Esportivos Europa

Lotus promete novo bólido para 2020 e uso de motor Volvo

lotus-esprit-13

Jean-Marc Gales, CEO da Lotus, revelou recentemente duas novidades para o ano de 2020. A primeira em realidade é dupla, pois serão lançados dois esportivos novos no começo da próxima década. O segundo é que a marca inglesa irá mesmo se beneficiar da controladora Geely para utilizar o powertrain da Volvo e Polestar.


Gales prometeu um novo carro para enfrentar a Ferrari e este ficará naturalmente acima do Evora, o mais potente carro da marca no momento. Este esportivo não teve a identificação revelada, mas acredita-se que será uma releitura bem moderna do Esprit. Aliás, a última vez que o clássico esportivo britânico esteve em evidência foi no Salão de Paris de 2014, quando a empresa – sob o comando de Dany Bahar – apresentou diversos conceitos dos próximos lançamentos então imaginados, entre eles o dito bólido.

lotus-esprit-11

Mesmo agora, o Esprit de 2014 está mais do que atual. Na época, o bólido chegaria com um novo motor V8 4.8 desenvolvido pela própria marca, que estava naquele momento iniciando o projeto. Hoje, no entanto, a Lotus continua a se manter na pista apenas com os motores da Toyota, sendo o 2ZZ 1.8 de quatro cilindros e o 2GR V6 3.5. Usando somente eles, a gama do fabricante de Hethel alcança agora 436 cavalos com o Evora GT430. As opções começam na dupla Elise e Exige com 220 cavalos no 1.8, mas já foi menor.


O Evora GT430 é considerado um concorrente do Porsche 911 GT3, mas o próximo carro deve buscar uma cavalaria muito maior para estar em pé de igualdade com o cavalino rampante. Se Gales parece comedido nas declarações, An Cong Hui, presidente da Geely, diz claramente: “A Lotus costumava ser classificada ao lado da Ferrari e da Porsche, então precisamos voltar a essa classificação novamente”.

Para se alcançar isso, a Lotus irá utilizar o powertrain do grupo Geely, segundo o próprio Gales: “A Lotus estará adotando powertrains de outra divisão dentro da Geely”. Sem dizer Volvo, fica claro a intenção da marca inglesa em adotar os propulsores suecos. Atualmente o motor Drive-E tem na versão 2.0 litros com quatro cilindros sua espinha dorsal e ela entrega de 190 a 320 cavalos sem assistência elétrica.

lotus-esprit-14

Mas, além disso, o Drive-E tem ainda uma opção plug-in com até 408 cavalos, que pode servir ao Evora, por exemplo. Já as versões mais fracas poderiam ser usadas no próximo carro, que também será vendido em 2020. Gales é reservado em falar do assunto, dizendo apenas que o mercado pede algo acima de Elise e Exige.

A declaração pode esconder também o fato da marca preparar um crossover de alta performance para ser feito na China. Mas e o sucessor do Esprit? Outro propulsor da Volvo que poderia ser usado é o 2.0 tri-turbo (com um elétrico) de 454 cavalos, já testado e apresentado pela marca. Com um ou dois motores elétricos adicionais, poderia entregar algo por volta de 600 cavalos de forma combinada ou até mais.

[Fonte: Autocar]

 

COMPARTILHAR:
  • Cromo

    Sempre achei a Lotus uma marca muitíssimo mal aproveitada. A Lotus tem enorme tradição, é nome mais ou menos forte como Lamborghini, eu acho seu nome + forte q Maserati, sempre achei estranho nenhum grande fabricante a ter comprado e fazer grandes investimentos. Tem tudo para ser um grande concorrente de Porsche e companhia ilimitada.

  • Cromo

    Sempre achei a Lotus uma marca muitíssimo mal aproveitada. A Lotus tem enorme tradição e sempre achei estranho nenhum grande fabricante a ter adquirido. Tem tudo para ser concorrente de Porsche, McLaren, Lamborghini, entre outros.

  • Jorge Osório Cortese Magalhães
  • afonso200

    sempre achei a Lotus uma marca sem graça nesses ultimos 12 anos sempre o mesmo modelo ELISE, carro sem graça e sem motor

    • Gustavo Adriano

      Sem motor? KKKKKK Ó deus…
      Amigo a Lotus aproveita muitíssimo os motores produzidos pela Toyota, passou por vários cortados nos últimos 5 anos, quase não houve investidores e mesmo assim tem conseguido uma clientela fiel e tem se reerguido. Utiliza, além do 1.8 citado pelo NA, uma unidade motriz 1.6 na versão de entrada com 136cv para um carro onde o que importa é a relação peso/potência.

  • noticiasehumakaka

    belo carro uma marca fantástica mais no brasil… quase não vejo um se vi 1 até hoje foi muito

  • Ricardo Blume

    A frente lembra um Huaracan. Poderia ser mais original. Parece coisa de fabricante chinesa. Opa, pera!

  • Josê Fagundes

    É tempo para a Geely ter motor Geely na divisão Lotus. A Lotus não alcançou a quantidade de prestígio de Porsche’s e Ferrari’s por entregar carros com powertrain incapazes. Nem elise, nem exige e nem Evora se destacam em seus segmentos. Agora q foi vendida, espero q levem a Lotus para um patamar mais alto que honre a história da marca

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email