Europa Mercedes Benz Peruas Preços

Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 2020 parte de € 32.200 na Alemanha

Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 2020 parte de € 32.200 na Alemanha

A Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 2020 já chegou ao mercado europeu. A nova geração da perua estilosa da Daimler agora está sendo oferecida no mercado alemão a partir de € 32.213. O preço é o da versão C180, que tem motor 1.33 Turbo (de origem Renault). O modelo vem ainda nas versões CLA 200, CLA 220d e CLA 250 4MATIC.


No caso da CLA 220d, que tem motor diesel 2.0, a Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 2020 custa € 41.168. A C250 4MATIC tem motor 2.0 Turbo de 226 cavalos e 35,7 kgfm, tendo transmissão manual de seis marchas ou automatizada de dupla embreagem com sete velocidades. Esta opção tem tração nas quatro rodas.

Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 2020 parte de € 32.200 na Alemanha

Na Mercedes-Benz CLA 180 Shooting Brake 2020, o câmbio é apenas manual, enquanto a CLA 200 acrescenta o 7G-DCT como opcional. Nestas duas versões, o motor 1.33 Turbo entrega 164 cavalos e 25,5 kgfm, sendo este o novo propulsor feito em conjunto com a Renault.


Além da Mercedes-Benz CLA 220d Shooting Brake 2020, a perua alemã dispõe também da CLA 180d, que tem 118 cavalos e 26,5 kgfm num motor diesel 1.5, também de origem Renault. A CLA 200d também é outra opção diesel da perua, que tem como opcionais em pacotes que variam de € 1.755 a € 3.500.

Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 2020 parte de € 32.200 na Alemanha

Na Edition 1, a Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 2020 em edição de lançamento parte de € 39.115. Ela acrescenta itens da AMG, como rodas de liga leve esportivas aro 19 polegadas e detalhes em laranja, sendo a mesma tonalidade encontrada nos detalhes dos assentos revestimentos em tecido preto. Essa opção também tem faróis full LED e mais detalhes em laranja.

Recentemente, a Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 2020 ganhou sua versão CLA 35 AMG, que estreou na perua esportiva o motor 2.0 Turbo de 306 cavalos e 40,8 kgfm, que permite a ela ir de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos. Ela tem câmbio AMG SPEEDSHIFT 7G-DCT de sete marchas.

Ela também tem tração nas quatro rodas e programação de performance diferenciada, além de rodas aro 18 polegadas, mas com opção de aro 19.

Este texto lhe foi útil??

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Aguiar Romero

    Pena que se vier ao Brasil chegará custando perto ou mais de 250k.

    • Luis Burro

      Pena nd,como o brasileiro costuma ser os de rntrada já deviam custar 100 mil,as montadoras só ñ fazem isto pq sabem q o povo ñ tem dinheiro pra comprar!

  • Domenico Monteleone

    Se a C-Class Touring já é apertada e pouco prática, tem a mala menor que de um HR-V, essa então é deve ser minuscula.

    • th!nk.t4nk

      Pra mim o novo Classe A continua apertadinho (bancos curtos, estreito), mas melhorou o espaço pras pernas. Só que é caraterística do segmento (compactos), não adianta. O Classe C é que terão de ampliar bem na próxima geração, pra distanciar do irmão menor. Mas enfim, pra quem tem família pequena o atual dá conta sim, desde que a pessoa não queira transportar grandes volumes.

  • 4lex5andro

    Com o tamanho dessa coluna D, a percepção lateral traseira ficaria prejudicada, mas hoje isso se resolve com ”trocentas” câmeras e sensores.

    É um conceito interessante esse estilo da Mercedes, os carros ficam parecendo mais baixos do que são, mas ao preço da harmonia, nisso o estilo da Bmw touring 3 series é mais atemporal.

    • Piston head

      Mas essa traseira ficou com uma saliência muito estranha, tá bonito não…

  • Luis Burro

    Kkkk…32 mil e tem uns aqui q defendem os valores no Brasil,detalhe q qlqr brasileiro q for morar lá ñ vai ganhar em Real…pior ainda é acreditarem nas multinacionais e acharem q é o imposto!

    • Mas aí também tem o custo de cada mercado, explico. Já vi algumas concessionárias da Mercedes e BMW em fotos da Europa, percebi que são bem simples e de tamanho reduzido (inclusive os vendedores não usavam terno e gravata como no Brasil), desta forma creio que o custo de uma revenda na Europa também seja bem menor (no Brasil essas revendas são localizadas em locais de grande movimento e nobres, com alto custo de aluguel). Outro exemplo são postos de gasolina, acompanho youtubers brasileiros que moram em outros países, o que percebo lá é que os postos de gasolina ficam bem afastados do centro, inclusive em locais ermos (no Brasil você tem posto de gasolina em esquina nas principais avenidas da cidade, só o aluguel do terreno pode passar dos R$ 50 mil mês e percebo que brasileiro não iria até um posto afastado para abastecer, mesmo a um menor custo), e fora que aqui temos a figura do frentista que em outros países não tem. É como supermercado, na Alemanha você mesmo pesa as frutas e legumes (no Brasil alguém pesa pra você) e você empacota as mercadorias. Alias no Brasil até caixa automático de banco (que é automático kkk) precisa de um funcionário para ajudar as pessoas, e alguém paga esse funcionário.

      • Luis Burro

        Sim mas ñ sei se o cliente paga pelo frentista pq eu nunca vi ser cobrado algo a mais do q dá na bomba,e na europa o combustível costuma ser mais caro!

        • Aqui no Chile os postos que não têm frentista costumam ser de 1 a 2% mais baratos.

      • Jackson

        Aqui em Porto Alegre tem uma rede de supermercados onde o próprio cliente passa na máquina a mercadoria, esta lê o código de barras, a gente coloca na sacola, finaliza, seleciona o cartão e paga. Simples assim. Desvantagem, o preço é o mesmo se eu for no caixa com operador(a). Vantagem, não preciso esperar na fila. Geralmente é limitado a 10 produtos, mas se ultrapassar não tem problema. Maior parte dos clientes são de cestinhos e com poucos produtos.

      • th!nk.t4nk

        Até tem concessionárias Mercedes absolutamente gigantes aqui na Europa, que parecem shopping centers (com múltiplos andares e tudo mais). E tem pequenas também, bem simplezinhas. Tem as que te atendem com terno e gravata, e tem outras sem frescura alguma. Tem de tudo. Mas é como você disse: eles nao visam só o luxo, mas a eficiência. O legal é ter essa variedade, o que só é possível num mercado grande e variado. No Brasil infelizmente Mercedes atua num nicho, e ele é de altíssimo luxo. Já na Alemanha o Classe C é o terceiro carro mais vendido do país, entao seria bizarro atender esse tipo de cliente com champagne e um exagero de pompa. Isso me chateia no Brasil, um carro normal virar artigo de luxo, é um contraste muito grande com o resto da frota. Sinceramente, eu nem teria coragem de ter um Mercedes no Brasil hoje em dia. Iria me sentir alguém que está tentando chamar a atenção, buscando status, enfim.

  • th!nk.t4nk

    Subiu de preço e encostou no Classe C. Em contrapartida, o interior e o pack tecnológico tiveram um upgrade forte. Pra famílias pequenas, se tornou uma boa opçao. Já se for pra carregar adultos no banco de trás em viagens mais longas, tem pular pro segmento de cima mesmo, nao adianta.

  • nbj

    Que design lindo!

  • Marco Kettler

    Lindíssimo esse estilo! Quase um coupé…. e com muito espaço! Muito mais bonita que essas SUVs que mais parecem uns jipes caixa de sapato!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email