EUA FCA Jeep Mercado Montadoras/Fábricas

Motor 2.0 de 373 cv no Wrangler 2018 abriria novas possibilidades para a FCA

jeep-wrangler-75-anos-1 Motor 2.0 de 373 cv no Wrangler 2018 abriria novas possibilidades para a FCA

O Jeep Wrangler 2018 deverá ser apresentado no Salão de Detroit 2018, em janeiro, mas antes de chegar, o clássico 4×4 da marca americana já está chamando a atenção pela mecânica. Depois da versão híbrida, algo considerado impensável há uns 10 anos, agora surge uma nova informação que promete, se for verídica, mudar a forma como se encara o tradicional ícone do off road nos EUA.



Segundo o fórum JL Wrangler, que reúne fãs do modelo, um documento enviado para a NHTSA – agência americana responsável pelo setor automotivo e viário – por parte da FCA, revela duas informações a respeito do Jeep Wrangler 2018. Consta neste as potências de dois propulsores do utilitário esportivo, sendo o tradicional V6 3.6 Pentastar, que entrega 289 cv. Até aí, sem surpresas.

No entanto, um 2.0 Turbo é relacionado também, mas com nada menos que 373 cv. A revelação do fórum, que tem crédito na imprensa americana, mostra que a FCA pode ter nas mãos uma arma importante para conter o consumo e proporcionar performance aos seus futuros carros. Com essa cavalaria, o motor seria tão potente quanto o 2.0 usado pelos Mercedes-AMG 45 e mais potente que os 2.0 da Audi ou mesmo do Ford Focus RS.

Entregando 186,5 cv/litro, o propulsor teria um rendimento enorme para o mercado americano, especialmente chamando a atenção por estar num modelo que jamais pensaríamos em algo menor que um Tigershark 2.4, por exemplo. A atual geração é de 2007 e tem como menor motor um 2.8 de quatro cilindros turbo diesel da VM Motori, que pertence ao grupo. O restante é V6 3.6 ou 3.8, movidos por gasolina.

Comenta-se que o volume do motor poderia ser um erro de digitação. Pode ser, mas quando se observa a tabela (acesse no link mais acima), pode-se perceber que existe até uma ordem de cilindrada, listando todos os motores da FCA, começando pelo 2.0 e terminando no enorme 6.7 da Cummins, usado na picape RAM 2500, vendida no Brasil. Poderia ser 168 hp ou cerca de 170 cv. Mas, na descrição superior, é revelado ser um 2.0 Turbo. Só o Jeep Compass Flex já entrega quase isso com motor seu Tigershark 2.0.

Outro dado importante é que o motor só estará disponível para o Jeep Wrangler 2018, segundo imagem do documento. Se for verdade, ele poderia dar um impulso inicial nas vendas do novo motor, que depois logicamente seria repartido com os demais modelos da FCA.

Assim, poderíamos imaginar quais carros com motor 2.0 de 373 v? Os Jeep Renegade, Compass e Cherokee Trackhawk poderiam sustentar uma performance invejável. Outro exemplo seria um Chrysler 300 2.0 com foco na eficiência energética, embora seja muito pouco provável, embora atualmente os sedãs nos EUA tenham iniciado uma migração para propulsor menores e mais eficientes.

Do outro lado do Atlântico Norte, a FCA poderia introduzi-lo nos Alfa Romeo 4C, Giulia e Stelvio, cobrindo a lacuna entre o 2.0 Turbo de 240/280 cv e o V6 2.9 Biturbo de 510 cv. Claro, uma mexida a “la italiana” poderia até empurrar esse propulsor para a casa dos 400 cv, ótimo para brigar com alguns RS da Audi. A Maserati dificilmente utilizaria esse tipo de motor, mas com a pressão ambiental, uma versão híbrida dotada de 373 cv só na gasolina, entregaria uma performance invejável.

[Fonte: Automobile Mag/JL Wrangler Forum]

 

COMPARTILHAR:
  • Maycon Farias

    Wowww. Seria algo incrível. Tenhamos fé que isso possa se tornar realidade.

  • V12 for life

    Não da pra duvidar de uma empresa que pode contar com a engenharia da Ferrari, então tudo que podemos fazer é aguardar.

    • André Luis Versiani

      Muito bem observado, eles são muitos bons.

  • Thiago Maia

    Sobre os modelos, os mais prováveis candidatos são os Dodge Charger e Challenger.
    O 300 pode receber sim, dando uma sobrevida e melhorando a questão energética/consumo. No entanto, não está definida na empresa se darão nova geração ao 300. Charger terá nova geração em 2020, Challenger em 2021, ambos sob a plataforma Giorgio

  • Car Xpert

    Então se ela tá com um motorzão 2.0 turbo desse com essa potencia toda, então pode-se dizer que o 1.3 turbo pro Brasil ta tranquilo..ra

    • leandro

      Um 1.3 turbo era o que faltava p Renegade

  • Thiago Maia

    Num conceituado fórum Mopar ( do braço americano da FCA) há as seguintes informações prévias sobre os lançamentos , entre 2018-2022

    MODELOS INÉDITOS OU NOVA GERAÇÃO DE MODELOS DA MARCA JEEP
    2018 Wrangler / Wrangler Unlimited (JL) – It’s own body on frame platform
    2018 Scrambler (JT) – Based on JL platform ( picape do Wrangler)
    2018 Jeep Yuntu/K8 (K8) – CUSW Platform ( será vendido apenas na China, mas terá uma versão americana, sob a marca Chrysler
    2019 Nova geração Grand Cherokee (WL) – Giorgio based Platform (usará plataforma Giorgio, da Alfa Romeo)
    2020 Wagoneer / Grand Wagoneer (WS) – Based on Ram DT Platform
    ATUAIS JEEPs SEM NOVA GERAÇÃO ANTES DE 2022
    Renegade (BU) – GM Fiat Small Wide Platform
    Compass (MP) – GM Fiat Small Wide Platform (Long Wheelbase)
    Cherokee (KL) – CUSW Platform

    CHRYSLER MODELOS INÉDITOS

    2019 Mid-Size CUV (K?) – CUSW based Platform ( Versão americana do Jeep Yuntu/K8 de produção; terá 7 lugares)
    2020 Full-Size CUV (RD) – CUSW based Pacifica Platform
    Portal (R?) – Shorter version of Pacifica CUSW based Platform ( veículo totalmente elétrico e autônomo, sem data para lançamento, mas expectativa para antes de 2022)
    Pacifica foi lançada recentemente e SEGUE SEM alterações
    MODELO QUE AINDA NÃO HÁ DEFINIÇÃO – SE SAIRÁ DE LINHA OU TERÁ NOVA GERAÇÃO
    300

    MODELOS INÉDITOS DODGE e NOVAS GERAÇÕES DOS MUSCLE CARS

    2019 Mid-Size CUV (GX?) – Giorgio based Platform ( será o sucessor do Journey, mas será 5 lugares, esportivo, feito na Itália)
    2020 Charger (GD?) – Giorgio based Platform
    2020 Challenger (GA?) – Giorgio based Platform
    2021 Mid-Size Sedan (??) – Giorgio based Platform
    2022 Sports Car (Z?) – Shared All-New Platform with Alfa and Maserati
    SAIRÃO DE LINHA: GRAND CARAVAN e Journey
    INDEFINIÇÃO: Durango

    Ram:

    2018 Ram 1500 (DT) – Body On Frame shared with WS
    21′ Ram HD (D3?) – Body On Frame
    21′ Ram Chassis Cab (DZ?) – Body On Frame

  • Lorenzo Frigerio

    Isso não existe. Seria carésimo fazer um motor desses, e o Wrangler não precisa de algo assim potente. Erro de digitação.

    • VINÍCIUS FREITAS DE SOUZA

      Na verdade não, porque ele teria uma potência superior aos V6 da Chrysler além de ser muito mais econômico.

    • ObservadorCWB

      Sem contar uma retífica a cada duas visitas a concessionária….. pessoal se ilude muito.

  • Saulo Gomes

    Isto está com cheiro de fivetech, quero ver como os gringos vão reagir quando descobrirem que para trocar o filtro de óleo tem de desmontar o motor.

    • Alexandre Volpi

      Acho pouco provável que seja um Fivetech. Embora a Fiat tenha explorado essa configuração no passado, ela caiu em desuso. Só a Audi mantém isso no lineup atual, por tradição e pelo ronco característico do L5.

    • tiago

      Nada de fivetech, Chama GME, nos EUA deverá ser Hurricane, essa potencia deve ser por conta do sistema mild hibrid + turbo elétrico.

    • Vitor Meireles

      Na tabela divulgada em alguns sites deixa claro que é um motor 4 cilindros. Logo, nada de Fivetech.

  • Luciano Barbosa

    Será se esse 2.8 diesel da VM Motori, seria o mesmo usado na S10 brasileira a partir de 2012? Se for, é um baita motor, é forte, resistente e econômico.

    • Vitor Meireles

      Salvo engano, o 2.8 da S10 é da MWM.

    • André Luis Versiani

      Acredito que não, segundo leituras que fiz à época, a GM Tailândia teria desenvolvido este motor a nível global, mas realmente é da VM Motori, pode ser mesmo.

  • Wanderson Bonifacio

    Eu prefiro essa potência num 5.0 V8 e que se dane o ambiente!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email