*Destaque Jaguar Preços Sedãs

Mais potente, Jaguar XE 2018 chega a partir de R$ 225.500

Mais potente, Jaguar XE 2018 chega a partir de R$ 225.500

O Jaguar XE 2018 chega com algumas novidades ao mercado nacional. A primeira é a ausência das versões Pure e Pure Tech, que eram as opções de acesso do sedã de luxo britânico. Quando chegaram ao Brasil em agosto de 2015, elas custavam respectivamente R$ 169.900 e R$ 177.000, respectivamente.


Agora, o Jaguar XE 2018 só está disponível nas versões R-Design, que passa a custar R$ 225.500, e na S, que tem motor V6 3.0 Supercharged. Esta opção topo de linha sai por R$ 335.900. Com essa mudança, a Jaguar deixa de oferecer um sedã de luxo abaixo de R$ 200.000.

Mais potente, Jaguar XE 2018 chega a partir de R$ 225.500

Por ora, não se sabe se haverá algum dia um sedã menor, mas o que sabemos é que chegará em breve o crossover E-Pace, que será a porta de entrada da marca inglesa e talvez tenha preços abaixo desse nível. Mas de volta ao Jaguar XE 2018, a principal novidade mesmo é a chegada do motor Ingenium 2.0 para o sedã inglês. Ele substitui o antigo “FoMoCo” 2.0 GTDI, mais conhecido como EcoBoost e que no Brasil equipa o Ford Fusion.


Mais potente, Jaguar XE 2018 chega a partir de R$ 225.500

A mudança mais cavalos para o modelo de luxo, que agora entrega 250 cv ante 240 cv do motor da Ford, bem como 37,1 kgfm entre 1.300 e 4.500 rpm contra 34,5 kgfm do propulsor anterior. O câmbio continua sendo o ZF 8HP de oito velocidades e a tração, devidamente traseira. Com isso, o Jaguar XE 2018 em sua versão R-Design vai de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos e tem velocidade máxima de 250 km/h.

Fruto de um investimento de £ 1,5 bilhão e feito totalmente em alumínio, o propulsor Ingenium é um desenvolvimento próprio da Jaguar Land Rover e promete mais eficiência e performance que o antigo motor da Ford, que foi a controladora da britânica durante muito tempo. No caso do Jaguar XE 2018 na versão S, o motor AJD-V6 3.0 continua o mesmo, mas não a versão, que é aquela que entrega 380 cv contra a anterior, que disponibilizava 340 cv. O torque, no entanto, se mantém: 45,7 kgfm.

Mais potente, Jaguar XE 2018 chega a partir de R$ 225.500

Mas, a alteração na cavalaria do conhecido V6 da Jaguar fez com que o tempo de aceleração de 0 a 100 km/h caísse de 5,1 segundos para exatos 5,0 segundos. A máxima continua limitada em 250 km/h. Na mecânica, sem outras alterações. Já no conteúdo, a multimídia InControl Touch Pro é opcional. Ela vem com tela de 10,2 polegadas, sistema de navegação por GPS e HD interno de 10 GB para músicas, vídeos e dados. De janeiro a outubro desse ano, o Jaguar XE vendeu 299 exemplares, sendo 10 no mês de outubro.

Mais potente, Jaguar XE 2018 chega a partir de R$ 225.500
Nota média 4 de 2 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Mario

    Como é bom viver num país com inflação baixa. Os preços ficam estáveis, nada sobe…sqn…
    O pior, é que os carros importados, são ‘precificados’ em relação aos nacionalizados. Como colocar a venda um Jaguar por $170k, se temos Compass a $160k??? Sem falar nas picape, e todos os outros segmentos.

    • Bruce Wayne

      Começou com os nacionais equiparando os preços com os importados assim que criaram as cotas e isentaram o IPI.
      Os preços só aumentaram e as “nacionais” embolsaram o “desconto”, agora naturalmente existe essa continua alternância entre nacionais e importados. Onde quem sempre “ganha” somos nós.

      • Fanjos

        “sempre “ganha” um tarugo somos nós.”

        Para o caso de alguém não entender a ironia.

    • Leonel

      É o caso de série 3 e Classe C, na faixa dos R$200 mil. Se temos Corolla por R$120 mil e outros exemplares com estes preços absurdos, fica difícil mesmo exigir que os de luxo fiquem com preço “mais acessível”. Mas sei lá, eu olharia a série 4 ou um A5 nessa faixa de preço do XE…

    • Eduardo

      verdade, mas mesmo assim não vende. quase não se ve jaguar nas ruas. como exemplo temos o BMW 320i Sport a partir de R$ 168.950,00 à vista. E é o a versão de entrada. Status por Status sou mais Jaguar. Até pq carrão ambos serão.

  • Gran RS 78

    Os consumidores mais uma vez são penalizados com essa mania das marcas, especialmente as importadas, de só trazerem as versões mais completas e caras. Desse jeito se vender umas 10 unidades desse modelo será muito.

    • Ⓜ️arcelo

      no site da jaguar tem opção do ingenium P200 e não vai demorar muito para chegar a Pure. Sempre quando chegam as novidades, começam pelas versões mais caras que muitas vezes são vendidas pela exclusividade e não pelo custo x beneficio, e depois chegam as mais acessíveis. Além disso deve ter Pure com motor antigo em estoque, haja vista que este carro é ruim de mercado.

  • vicegag

    Fora os 10 cavalim, o que tem a mais nesta versão R, para um aumento de 50 mil pica paus.

    • rafael morozini

      Amigo , um xe R Sport nunca foi menos Que 200 mil ! A conta não está batendo nesses 50 aí kkk

  • Vitor Santos

    Esse design nao empolga muito.. Mas o F-TYPE é top!

  • Bruno Silva

    Não curti o interior desse carro ao vivo, achei inferior a Classe C e novo A4. Além do mais, a Jaguar tá achando que é superior ao trio alemão para querer trazer carros caro assim! Pena.

    • Hoffmann

      Caro como as versões equivalentes do Classe C, Audi A5 e BMW Série 3.

    • rafael morozini

      Rapaz não compare o xe R Sport com 320i e c180 ! Os concorrentes dele são : 328i , c300 e a4 ambition ! E lê-lo que eu saiba , e mais barato que todos …

    • Rudá

      Já dizia meu vô, existem 2 tipos de carros: os alemães e o resto! Os ingleses tentam, mas nunca vão casar/calibrar o ZF tão bem quanto a BMW já faz nos carros de entrada, vide série 3. A Jaguar emplaca menos F-Type que o 911, sendo que ele (Jaguar) é mais barato e “potente”. Por que será?

      • IRA

        Já os italianos dizem que existem os carros e existe a Ferrari… Cada um puxa a brasa para o seu assado.

    • Rudá

      E sobre o interior dos carros, realmente estão bem ruins. Antes a Jaguar Land Rover era boa pelo menos na perfumaria do carro, agora nem isso. Aluguei uma F-Pace na Inglaterra e o carro é extremamente sem sal, mecânica e esteticamente falando.

      • Bruno Silva

        Mesma impressão. Por fotos achava o F-Pace o máximo, ao vivo tive aquela impressão: “só isso?”. Nunca deixaria um Macan ou Cayenne, até mesmo um XC90 para comprar um F-Pace.

  • Hoffmann

    Provavelmente a Jaguar percebeu que as versões que mais vendem são a R-Sport (R-Design é na Volvo) e a S V6. Nunca vi um XE na rua que fosse das versões básicas, sempre eram das mais caras.

  • TT 230

    Em tempos de dominação dos SUVs, essa faixa de preço já encosta muito nos recém lançados Volvo XC60 e Audi Q5.

    O XF chegou a liderar a categoria durante um tempo e os principais atrativos eram design, exclusividade e preço. O XE perde versão de entrada, não é tão atraente quanto era o XF e o preço não ajuda.

  • Eu sou apaixonado por esse XE. Se eu pudesse, seria meu próximo carro.

  • Munn Rá : O de Vida Eterna

    JLR precisa reformular o desenho dos jaguares ( já estão ” cansados ” )

    Além disso acho os do passado possuem um design muito mais bonito

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email