*Destaque Cupês Lançamentos Mercedes Benz

Mercedes-Benz CLS 2018 estreia nova geração com motor de 367 cv

Mercedes-Benz-CLS-2019-11 Mercedes-Benz CLS 2018 estreia nova geração com motor de 367 cv

Um dia após ter sido revelado em imagens vazadas, o novo Mercedes-Benz CLS acaba de ser apresentado de forma oficial pela marca alemã. O novo cupê de quatro portas, que estreia sua terceira geração, será uma das principais atrações da empresa no Salão de Los Angeles e se sobressai pelo visual mais ousado, que inclusive deve desagradar alguns. A novidade começa a ser vendida no mercado em março de 2018.



Conforme havíamos comentado anteriormente, o novo Mercedes-Benz CLS traz formas que lembram outros carros da fabricante, como é o caso do superesportivo AMG GT e também o sedã Classe E. Há faróis mais espichados na dianteira, com tecnologia Multibeam e iluminação em LED, e uma ampla grade hexagonal com desenho interno tipo diamante. As laterais trazem linha de cintura elevada e janelas mais baixas sem moldura. Já a traseira ostenta lanternas que lembram os faróis e dão um aspecto “triste” ao conjunto posterior do carro.

Já o interior agrada pelo bom nível de acabamento e o conjunto tecnológico, com destaque para as duas telas de 12,3 polegadas no painel, além do console central com desenho ao estilo flutuante, iluminação ambiente com ajuste individual em 64 cores, entre outros.

Mercedes-Benz-CLS-2019-18 Mercedes-Benz CLS 2018 estreia nova geração com motor de 367 cv

Há ainda o controle de conforto Energizing que usa o controle climático, assentos, aquecimento do volante, iluminação e som ambiente para criar uma configuração específica de bem-estar adaptada ao humor e necessidade do cliente, com seis programas diferentes (frescor, calor, vitalidade, alegria, conforto e treinamento, este com relaxamento e ativação muscular e equilíbrio).

A lista de itens inclui também assistente ativo de frenagem, manutenção de faixa de rodagem, assistente de limite de velocidade, sistema de proteção do ocupante, controle ativo de distância, alerta de tráfego cruzado, suspensão Dynamic Body Control com três ajustes, entre outros.

A gama de motores inclui unidades de seis cilindros a gasolina e diesel. Os modelos a diesel variam de 290 cv e 61,2 kgfm a 340 cv e 71,4 kgfm. Já do lado das unidades a gasolina, o destaque fica por conta do modelo CLS 450 4Matic, com um seis cilindros com EQ Boost, um sistema elétrico a bordo de 48 volts. Ele rende 370 cv e 51 kgfm, além de outros 24 cv e 25,5 kgfm disponibilizados pelo EQ Boost em períodos curtos.

Mercedes-Benz-CLS-2019-28 Mercedes-Benz CLS 2018 estreia nova geração com motor de 367 cv

O EQ Boost ajuda o motor a combustão a acelerar, por exemplo, fornecendo energia da bateria por meio de uma recuperação de alta eficiência. Com isso, há menor consumo de combustível e desempenho equiparável a de um propulsor de seis cilindros.

A linha vai oferecer também a série especial de lançamento Edition 1, que inclui rodas aro 20, grade frontal de diamante com pinos cromados, faróis Multibeam LED, detalhes de acabamento em preto brilhante, acabamento interno em couro Nappa na cor preto com desenho de diamante e costuras contrastantes, relógio analógico IWC, tapetes exclusivos, entre outros.

Galeria de fotos do novo Mercedes-Benz CLS 2018

  • TT 230

    Merece um teto panorâmico. Eu nem curto teto, mas os clientes desse nível carro exigem.

  • Alexandre

    Não acredito que a Mercedes apresentou esse carro nessa cor fosca e rodas pretas! Que brega!!

    • th!nk.t4nk

      O que mais tem nas ruas é carro com pintura fosca (matte) hoje em dia (pelo menos na Europa). Mercedes entao nem se fala, é uma das pinturas mais comuns há anos. Por que seria brega? E a roda fosca sempre houve no lineaup deles também, super comum (talvez no Brasil seja associado com carros “xunning”?).

  • oloko

    A7 ou CLS? Pena que a bmw vai descontinuar o série 6, porque o atual é muito bonito e eu queria ver o que a bm faria para brigar com esses 2

  • GuiWX88

    Aprimorando a falta de criatividade por fora e quebrando novos recordes de cafonice por dentro.
    “o LED está na moda, então coloca em tudo possível. Couro, madeira, alumínio, tela touch de 35.000 cores? Não precisa combinar, só coloca tudo!”
    Tão sem sal por fora e tão rebuscado por dentro que dá dor de cabeça olhar muito

  • Daniel Augusto

    Eu adoraria um brega desse na minha garagem, oh se não!!!

  • Cyro Pistola

    Ainda não me acostumei com essa nova frente da Mercedes.

    Acho que vai causar polêmica, como algumas gerações anteriores da BMW Série 7, Série 6…

  • GuiWX88

    Isso não é um coupé, é uma limousine. Coupés costumavam ser a coroação elegante da engenharia automotiva … e não uma baleia jubarte inchada.
    “O LED está na moda, então coloca em tudo possível. Couro, madeira, alumínio, tela touch de 35.000 cores? Não precisa combinar, só coloca tudo!” Aprimorando a falta de criatividade por fora e quebrando novos recordes de cafonice por dentro. Dá dor de cabeça olhar muito

  • V12 for life

    Mais um com dianteira que aparenta estar chorando, mas é o primeiro que vejo em qua a traseira também faz o mesmo, ao menos dependendo do ângulo o tablet no painel fica bom, e o interior compensa.

  • Hoffmann

    Continuo achando um aborto automotivo. Mal consigo acreditar que a Mercedes conseguiu criar uma atrocidade dessas.

    • th!nk.t4nk

      Eu curti. Mantém o DNA da marca, ficou bem fluido e atual. Ainda nao entendi o que os brasileiros tanto odiaram, pra ser bem sincero.

    • Romualdo Vieira

      Eu achei de gosto extremamente duvidoso. Não ficou bonito. Talvez imponente, mas não bonito. Sei lá. Se eu fosse consumidor desse tipo de carro, ficaria com a elegância da Audi com o A7.

  • Miro Saraiva

    Imagino o contorcionismo que deve ser pra entrar nessas portas traseiras. Ah como queria que meu pai me desse esse trabalho. Eu seria tão feliz kkkk

  • Bruno Silva

    A Mercedes estragou a traseira desse carro. O A7 tá muito mais bonito nessa geração. A BMW tá moscando, pq acho que o Série 6 nova não vai existir.

    • Josê Fagundes

      o A7 com aquela lanterna “monocelha” atrás ficou horrível. Estragou o carro. Você só elogia porque é fã do grupo VW

      • Bruno Silva

        Eu e boa parte do público achomos belíssimo, inclusive acesa. Não gostei do A8 por exemplo.

        • Roberto

          Que público?

          • Bruno Silva

            Acessa os vídeos e reviews do A7 e vai ver.

            • Roberto

              Vídeos e reviews não são o “público”, compradores, usuários sim.

      • th!nk.t4nk

        Lembro quando todo mundo elogiou a Chysler por adotar lanternas bem semelhantes. Achei ótimo que a Audi tenha saído de sua zona de conforto, e o resultado ficou bem interessante. Melhor do que insistir em fazer todos os carros iguais.

  • tiago

    Esses novos lançamentos confirmam minha suspeita, o sistema 48v mild hybrid vai fazer a ponte para o veículo elétrico.
    Só vejo vantagens, não custa caro, adiciona pouco peso ao carro, permite o motor a combustão folgar nos momentos em que ele é mais ineficiente etc.

  • Adriano Cardoso

    Pra quem critica a volkswagen por ter um design sempre igual ta aí a mercedes com modelos cada vez mais parecidos.

    • PEDAORM

      Verdade no geral, mas neste carro em particular discordo.

  • Eduardo Edu

    Mais do mesmo, sem teto panorâmico, sem lanterna oled e assinatura DRL bem chocha.

  • Danillo Santos

    Bonito, porém esses “cupês” atuais com a linha do teto trazida quase retilínea desde o capô, passando pelo pára-brisas e descendente ao vidro traseiro e ao porta-malas, quase formando uma massa uniforme, não me agradam muito. Me lembram o antigo Ford Taurus, aquela coisa medonha! Já que é 4 portas, melhor mesmo é manter um teto plano, privilegiando o espaço vertical no banco de trás. Além disso, em termos de design, ainda prefiro sedãs com 3 volumes bem demarcados (podem me chamar de antiquado). Entretanto, ainda é um belo carro!

  • PEDAORM

    Como erraram tanto a mão nessa traseira? Era um dos mais bonitos carros da marca desde a primeira geração, e pioneiro no segmento.

  • Eduardo Zacchi

    Carro feio??? Beleza é subjetiva, mas essa máquina não é nem de longe feia – está linda e muito bem distribuída em termos de proporções…
    Foi a Mercedes-Benz quem lançou esse conceito de cupê de 04 x portas, mas foi a BMW que melhor aplicou um nome que identificasse esse tipo de automóvel: “Gran Coupé”!!!
    Feio é o novo Aston Martin Vantage; ainda mais perto do Vanquish…

  • Cyro

    Essa geração da Mercedes não me atrai…

    O modelo anterior, principalmente a parte traseira, era mais bonito.

    Só nao posso negar que o interior realmente é muito bem acabado.

  • Douglas

    Que horror!!! O carro quase não tem janela, a visibilidade deve ser uma porcaria.

    • Diego

      Pior que é tendência.

  • Lucas

    Interior lindo, mas genérico. Por dentro não da pra distinguir entre os carros bons da marca; esse pelo menos externamente foge do design familiar da mercedes.

  • Eduardo Edu

    Mais do mesmo. O novo A7 mandou esse CLS pra idade da pedra.

    • Pablo MR

      Nossa, depois que vi esse video notei com a Mercedes é superior em tudo!

      • Eduardo Edu

        Mais um premium wannabe.

  • Alessandro Rodrigues

    Que coisa horrenda! Até parece que pegaram uma projeção dessas que caem de paraquedas aqui no NA e resolveram fazer, credo! Saudades de 2014.

  • FFSB

    A elegância da 1ª geração se foi completamente. A dianteira, em termos de traços e proporções, lembra um Muscle Car norte americano. Decepção.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend