Ecologia Europa Governamental/Legal Mercedes Benz

Mercedes-Benz chama 774 mil carros na Europa para correção do diesel

Mercedes-Benz chama 774 mil carros na Europa para correção do diesel

Dieter Zetsche, CEO da Daimler, e o ministro dos Transportes da Alemanha Andreas Scheuer, se reuniram recentemente e após um acordo, a Mercedes-Benz terá de recolher 774 mil carros diesel na Europa para correção do software e alteração do funcionamento do sistema de controle de emissão nos propulsores. A decisão da montadora alemã chega dois dias após a revelação, através de um jornal local, de que cinco dispositivos ilegais teriam sido encontrados nos motores diesel da empresa e que pelo menos um milhão de carros estariam poluindo mais do que deveriam.


Apesar da chamada, a Mercedes-Benz nega que haja qualquer software ilegal a bordo de seus carros, mas a chamada aponta que pelo menos a emissão de NOx está irregular. Para sorte da Daimler, a revisão será apenas de software, ao contrário da Volkswagen, que teve de substituir filtros, sistemas de controle de gases, entre outros. Assim, para a marca alemã, o custo total deverá ser bem menor nesse caso. A VW ainda teve que providenciar a recompra de vários carros e dar descontos em novos na troca por usados, a fim de retirar o máximo possível de carros irregulares das ruas.

Mas, a Mercedes-Benz decidiu abrir uma campanha voluntária de atualização de software em 2017, quando três milhões de carros foram convocados para modernização do software de gerenciamento ambiental de forma gratuita e voluntária. A empresa não havia cometido qualquer infração nas emissões, mas fez a chamada para convencer as autoridades alemãs de que seus carros estão limpos e podem ficar ainda mais.

Ela não foi a única, mas a ação para limpar a imagem do diesel não parece ter surtido o efeito esperado, pois as vendas de modo geral estão caindo. A Daimler pagou 300 milhões de euros na atualização voluntária e agora terá de pagar 100 milhões de euros na chamada obrigatória. Para manter o diesel vivo, esses montantes nem chegam perto do que a Mercedes-Benz já gastou investindo em motores diesel Euro 6, por exemplo.


A conta pode ficar ainda maior com as recentes pressões municipais na Alemanha. Hamburgo foi a primeira cidade germânica a restringir o uso do diesel em perímetro urbano e não deverá ser a única. A média de NOx na atmosfera das metrópoles do país é muito mais elevada que a média do continente. Assim, se o governo ainda não faz muito para conter a expansão, a justiça local cada vez mais cede em favor das organizações ambientais que entram com ações para reduzir o impacto do diesel.

[Fonte: Diário Motor]

 

Mercedes-Benz chama 774 mil carros na Europa para correção do diesel
Nota média 5 de 3 votos

  • th!nk.t4nk

    Esse motor da Renault parece que nasceu mesmo pra ser polêmico. Algo me diz que o Dieter vai chutar o diesel pra fora do lineup mais cedo do que o mercado imaginava. Todo mundo já sabia a tempos que os Euro 6 são todos fake, pouquíssimos emitem o que realmente é divulgado.

    • Observador

      Várias países estão anunciando restrições severas ao uso de combustíveis de origem fóssil em automóveis. Inclusive, algumas empresas estão anunciando que vão abolir a produção de motores à combustão. É questão de pouco tempo.

  • No_Name

    Acho que, em alguns momentos, esses fabricantes devem se esquecer que estão na Europa, EUA etc e achar que estão em republiquetas de terceiro mundo onde tudo que é imoral e ilegal é tolerável.

    • Natán Barreto

      Na verdade os órgãos que deveriam regular compactuam com isso, mesmo sendo na Europa e EUA. Inclusive foi provado que a União Europeia já tinha recebido a denúncia sobre o diesel da VW e fechou os olhos.
      O q acontece é q hoje em dia é muito mais fácil pra organizações independentes testarem as emissões e fazerem barulho. Além de acusar montadoras e governos.

  • Venâncio Schmöller

    Agora a Renault e a culpada. Cada um que aqui aparece…

    • th!nk.t4nk

      Ninguém disse isso, e sim que o motor tem um histórico de ser polêmico aqui na Europa.

  • Danillo Barros

    ABSURDO! deveriam jogar TODOS esses Mercedes no lixo. Aqui em casa cabe uns 6, caso queiram se livrar deles. :-)

    • thi

      kkkkk

  • CanalhaRS

    Será que os acionistas da MB vão deixar o Dieter Zetsche no comando depois desta caquinha? Deveria entregar o cargo.
    A VW foi rápida e fez uma limpa em seu board depois do escândalo.

  • zekinha71

    Essas carniças a Diesel são problemáticas, pelo menos não temos esses problemas, aqui é frequissil, a super tecnologia gambiarra.

  • marcelo ortega batista

    Não adianta mais, diesel tem que ser encerrado mesmo

  • Comentarista

    Por muito tempo achei que veículos diesel poderiam ser uma alternativa de baixa emissão de poluentes quando observava os carros europeus; mas agora tô me convencendo que para ‘emissionar’ pouco foi necessário alguma maracutaia. Gostaria de crer que não são todas as montadoras que estão fazendo isso…

  • thi

    acabou o diesel . as montadoras quiseram fazer o impossivel…e justamente as alemã sofreram por serem percusoras na tecnologiado motora diesel. que a mb e renault pague logo a multa .só não vai ser tão grande como a da vw pq não foi o pais q quer mandar no mundo que descobriu.

  • thi

    o cara disse: a vw é só a ponta do icebarg…bem , acho q o diesel chegou no fim da linha..as montadoras quisseram fazer milagre,mas não da , o disel é muito pesado. paga logo a multa e foca nos eletricos e pronto mb

  • Ricardo Blume

    Forçaram demais nessa nova legislação e está ai o resultado. Admitam que não conseguiram o prometido e refaçam os cálculos. Se investigar mais a fundo, novos escândalos aparecerão.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email