Ford Sedãs

New Fiesta Sedan Titanium: impressões após quatro meses

ford-new-fiesta-sedan-titanium-plus-2015-2-700x401 New Fiesta Sedan Titanium: impressões após quatro meses

Comprar um carro é sempre um momento fascinante, todo mundo que compra passa por uma grande expectativa seja no 0km ou no velhinho companheiro. Expectativa maior pra uns e menor para outros, mas para as pessoas apaixonadas por carros como eu a expectativa é enorme. Então no intuito de ajudar as pessoas que também estão alimentando suas expectativas deixo meu relato para quem sabe poder ajudar alguém.



Sou médico, tenho 30 anos de idade e 12 anos de CNH, sou de família de motoristas natos e amo dirigir. Ando em média 450 km por semana quase sempre a trabalho. Meu primeiro carro foi um Fiat Palio 2000/2001 1.0 Fire EX, era um usado pelado que meu pai me deu no ultimo ano de faculdade muito conservado aos seus 90.000 km que fiquei com ele até os 150.000 km com uma manutenção impecável e rigorosa que eu mantive.

Embalado por uma boa impressão do meu primeiro carrinho em janeiro de 2012 resolvi trocar para o recém lançado Novo Palio 1.0, mas dessa vez comprei completo com quase tudo que tinha direito (faltou-lhe apenas pintura metálica e rodas de liga leve). Porém dessa vez houve uma pequena frustração. Pegue o mesmo motor 1.0 Fire do ano 2000, adicione a ele uma caixa mais longa e uns 200kg a mais de peso e terá a impressão de estar dirigindo uma “pata choca”.

Concordei que cometi o erro de comprar o carro sem fazer o test drive, ainda assim engoli ele amargamente por quase 80.000 km com o mesmo sabor que experimenta quem quer assinar apenas um plano de internet e te empurram goela abaixo um plano de telefone fixo que você nunca vai usar.

Após 35 meses, e muitos fios de cabelo a menos, com o Palio 1.0 estava chegando a hora de trocar. Pelo tanto que viajo fazia questão de um carro seguro, queria o conforto de um câmbio automático e precisava de um carro de manutenção barata e com consumo que não assustasse quem acabou de sair do 1.0.

Minha primeira opção era o Corolla, preenchia os critérios de boa revenda, 5 estrelas no LatinNCAP, um excelente cambio CVT e muito confortável, porém a negociação na Toyota para o novo Corolla é muito tensa, tratam ele como a cereja do bolo, nem 1 real de desconto e desvalorização total do meu usado que na tabela FIPE estava avaliado em R$ 27.000 e na avaliação de três Toyotas a melhor valor que escutei foi R$ 19.500.

A partir desse momento a minha prioridade passou a ser também a avaliação do meu usado, olhei Civic (avaliação ruim do meu usado), Golf (manutenção cara e não é flex), Sentra (revenda duvidosa para carro muito rodado e não dispunha do que poderia diferenciá-lo que é o ESP), Cruze (todas avaliações dizem que ele é muito beberrão).

Foi então que numa concessionária Ford aqui de Belo Horizonte que surgiu uma luz no fim do túnel, havia em estoque a pronta entrega um New Fiesta Sedan Titanium Cinza Moscou 2014/2015 cujo preço de tabela era R$ 67.760 e que com muito choro caiu para redondos R$ 61.000. O meu usado foi avaliado em R$ 24.000 o que achei justo. Fiz o test drive, não era o carro grande que eu queria mas gostei, fechei negócio e em 2 dias já estava com o carro novo na minha garagem. Hoje, 4 meses depois, já está com 9.800 km.

ford-new-fiesta-sedan-titanium-plus-2015-3-700x433 New Fiesta Sedan Titanium: impressões após quatro meses

O New Fiesta: Resumidamente ele tem motor 1.6 de 130 cv, cambio automático de dupla embreagem e 6 marchas, controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, ar condicionado digital, 7 airbags, bancos em couro, sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor eletrocrômico, piloto automático e etc.

Nenhum carro é tão completo pelo preço dele. Motor e caixa se encaixam como uma luva, faz parecer que se está dirigindo um pequeno foguete de bolso, sem dó de apertar o acelerador deixa a maioria dos 1.8 para trás e provavelmente muitos 2.0 nem tão antigos. O câmbio é um automatizado, às vezes pode te decepcionar e não passar a marcha que você gostaria, mas no geral em 97% do tempo faz as trocas melhores do que eu faria e com muita suavidade.

O consumo depende muito da forma de guiar e da estrada, mas de maneira geral dirigindo entre 80-100 km/h em asfalto livre dá para se conseguir algo entre 15-16 km/l na gasolina e algo entre 12,5-14,0 km/l no etanol, no trânsito urbano ele é um pouco sedento e faz médias por volta dos 7,5 km/l gasolina e 6,1 km/l no etanol (porém se você gosta de dirigir nervoso e quer escutar o gostoso ronco do seu motor e ficar sempre forçando ele a trocar marchas em altos giros como se estivesse jogando Need for Speed não espere um consumo melhor que 9 km/l na estrada) . A direção elétrica possui uma suavidade incrível. Dirigir um carro com tantos sensores e facilidades torna a condução muito mais gostosa e segura.

ford-new-fiesta-titanium-2014-fotos-17-620x412 New Fiesta Sedan Titanium: impressões após quatro meses

Agora falar dos contras: Quem vê por fora pode não acreditar mas o New Fiesta Sedan é mais apertado que o Novo Palio. Tenho 1,76m e para caber no carro preciso arredar o banco completamente para trás e ainda assim sinto que precisava de mais um pouco. O passageiro de trás fica absurdamente apertado. Outro ponto negativo que notei é que o carro possui um curso de amortecedor e suspensão muito curtos fazendo dele um carro muito estável, porém muito duro e baixo, qualquer quebra-molas é quase um precipício, andar em ruas de pedras é extremamente desconfortável com o carro chacoalhando de lado.

Um defeito que notei desde o primeiro dia que peguei o carro é um insuportável cheiro de combustível quando mando completar o tanque, achei que era um fato isolado, porém em fóruns vejo outros clientes reclamando do mesmo problema, inclusive nos Estados Unidos existe um chamado de Recall para todos New Fiesta produzidos entre 2013 a 25 de outubro de 2014 na Planta de Cuautitlan no México (meu caso) para substituição do tanque de combustível, já liguei para a Ford do Brasil e aqui eles negam haver qualquer problema, vamos ver o que vai ser dito na revisão sobre o mal cheiro.

Por falar em revisão, esta semana fui agendar a revisão e me informaram que os Fiesta modelo 2015 tiveram alteração no plano de manutenção e agora a primeira revisão irá ocorrer com 6 meses ou 5.000 km, questionei que no manual de instruções e no ato da venda fui informado que deveria ser com 10.000 km ou 6 meses e a resposta dada é que alguns modelos saíram com manual desatualizado e que EU DEVERIA ter visto no site da Ford a correção. Se assim for vamos mais uma vez para o juizado especial.

De maneira geral estou muito satisfeito com o meu atual carrinho. A frente global da Ford lhe caiu muito bem, não é muito vistoso para quem o vê de costas pois aquele formato de “V” invertido lhe faz parecer um carro muito pequeno. Na minha opinião o maior encanto está atrás do volante, é pisando e executando ele que você sente a sua essência. O carro é muito esperto e entrega o mínimo de itens de conforto e segurança que qualquer carro hoje em dia deveria ter. A pouco tempo atrás dirigia um 1.0 e hoje não vejo mais sentido em dirigir um carro manual e fraco. Espero ter ajudado vocês.

Por Leandro Nogueira

5.0

  • Filipo

    Parabéns pelo veículo, belo carro! Conseguiu baixar em quase R$ 7.000,00 o preço que era um absurdo, para um preço razoável. O carro é muito bom, conheço. O único senão que eu acho, é o espaço traseiro, muito pequeno, mesmo para um sedan compacto.

    • É, realmente o espaço físico no interior do Fiesta é seu “calcanhar de Aquiles”. Mesmo o Ka, que utiliza a mesma plataforma, apresenta espaço significativamente mais generoso no assento traseiro. O New Fiesta é um modelo que paga caro para ostentar suas linhas diferenciadas, tanto na versão hatch como na sedã. O mesmo acontece com o seu irmão maior, Ford Focus, que padece do mesmo mal do espaço interno reduzido, ainda mais se comparado com os seus concorrentes de categoria.

      • Leonardo M

        Em geral, toda a linha Ford é assim. Pegue o próprio Fusion e compare com o Azera, apesar de ambos terem 2,85 metros de entre-eixos, a diferença de espaço interno é gritante, teve publicação que disse que até o novo Sentra tem mais espaço interno que o Fusion.

        • É o tal do privilegiar demais a “forma em detrimento da função”. O Fusion antigo “quadradão” até tinha um espaço interno mais condizente com seu porte. O estilo do atual é lindo, mas assim como no caso do Fiesta e do Focus, cobram muito do espaço interno para ostentar suas charmosas linhas.

          • Leonardo M

            Eu no começo achei que era conversa mole esse papo de que o Fusion fosse menor que a concorrência, mas depois que minha mulher comprou um Azera novo modelo, fiquei espantado como a diferença pode ser tão grande, parece que você está entrando em carros de categorias totalmente diferentes (sim, eu sei que nos EUA Fusion é midsize e Azera é fullsize, mas o número do entre-eixos é idêntico), assim como quem sai de um compacto e entra num médio.
            Em minha visão de mundo Função > Forma

        • Diego Nameko

          Aquele carro gigante?!!!
          pfff
          Ford fazendo fordice!

          • Marcio

            Eu concordo que o new fiesta tem espaço reduzido, mas o Leandro deve dirigir com pernas e braços totalmente esticados, tenho 1.75m e não tenho que colocar o banco todo para trás, nem perto disso, consigo sentar atrás de mim mesmo e sobram 3 dedos entre o encosto do banco e os meus joelhos.
            Se o carro é tão duro imagino que seja pelas rodas 16 e pneus de perfil baixo, tenho o 1.6 Se com rodas 15 e o carro não é duro, não chacoalho dentro do mesmo.
            O meu é manual e o consumo dentro da cidade varia entre 9km/l e 10km/l, na estrada a 110km/h faço mais de 16km/l.
            O meu ao menos até agora nunca apresentou cheiro de gasolina, comprei em dezembro de 2013, mas quando completo o tanque peço para que encha até o primeiro estalo.

      • Lucas Mendanha

        Questao de prioridade de projeto…o Fiesta e forma sobre funcao..o Ka fizeram função sobre forma… A Ford ja explicou isso…

        Pessoalmente, concordo..assim como na dupla Gol-Fox, você escolhe suas prioridades na hora da compra..

  • Guilhe

    Muito legal esse Fiesta top, tenho olhado carros novos e usados nessa faixa de preço e em breve devo ficar com um CIVIC, mas o Fiesta seria uma boa opção tb dada a quantidade de equipamentos e principalmente segurança.

    • 4lex5andro

      longe de ser barato, esse fiesta sedan é o melhor cxb do segmento sedans compacto ” premium” ..

    • Diego Nameko

      Uma sugestão, se for entrar em semi-novo estude o pós venda e preço de peças de reposição entre o Japonês e americano. A minha escolha seria até pegar o Civic que é um pouco maior mas não teria dores de cabeça.
      Já andei, com ambos e o Fiesta não chega nem perto do Civic.

      • Marcio

        Por outro lado por preço parecido ao titanium o civic é pelado principalmente em equipamentos de segurança, não tem esp, tsc ou sete airbags, cada um com as suas prioridades.

        • Diego Nameko

          Minha comparação foi em relação a semi-novos, já pesquisei muitas coisas do Civic, e só vi vantagens, na compra e pós venda, a manutenção dele é muito tranquilo. E os Fords o pouco que já pesquisei se tem um carro fora de garantia e precisa dar manutenção, as peças da marca são uma facada no coração.
          Agora se for novo aí já é outra discussão, quando se opta em manter a garantia.

    • Lucas Mendanha

      procure por um Focus..optei por ele e nao me arrependo em nenhum momento..

  • Adolfo Frota

    Esse plano de revisão da ford é de matar, de 6 em 6 meses ou 5 mil kms, aí o comprador pega um carro em que o manual fala em revisão a cada 10 mil kms (1 ano) aí o setor de pós-venda joga a culpa no consumidor que, neste caso, é bem esclarecido.

    • Chicão

      As revisões da ford mudaram. Não são mais assim.

      • Adolfo Frota

        Sim, sei disso. O problema é que mudou mas sem avisar o cliente, conforme queixa dele.

        • Chicão

          Se o problema é que mudou sem avisar, então pq vc reclama do plano que já foi mudado, se ele já foi mudado?

          • Rafael

            A mudança não é para todos os carros, quem tem carro 2013 que ainda está na garantia deve seguir o plano anterior semestral.

            • Chicão

              Sim. Sei disso. Estou me referindo ao carro do post que não é 2013.

          • Adolfo Frota

            vc reparou que a empresa pôs a culpa no cliente?

            • Chicão

              Sim.
              Dá no mesmo. Vamos ficar aqui em looping pq vc ainda nao entendeu a relação do que vc falou com o que vc veio me corrigir.

              Quanto a revisão: eu cheguei lá pra fazer a de 10mil km sem ter feito a de 5mil, pois não sabia.
              Só que ninguém criou caso comigo, nem me mandaram ver o site.
              A moça imprimiu o que o site diz e me explicou as mudanças.
              Me passou o 0800 da ford para que eu possa solicitar a correção no manual pra ficar tudo bonitinho.
              Fizeram a revisão normalmente e a partir da próxima vale a nova tabela.

              • Adolfo Frota

                sim, entendi, há uma falha de comunicação, mas encerremos. Só acho curioso esse plano semestral. Abraços.

  • Diego

    Gosto não se discute, mas como a preferencia era por um carro maior eu teria cogitado o Sentra, na concessionária pode ser adquirido por 62,990 na versão mais básica, mas que já vem bem recheada.

    • Mr. On The Road 77

      Olha, eu também prefiro um médio pelo espaço interno, mas essa versão do Fiesta é muito mais bem equipada. 7AB, ESP, Hill Holder, fora as comodidades do ar aut. digital, sensores de chuva e luminosidade…

      • th!nk.t4nk

        O que mata a questão é se ele precisa ou não de mais espaço. Pra quem não tem filhos, o Fiesta dá conta sim. Ele passa longe de ser um carro pra família, mas chega a levar vantagem sobre o Sentra em alguns aspectos construtivos.

        • Diego Nameko

          Para uma família de 4 pessoas ou 4 adultos o Fiesta é bom.

          • Marcio

            Se não forem pessoas altas dá tranquilo para andar com os filhos, tenho 1.75m e consigo sentar atrás de mim mesmo com sobra de 3 dedos entre meus joelhos e o encosto do banco dianteiro.

            • Diego Nameko

              realmente, o Fiesta sedã do meu cunhado, ele tem em torno de 1,80m e eu tenho 1,80m e fico tranquilo atrás, sem raspar joelho e cabeça.

              • JRM

                Entao vc entrou em outro carro. Meu amigo tem 1,82 e ontem mesmo sentei atrás dele no New Fiesta Sedan Titanium Plus que ele acabou de comprar. Tenho 1,54 (sim, sou baixinha) e meu joelho ficou totalmente encostado no banco.Se pra mim já foi um desconforto total ficar atrás, imagino pra qualquer pessoa que seja maior que eu. Eu estava até pensando em comprá-lo. Depois dessa, desisti completamente. Sem contar no cambio Powershift, que não dura 1 ano.

                • Diego Nameko

                  Talvez seja a disposição que foi regulado o assento, eu particularmente, gostei, no entanto, só isso e a estética gostei do carro, de resto vendo curiosidades, vídeos, matérias e mesmo eu dirigindo, o que relatei.
                  Dirigindo:
                  Carro, após uma quilometragem apresenta ruídos, mais que o meu antigo 1995, os 3 que andei não passava dos 25000 km, em 1 dirigibilidade ruim e acabamentos porcos e cheio de ferrugem.
                  Só o mexicano que merece respeito, que não vi nada disto e boa qualidade.
                  Relatos e pesquisa:
                  Realmente os automatizados de várias marcas não estão durando 40.000km, fora que o custo da manutenção passa fácil R$ 5 mil, na minha opinião carro automatizado é fria, desde que saia uma nova geração destas transmissões e resolva o problema de qualidade.
                  E também de muitos relatos e de várias marcas, está havendo entupimento de bicos e problemas de bombas devido à má qualidade da peça e combustíveis.
                  Pós venda:
                  Também de muitos relatos o pós venda da Ford é uma das piores, com atendimento péssimo, demora no atendimento, prestação de serviço horrível, fora que as peças custam muito mais caros, e tem CSS vendendo mais que o triplo do valor tabelado.
                  Enfim, Ford para mim é fria.

                  • JRM

                    Pode ser sim a posição. Ele colocou o banco na posição mais afastada, por ser alto e gostar de espaço. Se alguém ficar atrás, é realmente bem desconfortável e provavelmente terá que ficar com as pernas abertas para caber. Em relação ao câmbio é isso mesmo. Do jeito que está é fria total comprar. Já o pós venda não conheço pessoalmente, mas os relatos são bem negativos, além do valor de peças ser um dos mais elevados. Pra mim, por todos esses motivos, não compraria jamais um New Fiesta.

  • Yuri Ravitz

    Só uma pequena correção na matéria: na foto do interior colocaram o de um Focus. No mais, ótimo relato. Vou ver de postar o meu também.

    • Pedro Henrique

      eu ja todo animado dizendo “pooooaaaarr olha que interior top, o básico é muito inferior”

      • Yuri Ravitz

        Hahahahah mas o interior desse Fiesta top também não faz feio não, dá uma olhada

        • João Carlos

          Esse aqui que é do sedan(titanium plus)

          • Alexandre Maciel

            Pois é… aquela foto do interior da matéria é do Focus, não?

            • douglas

              não entendi apesar de serem bem parecidos o cara postou uma foto errada de outro carro…. isso pode arnaldo ???

            • O acabamento interno do Sedã é bem melhor do que o da versão hatch. A começar pelo acabamento soft touch da parte superior do painel e pela qualidade dos forros de porta.

              • Alexandre Maciel

                O acabamento soft touch fica no lugar onde ninguém senta, pega, encosta o cotovelo ou fica passando a mão. De resto, é tudo plástico seja no sedã ou no hatch. Ademais, o interior do hatch segue a versão europeia; o sedã é o estadunidense e isso implica em diferença também nas portas, embora as de ambos os modelos sejam apenas plástico e a parte com tecido/couro. Ou seja, nada de tão diferente entre eles.

                Trocando em miúdos, são basicamente a mesma coisa. Não vejo nada que leve alguém a comprar o sedã a não ser que goste mais desse tipo de carro, mesmo porque o valor dessa mala maior é bem alto e as peças, importadas, são bem mais caras. Lá no fórum do New Fiesta mesmo teve um colega com problema para achar parte da lanterna traseira. Era um absurdo na css e eu passei para ele um link do ebay de uma peça usada. Acho que foi o que salvou.

                • Eu concordo que o acabamento soft touch fica em um lugar onde dificilmente alguém toca. Mas é um lugar que todo mundo vê quase 100% do tempo, e isso dá uma sensação de qualidade melhor, sem dúvidas. Acho que tem seu valor. Assim como o acabamento diferenciado das portas. E via de regra, acabamentos emborrachados acabam por resultar em menor tendência a ruídos de acabamento interno com o passar dos anos.
                  Mas, tirando essa questão subjetiva do revestimento de peças internas, concordo que em termos de funcionalidade o hatch e o sedã quase se equivalem, coisa que acontece também com o Focus. Até por isso, as versões sedã de Fiesta e Focus não emplacam. São sedãs com “alma de hatch”, algo que não costuma ser perdoado por consumidores de modelos três volumes, que via de regra procuram algum plus em termos de espaço.

                • JonathamRJ

                  São detalhes, sempre os detalhes. Por ex: repare que o Sedan tem parabrisa anti som. Nem o focus top plus tem. o acabamento é melhor. a montagem.

                  • Rafael Neves

                    Parabrisa SoundScreen é uma mão na roda mesmo!

                • Lucas Mendanha

                  do lado de fora do carro, parado no sol vc ja percebe a diferenca da qualidade do acabamento do soft-touch pro painel rigido…vai dizer que é viagem minha, mas faz diferença até no isolamento acustico.

                • Marcio

                  O sedan tem o painel com forração macia, melhor isolamento acústico, parabrisas com pelicula anti ruído, é muito melhor construído (20.000km e zero de grilos ou ruídos internos) e estruturalmente é um pouco mais forte.

                  • Rafael Neves

                    Não é película anti ruído no vidro dianteiro não. o Vidro é trabalhado de uma forma diferenciada de modo a atenuar o som externo (SoundScreen)

              • marco

                é o mesmo acabamento eu tenho um titanium hatch, só muda o acabamento da parte superior que no hatch imita fibra de carbono no resto é tudo igual, inclusive o volante do hatch é menor, com melhor pedaga

                • Marcio

                  Não são iguais, a montagem do mexicano é superior, o isolamento acústico também, o parabrisas também tem uma película anti ruído e estruturalmente o mexicano é um pouco melhor.
                  Até mesmo a qualidade de som do mexicano é superior, os tweeters são bem melhores, os bancos também são um pouco melhores.

                • marco

                  o parabrisa acustico foi retirado no new fiesta cara nova inclusive o mexicano importado para o brasil. os bancos sao exatamente os mesmos. vc deve estar confundindo com new fiesta modelo anterior , já nadei em ambos

                  • Rafael Neves

                    Não foi retirado não Marcio. O meu é mexicano 2014/2015 e o para brisa Sound Screen está la. Abs

                • O Hatch Titanium também tem o painel emborrachado? Confesso que apenas “bati o olho” pela janela no modelo top de linha do Hatch quando fui olhar um Fusion em uma concessionária. Depois entrei dentro do sedã, pois tinha algum interesse em estudar um para a minha esposa, onde vi que havia soft touch recobrindo o painel e que a forração das portas era diferenciada em alguns aspectos. O hatch de entrada eu já andei com um amigo meu algumas vezes. Acabei com uma forte percepção de que há diferenças enormes entre os materiais internos do hatch e do sedã, mas pode ser que o Titanium sem porta-malas tenha me passado despercebido, apesar de que não anda sendo normal na indústria automotiva acabamentos de painel distintos em uma mesma linha de montagem.

          • Yuri Ravitz

            Aí, mais maneiro ainda.. Valeu João Carlos!

          • Me incomoda um pouco no visual interno de certos modelos (não é só no Fiesta que isso acontece) onde os difusores de ar das extremidades são completamente discrepantes em forma com relação aos do centro. Sei lá, me causa um certo “desconforto visual”. Parece que tem alguma coisa fora do lugar.

            • Alex Dusfri

              Pois é, virou moda agora colocarem os difusores das extremidades redondos. Eu também não gosto. Acho melhor quando todos tem o mesmo formato e que não sejam redondos.

          • Peuooo

            O que eu não gosto do mexicano é esse volante grande e feio… o nosso é muito mais bonito!

            • MauroRF

              Concordo, cara. Esse volante do mexicano é feio, embora o acabamento seja melhor. Aliás, e o seu azulão, tá indo bem? O meu PS titanium 14/15 tem 16.500 km e tá beleza.

              • Rafael Neves

                O meu Tit Sedan Powershift está com 14.000 e vai trocar o conjunto de embreagem e atuadores… patina demais em segunda marcha… chega a irritar! e o volante é subjetivo… o titanium hatch nacional o volante é revestido parcialmente em couro no sedan ele é completamente revestido.

                • MauroRF

                  E faz quanto tempo que você pediu o kit de embreagem novo? Prometeram para quando. Estou acompanhando esse problema em vários lugares, principalmente no New Fiesta Clube. O meu, desde os 15 mil km, dá uma leve trepidada, mas leve mesmo, nas reduções de terceira para segunda, principalmente se for em subida, mas é bem intermitente e tem ficado assim desde os 15 mil km, não piorou até agora, então, por enquanto, está tudo ok com meu carro. Porém, acabei ligando para a minha vendedora (já é o terceiro carro que compro com ela, ela é bem atenciosa e sempre tenta resolver os problemas quando tenho) e comentei isso com ela. Ela foi enfática: se estiver trepidando, nem que seja de leve, é para trocar a embreagem. Ela me disse que trocaram o fornecedor e que, por esse motivo, as embreagens estão demorando mais para chegar e, com isso, ela disse para eu falar logo com o consultor técnico indicado por ela, vou ligar para ele amanhã cedo e ver isso. Vamos ver. Tomara que resolvam isso logo porque eu gostei demais do carro, uma pena um problema desse queimar o carro.

                  • Rafael Neves

                    Oi Mauro, também faço parte do Clube do New. Já pedi a troca há 1 mes e nada ainda. No meu caso o problema me irrita muito pois acontece com frequencia… algumas vezes ele precisa esquentar pra acontecer e em outras mesmo frio patina pra caramba. Na revisão dos 10 mil ele já trepidava e a solucao encontrada é seguir um protocolo da CSS. Primeiro fazem a “Atualização de Software” que no meu caso só piorou pois o carro ficou mais beberrão e trepidando mais que antes. Voltei depois de uma semana a CSS para reclamar do mesmo problema foi daí que foram abrir um chamado para pedido da nova embreagem. Já estou nessa há um mês e aguardando a chegada… até lá nada de indicar Powershift pra ninguém… nem pro meu inimigo rsrs

                    • MauroRF

                      Essa atualização de software é papo furado para ganhar tempo. Não adianta, tem que trocar. Agora, uma montadora que tem um problema desse não ter embreagem “pra ontem” para um defeito crônico não merece o respeito de ninguém. Olha, sempre tive Fords, mas o pós-venda dela cada vez pior e essa política de não estar nem aí para as coisas me fizeram tomar uma decisão: será meu último Ford. O problema é que, na categoria do New Fiesta, não tem outro modelo tão bem equipado. Pegue um Fit por exemplo, custa caro e tem bem menos coisa, mas no quesito durabilidade, quem eu conheço que tem só elogia. O caso mais notável é de um tio meu, tem um Fit 2004 automático com 130 mil km que NUNCA deu problema, bastando apenas fazer a manutenção em dia. Meu pai vendeu um Fit com mais de 100 mi km sem nada também. É dose. Os japas cobram caro, oferecem boa mecânica, mas nos equipamentos…

                    • Rafael Neves

                      Cara te digo, não vou te dizer que será meu último Ford já que tenho como alvo o Fusion Titanium e este usa uma caixa automática de verdade, mas que o brilho do Fiesta Sedan foi ofuscado pelo problema deste cambio Powershift e pelo pós venda onde não há uma embreagem pronta para envio ou até mesmo no estoque da CSS já que o problema é crônico. Quanto a isso nem posso reclamar muito da Ford já que TODAS as montadoras fazem o mesmo em seus modelos. Como exemplo uso a Kia já que tenho um Soul 2012 que está esperando há 20 dias um simples refil de bomba de combustível! KIA sim nunca mais terei!!!!

              • Peuooo

                O meu já esta caminhando para o dobro do seu… O meu eh 13/14 SE PS e cara, sem nenhuma reclamação, tirando o fato de ter um barulho chatíssimo na porta do passageiro. Fora isso, só alegria e sem problemas com o cambio TB… Isso pq eu fui um dos primeiros a pegar esse carro… A media com álcool esta boa, enfim… Quero só ver qual carro vou pegar depois dele… Aliando beleza, esportividade, economia e tecnologia. Tenso pra gente ne? Rsrrrsrs

        • Lucas Gil

          O painel que foi colocado na matéria é do New Fiesta Hatch Titanium. Os fiestas importados do México tem o desenho do painel diferente do nacional.

    • GPE

      Certíssimo! Até eu estranhei! E ainda é do Focus top

    • Andrew B.

      Corrigido.!(mas manual)

  • Alessandro

    Leandro, eu tinha um Novo Palio Attractive 1.0 com exatos 80 Mil km, anunciei em um famoso site de vendas de BH e o vendi em menos de uma semana por R$27900. O carro estava excelente. E acabei comprando um New Fiesta Hatch Titanium.Tem horas que acho que não vale a pena entregar o carro assim nas concessionárias, com um pouco de paciência você vende seu usado muito melhor, basta você cuidar bem dele enquanto você for o dono.
    Esse motor 1.6 do New Fiesta em baixa rotação (Abaixo de 2000 rpm) é lerdo, mas acima disso, poucos seguram, igual você falou, deixa muito 2.0 não muito antigo para trás.

    • Andre Studart

      Assino embaixo, o hatch 1.6 manual é um foguete, entre 3-5rpm, sai de perto, ótimo carro, sem falar que é mais bem equipado que muito carro de 100 mil por ai.. O titanium, é claro

    • Thales Sobral

      Também acho vacilo balizar a compra do carro novo de acordo com a avaliação do usado… Melhor vender fora e ficar livre de escolha.
      Quanto ao motor, é engraçado ler o texto da Ford dizendo que “80% do torque está disponível a partir de 2000 rpm” mas na prática ver o pulo que o motor dá a partir dos 3500 rpm.

      • th!nk.t4nk

        Talvez não seja tão óbvio assim, mas ainda que o torque a 2000 e 3000 rpm fosse exatamente o mesmo, ele ainda teria muito mais força a 3000 rpm. O que usamos no dia-a-dia é potência, e não torque, embora um seja função do outro. Considerando que 3000 rpm representam 50% a mais em rotação que 2000 rpm, é natural que tenha muito mais força mesmo. Em tempo: o câmbio longo não ajuda, pra mim é isso que explica a falta de vigor desse 1.6 em baixas rpm (muito mais do que a curva de torque).

        • Comentarista

          Que bela salada vc aprontou! O que usamos no dia a dia é torque e não potência como vc falou. Potência se consegue com maior rotação. Torque não!

          • th!nk.t4nk

            Sim, vou jogar meu diploma de engenheiro mecânico no lixo então ;) O que usamos no dia-a-dia é sim potência, e não torque. Um é função do outro, e logicamente que a curva de torque é fundamental, mas este NÃO é o problema deste motor. Se somente torque em baixa fosse importante pra ter um carro rápido, os motores a diesel seriam verdadeiros foguetes.

            • Comentarista

              Colega engenheiro. Quantos anos de experiência tem na área automotiva? Tbm sou eng mecânico com especialização na área já há 20 anos com foco em motores. Vá estudar um pouco mais para melhor entender os CONCEITOS de torque e potência.

        • gladson januario

          Esse daí sabe, rs! Da pra ver que o único carrinho que você conhece é o de controle remoto. E nem me venha dizer que já teve dez mil carros e coisas a mais, pois quem possue condução propria sabe, na cidade o que importa é torque em baixas rotações, pelo menos uns 15kg para carros até 1100kg.

          • Lucas de Lucca

            O que importa é torque em baixa rotação, pois quanto maior ele for, mais potência você terá e consequentemente mais força. Tudo se resume a potência. Ele não falou nenhum absurdo.

            • André Luiz De Faveri

              Torque em baixa rotação e bom para brasileiro que tem um transito caotico e tem medo de “esticar” as marchas com medo de um consumo assustador. Na italia eles privilegiam a potencia em giros altos…

          • th!nk.t4nk

            Não, só tenho diploma de engenheiro e mestre em engenharia mecânica e mais de 10 anos trabalhando na área automotiva. Repito: o que *usamos* é potência. A importância da curva de torque é enorme, mas é outra discussão. O que importa MESMO é quantos cv você tem disponível em uma dada rotação, em conjunto com as relações de câmbio (desfavoráveis nesse carro, pra não citar a forma como o automatizado trabalha). Há “n” formas de se equacionar um balanço disso tudo, e esse mantra de que “o que importa é torque em baixa mimimi” foi empurrado goela abaixo por tempo demais para os brasileiros pela imprensa. Quisera que pra fazer um motor rápido bastasse somente isso, usaríamos sempre motores a diesel e seria o mundo perfeito.

        • MauroRF

          Então, com o câmbio PS, acaba esse problema de falta de força em baixa. Como ele tem 6 marchas, elas são mais curtas, o giro sobe um pouco mais rápido, fora que ele reduz logo sempre que se pisa um pouco mais. Ou seja, essa letargia que tem no manual não tem no PS. Falo por experiência própria, pois meu pai tem um 1.6 manual (meu pai é daqueles velhos que acha câmbio automático coisa de aleijado, rsrsrs), e ele mesmo reclama que acha o carro fraco abaixo de 2 mil rpm. Falei para ele dirigir o meu, ele teve que dar a mão à palmatória (“é mesmo, esse automático anda mais, tenho que confessar”).

    • MauroRF

      Então, como escrevi para o colega abaixo, notei isso ao dirigir o 1.6 manual do meu pai, mas o meu, o titanium PS, não tem isso. Acho que o PS, por ter 6 marchas e ser mais curto, acaba anulando isso, fora que, pisou, ele reduz e já era. O PS no trânsito urbano é bem ágil, esperto, já o manual tem que reduzir mesmo. Eu acho as relações do manual longas, o que prioriza o consumo, mas o deixam lerdo abaixo de 2 mil rpm.

    • leandro

      Alessandro, eu tenho certeza que conseguiria vender ele por um preço melhor se o anunciasse, mas a questão é que eu não tenho muito tempo pra ficar mostrando carro, ir ne banco, cartorio, despachante, detran, etc, etc, acabo pagando pela facilidade… Esse meu usado nem firma reconheci, o próprio pessoal da agência se virou, além disso tava com os 4 pneus bem gastos, o ar nao tava gelando bem e eventualmente piscava a luz da injeção… Mas q deu dó quando vi anunciado por 26999 isso deu sim…

  • Gustavo73

    A Ford não tinha acabado com as revisões a cada 6 meses?

    • Rafael

      Sim, a Ford acabou com a revisão a cada 6 meses. A concessionária que está tentando empurrar.

      • No_Name

        Edit.

        • Rafael

          Olhei no site agora. Está uma bagunça só. De fato em qualquer situação é semestral, e alguns casos com 10mil ou 5mil… Acho que a Ford conseguiu piorar nesse sentido.

          • No_Name

            Os que têm revisão anual no primeiro ano terão que fazer duas revisões. Do segundo ano para frente farão uma revisão por ano. Não vi nada de confuso nisso. O povo que tá fazendo rolo. E em até 3 anos de uso (período garantia) caiu pra caramba o custo dessas revisões se comparado com as semestrais.

            • Rafael

              Sim, está confuso. Deveria ser simples, sempre de 10mil ou 12 meses. As pessoas criam rolo porque a Ford não simplifica, sou fordista, tenho Focus e Fiesta em casa e acho uma sacanagem isso. Sim, ficou mais barato agora… mas ainda é injustificável 2 revisões no primeiro ano do carro.

              • Bruno_O

                É totalmente justificável, o desgaste do motor no primeiro ano é muito maior e o óleo suja muito mais rapido, é o amaciamento.

                • Rafael

                  Amaciamento? Motores atuais não necessitam amaciamento… A tecnologia atual faz os motores com folgas mínimas, não tem essa história de amaciamento… Pura Lenda… óleo suja com gasolina ruim que deixa resíduos e não porque o motor é novo…. alias, quanto mais novo, a tendencia é ter menos sujeira porque o motor tem ainda menos folgas.

                  • Bruno_O

                    Na teoria amigo. Na prática todo motor que já vi testes tem melhoria de consumo e desempenho após alguns mil kms. Um ex são os carros do teste de 60k da 4 rodas.
                    E ainda sobre o tema, troca de óleo a cada 6 meses (após o primeiro ano) é tão “besteira” que a Subaru se dá ao trabalho e custo de oferecer isso de graça de forma vitalícia para seus clientes noa EUA.

                    • Rafael

                      4 rodas? Vc está falando sério? O dia que eu levar em consideração algo que a 4 patas diz…
                      Na prática nunca notei isso… já tive 3 gerações de Focus, 2 de Fiesta, Montana 1.4, nenhum desses tiveram sequer uma alteração de consumo após alguns mil km. Todos que foram beberrões se mantiveram e os que eram economicos se mantiveram.

                    • Chega_de_Ignorância

                      Menos…
                      O teste de 60 mil quilômetros da Quatro Rodas é 1 milhão de anos-luz melhor do que 10 blogs automotivos juntos

                    • Cristiano_RJ

                      É como eu disse lá em cima para o Bruno_O: “desqualificar a fonte é a maneira mais fácil de negar uma informação que desagrada”.

                  • Wagner Lopes

                    O amaciamento JAMAIS vai deixar de existir. O que acontece sempre é a redução do período em que ele ocorre. Um motor é composto por centenas de peças usinadas em centros de usinagem diferentes e, por mais precisos que sejam, quando estas peças diferentes são postas a trabalhar umas com as outras, será necessário o ajuste de rugosidade entre elas, o quê acontecerá durante o funcionamento do motor em seu início de vida.

                • CharlesAle

                  Os motores hoje em dia, ao serem montados 0km, são aplicados bissulfeto de molibdênio, este processo eliminou a necessidade de amaciamento pois diminuiu e muito o atrito, que é forte já que é tudo 0km! Minha fonte é um engenheiro que trabalhou na Ford..

                  • Bruno_O

                    Manuais da Nissan, Renault, Subaru e Kawasaki (fora outras marcas que desconheço) recomendam não ultrapassar 3-4 mil rpm nos primeiros ~2 mil km – pra isso deve existir motivo. Acredito que hoje os motores são muito mais afinados e precisos que antigamente, mas ainda sim existe um ligeiro amaciamento. Sobre o comentário do Rafael, nem tudo que a 4 Rodas (ou a Globo) falam é mentira, basta saber avaliar com pensamento crítico e filtrar.

                    • Alex Dusfri

                      No manual do Fiesta SE Powershift 2015/15 diz que nos primeiros 1.500 kms não se deve forçar muito o motor com altas rotações e se for cãmbio manual passar logo que possível para a próxima marcha.

                    • Rafael

                      Mantem no manual pq não querem se expor… Muito mais fácil deixar lá… 4 patas é comercial demais…. Quase nada aproveita, pra mim é 0 credibilidade

                    • Cristiano_RJ

                      “basta saber avaliar com pensamento crítico e filtrar”

                      Pois é. Disse tudo. Certas generalizações lembram até o comportamento infantil. Qualquer um com algum nível de conhecimento e capacidade de análise e interpretação pode chegar às suas próprias conclusões do que é informação boa e do que deve ser descartado.

                      Mas talvez essas pessoas ajam assim porque algumas verdades desagradam e desqualificar a fonte seja a maneira mais fácil de negá-la.

                • Marcos Romero Cruz Cardoso Rom

                  É Totalmente Injustificável e eu ainda Considero Sacanagem com o Cliente vender o Carro com um Manual Desatualizado e ainda vir dizer que o Cliente devia ter olhado no Site.. É Por essas e outras que prefiro pagar mais no Corolla e não ter dor de cabeça nas revisões na Toyota a cada 10 Mil KM .. Ford tô fora..

                  • Bruno_O

                    Seu comentário apareceu como resposta ao meu. Quando falei justificável, falei da troca de óleo depois de 6 meses de uso inicial, pelos motivos que o pessoal decorreu acima. Sobre a desorganização da Ford, isso sim é injustificável e tiro no pé.

            • Luciotzt

              A Quatro Rodas também passou por situação parecida com um dos carros do Longa Duração. A Ford fez uma bagunça nos manuais e depois não comunicou os clientes.

        • Chicão

          Aqui em casa tem um ford 2014/2015 que entrou no novo plano de revisão.

          • No_Name

            Edit.

            • Chicão

              O site da ford fala em modelo 2015 em diante.
              O daqui é ano 2014, modelo 2015, por isso ele entrou.

              • No_Name

                Hum, verdade. Tornei a consultar o site e tá escrito ano/modelo. Curioso, porque na concessionária um dia me disseram que no caso do Fiesta valia para os fabricados em 2015.
                A Ford é muito desorganizada. Igual o caso dos óleos 5w20. O manual do Fiesta fala em óleo 5w30, mas quando foi lançado a Ford fez questão de dizer que passou a usar óleo 5w20 no nacional. As concessionárias usam 5w30 por causa do manual.

                • Rafael

                  Essa história de oleo errado já vem desde a mudança do Zetec para o Zetec Rocan e Duratec… mudando 20w50 para 5w30… E não é exclusividade Ford…
                  Fiat fez isso com o Marea, resultado que foi mais desastroso… como a maioria sabe houve problemas de lubrificação nos Fivetech. Quem não seguiu o manual Brasil e assumiu “o risco de usar o oleo correto”, ficou com o carro tranquilo e sem dor de cabeça, sem problemas de lubrificação

                  • Bruno_O

                    O mesmo aconteceu com a Nissan, que empurrou 20W50 por muitos anos para os motores 1.8 – sendo que fora do país os manuais sempre indicaram 5W30 (pequena a diferença nos óleos…). Hoje isso foi corrigido.

      • BRIVA

        A cada seis meses no primeiro ano, para trocar óleo e filtro com mao de obra gratuita, depois é uma vez por ano, mas tem que retornar para trocar oleo e filtro apenas. Para quem não anda muito, ate acredito que este oleo que é sintético pode durar um ano.
        Este consumo poderia ser ate menor, porque conheço quem tenha e faz 10.3km/l na cidade e 15.3km/l na estrada. Achei este New Fiesta mais contido que o anterior que possuia, um mexicano 2012, embora que percebi que este mais novo 2015 ficou mais ecônimico

    • Alex Dusfri

      A primeira revisão do da minha irmã que é 2014/15 foi com 6 meses (255,00 reais) e o meu que é 2015/5 também vai ser com 6 meses ou 10 mil kms.

      • Claudio

        Acabei de fazer a minha primeira revisão,5.000 km..oleo,filtro de oleo e filtro de combustivel.Apartir de agora vem a de 10.000 km, e ai dez em dez mil km ou 12 meses.

        • Alex Dusfri

          Não fizeram o rodízio dos pneus e nem trocaram as pastilhas? Te entregaram o carro lavado?

          • Claudio

            Não lavaram o carro..quanto ao rodizio faço sempre com 10.000 km..verificaram outros itens tudo normal.meu sedan 15/15 manual está fazendo na cidade e estrada uma média de 10,3 por litro no álcool com a maior parte tempo com ar ligado,com gasolina v-power aditivada,está fazendo 12,1 na cidade e 13,9 na estrada,andando de 100 km á 120 km.

  • Erlandio Ramos

    A foto do painel é do Focus Titanium, assim não vale né.

  • Cesar A

    Tenho exatamente o mesmo carro e fiz mais ou menos a mesma negociação que você. Temos inclusive um perfil bem parecido. Portanto seria provável concordarmos na avaliação? Em parte sim, concordo com sua avaliação, inclusive pelo desempenho das trocas do cambio, um ponto muito positivo do carro. Agora, no restante, inclusive na potencia do motor, pra mim deixa muito a desejar. Ando com ar ligado o dia todo e se nao andar no “S”, o carro fica lerdo e mole demais. Consumo na cidade em média de 5-5,5 km/l (consumo de carro de grande porte). Estrada faz 10-12 km/l. Porta malas micro e espaco interno muito reduzido. Eu já estou programando a troca para o ínicio de 2016. O carro deve estar com 12.000km. Uma pena, ficaria mais com ele se tivesse um valor agregado melhor. Pra quem vai comprar: vá com a expectativa baixa. Talvez voce se surpreenda ou, ao menos, não se decepciona.

    • tech76

      qual a velocidade média quando você faz esse consumo de 5,5? álcool ou gasolina?

      • Cesar A

        Rodo bastante na cidade, então a velocidade média nao passa dos 60 km/h. Na maior parte do tempo fica entre 40-50 km/h. 5,5 no alcool / 7 na gasolina.

    • Rafael

      Também tenho um Fiesta e é tão ou mais economico que o relatado no post. Além de concordar com o desempenho. E olhar que o outro carro da casa é um Focus 2.0 e acho o Fiesta muito bom no quesito desempenho. Talvez você que esteja um pouco fora da curva em relação a desempenho/consumo.

      • Tygra

        Com certeza, eu também tenho um e ele tem bom desempenho e ótimo consumo. Estou fazendo 11,5 km/l na cidade com gasolina (rota com pouco trânsito e com relevo plano), na estrada faz 14/15 km/l, andando há 110/120. Já fiz 18 km/l com o velocímetro travado em 90 km/h. Na verdade, tirando o fato de ter pouco espaço interno (fato que não é importante para mim), já que sou apenas eu e minha esposa, e o porta-malas tem bom espaço (450 l), o carro é perfeito (principalmente o câmbio). As únicas coisas que cinto falta é encosto de braço central e saída de ar condicionado para os bancos traseiros, mas aí é querer demais para um sedan compacto.

        • Andre Studart

          Possuo um 1.6 manual.. a 60km/h já alcancei incríveis 20.4km/l (!!!!!!), a 120km/h alcanço 14.4km/l e 110 ou menos, por baixo 15-16km/l, maravilha! Na cidade já não acho tão econômico assim, faz entre 6-7, mas sempre sempre sempre com o trânsito anda-para, nunca tem espaço para percorrer uma pequena quantidade sem parar

          • Pessoal, discussão acerca de consumo é algo completamente despropositado. É uma medida tão variável que mesmo um motorista só, caso mude um pouquinho o seu trajeto, ou pese um pouquinho o pé em uma semana, muda toda a média.
            Eu já consegui média de 20,40 km/l em um trajeto de quase 60 km (Águas Claras – Paranoá – Águas Claras) pelas ruas de Brasília com um Jetta aspirado. Mas foi em um domingo de manhãzinha, andando a 60 km/h. Coisa muito específica, e que não quer dizer absolutamente nada. É uma condição muito específica.

            • Alex Dusfri

              Concordo com vc. Tenho pavor de ficar discutindo consumo de carro. São muitas variantes e na maioria dos casos as pessoas ficam forçando a barra pra mostrar que o carro delas é mais econômico. Corro longe desse papo. Quando me perguntam se meu carro é econômico, respondo logo de supetão: Não! e mudo de assunto.

              • Cristiano_RJ

                Não faça isso, companheiro. É possível entrar nessa discussão sim, mas com critério, claro. Dê uma olhada na tabela de consumos divulgada pelo PBEV (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular) do INMETRO. Usando um método padronizado de teste, os consumos passam a ser comparáveis entre si. No caso do New Fiesta Sedan Power Shift, a classificação foi B.

                • leandro

                  Posso estar enganado, mas tenho quase certeza que o meu veio etiquetado consumo “A”. Acho que o consumo ” B” era do fiesta 1.5

                  • Cristiano_RJ

                    Então, a tabela é alterada periodicamente. Novos modelos recém lançados e velhos modelos que antes não participavam passam a fazer parte do PBE. Então, um modelo que um dia já foi A pode passar a ser B. No caso, eu olhei a tabela publicada no dia 02/04/15. É a mais atual. O New Fiesta Sedan Power Shift está como B.

              • Kkkkkk. Mesma coisa que eu. Até porque meu carro não é mesmo econômico, e ponto final.

            • Cristiano_RJ

              Ubaldir, você tem razão no que afirma. Daí a importância do PBEV (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular) do INMETRO.

              Muitos leigos criticam seus resultados porque comparam com valores obtidos por eles no dia-a-dia e dizer ser muito diferente, mas na verdade o mérito está em comparar todos os modelos utilizando uma mesma base de comparação; um procedimento normatizado que deixa todos os resultados comparáveis entre si.

              Pois bem, no caso do New Fiesta sedan Power Shift, ele foi classificado como B considerando tanto o segmento de “carros médios” ao qual foi inserido, como na classificação geral. Ou seja, ele não é referência, mas também não pode ser chamado de beberrão. O maior rival, o City, levou A.

            • Jordana

              Pessoal, gostaria de tirar uma dúvida com vocês: tenho um new fiesta hatch 2012 completo e sou apaixonada por ele, nunca me deu dor de cabeça. Mas agora com um bebê de colo, estou querendo trocar por um sedan que seja seguro e espaçoso. Dentro das minhas condições estou na dúvida entre o new fiesta sedan manual ou o Ford ka top de linha onde ambos têm um pacote bom no quesito segurança. Pensei até no HB20 sedan, mas ouvi péssimos comentários sobre a revisão e problemas de suspensão onde não há nenhuma segurança quando passa de 90 km/h. Sei que o pos venda da Ford é ruim, avaliaram meu carro por 32 mil com 50.000 rodados. Mas não me interessei por outros modelos até agora e foquei nesses dois carros por me atender bem e o preço ser acessível. Vocês sabem me dizer algo sobre o Ford Ka sedan? Não achei comentários bons sobre este modelo e fico receosa de compra um carro que lançou e pouco se sabe dele.

              • São carros conceitualmente semelhantes, Jordana. São fabricados sobre a mesma base (plataforma), possuindo espaço interno aproximado. O New Fiesta entrega mais requinte na montagem e no acabamento que o Ka+.
                Relatos sobre problemas com o Ka+ estão ligados a falhas de acabamento, em especial na soltura da parte em tecido do painel das portas, a qual tem sido queixa comum entre proprietários (inclusive correndo com o Ka que está no teste de 60 mil km da 4Rodas).
                Quanto ao HB20 sedan, alerto que os tais “problemas de suspensão” não existem no modelo, sendo possível que quem tenha relatado isso a você tenha sido “premiado” com uma unidade defeituosa ou possa ter submetido o veículo a alguma ocorrência que traga o problema relatado. Um pneu com lona deslocada causa a sintomatologia descrita. Em termos gerais, sempre ouvi falar muito bem do pequeno Hyundai, tanto na versão hatch como na sedã, sendo uma opção válida para você acrescentar à sua lista, até mesmo para facilitar a negociação com a Ford. Em linhas gerais, é um carro com melhor acabamento e montagem que os Ford.
                Espero ter ajudado.

        • Cesar A

          450L mas não cabe duas malas grandes. Tente rebater os bancos e colocar duas malas grandes lá e vc vai entender porque é uma droga.

      • Tygra

        Concordo, meu tio tem um Astra sedan 1.8 que já guiei e com certeza o Fiesta apresenta melhor desempenho. Quanto ao consumo, sem comentários. Não sei como o Cesar A consegue fazer apenas 5,5 km/l.

      • Cesar A

        Eu realmente devo ser um ponto fora da curva, pois esse motor 1.6 me irrita demais. Além de não tem um desempenho condizente, o consumo é elevado, tornando o custo x beneficio do carro pífio. Prefiro ter consumo de 5 km/l mas andar de Audi, por exemplo, do que ficar com um carro com performance pobre e e espaço interno ridículo.

    • Silas Rana

      Mais um aqui que possui um Fiesta Sedan SE PS e concordo basicamente com a maioria do que foi dito no tópico (inclusive, estou/estava escrevendo a opinião do meu ‘usado da semana’.
      Espaço interno não há do que falar. Ridículo. Porém comprei sabendo disso, logo, eu tinha escolhas. Penso não ser justo eu reclamar a respeito.
      Descordo da materia no que diz respeito a dureza da suspensão. Acho até bastante mole e o curso da suspensão nunca foi problema. Talvez as rodas menores (15″ no meu e 16″ nos titaniuns) possam interferir em alguma coisa.
      Porém numa coisa eu preciso concordar com que o que foi dito. O consumo é supreendentemente bom. Com gasolina, na cidade, nunca fiz menos que 10km/l na gasolina (tenho todos os 44 tanques utilizados até hj, com 23k km, registrados). Cheguei a fazer 18.2km/l na estrada. Porém foi um ponto fora da curva. Andando normalmente, 14-15km/l é fácil de conseguir… Sem contar na disponibilidade do motor. Sempre bem disposto…

      • Alex Dusfri

        Também achei estranho ele dizer que a suspensão do carro é dura, pois acho a do meu hatch SE Powershift mole até demais. A não ser que por serem fabricados em lugares diferentes ou por um ser hatch e outro sedã a suspensão use muitas peças diferentes,

        • Thales Sobral

          Rapaz, eu tive um Celta, quando passei pro Polo achei o VW bem firme (até demais pra nosso asfalto lunar), e quando passei do Polo pro Fiesta, achei o Fiesta já um pouco duro (o meu tem as 16″). Acho que talvez o pneu ideal para esses carros fosse o 195/60R15, mais borracha pra amortecer as vibrações.

      • Samuel

        Tenho um Mexicano com roda 16″ (versao com 7 air bags) e acho a suspensao dele na medida, (nem dura, nem mole – embora eu venho de um Palio 1.4 que parecia um colchão de tão mole), acredito que não há diferença na suspensão mas sim no pneus de perfil mais baixo. Para meu gosto é otimo e a estabilidade é excelente.

    • Eu acho o desempenho do New Fiesta bom, mas em rotações de média pra alta. Em baixos giros ele fica um pouco a desejar, mesmo.
      Agora, pra quem tem estatura um pouco maior e conta com faamília, realmente é “latada” escolher o sedã compacto da Ford. Eu, com meus 1,93m de altura, três filhos, sendo que um deles tem 1,90m e a outra ainda senta na cadeirinha… completamente inviável adquirir esse modelo, a despeito de ser um carro que julgo um bom produto e que conta com um visual ainda muito interessante.

      • Jordana

        Pessoal, gostaria de tirar uma dúvida com vocês: tenho um new fiesta hatch/12 e sou apaixonada por ele! Nunca me deu dor de cabeça, mas agora estou com um bebê de 7 meses e gostaria de trocar por um sedan que tenha mais espaço para cadeirinha e carrinho no porta malas!

    • Ândiel Ortiz

      Tomara que tu tenha grana para comprar um fusion hybrid. Que é o único carro no Brasil que vai te satisfazer, de acordo com tuas impressões. Tenho um titanium PS, sei do que estou falando.

      • Cesar A

        Fusion Hybrid tem péssimo custo beneficio. Vou pular de segmento e ir direto pro premium. Lá tem o que eu quero: performance e espaço com ótimo custo beneficio.

    • Leonardo M

      5,5 km/l na Gasolina? Nossa senhora, nunca mais vou reclamar do consumo de meus carros, meu Azera antigo V6 3.3 AT-5 fazia 6km/l

      • Cesar A

        Pois é camarada, eu pensei exatamente o mesmo. NF bebendo igual um Azera, mas nem com 20% do conforto. É de broxar.

  • No_Name

    Edit sobre revisões. E sobre puxar todo o banco para trás tendo 175 cm acho que você não senta direito ou é muito gordo, pois tenho estatura igual e não preciso “arredar completamente para trás”.

    • Alexandre Maciel

      Acho que talvez ele precise ver em que altura o banco está. Subir o banco faz ele ir um pouco para a frente. O sistema de ajuste de altura é diferente de muitos carros (p.ex., Honda) em que esse ajuste não altera a distância para o volante. No caso do Fiesta, sim, o ajuste de altura altera essa distância.

      • No_Name

        O meu não mexo na altura, fica todo para baixo e ajustado corretamente na distância dos trilhos para minha estatura sobra um espaço bem razoável atrás.

        • Alexandre Maciel

          Como sou baixo (1,69m) e venho de um Fit (banco elevado mesmo todo para baixo), não consigo mais me acostumar a andar no estilo carro da GM, i.e., como se arrastasse a bunda no asfalto… hehehe…

          Eu ajusto a altura, porém muito pouco. Não me sinto bem com a sensação de não saber onde está a frente do carro.

      • Daniel

        Bem observado.

      • Silas Rana

        Exatamente. Talvez seja este mesmo o problema. O Fiesta que uso diariamente, o banco fica na posição mais baixa e, por isso, não fica na ultima posição. E olha que tenho 1,86m de altura. Minha mae, com 1,58m, que por algumas vezes usa também o carro, sequer mexe na distancia do banco. Só o fato de erguer totalmente o banco já o faz numa boa posição para ela…

    • Chicão

      Como já falei, o daqui de casa é 2014/2015 e entrou no novo plano de revisões.
      ops, é com vc que estou falando no outro comentário haahaa

      • No_Name

        Já editei rs. Abs!

    • Alex Dusfri

      Vai ver a regulagem de profundidade do volante dele está toda puxada em direção ao motorista. Aí muda muito a sensação de espaço mesmo.

  • Charlis

    Por essas e outras que eu não dou meu carro em nenhuma CSS, de forma alguma.
    Cuido muito bem dele, pra desvalorizarem 5, 10 mil reais na cara dura.
    Quando se investe um pouco mais de tempo, vende melhor no particular, da pra pegar um carro melhor, ou com mais opcionais depois, ou no mínimo financiar a menos.
    Meus últimos 3 carros foram todos vendidos no particular, nunca tive nenhum problema, e sempre vendo rápido.

    • DGA

      A grande questão é o tempo, algo que hoje muitos não dispõem.

      • Charlis

        Eu discordo bem deste quesito, se me permite.
        Eu classifico esta característica como “comodismo”, e não tempo.
        Se o cidadão elenca que perder 5 mil reais, é melhor, do que perder X horas de tempo para vender o carro, sem problemas algum.
        Agora, tempo, é muito relativo, e cabe a administração de cada um, pois com certeza ninguém normal tem 100% do seu tempo alocado.
        Exemplo, nos 3 carros que eu vendi por último, foram pouquíssimas horas utilizadas no total, garanto-lhe que menos de 6 horas para cada carro.
        Foram 30 minutos para tirar as fotos, pagar o anuncio, montar o anuncio, e deixá-lo vigente.
        Uns 10 minutos diário para responder e-mails, mensagens, e ligações.
        Obviamente, eu não mostrava e nem combinava visitas para ver o carro, apenas quando era algo realmente certo, coincidentemente os 3 carros, foram apenas uma visita.
        Ai uma continha simples, no ultimo carro que troquei, foi o Fusion antigo, pelo Fusion novo. A Ford ofecereu 10 mil reais a menos na FIPE para o Fusion 2.5.
        Eu o vendi em 5 dias uteis, pelo preço da FIPE.
        Em outras palavras, eu deixei de perder 10 mil reais, em menos de 5 ou 6 horas investidas, considerando TODO o tempo perdido, anuncio, até entregar a chave na mão do comprador.
        Logo, eu teria que ganhar mais de 2000 reais por hora trabalhando, para não valer a pena. Que, infelizmente, não é o meu caso rs…

        • Bruno_O

          Assino em baixo, essa desculpa de tempo é coisa de CEO. Comodismo (ou falta de conhecimento, q tb é comodismo) é a palavra correta. Deixei de perder 4 mil na venda do meu ultimo carro gastando uma tarde…

          • Chega_de_Ignorância

            Depende do ponto de vista.. Eu chamo isso de prevenção. Perco uns pilas mas no mesmo dia que saio de carro novo (e o velho fica pra trás), ele já não está mais no meu nome.
            Como eu disse logo abaixo, a comunicação de venda é importante, mas quando dá rolo e até explicar a situação… Do jeito que é a burocracia no Brasil… Não acho que vale a pena.

            • Rodrigo

              Olha, não tenho pleno conhecimento do assunto, mas acabei de vender meu carro para uma CSS e fui informado pelo Cartório que aqui em São Paulo o procedimento de comunicação de venda junto ao DETRAN é desnecessário, por dois motivos: primeiro porque há uma Lei que obriga o Cartório fazer essa comunicação e segundo porque se não for feita em até 30 dias da data da venda, o novo dono só consegue transferi-lo indo pessoalmente (ou via procurador) no DETRAN, além de pagar multa.

              • Chega_de_Ignorância

                Um absurdo isso. Eles dizem isso porque se houver comunicaçao de venda e não venderem o carro em 30 dias, a concessionária paga multa e tem que pagar imposto de entrada da mercadoria quando transfere o carro.
                TEM que fazer NO MÍNIMO a comunicação de venda no Detran.
                Eu já acho um risco ENORME “apenas” fazer a comunicação de venda, que dirá não fazer nada.
                Qualquer multa nesse carro caso não seja transferido vem pro proprietário/responsabilidade por acidente caso o condutor não seja identificado/responsabilidade fiscal pelo IPVA caso não seja pago…
                Claro que existe o contrato de compra e venda. Mas como eu sempre digo… Até ir na justiça explicar que focinho de porco não é tomada…

                Edit: se essa lei que obriga cartório a fazer for mesmo cumprida, deu boa… Está feita a comunicação. Só que não pelo vendedor do carro, pelo cartório, mas é a mesma comunicação.

                • Rodrigo

                  Então, quem me falou isso não foi o vendedor, mas sim o rapaz do Cartório que fez a autenticação da minha assinatura no DUT.
                  Por isso botei fé…
                  Mas afinal, como tem que ser feita essa comunicação de venda?

                  • Chega_de_Ignorância

                    Então tá tranquilo, se o cartório vai fazer está livre.
                    A comunicação é direto no Detran, com uma cópia autenticada frente e verso do DUT preenchido e assinado.
                    Mas se o cartório vai fazer por vc, dá no mesmo. Aqui em SC também estão querendo obrigar o cartório a fazer

            • Comentarista

              Colega, quando vc
              Deixa o recibo preenchido na css ela tem 30 dias para transferir. Quem garante que ela transfere no mesmo dia? Nem tempo da. Vc preenchendo o recibo e fazendo o comunicado de venda no detran já era. Não corre mais risco nenhum. Já vendi 4 carros assim pra particular e nunca tive problema. O ultimo deixei de perder 6 mil. Anunciei no olx e em 2 dias tava vendido, entregue e dinheiro no caixa.

              • Chega_de_Ignorância

                Eu garanto que transfere no mesmo dia. Meu carro só fica quando eles me provam que deram entrada na transferência. Simples

                Sim, tem 70% de chance de não dar nada com a comunicação de venda. Mas do jeito que funciona a burocracia na ADM pública, principalmente estadual, prefiro me precaver. Questão de opção de viver sem dor de cabeça, exigir meus direitos ANTES de ter que ingressar na Justiça…

              • Alex Dusfri

                O meu está há mais de 30 dias na Olx com preço abaixo da Fipe e não consigo vender. Deve ser porque não é semi novo. Tá difícil vender carro velho o pessoal mesmo sem dinheiro quer pegar só carro semi novo porque dá pra financiar.

                • Thales Sobral

                  Qual o critério pra um carro ser chamado de “semi-novo” pelo banco?

                  • Alex Dusfri

                    Veja a definição segundo um site sobre carros:

                    “Quando se fala em veículos, é comum dividirmos entre novos, seminovos
                    e usados. Mas você já parou para pensar qual é a diferença entre um
                    “seminovo” e um “usado”? Os dois já não foram “usados”? Então quais são
                    as diferenças?

                    Na verdade, quando o carro sai da concessionária e é registrado em
                    nome do primeiro dono, ele já passa a ser um carro usado,
                    independentemente da quilometragem percorrida. Em consequência, o
                    veículo acaba se desvalorizando.

                    Para tentar frear esta depreciação e aquecer os negócios, o mercado
                    acabou criando uma classificação intermediária entre o novo e o usado,
                    que é o segmento de carros chamados seminovos. A Associação dos Revendedores de Veículo Automotores no Estado de São Paulo (Assovesp), então, estipulou algumas regras para que o veículo seja enquadrado nesta classificação.

                    Para ser considerado seminovo, o veículo deve atender a três tópicos
                    básicos: ter no máximo três anos de uso, um só proprietário e baixa
                    quilometragem. Porém, não há um limite ou número certo dos quilômetros
                    rodados (podendo ser 2 mil ou 20 mil).

                    Outros fatores – referentes à parte visual e mecânica – do automóvel
                    também funcionam para determinar se ele merece a classificação de
                    seminovo ou se é “apenas” um usado: conservação (como, por exemplo,
                    ferrugem na lataria, defeitos no motor, embreagem, câmbio ou suspensão);
                    estrutura do carro afetada por acidente; mudança no motor ou no tipo de
                    combustível; e até rebaixamento da carroceria ou acessórios que não
                    sejam originais.”

        • Marco Antônio

          como é o processo para vender no particular? há muito tempo queria saber, pois lendo o relato de vcs me parece muito interessante vender para particular…

          • Charlis

            É um simples projetinho de 3 fases:
            1- Anunciar, faça um belo anuncio na internet (webmotors, ou sites da sua cidade);
            2- Negociar, responder os contatos mais pertinentes a sua necessidade;
            3- Vender, aqui é aonde gasta-se mais tempo, mas nada que uma manhã ou uma tarde não resolva. A primeira coisa aqui, é o dinheiro na sua conta, independe do método de compra que o comprador utilizar. Na sequencia, ir a um cartório e fazer a transferência do carro, ambos irão preencher o CRV (recibo de compra e venda, que você deve ter guardado), reconhecer firmas, e pegar uma cópia para você. Com o dinheiro em conta, e o CRV entregue, você já pode dar a chave do carro para o novo proprietário do veículo. E por fim, passe a um Detran na sua cidade, e preencha um formulário de venda, avisando o Detran que você fez a venda, logo, se o cidadão levar multas, e afins, você não é mais responsável a partir deste momento.
            Parece chato, mas você vai ter que fazer tudo isso se trocar o carro em uma concessionaria.
            Dicas caso você não domine o assunto, leia na internet dicas de como fazer um bom anuncio para vender um carro, e sobre os procedimentos de venda (é o que lhe expliquei, mas para você sentir-se mais seguro).

            • Marco Antônio

              ah sim, obrigado pelas informações, são procedimentos simples, mas para um leigo como eu o melhor é me informar com pessoas que já conhece os tramites…

            • Tony Coutinho

              Fora que existem sites gratuitos como a OLX, que também recebem um grande volume de visitas diárias. Vale a pena anunciar nele. Capricha nas fotos, coloca a descrição como opcionais, quilometragem e outras informações de maneira objetiva e o resto é esperar as propostas. :)

            • Chega_de_Ignorância

              Eu não concordo totalmente com isso e acho importante registrar o seguinte:
              A comunicação de venda não costuma afastar todas as responsabilidades.
              Caso o comprador não passe o carro pro nome dele, pode ocorrer os seguintes problemas:
              1) se o endereço ali que ele forneceu não existe ou ele se mudou (aquele que vai MANUSCRITO (bizarro) no verso do documento de transferência, o meu estado (SC) costuma meter execução fiscal por falta de pagamento de IPVA nas costas do proprietário do carro (que consta no documento) – e até explicar que focinho de porco não é tomada, foi-se $$ com advogado e encheção de saco
              2) se o sujeito bater esse carro e fugir ou algo do gênero, o proprietário pode acabar sendo acionado como responsável… E aqui cabe a mesma observação. Até provar que vendeu o carro, $$ e dor de cabeça.
              3) multas. Novamente se o endereço do cara der em nada, mandam a multa pra casa do proprietário. Muitas vezes um funcionário do DEINFRA, DNIT, etc de mal humor apronta essas besteiras… E outra vez, até se livrar desses pontos é um parto.
              Portanto, uma boa cautela é fazer um contrato particular de compra e venda do carro. No Direito, o que mais vale é contrato.

              Diante de tudo isso que eu vejo diariamente no meu trabalho (gente gastando com adv e perdendo tempo por carro não transferido), eu prefiro perder 3, 4 mil mas não me incomodar. Só entrego na concessionária mediante transferência imediata do meu carro.

              E tem outra… Já anunciei carro pra vender. O que tem de gente ligando pedindo pra entrar galinha, cão vira lata, ninhada de gato, toca-fitas no negócio… A maioria que liga não tem o cash na mão e muitas vezes está negativado nos bancos.

              O que eu acho que vale a pena: oferecer para algum amigo ou parente de confiança… Aí sim. Mas anunciar na internet pra desconhecidos eu não faço. Pago mas me previno de qualquer dor de cabeça

        • Thales Sobral

          Fora a questão de você ficar com mais liberdade de negociação. Com o dinheiro na mão, você só negocia o preço do carro novo. Com carro na troca, se você “valoriza” seu carro, o vendedor “valoriza” o dele também.

  • renato dantas

    Como é “deixa a maioria dos 1.8 para trás e provavelmente muitos 2.0”, se a Lei da física ainda não foi revogada. Se um uno está rodando a 100 km e 1 metro por hora e um Bugatti Veyron está a 100 km por hora o uno está mais rápido certo?.
    Essa de deixar para trás carro com potência x e y depende de quem esteja dirigindo, e como é seu Fiesta “completo com quase tudo?”, se é completo deveria vir com todos os acessórios.

    • Diggo

      Só uma correção no que você disse, na verdade ele nem disse “potência” (cv), ele disse tamanho (cc), não é porque o Golf é 1.4 que é mais fraco que o Jetta (2.0 AP). Pra ver como ele ainda tem aquele pensamento antigo que tamanho faz a diferença ao qual acabamos de ver no post sobre a Honda não querer adotar os 1.0 e 1.5 T no Brasil por causa dos “tradicionalistas”.

  • Fat Jack

    Parabens pelo belo carro!
    Pra mim ele é sem dúvidas um sedan muito interessante, bonito, forte e (em tese) confiável, não o tenho como opções futuras somente devido a sua falta de espaço interno, tenho 1,77 e um “filhinho” acima dos 1,80m, então, alguém teria de ficar sem os joelhos pra cabermos nele… Com essa motorização deve realmente dar bastante prazer ao dirigir, um pequeno “pecado” a meu ver a a indisponibilidade dos paddle-shifts, pois tocar as marchas no botão ao lado da alavanca, sem chance…
    Agora essa questão da revisão certamente está “mal contada”, primeiramente que revisões a cada 6 meses já por si só absurdas, ainda mais num carro que lhe foi vendido com informação diferente, lamentável.

  • Diggo

    Essa foto de Focus ficou top. :P

  • DGA

    Parabéns pelo veículo! O desconto obtido por ti o deixou com um bom CxB levando-se em conta o que temos no mercado.

  • Silas Rana

    Tenho um deste, porém no modelo SE, mas também Powershift. Está hoje com 23 mil km, comprado em março/14. Estou preparando um review completo desse tempo todo para postar aqui…
    Tenho que concordar com a ótima disposição deste sigma 1.6 associado ao PS. Conjunto muito eficiente. Consigo médias de 10-11km/l na cidade e 15km/l na estrada, com gasolina. Com etanol, não gostei tanto dos números obtidos. Consigo no máximo 8km/l na cidade e 11 na estrada. Foram até hoje, 44 tanques de combustíveis.
    Porém, descordo quando relata a dureza da suspensão. Acho até meio mole. Vejo várias pessoas comentando a respeito da boa estabilidade do Fiesta (não sei se pelo hatch ter uma calibração diferente), mas, saido de um Focus Sedan, senti uma baita diferença pra menos no quesito estabilidade com o Fiesta. Mas nada muito comprometedor. Talvez meu padrão anterior estivesse muito elevado…
    Espaço interno é realmente sofrível. Porém, eu comprei sabendo disso. Vi o carro antes, andei, testei os assentos traseiros… não acho que seja justo eu reclamar de uma coisa que eu sabia antes de comprar e tinha a opção de não faze-lo por este motivo…
    Entretanto, hoje, com os preços que estão cobrando por este carro, não mais seria minha escolha. A um ano atrás paguei 53 mil no SE. O Titanium custava 57. Hoje, os preços sugeridos pela ford, beira o surrealismo… 71 mil no Titanium Plus…
    Apenas como opinião, eu, pessoalmente, jamais excluiria um carro de minha opção apenas por não ser flex. O conjunto do Golf tinha por dever ser pelo menos negociado. Mas é só a minha opinião…

    • Gustavo73

      A boa estabilidade deve ser comparada com modelos da mesma categoria. O Focus é um dos carros referência nesse quesito no mundo, a suspensão multilink ajuda nisso. Então sim seu padrão estava acima da média. De resto concordo com você.

  • Jaderson

    O cambio na verdade é um automatizado de dupla embreagem.

  • Luciano J

    Parei de ler em “sou de família de motoristas natos”.

  • Carlos Morano

    Fiquei feliz ao ver o topico pois é um dos meus carros preferidos para adiquirir nos proximos meses.
    Me animou mais ainda saber do bom desconto que conseguiu na negociação visto o valor em tabela.

  • BillyTheKid

    Parabéns pela aquisição, e obrigado por compartilhar o relato com a gente! O Fiesta realmente parece ser uma ótima opção em custo-benefício nessa faixa de valor. A única coisa que tenho receio dele é sobre o câmbio Powershift. Já li muitos relatos de gente com problemas sem resolução.

    • Thiago

      Alias muitos relatos de problemas neste cambio, amigo tem o hatch 1.6 SE e esta com problemas.

    • Tygra

      Eu tenho um e o câmbio do Fiesta é sem sombras de dúvidas um dos melhores câmbios do mercado. Essa história que o câmbio powershift dá problema é mais mimimi, do que problema de verdade, o que ocorre é que o câmbio apresenta um barulho (muito reduzido), só perceptível com o som do carro desligado, com os vidros abertos, em baixa velocidade e em pisos irregulares. Som esse que é característica desse tipo de câmbio (vide Golf). Existe inclusive um fórum que tem centenas de páginas relatando problemas, mas quando a revista quatro rodas apareceu para que os proprietários apontasse o problema, apenas 16 responderam o chamado da revista. Ocorreu sim um problema de trepidação em alguns câmbios, mas que a Ford já resolveu. Não tenho dúvida que o câmbio de dupla embreagem é o que existe de melhor atualmente no mercado, não é atoa que grandes marcas como Ferrari, Audi, Mercedes e outras estão usando esse tipo de transmissão.

      • Rafael Neves

        Tygra permita-me discordar pois tenho um sedan 2014/2015 Tit e ele tem trepidação ABSURDA em qualquer reduçao/ retomada de velocidade. Tenho praticamente que dosar a pressão no pedal do acelerador para que o problema seja minimizado. Não considero isso mimimi.

    • Rafael Neves

      Eu sou um deles…. Sedan titanium 2014/2015 “patinando”de segunda para terceira marcha ou em retomadas de velocidade

  • Lucas Kopereck

    Veículos ano/modelo 2015 e posteriores,somente no primeiro ano serão duas revisões aos 5.000 km ou 6 meses,e 10.000 km ou 1 ano,depois 20.000 km ou 2 anos,portanto seu New Fiesta Sedan 14/15,já faz parte da nova tabela de revisões.

  • pedro rt

    e uma otima opcao de compra mas prefiro o cobalt ou o city

    • Wagner Lopes

      Você prefere o cobalt SOMENTE pelo maior espaço disponível correto? Porquê o fiesta detona ele em todos os demais aspectos….

  • Martini Stripes

    a avaliação do seu usado não foi justa, foi quase de mãe pra filho.

    • anselmo

      A avaliação do meu antigo carro tb foi acima do normal na FORD.. ou seja, eles seguem o cartel de preço alto, mas tem poder de negociação maior..

  • Alexandre Maciel

    A segunda foto continua não sendo do sedã. Essa foto é do Titanium HATCH.

    Vou ajudar vocês com imagem do próprio NA.

    https://www.noticiasautomotivas.com.br/images/img/f/ford-new-fiesta-sedan-2014-5.jpg

  • Ândiel Ortiz

    Tenho um. Muito bom.
    *Nunca senti cheiro de gasolina no interior do veículo
    *Tive problemas com barulho interno, hoje só está persistindo um chatinho na coluna “b”, próximo ao cinto
    *O Câmbio é espetacular ao mesmo tempo que é medíocre. As trocas são rápidas, mas as vezes ele trepida. Na real o erro é meu, eu sou um motorista muito calmo, o que faz a marcha usada ser a mais alta possível com acelerador pouco aberto, assim, na subida ele dá tilt.
    *Eu gosto da suspensão, quer correr em paralelepípedo compra um jeep.
    *O valor deste veículo nunca foi R$67.000. O preço mais alto que ele já chegou é o atual, de R$66.490,00.
    *Paguei R$57.500,00 no meu, o preço de tabela na época era R$61.900,00, salvo engano. O meu é 2013/2014, comprado em fevereiro de 2014.
    *Sim, é apertado. Não faz sentido um sedan ser tão apertado, diga-se. Comprei o meu sabendo desta característica, porém não quis comprar o hatch por conta do interior melhor acabado do sedan, além do porta-malas de ótimo tamanho.
    *O freio traseiro é a tambor e tem pescoço de ganso. Não tão bom, mas nada muito problemático.
    *O motor é elástico, mas grita legal. Pra quem curte, ótimo. Para quem gosta de carro de velho, não tanto. (pejorativo pela brincadeira da coisa)
    *Consumo não curto muito. Tá fazendo 9,5km/l na cidade, meu tiida 1.8 fazia 10,5km/l, meu corsa fazia 10km/l. Na estrada tá ok.
    *Ele consome melhor no etanol, pelo que percebi. Ainda preciso fazer os cálculos.
    *A quantidade de equipamentos é impressionante pela categoria. Tem tudo, menos gps.
    *O sync é bem joinha.
    *O banco é baixo, e a posição de dirigir idem. Tenho 1,90m e fico longe do teto. Mas tem regulagem de altura…
    *O assento é curto. Ruim para os gordos e os altos (pior se for os dois)
    *Freia bem, acelera bem, e faz curva bem. Ou seja, o prazer de dirigir encontra-se em nível alto.
    *O Puxador das portas é extremamente avançado, fechar a porta com delicadeza é algo bem difícil, no meu caso eu abro o vidro pra puxar a porta, fica mais light.
    *One-touch para todo mundo. Nunca troquei a posição do interruptor do farol (é automático). Sou obrigado a encostar eventualmente no interruptor do limpador do para-brisa (é automático, mas não funciona tão bem assim, principalmente em chuva fraca).
    *Não tem encosto de braço para o motorista. Faz falta, mas quem quiser pode comprar um aftermarket, não sei se é bom.
    *Já falei que o acabamento é muito bom?
    *O acabamento é muito bom.
    *Ilumina legal, tanto para fora quanto para dentro (spots).

    Grande abraço ao autor do texto. Aproveita o veículo o/

    • Rubens

      Gostaria de acrescentar ainda, somente no titanium (o meu é manual 13/14) e montagem no México :

      – no interruptor do limpador do para-brisa, tem um roller que ajusta a velocidade de acordo com os pingos.
      – Ajuste de profundidade do volante;
      – Sistema de Classificação de Ocupantes- no banco do passageiro ;
      – Abertura e fechamento global das janela;
      – Antiesmagamento em todas as janelas;
      – Alarme volumétrico e perimétrico, ao seu gosto ;
      – Personalização de sistemas de segurança e avaliação dos sistemas ;
      – Faróis com temporizador (Follow me Home);
      – Iluminação dos botões das portas ;
      – 3 Isofix;
      – Botão de Abertura do porta malas na chave, sem abrir as portas ou desativar o alarme ;
      – Chave My Key (chave extra para configurá-lo de acordo com a velocidade e volume do som máximos – para filhos adolescentes e guardadores );
      -hill holder;
      -Aviso(buzina) de alguma porta aberta ao ativar o alarme ;
      – Luz de leitura para os ocupantes traseiro.A luz não fica no centro do teto;
      – Alavanca de abertura do lado de dentro do porta malas kkkkk;
      – O sensor traseiro além de sonoro é visual com boa amplitude e identificação de objetos, abaixando o volume do som automaticamente;
      – Estorei o amortecedor dianteiro ao passar num buraco, que foi trocado na garantia pela Ford;
      – Pouco visado (Roubos e furtos);
      – Nenhum Recall, até agora, ( previsto um, devido a abertura espontânea das portas);

      Contras, ainda não citado ? :
      – Em 0 km, pode vir sem o Peito de Aço ;
      – Estepe fino, para rodar até 80 km/h ;
      – Chave de roda é grande dificultando a troca ao girar para retirada dos parafusos das rodas;
      – Não tem PUXADORES DE TETO (puta merda/alças) ;
      – Posição do extintor pode incomodar o passageiro ;
      – Cesta de Peças com preço elevado, o que encarece a manutenção e o seguro;

    • Cristiano_RJ

      Valeu pelas dicas. A falta de encosto de braço para o motorista é mesmo uma falha que incomoda, especialmente em um modelo tão completo e caro para seu segmento. Quanto ao pescoço de ganso, don’t worry, esse é o padrão até mesmo entre os sedans de segmento superior e que custam muito mais. Poucos são os que usam os braços pantográficos hoje em dia. Já o preço, pelo menos na tabela o Titanium está em R$ 66.490. Com pintura perolizada chega aos R$ 67.760. Mas agora há também a versão Titanium Plus que acrescenta teto solar e CMM com tela LCD de 6.5″ sensível ao toque com GPS, câmera de ré e iluminação ambiente na cabine. Esse sai por R$ 69.790 com pintura sólida ou R$ 71.060 com pintura perolizada.

    • JonathamRJ

      como você resolveu os barulhos internos? na css ou procurou um serviço do tipo “tira grilos”?

    • Thales Sobral

      Também notei um melhor consumo no etanol, porém somente na estrada. Na cidade, a gasolina me parece melhor negócio, para o meu perfil (ligo o carro e ando 2 km até o trabalho). Ah, a diferença de desempenho entre etanol e alcoolina é razoável né, fico a pensar se é isso mesmo ou a gasolina anda com octanagem baixa fazendo o motor atrasar ponto (e perder potência no processo) — No polo que tive antes, eu ouvia a batida de pino perfeitamente com gasolina…

  • Alexander Farias

    Sou mais um Focus HUE

  • Fabiano n@estrada

    Tenho um sedan, 2011 ele é bem econômico, fiz uma viagem de 3.150km para o nordeste e ele gastou 228 litros gasolina, bom consumo porem a suspenção dianteira faz muito barulho.

    • CharlesAle

      Você curte os vídeos do Xande na estrada? com suas viagens para o nordeste. Fiz uma viagem para o nordeste também e me foi de grande ajuda!!

      • Fabiano n@estrada

        Sim, na verdade os vídeos do xande e outros de SP me incentivaram a fazer essa viagem de carro pq as outras vezes só de avião.

  • Mateus

    Fiz um teste drive do titanium na versão manual e realmente é um carro muito bom, mas pra mim não foi viável por causa da minha altura, 1,83 m, simplesmente não consegui uma posição confortável pra dirigir. No mais um ótimo carro, uma pena que não me coube dentro.

  • CharlesAle

    Pelo que tiramos de média lendo todos os comentários, o carro satisfaz positivamente. Tem muito bom consumo, estabilidade, confortável( só o do texto acha sua suspensão curta, mas os demais gostam do conforto ao rodar do carro) e excelente desempenho para um 1.6..Só peca mesmo no espaço, mas nada que, quem for comprar, não possa analisar já no Show room da CSSs!!!

  • Alvaro Guatura

    Que absurdo essa história da revisão, merecem um belo processo mesmo
    Parabéns pelo carro, único defeito é o espaço interno

  • Marcelo

    O teto solar desse carro é muito estranho. É recuado, fica quase sobre a cabeça dos passageiros de trás. Reparem que ele fica a quase dois palmos de distancia do para-brisa…

  • Italo Vanucci

    Não sei se é somente impressão minha, mas acho o focus 1.6 powershift mais esperto que o fiesta com a mesma configuração.

    O casamento motor e câmbio do focus parece oferecer um acerto mais interessante, mesmo com o peso do carro.

  • Leonardo C.

    Realmente, o ronco do motor do NF é sensacional quando ele vai enchendo, retomadas muito boas. Concordo na parte da suspensão, pois em muitos momentos se escuta o amortecedor chegando no fim do curso, e com o pé embaixo o consumo dispara.

  • Cristiano_RJ

    Leandro,
    Parabéns pelo carro e também pelo relato. Muito bem escrito e de uma transparência pouco comum. Com certeza será de grande utilidade para muitos dos leitores de N.A.

  • Fabricio d

    Na css Ford que eu fui no final do ano passado não teve choro, acabei pegando o Cerato por 72k, com banco de couro e central multimidia com câmera de ré/gps/TV/DVD.

    • iCardeX

      Ok. Em matéria de segurança ativa e passiva, o que você comprou com esses R$ 72.000,00?

      • Fabricio d

        Os freios são excelentes mas cada um faz suas prioridades. Fiz o test drive e gostei, o motor é econômico no álcool, e não tem nada de manco, lógico que não é nenhum esportivo. A assistência elétrica de direção tem 3 modos de direção, o espaço interno é gigante, eu coloco o banco todo para trás e ainda tem um espaço imenso pra quem vai no banco traseiro.

        • iCardeX

          Cada um com as suas prioridades mesmo. Eu valorizo a segurança ativa e a passiva mais do que qualquer tela de LCD, teto de vidro, câmera de Ré, ou GPS. O autor do post comprou um veículo com 7 airbags, ABS + EBD, ESP e TCS, além é claro da direção elétrica.

          Você comprou um veículo que oferece a segurança básica de qualquer veículo popular: 2 airbags e abs. Sendo bem sincero com esse valor de R$ 72.000,00 que você pagou a época, creio que não foi um bom negócio.

  • Diego Lip

    Comentei de lanternas em outra postagem, mas aqui é interessante, o New Fiesta sedã comercializado no Brasil tem as lanternas iguais aos dos outros países, mas não tem a seta na cor âmbar, apenas o espaço pra seta, que ridículo.

  • Antonio Falm

    Está de parabéns. Primeiro pela qualidade do relato, segundo pela política de trocar de carro após desfrutar bastante e não apenas pela imagem e terceiro por ter negociado bem. Minha única bronca é com a Ford, e tem a ver com a sensação do Leandro ao reclamar do espaço do banco. O que acontece é que a gente espera que o New Fiesta seja um carro de outro patamar em relação ao Fiesta antigo, mas ele não passa de um compacto, um sucessor. Nos mercados mais amadurecidos o Fiesta saiu de linha para entrar o New, mas como somos otários e nosso mercado é confuso, a Ford bancou os dois, mantendo a antigo pelado e o novo com todos (ou quase todos) equipamentos que ele tem lá fora (e que deveriam equipar os carros aqui). É aquela invenção brasileira do compacto premium, coisa que só tem no Brasil e que a gente engole por falta de opção. Outro efeito colateral foi o preço do Focus disparar, afinal, ele e o New Fiesta andaram com preços muito parecidos devido à esse arranjo e um ficou atrapalhando o outro (depois os Focus Titanium andaram se misturando com o Fusion, se lembram?). Uma confusão, muito cara, e é a gente que paga.

  • Joildo Dias

    Só compensa por ser bem completo, poucos médios são tão completos, mas para uma família fica inviável esse carrinho………..muito apertado………

  • rayner patrick pontes imanobu

    Não gosto de Ford, coisa antiga. Não pretendo ter uma carro da Ford, nem chevrolet.
    Mas a sua experiência me ajudou, a realmente não comprar um Ford.

  • mjprio

    pergunto: diante de tantas reclamações de defeitos barulhos e trepidações nos cambios powershift, o seu deu algum problema????

    • leandro

      De forma breve: não deu problema nenhum. Detalhadamente: descobri a melhor maneira de guiar o PS com o tempo, se você estiver em um trânsito muito lento parece que a embreagem esquenta e como ele tem muita ansiedade em mudar de primeira pra segunda e voltar pra primeira aí surge a tal trepidação, pra resolver esse problema eh muito simples e basta colocar o câmbio na posição ‘S’ e apertar o botão ‘-‘ pra ele cair em modo manual e fixar na primeira… Dirigir no modo ‘D’ e usar os botões ‘+’ e ‘-‘ ele fica no modo manual só por alguns segundos e só se lhe convier pq não muda a marcha instantemente… Outra dica pra todos câmbios dupla embreagem é tentar se programar para as trocas, se vc vc um kick down mais leve ele reduz uma marcha por vez, por outro lado se vc apertar de uma vez e ele precisar reduzir duas marchas ele troca uma marcha por outra do “mesmo câmbio” o que faz a troca ficar lenta como a de um automatizado mono embreagem

      • mjprio

        Caramba que ciência heim meu amigo rsrsrsr. Bom vc disseminar isso , pois muita gente reclama da trepidação mas não sabe de repente como lidar com isso. E daí voltam a cada três meses pra reprogramar o câmbio. So achei que essa solução de futucar o câmbio é meio esquisita. E pergunto, essa solução é só pro modo manual ou pro automatico tb???

  • Matheus Cavalheiro

    Parabéns pela aquisição. Acho um dos melhores CxB na categoria, no nosso mercado, se não o melhor. Para ficar mais atraente, só melhorando o acabamento interno. Como você aparentemente viaja só, de repente até o hatch ficaria bom, mais barato e econômico. Dica pra quando alguma atendente falar algo absurdo como a questão de sua responsabilidade em olhar “site”: peça pra repetir a frase com nome completo e matrícula na empresa; irá te transferir para o supervisor imediatamente.

  • Evandro

    Então amigo, eu tenho um new focus (que em breve não será tão new assim…rsss), mas o meu carro é como o seu, mto prazeroso de guiar, sai de um jetta tsi, claro que o motor não é como o do jetta, mas não fica mto longe não, mas o carro é outro nível, estava cansado do visual do jetta, principalmente do interior simples… O consumo do meu, mesmo pisando, está na faixa dos 7 a 7,5 com alcool na cidade, acho mto bom, qto ao plano de manutenção, é melhor do modo que está, vc faz a primeira com 6 meses ou 5 mil km, a segunda com 12 meses ou 10 mil km, a terceira com 24 meses ou 20 mil km, antes era de 6 em 6 meses, ou a cada 10 mil km, o que vencer primeiro, pra mim que nem ando mto assim, ficou melhor com esse novo modo entende? Sei lá, se andasse bastante seria melhor o modo antigo, mas achei as revisões um pouco caras sabe, mas gostei do preço do carro pelo que ele oferece e tbm do valor do seguro… parabéns pelo carro!!!!

    • Cristiano_RJ

      Evandro, você pode relatar quais, em seu ponto de vista, foram os maiores ganhos e quais foram as maiores perdas na troca do Jetta pelo Focus?
      Valeu!

      • Evandro

        Opa Cristiano, td bem? Então cara, vou ser bem sincero, gostava muito mesmo do jetta tsi, mas muito me desagradava o visual em si, no começo era bacana, mas depois caiu no marasmo sabe, muito parecido com o voyagem e o passat, esse lance de anabolizar carro me cansou bastante, e o interior do jetta pra ser sincero, apesar de eu achar de uma boa qualidade e bem sóbrio, me irritava pelo fato de eu achar simples demais sabe, ai vendi o carro e comprei um popular, acreditando que gastar com carro era besteira, com o passar de alguns meses me arrependi, sempre gostei de carros maiores e mais potentes, e achava justo ter um pelo tanto que eu trabalho entende? Ai pensei qual carro pegar, corolla descartei logo de cara, pq acho um carro simples demais pelo valor cobrado, civic tbm não me agradava mto, gostava mais da geração anterior, jetta não queria novamente, cruze eu acho bonito, interior lindo, mas sei que o motor é o calcanhar de achiles dele, então pensei no focus, pois sempre li noticias muito boas a respeito, qdo fui ver pessoalmente me encantei, achei as linhas bem ousadas, não tanto como os hyundai´s, mas bem mais ousadas que da vw, qdo entrei dentro, meu Deus, infinitamente melhor que o jetta, andei no carro, que suspensão maravilhosa, não tão dura como do jetta, mas tão eficiente quanto, os bancos, tudo mais bem encaixado, o motor, que motor, claro, do jetta era melhor, quem tem ou teve um turbo sabe como é, mas mesmo assim ele não fica tão longe, o jetta tinha 200 esse tem 178cv, não é mta diferença, claro que o torque do turbo é mto superior, mas não deixa o focus sendo uma coisa tão ruim assim, pensei, poxa, esse é o carro que eu quero, ai vi que iria mudar em breve, resolvi ver como ficaria o carro, vi que o carro em si é o mesmo, mudando só capo, farois e parachoque, ou seja quase nada, gostei do capo do novo com a protuberância no centro, mas qdo vi os farois e o parachoque, notei que ele se tornou um fiesta sedan maior ou um fusion menor, justamente o que ocorria com o jetta, pode parecer loucura, mas pensei, não quero esse novo, quero o “antigo”, pois ele tem sua própria identidade, não se confunde com um ou com outro, e fui e comprei e não me arrependo, estou super feliz com o carro, ponto positivo é ser flex, motor aspirado potente, interior lindo em minha opinião, mais estável, mais suave, seguro bem barato, consumo de 7/7,5 no alcool sem poupar pé e com ar, no jetta fazia 8,5 mas com gasolina, o que o jetta era melhor: Tinha mais air bag (cortinas), motor e cambio, de resto, pra ser bem sincero, nada a mais que o focus, abs

        • Cristiano_RJ

          Obrigado Evandro por compartilhar sua opinião.
          Tenho algumas dúvidas a mais que se puder responder, ficarei muito grato:

          (1) O meu Jetta não apresenta nenhum ruído de acabamento, os famosos “grilos”. Isso me incomodava muito quando eu tinha um 307. E no seu Focus? Surgiu algum grilo no interior?
          (2) Falando ainda sobre conforto acústico, você deve se lembrar de como o isolamento do Jetta é fantástico, fazendo com que ruídos externos e especialmente do motor fiquem do lado de fora, mesmo em altos giros. E o Focus? Há aquele barulho de motor quando fazemos o quick-down?
          (3) Já ouvi relatos de que o Focus entra em contato com o solo com certa facilidade. Isso confere? Você observa essa característica no modelo? É mais um trauma que tenho do 307.
          (4) Há diversas pessoas se queixando de problemas de falhas no Power Shift. Você teve algum?
          (5) Ainda sobre o Power Shift, dizem que ele funciona muito aquém do DSG. Não observei isso quando aluguei um New Fiesta e nem em outra ocasião quando aluguei um Focus Sedan. E você, qual é a sua opinião?
          (5) Continuando a falar sobre o câmbio, você se acostumou com aqueles botõeszinhos ou simplesmente não os utiliza?
          (6) E quanto à central multimídia? O seu é o Titanium? Se sim, a central é amigável? O GPS tem informação do trânsito?
          (7) Finalmente, você diz não ver nenhuma vantagem do Jetta fora a motorização. Mas e o espaço interno traseiro e o porta malas? O seu é o sedan? Achei o acesso do sedan muito ruim, pois a “boca” dele é muito pequena, dificultando a entrada de objetos maiores, como malas grandes. Como isso afeta o uso diário?

          Mas uma vez, muito obrigado mesmo pela atenção.

          • Evandro

            Então Cristiano, vamos lá:

            (1) – Por enquanto surgiu um no vidro traseiro, mas foi resolvido, por enquanto mais nada, meu jetta tinha um no cinto de segurança dianteiro, que ficava raspando no banco e ficava rangindo, resolvi colocando um pequeno feltro entre os dois, e um dentro do painel, bem pouco, mas acho que para resolver tinha que remover o radio, fiquei com medo de mandar tirar e machucarem o painel, então aprendi a conviver com ele…rsss

            (2) – Cara, não achava o jetta uma primorosidade assim não qto a barulhos, pelo contrário, meu carro tinha pneus bridgestone e faziam um barulho infernal, tanto que me incomodou q eu troquei os pneus com menos de 1000 km, achava tbm que o som do motor invadia mto dentro do carro e que a suspensão era barulhenta em ruas de calçamento, o focus não tem nenhum desses incômodos, mas qdo se usa o quick-down, o barulho entra a dentro com tamanha força, acho que até um pouco mais que o jetta.

            (3) – Cara, acho sim que ele entra em contato com o solo com certa facilidade, mas achava isso no jetta tbm, com menos de 200km, já tinha batizado a parte de baixo do parachoque dianteiro, o focus tbm é fácil disso acontecer, vejo isso tbm no fusion, acho que é um ponto fraco sim isso no focus, então, tento sempre passar nas valetas da forma mais suave possível….

            (4) – Não tive até agora nenhuma inconveniência com o Power Shift não.

            (5) – Cara, gostei sim do PS, acho que ele entende bem o que vc ESTÁ fazendo e cumpre mto bem seu papel, com empenho e suavidade, já o DSG, entende muito bem o que vc IRÁ fazer, é como se ele tivesse uma bola de cristal e já imaginasse o que vc vai querer, então ele estava sempre um passo a frente do motorista, pronto para fazer o trabalho, qto a isso, não há comparações, ele é melhor sim, é como vc ter dois funcionários, um que faz tudo certinho, obedece as ordens, e não falta, um primor, e o dsg é aquele cara que te surpreende, vc manda ele fazer alguma coisa e ele fala, já fiz ontem isso! Qual a próxima tarefa?

            (5) – Os botões são estranhos, mas vc se acostuma, usei uma ou outra vez para testar, quem gosta de passar a marcha na borboleta não se acostumará nunca, pode ter certeza, mas como eu não dou bola pra isso, e no meu TSI eu só deixava em D mesmo, não dava nem bola para as borboletas, o mesmo acontece com o Focus, então pra mim, poderiam ser retiradas as borboletas do Jetta e o botão do Focus, mas isso pra mim…rss

            (6) – Cara, qdo fui comprar, até pensei em comprar a titanium, mas era coisa de uns 8k a mais em minha cidade, ai achei que pelo o que vinha não valia a pena, comprei um se plus, e coloquei uma central a parte, não peguei com o GPS, pq sofri demais com o GPS do Jetta, o mapa não era atualizado e nunca atualizaram, queriam cobrar algo na casa dos 2 mil reais para fazer isso na concessionária, então eu usava um gps do celular qdo precisava, é mole???? Então preferi comprar um a parte que eu pudesse atualizar de forma mais fácil e barata, e é isso que aconteceu, esses dias quis atualizar o gps por conta dos radares de minha cidade, paguei 100 reais para isso, muito mais barato e simples, o do jetta eu paguei a mais na época 2500 reais para ter o GPS, e os caras queriam 2000 pra atualizar, vai ver que eles iriam colocar outro no lugar…rsss

            (7) – Cara, gosto muito do espaço interno do focus, não vejo problemas no banco traseiro por dois motivos, uma que tenho só 1,74 então meu banco fica próximo ao volante, senão não alcanço os pedais…rsss, e outra que somente meus filhos andam atrás, então não tenho o que reclamar por enquanto, porta malas, nunca medi, mas acho bom, qdo vou viajar, coloco muita coisa ali dentro sem problemas, como já fazia com o jetta, achei legal no focus, dois “buracos” nas laterais que eu uso para colocar coisas que não podem virar, embora no jetta tivesse duas divisões tbm no lado, mas eram do mesmo nível, então acho melhor essa do focus, qto ao tamanho da abertura, tbm não notei nada que tenha me afetado, na vdd, estou tentando lembrar pra ver se o do jetta era maior ou menor, mas não consigo, na verdade, eu não uso mto o porta malas, somente qdo viajo mesmo com a família entende? O que eu acho um ponto negativo no focus é não ter um lugar por dentro da tampa para poder descer o porta malas, o que faz sempre vc term que colocar a mão na lataria, muitas vezes suja para fechar, e depois de fechado vc ve aquelas belas marcas de dedo…rsss

            Resumo: Como eu disse eu adorava o meu jetta cara, mto mesmo, mas talvez eu tenha me enjoado sabe, tinha ficado mto monótono ver o carro e entrar nele, sei lá, sabe vc comer feijão e arroz todo dia, mais ou menos isso, odiava o painel, não em si pelo desenho, que é de fino trato, mas puxa vida, os engenheiros da vw poderiam ter colocado uma cereja no bolo cara, sei lá, um painel maior, mais ousado, as forrações de porta, tbm diferenciadas, os bancos com costuras tbm diferenciadas, acharia justo isso no tsi entende? Ai qdo entrei no focus e vi por dentro, me senti dentro de um carro de segmento superior, mto mais moderno e bonito, por fora aconteceu a mesma coisa entende? Então na vdd troquei de roupa, pq estava cansado de andar de social, resolvi vestir ao meu ver um sport fino (mais simples, mas mais moderno)…rssss

            abs

            • Cristiano_RJ

              Evandro, mas uma vez, obrigado pela resposta. Apesar de ter estranhado alguns relatos de sua experiência com o Jetta completamente diferentes do carro que conheço (barulho do motor invadindo a cabine, contato com o solo…), deu para conhecer um pouco mais do Focus. Também não sabia desses problemas do GPS da CMM do Jetta (o meu não tem). Valeu pela dica.

              • Evandro

                Então cara, acho que não existe carro ruim mais sabe cara, todos são bons, mas acho que as vezes damos azar sabe, mas na maioria sorte…rsss, talvez o meu, tivesse algum probleminha sabe, sei lá no isolamento ou algo assim, qto a pegar embaixo, ele pegava menos que o focus, em especial a frente, a garagem da minha casa, é uma porcaria, fica no subsolo, tive que mandar quebrar a rampa toda para fazer com que o carro entrasse em pegar no meio do carro, fazendo uma gangorra sabe, mas isso é problema da minha garagem não do carro, até mesmo pq a altura do carro é normal, como todos os outros, é que o entre eixos talvez fosse maior, não sei precisar, aí poderia ser isso que fizesse pegar entende? o parachoque, o dia que raspou, pensa só, o carro zero bala e pegar, quase tive um infarto…rsss, que ano é o seu? que cor? O meu era preto mystic, 2012, mas escolhi com o interior bege, cara, com criança é dose, mas gostava mto do interior claro… abs

                • Cristiano_RJ

                  O meu é branco, interior preto e rodas queensland black. Único opcional além das rodas escuras foi o teto solar. Ano 2012/2012.

  • Carlos Juan

    A destacar o tratamento da FORD nos Estados Unidos e no Brasil… lá tem recall…. o mesmo carro aqui… nada… E sabe qual a razão… Aqui temos Ministério da Justiça, Ministério Público e Judiciário coniventes com o abuso contra os consumidores… sem contar que os preços aqui são maiores por causa dos impostos, para sustentar essas autoridades e burocratas omissos e incompetentes e seus salários astronomicos … tudo dentro da lei feita pelos nossos honestos políticos…

  • Economy

    Por duas semanas, fiquei com um NFiesta Sedan exatamente igual a este que pertencia a um colega meu. Nas vezes que andei com ele, ao sentir o carro passar a marcha entre 30 e 40km/h, sentia um “estremecimento” nessa condição.
    O carro em si é muito bom mas, na minha visão, não é um carro para se rodar 200 km por dia e sim, um modelo para uso mais ameno.
    Enfim, é um carro muito completo e que rivaliza com modelos de entrada da Honda no que tange o conforto e opcionais sendo o NFiesta, ainda mais completo e até mesmo mais bonito.

  • dogmarley

    cara, otima avaliação!
    só um adendo sobre esse papo de “avaliação do seu usado”: nem esquenta!
    ..é toma lá da cá !
    se tiram $ de um lado eles pegam do outro….nem que seja no emplacamento/despachante
    eu nem esquento mais com isso!
    abraço e belo carro !

  • Mayck Colares

    Pq as fotos não são do próprio carro? Quando o relato de usados deixou de usar a foto do carro usado?

  • WagnerSCS

    Leandro, parabéns pela compra. Tá aí um carro que eu desejo muito ter, exatamente nessa configuração, Titanium.
    Aliás, excelente preço que você conseguiu com o desconto. Na verdade, esse deveria ser o preço oficial da versão do NF. Aí sim estaria condizente com sua categoria.

  • Bruno Melo

    Sério que trocou pós venda Honda ou Toyota por Ford?

  • Thiago Sz

    Putz achei meio exagerado 7,5km/l na gasosa cidade, meu accord v6 faz 7 na cidade tranquilo

  • André Luiz De Faveri

    Ótimo carro, porém quando a questão e desempenho acredito que ele esteja na média da sua categoria, temos exemplos de ótimos motores mais antigos como o k4m da renault e o motor 2.0 8v do astra de 140cv, o ultimo pra mim o melhor em termos de potencia, torque e consumo.

  • Marcos Wild

    O interior parece um carro chines.
    Por esse valor eu iria de VW Jetta 2.0 8V 120 CV (10 a menos), cambio Tip-Tronic que é automático de verdade e interior muito mais espaçoso.

    • Assis

      O jetta voyajão tem cambio automatizado de 1 embreagem, ou seja, o mesmo do gol e fox e etc. E tambem não tem controle eletrônico de estabilidade e tração nem assistente de partida em rampa… Fazer uma baliza justa de ré em morro íngreme gasta 10kg de embreagem..
      O jetta tsi eh outra história, mas custa 93 mil

      • Marcos Wild

        Tip-Tronic é automático amigo, vai estudar

  • FocusMan

    Leandro,

    Quanto ao problema do Manual, o concessionário foi desleal com você. Pode procurar outro que irão te informar que para os clientes que não perceberam a alteração no plano, não haverá perda de garantia.

    Quanto ao seu relato, concordo plenamente com tudo escrito. Ótimo carro, só não tenho um porque posso ter um Focus, que mesmo mais simples em termos de itens de série por ser a versão de entrada, a experiência de guia-lo vale os reais a mais que ele possa vir a custar. Entre os carros pequenos, não existe nada melhor que o Fiesta quando de gosta de dirigir. Espaço no Banco traseiro? Bom… carona é carona e a não ser que eles sejam seus filhos e andam muito com você, não irão reclamar do espaço, já que são caronas kkkk.

  • Carlos Morano

    Fiz um teste drive no carro e me agradou bastante. Gostei do cambio, com trocas bem suaves. Quanto ao desempenho é o esperado pela categoria. No mais os destaques são pelo acabamento emborrachado, não apenas o painel como algumas parte do console e região do freio de mão.

    O único contra, que no meu caso não é dos piores realmente é o já comentado espaço no banco traseiro. Ajustei o banco do motorista com a regulagem de acordo com a minha altura (1,80m) e sentei no banco de trás. Não ficou apertado, mas pessoas maiores do que eu poderão ficar apertadas.

  • JRM

    Carro bom e preço está na média se comparado com City, HB20X. Porem jamais compraria por dois motivos:
    1) Espaço Interno para quem vai atrás é péssimo. Tenho 1,54 e já sentei atrás durante uma viagem de apenas 1hr num New Fiesta Sedan Titanium Plus e fiquei com os joelhos totalmente encostados no banco do motorista, que tem 1,82. Se pra mim já foi ruim, imagino para os mais altos.
    2) Cambio Poweshift não tem solução. Quase comprei um Hatch SE Powershift. Me safei por pouco, pq um amigo que tinha acabado de comprar o Hatch Titanium Powershift, com menos de 6 meses de uso já notou problemas no câmbio. Se ele não desse este problemas, seria um câmbio excelente. Mas do que adianta comprar um carro que fica metade do tempo na concessionária? Imagina quando ele sair da garantia. Facada no bolso. Sem chance.

  • William Carvalho

    Olá Leandro,
    Eu também estou num dilema para a troca do meu carro (1.0 76cv). Depois de olhar em várias marcas, me interessei pelo New Fiesta Sedan SE (básico). Mas, pelo que vi nas especificações não é tão básico assim. O que mais me chamou a atenção foi a potência de 128cv (puxa!). Porém, sempre ouvi falar que os valores das manutenções e peças de reposição são exorbitantes! Estou olhando alguns modelos de outras marcas (com motorização 1.4, 1.6 com potencia nao passando de 110cv), mas como a potência é um fator forte na decisão, estou tendencioso a escolher o New Fiesta. Me diz aí sua experiência sobre os custos de manutenção e peças. Vlw.

    • leandro

      William desculpa a demora, provavelmente vc já comprou seu carro.. Rs
      As peças da Ford de maneira geral são caras, muito mais caras q do meu antigo Fiat Palio, o mais gritante é o preço do par de pastilhas que chega a 420 reais… Porém existe ampla rede de paralelos e elas têm boa disponibilidade no mercado, mas como o carro é novo não há com o que se preocupar pq não vai dar defeito tão cedo

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend