Crossovers Lançamentos Mercedes Benz

Mercedes-Benz E300 Cabriolet 2018 chega ao Brasil por R$ 413,9 mil

Mercedes-Benz-E300-Cabriolet-2018-1 Mercedes-Benz E300 Cabriolet 2018 chega ao Brasil por R$ 413,9 mil

A linha do Mercedes-Benz Classe E Cabriolet acaba de ganhar um novo integrante no mercado brasileiro. O conversível agora está disponível também na configuração E 300 Cabriolet, que já pode ser encontrada na rede de concessionárias com um motor 2.0 litros turbo e transmissão automática de nove velocidades, com preço de elevados R$ 413,9 mil.



O novo Mercedes-Benz E 300 Cabriolet chama a atenção logo de cara pelo teto de tecido, abre e fecha em 20 segundos a velocidades de até 50 km/h e conta ainda com isolamento sofisticado para reduzir os ruídos do vento e do movimento. O porta-malas leva até 385 litros ou 310 l com a capota recolhida. Há ainda a grade dianteira diamante com a estrela posicionada no centro, faróis Multibeam LED com 84 LEDs controlados individualmente, capô com protuberâncias, lanternas traseiras em LED com tecnologia Stardust e janelas laterais totalmente retráteis.

Por dentro, se sobressai o revestimento em couro em quatro cores diferentes, detalhes de acabamento em madeira, iluminação ambiente opcional com 64 cores, luminária traseira instalada no forro do teto da capota de tecido, sistema multimídia com controles de toque no volante e comandos por voz, entre outros.

Mercedes-Benz-E300-Cabriolet-2018-1 Mercedes-Benz E300 Cabriolet 2018 chega ao Brasil por R$ 413,9 mil

A lista de equipamentos inclui também airbags frontais, laterais para tórax e pélvis do motorista e passageiro da frente, de cabeça integrados à borda superior dos painéis das portas dianteiras e de joelhos para o motorista, cintos de segurança dianteiros com tensor reversível Pre-Safe, sistema Active Brake Assist (alerta o motorista e freia automaticamente em caso de colisão iminente), sistema Driving Assistance com Active Distance, Assist Distronic e Active Stering (permitem que o carro mantenha uma distância considerada correta em relação ao carro da frente e faz segui-los automaticamente a até 130 km/h), entre outros.

O motor 2.0 litros turbo de quatro cilindros a gasolina consegue entregar até 245 cv, a 5.500 rpm, e 37,7 kgfm, de 1.300 a 4.000 rpm, com transmissão automática 9G-Tronic de nove marchas. Há ainda sistema Dynamic Select que altera a resposta do acelerador, função ECO start/stop e rotação das trocas de marcha e suspenso Agility Control.

A Mercedes-Benz diz que o novo E 300 Cabriolet vai de 0 a 100 km/h em 6,6 segundos e alcança velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente.

COMPARTILHAR:
  • 1 Raul

    Ahh se eu fosse um tiozão rico…

  • TT 230

    O design da Classe E cansou muito rápido. Mas o interior é muito bonito e classudo.

    • Raul Cotrim de Mattos

      O cabriolet mais sem sal que já vi…

    • FearWRX

      A Mercedes atual é uma das montadora com o design mais sem graça que já vi. Chega a perder até pra carro chinês de tão genérico.

    • ObservadorCWB

      E o FOSTON conseguiu seu lugar no painel. VIVA Mercedes. Nem foi tão difícil.

      • th!nk.t4nk

        Nah, o único lugar do mundo em que o povo associa telas de carro a tablets do Paraguai é no Brasil mesmo. A Mercedes nao se pautaria na meia dúzia de consumidores que tem no país pra desenvolver seus carros.

        • ObservadorCWB

          Gosto de saber que na merça de 400k a CMM está posicionada mais adequada ao MEU GOSTO. E olha que é modelo 2018. Como o futuro a Deus pertence…..vamos ver para onde as CMM vão se deslocar. Se for por facilidade de visualização o painel logo a frente do motorista seria melhor, seja dentro do quadro de instrumentos (AUDI), seja com HUDs. Sugiro uma leitura de revistas Norte Americanas, Canadenses e outras…(não domino o alemão, italiano e japonês para ver o que outros consumidores de bons carros pensam). Mas você está errado se pensa que somos apenas 6 a achar a ideia pavorosa…kkkkk

          • th!nk.t4nk

            Falo bem alemao e ingles, acompanho mais a imprensa européia. Existem reclamaçoes sim, mas nao chega nem aos pés do barulho que os brasileiros fazem com o tema. O importante é a ergonomia. Hoje é meio consenso que a tela precisa ser alta, seja embutida ou flutuante. Também é consenso que HUD oferece a máxima ergonomia possível, mas a tecnologia ainda precisa ser muito aprimorada pra agregar mais informaçoes de forma natural pro motorista. Meu ponto é que as montadoras desenvolvem os sistemas pros seus principais mercados, e neles a imensa parte dos consumidores se importa mais com ergonomia do que com beleza. Ninguém tá pensando que existe um Paraguai da vida ou mesmo que existem telas da Foston num mercado lá no fim do mundo.

            • Mr. Pereba

              meu amigo tenho acompanhado alguns de seus comentários e percebo que a cada divergência de opiniao você aproveita para mencionar que mora fora do país, que tem doutorado, que possui uma mercedes, que é poliglota, etc., talvez para tentar aumentar a credibilidade de sua opiniao, mas o ponto principal é que voce critica os brasileiros e seus gostos, e criticar gostos é algo inutil afinal gosto é gosto e cada um tem o seu (da mesma forma, não adianta criticar os alemaes por gostarem de chopp quente ou os americanos por gostarem de baseball). O gosto de uma pessoa dificilmente é mudado em uma discussão de forum. Em tempo: a foston não é do Paraguai.
              sobre o assunto: na mercedes essa ideia de painel com esse tablet “descolado”já progrediu para a de uma tela horizontal unica envolvendo o todo o painel, como nos novos classes A e G, então é algo que deixaremos de ver nos proximos lancamentos da marca.

              • th!nk.t4nk

                Sim, eu falei logo abaixo que gosto é totalmente pessoal sim. Só expus que eles nao irao mudar o carro pra se adequar ao gosto de um mercado muito pequeno. Por isso nao adianta dizer “tá vendo, nao foi difícil consertarem o painel”. Os caras nao estao nem aí pra meia dúzia de unidades que vendem no local.

      • ObservadorCWB
        • th!nk.t4nk

          To só narrando o que vejo, leio e escuto. Claro que gosto é um negócio totalmente pessoal. Eu por exemplo nao gosto do visual interno da maioria dos Mercedes atuais (apesar de ter um), pra mim os caras podiam ser menos tiozoes. Nesse ponto a tela flutuante no painel é algo que dá mais leveza, deixa mais limpo e moderno (e que nao vejo tanta reclamaçao assim). Mas sim, gosto é gosto né, nao tem um “certo”. Abraço.

  • FearWRX

    Mercedes ta abusando. Pode ser bonito mas não vale mais que 400 mil nem f***no.

  • Lucas

    Está cem mil acima do que deveria custar.

    • FearWRX

      Vou mais longe e chuto uns 200 mil acima na verdade.

  • Audi a5

    Muito caro para um 2.0 quatro cilindros. Embora não conversível, o audi a7 nova geração traz um 3.0 por esse preço. E a evoque conversível 2.0 custa 280.

    • vicegag

      Pensei a mesma coisa, por mais moderno que este 2.0 seja, em memória dos motores com cilindros e cilindradas maiores, este modelo da série E merecia sair do tradicional 4-2,0, tão conhecidos dos Brazucas.

      • Audi a5

        Ela tem na prateleira o v6 de 367 cv da c450/c43. Mas quis “enfiar” esse 4 cilindros, que equipa a c300 com 245cv; ac250 com 211cv e a c200 com 184cv, mudando apenas a programação e coletor. Enfim, é um motor de menos para preço de mais.

  • Hoffmann

    Não precisa ter apenas dinheiro pra comprar um carro desses, é necessário ter coragem e desapego também. Ter um conversível com teto de tecido no Brasil é pedir para ter problemas. Além da questão da segurança, que faz com que qualquer pessoa minimamente prudente pense três vezes em desfilar por aí com o teto aberto em alguma capital ou cidade grande, ainda tem o vandalismo. Já vi um A3 Cabriolet novinho com a capota cortada por faca ou estilete e ao que tudo indica a finalidade foi a apenas vandalizar mesmo.

  • Haggard

    Sei lá… pagar $ 413,000 por um carro com um motor 2.0 de “apenas” 245 cv é muito pouco, na minha opinião. Se eu fosse um tiozão nadando na bufunfa, eu iria querer que tivesse ao menos uns 350 cv.

  • CanalhaRS

    Curioso que acabaram as cotas e o super IPI mas preços estão mais altos do que nunca. Qual a desculpa agora? A prisão do lula? O ciclo menstrual da lesma da Amazônia?

    • invalid_pilot

      Brasocapitalismo

    • ObservadorCWB

      E poucos dias atrás as montadoras acenaram com o pedido de um novo pacote de benesses.

      • Vattt

        Verdade o empresários se acostumaram a mamar, mas é só deixar o tempo passar que eles correm com medo da concorrência!!!

    • Cosi fan Tutti

      A concorrência ainda não se mexeu, estão com medo do que pode vir com o Rota 2030. Assim que tudo estabelecer e lançamentos vierem, principalmente marcas novas newcomers, pode ter certeza que baixam.

  • Rodrigo

    essa E não tem concorrente direto. Mas tá muito caro. Uma C300 Cabriolet quanto é? Aí tem a bmw 428 cabrio.

  • Catucadao

    preço da riqueza é caro mais vale kkk

  • Luciano

    TECNOLOGIA stardust ou EFEITO stardust?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email