Mercedes 300 SLR 1955: vendido o mais caro da história

€ 135.000.000! Esse é o valor de um Mercedes-Benz 300 SLR Uhlenhaut Coupé de 1955, vendido pela famosa casa de leilão RM Sotheby’s por nada menos que o valor mencionado!


Trata-se de um valor tão alto que poderia hoje comprar nada menos que 721 exemplares do Mercedes-AMG SL Roadster…

O valor supera em muito o da Ferrari 250 GTO de 1962, que a RM Sotheby’s leiloou em 2018 por € 90.000.000.

Comprado por um colecionador anônimo, o Mercedes-Benz 300 SLR Uhlenhaut Coupé de 1955 é um dos dois protótipos construídos pela engenharia de competição da Mercedes-Benz à época.

Inspirado no W 196 R Grand Prix de Juan Manuel Fangio, que venceu dois de seus cinco mundiais de Fórmula 1, o 300 SLR tinha motor 3.0 litros, maior que o do original de Fangio.

Veloz, o Mercedes-Benz 300 SLR Uhlenhaut Coupé alcançava 289 km/h, mas não deve acelerar mais, pois, o valor altíssimo certamente o colocará num estande, no mínimo.

O novo proprietário disse que o valor será doado para um “Fundo Mercedes-Benz” para “bolsas de estudo e pesquisa nas áreas de ciência ambiental e descarbonização para jovens”.

Marcus Breitschwerdt, chefe da Mercedes-Benz Heritage, diz: “Estamos orgulhosos de poder contribuir com nossa coleção histórica para esta iniciativa que conecta o passado com o futuro da engenharia e da tecnologia de descarbonização”.

Breitschwerdt comenta: “O comprador privado concordou que o 300 SLR Uhlenhaut Coupé permanecerá acessível para exibição pública em ocasiões especiais, enquanto o segundo 300 SLR Coupé original permanece na propriedade da empresa e continuará a ser exibido no Museu Mercedes-Benz em Stuttgart”.

Custando € 45.000.000 a mais que a Ferrari 250 GTO de 1962, o Mercedes-Benz 300 SLR Uhlenhaut Coupé agora tem um título de carro mais caro da história.

Peter Wallman, Chairman, UK & EMEA, disse: “As palavras não podem realmente fazer justiça à importância e significado desta venda. É razoável dizer que ninguém jamais imaginou que este carro seria colocado à venda, então para a Mercedes-Benz pedir à RM Sotheby’s para realizar o leilão foi uma honra absoluta.”

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.

Deixe um comentário