Elétricos Europa Hatches MINI

MINI Electric é um Copper com autonomia de 235 km

MINI Electric é um Copper com autonomia de 235 km

Apresentado em Roterdã, Holanda, o MINI Electric surge em sua estreia mundial como o primeiro modelo de fato 100% elétrico e seriado da marca inglesa. Disponível no modelo Cooper SE, o pequenino hatch britânico chega com visual diferenciado e autonomia mediana.


Como tem foco urbano, o MINI Cooper SE concentrou esforço em ter autonomia grande, rodando assim de 235 até 270 km sem recarga. O modelo utiliza baterias de lítio de 32,6 kWh, suficientes para atender sua demanda. O tempo de recarga rápida (80%) é de duas horas e meia, enquanto carga lenta (100%), precisa-se de três horas e meia.

MINI Electric é um Copper com autonomia de 235 km

No entanto, quem tem pressa, vaio na estação de recarga de corrente contínua, que carrega 80% em apenas 35 minutos. O MINI Cooper SE tem motor elétrico de 184 cavalos e 27,5 kgfm, permitindo ao hatch eletrificado ir de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e com final limitada em 150 km/h.


Visualmente, o MINI Cooper SE tem frente sem grade tradicional, mas com moldura que mantém o estilo das demais versões do compacto, que ostenta logotipo à eletrificação e uma faixa amarelada com entrada de ar ao centro. Essa mesma tonalidade é vista ainda nos retrovisores e nas estilosas rodas de design que lembra uma cruz.

MINI Electric é um Copper com autonomia de 235 km

Badge nas laterais e traseira, também indica a proposta do MINI Cooper SE, enquanto o interior tem cluster digital com indicador de eficiência e regeneração de energia com grafismo em amarelo. O ambiente é o mesmo das versões a gasolina do Cooper, mas o botão de partida é amarelo.

O MINI Cooper SE tem multimídia com tela de 6,5 ou 8,8 polegadas, ar condicionado dual zone, pacotes Trim S/L/M e o MINI Yours Lounge Carbon Black no pacote Trim XL. Tem ainda os modos de condução Sport, MID, Green e Green+. É nesta última opção que o pequeno inglês elétrico consegue alcançar o limite de 270 km de autonomia.

MINI Cooper SE 2020 – Galeria de fotos

Este texto lhe foi útil??

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Baetatrip

    Que autonomia miuda é essa?
    Tem pessoas que rodam muito na cidade e vão reclamar…!
    Que aro feio é esse?
    Autonomia de TR4… hehe, cheira posto que passa… Mini cheira tomadinha que passa… !
    hehehehe

    • th!nk.t4nk

      Esse aí mira em frota de car-sharing, cujos carros estão plugados na rede elétrica boa parte do tempo (o cliente ganha créditos pra plugar nos totens). Mini atualmente não é carro “mainstream”, é um modelo estiloso pra moderninhos e pra aluguel por minuto.

  • Renan

    Pro meu uso urbano atenderia, ainda que tenha achado a bateria pequena mesmo. Seria incrível tê-lo por aqui (custando mais de 200k kkk)

  • Guto

    Qual “roda quadrada” é mais feia?
    A) Uno Sporting;
    B) Mini Cooper SE;
    C) Todas as anteriores.

    R: Opção C

    PS: Só para lembrar que gosto é subjetivo, essa é apenas uma brincadeira…

    • th!nk.t4nk

      Verdade. Mas a diferença é que o Mini pelo menos tem 22 opçoes de roda :)

  • Marcos Megda

    Será que deram uma amaciada na suspensão? Já que nao tem pretensões de estrada, podiam priorizar o conforto, pois o mini atual a gasolina é uma pedra na cidade kkk.
    Pelo tamanho do carro e pela proposta acho a autonomia Ok.

  • Tchu

    Copper como no título ou Cooper como na matéria?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email