Brasil Segurança Trânsito

Motorista leva duas multas em cinco segundos – Velocidade seria de 936 km/h

multa-linhares

Um motorista de levou duas multas ao passar pela BR-101 na altura do município de Linhares/ES com destino ao sul da Bahia. Com um Volkswagen Gol 1.6, o condutor passou por dois radares fixos nos KM 147+250 e 145+950. A distância entre os dois equipamentos é de 1.300 metros.

Até aí tudo bem. No entanto, após as autuações chegarem em casa, o motorista ficou surpreso com o que viu. Os horários de registro das multas eram de 6h54:12 e 6h54:17. Ou seja, o intervalo entre elas foi de apenas 5 segundos! Para o Gol percorrer a distância entre os radares, seria necessário que sua velocidade fosse de incríveis 936 km/h! Ou seja, a mesma de um jato comercial.

O mais inusitado é que o veículo desacelerou entre os dois pontos de medição. O condutor recorreu das multas, mas teve o processo indeferido. O DNIT não se pronunciou sobre o caso. Então, muito cuidado para quem estiver “voando” pela região de Linhares.

[Fonte: Gazeta Online]





  • Leandro

    Esse gol deveria ter aquelas escadas no teto pra alcançar essa velocidade, só pode….

    • Ricardo Rangel Lirio

      Poucos sacarão.

    • Fernando S.

      Esses geralmente são 1.0 kkkkk

    • FearWRX

      Piada cansada

      • Leandro

        Inventa outra aí então, Ary Toledo.

        • FearWRX

          Orbital te dá +50hp

          • Victor Hugo

            mostrador do turbo 300 cv.

    • Zé- Dirty work

      Se ele tivesse com a escada no teto não daria tempo pro radar tirar a foto kkk

  • samuel

    Escada no teto,só pode

  • Rmx

    Esse é o poder do AP turbinado!!
    Que ninguém duvide dele depois dessa notícia!!!

    • Gustavo73

      AP trekilimei!

    • !Marcelo Surf!

      deu vdo

  • Hugo Leonardo

    Isso tudo com um Gol 1.6, se fosse um Golf GTI teria rompido a barreira do som.

    • Ricardo Rangel Lirio

      Se ele carregasse “escadas de fibra de carbono” ao invés das “de alumínio”, teria rompido fácilmente a barreira do som…

      • Lucas Vilanova

        iaehuieahiuaehiuaehieauh³³³

    • Fabão Rocky

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Ri alto!

  • 1C4TORZE

    Só uma dúvida. Será que o sujeito realmente passou acima da velocidade e erro estaria nos relógios das cameras?

    • invalid_pilot

      Foi o que pensei… nego acha que relógio do radar é igual relógio atômico

    • Deadlock

      Deve ser isso ou um clone.

    • Ricardo Rangel Lirio

      Claro que foi pelos relógios. Por isso indeferiram.

    • Louis

      Foi a primeira coisa que pensei. Os relógios talvez não sejam sincronizados, e o cara pode ter realmente cometido a infração nos 2 radares.

    • Artur

      Com certeza foi isso.

    • T1000

      o horario programado entre os radares está com uma diferença, o que não invalida a medição de velocidade, desde que os equipamentos estejam com a aferição válida.
      Matéria desnecessária. O NA já foi melhor em suas pautas.

  • João Cagnoni

    A namorada do rapaz mandou uma mensagem dizendo que estava sozinha em casa…

    • Vitão

      Que nada, ele esqueceu o celular na casa da namorada kkk….

      • Ou na casa da amante, e achou que a namorada poderia ligar e ela atender kkk.

  • Gustavo73

    ” O condutor recorreu das multas, mas teve o processo indeferido.”
    Não é o primeiro caso. Talvez agora saindo na imprensa as multas sejam retiradas. Mas se nem com casos como esse algumas pessoas não acreditam na indústria da multa. Não sei o que faria eles acreditarem.

    • Ricardo Rangel Lirio

      Nesse caso, creio eu em erro nos relógios das câmeras.

      • Gustavo73

        É provável.

      • Artur

        Mas mesmo assim acho que é uma irregularidade que deveria ter sido considerada para cancelar as multas.

        • Exatamente! Se não se sabe qual é o verdadeiro motivo, se não se sabe onde está o erro, não se pode inferir que esteja na conduta do motorista. É a inversão da presunção de inocência.

          • Mas sabiam onde estava o erro, nos relógios. Na minha opinião, no máximo poderia entrar com recurso quanto a segunda multa. O Excesso de velocidade é fato (se o radar estiver com aferição válida).

            • Então temos que acreditar que o relógio não estava aferido mas o sensor de velocidade está?

              • Como eu disse, o erro no relógio não anula o fato de que o carro excedeu a velocidade. Qual o problema em assumir um erro?
                Paga a primeira a multa e recorre da segunda, é simples e lógico.

                • Porque não respondeu a pergunta? Porque foges Nicolau…

                  • Qual o problema de assumir o excesso de velocidade? Caem as mãos?
                    Te respondo se provar que TODOS os relógios da sua casa estão perfeitamente sincronizados.

                    • Ah, entendi, não sabe responder…
                      Bom, que eu saiba o ônus da prova cabe a quem acusa. Então o policial fala que você cometeu uma infração e quem tem que conseguir prova de que não cometeu é você? Interessante… Espero que não seja advogado…

                    • Do que está falando, não viaja.
                      A primeira multa é a prova se o radar estiver com aferição válida. Pode-se contestar a segunda multa, ponto.
                      Não adianta sair fantasiando argumentos.
                      O Caetano Veloso tem uma resposta boa pro seu tipo de pergunta..

                    • “..A primeira multa é a PROVA SE o radar estiver com aferição válida..”

                      Entendi… Fala em PROVA e coloca na condicional… Pelo jeito acho que não sabe o significado de prova… Muito fraco… Próximo!

                    • Sério, largo aqui. Nem argumento você tem. Claro que o radar só é prova caso esteja com aferição válida.
                      Pode espernear. Não ligo.

          • Retrato do Papai

            então é correto cancelar uma infração de trânsito porque a hora/minuto/segundo está incorreta? ex: um guarda me vê avançar o sinal vermelho e me multa às 10:51:27, mas eu recorro porque o horário correto de fato era 11:01:13… acho que é forçar a barra (só um pouquinho)

            particularmente acho que seria o cúmulo, em um país com elevado índice de impunidade como o nosso, deixar de punir um condutor que gosta de trafegar acima do limite de velocidade pelo simples fato do relógio interno do radar estar uns minutinhos atrasado/adiantado (no caso da notícia, acho que a diferença não chega nem a 2 minutos)…

            • Vamos lá: Primeiro, o problema de hora não é pouca coisa não. Em 15 minutos da minha cidade, sem infringir regra de trânsito nenhuma, eu passo por 3 cidades, com limites e necessidades arrecadatórias diferentes. A hora é muito importante porque eu posso simplesmente não estar no radar no horário informado (E já deram exemplos de que isso ocorreu no grupo). E temos que acreditar que nosso estado “idôneo”, com um judiciário exemplar não vão cometer erros ao avaliar nossa conduta?
              Pois bem, seu comentário sobre impunidade mostra bem a luta por sangue que nossa população está travando. Eu concordo contigo que a impunidade, se não é o maior dos nossos problemas, é um dos principais. Mas as pessoas só conseguem enxergar os extremos: O problema é impunidade? Passa-se a punir todo mundo, mesmo que seja apenas uma desconfiança, mesmo que seja em um processo cheio de erros, mesmo que alguns inocentes paguem pelos outros. Eu acho que se a lei prevê que UM inocente que seja possa ser acusado injustamente, que a lei seja mudada. Não que alguém fique falando “Acontece, é o sistema, se não fizer isso então não vai punir ninguém”. Você aceitaria ser acusado de algo que não fez pelo pretexto de que quem faz algo de errado mesmo não está sendo punido? Essa é a lógica que propõe.
              Agora, eu já fui acusado injustamente. Você já foi? Queria ver você aceitar pagar por algo que não cometeu única e exclusivamente para que alguém mante-se sua pose de “homem correto, íntegro e dentro da lei”.

              • Retrato do Papai

                apesar de concordar com quase tudo que você disse, acho que o assunto fugiu um pouco do contexto da notícia… voltando

                você disse que “A hora é muito importante porque eu posso simplesmente não estar no radar no horário informado”… mas sendo uma infração de radar com imagem (tipo avanço de sinal ou excesso de velocidade), há a fotografia do veículo, então não há o que contestar… por mais que a diferença de horário seja grosseira, há a foto comprovando a infração, aí o caso se assemelharia às manobras que o cunha vem praticando para se safar da cassação, nunca questionando o mérito…

                o horário incorreto pode até te ajudar em alguns casos: você está em uma rodovia e um radar te multa (corretamente) por excesso de velocidade às 14:00, mas o radar registra o horário de 14:15…aí às 14:10 você entra em um shopping com estacionamento controlado por câmeras próximo da rodovia e só sai de lá às 15h… pronto, você tem provas que seu veículo estava no estacionamento entre 14:10 e 15:00, sendo impossível ter sido multado fora dali às 14:15…

                • General Vivar, eu não quero ser ajudado se eu cometer infração, não quero que me imputem uma infração que não cometi! E convenhamos: Como demonstrado aqui com outros exemplos e por experiência própria, não é o comprovante de estacionamento do shopping assinado em três vias pelo presidente da república que farão cancelar a multa. Você sabe disso (Esses dias eu vi um cara que foi acusado de assassinato e conseguiu imagens de câmera, testemunhas, peritos que avaliaram o porte físico do suspeito e até extrato de retirada de extrato em Caixa de banco que provava que ele não estava no lugar do crime, mas ele continua preso).
                  E a fotografia do veículo não prova que o veículo estava acima do limite, prova que ele passou lá! Acabou de ser veiculada nesse site que milhares de multas foram canceladas em São Paulo porque viu que o aparelho estava descalibrado. Milhares de fotos não eram prova de que as pessoas tinham passado do limite de velocidade. Mas é curioso o comportamento do pessoal (Não o seu exatamente) quando o assunto é lei de trânsito: O mesmo Estado criticado em todos os posts desse site quando o assunto é multa se situa acima do bem e do mal, infalível, apresentando a onisciência, onipresença e onipotência. Curioso isso.

                  • Retrato do Papai

                    eu estou me atendo à questão do horário do radar não estar sincronizado, então estou partindo do princípio de que o radar está perfeitamente aferido…

                    essa questão de cancelar multa ou não é um pouco relativa, teve um caso de um cara que levou uma multa por passar de carro sobre uma passarela, recorreu e mesmo assim perdeu, o órgão que julgou o recurso agiu incorretamente, certamente se o negócio fosse levado adiante ele teria ganho (afinal não tem cabimento passar sobre uma passarela com um carro), depois da defesa prévia ainda tem jari e cetran…

                    a um tempo atrás levei uma multa por estacionamento em local proibido em Niterói/RJ, entretanto eu havia estacionado vários metros após uma placa sinalizando “PROIBIDO ESTACIONAR – FIM” (do tipo de placa que delimita um trecho proibido de estacionar, com duas placas, uma INICIO e outra FIM)… tirei umas fotos do veículo exatamente onde estava (as fotos sequer tinham data/hora), elaborei um recurso simples e uns meses depois a multa foi cancelada, ainda em primeira instância…

        • Retrato do Papai

          acho que seria forçar um pouco a barra cancelar as infrações pelo simples fato de os relógios internos dos equipamentos estarem fora de sincronia…

          e se fosse apenas uma infração? já pensou o cara levar uma multa que conste 10:50h, mas recorrer porque o horário correto era 11:01h ?

          • Artur

            Tem razão, mas desde que essa diferença não fosse considerável. Tipo, umas 17h50 e 18h30, por exemplo, na minha região já seria noite no segundo horário e ainda dia no primeiro. Imagina o tanto que abriria margem pra discussão…

            • Retrato do Papai

              verdade, mas o problema é: como comprovar que o horário do radar (ou mesmo de uma multa emitida por um guarda) está incorreto? caso a multa gere imagem, se a discrepância for gritante até dá para comprovar, ex: a hora da multa é 22h, mas na foto ainda está de dia, ou o inverso, mas ainda sim é um negócio complicado…

          • Daqui a pouco vão recorrer de multa porque uma nuvem tapou o Sol, ou porque tinha um pedestre de calça xadrez. É o triste do zé povinho que não assume erro, quer sempre sair por cima bancando o esperto em cima do erro dos outros.

          • Como já disse antes, não é “só” um relógio desregulado. Você tem certeza que o sensor de velocidade também não está desregulado que nem aquele de São Paulo? Eu não.
            Mas as pessoas só conseguem ver o extremo, e por isso deve ter muita gente enxergando eu defender a impunidade. Defender que só punam quem de fato cometeu infração não é defender a impunidade. É defender a justiça. Por outro lado parece que as pessoas acham que o contrário de impunidade é punir a torto e a direito, independente da justiça ou não. Eu só não quero viver em um mundo onde o Estado pense por mim. Então a sua pergunta “e se fosse apenas uma infração” não cabe, porque em caso de infração sou a favor de punição. Mas estamos aceitando que um radar com o relógio errado está aferido quanto a velocidade.

            • Retrato do Papai

              como eu disse agora pouco, estou me atendo apenas ao fato do relógio estar desregulado, portanto estou partindo do princípio de que o radar de velocidade está perfeitamente aferido…

              tecnologicamente falando, não me parece impossível encontrar um radar aferido com relógio errado, uma vez que a aferição é efetuada uma vez por ano, mas não temos informação da periodicidade da sincronização do relógio (nem sequer sabemos se este é sincronizado)…

              para ilustrar como esses relógios perdem a sincronia facilmente, cito o que vejo em meu cotidiano: trabalho em um sistema do tipo cliente-servidor com pouco mais de 40 clientes, sendo que quando cada cliente inicia o sistema (pela manhã) este sincroniza sua data/hora com o nosso servidor… pois bem, nesse intervalo de aproximadamente 24h entre uma sincronização e outra, percebo que alguns clientes tem sua hora fora de sincronia entre 1 e 2 segundos… agora veja que perde-se a sincronia em aproximadamente um segundo DIARIAMENTE (estou desconsiderando o outro segundo pois pode ser causa de lentidão no acesso), então imagine estes radares que são aferidos uma vez a cada 365 dias (quando o fazem)…

              • Uma outra coisa: Sabia que em algumas cidades é permitido passar no sinal vermelho em determinado horário por questão de segurança? Então passou as 18:59, multa. Passou as 19:01, está dentro do permitido. Como vou saber se a multa que recebi foi merecida ou não? Reitero: Um relógio desregulado é uma coisa grave.

                • Retrato do Papai

                  nesse caso deve existir um mecanismo que indique que o radar não está mais aplicando a multa, por exemplo o semáforo piscando a luz amarela, ou um led indicador de atividade instalado no próprio radar… até porque temos uma situação mais peculiar: meu relógio pode estar adiantado em 2 minutos, então para mim já é 19:01, mas o radar está (corretamente) registrando 18:59…

                  • Não há nenhum sinal indicativo. E nem acho que é essa a questão. É claro que você sabe que o seu próprio relógio pode te trair quanto ao horário que uma multa está valendo ou não, mas a questão que quero demonstrar é o quanto a questão do horário não é um detalhe.

  • Solaire Of Astora

    Eu sabia que VW tava escondendo o ouro…
    Novo turbo para compensar a cagada do Dieselgate.

    • Gustavo73

      Não é a primeira vez que um Gol é pego numa dessas

      • Solaire Of Astora

        Nessa velocidade acho que é.

        • Gustavo73

          Um advogado catarinense foi multado por dirigir um Gol a 4.800 quilômetros por hora, equivalente a quase quatro vezes a velocidade do som, de 1.250 quilômetros por hora. E tem outros casos…

          • Mas era um Gol Rolling Stones!

            • Gustavo73

              Kkkkkk

          • Matheus Parreira

            ??

          • Redpeak77

            Perdeu a CNH 377 vezes só nessa

  • Zé Mundico

    Tem uma explicação simples prá isso, gente:
    Os dois aparelhos não estão sincronizados na mesma hora e talvez tenham uma pequena diferença de alguns minutos entre si.
    O cara excedeu a velocidade nos 2 pontos, mesmo que os 2 aparelhos não estejam sincronizados na mesma hora exata.
    A desculpa dele não colou, pois se tivesse passado dentro do limite não teria recebido as 2 notificações.
    Qualquer dúvida, é só contratar a NASA para sincronizar os radares de todo o Brasil na mesma hora.

    • Gustavo73

      Os relógios não estão ajustados ? Quem garante que os radares estão?

      • Zé Mundico

        Uma coisa não tem nada a ver com a outra.
        A medição da velocidade é feita por sensores na pista.
        A hora é ajustada pelo operador que faz a revisão periódica, servindo como referencia de tempo em que a infração foi feita.
        Exemplo : Se você quiser, pode mudar a hora do seu smartphone, bastando alterar o fuso horário para outra região do planeta.No entanto ele vai continuar funcionando perfeitamente.

        • Gustavo73

          Diretamente não. Mas como disse quem garante que ele está regulado?

          • invalid_pilot

            Mas no caso o que tem que estar correto é a aferição da velocidade.

            Horário acredito que não precisam estar precisos, é mais para referencia na notificação. Seria absurdo se o cara provasse que não passou ali naquele dia e hora e mesmo assim tomou multa

            • Gustavo73

              Então te apresento um caso assim. Meu pai recebeu uma multa po estacionamento irregular enquanto o carro estava em uma oficina em outro município. Lembrando que o motor estava aberto sendo impossível outra pessoa estar com o carro. E no horário eles estava com um paciente em seu consultório. E apesar de declarações ppr escrito e documentos da oficina. Foi indeferido o pedido de cancelamento da multa. Hoje só se consegue aprovação desses pedidos contratando escritórios especializados pelo menos aqui no Rio.

              • invalid_pilot

                Não sou advogado e nunca precisei recorrer de multa, talvez tenham faltado provas cabais para o processo ser deferido.

                E sim, aqui no Brasil pagando se consegue dar jeito em tudo, infelizmente

                • Gustavo73

                  A questão é que o indeferimento dos recursos é algo automático. Notas fiscais comprovando a data e relatórios mostrando que o carro estava inoperante. Declaração com identificação dos responsáveis pela oficina inclusive com fotos do sistema de segurança com data e hora do carro dentro da oficina. Nada disso foi suficiente. A resposta foi que o carro foi identificado pela placa pelo agente de trânsito e a palavra dele era o suficiente. Um processo para recorrer envolveria tempo/custo maior que o da multa. É assim que eles conseguem dissuadir a imensa maioria a recorrer.

                  • Lucas Vilanova

                    Você falou tudo. A gente tem os meios para recorrer, tanto administrativos como judiciais. Mas as custas dos processos judiciais na maioria das vezes é maior que a própria multa. Acho que nesse caso só valeria se tivesse o direito de dirigir cassado.

              • Zoran Borut

                Mas Gustavo, estacionamento irregular não é multa de radar, estamos falando sobre o funcionamento do radar, a aferição da velocidade estar correta.

                • Gustavo73

                  Eu sei Zoran mas é um exemplo de como se indefere qualquer pedido de forma sistemática sempre a favor do Estado. Mas quer um exemplo de como um erro de horário pode influenciar em uma multa de radar. No Rio algumas seletivas exclusivas de ônibus estão ayrrladas a determinados horários e dias da semana (incluindo feriados). Tivemos outro dia aqui a notícia sobre um radar em São Paulo multando de forma errada. E que só foi resolvido pela intervenção do Sindicato dos motoristas de ônibus. E exemplos neste sentido não faltam.

              • Mas quando é estacionamento irregular o carro em questão não foi guinchado? Nesse caso a infração não é aferida por uma máquina (radar e mais foto) e sim pode ser erro humano (anotou a placa errada). Mas não entendo como o carro que de fato cometeu a infração não foi guinchado.

              • O pessoal está defendendo a inversão da presunção de inocência. Ou seja, eles não defendem a justiça, a coerência e nem a lei… Querem sangue, só isso.

          • Evandro

            Pelo que eu saiba existem aferições para isso, e se não for executada a aferição ou ela estiver fora do prazo a multa deve ser anulada, até mesmo, em certa vez que eu levei multa, veio a data de aferição do radar embaixo da foto, o que eu acredito, é que como todo bom brasileiro, sempre tem uma explicação, e qdo não se tem uma boa explicação, tenta-se mostrar outros “erros” para tentar anular o seu erro….

            • Gustavo73

              Existe aqui no Rio uma lei que obriga a sinais com multas por avanço terem um cronômetro para avisar da mudança. E apesar de não ser uma lei nova não é difícil achar sinais sem o sistema ou vom ele inoperante. O que não faltam são exemplos de leis que o Estado deveria seguir e simplesmente ignora. O que eu acredito é que todo cidadão tem o direito de duvidar de questionar o Estado e exigirseus direitos. Falando do seu exemplo radares sem aferição ou com aferição vencida simplesmente não deveria estar operando. Logo não seria necessário recorrer ou anular qualquer multa já que ela simplesmente não seria emitida.

            • Se existem outros erros tem que ser anulado. Quer dizer que você provar que a multa veio errada não conta e seu argumento é a cultura do brasileiro?

          • Artur

            O INMETRO. Parece que tem até link no site deles para verificar se o radar está com o parecer técnico em dia.

      • Luis_Zo

        O certificado de calibração do radar garante, até a data de vencimento dele, que a velocidade medida esta correta.

        Ja com relógio do radar não se tem esse cuidado todo

        • Gustavo73

          Se tiver certificado e esse estiver no prazo.

    • invalid_pilot

      Exatamente – pelo que consta na foto ali das notificações – ele passou bem acima do limite e da tolerância

      Logo esse mimimi dele e da industria da multa, nesse caso não procede

    • kravmaga

      Bastaria que os radares usassem o protocolo NTP, o mesmo usado por computadores para sincronizar o horário com relógios atômicos pelo mundo.

      • invalid_pilot

        Uma pergunta cretina: Radar é conectado á internet pra passar as multas ?

        • kravmaga

          Não deve ser, mas bem que poderia com o dinheiro que arrecadam.

          • invalid_pilot

            Sim ! kkk fiquei curioso agora de como fazem, principalmente em rodovias ermas

            • Lucas Vilanova

              Eu já presenciei funcionários retirando os filmes de um deles. Mas faz tempo isso, não sei como está agora.

        • T1000

          na maioria das vezes, não.
          um operador acessa o equipamento periodicamente para leitura dos cartões de memoria.

    • Carlos Henrique

      Exatamente, e como quase todo brasileiro, o sujeito mesmo estando errado se aproveita de uma coisa pra se livrar de outra.

    • Evandro

      justamente!!!!

  • Fernando S.

    Tomar multa andando a 77 km/h numa BR? Achei q a velocidade padrão nessas rodovias fosse 80.

    DETALHE: na outra multa ele estava a 68 km/h e tb foi rabiscado. Que estrada maldita é essa? É a marginal Pinheiros pra andar a 50? Kkkk

    • Ricardo Rangel Lirio

      Eu já fui multado a 68 e a 72 km/h numa rodovia com 03 pistas largas, sinalizadas, em perfeito estado de conservação, onde deixando o carro “solto” (sem acelerar) em quinta marcha ele supera os 90km/h fácil… Fazer o quê? É revoltante ter de andar a 60 km/h de máxima numa rodovia com um veículo de passeio “moderno”! Isso sim considero indústria da multa.

    • Louis

      As vezes pode ser trecho urbano, BR101 tem até lombada em vários locais.
      Mas tem alguns limites que realmente são insanos de tão baixos.

      • invalid_pilot

        Não tenta argumentar porque esse ai é os que choram sobre industria da multa mesmo estando errado… Pessoal nunca deve ter viajado em BR na vida pra saber que muitas viram avenidas de cidades e o limite acaba sendo baixo

        • Ou seja, o cara dá a opinião que o limite da via é baixo e você já infere algumas coisas do comportamento dele?
          Algumas pessoas acham que é crime ter opinião.

          • invalid_pilot

            Ter opinião baseada em fatos concretos não é crime. Ninguém falou que é crime ter opinião.

            Mas sempre tem os que reclamam sem razão

            • Sem razão segundo quem? Você? Já pensou que eu ou você não somos as pessoas indicadas para dizer quem tem razão?
              Você acha que seguir as leis é sinônimo de estar correto? Já pensou quantas barbaridades foram cometidas por pessoas que só “seguiram a lei”?
              Eu prefiro ir um pouco além da questão legal. Prefiro acreditar na justiça.

    • _oliveira

      Na verdade… a multa foi a 62Km/h (existe o desconto da velocidade justamente porque o medidor não é preciso, então considera-se 62 km/h)

  • Evandro

    Eu acredito que apenas os relógios dos radares que não estão sincronizados, mas não muda o fato da infração cometida….

  • paulo sergio berezovski

    Radares não servem pra nada,aliás serve para enriquecer burocratas,nada além disso

    • Ricardo Rangel Lirio

      Não concordo totalmente. Em trechos com altos índices de acidentes e mortes eu aceito a colocação desses radares. Isso funcionou muito bem na Fernão Dias, no trecho de Serra do Sul de Minas, entre as cidades de Camanducaia e Cambuí, sentido BH.
      Vejo que em outros, onde dia-sim-dia-não morrem motoristas, os mesmos poderiam reduzir esses números.
      Se um radar colocado num trecho desses servir para salvar “apenas uma vida” já teria valido a pena. Infelizmente, são colocados nas BRs somente por indicação do DNIT. Assim sendo, as concessionárias não tem sequer o poder de escolha.

  • Pedro Henrique

    APzão 3kilimei

  • Mr. Camyin

    KKKKKKKKKKKKKKKK… Sem comentários…

  • V12 for life

    Os Gol tão andando pra caramba já é o terceiro carro que passa dos 800 Km/h.

  • Guerreiro

    Relaxar galera é só mas uma máfia dos radares para dá dinheiro para os políticos.

  • afonso200

    e o Detran nada, PIADA

  • Fabão Rocky

    Mais uma das verdades sobre o Gol! rsrsrsrsrs

  • Índio De Magalhães Júnior

    Pessoal, diferença do relógio de um equipamento pra outro, só isso. O resto é balela.

  • Marcelo Ceno Dutra

    99℅ de chances de ganhar se ele discutir essas duas multa judicialmente.

  • Muitos discordam de mim, eu sei. Mas entrar com recurso? Imagino que seja questão de sincronia entre os equipamentos. Se os radares em si estiverem aferidos (e válidos) é multa! Contestar o que? Ele estava de fato acima da velocidade permitida no local! São radares próximos!
    Se fossem 2 locais completamente diferentes, no mesmo horário, multa em SP e outra no ES, aí lógico, uma delas é motivo de recurso (clone, erro…), a outra é real. Meu ponto é, esse problema com sincronia de relógio, não muda o fato que houve excesso de velocidade no local. Ainda que eu não concorde com alguns limites impostos. Não estou me amparando em nada, apenas acho correto assumir o erro. Na matéria houve um erro com horários? Sim. Ótimo, recorre-se apenas da segunda.

  • zeh

    a máfia da safadeza…

  • Ítalo Filizola

    Os relógios dos equipamentos não são sincronizados, simples assim.

  • Joildo Dias

    Duvido esse gol 1.6 fazer isso, é mentira, agora se fosse um UNO com escada no teto, não teria duvidas…..

    • Bruno@BRN.CS

      Uno e Celta com escada no teto meu amigo….kkkk

  • Megamente

    Cada radar tem seu relógio. O que significa que eles não estão sincronizados. Então tem que ser indeferido mesmo o pedido. Da próxima vez respeite o limite de velocidade.

  • Bruno@BRN.CS

    Esse Gol tem aquele botão vermelho no câmbio igual aquele Ford que o Will Smith e o
    Tommy Lee Jones dirigiam no MIB.

  • Bruno@BRN.CS

    Não entrando no mérito da multa da matéria mas alguém aqui recorreu de uma multa injusta nos últimos tempos e teve o recurso deferido? Tenho a impressão que os recursos de multa hoje passam por esteira com uma prensa que fica estampando “indeferido”, “indeferido”, “indeferido”…..sem parar. Isso porque o órgão “competente” sabe que o cidadão prefere pagar uma multa, mesmo que mal aplicada do que gastar mais de 1,5 mil discutindo a questão judicialmente.

  • Vattt

    A velocidade bateu quase os 1000 km/h por hora, que garante que em outros radares o carro passe a 80 km/h e o radar marque 160 km/k???? Ou uma diferença suficiente para gerar uma multa????

  • The Monster Man

    País da vergonha e da olimpíada, ou seja, tudo uma vergonha.

  • Yo soy Yo

    O Detran/DNIT/DER são os órgãos mais ditatoriais do país, não sei pra que eles deixam vc entrar com recurso se vc raramente, mas tipo, muito raramente tem seu pedido deferido.

  • Anderson Kaddahr

    fotos não mentem… erro de digitação ou relógio…. a industria de multas só exige pq a galera vacila… essa semana tomei uma… de vacilo…

  • Silas Siqueira

    So falta falar que era um fusquinha.
    O relogio dos 2 estavam errados um atrasado e o outro adiantado. Acho que uma diferença menor que um minuto é aceitavel. se tiver uma diferença de 13 segundos a velocidade seria de exatos 70 km/h. O relogio dos radares foram ajustados a partir de relogios diferentes. ou do relogio de um computador em momentos diferentes. quando um computador esta tacando qualquer som ele usa o mesmo mecanismo que o do relogio, por isso ele pode atrasar, ate ser ligado de novo e receber o horario de um relogio comum que tem no interior dele.



Send this to friend