Comprando e Vendendo Mercado

Montadoras antigas não acompanham o crescimento das vendas

nissan-sentra-1 Montadoras antigas não acompanham o crescimento das vendas







Quando uma pessoa vai comprar um carro popular, não tem muita opção. Tem que cair nas quatro montadoras tradicionais do Brasil, as quatro mais antigas, pois elas que focam mais neste segmento. Fora elas apenas a Renault e a Peugeot oferecem um modelo de até 30.000 reais. Isso sem levarmos em conta montadoras sem o mínimo de renome, como a Effa, com seu M100.

A Agência Auto Informe fez um estudo e concluiu que existem apenas 9 opções de carros até 30.000 reais, das 186 opções que temos no nosso mercado. Os modelos são: Celta, Mille, Ka, Clio, Gol City e Gol novo básico, Peugeot 206, Corsa Classic e Palio Fire, sendo que as quatro últimas são versões de modelos que já foram reformulados mas usam a carroceria velha.

Só que se a pessoa vai comprar um carro de valor maior, a partir de uns 40.000 reais, ele passa a ter várias opções bem mais interessantes. A pessoa com essa quantia de dinheiro quer um  carro diferenciado, mais equipado, mais confortável, mais potente, maior, mas, sobretudo diferenciado. A pessoa busca status.

E é aí que entram as “novas” montadoras brasileiras, que oferecem carros melhores que as tradicionais, nas mesmas faixas de preço. As montadoras antigas não conseguiram acompanhar o crescimento de vendas que o nosso mercado teve no primeiro semestre desse ano, que foi de 30,06%. Apenas a Chevrolet conseguiu, com 31,9% de crescimento.

A Nissan foi a marca que mais cresceu este ano, passando de 4.200 para 9.700 carros. É pouco, mas o crescimento é ótimo. E olha que a Nissan vende carros de 53.000 reais pra cima. Tanto no segmento de hatches médios como de sedãs médios, fica claro porque estas montadoras crescem. Que modelo é melhor, um Nissan Tiida ou um Golf / Vectra GT??

Modelos da Nissan, Toyota, Honda, etc, oferecem bem mais do que os respectivos modelos das tradicionais. Cinco das sete marcas que cresceram acima da média do mercado não têm carros pequenos, de entrada. Nissan, Citroën, Honda, Mitsubishi e Volvo só trabalham com modelos que custam acima de 40.000 reais.

Modelos caros, como o Volvo C30 e o Citroen C4 Pallas, tem vendido mais e mais a cada mês. O Sentra, sedã médio da Nissan, teve um crescimento espantoso este ano, 146,42%, apesar de ser um carro de 60.000 reais, vendendo mais de 4.000 unidades. E o Honda Civic? Vendeu mais de 31.000 unidades.

Você acha que este crescimento continuará forte assim??

[Fonte: Agência Auto Informe]



  • Raphael

    Espero que sim.Só sendo assim para que as montadoras tradicionais deixem de nos oferecer lixo,cobrando preços absurdos.

  • Andersound_sp

    [Comentario #91324 sera citado aqui]

    :cool: concordo

  • Gustavo Miranda

    Que bom, e espero que a Honda venda mais e mais Civics! Tomara mesmo que a VW, Fiat e Chevrolet se espatifem com seus modelos-zé-migué, para forçá-las – e não pelo bem, que seja pelo mal – a vender aqui o que se vende na Europa, México e até na Oceania. Se uma Renault consegue por um Megane à par com o europeu (só se diferem por um tapinha nos faróis e pára-choques) por que razão é inviável para uma GM fazer o mesmo? Por que não se investir a longo prazo ao invés de jogar o seu nome na lama a troco de lucros a curto prazo?
    :down:

  • Fellipe DF

    Eu acho q o brasileiro é foda viu!!!!!!!!!!
    quer ser um pobre metido a rico!!!!!!!!!!!!
    engraçado que essas vendas cresceram tanto assim, só que o carro que as revistas consideravam o mais esperado foi um gol né?!?!?!?!?!?!?!?!?!
    esses carros são ótimos mais o troxa do brasileiro vai acabar aumentando até os populares com essas idéias malucas :nanao: :down:

  • Ferretti

    Eu fico impressionado com o jeito de gastar dinheiro do brasileiro. Ele prefere comprar um carro okm do que reformar a casa ou viajar ou até mesmo comprar a casa que ele já tá cansado de alugar ou pagar um faculdade no exterior para o filho.
    Aí surgem contrastes como o cara morar numa casa toda acabada, quase um barraco e ter um Fusion ou um Jetta na garagem. Ou o filho estudando numa escola pública, mas tem um Gol 0km na garagem.
    Realmente não dá para entender essas prioridades do brasileiro, prefere comprar um carro 0km para mostrar que melhorou de vida do que realmente melhorar de vida!!!

  • Angelo_RSF

    Eu gostaria de ver alguma marca chinesa ou coreana entrando no mercado, mas entrando pra valer com carros com preço abaixo dos 25 mil reais, 1o para ver se conseguem oferecer algo de bom, 2o para que se conseguirem, estimular a concorrencia, pois acho que a margem delucro das montadoras é alta….A diferença de preço entre carros similares aqui e lá fora não se explica só com a maior carga tributária

  • Realmente precisamos das chinesas e principalmente as coreanas pra ver os preços baixarem. Veja que até o Fit, aqui, virou carro de classe média. 50 mil???
    Fico triste com a entrada das chinesas que são sofríveis, mas olhando um mercado que vende Uno a 30 mil!!!!! Podem vir! Todos! Até vietnamita!

  • D.Lobo

    [Comentario #91339 sera citado aqui]
    É parece que vc conseguiu resumir os ideais de muitos brasileiros, fazer o quê?infelizmente as montadoras já perceberam isso a muito tempo só o brasileiro em sua grande maioria é que não percebe

  • Prioridade é a base: Teto e comida. Depois disso, é carro! Claro. Se há outras prioridades pra outras pessoas, o que estão fazendo comentando aqui num blog de carros? Vai comentar outra coisa. Vai comentar decoração!

    Acho, aproveitando o próprio comentário de minha revolta, que devemos dar mesmo MAIS VALOR ao nosso dinheiro. Vai comprar, estuda a compra. Não dê valor a quem te vende porcaria ou exagera na margem de lucro, principalmente as que fazem grande lucro em detrimento da qualidade.

    :asner:

  • rafaelrss

    Só prova que o Brasileiro médio é muito mal tratado por essas abricantes tradicionais com seus carros velhos e velhos sem nennhuam tecnologia

    Espero que essas novas entre com cada vez mais forças e tragam opções mais acessiveis como está tentando fazer a Hyundai com o Picanto aparti de R$35.000

  • Giovanni

    O que brasileiro gosta mesmo é de fazer dívida. Comprar Gol pra pagar em 4 ou 5 anos. Isso num carro popular, que poderia muito bem ser comprado usado. Ah, mas todo mundo quer o Novo Gol, então vamos fazer dívidas né… Enquanto o brasileiro continuar com este pensamento, nosso país continuará no buraco. Carro não deveria ser prioridade pra ninguém, muito menos só porque é um lançamento. Tem status na rua, mas deve até a alma no banco, isso é Brasil! :clown:

  • Gol, status? Pode até ser, não discordo 100%, mas não0 deveria ser lido assim. Mas no Brasil, qualquer dinheiro É STATUS.

  • luiz_2008

    [Comentario #91361 sera citado aqui]

    É verdade, é uma total inversão de valores. Uma vez vi num desses fóruns da internet um cara que tinha um Punto top de linha, com teto solar e tudo, e na foto o chão da garagem dele era de terra batido o teto era de telhas de zinco

  • Luis.J.R.

    [Comentario #91339 sera citado aqui]

    Pior que é verdade?O brasileiro quando ve o visinho de carro novo, ele coloca na cabeça que tem que fazer o mesmo, comprar um carro novo e ficar pagando uns 5 ou 10 anos, tudo isso só para se aparecer, para adquirir status.”Esse é opovo brasileiro”?Espero mesmo que as novas marcas crescam mais e mais para tirar mercado das marcas antigas. :cool:

  • _Dan_

    [Comentario #91324 sera citado aqui]

    [3] :cool:

    esse ano vo ver se compro meu Sentra!! :glass:

  • renato

    é impressão minha ou tá cheio de comentário de recalcado aqui ????
    cada um faz o q quiser com sua grana.
    eu acabei de comprar o meu sentra e to começando a construir minha casa. nunca colocaria em cheque a obra em razão da troca do carro. mas como eu disse, cada cabeça uma sentença.
    cada um cuida do q é seu. :espar:

  • Leopoldo Motta

    {[(Síndrome de Terceiro Mundo) + (Complexo De Viralata)] X (Custo Brasil)} = (Carrinhos Brasileiros)…

    https://www.noticiasautomotivas.com.br/wp-includes/images/smilies/hauhau.gif

    Essa é a equação que alguns fabricantes estão usando ultimamente

  • Luciano Dantas

    [Comentario #91339 sera citado aqui]

    Dois exemplos aqui perto de casa:

    1 – O cara tem um Punto, e mora numa kitnet (quarto, sala e banheiro) de aproximadamente 25m2 com mulher e filha;

    2 – Uma casa toda derrubada, caindo aos pedaços que tem aqui no meu bairro, mas na garagem tem um Tucson e um Vectra.

    Esses são dois exemplos que vejo todos os dias aqui perto de casa e fico rindo.. Eu ando de Fiesta 2004 mas tenho minha casa bonita, com conforto, e uma coisa, sem pagar aluguel..

  • Claudiney Bitencourt

    [Comentario #91339 sera citado aqui]

    Desculpa aí meu caro mas seu comentário me parece “recalque” seu. E daí ter carro zero na garagem e ter os filhos em escolas públicas ? Em qualquer outro país decente do mundo isso é uma coisa muito normal. O absurdo do seu comentário, além do preconceito, é julgar os brasileiros de uma forma tão pejorativa quanto voce demonstra ser ao descrevê-lo desta forma. Quanto a morar mal ou não, isso é um problema de quem mora não é? Cada um sabe onde o calo aperta e cuida de si. Detalhe, prefiro estar preso em um congestionamento de Fusions e Jettas que de Fuscas e Chevettes.

  • mister m

    Por acaso, vocês que estão colocando os brasileiros na “berlinda”, andam de fusca? Creio que não.

  • fl4v10r04l

    [Comentario #91453 sera citado aqui]

    só não esqueça que ao chegar em casa (totalmente relaxado por curtir um engarrafamento em um Fusion) você vai ter que botar o balde pra catar a goteira do telhado!

  • luiz_2008

    [Comentario #91453 sera citado aqui]

    Em qualquer lugar do mundo? Bom, se for nos EUA ou na Europa, tudo bem, afinal lá as escolas e os demais aparelhos públicos funcionam. Agora, no Brasil, vc mandar seus filhos pra uma escola pública e ficar pagando 500-1000 reais de prestação de um carro, aí é burrice e egoísmo

  • fl4v10r04l

    só não entendo porque nesse blog ninguem pode achar um carro de luxo feio que é sinonimo de “andar de chevette”…

    ninguem pode priorizar uma casa a um carro que é taxado de “recalcado”..

    ninguem pode comentar em um blog de automoveis sendo um admirador moderado .. é preciso priorizar mais o automovel do que sua vida..

  • renato

    [Comentario #91470 sera citado aqui]

    falou besteira. ninguém disse nada disso. a questão q está sendo colocada e defendida é a seguinte: cada um faz o q bem enteder com seu dinheiro, isso aqui é um país livre. ponto final.
    alguma visão q fuja um pouco disso, me parece descabida.

  • fl4v10r04l

    [Comentario #91491 sera citado aqui]

    besteira falou você, amigo renato..
    o que “lhe parece descabido” cai natural em muitos outros! pense nisso e seja feliz!

  • renato

    [Comentario #91565 sera citado aqui]

    cara, vc é um cara autoritário e mal educado. deve ser aqueles caras toscos q bate nos filhos. vai cuidar da sua vida. eu já sou feliz.
    boa sorte!

  • yasu

    [Comentario #91469 sera citado aqui]

    Bom realmente colocar carro na frente da educação dos próprios filhos é burrice. Mas fazer o que neh?

    Mas acho que o crescimento da venda de carros acima de 40 mil nao se da tambem ao fato que se voce deseja um carro com ar, direcao, quatro portas, travas e vidros eletricos, e um motor nao 1.0, um carro chamado popular chega perto do valor de 40 mil nao chega?

    E aih vc vai pagar 40 mil num Fox, com aquele acabamento bonito, e equipado ou você compraria um Polo, com melhor acabamento? Acho que nem é só o Status que está aumentando a venda de modelos caros, e sim o preço absurdo dos opcionais dos chamados populares.

  • fl4v10r04l

    O cara prejulga que eu bato nos meus filhos e vem dizer pra eu cuidar da minha vida.. ai, ai..

    Mas já que sua conduta é analisar as pessoas pelo que elas escrevem em sites de internet… em nenhum momento fui mal educado.. se o fato de dizer pra voce ser feliz te incomodou tanto é porque, provavelmente você não é!

    à proposito: tenho 2 filhos e não bato em nenhum deles!


Send this to a friend