Finanças Governamental/Legal Montadoras/Fábricas

Montadoras querem R$ 25 bilhões em créditos para obter empréstimos

Montadoras querem R$ 25 bilhões em créditos para obter empréstimos

Para salvar setor, montadoras pedem R$ 25 bilhões em créditos do governo federal e estados para conseguirem empréstimos.


A Anfavea enviou ao governo federal uma proposta para converter créditos tributários que os fabricantes de veículos têm direito a receber da União e Estados, como garantia para obter empréstimos junto aos bancos.

O objetivo é recompor o caixa das empresas, afetado pela paralisação das fábricas, que também gerou a manutenção de empregos num ambiente sem atividade.

De acordo com Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea, o faturamento das empresas caiu de 80% a 90% com o pagamento dos salários e fornecedores.

VEJA TAMBÉM:

Buscando capital de giro para a manutenção das operações, as empresas tiveram de criar essa alternativa – descrita por Moraes como “criativa” – para atravessar o momento crítico atual, onde o mercado parou diante da pandemia de Covid-19.

Montadoras querem R$ 25 bilhões em créditos para obter empréstimos

Do montante pedido, as montadoras alegam que o governo federal deve ao setor R$ 154 bilhões em créditos tributários, enquanto os estados possuem outros R$ 10 bilhões. O setor fala que, entre os tributos, o ICMS é o principal, não recolhido de operações de exportação.

A Anfavea reclama que os créditos vêm se acumulando há anos e as montadoras esperam por estes benefícios para auxiliar em suas operações locais. Moraes fala em “distorção brasileira” ao citar esse atraso na devolução dos créditos obtidos.

O presidente da entidade, que reúne a maioria das montadoras, fala que o setor não está pedindo incentivos fiscais e nem subsídios, apenas o que é devido pela administração federal e governos estaduais.

Apenas a devolução dos créditos garantiria uma boa injeção de dinheiro vindo dos bancos para dar partida novamente no motor do setor automotivo, que busca reiniciar a produção a partir de maio.

Moraes confidenciou que o governo ainda não se pronunciou sobre o assunto e que a resposta ainda não tem data para ser anunciada, mas espera que a decisão seja rápida, pois, o setor precisa urgentemente dos empréstimos para se reabilitar.

[Fonte: Automotive Business]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Adriano

    Deixe-me fazer cara de surpresa. Pronto. Nossa, por favor vamos ajudar a nossa indústria automobilística a obter crédito junto aos bancos!

  • Billy

    kkkkkkkkkkk. E todos os outros setores que estão impactados ou foram devastados pela crise do Coronavírus. E o milhões de desempregados? Quando é que vão perceber que esse setor não é mais prioritário nem para os governos, nem para os consumidores? A realidade de consumo já mudou e o automóvel vai fazer cada vez menos parte nisso.

    • Guilherme Souza

      Desempregados, e os funcionários públicos que vão continuar com suas mordomias, e ainda terão aumento de salários.

      • leomix leo

        Não, a máquina sem arrecadar não pode dar aumento, vou ver é funcionário público passando fome agora se vc falar dos sanguessugas dos políticos, aí tudo bem.

        • Edson Fernandes

          A mesma confusão de sempre de confundir o servidor publico com politicos…

    • Henrique12

      A ANFAVEA tá achando que carro é item da cesta básica kkkk.

  • Felippe Bandeira

    Por favor, alguém dê um choque de realidade nessa galera. Veículo zero no pós pandemia será artigo de luxo. Não faz sentido nenhum priorizar o setor.

    • Emprego não pode ser artigo de luxo no pós-pandemia. Não tem bolsa para todo mundo!

  • Cincinato

    Fazer o que se não emprestar vão falar que querem o desemprego.
    Os governantes deveriam rever o tratamento que dão as montadoras.

    Porque será que elas não fazem um aporte, das reservas delas.

    Com o real desvalorizado custaria ainda menos tal medida.

    • RO

      Não tão pedindo empréstimos. Tão pedindo pra usar os créditos de imposto que elas tem (de tempos em tempos fazem acordos pra receber créditos equivalentes a parte de investimentos) como garantia para que consigam empréstimos no mercado financeiro privado.

      • Cincinato

        Tem que ver a natureza da operação.
        Uma vez a Gerdau aí invés de pagar imposto o governo devolveu para ela recursos talvez seja algo do tipo.
        Tipo restituição de irpj por estimativa mensal.

        • RO

          Nesses InovarAuto, Rota 2030, etc, elas se comprometem a investir no desenvovlimento de novos produtos (acha que os motores mais econômicos e carros mais seguros saem de onde?) em troca de desconto de imposto equivalente a parte desse investimento. No Rota 2030 por exemplo, elas vão receber até 1 bilhão de reais em créditos atrelados a um investimento de 5 bilhões no mercado brasileiro.

          É esse crédito de imposto que elas querem usar como garantia de empréstimos.

      • M.A.

        Único comentário lúcido aqui, parece que o pessoal só lê o título, que é bem sensacionalista por sinal. As montadoras estão pedindo algo que o governo lhes deve, créditos tributários e não o empréstimo em si. Concordando ou não, esse foi o acordo firmado lá atrás para viabilizar investimentos realizados.

      • zekinha71

        Pra elas conseguirem a liberação desses créditos, é só pagar o pedágio pros funças que é de 20%, se não pagarem nunca sairá, sempre foi assim e continuará. A máquina do cafezinho tem que funcionar.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Piada sem graça!

  • Henrique12

    25 Maracanãs reformados paras as montadoras, ainda dizem que a Copa quebrou o Brasil…

    • Gutto Morais

      Quantos empregos e arrecadação de impostos a Copa do Lula ta gerando neste momento?

  • Gran RS

    Estava demorando para as montadoras irem “chorar” para o Governo dar subsídios para elas. Elas que peçam para suas matrizes, afinal, elas tem a cara de pau de aumentar todos os meses os preços de seus carros aqui no Brasil, enquanto lá fora, oferecem modelos muito melhores por preços muito menores que os daqui.

    • Sino Weibo

      Mas o governo é “sócio” delas aqui, sempre foi.

  • G. de F.

    Versão 2020 do eterno choro das montadoras. Ou seja, nada de novo no front. Isso nem deveria mais ser notícia…

  • Robinho

    sempre a msm piada…deu um dor de barriga corre para o papai governo para limpar a ******** aff

  • Robinho

    Na hora de investir no pais somos os últimos a serem lembrados, e quando lembram trazem o carro todo capado e porco.

  • Rogério R.

    Pelo que ando lendo, logo será a notícia de que os prazos para o Rota 2030 foram adiados.

  • Joao Victor

    25 bilhões pra ajudar meia dúzia de fábricas, nesse paiseco tudo é possível.

  • Rafael Ramalho

    Sempre estiveram em conluio com o estado para nos explorar. Agora é briga entre as quadrilhas. Espero que o governo dê uma banana pro setor e passe a mão no dinheiro.

  • Julio

    E que tal as montadoras ao invés de subir os preços não baixam, pode ser uma alternativa, dica de graça para os presidentes das empresas.

    • RO

      O que interessa é dinheiro, não número de vendas. Que adianta baixar preço pra vender mais se no final resulta menos grana?

  • Ricardo Silva

    Com certeza os bônus milionários dos CEOs continuam firme e forte …

  • Quantas dessas empresas vão falir no pós-pandemia?

  • RO

    Da pra ver como a educação falhou vendo os comentários. Não sabem o que é crédito de imposto.. 🤦🏻‍♂️

  • Barata VOA

    lembrei do setor de aviação

  • Diego Nascimento

    Pq não pedem empréstimos ao bancos PRIVADOS???

  • Edson Fernandes

    Como é que é? Eles NÃO UTILIZAM para capital de giro? Nessas horas eu fico pensando como a VW tem fornecimento de bancos, tanques e outros … pq afinal é justmanete O CREDITO que ela usa para essa moeda de troca.

    Absurdo isso. Que elas devem gerar um credito gigantesco, isso deve existir, mas elas já fazem SIM moeda de troca. E DUVIDO que o governo não libere o crédito, afinal é uma operação comprovatória e faz com que a empresa fique sempre no radar da Receita Federal. Que historinha mal contada essas das fabricantes.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email