de dar um tiro, dá….

  • D136O

    Não vi vantagem nesses planos detalhados, no corola vc paga um valor tão alto que cobriria o juros correspondente a um financiamento do valor comercial do bem 100% mais o correspondente a manutenção no período, seguro, IPVA, a desvalorização do bem e ainda sobra uns trocados.

    • Robinho

      e no final vc ainda tem um carro para chamar de seu…tbm não vejo vantagem…

    • Alexandre Maciel

      E sobra o… CARRO. Não entendo como há pessoas cogitando a possibilidade de haver vantagem nesse assalto.

      • D136O

        Por 3150 mês da pra locar um sedam executivo na localiza, C4, Cruse, até A3 dependendo da disponibilidade da loja. Só olhar no site, sai mais barato que o contrato de 1 ano do corola de entrada.

  • João Cagnoni

    Custos do meu francês usado: Financiamento R$0, está quitado. Desvalorização: 10% de nada, não vale mais nada. Seguro: barato, ladrão não gosta de carro francês (há 15 dias atrás roubaram minha casa e deixaram o carro, não é brincadeira…). IPVA: 4% de nada. Manutenção: troca anual de motor e câmbio AL4 semanal, segundo comentaristas da internet. Consumo estrada (percurso diário): 15km/L. Consumo, segundo comentaristas de internet: mais que Civic e Corolla. Multas: R$0 (carro decente tem limitador de velocidade).

    • th!nk.t4nk

      Mas falando sério, o melhor negócio é sempre comprar e manter o carro por bons anos. Amortiza a compra, usufrui ao máximo do bem, e nesse meio tempo vai guardando uma grana, aproveitando o rendimento. Trocar de carro todo ano é uma perda enorme, e o leasing é pior ainda.

  • João Cagnoni

    Não entendi o ponto de que o cliente não precisa se preocupar com a manutenção. O carro vai fazer uma auto-revisão? Virar um transformer e trocar seu próprio óleo?

    • Andrew B.

      Pelo que entendi,você leva o veículo na concessionária e pronto.Só busca(ou aguarda),e não se preocupa em “pagar” pelos serviços realizados.

      • João Cagnoni

        Sim, ao invés de pagar R$350 na revisão anual do Corolla você paga R$3500 na mensalidade do carro. Qual o sentido disso?

        • Alexandre Maciel

          Não faz sentido, João. Todos sabemos.

        • th!nk.t4nk

          Exato, o carro é zero e a revisão é mínima. É que muita gente quer usar justificativas furadas pra pegar um carrão via leasing pra ostentar pros colegas e vizinhos.

      • Alexandre Maciel

        Concessionária? Porto Seguro tem oficina de serviços. Duvido que ela vá pagar revisão quando pode simplesmente fazer a custo irrisório dentro de suas instalações.

        • Andrew B.

          Me refiro a concessionária,a oficina autorizada a fazer revisão, já que está em garantia.
          Repito,precisa ver se é vantagem.Pagar uma mensalidade para usar o carro.Não estão nem aí se vai perder dinheiro.

          • Alexandre Maciel

            Estou falando exatamente disso. Você acha que, por exemplo, a Porto Seguro vai perder tempo e dinheiro enviando o carro para a concessionária se pode fazer a manutenção por valor módico na sua rede? No mais, se se cogitar essa hipótese, resta o adendo no sentido de que as locadoras mantêm acertos diretos com distribuidores, o que deve reduzir custos de manutenção em comparação com a situação do particular que busca fazer revisão no veículo próprio.

            • Andrew B.

              Venda direta,descontos no emplacamento…Por aí você já tira uma base quando as locadoras adquirem um carro zero.
              Passa a régua.

    • Fabrício Sanches

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Marcio Souza

    A tendência é aluguel e compartilhamento. Não que isso vá ocorrer em pouco tempo e com todos. Mas se hoje eu pudesse pagar um leasing num valor justo sem esquentar a cabeça com seguro e IPVA, com certeza o faria. Nos EUA é muito vantajoso, porém vc paga o seguro a parte. Uma observação a parte, essa mulher da foto é a mais fake que já vi.

    • Alexandre Maciel

      O problema é que, no Brasil, boas ideias do direito empresarial são adaptadas para diversificar as formas de açoite dos incautos.

    • th!nk.t4nk

      Nos EUA nao é vantajoso nao. Nao sei quanto tempo você morou nos EUA, mas eu já tive leasing lá, conheço muita gente que teve e é furada. No meu caso (expatriado) eu precisava de algo prático, pois tinha grandes chances de ter que me mudar de país em 2-3 anos (o que de fato aconteceu). Mas a realidade é que em condiçoes “normais” o leasing é pior negócio em relaçao a um financiamento normal, já que os juros por lá são bem baixos.

  • sigma7777777

    Esse serviço valeria a pena para carros de luxo, mas não precisaria ser novos. Seria um prazer ter um BMW sem ter que me preocupar com o alto custo de reparo de uma transmissão automática caso esse modelo de negócios cubra tudo.

  • Esquilo Tranquilo

    Comecei a ler a notícia empolgado, com os valores dos contratos já cai na real kkk

  • afonso200

    realmente é caro, nos EUA um leasing de corolla sai a 399 dolares mes, leasing de uma Maserati sai a 799dolares mes

  • Alvaro Guatura

    “este tipo de serviço atende quem precisa de um automóvel, mas não quer ter a posse de um”

    Posse ela teria, mas não a propriedade.

  • Henrique Rodrigues

    Aí galera fiz uma conta pra dar uma noção que não é tão fora da realidade depedendo do seu uso. Simulei o Mobi em 12 meses que é R$ 1.200 ainda não é vantajoso porém depende do perfil de uso

    Valor do Veículo: R$ 40.633,00

    Custos em 1 ano
    Emplacamento: R$ 500,00
    IPVA MG (4%): R$ 1.625,00
    DPVAT: R$ 63,69
    Tx. Licenciamento: R$ 92,66
    Seguro (5%): R$ 2.031,00
    Manutenção: R$ 680,00
    Desvalorização (10%): R$ 4.063,30
    Oportunidade de Capital (6%): R$ 2.437,98
    Total Custos: R$ 11.493,33
    Valor Mensal: R$ 957,77

    • Samluzbh

      Esse calculo é se eu comprar o carro ne? E como calculamos o bem que fica no caso da compra? Na assinatura você devolve e morreu a nota, na compra você tem o bem, e ai?

      • Ducar Carros

        Ele calculou isso, através da depreciação, que foi até generosa (muitas vezes, chega a 15%, ainda mais se for vender sem usá-lo na troca por outro). Caso contrário, teria colocado os R$ 40.633 pagos pelo carro como total custos.

        Se for uma PJ alugando, ela poderia lançar os R$ 1.200 mensais como custo e abater 15% (R$ 180) no IRPJ, reduzindo mais ainda a diferença.

    • SDS SP

      Esse é o ponto. Ninguém fez esse tipo de observação. Mesma coisa quando surge aquela dúvida de alugar ou comprar um imóvel.
      Em certos casos, pode ser até vantajoso, mas caso você queira estritamente um meio de transporte.

      • Elinho Casagrande

        Aqui no ES não vale empatar dinheiro em imóvel residencial. Aluguéis não chegam a 0,3% do valor do imóvel. Mas tem a parte da segurança de não ter que sair a qualquer hora, do poder decorar do sei jeito…

  • Adriano Lius II

    A loira da primeira foto vem junto?

  • GABRIELCSFLORIPA

    Recentemente aluguei um Fiat Toro na Localiza, paguei a taxa do seguro do carro (R$ 29,90) e a taxa do seguro para terceiros (R$ 10,90).
    Durante o uso do carro uma pedra atingiu o para-brisas, marcou na parte opaca, no tamanho de uma moeda de 1 real.
    Ao devolver o carro disseram que eu tinha de pagar o valor total do para-brisas (R$ 1.100,00).
    Questionei sobre o seguro que havia pago e disseram que cobria o carro em caso de sinistro, com franquia de até R$ 4.000,00 (dependendo do dano), mas que os vidros não estão inclusos.
    Também não aceitaram que eu realizasse um reparo no para-brisas.

    • th!nk.t4nk

      O seguro básico é isso aí mesmo, mas normalmente tem vários níveis de opçao de seguro (numa seguradora decente). O problema é que divulgam só o pacote básico, pois pra eles é até lucro se você avariar o carro (melhor ainda se der PT).

  • Anderson Moraes

    quase morri de rir aqui qd li os valores do aluguel.. ainda mais do Mobi..

  • Daniela Ponchio

    Aqui nos EUA o leasing é bem diferente. Costumávamos ter leasing no Brasil mas depois do choque cambial parece que foi proibido. Um carro razoável aqui não se paga mais do que 300 dolares por mês em leasing o que normalmente é mais barato do que financiar. Contratos de 2 a 3 anos, e no final do contrato se pode comprar o carro ou trocar por um novo. Mas, não se pode fazer qualquer alteração ou customização, nem mesmo instalação de som por exemplo.

  • Rafael Trindade

    Certamente já tem data para MORRER este ‘projeto’.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend