Mitsubishi Montadoras/Fábricas

Mitsubishi vai transferir parte de sua produção para o Brasil

mitsubishi-pajero-full-2009 Mitsubishi vai transferir parte de sua produção para o Brasil







A Mitsubishi transferirá parte de sua produção ao Brasil para reduzir o impacto do fortalecimento do iene em seus custos de produção. É isso o que foi publicado no site Estadão. A notícia original saiu no jornal Nikkei hoje.

A Mitsubishi quer instalar no Brasil sua base de exportação para toda América Latina. Mas por quê o Brasil? Já que nosso país conta com um esquema facilitado de exportação e importação junto aos países do Mercosul e também tem acordo comercial com o México, isso facilita bastante as coisas.

A partir de abril essa transferência poderá ser feita, até o começo de 2010. Parte da produção de carros da Mitsubishi ficará a cargo da MMC Automotores do Brasil, de São Paulo.

Ainda não foi decidido que modelos a Mitsubishi fabricará por aqui, mas a Pajero parece ser o primeiro deles. Aos poucos a produção será aumentada, até chegar a 50.000 unidades anuais.

[Fonte: Estadão]



  • Hodney

    “Já que nosso país conta com um esquema facilitado de exportação e importação junto aos países do Mercosul e também tem acordo comercial com o México, isso facilita bastante as coisas.”

    Custos maiores de produção, politica de juros incondizentes, custos trabalhistas absurdas na opinião seria mais barato se fosse produzidos no México como a Outlander.

  • Hodney

    [Comentario #145012 sera citado aqui]

    Isso tudo custando no Brasil para produzir. México é mais viável para produção para a Mitsubishi.

  • D.Lobo

    Muito bom para o Brasil, mas isso vai diminuir os preços dos carros q serão vendidos por aqui?

  • rafael..d

    [Comentario #145015 sera citado aqui]

    duvido que diminua um centavo!!!!

    ai vamos passar raiva
    vendo o preço que a full vai ser vendida aqui no mercosul
    e o preço que temos que pagar por ela!!!

  • Hodney

    [Comentario #145015 sera citado aqui]

    Pura ilusão!
    A Frontier produzida no Brasil não houve redução no preço quando era importada. Agora com a produção local o carro permaneceu com o mesmo preço e sua qualidade caiu!

  • luky

    [Comentario #145015 sera citado aqui]

    Duvido até mesmo que sejam vendidos esses novos modelos aqui…

    A notícia apenas informa que a idéia da empresa é produzir aqui, não necessariamente vende-los aqui tb…. veja o caso da Mercedes em Juiz de Fora.

    Parece óbvio que a empresa está apenas de olho no acordo que temos com o México (leia-se: EUA)

  • guilhermo

    Já pensou poder comprar uma pajero full por 70000?

  • Commando

    [Comentario #145018 sera citado aqui]

    Uma pena! Estava com esperança do Lancer e o Lancer Evo X serem fabricados e vendidos aqui…

  • Jau

    Torçamos para que estejamos errados :blink:

  • erom

    A japonezada endoidou com a crise…estão alucinando. Quer produzir com custo baixo: Vai pra China, México.

  • Hodney

    [Comentario #145028 sera citado aqui]

    Vá sonhando! Não custa nada! rss…

  • Raimundo

    [Comentario #145070 sera citado aqui]

    Produzir pra exportar aqui eh uma boa, pois os impostos para exportacao sao menores q os internos com o intuito de melhorar a balança comercial e tornar o produto la fora mais competitivo sem falar q temos acordos comerciais na America Latina. Se a intencao eh exportar para os EUA nao eh vantajoso, pois o Mexico fica ao lado e seu custo de producao tende a ser menor q o nosso e eles tem acordo com o NAFTA. Fora isto tem-se os custos de transporte. Nacionalizar todo, pouco provavel, ou boa parte do Pajero Full, por exemplo, eh possivel, mas por questoes de investimento q isto implicara, seu preço nao podera ser tao inferior ao ja praticado. Ha, sim, a chance de criar versoes mais simples q tornariam mais acessivel para o mercado interno como fez a Nissan ao nacionalizar a Frontier/Navara.

  • peterson666

    um empregado na industria autmotiva mexicana ganha bem mais q no brasil o problema são os nossos encargos :asner:

  • Hodney

    [Comentario #145107 sera citado aqui]

    De acordo com o seu relato produzir aqui não há muitas vantagens uma vez que possa diminuir as taxas incisivas na exportação mas os custos trabalhistas e o IPI, imposto que agrega tudo que é produzido no país, acaba neutralizando essa pequena vantagem sem levar em consideração ao perigo no sistema democrático que atravessa a região da America Latina quando se refere aos projetos tirânicos de certos presidentes como o Hugo Chavez. Parece piada o que tô escrevendo mas a idéia dele pode-se multiplicar por toda região. Recordamos que o mandatário do Brasil tem tendências socialistas o que é perigoso e é amigo dele. :hauhau:

  • Hodney

    [Comentario #145130 sera citado aqui]

    Isso mesmo! Com um salário maior tende a trabalhar com muito mais gosto.

  • Claudio

    O que interessa ninguém falou!
    Que bom mais empregos e divisas para nosso pais! Que venham outras!

  • Claudio

    E essa frentinha de Edge na Full, que mancada e falta de imaginação!

  • Cetral

    [Comentario #145195 sera citado aqui]

    A Pajero Full é mais antiga que o Ford Edge, logo quem copiou foi a Ford.
    Aliás, a Pajero já está na quarta ou quinta geração, e esta atual já tem uns 3 anos.

  • Anderson Martins

    Esse jornal do estadão só da bola fora, a fabrica da MMC/Mitsubishi fica em Catalão/Goiás e não em São Paulo . O povo ruim de jornalismo…

    att,

    Anderson Martins

  • Raimundo

    Raimundo disse:

    erom disse:

    A japonezada endoidou com a crise…estão alucinando. Quer produzir com custo baixo: Vai pra China, México.

    Produzir pra exportar aqui eh uma boa, pois os impostos para exportacao sao menores q os internos com o intuito de melhorar a balança comercial e tornar o produto la fora mais competitivo sem falar q temos acordos comerciais na America Latina. Se a intencao eh exportar para os EUA nao eh vantajoso, pois o Mexico fica ao lado e seu custo de producao tende a ser menor q o nosso e eles tem acordo com o NAFTA. Fora isto tem-se os custos de transporte. Nacionalizar todo, pouco provavel, ou boa parte do Pajero Full, por exemplo, eh possivel, mas por questoes de investimento q isto implicara, seu preço nao podera ser tao inferior ao ja praticado. Ha, sim, a chance de criar versoes mais simples q tornariam mais acessivel para o mercado interno como fez a Nissan ao nacionalizar a Frontier/Navara.

    De acordo com o seu relato produzir aqui não há muitas vantagens uma vez que possa diminuir as taxas incisivas na exportação mas os custos trabalhistas e o IPI, imposto que agrega tudo que é produzido no país, acaba neutralizando essa pequena vantagem sem levar em consideração ao perigo no sistema democrático que atravessa a região da America Latina quando se refere aos projetos tirânicos de certos presidentes como o Hugo Chavez. Parece piada o que tô escrevendo mas a idéia dele pode-se multiplicar por toda região. Recordamos que o mandatário do Brasil tem tendências socialistas o que é perigoso e é amigo dele.

    Vc nao deve ter entedido o que eu quis dizer. Eu disse que ha vantagens em produzir aqui pra exportar, pois os impostos pra esta operacao sao menores mesmo nos tendo custos trabalhistas nao tao baratos. Ainda, por termos varios acordos comerciais, eh bem interessante a exportacao, pois paga-se quase nada de imposto. Se a operacao for pra venda interna, quanto mais sofisticado o produto, mais dificil sera torna-lo competitivo, pois muitos peças serao importadas e os impostos internos sao altos. Assim, dificilmente sera possivel baratea-lo. Vc falou do IPI e este entra na base de calculo do imposto de importacao ou exportacao bem como ICMS e outros. O governo, de toda forma, tem q ganhar sua parte, mas a quantidade de impostos incidentes varia conforme a operacao e acordos. A Ford, GM e VW preferem trazer produtos mais sofisticados de fora a faze-los aqui, pois alem de garantir um bom nivel de producao em outros paises, os acordos comerciais garantem pra si bons lucros e evita novos investimentos. A Mercedes so mantem a fabrica aqui que produz o CLC, pois de alguma forma ela ganha com a importacao e nosso custo trabalhista eh inferior ao da Europa fora q se ela fechar, descumprira o acordo com o Estado Minas de insencao de impostos e outros beneficios podendo levar uma bela de um multa. Quando diz q este CLC se vendido internamente torna-se mais caros q se fosse importado eh verdade, pois ha diferenças nas tributos interno e externos e o valor do cambio tambem influencia.

  • Tiago Beneditto

    ESPERO QUE A PAJERO FULL E A NOVA SPORT SEJA SEMPRE IMPORTADA DO JAPÃO, POIS QUANDO É FEITO NO BRASIL FICA UMA PORCARIA O ACABAMENTO, SERÁ QUE OS JAPONESES VEM PARA O BRASIL PARA VERIFCAR A QUALIDADE DESSAS PORCARIA FEITA AQUI?

  • hk17

    será que fica mais barata agora?

  • FERNANDO

    GOSTARIA DE SABER QUANDO A PAJERO TR4 VAI MUDAR, JA ESTA BASTANTE DEFAZADA ESTE ATUAL MODELO JA ESTA MAIS DO QUE NA HORA DE MUDAR, OU VAI PERDER PARA A CONCORRENCIA TA LIGADO!! :angre:


Send this to a friend