Mercado

Mercado: vendas diárias indicam bom desempenho em setembro

mercado-2 Mercado: vendas diárias indicam bom desempenho em setembro

Com média de 9.428 unidades vendidas diariamente, o mês de setembro promete bom desempenho no mercado nacional. O número é referente às vendas até o dia 28 (quinta) e indicam forte alta em comparação com o mesmo período de 2016, quando a média era de 7,12 mil unidades.



Até quinta, as vendas em setembro contemplavam 179,13 mil unidades, o que representa alta de 32,9% em relação ao ano anterior. Com 1,5 milhão de emplacamentos em 2017, somados até o dia 28, o mercado brasileiro pode fechar 2017 com vendas de 2,27 milhões de unidades, o que significaria alta de 11,1%, segundo análise da Tendência Consultoria.

Esse montante é referente ao mercado geral, mas apenas automóveis e comerciais leves podem fechar com alta de 11,3% e 2,21 milhões de emplacamentos. A consultoria ainda prevê alta expressiva nas vendas gerais em setembro, incluindo aí caminhões e ônibus, somando 190 mil unidades, o que significaria alta de 20% em relação ao mesmo mês de 2016.

João Morais, analista de mercado da Tendência Consultoria, comenta: “acreditávamos que a recuperação viria, mas mais volátil. O que estamos vendo é um crescimento sustentável muito calcado nos fundamentos econômicos positivos. Quando comparamos mês a mês, fazendo o ajuste sazonal, observamos que o mercado vem se recuperando desde fevereiro. Isso é um bom sinal para o próximo ano”.

Para 2018, a projeção de vendas da consultoria é de alta de 15%, somando assim 2,55 milhões de unidades, o mesmo resultado de 2015. A melhora da economia e indicadores positivos para o próximo ano, estão trazendo de volta a confiança do consumidor, que está retornando aos concessionários.

Nas parciais de setembro, a GM vem liderando com 18,4% dos emplacamentos, o que significa 33 mil unidades. Com 13,2%, a Fiat aparece em segundo com 23,7 mil vendidos. Em terceiro, a Volkswagen emplacou 22 mil unidades e acumula 12,3%. Mas, quem vem surpreendendo é a Renault, que até o dia 28, emplacou 18,3 mil veículos com 10,2% de market share. O motivo é o alto volume de emplacamentos do Kwid, que até a data era de 9.177 unidades, o que lhe dá a vice-liderança.

Com longas filas de espera, a Renault decidiu trabalhar 24 horas para produzir mais unidades do Kwid, a fim de reduzir a quantidade de clientes que já fecharam a reserva para o modelo e que apenas aguardam sua chegada. Assim, o subcompacto rapidamente acelerou.

O líder Onix havia emplacado 16.122 mil unidades no mesmo período. Outro destaque é o Argo em nono, bem como seis modelos de utilitários esportivos no Top 20, não incluindo o Kwid, classificado pela Renault como um SUV, mas que em realidade é um hatch aventureiro.

[Fonte: Época]

 

  • Neto

    Que bom!

    • Polo, será o lider de 2018.

      or Not

      • Mauro Moraes

        O Polo antes de brigar com os líderes terá que vencer dentro de casa. Acho difícil o Fox perder essa parada. Polo vender mais que Gol? Nunca!

        • Eu acho que Polo ganha de Gol e Fox, afinal é um projeto novo e tem apelo, brasileiro compra carro pra revenda, vai pensar muito nisso e vai pegar o Polo, mas assim como o Argo ele sofre pq as versões básicas são caras e oferecem puoco em comparação com os líderes na mesma faixa, então eu acho que ele até entra no top 10 mas não no top 5.

          • Herbert Ramthum

            É um projeto moderno, mas não tem preço para ter volume de vendas. Acredito que as vendas do modelo vão ser semelhantes ao que vendia o Fox.

            • Luciano RC

              Teve uma época que o Fox só perdia para o Gol. Acredito que o Polo tem potencial para brigar forte… principalmente que em breve deve ganhar mais versões.

          • Mauro Moraes

            A grande maioria dos compradores brasileiros é desinformada, não liga pra “estrelas” e se a plataforma é mais moderna.Por isso talvez nem do Fox o Polo ganhe. Em design o Fox apresenta uma frente mais agressiva, é mais alto, é tão espaçoso quanto e tem melhor acabamento. Vai depender dos argumentos da VW na hora da venda. Pra ficar no Top 5, o Polo vai precisar matar o Gol e ter versões em torno de 40 mil, Isso é impossível devido ao custo de produção. Nosso futuro líder chama-se Renault Kwid.

            • Luis Burro

              A volks c*gou na frente do fox.A não ser tlvz custo benefício nao vejo outro argumento q faca algm levar fox ao polo.

              • thi

                O FOX TEM UMA FRENTE MUITO BONITA CARA

                • Luis Burro

                  Não,a primeira reestilização era melhor,não uma copia descarada do golf.Perdeu toda a originalidade.

          • Edson Fernandes

            O problema é o preço. Para esses compactos isso pega nas vendas. O Onix continuará lider por preço. (e talvez o kwid em segundo novamente por preço)

            • Luciano RC

              Ambos tbm ficam na frente por que se tornaram os queridinhos das frotas.

          • Luis Burro

            Nao vai vender mais q gol por causa do preco.
            Os carros mais vendidos ainda sao os de entrada.

          • Luciano RC

            Realmente a VW vai precisar de muito marketing e acabar com a linha para o Polo chegar no Top 5.

        • Luciano RC

          Por isso a VW deve ir removendo toda a linha e deixar somente o Polo. Em breve, devemos ter o up!, Polo e Golf. Até o Golf deve perder versões para deixar o Polo reinar.

      • tiago

        Tá mais pro kwid.

      • Herbert Ramthum

        A diretoria da VW acredita que o Polo vai ficar no Top 5. Acho difícil pois o modelo teria que superar o Prisma, Corolla e Gol que atualmente estão em 5º, 6º e 7º mais vendidos com 6 a 7 mil unidades/mês. Se ficar no Top 10 já está de bom tamanho, se lançarem versões intermediárias com AT deve ter mais sucesso.

        • Luciano RC

          Acredito que seja questão de tempo de ter 1.0 i-motion e 1.6 AT6.

  • Neto

    Só escrevi isso para ser o primeiro a comentar… Kkk
    Mas brincadeiras a parte, se as montadoras tivessem uma política de preços mais agressiva talvez esses números seriam melhores.

  • thi

    Vw e fia praticamente empatadas .

    • Mauro Moraes

      Vamos torcer pra que o Polo dê certo. Lembrem que a substituição do Gol GIV pelo up! rebaixou a VW ao terceiro lugar no Brasil. Uma jogada errada no momento levaria a Volks a quarta posição, já que a Renault crescerá de forma absurda com as vendas do Kwid.

      • Edson Fernandes

        Eu torço para meu bolso. Se a VW quiser baixar o preço do Polo é onde vai me importar. (porque seguro ele já é e eu tbm hoje até gostaria de um compacto como segundo carro).

  • Diego

    O motivo se deve a redução dos preços, ninguém comentou a respeito disso, mas voltamos a patamares de 2016, cito:
    UNO 1.0 37,990
    HB20 39990
    Onix 39990
    Argo 43,990
    Sandero 37990
    Gol 38990

    No caso do Onix ser este fenômeno diz basicamente ao financiamento com taxa “zero”, o sujeito paga 25890 de entrada e paga 30x 557, nenhuma outra está fazendo isto, por isso ele vende e venderá tanto.

    Caso curioso é a VW, o TAKE UP! é tabelado a 43990, mas está sendo ofertado a 41690, sem taxas e com este preço, simplesmente o modelo sumiu do TOP20, acredito que será descontinuado rapidamente.

    • Edson Fernandes

      Coloco outro pareo duro: Ka.

      Além dele, foi o que vc disse do Onix que em SP é encontrado por R$36990 e a entrada pode ser 30% desse valor com o resto em 36x sem juros que daria uma parcela de 719,25, mas jogo aí alguns encargos e uma parcela de 750. Isso falando dessa situação que citei. Porque até para fazer em 60x a pessoa ve que os compactos ficam elas por elas em relação a subcompactos.

      • Luis Burro

        Vendo a gm fazendo isto,foi uma jogada acertada da renault em trazer o kwid?Teoricamente ele custa menos pra produzir.

        • Edson Fernandes

          Na verdade a Renault precisava de um substituto para o comapcto Clio já bem desatualizado. Então veio o Kwid porque ela não iria colocar o novo Clio que bateria de frente com o Sandero.

          Além disso, a jogada de preço, foi realmente para entrar na disputa com os concorrentes de entrada, mesmo naõ sendo subcompactos. A diferença é que a GM tem muitas concessionarias e ela precisa apelar para vender bem. Caso contrário o Kwid superaria com o preço de tabela dele.

          • Parece que a Renault não esperava que o Kwid ocupasse o espaço que deveria ser de Mobi e up!

          • Luis Burro

            Mas acho q a renault deveria dar uma olhada no acabamento,melhorar um pouco do Sandero/Logan mantendo o preço já faria uma boa diferença.

            • Edson Fernandes

              Acho dificil. O mote da Renault com os Dacia nunca foi de ter o bom acabamento, mas sim espaço interno e carro robusto. Quero ver como ficará o facelift dessa geração.

  • Raul Cotrim de Mattos

    Ford caindo cada vez mais…

  • Zé Mundico

    Todas as montadoras estão fazendo feirão nesses meses entre agosto e outubro. Os pátios das montadoras e concessionárias estão lotados com modelos 2016/2017 e precisam abrir espaço para os novos modelos de 2018.
    Não se trata apenas de redução dos preços, pois nesses mêses as fábricas fazem o “queima” para desovar o estoque e dar uma ajuda ás concessionárias para fazerem caixa para recolhimentos fiscais e trabalhistas de fim de ano, incluindo o 13. salário dos empregados.
    Afinal, dezembro já está bem ali e a liseira é geral.
    Agora está ruim mas depois vai piorar.

    • No_Name

      Piora não, o fundo do poço já passou. Mas voltar a números de 2013 só para depois de 2020…

      • V12 for life

        Sei não, o pico do mercado foi próximo das 360 mil unidades por mês, isso representa 12 mil por dia o que é pouco mais de 2500 a mais que esse mês, pode ser antes disso.

        • João Holmes

          A conta é feita com dias úteis. Então 360 mil por mês dá 17 mil por dia, considerando uma média de 21 dias úteis por mês. Ou seja, estamos com 9,5 mil por dia, então vai ter que comer muito feijão para chegar nessa média ainda.

      • Luis Burro

        Nao piora pra classe média e acima disto!
        Os salários ainda não estao dando conta dos sucessivos aumentos.
        Problema do Brasil é q parece não existir deflação,o q ocorre é congelamento de preços qndo diminui muito o consumo,só q qlqr aumento dele o preco já dispara novamente.

  • V12 for life

    Bem próximo dos cerca de 12 mil na época do mercado aquecido.

  • Luis Burro

    Isto tbm mostra o qnto o consumidor brasileiro está se esforçando pra tentar diminuir os preços:zero.
    Brasileiro realmente nao desiste nunca…de ser otário!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend