Crossovers Hatches Japão Lançamentos

Mitsubishi Lancer terá próxima geração como misto de hatch e crossover

Mitsubishi-Lancer-Evolution-Final-Edition-1-1024x675

O futuro da Mitsubishi agora está em jogo. Com a mudança na composição societária, a marca japonesa precisa se renovar para continuar sobrevivendo pelos próximos anos. Depois de ficar quase fora do mercado americano, a empresa pensa fortemente na renovação de sua gama de produtos, que em parte perdeu-se em incertezas quanto ao destino. Com o fim do Galant e do esportivo Eclipse, a nipônica acabou por esquecer do Lancer, por exemplo.


Além disso, sem um sedã grande e com um médio envelhecido após uma década de mercado global, a Mitsubishi ainda mantém seu principal SUV, o clássico Pajero (Full), com 12 anos nas costas e sem nenhum sinal de renovação em curto prazo. Na outra ponta, no entanto, a marca renovou sua gama de entrada com os compactos Mirage e Mirage G4, hatch e sedã, bem como sobrepôs a proposta de crossover compacto com ASX e Eclipse Cross, que seria mais cupê, embora muitos não vejam dessa forma no exterior.

E agora? De acordo com a nova direção da empresa, liderada pelo britânico Trevor Mann, a Mitsubishi irá renovar especialmente a gama de utilitários esportivos atuais, o Lancer e carros compactos. Dos três, o atual sedã médio é o mais importante, pois é o produto que carrega a imagem de uma Mitsubishi que não é simplesmente só 4×4, como é extremamente exaltado em mercados como o brasileiro, por exemplo.

mitsubishi_lancer_evolution-1024x683


O sedã médio foi atualizado recentemente na China, mas não passa do mesmo modelo de 2007. Na proposta da Mitsubishi, o Lancer será algo bem diferente do atual três volumes. A ideia da empresa é faze-lo competir com Ford Focus e Toyota C-HR, por exemplo. Só que estes são de categorias diferentes. Mann quer um hatch com estilo crossover, algo que poderíamos imaginar como um Mercedes GLA ou DS4 Crossback.

A justificativa é que ainda há mercado para hatches na China, embora as vendas do segmento estejam em declínio nos EUA e começando a baixar na Europa. A culpa? Dos SUVs. Para ter um pé nesse filão, o próximo Lancer vai transitar também nessa outra faixa de mercado. O design ainda é um mistério, mas será bem diferente do usual, segundo Tsunehiro Kunimoto, designer-chefe da Mitsubishi:  “Só porque é o segmento C (médio) não significa que tem que ser um hatchback muito convencional”, explica. A inspiração virá do conceito e-Evolution.

A Mitsubishi diz que substituirá ASX, Triton (L200) e Outlander, mas também terá um foco no Pajero. Acredita-se que essas próximas gerações serão baseadas na plataforma modular CMF C/D da Renault-Nissan, a fim de reduzir custos de produção. No caso da L200, o mais provável é a sinergia com as Frontier/Alaskan/Classe X, mas mantendo seu design. Nos demais, a modularização de plataformas será benéfica, assim como os próximos Mirage e Colt – ainda existente em alguns mercados como minivan – possam vir a ser sustentados pela CMF A/B. Aliás, falta um SUV compacto menor que o ASX em mercados como o europeu e brasileiro, por exemplo.

[Fonte: Auto Express]/Projeção: Avarvarii]

COMPARTILHAR:
  • Luiz Ricardo

    Eu gosto do Lancer, desde dos tempos do sedã normal até o Evolution, mas agora que a tendência mundial é SUV’s…. lá se foi um Sedã que vai ter só o nome =(

    • Fanjos

      Eu entendo que hoje em dia ou a montadora faz SUV ou morre, mas pelo amor de Deus…use OUTROS NOMES!!!!!
      Chega a dar raiva de ver um mito atras do outro sendo blasfemado, por muito menos… muuuuuuito menos, no passado, gente morreu torrado nas chamas inquisitoriais!

      • everton nogueira

        O nome disso é zona.

      • Luiz Ricardo

        Pior não é somente isso Fanjor, se duvidar em breve perderemos opções dos mais básicos até os premium por causa da opção off-road.

      • Uranium

        Exato. O que a Mitsubishi está fazendo é o contrário do que ela pretende: ao invés de associar a boa imagem dos nomes aos novos carros, está simplesmente ENTERRANDO a boa imagem dos modelos históricos que produziu, utilizando o nome deles em lançamentos absolutamente medíocres. Pegue as avaliações do Eclipse Cross nos EUA por exemplo. O carro não tem diferencial nenhum, não custa barato e, convenhamos, é extremamente esquisito, no pior sentido possível. Daqui uns anos, se o cara falar que tem um Eclipse, um Lancer ou um Evo vai ser motivo de chacota igual ter um Pontiac Aztek, mesmo que seja um Eclipse GST zerado ou um Lancer Ralliart, porque o nome vai ser associado às porcarias recém-lançadas. Tenho vergonha alheia da Mitsubishi atual, antes de qualquer pena ou tristeza.

      • RRodrigo Souza

        concordo , eclipse cross sei la o nome correto, mas colocou um carro esportivo com formato totalmente fora de sua caracteristica original ai é foda, daqui a pouco irão fazer VW fusca SUV e mata de vez o nome do besouro,

      • leandro

        Sim ja vimos a gm chamar astra alemão de vectra deixem o samurai cometer seppuku.

    • Catucadao

      vai ficar zuado

  • Ricardo

    Haha! A palhaçada não tem limites! Estão tirando com a cara dos verdadeiros amantes de carros de verdade!

  • Wellington Myph13

    Esse poderia ser o estilo do ASX e deixa o Lancer como é, uma atualizada nas linhas ok, mas mudar assim não dá né…

    • Pedro Henrique

      não bastou suvetizar teve que transformar em hatch WTF chega a ser uma ofensa pro nome do carro, e esse diretor só pensa nisso porque é da europa e lá hatch ainda tem força mas ele não ta pensando fora da casinha, deixa o lancer como médio e cria um suv que é oque vende, e o lancer fica de imagem, sedã ainda vende muito bem na china e ainda 4×4…

      • Vitor C

        O lancer já teve versões hatch em mais de uma geração, teve inclusive versões coupe e sation, esse hatch não seria nada de novo para a linha. Sobre ter características de crossover, dependendo do design pode ficar muito interessante, basta olhar o próprio DS4 que é belíssimo.
        Para que investir em um formato que não está mais vendendo tanto para a marca? tem mais é que explorar novas formas e conceitos mesmo, reinvenção salvou muitas marcas do limbo.

        • Pedro Henrique

          o formato não vende tanto pra marca porque ta defasado, e mesmo se mudarem de segmento se não fizerem bem feito não vai dar sucesso igual, falta na mitsubishi é sucesso em um produto, migrar pra carros mais baratos de fazer e com valor agregado pode ajudar a sair do vermelho na linha de produção, mas precisam é de volume

          • Vitor C

            O lancer nunca foi um carro de destaque e nunca vendeu muito, só tem nome por causa do evolution mesmo, esse sim significa alguma coisa. As versões comuns sempre foram medianas e nunca se destacaram muito.
            Creio que nessas circunstâncias o nome evolution seja mais significativo e tenha mais peso para a marca, e nada impede que os carros com essa linhagem sejam incríveis independente da carroceria que carregam.
            O próprio eclipse em versões civis não se destacava em nada além do visual, ganhou fama graças às preparadoras, nem no Japão ele ela vendido e não significa nada naquele mercado.
            O que eu qro dizer é que mudanças de categorias e conceitos em certos modelos acontecem, eu acho a decisão da mit até acertada uma vez que é um nome conhecido, encare mais como uma variante do que como um modelo que vai extinguir outro, até porque pode ter certeza que se ela precisasse reviver a carroceria sedan ela não hesitaria.

  • Fanjos

    Depois do “Eclipse SUV” a Mitsubishi já morreu mesmo, então tanto faz jogar mais terra no caixão

    • V12 for life

      Concordo, o Eclipse Cross me fez deixar de ser fã da Mitsubishi.

  • Erivelton Freitas

    Se for como o conceito da Foto, a Mitsubishi dará uma bola dentro com sua nova linha de carros, porque tá lindão o conceito!

    • truco

      nao se iluda… este conceito nao é oficial.
      Pelo visto ultimamte a MMC nao tem esta capacidade.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    A palavra evolution nunca caiu tão bem nesse Lancer

  • Alvarenga

    Efeito manada. A direção das montadoras se deixa levar por todas ondas de modismos. Faz tempo que é assim com as cores dos carros por exemplo. A tendencia do momento é SUV, as estrategias das montadoras estão apontando pra SUV e eletrificação. Essa é a bola do momento. Como no Brasil a eletrificação é mais complicada vai sobrar a onda de SUVs.

  • Eskarmory .

    Que mierrda hein. Desse jeito pode enterrar

  • RIP Brazil

    Não acho que seja palhaçada da MortaBITCH.
    Eles querem lançar esse Lancer pra concorrer com Vectra, Kombi e Agile.

    • RRodrigo Souza

      nao entendi sua referencia

  • V12 for life

    Queria entender qual a necessidade da Mitsubishi em ridicularizar seus nomes mais clássicos, já não basta o que fez com o Eclipse, qual a dificuldade de fazer um novo lancer sedã baseado no Sentra ou Megane, e simplesmente ter uma nova geração do ASX que já é um crossover, no Brasil pode até trazer de volta o nome TR4 para brigar com Renegade e companhia.

  • Rodrigo

    MIT sempre foi meio atrasada, mas está agora totalmente perdida.

  • sigma7777777

    Aos meus olhos a projeção é de um mero Eclipse Cross com suspensão baixa, o que faz sentido, pois apenas aproveita o mesmo projeto…
    A propósito: antes disso ela poderia igualar o Lancer nacional ao chinês e agregar novas tecnologias.

  • Fabricio Lima

    Quando alguém escuta falar em Mitsubishi Lancer ,vem logo a mente o Lancer Evolution que é lembrado pelas competições de Rally, por ele ser mundialmente conhecido nessa categoria ,para agora ser transformado em praticamente mais um SUV .Daqui mais uns anos só vai existe duas categorias os SUV’s e os Crossover .

  • Wolfpack

    Nunca vou me acostumar a posição de dirigir de um SUV, portanto nunca terei um destes Jeeps urbanos.

    • th!nk.t4nk

      Alguns até têm a posiçao de dirigir um pouco mais convencional (baixa), mas em alta velocidade a estabilidade é muito prejudicada (pra nao falar da aerodinâmica). Isso tira todo o tesão de dirigir esses carros na estrada.

  • Lucas MTB

    Mermão, pelo visto Iemanjá está em alta com suas oferendas!

  • FFSB

    Uma vez parte do Grupo Renault-Nissan, a MIT deveria se tornar uma empresa focada em SUVs e Crossovers, aproveitando-se de ampla tradição no segmento 4×4. Basicamente, uma empresa para fazer frente (em médio e longo prazo) à Land Rover (em uma pegada menos luxuosa do que a tomada pela marca inglesa). Um lineup do tipo:

    1. Linha Pajero (top)
    a) Pajero Full
    b) Pajero Sport
    c) Pajero Cross

    2. Linha Outlander
    a) Outlander Full
    b) Outlander Sport

    3. Linha Eclipse
    a) Eclipse Full
    b) Eclipse Sport

    etc etc etc… E nada de carros hatchs, sedãs e compactos. Deixaria este perfil de produtos para Renault-Nissan.

    Valeria observar se a tendência/desejo de grandes fabricantes (MB e Volvo) de emplacar Sedãs Aventureiros dará certo ou não. Em caso positivo, poder-se-ia resgatar o label LANCER como um player forte neste mercado.

    • Hugo Borges

      Sensato, seria como a JEEP é hoje para a FCA. Se fizerem tudo certo, tornará a marca mais lucrativa do grupo.

  • Raul Pereira

    ou seja, estragaram o carro

  • saulo

    Todo mundo reclamando que o Lancer vai mudar, mas ninguem quer comprar
    né, é exatamente por isso que ele vai mudar, vê se isso acontece com
    Corolla e Civic, e pra mim se o carro for mesmo esse conceito ficou top demais.

    • Uranium

      Ninguém quer comprar porque o carro é exatamente o mesmo, sem atualização nenhuma, fazem 11 anos. Se tivessem renovado igual Corolla e Civic, o carro não estaria morto. Lançar SUV só por lançar não adianta, tem que ser atrativo. Senão vai ser igual o Eclipse Cross: além de enterrar a imagem esportiva do Eclipse, o carro é horrendo, medíocre e não vende nada.

  • octavio cesar godoy

    Meu filho só tem Mitsubishi: pajero tr4, agora um outlander, eu vou tirar ou esperar a nova pajero sport ou dakar, acho bons carros, eclipse quase comprei um, acho os carros da mitsubishi bons, dizem que o motor a diesel nao aguenta muito, mas como nao ando muito, vamos ver

  • Uranium

    O problema não é nem lançar SUV com nomes de carros memoráveis. O problema é matar esses nomes e sua história em lançamentos ridículos. Olha aquele Eclipse Cross, quem quer uma desgraça daquela na garagem? Tenha qual nome tiver…

    • Gabriel Franco

      pra mim mesmo que fosse uma SUV bonita, usar o nome de Eclipse foi um tiro no pe, podiam ter trazido um novo eclipse na pega do RCZ da Peugeot mas ao inves disso mataram o carro, e agora querem fazer o mesmo com o Lancer, não ta dando pra defender

  • lgustavomp

    Por isso que estou batendo palmas pra kia. No meio da dominação suprema dos suvs, lança o stinger um puta um sedan de tração traseira. Totalmente contra a tendencia de mercado.

  • Oberon de Megrez

    O próximo é o Nissan Z

  • Eduardo

    Lindo!

  • Cosi fan Tutti

    Um dos Mits mais bonitos e com cara de futurista era o Grandis. A marca tem tradição nesse tipo de carro, me admira hoje a marca não ter concorrentes bons para os Suvs compactos, o ASX ta muito caro, e nem outra minivan bonita como aquela! Mesmo antes de existir EcoSport a Mitsubishi tinha o Airtrek e TR4 (ambos ótimos Suvs compactos) que eram os mais em conta do mercado, eu via muitos nas ruas, Mit é referência pra mim desde sempre!

  • José Cardoso Gomes Filho

    ¿As revisões do Lancer ainda são semestrais?

  • leandro

    Consenso né use outro nome é tipo o que fizeram com star wars desonraram a framquia com morte idiota de Solo e luk e peço não façam isso com o lancer dem a ele morte de Samurai.

  • Ricardo Blume

    Efeito Eclipse ou seria demência? RIP Eclipse, RIP Lancer.

  • Mauro Banqueiro

    De 1995 – 2020 SUV – Categoria de carro, veículo utilitário esportivo

    De 2021 em diante SUV – Sinónimo de carro ou substituição da palavra “carro”

  • Diego HONORATO

    Eclipse SUV
    Lancer SUV
    Ferrari SUV
    Mercedes sedan SUV
    SUV conversivel

    O mundo vai virar SUV…..

    Viva a emoção nas trilhas de shopping!!!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email