Conversíveis Esportivos Mazda

Mazda MX-5 celebra 1 milhão de unidades vendidas

mazda mx-5 1 milhão 1

Vinte e sete anos após ter sido introduzido no mercado, o icônico Mazda MX-5 celebra a marca de 1 milhão de exemplares vendidos em todo o mundo. “Da primeira geração até o modelo de quarta geração de hoje, a razão pela qual temos sido capazes de continuar vendendo o MX-5 durante todos estes anos é o forte apoio dos fãs ao redor do planeta”, disse o presidente e CEO da marca, Masamichi Kogai.

Para comemorar o marco, a Mazda vai exibir o milionésimo MX-5 durante o Festival das Flores de Hiroshima, no dia 3 de maio no Japão, onde o modelo vai participar do Desfile da Flor. O exemplar histórico vai ser ainda exposto no Festival de Goodwood, a partir do dia 26 de junho no Reino Unido. Após isso, a marca vai realizar uma turnê com o carro pela Europa.

“A Mazda foi fundada em Hiroshima há 96 anos, e à medida que avançamos em direção ao nosso ano do centenário, vamos continuar oferecendo aos clientes a alegria de conduzir modelos como este, que se tornou um símbolo da nossa marca”, completou Kogai.

Durante todos esses anos, o Mazda MX-5 recebeu cerca de 250 prêmios. O mais recente deles foi o Carro Mundial do Ano 2016 e o Carro Design Mundial do Ano 2016.

Galeria de fotos do Mazda MX-5





  • Khusller

    Handling, handling & handling.

  • 1945_DE

    Não entendo o porquê não temos este tipo de carro no Brasil. As montadores deviam importar e vender conforme demanda. Aposto que ia vender até que bem.

    • PCPartsFan

      Brasileiro ainda enxerga o carro como investimento enquanto nos outros Países é apenas mais um bem de consumo, talvez o preço elevado tenha contribuído para esse comportamento, quem compra um carro desses quer sentir o vento no rosto, o vento desarrumando o penteado rsrsrs, não é recomendável para velhinhas que usam lotes de Laque hehehehe

      • Tosoobservando

        Nao tem nada a ver com isso, tem a ver com os impostos, varias montadoras trazem sim mas como nossa politica de importação é cobrar mais caro de quem tem mais ou pode pagar mais, a pessoa opta por algo mais funcional.

  • Carolina V.

    Merecido.



Send this to friend