Finanças Governamental/Legal Mercado

Mercado: portadores de deficiência são os que mais estão comprando carros

Ford-EcoSport-SE-Direct-PCD Mercado: portadores de deficiência são os que mais estão comprando carros

O mercado nacional cresceu 14,69% no primeiro trimestre e 527.312 automóveis e comerciais leves foram vendidos no período. Mas, esse novo crescimento do mercado apresenta uma mudança notável no perfil dos consumidores. Se a oferta de versões PCD, feitas para pessoas portadoras de algum tipo de deficiência, parece ter aumentado no período, não se engane, é nesse segmento que as vendas estão subindo.



De acordo com um levantamento do site Infomoney, clientes portadores de deficiência são os que mais estão comprando carros. No primeiro trimestre, a venda de carros PCD cresceu nada menos que 36,57% em relação a 2017. Isso representou pelo menos 35,5 mil carros vendidos. O montante é o menor entre os quatro segmentos que compõe o mercado brasileiro nesse momento.

No entanto, é o que mais cresce. Um pouco mais acima, em termos de volume, surgem as locadoras, que emplacaram 49,2 mil carros. Mas, elas tiveram alta de apenas 16,02%, bem abaixo da evolução verificada no PCD. Já a venda direta emplacou 102,9 mil unidades nos três primeiros meses de 2018, mas a alta foi de 15,34%. Por fim, o cliente pessoa física ainda é responsável pelo grosso do mercado, tendo comprado 339,7 mil exemplares no período, mas a elevação foi de somente 12,41%.

Ford-EcoSport-SE-Direct-PCD Mercado: portadores de deficiência são os que mais estão comprando carros



Diante disso, pode-se observar que o cliente PCD está liderando as oportunidades no mercado. Por lei, o consumidor que se enquadra dentro de restrições médicas, têm direito a isenção de diversos impostos e para carros que custam até R$ 70.000. Nesse caso, se for condutor, este será isento de pagar ICMS, IPI, IPVA, IOF e rodízio municipal (São Paulo), mas este último apenas se for deficiência física. Para o cliente que não é condutor, apenas IOF e IPVA não estão isentos de pagamento, mas em compensação, o benefício se amplia também para deficientes visuais, mentais, intelectuais e autistas.

O corte no preço do automóvel pode chegar a 30% nesses casos, mas acima de R$ 70.000, o benefício é reduzido. Já existe até proposta para se aumentar o patamar limite de isenção total de impostos para clientes PCD. Nessa faixa, o consumidor encontra carros de diversos segmentos, incluindo SUVs compactos e sedãs médios. As marcas também dedicam especial atenção ao segmento, pois o corte nos impostos são interessantes para as margens, o mesmo em relação aos concessionários e, especialmente, ao cliente, que assim pode ter um carro zero por um preço bem abaixo das versões comuns.

Antes o preço era o único diferencial dos carros para PCD, mas agora existem versões específicas, que também são compartilhadas para venda direta. Alguns possuem rodas de aço com calotas e equipamentos reduzidos, outras apenas reduzem o tamanho das rodas e tiram um ou dois equipamentos. Dependendo do modelo, a compra se torna muito vantajosa.

[Fonte: Infomoney]

COMPARTILHAR:
  • Louis

    Só tendo algum esqueminha mesmo pra conseguir trocar de carro. Porque pagar tabela cheia, tá difícil….

  • SDS SP

    Tem muita gente se aproveitando de “esquemas” para comprar um carro na modalidade PCD. Agora tem até empresa que ajuda nos trâmites da documentação.
    Eu mesmo poderia comprar um carro nessa modalidade, pois tenho um irmão com deficiência grave.

    • Luciano RC

      Só porque minha esposa sofre com dores no joelho, eu posso conseguir um laudo afirmando que ela tem uma deficiência e ter essa isenção.
      Hoje, o que mais tem é empresa que faz esse esquema… acha vários anúncios na Internet.

      • Luis Burro

        Não culpo ngm.Se as multinacionais agissem com idoneidade e estipulassem um valor q fosse adequado ngm ia precisar de esquemas pra adquirir sem extorsão.

        • Luciano RC

          Olha… eu acho completamente errado. É desse jeito que o Brasil vai piorando.

          • Luis Burro

            Brasil vai piorando pq ngm faz ou muito poucos fazem.Não adianta ficar achando que cada um fazer sua parte é o suficiente,as vzs é necessário mais.O problema é poucos estão dispostos a fazer a mais sem ganhar e não só pela satisfação,msmo pq tbm vai estar usufruindo,mas qr ganhar além disto.
            É por isto que não importa o que algm fale que vai fazer,qndo chega não faz nd,pq não vai além,uma h cansa e desiste.

        • TijucaBH

          Pra multinacional nao muda nada, já que a diferença no preço sao apenas parte dos impostos que deixam de ser recolhidos.

        • ViniciusVS

          Brasileiro quer levar vantagem em tudo, a montadora pode vender o carro com 90% de desconto, se existir um esquema em que o valor seja 99% menor, o cara vai lá e se aproveita…

          • Luis Burro

            Mas isto não é só brasileiro,o qlqr humano tenta levar vantagem.E dependendo da situação não tem nd demais.

      • No_Name

        Daqui a pouco o governo corta essa farra e aí quem realmente precisa ficará sem. Esse país não tem jeito, o problema daqui é o brasileiro!

        • Luciano RC

          Cortar? De forma alguma… montadoras lucrando, a máfia não vai deixar acabar não. O que não deve acontecer é ter aumento de valor dos carros… seria bom subir a isenção para a faixa dos 90 mil reais.

        • TijucaBH

          Concordo! Tenho um amigo que trabalha em concessionária e fui visita-lo um sabado que iriam fazer um café da manhã para os clientes. Ele comentou dessa modalidade e o sucesso que está fazendo. Naquele exato momento tinham 7 clientes sendo atendidos sendo 5 PCD e 2 clientes comum. Esse tipo de venda virou a nova carteirinha de estudante no cinema. Todo mundo falsifica a carteirinha e os poucos bobos honestos pagam o dobro pra subsidiar essa turma. Enquanto hoje eu pago 70k em um carro zero, meu vizinho desonesto que o unico problema é unha encravada compra o mesmo carro por 53k! É essa mesma turma que reclama que os políticos sao desonestos. Esse é nosso Brasil!

    • Luiz Alexandre S Reis

      Já pesquisei na Internet sobre esses “despachantes”, ha um ano estavam cobrando R$ 3.000,00. Fico pensando se parte desse dinheiro não molha a mão de alguma autoridade do Detran?

      • SDS SP

        Não duvido de nada. No DETRAN há vários esquemas relacionados à CNH.

  • Tibúrcio

    Cirurgia de ligamento de joelho já é considerado para poder comprar carro como PCD…
    É lamentável como o “esquema” surge pros malandrões.
    Eu conheço pessoas que fizeram isso, até parente entrou nessa.
    Triste!

    • Marcus

      Dermatite, calvície, gagueira, timidez, acnes, cravos e espinhas…

      • Luciano RC

        Pior que alguns desse dá mesmo. Hoje, até mesmo se a pessoa teve um câncer, ela consegue tirar com desconto.

        • Henrique Bittancourt Gouveia

          Não são todos os tioid de câncer. São os que acabam gerando alguma limitação. Por exemplo no caso de uma mastectomia onde o sistema linfático é comprometido e retirado a pessoa perde a força no braço e ganha uma dificuldade de locomoção. Nesse caso é passível o pedido da isenção. Mas por exemplo se a pessoa tem câncer hepático não tem direito pois não afeta sua locomoção ou membros.

          • Luciano RC

            Meu sogro operou do Câncer de Próstata e tem direito… ainda me pergunto qual a limitação que ele sofreu.

            • Henrique Bittancourt Gouveia

              Ele tem direito ou acha que tem direito? Porque até onde eu saiba existe uma limitação para os casos de câncer como o de mama onde há a operação de mastectomia.
              Existem por escrito as doenças e casos que são plausíveis de receber o benefício. Não é só chegar e pedir.

              • Luciano RC

                Ele tem… tem até a documentação.

      • Danillo Barros

        Dermatite, calcicca, cravo e espinha… Tá me descrevendo Marcus? Kkkkkkkkkkk.

      • TijucaBH

        De acordo com a Globo, até viadagem entrou na lista kkkkk

    • Henrique Bittancourt Gouveia

      Talvez você não tenha entendido que não se trata de deficientes física pois nesse caso pessoas cheias teriam o direito. Não tem. O que está ligado a esse benefício é alguma dificuldade de locomoção da pessoa.

  • SK15

    Lógicos os descontos chegam a 30%, todos os carros são obrigatoriamente automáticos e tem isenção de IPVA e Rodízio (pelo menos em SP) eu compraria 2 assim.

    Só pra ter uma ideia perguntei sobre um 2008 quando fui fazer a revisão no meu carro (um 208) pro vendedor ele normal automático estava $76k pra PCD você levava ele por $45k que seria o preço mais justo para esse carro, um colega de trabalho disse que a mãe dele pego semana passada um Creta top de linha por $54k sendo que o normal beira os $100k.

    • Nessa caso do seu colega é Creta PCD de 69 mil. Tem alguns itens a menos que o Creta AT de entrada, mas vale bastante a pena. O Kicks PCD eles pelaram demais.
      Mas a Peugeot apresentava os carros mais completos para PCD com preços bem empolgantes.

      • Luciano RC

        A PSA tem modelos maravilhosos para PCD.

        • Edu

          O Citroen C4 Lounge me parece uma boa opção.

          • Luciano RC

            O 408 é mais ainda.

    • daniel.a.o.

      Não são apenas automáticos.

    • Fabio Marquez

      Um rapaz aqui na minha cidade (interior de MG) pegou um Renegade 1.8 por 45k…

    • Luis Burro

      Por aí já dá pra ter uma ideia da margem de lucro das montadoras.
      Sinceramente acho q nem governo e nem multinacional mereçam receber tanto,volta muito pouco pra população e em investimentos em relação ao q uma montadora consegue tirar do país.

      • TijucaBH

        Luis Burro, a isenção é de impostos, nao é de lucro!

        • Luis Burro

          Pois é,mas evita que tentem roubar mais do que já conseguem.

        • Vinicius

          O lucro desce também, basta ver que as montadoras tiram uns itens que acrescentariam 4-5 mil no carro, e lançam a versão PCD para ficar no teto de 70 mil, quando o carro similar custaria 85 mil. Vide Toyota (com o extinto GLi tecido), Peugeot e Citroen com o C4 Lounge.

    • No_Name

      A pessoa pode escolher o veículo que quiser, com qualquer powertrain, desde que não supere R$ 70 mil para obter as isenções completas. Acima de R$ 70 mil há a isenção do IPI apenas.

      • Henrique Bittancourt Gouveia

        Tem que ser de montagem nacional ou Mercosul…

        • Carlos Sá

          A Nissan está dando o desconto de IPI no Sentra que é mexicano, ainda não entendi por qual tratado ela está concedendo o desconto.

  • tjbuenf

    Negociar carro para PCD já está até virando renda para muita gente que fica trocando de carro a cada 2 anos vendendo por um valor maior que o comprado com o desconto.

    • Matthew

      Depois os espertões vem falar de corrupção no país. Brasileiro é tudo farinha do mesmo saco. Pode criar a lei que for, sempre dão um jeitinho de achar alguma brecha pra se beneficiar.

      • Luciano RC

        Olha… penso a mesma coisa.

      • Esquilo Tranquilo

        Veja, não estou dizendo que está certo, mas o cara vê a quantidade de vezes que ele é arrombado pelo governo nos impostos e qualquer oportunidade(seja ela essa do PCD, sonegação de IR, etc…) os caras tocam o fofa-se e fazem pra tentar ganhar uma grana. Isso claro prejudica os demais que fazem uso dessa modalidade por necessidade. Mas sei lá do brasil não tenho mais esperanças. Só ver a quantidade de retardado mental apoiando um político de estimação, te faz desanimar de tudo, mesmo fazendo tudo certo quanto a impostos e declarações de IR, etc.

        • Matthew

          Cara, uma malandragem não justifica a outra. É a mesma linha de argumentação dos retardados que apoiam político de estimação,do tipo: “o Lula não fez nada que os seus antecessores não tenhm feito, afinal essa era a única forma possível de se governarão Brasil”.

          É por adotar essa postura de toma lá dá cá que a nação vira um cada um por si e nada se resolve.

          • Esquilo Tranquilo

            Justamente, por isso que falei, NÃO ESTOU DIZENDO QUE ESTÁ CERTO, e não apoio tal prática, mas é de desanimar o que acontece aqui no brasil.

      • truco

        lei do brasil.. cria-se dificuldades ( burocracia..etc.) e vende-se facilidades( propina) .
        o tal do mecanismo haha

      • TijucaBH

        Exatamente!

    • Carlos Sá

      Mas vai pagar Imposto de Renda sobre o que ganhar na venda.

      • tjbuenf

        Você acredita mesmo nisso? Então tá…

  • Essa manchete aí está esquisita…

    Não são os PCDs que mais estão comprando carros. Mas sim que eles integram o seguimento que mais cresce.

    A manchete induz o leitor ao erro.

    • Allysson Santos

      Exatamente o que vim comentar.

    • Henrique Bittancourt Gouveia

      Mais um texto ruim no site…

  • Calibra vermelho 95

    Dá pra comprar um carro PCD mesmo não sendo portador de nenhuma deficiência não é?
    Quais carros posso comprar? Não tenho nenhuma pressa pra entrar em filas.
    ps: calma “patrulha da moral e bons costumes”, os próprios fabricantes disponibilizam pra quem não tem nenhuma deficiência.

    • SK15

      Dá até dá para comprar a versão destinada a PCD mas não tem desconto nenhum, vi sábado agora a Ecosport Direct 1.5 que é a destinada a PCD (sem rodas, multimídia menor, sem sensor de estacionamento e hack de teto e etc.) essa da foto eles me vendem normalmente quase como venda direta para mim, via CPF demora 1 mês pra faturar a nota e chegar e fazem financiamento normal o que muda é o preço sem PCD preço 68k sem choro nem vela desconto zero … já se você tiver a carta do PCD esse mesmo carro sai por 54k.

  • Debraido

    Vejo isso com os mesmos olhos que vejo a “meia” entrada no cinema. Governos não costumam abrir mão de nada.
    Não existe almoço grátis.

    • Mauro Schramm

      Pelo que conheço, são situações distintas. A “meia entrada” avança sobre a receita do promotor do espetáculo. No caso da isenção dos impostos para PCD, é o governo que abre mão da receita.

      • Esquilo Tranquilo

        Abre a mão na compra do carro e recupera arrombando o consumidor todo mês kkk

      • Raimundo A.

        Realmente, são coisas distintas. A desculpa dada por uma pessoa de entidade de transporte público a qual questionei porque estudante público aqui na região tem gratuidade e pessoas com certas deficiências, arritmia grave, não pode usar transporte público gratuitamente. A primeira é para garantir o direito de estudar, mas estudante privado tem o mesmo direito e o máximo que consegue é meia passagem. O acamado de tal doença não tem direito porque não impede de andar, ainda que fique cansado por mínimo esforço, enquanto outros que tem direito a isenção tem porque especialistas de várias áreas, sociedades civil, etc, determinaram aquelas que tem algum tipo de limitação mental ou motora.

        Aí, como o colega acima destacou, não existe nada de graça. O pessoal do próprio sistema de transporte junto com o governo disseram que o valor da passagem é para cobrir não apenas custos das empresas, mas das isenções, evasão de receita, pagos pelos que não tem nenhum ou pouco benefício.

        Todavia, aí os que estão isentos vão dizer que se paga imposto, qualquer que seja, direta ou indiretamente está arcando para ter o seu direito de isenção em certas coisas, e é uma verdade também.

        Não tem nada de graça. Num país onde serviços público, por exemplo, são ofertados de graça, essa gratuidade é paga pelos tributos. O mal daqui são tributos altos demais para renda média geral baixa, fora a ineficiência, super faturamento, caixa a dois, três, etc.

        Como já disseram e concordo, o preço para PCD deveria ser o preço normal, mas se fosse colocar aumento de tributos, no máximo, não deveria superar 10%, o que é uma tributação alta para o padrão de países desenvolvidos. Aqui, quase metade de um simples biscoito é imposto. Pensar que eu pago R$ 0,90 por um biscoito de 170g e poderia pagar R$ 0,60 se os impostos fossem menor.

        • Mauro Schramm

          Sim, em linhas gerais seu raciocínio me parece correto. Mas a carga tributária de países com “estado do bem estar social” (países europeus em geral, e escandinavos em especial) chega a quase 50%.

  • Abraão

    Eu fiz uma cirurgia cardíaca mas não uso nenhum aparelho “marcapasso”. Será que me enquadro na categoria PCD?

    • Luciano RC

      Pode ter certeza que sim… principalmente se você abriu todo o peito.
      Só procurar alguém especializado e comprar.

      • Abraão

        Abriu sim.
        Obrigado pela dica.

        • Luciano RC

          Então é só correr atrás que você consegue… não deveria, mas a Lei permite.

  • Léo Dalzochio

    No país do jeitinho, tá em alta a indústria da deficiência. Só com muito jeitinho e tempo disponível mesmo. Minha esposa, que se enquadra como PCD, conseguiu a duras penas e muito custo a habilitação especial por 1 ano. Na hora de renovar, a máfia do Detran-RS tirou a especial. Mesmo com força ZERO na mão direita.

    • Vinicius

      Aconteceu com minha mãe o mesmo caso, porém foi retirada na terceira renovação. Orientação do estado que está quebrado, creio que se você acionar o jurídico, é causa ganha. Ela voltou a ter o direito quando mudou de estado (voltou para onde havia sido concedido da primeira vez), e só resgataram as informações do sistema e concederam automaticamente, uma vez que não há regressão de deficiência.

  • FPC

    PCD e CNPJ tem direito a descontos, mas quem paga esse desconto no fim das contas é a pessoa física.

    • Francisco Helio

      CNPJ ao vender o carro precisa emitir nota fiscal… e ai vem o imposto.

      • No_Name

        Venda de ativo imobilizado não recolhe imposto.
        O que pode acontecer é se você vender por um preço maior do que comprou precisa recolher imposto sobre o ganho de capital.

      • RVM

        está incorreto isso. ativo não gera imposto, apenas se voce tiver lucro

  • Fabio Marquez

    Vão ver na hora que a bomba estourar, vai acontecer a mesma coisa que ocorreu com o DPVAT, um monte de gente na cadeia e dificuldade imensa para comprovar a real necessidade da indenização. Mas muitos dos casos que vemos de PCD, só usam o nome do parente com deficiência, os carros na verdade são usados por pessoas saudáveis para fazer atividade comuns.

    • Samluzbh

      E depois do prazo estipulado vendem a preço de mercado!

  • durango

    Daqui a algum tempo a receita manda a conta aos que estão fazendo fraude.

  • Marcos Vinicius Bittencourt

    A Lista de “deficiência” é tão grande que é difícil não se enquadrar em alguma delas.

  • Gran RS 78

    Se tivéssemos preços descentes, nem precisaria ter carros para PCD.

  • Franco da Silva

    Quando os políticos fazem coisas assim, é falta de vergonha na cara. Quando é o próprio cara que faz, é “esperteza”.
    Ah, Brasil…!

  • Henrique Bittancourt Gouveia

    Pelo tom da discussão desta postagem muitos não entenderam ainda o que é necessário para conseguir o carro com isenção de PCD. Fico imaginando se gostariam de trocar o “direito” do carro pela dificuldade de por exemplo dores diárias logo ao acordar.

    • Aaron Ramos

      Deixa os caras, não sabem o que é sofrer com uma hérnia de disco…

      • RVM

        hérnia de disco da direito? serio?tenho 3, corro diariamente, pedalo 2x por semana…

        • Aaron Ramos

          Da direito desde que você tenha monoparesia em um dos membros.

          • Henrique Bittancourt Gouveia

            Eu pego meu caso. Eu tenho condromalacia nos 2 joelhos que nada mais edo que ter a cartilagem comida. Tenho direito a isencaoe faço uso. Mas pra alguns que não fazem ideia do que é acordar e dormir com dor é como se eu não tivesse problema porque não estou numa cadeira de rodas.
            Esse é o problema. Achar que só porque não está no leito de um hospital ou tem algum membro amputado que não sofre nada…
            Eu trocaria meu direto a carta especial por qualquer joelho de alguem em boas condições que queira esse meu direito.

  • Igor Guimasi

    Seria o PCD a nova carteirinha de cinema? Alguns têm o legítimo direito, mas usa quem quer.

  • Luis Burro

    Cliente PCD?!!!!!!!Só pela quantidade de opções consideradas na classe dá pra ver q uma minoria realmente se enquadra.
    Mas isto é bom,ao menos um incentivo legal pra burlar a ganância das montadoras!

    • Mauro Schramm

      A montadora não abre mão de nenhum centavo. Aliás, eles vendem o carro pelo preço “cheio” de tabela.

  • afonso200

    esses R$ 70.000 ja era, a imflação ja comeu, ja deveria ser 140mil

  • afonso200

    até diarreia o cara ja tem desconto

  • Fernando Bento Chaves Santana

    O pessoal não tem o menor escrúpulo decdizer que arrumou, ou quer arrumar, um jeitinho para comprar carro dentro do programa PCD. Com isto prejudicam quem realmente precisa seja pelo risco de acabar com o programa ou gerando aumento da burocracia – justamente para pegar os fraudam o programa. Por que ser portador de qualquer necessidade especial é muito difícil, os custos são altos e os estigmas pesados. E ainda por cima é capaz que este cidadão de bem, to orgulhoso, meta no carrão comprado com.esperteza um belo adesivo de protesto contra a corrupção. E se o questionarem é capaz de dizer que está no direito delo pois o Estado o rouba todo dia. Realmente estamos no fundo do poço e cavando mais fundo de colherinha.

  • Ailton Junior

    Cara, vou ter que cortar um pé ou um braço para comparar um carro por preço justo

    • Henrique Bittancourt Gouveia

      Você pode sofrer um acidente como eu e perder a cartilagem dos joelhos. Aí terá dores diárias mas vai ganhar de presente o direito ao carro mais barato.

  • Mario Nobile

    Já passou da hora de mudar o rótulo de PCD para, talvez, Pessoa Com Limitação, ou algo do tipo. O pessoal julga muito sem conhecer de fato os direitos, a lista de possibilidades de obtenção não foi definida em algum “esquema”, tem o consentimento do governo.
    Concordo plenamente que existam falcatruas das grandes, mas mudem a forma de pensar, PCD não significa só andar de cadeira de rodas, há muitas deficiências que são invisíveis aos olhos. Portanto, Julguem menos o próximo, procure saber o que realmente acontece antes de formar opinião.

  • Marco Bonato

    CONFAZ realizou a 168ª Reunião Ordinária em Brasília DF, realizada no dia 3 de Abril de 2018 manteve o teto de isenção em 70.000,00!

  • Vattt

    Não é que estão vendendo mais, é que o mercado diminui a ponto de se igualar ao mercado PCD!!! A pessoa compra o carro com isenção, usa por 2 anos e troca por um novo pagando uma diferença pequena!!!
    Mas melhorar, não melhorou para o PCD, os carros estão cada vez mais pelados.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email