*Destaque *Featured Lançamentos Mitsubishi Sedãs

Mitsubishi Lancer 2018 retorna com novas versões e preço inicial de R$ 74.990

Mitsubishi-Lancer-2018-1 Mitsubishi Lancer 2018 retorna com novas versões e preço inicial de R$ 74.990

Embora tenha vendido pouco mais de 420 unidades nos 11 primeiros meses de 2017, o Mitsubishi Lancer segue sendo uma aposta da fabricante japonesa para o mercado brasileiro. Tanto que o modelo acaba de estrear sua linha 2018, com direito a duas versões de acabamento com motor 2.0 litro a gasolina e transmissão automática do tipo CVT. O novo Mitsubishi Lancer 2018 tem preço inicial de R$ 74.990.



A versão de entrada do modelo é a HL, que oferece recursos como airbag duplo, freio a disco nas quatro rodas com ABS, rodas de liga-leve de 16 polegadas, faróis com acendimento automático, sensor de chuva, banco do motorista ajustável em altura, piloto automático, ar-condicionado automático, direção hidráulica, computador de bordo com 12 funções, sistema multimídia, volante multifuncional, entre outros.

Há também a configuração topo de linha HL-T, que se diferencia pelas rodas de 18 polegadas, aerofólio traseira, antena de teto do tipo barbatana de tubarão, central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay e bancos revestidos em couro. Ou seja, pelo menos de acordo com a lista do fabricante, nenhuma versão do Lancer oferece itens essenciais como controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, airbags laterais e de cortina, entre outros.

Mitsubishi-Lancer-2018-1 Mitsubishi Lancer 2018 retorna com novas versões e preço inicial de R$ 74.990

O motor é o conhecido 2.0 litros 16V de quatro cilindros a gasolina. Ele consegue desenvolver 160 cavalos de potência, a 6.000 rpm, e 20,1 kgfm de torque, a 4.200 rpm, atrelado a uma transmissão automática INVECS-III do tipo CVT (continuamente variável) com modo sequencial Sport que simula seis marchas. O Lancer 2018 acelera de 0 a 100 km/h em 10,7 segundos e atinge velocidade máxima de 198 km/h.

Vale lembrar que a linha anterior do Mitsubishi Lancer oferecia ainda as versões de acabamento GT, HLE e HL com transmissão manual.

Confira abaixo os preços da nova linha do Mitsubishi Lancer:

Mitsubishi Lancer HL 2.0 CVT: R$ 74.990
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 CVT: R$ 79.990

Galeria de fotos do Mitsubishi Lancer 2018

COMPARTILHAR:
  • delvane sousa

    Parece ter um bom CxB, mas o povo so quer saber de Corolla començando em 100K

    • Vitor

      Já tem imagem consolidada no mercado.

    • Luiz Fernando

      Amigo, não gosto de Corolla, acho extremamente caro, porém por 79mil um carro sem airbag lateral, sem ESC e ESP, mercado ruim, e defasado. Não considero bom custo benefício, Corolla queira ou não vale demais no pós venda, coisas de Brasil.

      • Luciano RC

        Até o 408 é mais negócio que esse Lancer.

        • Edson Fernandes

          Sem duvida.

          E por um pouco a mais pega a versão Griffe dele.

          • Luciano RC

            Muito mais equipado e por mais incrível que pareça: Melhor de mercado.

    • José Neto

      Bom CxB? O carro vem pelado por 80 mil! Tem design cansado e acabamento mediano. Pois penso que vai continuar vendendo pouco.

      • Zergling

        Esse carro é um dinossauro… Tem mais de 11 anos…

      • sigma7777777

        5 estrelas em segurança…

    • Leandro

      Falta muita coisa para ter um bom custo benefício..

    • Jordan rodrigues

      Lancer é um carro de 11 anos , queria que custasse o mesmo que o Corolla que só pra efeito de comparação tem 7 airbag?

      • leomix leo

        Só tem 7ab nas versões a partir de 2017/18, pois os Xei de 2015/16 só possui 4 bolsas se não me engano, coisa que New fiesta 2011 já tinha.

        • Leozeradf

          5 Air bags.

        • Edson Fernandes

          Na versão de topo apenas, se for as demais… também são 2 air bags.

          • F.Tavares

            Se não me engano, o Corolla ja vem com 7ab em todas as versões.

            • leomix leo

              Acho que isso virou regra agora na versão xuning 17/18, antes ele não vinha com 7ab, isso era somente no Altis.

            • Edson Fernandes

              Eu comentei a respeito da mesma forma que ele comentou do Fiesta: No passado o Corolla tinha 2 air bags assim como o fiesta. Depois ele veio a ter 4 air bags (XEi e SEG/Altis), depois 5 nas GLi e XEi e 7 na Altis e depois incorporou para todas as versões.

              • Ernesto

                Ter somente 2 air bags já faz tempo. Eu tive um Corolla 10/11 XEi que já eram 4 air bags.

        • Daniel

          Sim… mas é dos 0km que estamos falando.

          • Ernesto

            Pois é Daniel. Tem gente que não perde a oportunidade de criticar a Toyota, mesmo se o comentário não fazer sentido (comparar Lancer 2018 com Corolla 15/16)

        • Ernesto

          E por acaso estamos em que ano? O Lancer em questão é o modelo 2018 e você quer comparar com Corolla 15/16? Não tem o menor sentido.

    • Emanuel

      Infelizmente ele vem pior equipado que os nossos populares. Ele só tem porte e nome mesmo…

    • Daniel

      Parece, mas, não é!

      O Lancer está extremamente defasado, é beberrão e o desempenho está bem abaixo dos concorrentes.
      A Mitsubishi, se quisesse realmente vender alguma coisa, tinha que baixar o preço pra 69,9k na tabela para poder vender para PCD com isenção também do ICMS (e do IPVA…)

      Por conta dessa defasagem, a procura é baixa, derrubando o valor de revenda, fazendo o negócio ficar pior ainda… Pra ajudar, o pós-venda Mitsubishi não é muito bem avaliado…

      • Marcelo Martins Ferreira

        Na faixa para PCD tem o C4 e o 408 que são mais equipados que o Lancer e ainda tem motor turbo flex !! Eu comprei o 408 PCD por 50 K e estou muito satisfeito !!

  • Evandro

    O motor é o velho conhecido de 160cv, mas pode chamar de liquidificador….

    • Raul Pereira

      Faz muito barulho?

      • Evandro

        Pra caramba…

        • fsjal

          e o CVT ainda faz parecer uma enceradeira

          • Evandro

            rssss, pior que é vdd….

    • Gran RS 78

      Sem contar que esses 160cv são tão verídicos como os 140cv do Veloster.

      • Evandro

        Pois é…

  • RicRB

    Pode ser uma interessante opção, mesmo já sendo um “ veterano”. O pênalti vai para a revisão de seis em seis meses e a quem diga, com preços extremamente salgados.

  • Eduardo

    Com qualquer sedãnzinho premium batendo na casa de 75 a 80 mil me parece um pechincha. City e Fit completo devem dar isso. E no Mit, por 75 se tem mais motor, paddle shift, mais espaço, mais exclusividade e, se bobear, seguro mais barato visto que por vender menos deve ter menor índice de sinistralidade.

    • Leandro

      Só esqueceu de falar que é mais inseguro também. 2 airbags? Não estamos na década de 90.

    • ViniciusVS

      Ainda usa direção hidráulica…

      O Fit de 80k tem Paddle Shift e é bem mais completo que esse Lancer, quanto a exclusividade aqui em São Paulo está cheio de Lancer e o design sofre o mesmo do Old Tucson…não da para saber se é 2007 ou 2017.

      É um carro bonito porém não tem exclusividade alguma e é básico demais, o único médio que briga com o Lancer é o Cerato, o resto está disparado na frente.

      • Marcelo Martins Ferreira

        Com 70K tem l 408 business pro que apesar de ser de entrada é bem mais equipado que o Lancer e ainda tem motor turbo.

  • Alexandre

    Se não possuir controle de tração e estabilidade não vejo mudança no volume de venda. Um equipamento essencial nos sedans médios (no Brasil) , e custo baixo no valor total do veículo.

    • leomix leo

      O corolla até outro dia não tinha. Mais continuava sendo venerado.

      • Ernesto

        Tem gente que não perde a oportunidade de falar mal de Toyota, hein?

      • fsjal

        Corolla é um caso a parte. Se tivesse um airbag continuaria vendendo

      • sigma7777777

        Os Corollas sem ESP, e também o Lancer, são mais seguros que os compactos com ESP.

    • Uranium

      Tenho certeza que estatisticamente a presença ou ausência de ESP não altera em absolutamente nada o volume de vendas de carro nenhum no Brasil. Porém, concordo que o Lancer poderia ter.

      • Edson Fernandes

        Até porque se tivesse teria sido uma onda de lançamentos com tal dispositivo e mais… até como opcional os compactos de entrada teriam inclusive.

  • Vitor

    A Mitsubishi tem uma rede de concessionários muito menor que a maioria dos concorrentes, isso pesa. Fora que a empresa vem investindo muito pouco em marketing nos últimos anos. Só promove a L200 e olhe lá.

    • Iran Borges

      Ache que a Mit tem mais rede que a toyota.

  • Léo Faria

    Bastou a Toyota incluir controles de tração e estabilidade no Corolla para que fosse tratado como absurdo um medio não ter.

    • Luciano RC

      Mas só faltava o Corola ter, por que toda concorrência tem.

      • Léo Faria

        Também acho. Só nunca vi uma cobrança tão explícita sobre o Corolla

        • Luciano RC

          Por que ele é o mais caro do segmento e o que menos oferecia. Hoje ele se igualou e até tem suas vantagens.

        • Edson Fernandes

          Como não? na epoca era a maior chacota o fato do Corolla não ter!

    • Leandro

      Sempre criticaram o Corolla por não possuir, não faz sentido a sua afirmação…

    • Bruno Carvalho

      Na época a Toyota dizia que não tinha por que não precisava….hahahahahahah

      • leomix leo

        Segundo um vendedor de minha cidade, o carro parecia que andava sobre trilhos, não precisava disso.

    • leomix leo

      Isso, o cruze já tinha, o new fiesta Tb, desde 2011, mais quando eu falava com o povo, os mesmos desconversavam. Hoje se o carro não tiver não presta.

  • Paulino Lino

    Fico pensando o tanto que esse carro chegou com o visual “ousado” e hoje ta bem cansado! Figurinha boa de custo benefício, porém, figurinha batida e cansativa.

    • sigma7777777

      Pois eu ainda admiro demais o design deste veículo. Hoje o único sedan médio superior na aparência é o Civic.

  • Eduardo Brito

    O Lancer ja deu o que tinha que dar. A Mitsubishi tinha que aproveitar que ela está junto com a Renault e Nissan e fazer uma nova geração com base no Megane ou no Sentra.

  • Elfo Safadão.

    Preço de um etios.

  • Luciano RC

    O cambio que derrete ainda é item de série?

    • Edson Fernandes

      O CVT tem trocador de calor e usa um oleo desenvolvido junto a Petrobras que é muito bom. Uso inclusive no meu Fluence. Te digo… sobre isso está tranquilo.

      • Luciano RC

        Que bom que resolveram isso, por que os primeiros Lancer derretia o cambio por falta de refrigeração.
        A Mit sempre teve problema com isso. Quem não lembra das L200 outdoor que precisava instalar o Kit Gelo para não ferver o motor?

        • Felipe

          Foi feito um recall em 2012 por causa deste CVT e foi incluída uma peça que faz o arrefecimento, somente o primeiro ano sofreu com isso.

  • El Gato Negro

    Projeto obsoleto, design ultrapassado, peca em itens de segurança, câmbio ruim, número limitado de concessionárias, alto custo de peças de reposição (dizem, alguém pode confirmar?)…
    Enfim… passo!

    • Felipe

      O carro tem um excelente custo benefício, as manutenções são tranquilas nada muito caro, somente ocorreu o recall do cvt em 2012 por falta de refrigeração nos modelos posteriores foi corrigido. Porém digo relançar ele em 2018 sem nada de mudanças significativas é um tiro no pé, apesar de que ele tem o mesmo valor de um ETIOS praticamente… Gosto igual a cu cada um tem o seu!

    • sigma7777777

      Cinco estrelas nos testes de segurança… Motor 2.0 de alumínio… Design consagrado… Câmbio já foi corrigido… Peças com preços similares aos dos demais concorrentes do segmento.

  • CanalhaRS

    Relançar um carro que não traz nada de novo é soda.
    O carro já está defasado, tem um rede de css reduzida, mesmo tendo CxB não vale a pena.

    • Uranium

      Depende. Se a pessoa quer um carro de qualidade e não liga para lançamentos, um Lancer 2.0 é bem superior a um City ou Cobalt, sem se esforçar muito, e tem suas qualidades frente ao Cerato, que tem preço nessa faixa também… Só acho que a Souza Ramos poderia ter colocado o parachoque dianteiro do modelo americano e o motor flex do ASX, o que teria um custo quase zero, porque já está tudo pronto e testado.

      • Eduardo

        Prefiro gasolina, 2.0 já é gastão, flex então ainda pior…

        • Uranium

          Em tempos de gasolina com 27% de álcool, é complicado viu… Eu tenho 2 carros a gasolina na garagem, ocasionalmente tenho problemas com isso.

          • sigma7777777

            Acho que o uso de aditivo pode ajudar a amenizar os males.

  • Eskarmory .

    Voltou o cordeiro em pele de lobo… Com um super aerofólio!!

  • Marcos Souza

    Poderiam ter colocado o 2.0 flex da ASX que é muito econômico…#riplancer

  • Marcelo Duarte

    Acho que se tivesse pelo menos 4 airbags e controle de estabilidade e tração na versão mais cara, seria uma baita pedida

  • Giuseppe

    Opa, agora sim! Tudo pronto para vender menos de 400 unidades no próximo ano. Parabéns, Mitsubishi!

  • Almicre Piovezan

    Fei pacarai!

    • sigma7777777

      Qual seu carro? rss

  • Vattt

    “nenhuma versão do Lancer oferece itens essenciais como controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, airbags laterais e de cortina, entre outros.” kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, carro sem sal e longe da concorrência. A não ser que queira brigar com Cobalt, Prisma, Versa, Grand Siena e em breve com Virtus e Cronos!!! Mesmo assim fica caro diante desses concorrentes.

    • sigma7777777

      Assistente de partida em rampa não é item essencial. E digo mais: é a melhor a qualidade de construção deste japonês sem ESP do que ter um Ford Ka com ESP. O Lancer sem ESP (cinco estrelas nos testes) é mais seguro que vários veículos compactos com ESP.

  • carloscomp

    Pra valer a pena, deveriam colocar o novo motor flex de 170cv + 6 air bags + ESP/TSC/Hill Assist e manter o preço, que está bom.

    • Uranium

      6 airbags (no Lancer acho que são 7 na verdade) acho difícil pelo preço. Mas ESP e o motor flex teriam custo quase zero. Estão prontos e testados na prateleira, bastava equipar. Assim como o parachoque dianteiro do modelo americano, com LEDs diurnos e um desenho mais moderno.

      • carloscomp

        Hoje o mercado dos médios está mais exigente, ainda mais com um modelo “antigo” como o Lancer

        • Uranium

          Sim, está mais exigente, mas isso se deve muito ao preço desses carros. Sedan médio moderno está na faixa dos 100 mil reais, já o Lancer custa de 20 a 25% mais barato que isso, o que justifica plenamente a defasagem dele. Falta de ESP não influencia nas vendas (eu e você nos importamos, mas 90% dos consumidores não).
          Porém, concordo plenamente que a principal falha é não usar o motor flex do ASX, em tempos de gasolina com 27% de etanol, além de justificar o “relançamento” do carro.

          • sigma7777777

            Cara, influencia, mas um sedan médio japonês bem construído e sem ESP é melhor em segurança que um Ford Ka “moderno” com esse dispositivo.

            • Uranium

              Tenho certeza que não influencia nada nas vendas. Se o Corolla não tivesse ESP até hoje, venderia a mesma coisa de sempre. De resto, concordo.

  • Bandit

    Quando tinha cambio manual eu achava interessante mas com esse cvt horrivel não dá …

  • Natán Barreto

    Pessoal abaixo reclamando do preço não devem saber quanto custa um Fiesta, HB20 ou até mesmo um Argo.
    Apesar da idade é um carro honesto e com certa qualidade comparado ao que temos. É a mesma coisa que houve com Focus e Astra quando saíram de linha em 2009 e 2010. Médios a preço de popular topo de linha.

    • No_Name

      Focus 1 1,6 era vendido por R$ 42 mil no fim da vida hehe, e era jeitosinho até, mas não tinha airbags se não me engano.

      • Edson Fernandes

        Tinha sim… duplo e ABS.

        A versão GL dele foi descontinuada ficando apenas a GLX.

        • vitimsl

          Olá Edson. Na verdade existiu sim a GL no último ano do Focus Mk1,5 (2009) e nenhuma das versões tinha ABS, nem mesmo como opcional. No GLX era possível adicionar air-bag duplo. Tive um GLX 2009, apelidado de “última série”. O exterior era quase idêntico ao Ghia, com exceção dos faróis de neblina que não eram disponíveis. Excelente carro.

          • spampolha

            Sim. Eu tive um gl 2009!!! Carro leve e ágil.

      • Natán Barreto

        42 mil em 2009 não é muito diferente de 75 mil hoje. E pra época ele era razoavelmente equipado. Que nem esse Lancer.
        Pra quem quer um carro confiável, espaçoso e com uma certa qualidade. Acho ótimo.
        Seria uma compra mais racional.

        • Natán Barreto

          E não podemos nos esquecer que esse é o preço da Palio Adventure rs

    • Matuska

      O 408 tem preços próximos. Os carros que citou partem de 45k. As versões topo de linha sempre serão mais caras e terão cxb ruim.

  • Razzo

    E nada de trocar o maldito câmbio CVT INVECS III da Mitsubishi pelo refinado Jatco CVT7 W/R…

    • Edson Fernandes

      Se não colocaram coisas já existentes no produto, acha que irão melhorar a trnasmissão?

  • saulo

    Deveriam colocar todos os opcionais tipo controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, airbags laterais entre outros, tipo o que o Astra fez em 2010, que mesmo defasado, era muito completo e mais barato que a concorrrencia e por isso vendeu muito bem na época, agora um carro defasado e com poucos itens de série e mercado ruim, fica dificil né…..ajuda aeee MT

    • sigma7777777

      Daí o preço chega aos R$ 100 mil e provavelmente se tornará desinteressante perante a concorrência. A galera vive falando desses recursos de segurança, mas para quem dirige dentro do limite de velocidade não terá problemas na estrada com nenhum veículo japonês dos últimos anos.

  • Raul Pereira

    Sempre gostei muito do Lancer, mas ficou defasado com o tempo. A primeira versão que trouxeram lá em 2012 era linda, o aerofólio era alto e tinha a versão gt com xenon e 4×4 integral. Francamente, se fosse comprar hoje pegaria o gt importado e não esse nacional com rodas feias, aerofólio baixo e sem xenon e tração nas 4. Hoje deveria no mínimo oferecer os itens da categoria que temos desde o Corolla e Civic de entrada.

    • Edson Fernandes

      O lançamento não tinha 4×4 não. A versão GT tinha sim xenon, 6 (ou 7 air bags porque eu não me lembro), era bem completinha… mas depois eles chegaram a trazer por um preço bem salgado a versão AWD.

      Só que na epoca custava o mesmo que um fusion Titanium e tbm a versão de topo GT (sem AWD) batia nos best seller que ao exemplo do Civic EXR, não era tão mal equipado e era semelhante em itens. Aí só finalizando, tinha o Jetta TSI 2.0 … ficou dificil convencer com o Lancer que na epoca apresentava aquecimento da transmissão e reclamação constante de suspensão dura.

      • Raul Pereira

        Então me equivoquei, mas a GT AWD era bem interessante, na época escolheria ela a invés de um Civic ou Corolla de topo. Para mim o design exterior continua muito até hoje, não acho que cansou. O que acho obrigatório além dos dos itens de segurança é a atualização do motor, que na época já era categoria D do Inmetro, hoje se torna insustentável dadas as tecnologias atuais e o fato de ser apenas gasolina, considerando que nem temos gasolina pura para vender por aqui. Comprar um Lancer hoje se tornou inviável.
        Um adendo: o que me chateia é que na época a Subaru também passou a vender umas versões mais baratas do Impreza aqui, lembro que a primeira hatch em meados de 2011/2012 era 60k, um preço muito interessante para um 2.0 boxer, quando chegava no WRX já pulava para os 120k . Não sei porque não emplacou…

        • Edson Fernandes

          Na verdade a versão de 60k era motor 1.5…rs

          Por R$80000 já era o 2.0 boxer. Mas esse Lancer AWD veio com a precificação sem ter realmente um motivo para custar tanto. Só o AWD não fazia dele custar preço de carros em epoca V6 AWD (CAptiva) ou mesmo o Fusion que já estava entrando a nova geração. Foi isso que queimou o caminho dele. Se fosse um pouco depois poderia ter tido mais relevancia de fato.

          • Raul Pereira

            Uhm, de fato era isso mesmo! rs

  • fora temerglobo

    ficou mais barato

  • Carlos Vinicius Amadeo Rosin

    Sempre gostei do Lancer, até cogitei em comprar um usado em 2016 quando comprei meu jetta TSI 2013, pelo seu CB usado legal…um carro potente e com motor a um preço razoável (usado). Desisti quando vi o preço das peças que são absurdas de cara, seguro também é bem puxado…e o fraco pacote de acessorios que vem no carro. Acabei optando pelo jetta por ter controle tração / estabilidade, 6 airbags, cambio de 6 marchas dupla embreagem e o motorzão de 211cv…

    mas confesso que as linhas dele são bacanas apesar do projeto antigo já…

    • Angelo Lucca

      Cara, se não me engano, no mercado paralelo, as peças de desgaste do Lancer, como Discos e pastilhas, velas e amortecedores por ex. são mais baratas que a do Jetta.. estou na intensão de pegar um sedã médio AT no início do ano e tanto o Lancer GT 2014 quanto o Jetta estavam em minhas opções, porém o preço do seguro e das peças de desgaste me fizeram desistir do Jetta… Isso que eu estava pensando em um 2.0 Comfortline.. mas sem dúvida, um Jetta TSi usado de boa procedência, é o melhor custo benefício do mercado de semi-novos hoje. O que pega pra mim, são as peças de reposição e o seguro (minha irmã que é corretora, cotou pra mim e ficou em 7mil!)

    • sigma7777777

      Estou estudando a compra do Lancer, tenho um Corolla 2011. Sobre o custo das revisões, constam preços similares aos de outros sedans médios japoneses, e sobre o preço das peças cotei as seguintes originais na concessionária Mitsubishi Fortaleza:
      Discos dianteiros: R$ 566
      Discos Traseiros: R$ 566
      Pastilhas dianteiras: R$ 338 par
      Pastilhas Traseiras: R$ 265 par
      Amortecedor dianteiro: R$ 390 cada lado
      Amortecedor Traseiro: R$ 455 cada lado
      Filtro óleo: R$ 36,40
      Filtro ar: R$ 69
      Filtro combustível: não usa (fiquei surpreso)
      Considero os preços normais para o segmento e vale lembrar que existe o mercado paralelo para tentar obter peças por um preço inferior. Como o Lancer é um carro nacional eu acho que o seguro também deve ser parecido com os demais sedans médios japoneses.

  • Rodrigo Mansur

    Galera que pagou 70 mil num carrinho popular se doendo até o fim da vida…. kkkk
    Lancer é antigo, mas é carro de verdade por preço justo. Só é uma pena terem tirado o kit aerodinâmico padrão que vinha desde as versões de entrada, tirando o seu diferencial estético.

    • Marcelo Martins Ferreira

      Com 70 K vc tb compra o 408 Business melhor que esse Lancer ..

  • Jeremias Flores

    design cansado

  • Fábio Sola

    Podia ser R$69,990. Assim poderia entrar na faixa para PCD. E seria uma ótima opção.

    • Marcelo Martins Ferreira

      Nesta faixa para PCD vc compra o C4 ou o 408 que são bem mais equipados e melhores que esse Lancer !!

  • Angelo Lucca

    Uma grande mancada da Mitsubishi foi tirar os acessórios que vinham no GT como os múltiplos airbags (7), kit de saias laterais e o teto solar… é um carro que ainda é bonito, não tem um interior legal, mas dá pro gasto. Se tivessem mantido os equipamentos oferecidos no GT, seria uma boa compra. Tenho a intenção de pegar um 2014 GT e tem muita gente que fala bem desse carro, as poucas reclamações são pelo desempenho do CVT e o consumo um pouco alto, mas de mecânica, as reclamações são mínimas (o aquecimento do câmbio, foi resolvido com a instalação do kit cooler nos modelos a partir de 2013).

  • Sato Trebzonte

    Pensei que havia saído de linha.

  • Monai

    e o Grand lancer que tem na China? seria uma saída para o Brasil?

  • kaue reszka

    Mitsubishi Lancer e Porsche 611 não mudam de aparência nem matando.

  • JP_SP

    Morre diabo.

  • JCosta

    Esse carro é excelente. Design acertado e preço excelente. Mas… tem gente que prefere voyage…etios…

    • Marcelo Martins Ferreira

      Eu prefiro o 408 ou C4 !!

  • fsjal

    70-80 mil num carro sem airbag lateral, TC ESP e esse motor manco?
    Até um 408 é mais negócio, com 6 airbags, ESP e o motor THP.

    • Marcelo Martins Ferreira

      Sim, e o 408 é um ótimo carro mas esquecido ..

  • fabricioaguirre

    Deveria voltar para a Stock Car ou participar do Brasileiro de Marcas. É um carro muito bonito, uma melhor ação de marketing deve aumentar as vendas.

  • Ulisses

    è um carro bom, mas vem com preço de luxo entregando pacote de 1.0. Seguro caro, baixa procura no mercado e pouca disponibilidade de peças na autorizada são as reclamações mais recorrentes. Deveriam coloca-lo a 50 mil, tava ótimo. Mas a Mitsu não tem cacife pra bancar altas demandas do pós-venda caso o volume de vendas seja tb alto.

  • Felipe

    Só compra Corolla pessoa cega que não vê que a concorrência tem muito mais a oferecer, o Corolla só tem a fama de não estragar porque nao tem nada pra estragar tudo muito básico e simples. Tem tanto carro melhor e mais interessante: Peugeot 408 Thp, C4 Thp, Subaru Impreza, Jetta TSI… O Corolla é apenas um bom carro, as pessoas devem começar a olhar a diversidade de marcas e modelos e parar de pagar cegamente mais 100k em um Toyota rústico!

    • Marcelo Martins Ferreira

      Concordo !!!

  • Itamar

    PRÉ HISTÓRICO!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email