Elétricos Mercado Preços Renault

Na China, Kwid elétrico custa o equivalente a R$ 38,3 mil

Na China, Kwid elétrico custa o equivalente a R$ 38,3 mil

O Renault K-ZE é o Kwid elétrico na China. Lá, o subcompacto energizado chega com um preço bem competitivo e próximo da promessa feita por Carlos Ghosn, quando era chefe da Renault-Nissan. O modelo tem preço de 66.800 yuans, o que dá R$ 38,3 mil, um valor que corresponde ao pequeno feito e vendido no Brasil.


O K-ZE é uma das ações da Renault para eletrificar seu portfólio na China, onde o mesmo carro é vendido com a marca Dongfeng e também com a submarca Venucia. Existe ainda uma terceira marca local que deve vende-lo por lá, cada qual com sua modificação visual no carrinho.

Na China, Kwid elétrico custa o equivalente a R$ 38,3 mil

Com baterias de lítio de 26,8 kWh e um motor elétrico de 45 cavalos, o Renault K-ZE consegue apenas alcançar 105 km/h. As células garantem autonomia de 250 km no ciclo NEDC, que se estima ficar na vida real em torno de 190 km.


A redução de custo é uma forma de contornar o preço elevado da bateria e bater de frente com a concorrência local, que tem muitos problemas sem qualquer qualidade e segurança, mas que saem muito mais em conta para quem precisa. O Renault Kwid elétrico não é um projeto apenas para a China.

Na China, Kwid elétrico custa o equivalente a R$ 38,3 mil

Mercados como Índia e Brasil vendem a versão a gasolina ou flex do pequenino, cujo registro de patente para a versão elétrica no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial – já foi revelada. O Kwid elétrico seria uma opção mais barata que o Zoe, sendo focado exclusivamente no meio urbano.

No entanto, para sua produção no Brasil, seria necessário investimento pesado em infraestrutura e no processo produtivo, mas a Renault já tem essa experiência lá fora, o que ajuda muito no plano de criação de uma rede nacional de recarga de carros elétricos. Um grupo local já iniciou os trabalhos nesse sentido.

[Fonte: Electrek]

Agradecimentos ao Julio.

Na China, Kwid elétrico custa o equivalente a R$ 38,3 mil
Nota média 4.7 de 3 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • fabio

    Parabens ao REIDUCANDO CARLOS GOHNS que fez um bom trabalho junto ao grupo RENAULT mas que infelizmente encerrou a carreira

  • CanalhaRS

    kkkkk… aqui custaria R$ 99.990,00.

  • Robinho

    Achei bem legal este modelo.

  • E finalmente um “R-Link” ou “Medianav com um visual bonito. Deveriam estender esse modelo aos demais carros da linha Renault/Dacia.

  • RPM

    Esse Kid elétrico aqui no Brasil por uns 60 mil,venderia bem….agora,não entendo essa estória de investimento pesado em infraestrutura….não seria um carro pra ser carregado em casa??

    • Bob

      Sim, mas para suportar a maior carga de consumo nas residências é preciso adequar a malha de distribuição (infraestrutura)

  • 4lex5andro

    Também com a poluição nas metrópoles chinesas, e os números absurdos de vendas, o caminho é partir pra eletrificação urgente, total e irrestrita da frota de carros/ônibus/caminhões.

  • Muito mais acessível do que o ZOE de 150K!

  • Vitor

    Mano traz pra cá por 68k mas tras

  • João Silva

    Tentei encontrar o preço do Kwid convencional na China para ter um parâmetro de comparação, mas não encontrei! Acho que nem é vendido lá pela Renault, só agora o elétrico!

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      não tem o zoe?

      • João Silva

        Não achei também. Depois do K-ZE tem a nova Captur, Kadjar, Koleos e Espace…

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Essas rodas ficaram bonitas, o atual deveria ter rodas maiores e pneus mais largos

  • FrankTesl

    E ainda por cima tem rodas com quatro parafusos!!!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email