Japão Mazda Tecnologia

Mazda revela seu plano de tecnologias sustentáveis até 2030

mazda-skyactiv-x-1 Mazda revela seu plano de tecnologias sustentáveis até 2030

A japonesa Mazda anunciou seu plano estratégico para 2030. A montadora de Hiroshima irá focar seus esforços em novas tecnologias sustentáveis, dividindo seus desenvolvimentos em pessoas, planeta e sociedade. Nesse primeiro ponto, a empresa continuará com o estilo KODO, que vem moldando os carros da marca nos últimos anos.



Com linhas suaves e ao mesmo tempo agressivas, o estilo KODO dá à Mazda um padrão visual mais leve e que não necessita de atualizações profundas no aspecto geral, conservando-se por um bom tempo. No segundo ponto, a montadora pretende cortar 50% das emissões entre 2010 e 2030, alcançando 90% em 2050. A companhia promete para 2019 seu primeiro carro elétrico, que deverá ser feito nos EUA junto com a Toyota. Até agora, a Mazda evitou investir em híbridos e elétricos, apostando tudo em sua tecnologia SkyActiv.

mazda-skyactiv-x-3 Mazda revela seu plano de tecnologias sustentáveis até 2030

Para a sociedade, a estratégia da Mazda é introduzir a filosofia Mazda Proactive Safety, que visa eliminar as mortes por acidente a bordo de seus carros nos próximos anos. A empresa não dá uma data como meta para ser alcançada. Ainda na segurança, o i-ACTIVSENSE deverá ser introduzido a partir de 2018, sendo um sistema de indica ao motorista potenciais perigos durante a condução. Em termos de condução autônoma, o Mazda Co-Pilot Concept entra em serviço por volta de 2020 e será padrão nos carros da marca até 2025.

Outro destaque do plano 2030 da Mazda é o motor SkyActiv-X. O propulsor da marca nipônica utiliza basicamente a tecnologia HCCI (Homogeneous Charge Compression Ignition), que consiste na combustão de gasolina por meio de alta compressão, assim como no ciclo Diesel. Com isso, a Mazda anuncia que ele terá o mesmo rendimento energético de um motor diesel comum.

mazda-skyactiv-x-4 Mazda revela seu plano de tecnologias sustentáveis até 2030

No entanto, a fim de otimizar ainda mais a queima de combustível na câmara e permitir uma transição perfeita entre ignição por compressão e ignição por sentelha, a Mazda patenteou a tecnologia SCCI ou Spark Controlled Compression Ignition. Ela utiliza velas para otimizar essa combustão e adiciona também um compressor volumétrico para obter mais rendimento em baixa e alta rotação.

A vela de ignição só funciona para dar “partida” na combustão, enquanto o restante do processo é feito pela compressão da mistura ar-combustível, alcançando impressionante taxa de 30:1! Para termos uma ideia, a maioria de nossos motores flex trabalham entre 10:1 e 12:1. Um diesel em torno de 16:1 a 18:1. O Mazda SkyActiv-G 2.0 tem taxa de compressão de 14,7:1, por exemplo.

mazda-skyactiv-x-6 Mazda revela seu plano de tecnologias sustentáveis até 2030

Com isso, a Mazda diz que o SkyActiv-X reúne o melhor de dois mundos, ao agregar a performance do motor a gasolina com a eficiência energética do diesel. Ela comenta que é como um G 2.0 com performance do G 2.5 e economia do G 1.5. Com isso, a montadora fala em economia entre 10% e 30% em comparação com o SkyActiv-G atual.

A ignição por compressão permite ao X aumentar a eficiência na combustão entre 20% e 30% mais que no G atualmente e de 35% a 45% nos motores da marca até 2008. Numa comparação com o SkyActiv-D, a Mazda fala que o X tem eficiência energética igual ou superior. A Mazda ainda promete plataformas mais leves, rígidas e com melhor nível de ruído interno, bem como estrutura mais estável em impacto, ampliando assim segurança, conforto e dirigibilidade.

Mazda SkyActiv-X – Galeria de fotos

  • Handlay P.B.

    Legal, enquanto as outras marcas apenas seguem tendência e procuram não estar defasadas, a Mazda revolucionou o motor. De acordo com outro site as velas apenas funcionarão nas altas rotações evitando o a baixa potência que tem nos motores a diesel. Ouvi falar que um motor Skyactiv-X 2.0 poderá fazer até 30 km/l na estrada, mas queria saber se esse motor será aspirado ou turbinado. Porém, tem que tomar cuidado para não mexer no provável coletor de escape (que ajudará a reduzir a temperatura da combustão) para esse motor não explodir.

    Na segurança, a Mazda vai se destacar junto com a Volvo (que também quer zerar o número de óbitos em seus automóveis) zerando as mortes em seus carros, mas resta saber se depois de alcançada essa meta vai dar para sobreviver a uma colisão de 200 km/h…

    • Deadlock

      O motor é aspirado e as velas só funcionam na partida. É como se fosse um motor a diesel, de alta taxa de compressão, mais eficiente que o motor a gasolina comum. Aqui na Banânia teria vida longa por causa da Petrobrás…

      • Handlay P.B.

        Se for verdade um motor 2.0 aspirado a gasolina fazer 30 km/l na estrada é impressionante…

    • Marcos

      O Sky-Active X primeiramente virá aspirado, e na próxima década vira a versão com Turbocompressor, ou seja, os dados de consumos revelados até então é da versão aspirada, podendo melhorar na versão com turbo.

    • Luis Burro

      Depende onde vc bater.Teve algumas colisões q alguns já sobreviveram a esta velocidade.
      Mas aumentando a área de deformação do veículo contribui consideravelmente.

      • Handlay P.B.

        Sim, mas eu estava me referindo a uma colisão frontal a 200 km/h. O Top Gear fez um crash test em um Focus 1º geração a 193 km/h, o carro foi esmagado na parede e o habitáculo também.

        https://i.ytimg.com/vi/H-DpxZ6obok/mqdefault.jpg

        • Luis Burro

          Eu vi,até q suportou bem a barreira fixa.

  • th!nk.t4nk

    Apesar de achar que a Mazda está na contra-mão no desenvolvimento de certas tecnologias (mesmo que os brasileiros achem o máximo a aposta em motores à combustão, a realidade é que nao tem futuro), o que me agrada na marca são as linhas arrojadas e o custo de seus veículos. Poderiam apostar no Brasil, creio que teriam um bom direcionamento pro mercado.

    • V12 for life

      Com o fim do Inovar Auto e a produção no México, ao menos podemos torcer pela volta da Mazda ao mercado.

      • th!nk.t4nk

        Seria mesmo perfeito pro Brasil, onde os motores à combustão e os híbridos devem durar muito tempo ainda.

    • sigma7777777

      Os híbridos estão pairando em um limbo na legislação desses países que querem o fim dos motores à combustão, então com a proximidade da Toyota acredito que a Mazda possa ter um excelente veículo híbrido em termos de baixo consumo.

      • Marcos

        A Mazda irá, em 2019, atirar em todas as direções, temos o SCCI para combustiveis, um hibrido e um BEV, sendo que o hibrido é de tecnologia própria e o BEV é compartilhado com a Toyota.

    • Marcos
  • Mr. Car

    Carro sustentável tenho eu: posso pagar a gasolina, a manutenção, o IPVA, e o seguro. ISTO é carro sustentável, he, he, he, he!

  • noticiautomotivaracistaa

    Mazda não tem no BR

  • Luis Burro

    Mas este motor não parece aceitar qlqr tipo de gasolina.

  • Vinícius

    Trocar a frota de carros a combustível fóssil é mais difícil do que se pensa: Temos a capacidade de fornecer energia para uma frota de carros elétricos (no mundo, poucos países têm), Temos a capacidade de distribuir esta energia para abranger o território de países de grande extensão? (novamente poucos países no mundo têm). Trocar toda uma cadeia de assistência técnica e manutenção de mecânicos em motores por eletrotécnicos em concessionárias e oficinas em um país inteiro também é difícil. Tem a questão do impacto ambiental da produção das baterias, seus insumo e descarte. Então é claro que mudar de carros a combustão para elétricos é complicado e não será tão rápido, principalmente em países grandes. Em países pequenos fica bem mais fácil, na China tem a questão da poluição que é muito elevada nos grandes centros, o que se repete na maioria dos países, então os grandes centros deverão ser atendidos primeiro, mas ainda assim existe a questão que, no mundo, as pessoas, em sua maioria não possuem dois carros, por questão econômica principalmente, então ter um carro para o dia a dia e outro para viajar é privilégio de poucos. Olhando desta forma, a mudança completa irá demorar mais do que se pensa, mas é bom ter concorrência.

  • Paulo Reis

    Aproveita e faz um circuito 48V e elimina o excesso de polias e correias. Um motor com esta suposta eficiência e técnologia única não poderia render-se a este emanharado de correias. BMW e Mercedes ja tem motores prestes a serem comercializados ja com 48V, eliminando todas as polias e correias, onde, bomba d’ agua e óleo, A/C e DH entre outros periféricos, são elétricos, ficando somente o alternador conectado por polia e correia.

  • Esquilo Tranquilo

    Pensei que era um JAC nessa foto da matéria kk

  • Marcio Lenz

    A Mazda faz falta no Brasil, eles tb podiam lançar um carro popular.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend