MG supera SP em emplacamentos – causas podem ser ICMS e Fiat

MG supera SP em emplacamentos - causas podem ser ICMS e Fiat

Quem diria, São Paulo perdeu a primeira posição no mercado automotivo nacional. Pela vez na história, o Estado deixou de ser a região onde mais se emplacam carros no país, deixando a posição para Minas Gerais.


Coincidência ou não, é lá que fica a Fiat, atual líder absoluta de vendas no Brasil com os três modelos mais vendidos e ainda com vantagem sobre a segunda colocada, a Volkswagen.

Com vendas expressivas para frotistas, a montadora italiana pode ter peso nessa mudança, visto que nas “Gerais”, o emplacamento de frotas já é bem expressivo, assim como no Paraná.

Mas, a liderança dos mineiros em emplacamentos pode não vir apenas da montadora sediada em Betim.

A provável causa da mudança reside mesmo em São Paulo e pode estar ligada ao aumento do ICMS no Estado. Em janeiro, o Palácio dos Bandeirantes decidiu aumentar o ICMS para carros novos de 12% para 13,3%.

Só isso já havia impactado enormemente os preços dos automóveis e comerciais leves na região, assim como dos demais veículos 0 km. No mercado de usados, que não escapou da alta, o impacto subiu de 1,8% para 5,53%.

Então, veio abril e São Paulo aumentou o ICMS para nada menos que 14,5%. Enquanto isso nas Minas Gerais, o ICMS permaneceu em 12%.

Assim, no mês de maio, o Estado das minas de ouro e diamante, superou as terras do café emplacando 43 mil veículos contra 37 mil do vizinho ao sul.

Na Anfavea, o presidente Luis Carlos Moraes se manifestou sobre o assunto: “É provável, mas é o primeiro mês que isso acontece, vamos esperar mais um pouco para avaliar se é uma tendência ou se foi uma situação pontual”.

A entidade vinha alertando o governo paulista sobre o expressivo aumento na carga tributária, indicando não ser justo que apenas o setor automotivo arque com ajuste fiscal estadual, decorrente da pandemia.

Em São Paulo, os carros são em média 3,3% mais caros que no restante do Brasil. Nos sites de várias marcas, é possível escolher a localização no configurador e assim ficar estarrecido com a diferença de preços.

Moraes afirmou que “o consumidor não aguenta mais pagar por isso”. Então, imagine quem tem condições de comprar em Minas Gerais… Você de São Paulo, prefere pagar mais aqui ou fazer uma visita às montanhas de Minas?

[Fonte: Automotive Business]

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.