Asiáticos China Lançamentos Luxgen Sedãs

Luxgen5 é o primeiro sedã da marca de Taiwan

Luxgen, uma marca desconhecida até pouco tempo, mas que surpreendeu o mundo automotivo com veículos datados de altíssimo nível tecnológico.

Depois da minivan Luxgen7 MPV e do crossover Luxgen7 SUV, a marca controlada pela Yulon, lança seu primeiro sedã, o Luxgen5.

O desenvolvimento do Luxgen5 mostra o poder global de sistemistas, que agora podem ser acessados diretamente por qualquer empresa que deseje desenvolver seu próprio veículo sem associações, muitas vezes prejudiciais, às montadoras tradicionais.

O chassi foi feito no Reino Unido, sistemas de segurança na Alemanha (Continental), sistema contra colisão de pedestres na Espanha (IDIADA), segurança ativa nos EUA (Delphi), motores e transmissões Euro 5 no Japão (Aisin/Delphi), entre outros.

Tecnologia

Os motores feitos pela Aisin e Delphi são um 1.8 Turbo DVVT com 150 cv e um 2.0 Turbo DVVT com 170 cv. As caixas automáticas têm respectivamente cinco e seis marchas, fazendo o Luxgen5 ir de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e atingir máxima de 210 km/h.

O sistema multimídia Think foi desenvolvido pela conhecida HTC, tendo tela sensível ao toque de 9 polegadas com sistema de áudio, câmera de ré, navegação e internet. O sistema operacional é o Android.

Como estamos falando de Luxgen, o novo modelo não fica atrás dos demais produtos da marca, e traz HUD, sistema de visão com 360 graus de azimute, LED diurno, aviso de pontos cegos, sistema de visão noturna, aviso de mudança de faixa involuntária, entre outros.

Há ainda ar condicionado dual zone, acabamento em couro, computador de bordo, controle de cruzeiro, instrumentação por LED, ABS, EDB, ESP, TCS, múltiplos airbags, etc.

Para demonstrar a segurança do Luxgen5, a Yulon divulgou um vídeo do modelo em um crash test, com resultados aparentemente satisfatórios. No entanto, só mesmo sendo provado pela NHTSA, IIHS e NCAP para termos uma real noção do nível de segurança do sedã chinês. Preço? Esperamos sua chegada por aqui com valor competitivo.





  • marcossadalamuller

    A reportagem é interessantíssima. Mas só um detalhe. Creio que a Luxgen, é uma marca taiwanesa como foi destacada no título. Existe uma polêmica em torno disso, mas o Brasil reconhece a ilha de Taiwan como um país independente e como brasileiros, devemos reconhecer de forma igual. Apenas a China reconhece que a ilha é um estado dele, um estado rebelde e não um país independente. Sendo assim, Luxgen não é uma marca chinesa mas sim taiwanesa. E por falar em qualidade, coisas "Made in Taiwan" possuem uma qualidade muito superior e uma reputação muito melhor na Asia do que os "Made in China".

  • lesvoitures

    Errado.

    O Brasil não possui relações diplomáticas com Taiwan, o qual conta com nem 30 países que o reconheçam oficialmente, nenhum deles de grande importância no cenário internacional.

    O processo de industrialização de Taiwan começou mais ou menos junto com o da Coréia do Sul e de Hong Kong, é natural que suas linhas de montagem estejam mais amadurecidas. Mas eu acho questionável se na China continental já não existe produção equivalente ou até mesmo superior em termos de qualidade.

    • HenriqueHJ

      a china tem produção equivalente aos de Taiwan, pois já há alguns anos as maiores empresas de produtos de informaticas que tem sede em taiwan abriram fabricas na china exatamente para ter preço e escala. mas os que tem maior valor e tecnologia agregada como produtos de semi-condutores (chips de memoria, SSD, SIMM e etc..) e telas de cristal liquido ainda são basicamente feitas nas suas instalações em taiwan.

      como trabalho com produtos de informatica, há alguns anos atras fui na feira de informatica de taiwan (se não me engano é a segunda maior feira de informatica do mundo, so perdendo pra feira da alemanha) e 2 semanas depois feira de autopeças, eles fabricam muitas peças automotivas como partes de suspensão, carroceria, mas não produzem motor ou cambios, são mais peças de lataria e suspensão, tem muitas peças de carros fora de linha que eles ainda produzem. são coisas gigantescas para um pais tão pequeno. vc cruza de norte a sul em pouco mais de 4 horas de carro.

      transito caotico, não tem carroça só tem carros de primeira. e lá corolla, altima são taxi!!

  • Wandersound

    Putz, gostei muito, quando vai chegar?

  • mandabala

    Isso demosntra que fazer um carro bonito e CORRETO não é coisa de outro planeta, como as nacionais demonstram ser. Parabéns a uma empresa que faz um produto bonito e que aparenta muita qualidade! Fiquei muito surpreso!!

  • Edson Roberto

    Impressionante… o carro conseguiu ser um belo modelo, moderno e ainda aliou diversas tecnologias que engatinham em diversos mercados e modelos!

    Quem diria que o Android não iria equipar os modelos automotivos. Alias,até hoje nunca entendi pq nunca fazem isso. Ficam lançando sistemas proprietarios ao inves de lançar um sistema que seria possivel atualizar… sem limitações… quer dizer, limitação inicial de aplicativos que posteriormente podem ser baixados.

    Acho que é acertado colocar tais sistemas, porém o Android vai precisar melhorar muito para ser bom o suficiente para que não seja necessaria uam atualização do mesmo em diversos modelos assim como é para celulares.

  • JCsr

    Lindo sedã, totalmente diferente dos carros da China continental, que por mais bem elaborados que sejam sempre continuam com cara de descartáveis. Que a Luxgen traga seus modelos maravilhosos para o Brasil pra já!

  • lgustavomp

    Os crashtests não são feitos regularmente à ~60km/h? Pq o desse é a 50?

  • Gostei bastante desse design. Quanto mais feiuras forem lançadas pelos ocidentais, maior será a receptividade dos asiáticos, gosto da agilidade dos chineses (e taiwaneses…) há dois anos atrás as marcas regionais eram criticadas pelo fiasco estético dos seus produtos, agora, enquanto coisas como Etios, Logan, Agile ou Cobalt são desovados pelas ocidentais, na surdina os chineses estão investindo pesado no visual dos seus produtos.



Send this to friend