_Destaque _Featured Ford Hatches

New Fiesta terá motor 1.0 EcoBoost apenas na versão Titanium Plus: preço de R$ 71.990

new-fiesta-titanium-azul

O motor 1.0 EcoBoost da Ford é ótimo, tem muita tecnologia, economia e 125 cavalos de potência, o 1.0 mais potente de nosso mercado, quando o modelo chegar às lojas em julho. Mas infelizmente quem quiser um New Fiesta com esse motor terá de pagar R$ 71.990.

Sim, esta nova e exclusiva motorização estará disponível apenas na versão Titanium Plus, equipada com câmbio PowerShift, fazendo com que a novidade não seja nada de relevante para a grande maioria do mercado. O Fiesta Titanium Plus continua sendo vendida com o mesmo visual e com os mesmos equipamentos.

No resto da linha, quase tudo continua do jeito que está, apenas temos essas novidades: a antiga versão S de entrada será substituída pela SE, custando R$ 51.990 com câmbio manual e uma nova versão intermediária SEL será vendida com preço de R$ 58.790 com câmbio manual e R$ 64.990 com câmbio PowerShift.

Mas as versões acima serão equipadas apenas com motor 1.6. O motor 1.5 ficará relegado ao mercado de frotistas. Quem quiser pagar um pouco menos pela versão Titanium Plus pode levar o modelo com motor 1.6, pagando R$ 70.690.

E aí, você achou que finalmente o hatch compacto da Ford teria o ótimo motor 1.0 EcoBoost em todas as suas versões? Não foi agora que isso aconteceu.

O evento de lançamento do modelo para a imprensa acontece nos próximos dias 27 e 28 de junho. O NA estará lá, trazendo uma cobertura completa, fotos, vídeo de detalhes e tudo mais que você está acostumado a ver por aqui em lançamentos.





  • SDS SP

    E tem gente achando que o futuro Golf 1.0TSI terá preço menor. Ledo engano…

    No mais, tomara que seja cada vez mais comuns motores pequenos turboalimentados, pois vai acostumando quem ainda tem certa resistência…

    • Wellington Myph13

      Pequena diferença ai é que a Ford esta importando 100% do motor, só pra faze graça mesmo, já o 1.0 TSI é fabricado aqui e exportado, então assim como o 1.0T da Hyundai que teve preço menor do que o 1.6, ele deve Obrigatoriamente custar uns 2000,00 a menos do que o 1.6 atual… Até porque o 1.6 MSI é “caro” então a redução tem que existir…
      O 1.6 MSI esta em oferta por 69.990,00 o Manual, pense que é nessa faixa que 1.0T vai vir, e teremos descontos futuros pra pegar na faixa de 67mil um MT6…

      • SDS SP

        Só faria sentido uma redução de preços, caso à VWB repasse a redução do imposto no preço final, mas como nada faz sentido, em se tratando de preços de carros aqui no Brasil, acho difícil.

        • Vitor Barcellos

          Mas não é exclusivo aqui no Brasil não. Mercados muito a fora se encontra motor 1.0 T mais caro que 1.6 aspirado

          • João Cagnoni

            Ah é? Onde? Qual outro país aceita esse absurdo de aumento de preços a cada nova versão?

            • Edson Fernandes

              Argentina? rs

            • Leandro

              Qualquer outro país que tenha a inflação que temos. Ilusão achar que as montadoras vão congelar preços, isso não existe.

              • João Cagnoni

                Congelar? Mas o preço sempre foi caro, não é novidade do governo atual.

      • Bernardo Figueiredo

        No fim das contas a Hyundai que era dito como carros caros, passaram a ter preço bem interessante. Ela conseguiu colocar o 1.0 1.0T e o 1.6 com os preços em sintonia.

        • Gustavo73

          O 1.0 T da Hyundai é mais simples que o Tsi e o Ecoboost, não tem injeção direta ainda usa o tanquinho de partida e o intercooler émais simples. Por isso ele não é superior ao 1.6 16v do Hb20 . E mesmo assim não custa pouco a Hyundai cobra mais 3600 reais que o 1.0 aspirado a VW 4mil.

          • CharlesAle

            Pois é..Eu não sei porquê muita gente tem como exemplo a Hyundai na questão preços e carros..Acho ela tão “cruel” quanto as demais na questão preços/produtos..

            • Alexandre

              Concordo! Hyundai não é referencia e nem exemplo… Talvez apenas em design.

            • Franco da Silva

              Sim! Se fosse “boazinha” teríamos aqui o i20, não um modelo “especialmente desenvolvido para o Brasil”. Sabemos o que significa isso: o empobrecimento do carro em tudo o que não importa para o brasileiro. Ou seja, tira tecnologia, tira segurança, faz um design bem forçado e coloca telinhas no painel!

              • oscar.fr

                Galera adora falar que o Sandero é baixo custo (o que é), mas se esquece que o HB20 também o é. Fosse o contrário, como tu dissestes, teríamos o i20 e não um projeto adaptado (ler empobrecido) para o Brasil. Hyundai consegue empurrar um low cost como o Hb20 como concorrente de Fiesta e 208… e os brasileiros aceitam. Deplorável.

            • ObservadorCWB

              Deve ser memória histórica da época em que se comprava um carro notoriamente superior (Azera), por preço de sedã médio (Civic, Corolla e Vectra). Mas é de se ressaltar que nesta mesma época já sabia do gosto do brasileiro pelos SUVs. Tanto que nos EUA a diferença entre um Azera e o grandalhão Veracruz era de míseros US$ 400,00. Aqui chegamos a ter Azera R$ 78800,00 e Veracruz a R$ 120000,00 na mesma época. O que obviamente era um roubo no caso do SUV. E cobravam R$5000,00 pelo branco sólido..rsrsrsrsrs pode uma coisa dessas, cobrar mais caro pela cor de produção mais barata ?

              • Lofin

                Eu ri na cara da vendedora quando fui avaliar a compra de um i30 e ela me disse que o branco sólido acrescentaria R$ 5.000,00 ao valor final do carro.

                Não é simplesmente errado. É uma falta de respeito.

                • Bruno Wendel Marcolino

                  Branco nem é cor, é a falta delas kkkk

                  • Opa, ao contrário: Branco são todas as cores. Ausência de cor é cor da pele… Quer dizer, preto…

                    • Bruno Wendel Marcolino

                      opa, realmente, pensei uma coisa e escrevi errado.

                      Então vale os 5 mil. kkkkkkk

                • João do Cão

                  Olha não vejo problema NENHUM em quem cobra ágio, seja pela cor do carro da moda, seja um modelo novo.
                  Cobra quem pode, paga quem quer. Coisa mais cristalina que água da fonte.
                  Vcs complicam muito… Não é uma ofensa, é uma opção que vc tem: comprar ou não.
                  Muita coisa vem com ágio embutido, sendo um produto muito desejado no mercado de consumo. Outros preferem cobrar o ágio escancaradamente… São escolhas.
                  EU até prefiro os sinceros, que dizem o que é preço, o que é ágio.

          • Zoran Borut

            O motor 1.0 TGDI da Hyundai europeia tem 120 cv, se viesse para o Brasil ficaria inviável manter o 1.6. Provavelmente a Hyundai esteja guardando a tecnologia da injeção direta para um uso futuro, como forma de inovação, podendo assim ter o 1.0 com mais de 120cv (devido ao etanol) e o 1.6 com mais de 140cv.

            • Edson Fernandes

              Assim como foi o veloster 1.6 que não era o GDi?

            • Gustavo73

              Assim como o Tsi e Ecoboost oTGDI também permite varias potências. A questão acho que foi de custos mesmo

      • CharlesAle

        É complicado falar em preços porquê também tem a questão política da empresa..Lembremos o polêmico caso dos primeiros Golf 2013 importados da Alemanha.Onde, dizem, mas creio ser verdade, que a VW vendia-os com prejuízo(mais barato que na própria Alemanha) Só para “melar” o lançamento do novo Focus…

        • Edson Fernandes

          DUVIDO. A empresa pode lucrar pouco, mas perder eu duvido.

          • João Cagnoni

            Eu DUVIDO que a VW tenha vendido com pouco lucro naquele preço! Ainda tinha muita gordura.

            • Edson Fernandes

              Que agora só aumentou esse lucro.

            • Leandro

              Procure como a Amazon mata as livrarias físicas. Vendeu vários produtos abaixo do preço de custo. Tomou prejuízo pra ganhar mercado. As coisas não são simples como podemos julgar. a VW pode sim ter tomado prejuízo para manter o market share dela e segurar posição..

              • Jofran Martins

                Concordo,mas a Volks tem controle de outras montadoras(todas elas grandes) pra lhe dar suporte, podendo até dar a impressão de estar saindo no prejuízo, mas não está!!!

                • Gustavo73

                  Não foi isso que ele falou.

                • Leandro

                  Prejuízo geral talvez não. Mas ela é grande o suficiente para tirar margem de um produto para ganhar dois anos depois, ou mesmo vender um produto mais barato que o seu custo e ganhar em outro produto. As configurações e estratégias das empresas atualmente vão muito além dessa noção simplista que temos de que “num negócio é só produzir e vender mais caro do que gastou, ficando com a diferença”. Empresas possuem estratégias de médio/longo prazo. Várias empresas dão prejuízo, propositalmente, por anos a fio, somente para trabalhar a marca e ganhar share, pra depois começar a lucrar…

              • É o famoso dumping, correto?
                Se não me engano, certa vez ouvi que a Coca-Cola tinha condições de vender Coca-Cola mais barato que qualquer refrigerante de qualquer canto do mundo durante décadas. E se hoje aceitam pagar o dobro nela que em outros refrigerantes, imagino se ela custasse a metade.. Não haveria dollynho no mundo.

                • Thales Sobral

                  Sim, não sei se a coca efetuou isso, nem onde (mas acredito que deva ter feito alguma vez sim), mas a Gillette fez. Ficou vendendo barbeador descartável um tempão bem baratinho até acabar com o hábito da lâmina de barbear.

              • João Cagnoni

                Procure documentos do Inovar Auto, onde as montadoras precisam dizer quanto cada veículo custa para ser produzido na fábrica. Já te adianto que o up na época de lançamento custava R$3500 por unidade. Junte isso ao fato de várias montadoras terem admitido que a margem de lucro dos sedans é bem superior e você terá idéia do que estamos falando.

          • Thales Sobral

            Você duvida? Eu acredito. Em um ou outro momento a empresa pode querer arcar com isso pra jogar o produto no mercado. Olha quantos anos a Toyota ficou tomando prejuízo com o Prius. A venda do carro era deficitária, mas serviu de marketing pra empresa então toma vender carro abaixo do custo.

            No mais, a VW vendeu quantos Golf alemães aqui? 10 mil? Naquela época, era o que ela vendia de Gol em 2 semanas.

            • Edson Fernandes

              Thales,
              A grande questão é que o Golf veio em uma categoria de importados entretanto, apesar de pagar imposto de importação, a VW se beneficiava em outros produtos. Além disso, o preço de custo, aquele que sai da produção não pode ser encarado como o mesmo da venda.

              Possivelmente a margem foi bem inferior ao que a fabricante almejava, mas ele não é um carro para ser de vendas baixas, logo ela sabia da possibilidade de boas vendas e mesmo com uma margem baixa, ela arcou com o risco de não decolar por aqui.

              Repare que hoje, com a fabricação local, ela joga no valor das versões, o risco que é de produzir no Brasil cobrando inclusive opcionais carissimos.

              Quando ela trouxe, sabia que a receptividade era muito boa. E na mesma epoca daria para que aumentasse o preço de lançamento. Não a toa, para que ela chegasse a isso, ela lançou uma versão mais despojada comfortline que assumiu então os preços que originalmente eram do highline.

              E esse highline seguiu a estrada até os preços atuais onde, um golf com motor 1.6 assumiu o lugar do comfortline 1.4 TSI. E veja como está agora.

              Você acha mesmo que um carro de relativas altas vendagens seria considerado trazer com prejuizo só para dar imagem ao produto que hoje vende muito menos do que qdo começou a ser vendido? E ainda, ser produzido localmente? Alguma coisa está errada não?

              Eu sinceramente não acredito que tenha sido prejuizo. Prejuizo ela teve no Veyron, mas não no Golf.

              • Thales Sobral

                Isso, ela se beneficiava em outros PRODUTOS. E mesmo que você retire a margem dos distribuidores lá, tem os custos alfandegários daqui (que ninguém lembra, mas é um bocado — não estou falando de impostos somente), custo do frete… Você acredita no prejuízo no Veyron porque foi noticiado, mas como não falaram no do Golf fica difícil acreditar? Claro que ela não vai afirmar que teve lucro ou prejuízo, se ela afirmar que tá vendendo com prejuízo pode tomar um processo por dumping.

                “ela lançou uma versão mais despojada comfortline que assumiu então os preços que originalmente eram do highline.” pois é, trouxe pra sentir a receptividade (mesmo que tenha que pagar pra isso), e quando viu que a resposta foi boa, trouxe o comfortline (mais barato) no preço do highline alemão (mais caro e que pagou um bocado de imposto, frete mais caro, etc…).

                O Golf hoje poderia ser considerado de “alta vendagem” porque os populares não vendem mais nada, mas quando o Golf foi importado da Alemanha as vendas eram muito baixas, comparadas com o total de vendas da Volks.

                Não estou dizendo que ela vendia o carro por 80 mil e tomava prejuízo de 30%, mas só digo que não é absurdo pensar que ela ficava no 0 a 0 ou perdia alguma coisa (a matriz, o concessionário lucrou).

                • Edson Fernandes

                  Thales,
                  Vamos então colocar custos beleza?

                  Um carro para custar R$90000 deveria ter um custo de produção de quanto? Considerando todos os custos inerentes a essa produção?

                  A partir daí conversamos sobre trazer ou não com prejuizo. Cara… até onde eu sei, por mais estrategico que seja trazer mais barato, seria particularmente impossível no caso do Golf ser prejuizo por ser um carro de relativa altas vendagens. Seria muito caro e impraticavel por quantidade se realmente fosse prejuizo.

                  Como eu disse, sustento que a margem de lucro foi muito inferior ao praticado, mas não acredito em prejuizo. E na boa, como alguem que oferta um produto com prejuizo ainda consegue praticar descontos? Foi o que aconteceu ao Golf Comfortline TSI ainda que esse já viesse do Mexico.

                  O Veyron dá para sustentar isso totalmente, com pneus especificos, mecanica especifica, radiador de projeto único, vai comparar mesmo? O Golf já tinha de onde se tirar sua tecnologia como um todo… um Veyron foi todo desenvolvido em conjunto da fabricante com os respectivos fornecedores/desenvolvedores.

                  • Thales Sobral

                    O que é “alta vendagem” pra você? 10.000 em um ano, comparado aos 500 mil que a VW vendia? Lembre que o Golf alemão vendeu pouco aqui, não é nada absurdo custear esse valor e economizar no gasto com marketing.

                    • Edson Fernandes

                      Como não é nada? Como ficam as concessionarias que compram o produto?

                      Se vc vende um produto com preço abaixo de mercado a ideia é que ele venderia tanto que não daria conta da demanda (e isso só aconteceu no lançamento propriamente dito por conta de muita gente que não só gostaria de tecnologia que o produto ofertasse mas como também sempre quis um Golf).

                      Depois as vendas foram se normalizando e sempre sobraram Golf. Agora, eu não vou preparar meu concessionario, dar treinamentos consideram um prejuizo por produto vendido… concorda?

                      A conta não fecharia simplesmente… porque agora que ele “ficou então no preço comum” vai vender muito menos e não paga o prejuizo anterior?

                      É por isso que eu repito, ele não foi vendido com prejuizo.

                    • Thales Sobral

                      ???? Concessionário não é fabricante, qual a relação?

                      Preço de mercado existe quando você deixa o mercado oferecer o preço (ou seja, haver ágio/deságio sobre algum “preço base” — algo que ocorreu com o Golf alemão, inclusive). Mas isso não diz nada sobre a margem de lucro da VW no Brasil com esse carro…

                      Não entendi também a relação entre treinar a equipe com vender as primeiras unidades com prejuízo. Ela não trouxe o Golf alemão pra vender 10.000 unidades e depois parar de comercializar o carro. Passou a trazer do méxico e agora faz no Brasil, com o preço subindo cada vez mais (agora sim certamente tem margem).

                    • Edson Fernandes

                      Então… mas como a fabricante que investiu em seus concessionarios, desenvolveu materiais de divulgação, fez bastante marketing do produto apostou fazendo isso com prejuizo?

                      E a relação foi o que citei acima. Como disse novamente, uma fabricante precisa vender o produto (e as revendas, o revenderem) para que tenha possibilidade de vender mais. Seria estranho vender com prejuizo um produto que como vc mesmo disse não se vende com compactos concorda? O valor agregado do produto seria maior, então logo eu imagino que apenas o lucro ganho em cima dele foi bem menor se comparado ao feito no mercado.

                    • Thales Sobral

                      Eu hein, será que você entendeu que estou falando do golf alemão, somente?

                    • Edson Fernandes

                      Eu entendi, mas eu estou colocando todos, porque mesmo o alemão não foi vendido no prejuizo. E eu estou te explicando isso…rs

                    • Thales Sobral

                      Não, então estamos falando de coisas diferentes… Desde o começo só estou falando o Golf alemão. Ninguém vai lançar um produto pra ficar tomando prejuízo do começo ao fim. Mas vender um ou outro produto sem margem ou mesmo “pagando pra vender” acontece, e é mais comum do que você imagina.

        • Gustavo73

          Não era mais barato, lembro pois fiz as contas. Mas o preço era bem próximo. A questão era que o pessoal não entendia que como.ele seria feito aqui a VWB tinha alguns benefícios pela InovarAuto. Hoje o Confortline custaria aqui mais de 100mil reais.

      • !Marcelo Surf!

        Ou seja, é mais uma medida da ford para impulsionar as vendas do modelo queda livre abaixo, assim como de fato tem acontecido nos últimos anos pelo já conhecido problema do p.shift e do péssimo pós vendas

      • Thales Sobral

        O motor 1.0 T custa mais caro que o 1.6 pra ser fabricado. Não o bloco, mas todo o conjunto bloco + turbina + intercooler + coletor etc etc etc.

    • Gustavo73

      Tinha gente sonhando com o Golf Tsi por 65.

      • SDS SP

        Nem em sonhos. Já prevejo o Fox custando isso, caso seja equipado com o motor 1.0L TSI…

        • Gustavo73

          Eu falei que era delírio. Tá certo que o compacto tem mais equipamentos de conveniência. Mas o outro é um médio com alguns itens a mais em segurança.

          • PEDAORM

            Seguranca, acabamento, espaço… O refino geral dos médios é muito superior.

            • Gustavo73

              Sem dúvida.

          • José Eduardo D’Acampora Guazzi

            No caso do Fiesta Titanium plus não sei se tem tanto equipamento a mais de segurança no Golf. Pelo menos não lembrei de nenhum na verdade.

            • Gustavo73

              Bloqueio eletrônico do diferencial e multcolision brake são os que me vêma cabeça em um primeiro momento. Mas fora isso o Fiesta nacional nunca foi testado e o mexicano obteve 4 estrelas na Latin. O Golf nacional não foi testado mas o.mexicano obteve 5.

              • Thales Sobral

                Multicollision brake virou de série?

                • The Dark Side Of The Moon

                  Sempre foi. Desde que o Golf alemão chegou no fim de 2013.

                • Gustavo73

                  Sempre foi. Não confunda com o ACC.

            • PEDAORM

              Além dos equipamentos, o projeto prevê maior segurança dos passageiros.

      • CharlesAle

        Realmente isso ser um sonho e tanto..Mas VW, na questão preços, tem mais a ver com pesadelos que sonhos propriamente rsrsrs…

        • Gustavo73

          Avisei que isso não era sonho e sim alucinação. VWB e preços menores é igual a ano bissexto.

          • Victor Hugo

            Gustavo, eu que falei isso. Você não sonha em ter carros bons com preços justos? Eu mesmo faria uma força e tanto para ter um Golf 1.0 TSI. Mas… deixa para os ricos bocós pagarem 86 a 90 mil neste carro…

            • Se ser bocó é ter grana para comprar um carro desses, queria comprar.

              • João Cagnoni

                Ter quanta grana? Quem consegue comprar um Golf TSI conscientemente? Com família, filhos e moradia pra criar/pagar?

                • Leandro

                  Não podemos colocar nossa realidade como padrão. Tem gente que possui condições de comprar um Golf, uma Mercedes, um Audi, uma Land, uma ferrari, uma Lamborghini sem vender um rim ou passar fome pra isso. Isso não faz dele um ladrão. No Brasil quem prospera é visto com desconfiança, para ser honesto tem que ser pobre!

                  • Perfeito. As pessoas ficam tanto tempo na internet que não tem tempo de conhecerem outras realidades.

                  • João do Cão

                    Leandro, isso tem nome: é a boa (nem tão boa) e velha inveja, mesmo.
                    Hoje tem gente chamando de recalque, mas esse nome não me traz lembranças musicais muito agradáveis..

                  • Cvrtlik

                    Prosperar é comprar uma Mercedes? Que valores são esses? Essa é a realidade desse país, para ter os mesmos produtos que em outros países, tem que ganhar 4,5, 6x mais que nesses países…

                    • Leandro

                      Prosperar pode ser comprar qualquer carro que quiser, sim, se você quiser! Não é crime consumir. Consumir gera empregos e ajuda a economia do país. Não subverta o meu comentário.

                • Edson Fernandes

                  Tem gente que tem essa condição. Se eu me abdicasse de tudo que faço hoje, eu poderia ter. Mas vou trocar meus passeios, viagens, familia (de ve-los) só para ter um carro? Não acho essa a melhor escolha para minha pessoa.

                  • João Cagnoni

                    Exatamente isso que estou dizendo. Pra ter um carro desses, o sujeito precisa abrir mão de muitas outras coisas. Difícil pensar que um assalariado vai conseguir ter acesso a um carro desses mantendo outros gastos normais. Não estou dizendo que só compra quem rouba como disseram acima, e sim que é um carro mundialmente acessível, exceto no Brasil.

                • Caramba, as pessoas acham que só tem um tipo de comprador de carro, um tipo de trabalhador, um tipo de família…
                  Namorei uma mulher que passaria um Golf no cartão de débito. Mas como a empresa dava um carro para ela, nem carro ela tinha. O amigo de trabalho dela tinha 7 filhos… “Ah, deve ser dependente do Bolsa Família”, “Com certeza deve financiar carro e morar em uma casa simples”… Não, esse passava meu AP, meu carro e até o Ap da minha ex no cartão .
                  Acho melhor você sair da internet e começar conhecer pessoas.

                  • Leandro

                    O famoso “Pensar fora da caixa”.

                  • João Cagnoni

                    Como falei, ela é uma exceção. A maioria dos brasileiros não passa apartamento ou Golf no cartão de débito. Quero explicar que uma pessoa com um trabalho comum (motorista de ônibus, caixa de mercado, etc) nunca vai poder comprar um Golf. Aliás, quando entro no Itaú ele me dá um crédito pré-aprovado de 80k pra um carro. Se eu comprar um carro de 80k hoje não tenho como pagar nem as revisões/manutenção, muito menos as parcelas… Como comparação, tenho um amigo que trabalhava na parte de TI do Walmart nos EUA, quando ele veio pro Brasil vendeu seu Mustang com 3 anos de uso pra um cara recém-divorciado que trabalhava na parte de limpeza do mercado. Quando isso seria possível no Brasil? Quando vejo sedans médios 0km, já presumo que a pessoa tem um cargo de gerência/diretoria, é empresário ou a família tem grana, não dá pra fugir dessa regra, nosso país não favorece nada que seja bom e acessível ao mesmo tempo.

                    • A maioria dos brasileiros não compra carro, pronto. Quem compra Mobi ou Clio zero já tem razoáveis condições financeiras, ou pelo menos foi bem avaliado pelas instituições de crédito. Qual o perfil de quem compra Golf, Corolla, Civic, Jetta…? Não adianta falar que é o cara que mora de aluguel, que é o cara bem estabelecido, que é a nova classe média, é a antiga classe média que perdeu poder aquisitivo. Seria mais humilde demonstrar que não tem idéia do que chutar qualquer coisa baseada em achismo como se fosse verdade absoluta. Mesmo vendedor de concessionária, que tem acesso a ficha de clientes, muitas vezes não sabe os pormenores da situação financeira de um cliente. Você não terá nenhum dado para mostrar sobre isso, a não seu palpite que conforme eu mostrei para todo mundo aqui é cheio de achismos, conceitos pré-estabelecidos e sem nenhuma conexão com o mundo externo. Estou mudando agora para um condomínio, onde metade das pessoas que compraram devolveram por falta de condições de pagar, desemprego… Conheci nessas últimas semanas pelo menos metade das 400 famílias, entrei na casa deles, me reuni, conheci um pouco dos dramas pessoais de cada um… Tem gente contando as moedinhas para pagar as coisas, tem gente que pensa em devolver porque não vai conseguir entrar, tem gente que comprou 6 de uma vez só com dinheiro vivo (Sim, um senhor com mais de um milhão em notas em um plantão de vendas. Duvidei até que me provaram), tem gente que nem está ligando porque é só mais um empreendimento e não tem pressa de mudar, pessoas que estão desesperadas para vender… E mesmo assim não ouso julgar as escolhas das pessoas e nem achar que conheço o que acontece com elas. Mas alguns não conhecem nada além de suas varandas, as vezes não conhecem ninguém que já comprou o carro mas já sabem tudo sobre quem compra, o porque…
                      Eu morei em um bairro onde ninguém compraria um Clio zero… E morei em um bairro onde ninguém precisaria financiar um Golf Zero.. Se nunca saísse do bairro, acharia que a realidade das pessoas seria apenas aquela.
                      O problema da internet é a certeza dos que nada sabem.

                    • João Cagnoni

                      Estou julgando o lógico, nosso país não oferece oportunidades e bem estar para a maioria das pessoas. Quem tem um emprego comum não consegue manter uma casa e um carro bons por simples matemática, não é questão de escolha.

                    • João do Cão

                      Na verdade isso é o sistema em que vivemos. É preciso entendê-lo bem. As melhores coisas custam caro (não só carro, mas médicos, dentistas, moradias, vestimentas, viagens, comidas, conforto, SEGURANÇA, educação para os filhos e tantas coisas).

                      Se o Estado fosse perfeito em tudo, ninguém ganharia dinheiro vendendo tudo isso aí que eu citei acima, pois não teria interessados em pagar por esses “bens”. Claro que nosso Estado brasileiro e estados federativos, além de municípios, poderiam melhorar em muita coisa, garantindo os serviços básicos com melhor qualidade. Mas apenas os básicos, mesmo, pois a maioria absoluta da nossa nação prefere o sistema capitalista de mercado, em vez de um Estado-garantidor-de-tudo. Não cabe discussão de qual é melhor, pois é extremamente longa…

                      Então, eu diria que o problema do nosso País é a concentração extremada de renda na mão de poucos, o que gera uma distorção social muito grande. Aí sim… Seria interessante uma melhor distribuição de renda, para que mais gente possa consumir os produtos postos no mercado de consumo. O sistema capitalista é livre, mas precisa de regulação. E a regulação precisa ser feita com honestidade, jamais privilegiando poucos escolhidos.
                      Até porque, quem não consome, acaba ficando sem identidade, visto que hoje as pessoas são reconhecidas na praça por meio de seus bens.

                      Veja os aeroportos. Se vc paga mais, vc entra na fila na frente dos “pobres”, viaja em poltronas que não machucam as costas e o pescoço, come melhor e é tratado pelo nome, não pelo número do assento. Isso se aplica a tudo na nossa vida hoje, precisamos entender claramente isso para nos adaptar ao mundo em que vivemos. Ademais, pecunia non olet, ou seja, dinheiro não tem cheiro, o que leva muitos a buscarem dinheiro por meios ilícitos… O que leva a uma outra discussão inapropriada para o momento.

                    • João do Cão

                      Lagoeiro, eu resumiria o que vc disse em:
                      (a) as pessoas adoram fofocar
                      (b) as pessoas adoram fofocar sobre a condição financeira dos outros
                      (c) as pessoas querem que os outros sejam mais pobres que elas, para se sentirem bem assim
                      Ou seja, uma mediocridade sem fim

                • João do Cão

                  João, vá numa faculdade particular de medicina. Tem gente que paga 4.000 por mês de mensalidade, tem golf não TSI, mas GTI, gasta 1.000 reais por noitada, mora de aluguel em apartamento que serviria a uma família… E não, não trabalha.
                  E o pai desse cara (ou dessa mina), será que é automaticamente um ladrão? Pode ser que seja…
                  Mas pode ser alguém que planejou os filhos, lutou para adquirir essa condição de vida para eles muito antes deles nascerem.

                  Assim como tem pai de família que vive de um salário mínimo e bicos depois das 8h diárias de trabalho assalariado.
                  O mundo é vasto. E não equânime.

                  E, claro, os filhos do Lullla, do Cerveró, do Maluf estão muito bem, obrigado. Aliás o neto do Maluf corre de carro, é viciado em supermáquinas como o avô (e tem acesso a elas).

              • Victor Hugo

                Bocó é comprar carro super faturado só por que tem o dinheiro.

                • Danilo K

                  País do “eu posso e vc não”. E isso acontece desde o sujeito que tem um 147 sem documentos e o vizinho não, até o sujeito que tem a BMW financiada e o vizinho não. Muita gente reza para não existir Iphone barato para não virar carne de vaca. Stillo, ou vc tem ou vc não tem….

                • Bocó é querer pautar o que os outros fazem com o dinheiro deles. Você aceita que digam o que você faz com seu dinheiro? Eu não. E quem julga o que uma pessoa pode ou deve comprar? Você?

                  • Victor Hugo

                    Eu tenho minha opinião sobre o que fazem com o dinheiro e não vou deixar de ter. Eu vendo uma carroça por 30 mil reais. Quer comprar? Vai ser idiota?

                    • Não vai responder porque? Afinal, você aceita que te digam o que você faz com seu dinheiro?
                      Sua opinião é irrelevante para a decisão de outros pessoas? Porque alguém daria a ouvidos a alguém com sua mentalidade?

                    • Victor Hugo

                      Cara, fica queto. Várias pessoas em meu círculo social pedem minha opinião antes de adquirir carro, mas isso nem vem ao caso. Você nem me conhece. Estou analisando veículos e valores. Cada um que enfia o seu dinheiro onde quiser, no entanto eu tenho minha opinião formada sobre essas pessoas, e não vou mudar. Se quiser comprar um Uno por 100 mil reais, eu nem estou me importando. Compre! Cada um faz o que quiser com seu próprio dinheiro, a questão não é essa. A questão é se você quer pagar por uma carro muito mais do que ele vale, eu tenho uma opinião, que não vou mudar, que a pessoa é um bocó e ponto final. Não adianta você ser o moralista, que tá parecendo mais é um hipócrita do que qualquer outra coisa. Sempre vejo seus comentários, como o Sr. Moralista, que não julga, não fala de números que não tem opinião contrária, a não ser dos outros comentários, como neste meu caso. Mas também, eu sim, não me importo com o que você fala, ou com sua mentalidade pseudointelectual e de falso moralista.

                    • Mas você ainda não respondeu: Você aceita que te digam o que você faz com seu dinheiro?

                    • Victor Hugo

                      Claro. É óbvio que aceito. Sempre recorro opinião de pessoas que tem, pelo menos alguma noção sobre algum assunto, mesmo que seja contrário ao meu. Não “manjo” de moto, mas amo. Comprei uma Mirage e fui criticado e concordei. Manutenção cara e de difícil localização, problemas na parte elétrica… ou seja, fui bocó com meu dinheiro e me falaram isso. Ou seja, com um pouco de humildade não teria feito um mau negócio. Sorte que paguei barato na moto e não perdi tanto dinheiro… mas é só um exemplo que independente de ter dinheiro, aceitar opinião faz bem, não é ofensa.

                    • Ouvir conselhos de especialistas e deixar que te digam o que fazer com seu dinheiro são coisas completamente diferentes. E mais diferente ainda é julgar as escolhas alheias baseado nos seus parâmetros. Mas acho que você não vai conseguir entender a diferença. Abraços.

                    • Victor Hugo

                      Mais um comentário pseudo intelectual. Tá bom Alessando. Vlw!

              • Cvrtlik

                Não é ser bocó, só não é nada inteligente pagar esse absurdo, inclusive se tiver dinheiro para isso…o preço não deixa de ser absurdo.

                • Bem, você pagaria 500 reais por um ar condicionado digital, air bags adicionais, câmbio automático, teto solar…? Pois bem, mas tem famílias que vivem com isso! Talvez eles dissessem que você não é nada inteligente por gastar mais de 20 mil em um carro, já que tem Monza, Tempra, Uno… De menos de 5 mil reais e que te levará aos mesmos lugares. Mas você estudou, batalhou e tem condições de ter um carro melhor. E quem não teve uma oportunidade acha que sabe mais que você das suas finanças. Já pensou que as vezes 30, 50 mil ou a diferença do preço real para o que você acha que esse carro vale muitas vezes não faz diferença alguma para alguém e ela pode se dar o luxo de gastar isso sem dar satisfações aos “inteligentes”? A pessoa se dedica, estuda, faz pós e quem tem menos condições de comprar porque não se dedicou tanto ou perdeu tempo dando consultoria em fórum em vez de trabalhar se acha mais inteligente porque Compra as sobras desse último, o que a pessoa não quis mais. É a banana comendo o macaco viu..

                  • Victor Hugo

                    Alessandro, ninguém está tirando o mérito de alguém que tenha conquistado dinheiro suficiente para comprar qualquer carro, em qualquer valor. Ele conquistou o dinheiro, ele faz o que ele quiser. A questão é, provavelmente as pessoas que compram um carro como Fiesta de 72 mil reais, provavelmente não entende de carros, ou não se interessa. Não que essa pessoa seja um completo retardado. Simplesmente não é o foco do cara, procurar a melhor opção pela faixa de preço, em se tratando de veículos. Estamos falando de carros e mercado aqui, não da vida pessoal de cada um. Se o cara quer comprar qualquer carro, por qualquer preço, problema é dele. Mas a minha opinião sobre a escolha no mercado vai continuar a mesma. R$ 72 k em um Fiesta, automobilisticamente não é uma escolha mais racional. O cara pode ser um cientista da NASA, mas se ele comprar este carro por esse preço, não está fazendo, na minha opinião, a melhor escolha pelo valor pago. Entendeu?

                    • Perfeito, concordo integralmente com você. E eu vivi isso: Uma ex me pediu para ajudá-la a escolher um carro, porque ela corria o risco de ser mandada embora, só tinha o carro da empresa e tal. Procuramos um carro automático para ela, e como opção tinha Onix, HB20 e Fiesta (O Chevrolet era o automático mais barato. Depois o pessoal não sabe porque vende). Onix tinha o melhor câmbio, e o Fiesta por 56 foi descartado por ser caro. Mas apesar de tudo, ela se apaixonou pelo Étios, que na época não tinha câmbio automático. Sabe como ela iria pagar o carro? A vista. E eu ia de ônibus para casa dela. Acabou dela não comprando carro nenhum, porque não só não foi mandada embora como foi promovida e pegou um Civic. De qualquer forma eu a ajudei, mas não conseguiria me ver superior a ela, mesmo que ela comprasse o Fiesta.

                • Já pensou que as pessoas gastam milhões de dólares em uma pedra transparente feita de carbono sendo que a única utilidade prática que ela poderia ter deixou de existir na década de 60, quando inventaram o diamante artificial? Mas eu não consigo me achar mais inteligente que quem tem dinheiro para comprar uma peça assim. O Corolla Altis, ainda que custasse 200 mil seria mais útil

                • Victor Hugo

                  O que bocó significa? Não ter inteligência. Mas esse não ter inteligência, não quero dizer que a pessoa é um completo analfabeto. Simplesmente acredito que não conhece bem sobre o mercado de veículos, ou simplesmente não se interessa. Ele faz o que quiser com o dinheiro dele, que ele teve o mérito de conquistar. Mas por ser um curioso, adorar carros… entender um pouco pelo menos, não compraria este carro pelo preço que está pedindo, por motivos óbvios.

            • Gustavo73

              Victor seria muito bom carros e outras coisas aqui por um preço mais justo. Mas não podemos fugir a realidade.

      • Franco da Silva

        Ehehe! Mas se custar o mesmo que o Fiesta (ou um pouco mais) já é bem mais negócio que o Ford.

        • Edson Fernandes

          O que sejamos justos… a Ford tá sentando o pé nos preços. Não tem boazinha, mas R$72000 para ter um 1.0 turbo da Ford? Ela não vai ver meu dinheiro.

          • Leandro

            Cobram 82 k num 1.8 aspirado que não aguenta o peso do carro (Renegade), rsr

            • Edson Fernandes

              Não justifica o preço do Ford. PS: Não teria o Renegade igualmente.

              • João Cagnoni

                Daqui a pouco aparece um dizendo que se o Renegade custa 82k, o Fiesta pode custar 72k…

                • Leandro

                  Eu disse isso sim. Vocês não acompanham inflação? Em um ano foram 10%. Montadora não é instituição de caridade, tudo aumentando e vocês acham que os carros não vão aumentar??

                  • Edson Fernandes

                    Bem… qdo o Fiesta 1.6 Titaniu powershift veio por R$55000 era possivel eu comprar. Já esse de R$72000 eu teria de financiar.

                    Isso só citando essa situação. Como meu salário tbm não acompanha a inflação, eu to pouco me lixando para a fabricante. Vou pensar no meu bolso.

                    A questão é que os carros tem margens absurdas sim só que o brasileiro não faz compras racionais. E isso mexe com o mercado.

                    • Leandro

                      O New Fiesta em agosto de 2012 custava R$ 55.000,00 (pesquisando notícias da época se encontra esse valor). Se atualizar esse valor pela inflação no período (IPCA), tem-se o valor de R$ 68.437,87. É difícil viu, toda vez que tem aumento de preço as pessoas esquecem de contar a inflação. R$ 55.000,00 em 2012 valia muito mais do que hoje, em 2016. Pra resumir a história: R$ 55.000,00 em 2012 equivalem a 68.000,00 hoje. Se o nosso salário não acompanha a inflação, é outra história, agora os produtos e serviços acompanham sim. Se não acompanhassem nenhuma fábrica fecharia, seria só baixar o preço pra continuar vendendo, o problema é que o custo dele segue a inflação dentre outros fatores… Economia básica isso. Bem básica.

                    • Edson Fernandes

                      Leandro, novamente, a minha visão sobre o produto é que ele não vale o valor atualizado. Se ele custa R$65000 / R$70000 / R$72000 e eu citei meu salario, eu pouco ligo para ele sofrer a inflação já que há diversos exemplos na industria de preços mais em conta em concorrente direto.

                      Não, eu não consigo aceitar e por isso hoje não compro carros assim. Dizer que isso que eu faço é o certo? Para a minha realidade sim, mas não verdade absoluta.

                      Compraria um 208 por R$65000? não. Compraria um Fluence por R$94000? Não. Compraria um up por R$51000? Não.

                      Porque pra mim eu sei que há margem para redução e digo mais, para fazer valer o que o produto vale.

                    • Leandro

                      Entendo seu ponto de vista, Edson. E muita gente está pensando assim, tanto que o mercado de usados só faz crescer. As pessoas não estão conseguindo acompanhar o aumento de preços dos carros zero km nem vem valor agregado aos carros que justifiquem esses aumento, estão partindo para os usados. Eu mesmo sempre comprei zero Km. Meu próximo carro não deve ser zero. Sou comprador de hatch médio. 100 mil reais em um hatch médio não dá.

                    • Edson Fernandes

                      Então Leandro, está complicado. Eu iria justamente entre 2012 e 2013 trocar de carro. Só que os preços dispararam de uma forma que eu abri mão do 0km (que seria objetivo de aquisição)

                      No final comprei um sedan médio usado.

                    • Thales Sobral

                      Considerando que nenhum carro vale o preço agora (e como o Leandro mostrou, por consequência não valeria antes também), posso afirmar que você anda a pé? rssssssss

                      O negócio é assim. É caro, mas uma hora tem algum nego que faz das tripas coração e paga.

                    • Edson Fernandes

                      Eu tenho o meu carro e vc sabe qual é. Mas expliquei ao Leandro que abri mão do zero devido a essas escaladas de preço.

                      Como eu tbm expliquei, tive que aplicar a minha otica sobre o assunto, mas que ela vale para minha realidade.

                      Eu só não acho que devo começar a abrir mão de coisas por conta de um veiculo, muito menos quando esse não atende ao que vc realmente exige.

                      Hoje os compactos estão começando a ficar tão equipados quanto os médios, logo isso para mim, indica que o uso massivo de um determinado item no carro, é de maior saida e claro, mais barato. Porque então um aumento de 50 dolares na linha de produção tem que representar muitas vezes mais de R$2000? Porque essa novidade tem que ser com um custo tão maior?

                      Será mesmo que em paises europeus eles recebem peças dessa mesma origem? E porque lá todo lançamento agregando (como foram os air bags) mal aumentou 100 euros em seu respectivo lançamento? Porque na adoção do ESP (sendo opcional para modelos mini e super mini) opcionais que acrescem a depender da fabricante 300 a 500 euros? Como isso pode se converter a custar mais de R$5000 (por conta que aqui vendem restrito a algumas versões) a depender do fabricante?

                      Vamos dar o exemplo do Ka 1.0:
                      A partir de R$41.990
                      Motor 1.0 TiVCT com 85cv
                      Ford Easy-Start
                      Ar condicionado
                      Direção elétrica
                      Vidros elétricos dianteiros um toque p/ baixo/cima (motorista)
                      Trava elétrica das portas com controle remoto
                      My Connection com Comandos de Voz (Radio AM, FM / USB / Bluetooth / Controle p/ Ipod ) e My Ford Dock
                      Chave canivete com controle remoto
                      ISOFIX
                      Acabamento interno e externo “SE”
                      Maçanetas e espelhos retrovisores externos na cor do veículo
                      Limpador e desembaçador do vidro traseiro
                      2 airbags frontais (motorista e passageiro)
                      Freios ABS com EBD & CBC
                      Abertura elétrica do porta-malas
                      Ajuste de altura da coluna de direção
                      4 tapetes de borracha
                      Roda de aço de 14” com calota integrada
                      Pneus verdes 175/65
                      21 porta-objetos
                      Farois dianteiros escurecidos
                      Grade dianteira em formato colméia
                      Indicador de troca de marcha no painel
                      Palhetas do tipo “Flat-Blade”
                      3 anos de garantia
                      Banco traseiro bipartido 60/40
                      Cintos de segurança traseiro central de 3 pontos
                      Apoio de cabeça traseiros central

                      A partir de R$44.390
                      Todos os itens de série da versão SE 1.0 mais:
                      Sync Media system com AppLink e Assistência de Emergência
                      Vidros elétricos traseiros

                      A partir de R$48.140
                      Todos os itens de série da versão SE PLUS 1.0 mais:
                      AdvanceTrac®: Controle eletrônico de estabilidade e tração (ESC e TCS)
                      Assistente de Partida em Rampas (HLA)
                      Espelhos retrovisores elétricos
                      Roda de liga leve 15”
                      Faróis de neblina dianteiros
                      Computador de bordo
                      Alarme volumétrico
                      Lanternas traseiras escurecidas
                      Rede porta-objetos no console central

                      Aqui é falado tanto de equipamentos de segurança…. mas vc acha mesmo que vale os quase R$8000 diante do que é citado “que ele ganha” perante a versao de entrada da versão de topo?

                      Todos os automoveis tem disso? Sim, mas minha visão é que não vale a pena comprar pelo preço ofertado.

                    • Cvrtlik

                      Sabe de onde vem o índice de inflação?
                      Sabe que eles aumentam quando tem alta demanda, mas não diminuem o preço quando ela não vem.
                      Sobe o dólar aumentam o preço, quando baixa, não há correspondência.
                      Aí vem você falar e defender justificando a inflação…
                      A inflação é uma somatória de valores, inclusive especulativos. Não se deve aumentar preços atoa por um índice sem relação com os custos verdadeiros, quem estudou e entende um pouco de economia sabe disso…
                      Então não venha justificar inflação se vc não sabe os custos dos veículos aqui…

                    • Leandro

                      Existem fontes independentes de índices de inflação. A revista Economist publicou por anos a inflação real na argentina, com índices muito diferentes dos informados oficialmente. Você falou que não se deve aumentar um preço “á toa por um índice sem relação com custos”: Você é assalariado? Recebe aumento todo ano? De onde vem esse aumento? Como o empresário vai pagar o seu aumento? Qualquer produto sofre custo de mão de obra. Isso pra ficar só no custo da mão de obra… Continue no seu reino de faz de conta onde não existe inflação.

                • Edson Fernandes

                  O que eu não entendo é alguém querer justificar preço de um produto por causa de outro. Todos estão bem caros sim, mas do Fiesta beira a ridicularidade absoluta. Muito caro!

                  • Leandro

                    O mercado se auto regula. Se um produto custa R$ 1,00 o concorrente vai colocar o preço próximo. Não vai vender a R$ 0,50, pois isso geraria uma guerra de preços prejudicial. O mercado encontra um preço de equilíbrio, para tudo. Se colocam esse preço é por que pagam.

                    • Edson Fernandes

                      Leandro, toda empresa deve colocar um preço com o risco considerado. As fabricantes colocam esse risco pelo tamanho de seus negocios.

                      O que me impressiona na realidade é o fato de que há uma disparidade muito grande de preços entre algumas fabricntes. Isso me faz pensar que há sim muita margem para se trabalhar.

                      Quando se discute o risco (lançamento de algo) é compreensivel que ela precise manter uma margem aceitavel, mas qdo ela já discute o nivel de lucro que ela quer obter/manter, aí já foge da realidade.

                    • Leandro

                      Que as montadoras tem margem grande no Brasil isso é fato. Mas isso não vai acabar da noite pro dia. É um cartel que o governo apoia. Quando as coreanas entraram com seus importados com preços ótimos o que o governo fez? Meteu 30% de IPI para proteger as montadoras instaladas no Brasil Quem perde somos nós. O governo e as montadoras do cartel, sempre ganham.

                    • Edson Fernandes

                      Concordo. Disso infelizmente é uma visão que não só de carros mas que o consumidor precisaria ter. Mas é melhor fazer a piadinha do feijão e ficar por isso mesmo.

                    • João do Cão

                      Mas às vezes um grande grupo empresarial vende com prejuízo (momentâneo) para quebrar novos investidores, engessando o mercado (e tem lucros futuros, pois tinha capital para sustentar aquele aparente prejuízo anterior).
                      É preciso de uma certa (contida) regulação estatal, desde que feita por pessoas honestas e qualificadas (aqui entra o problema).

                    • Cvrtlik

                      Aqui não é mercado aberto, é um oligopólio. Não há concorrência real, então não se deve falar que o mercado acha o preço justo. As pessoas pagam a única coisa que enxergam a sua frente.

                    • Leandro

                      Mesmo assim. Existe a possibilidade de se comprar carro usado, opção aliás que vem crescendo muito mais que a de compra de carros zero nos Brasil ultimamente, dada a disparada de preços. Se os preços são proibitivos as pessoas não vãocomprar. Ninguém compra carro obrigado.

    • Leonel

      Se o Golf 1.0TSI vir por R$80 mil, é um preço que faz muito mais sentido que esse Fiesta por R$72 mil, pode ter certeza disso. E independente do valor que virá o Golf ou quanto o Fox custaria com o 1.0 TSI, esse Fiesta está um absurdo de caro, soa ao ridículo.

      • Victor Hugo

        Ridículo vai ser o povo comprando. E certeza que vai ter besta pra isso…

        • João do Cão

          Comprar coisas caras nem sempre é ser besta.

          1 – É ser besta quando vc paga sem ter condições de pagar. Ex.: ganha 2500 por mês e financia um iPhone 6s+ 64gb em 24x, com juros, só para fingir que faz parte de um determinado círculo social*.

          2 – Não é ser besta quando o dinheiro sobra. Ex.: viaja de São Paulo a Paris pela AIR FRANCE de business premium a 25.000 reais por passagem, com salário de 350.000 reais / mês. [lembrando que isso pode ser feito de classe econômica por, sei lá, 2, 3 ou 4 mil reais — até menos, dependendo de promoção]
          _
          *Já foi o tempo em que vc era alguém pelo nome de família e pelo ofício. Hoje somos alguém pelo que temos na carteira. Não é um elogio e nem uma crítica, mas uma constatação.

          • Victor Hugo

            Isso eh ser besta também. Mas uma pessoa que tem tanto dinheiro vai comprar um carro 1.0 turbo que deveria custar no máximo 55 k (na minha opinião) só por que ele tem o dinheiro? Invés de comprar, sei lá… um Golf

      • João Cagnoni

        Nossa, apareceu rápido rsrs

    • Edson Fernandes

      Bem…. como espantar as pessoas dos turbos eles já sabem: Colocar o preço nas versões de topo.

      Até agora… a Hyundai foi a unica que ainda soube ter bom senso. De fato a VW no up. Mas a ford com essa “solução”?

      Desculpa… mas não me parece logico. Ainda mais se pensar que o interior continuará o mesmo. Espero que por ser o “plus” seja o interior do mexicano + central multimidia Sony.

      • Wellington Myph13

        A Titanium Plus já vem igual ao Sedan, com CMM Sony, Partida por Botão e Teto-Solar… Vamos esperar, mas deve ser…

        • Edson Fernandes

          Espero que seja, é o minimo ao menos.

          Pior que ele, somente a Honda mesmo.

    • Pacheco

      O Golf 1.0 será o modelo Bluemotion, mais caro até que o 1.4 Turbo. Pode esperar.

      • Wellington Myph13

        Acho que mais caro não… Chuto que eles mantenham o preço/equipamento do 1.6 MSI, e espero que tenha opção de AT6… Não que eu possa comprar nesse valor de atualmente, mas é sempre bom ter opções caso algumas coisas mudem com o tempo…

        • Pacheco

          Sim, espero que venha com o cambio automatico.

      • Gustavo73

        Não será mais caro que o 1.4 simplesmente por não ter lógica até porque o Highline é mais equipado fora que o custo do motor não se justifica frente ao 1.4 Tsi. Olhando a diferença do 1.6 para o 1.0 Ecoboost diria que o Bluemotion vai custar uns 2 mil a mais.

        • Pacheco

          Eu espero.

          • Gustavo73

            Não haveria lógica. Mas não acho que será barato.chuto ins 78mil

  • Diego Lip

    O que dá pra comentar depois de ler isso? Que o brasileiro é taxado de otário ou que a Ford lança algo que não vai vender de propósito pra justificar os baixos investimentos em tecnologia? Ford Fiesta 1.0 por R$ 71 mil? Que porr@!

    • The Dark Side Of The Moon

      72.000. Ridículo mesmo.

    • Gustavo73

      O objetivo é justamente não vender muito e avaliar a receptividade do mercado a percepção de valor desses motores.

    • CharlesAle

      É uma versão “cobaia”..Tanto que ela nem tirou o 1.6 de linha..Como disse o Gustavo73, é para testar receptividade, além de outros ajustes e acertos…

      • Edson Fernandes

        Então que tivessem colocado em uma variante intermediaria! Assim regularia o preço proximo da SE e não da Titanium! Receptividade de pagar R$72000 num Fiesta? Desculpa.. ele é seguro sim e tem varias coisas… mas a esse preço não dá.

        • João Cagnoni

          Pode parecer até brincadeira o que vou dizer, mas é sério, é a minha opinião como consumidor. Se esse Fiesta custasse metade do preço (36k 0km), nem assim eu trocaria de carro.

          • Edson Fernandes

            Eu já pensaria com muito carinho em te-lo como meu segundo carro (na verdade carro de dia-a-dia) e deixaria meu sedan para viagens e passeios.

            Agora eu prefiro ter um 408 de R$75990 (que dá para negociar a 72000) do que ter esse Fiesta.

    • Edson Fernandes

      Pior né…. aí depois a fabricante diz “que não deu certo” porque brasileiro “é preconceituoso”.

      Todo mundo quer, mas a esse preço?

      “Ah mas será a versão de topo…” Ta caro.

  • Gustavo

    Uau, como a Ford não sabe vender carros.

    • CharlesAle

      É só uma versão cobaia…

    • th!nk.t4nk

      Quem sabe é a GM, que coloca no Onix só motor pré-histórico e racha de vender.

      • Edson Fernandes

        Por R$33990 em promoção? Opa… bem diferente de R$72000 né?

        Em outra promoção (1.4 pelo preço do 1.0) aqui em SP, ela vendia por R$38990. Nesse preço nem mesmo C3 ou 208 de entrada existe. (que são inclusive superiores é claro)

        • João Cagnoni

          1.4 com preço de 1.0 ou 1.0 com preço de 3.0 v6? rsrs

          • Edson Fernandes

            hehehehehe

            Ainda assim, dá para entender porque o Onix vende muito bem. Ele consome e anda menos que outros 1.0 (apenas em 0-100 que não) só que o preço permite que se possa ser uma escolha principalmente porque com 33000 tem muita coisa no mesmo nivel ou até pior.

            Cara… eu andei de Gol Uber (pool) ontem. Eu escolheria o Onix no lugar facilmente. Como andei nessa semana em um HB20 atualizado, ele ficou mais confortavel ainda que seja mais apertado que Onix. Ele sim pode ser escolha junto do March que gostei tbm (do motor 3 cilindros e outro uber…rs)

            • João Cagnoni

              Estou chegando a quase 50 viagens no Uber. Além de ter economizado por não precisar pagar estacionamento, tive a chance de conhecer melhor vários carros diferentes. Eu gostei do câmbio de 6 marchas do Ônix, mas o carro se arrasta com o motor 1.4, parecendo o Civic 1.8 em baixas rotações. Uma vez peguei uma Meriva Easytronic, o motorista acelerou em uma subida de rodovia, o carro deu um tranco tão forte que meu pescoço quase bateu no banco da frente. Eu não levava a sério a questão do tranco no Easytronic, mas depois desse dia, vou começar a confiar mais nos comentários da internet. Outra coisa que tem acontecido é que ao chamar o UberX às vezes aparecem carros melhores que no Black, talvez por causa do ano.

              • Edson Fernandes

                Te explico: Uber black tem menos saida e, no UberX se concentra a maioria das viagens junto do Pool. O ganho por quantidade é maior se comparado em “qualidade” já que ter um melhor carro é motivo de avaliação (porque no Brasil o pessoal não sabe avaliar o serviço, avalia o que se passa dentro do carro).

                Eu já passei essa quantidade faz um tempinho…rs

                E deu para ter a noção de quais carros eu teria e outros não. Aí percebo que os “micos de mercado” tem sido os carros que mais gosto…rsrsrss

                Cara… ao contrário das avaliações, eu achei o March 1.0 3 cilindros muito agil. O cara subiu com o carro cheio (4 pessoas + condutor) com uma sobra de motor em um aclive perto de casa que fiquei impressionado! Como o revestimento do march é sensivelmente inferior a varios compactos, deu para ouvir em um giro um pouco mais alto, o ronco do 3 cilindros que lembra uma versão reduzida de um 6 cilindros. Já o ka nesse aspecto de ruido é exemplar, porém… tudo bate dentro do carro!

                Gol, Ka e Palio, corro porque tem uma ou outra caracteristica que não gostei de longe.

                Carros que tendo um pormenor são agradaveis: Onix, March, C3…

                Onix tem tudo para fazer sucesso, só precisa de motores melhores… outro que dá mto certo para UBer é Etios.

                E sim… tive a mesma impressão do Onix automatico… parece que esta no limite em qualquer marcha… literalmente não tem sobra de potencia. Engraçado como deve ser para vc, é voltar aos médios e perceber a qualidade de rodagem né?

  • Leonel

    NA, esse valor é com o PF ? Apenas pergunta de curioso.
    “SEL será vendida com preço de R$ 58.790 com câmbio manual e R$ 64.990 com câmbio PowerShift” mais de R$6 mil por um câmbio problemático ? Estão de sacanagem, né ?

    E esse motor que era para substituir praticamente toda a gama 1.6 vem como topo de linha, custando R$72 mil. Estão de sacanagem, né Ford ? Aí vou de uma vez com 208 GT. É, estou começando a achar que o Golf TSI 1.0 vai vir barato perto desse NF, pura decepção !

    • The Dark Side Of The Moon

      Decepção total.

    • Rafael

      o câmbio é 3 mil, só que o cliente paga o segundo câmbio que vai trocar aos 20 mil km adiantado, kkkk

      • Thales Sobral

        Então tô no lucro, pois já estou no 3º kit de embreagens! rsrsrs

        • The Dark Side Of The Moon

          Sério que você já está no 3 kit de embreagem? O problema sempre volta né? Uma bomba esse câmbio.
          Eu já teria vendido o carro no primeiro kit.
          Abraços.

          • Thales Sobral

            Sério, o negócio é bruto! rsrsrs
            O pessoal lá da concessionária é bem solícito em verificar o problema e nunca colocaram nenhum entrave (que sorte), mas minha experiência sobre a durabilidade dessa embreagem não é boa não.

            • Gustavo73

              Que M…

              • The Dark Side Of The Moon

                Gustavo, o powershift tá indefensável. Se vc entrar na página oficial do Focus no Facebook vai ver dezenas de reclamações em todos os posts, inclusive dos novos 2016. Tá cheio de dono de Fastback com câmbio com superaquecimento, pane, travamento, trepidação… É o carro foi lançado faz pouco tempo!
                Dá até pena de alguns donos que gastaram quase 100 mil no carro e não podem usufruir por causa do câmbio.

    • CharlesAle

      E quanto vc acha que a VW venderia um Fox TSI?? Com certeza mais caro que o Fiesta..

      • Leonel

        Não importa, não muda o fato do Fiesta estar caro, absurdamente caro, diga-se de passagem.

  • Alexandre Maciel

    Por isso que não vende. Basta olhar quantos desse carro a Ford consegue vender. Como se não bastasse o interior nada avantajado,pelo visto ela vai renomear as versões (a SE atual provavelmente deve ser a SEL), apenas substituindo o motor da versão S. E aí, o novo SE virá sem TCS e ESP? Sem ar digital? Acredito que sim e com isso ela fará o favor de causar tormento na linha, vez que, não apenas a versão caracterizará a opção do consumidor, mas também o ano de fabricação.

    No mais, colocar o 1.0 apenas no Titanium Plus é de uma inutilidade sem igual. Eu nunca vi esse Plus rodando por aqui e, honestamente, acredito que ninguém, no momento, compraria esse carro por esse preço.

    p.s.: essa propaganda do SANDERÃO, invasiva e exagerada, está se tornando ridícula. Coloquem numa janela lateral. Eu sei que o blog precisa dos patrocinadores mas esse maldito pop up surgindo na tela beira a estupidez.

    • celtiberian

      Alexandre, acho que não vão tirar equipamentos da SE. Vai ser como no Focus, que antes tinha a versão S, mais pelada, e agora parte da SE, com bem mais coisa.

      • Alexandre Maciel

        Se puserem mais coisas na atual SE ela vira Titanium, não? O SE não tem controle de cruzeiro, couro e air bags adicionais, além de aros 16″. Saindo o S do portfólio por conta da incorporação do motor 1.6 em todas as versões (exceto tit. plus), o que vão colocar no atual SE, futuro SEL? Ou o que colocarão no Titanium para diferenciá-lo do SE atual?

        Eu acho que vão mudar só o nome do atual SE e nada mais. Será SEL do mesmo jeito que é hoje, enquanto o atual S passará a ser SE apenas porque receberá o motor 1.6, continuando sem TCS, ESP, ar digital, hill holder, repetidores de seta, etc…

        • Edson Fernandes

          Alexandre, vamos ver como será o posicionamento.

          Acredito que será assim:
          1.6 SE
          1.6 SE Powershift
          1.6 SEL
          1.6 SEL Powershift
          1.6 Titanium (com powershift)
          1.0 Titanium Plus (com powershift)

          Então dessa forma a espertona da Ford reposiciona os preços para eliminar as versões 1.5 e deixa no “lugar” o KA 1.5.

      • PEDAORM

        Não foi bem assim, a antiga SE (pre-facelift) vinha bem mais completa que a atual SE do Focus, mas realmente a nova SE já é melhor que a antiga S que você citou.

        • The Dark Side Of The Moon

          Exato. A nova SE tem 2 airbags, bancos em tecido, ar manual, nao tem sensor de estacionamento, não tem piloto automático…a antiga SE tinha 4 airbags, ar digital, bancos de couro, sensor de estacionamento…a antiga era bem mais completa.

    • Marco Antônio

      E está travando o site que é uma beleza. E como está travando. Cuidado para não moderarem o seu coment.

      • Alexandre Maciel

        Bem… acho que não podemos deixar de externar insatisfação quando há algo inegavelmente incômodo na página.

        • Marco Antônio

          Concordo.!

  • No_Name

    O SEL pelo menos já terá um pacote completo com 7 airbags e os ítens que já haviam no SE 1,6 atualmente. Está com um bom custo benefício, se for comparar a concorrência e está com preço menor que o do Titanium ou Sport de hoje.

    • Edson Fernandes

      Mas não mudará nada. O preço continuará o mesmo do Titanium com nomenclatura diferente. Lembrando que antes a nomenclatura topo de linha da marca era justamente SEL.

  • Guilherme Batista

    Motor menos potente e que paga menos impostos do que o 1.6 e mesmo assim o carro vai vir mais caro…. Sem palavras pra dona Ford. Pirou de vez

    • Cell

      Só a montadora que se beneficia com isso. O consumidor que se dane.

      • th!nk.t4nk

        Tá, mas esse 1.0 Ecoboost é mais caro que o 1.6 atual. Isso é fato. Mesmo pagando menos impostos, ele ainda sai mais caro. Some a isso o fato de ser importado, e o resultado é esse aí.

    • celtiberian

      O motor vem importado. Com issoo carro fica mais caro, mesmo pagando menos IPI. Isso dito pelo engenheiro de suprimentos da Ford que trouxe o motor. Infelizmente nosso país é um lixo fechado, isolado do mundo, quase tudo que é importado fica inviável. Mais barato só quando for feito aqui.

      • E lembrando que a cavalaria do motor não é o único critério quando se trata de um motor turbo x atmosférico.

        • João Cagnoni

          Sim, mas o torque + potência define o desempenho de um motor. Não dá pra imaginar que a força vem do além.

          • Torque + potência? De onde tirou essa fórmula?
            Caramba João, gosto dos seus comentários, mas não seria melhor estudar um pouco mais antes de escrever algumas coisas para não passar vergonha?
            E se eu te falar que torque é apenas uma referência? Ou mais: A única coisa que importa é a potência, porque ela que move a massa de um lugar para outro. O valor de torque em uma determinada rotação servirá para indicar qual a potência disponível naquele momento, e é essa potência que irá mover o carro.
            Dúvidas? Google, procure por “Potência torque” e pegue o primeiro resultado. É do Bob Sharp.

            • João Cagnoni

              É ao contrário, a potência é um dado calculado a partir do torque e rotação. Tentei simplificar as coisas, mas quem devia estudar é você.

              • Não, não é o contrário. É exatamente o que eu escrevi e se procurar no Google o que eu falei iria confirmar. Ontem eu fui atrás da informação para mostrar que ao contrário do que você disse, o Clio freava mais que o Focus (Que seja um empate, mas você falou que um Focus usado, com peças desgastadas pararia em muito menos tempo. Claramente não sabia o que falava. Um Focus zero e atual tende a parar na mesma distância com o Clio. Com certeza é daquele que acredita que carros melhores duram mais). E esse cara que chuta as coisas (Na melhor das hipóteses. Não quero falar que você mentiu para defender seu ponto de vista) fala para eu estudar. Eu fui atrás de conhecimento para provar que você estava errado. E você que além de demonstrar desconhecimento, agora mostra uma arrogância, acha que quem tem que estudar são os outros? Típico da internet mesmo.

                • João Cagnoni

                  Não foi isso, mas quem me mandou estudar primeiro foi você. Na minha concepção é óbvio que o torque é a força que um corpo exerce sobre outro, isso se mede com uma “balança” que nada mais é do que o dinamômetro. Como você quer medir potência? Isso não existe, não estou defendendo o meu ponto de vista apenas porque acredito, mas pra mim isso é óbvio. A fórmula de cálculo de potência existe em qualquer lugar, não é possível medir diretamente sem saber a rotação e o torque. Quando você vier pra SP, traz um Clio, eu faço uma curva a 160km/h no meu carro e freio no meio dela, aí você faz o mesmo no Clio. Meu carro nem tem ESP, mas já aconteceu comigo e o carro reagiu muito bem. É loucura quando você fala que um Palio ou Clio tem o mesmo comportamento dinâmico que um sedan médio. Tenho um conhecido que tem um Puma GTS, vou falar pra ele vender o carro porque tem Clio 0km que faz mais curva e freia mais que o carro dele! Idem pra outro amigo com uma 328i 1994! O Palio (ano 2010 0km) já quase me matou algumas vezes, enquando meu C4 2007 com 130 mil km já me salvou de vários acidentes, não dá pra comparar os 2 carros em nada, até no consumo o C4 é melhor, é inacreditável que alguém defenda a estabilidade de um Clio 0km no lugar de um Focus. Não tenho nada contra a Renault, muito pelo contrário, o Megane Grand Tour foi um dos melhores carros de sua época, assim com gosto muito do Fluence que já até dirigi em Interlagos, não tem nada a ver com o Cliozinho.

                  • Cheio de conjecturas e de mentiras tentando colocar palavras na minha boca que não foram ditas. Risível. Você pensa que as pessoas são o que? Acha que vai enganar alguém? Qualquer um com o mínimo conhecimento de português conseguirá perceber seus equívocos. E eu ainda vu ajudá-los:

                    “…ão foi isso, mas quem me mandou estudar primeiro foi você. Na minha concepção é óbvio que o torque é a força que um corpo exerce sobre outro, isso se mede com uma “balança” que nada mais é do que o dinamômetro. Como você quer medir potência? Isso não existe, não estou defendendo o meu ponto de vista apenas porque acredito, mas pra mim isso é óbvio. …”

                    Assim como era óbvio que o Focus parava antes do Clio, certo? Hahah… Ou é óbvio que quem compra Golf Tsi não conseguirá pagar outras coisas. Porque em vez de bater no peito e falar que não precisa aprender, você não vai atrás do link que te falei? Ou então tenta responder isso. Se potência não quer dizer nada, então porque calculá-la? E quanto torque você precisa para levar um carro de mil quilos a 40 km/hora no plano. Aí você irá perceber a “cilada” do seu raciocínio.

                    “… A fórmula de cálculo de potência existe em qualquer lugar, não é possível medir diretamente sem saber a rotação e o torque. …”
                    Sim, eu sei. Mas parece que você não sabe que as pessoas não teriam motivo para calcular potência se o torque já desse a resposta.

                    “…Quando você vier pra SP, traz um Clio, eu faço uma curva a 160km/h no meu carro e freio no meio dela, aí você faz o mesmo no Clio. Meu carro nem tem ESP, mas já aconteceu comigo e o carro reagiu muito bem. É loucura quando você fala que um Palio ou Clio tem o mesmo comportamento dinâmico que um sedan médio..”

                    Poderia copiar e colar aqui onde eu escrevi isso? Uma dica: Não perca seu tempo, não vai conseguir. Jamais diria isso, e você está mentindo tentando colocar palavras na minha boca. Não falei em comportamento, falei em frenagem, e você com uma arrogância tentou vender uma verdade absoluta que a AutoEsporte desmentiu. E aí? Ficou quietinho depois disso… Nenhuma palavra sobre frenagem. Mas em condições normais, um médio terá um comportamento dinâmico melhor. Um Focus de 30 mil está em condições normais? Quem garante, você?

                    “..Tenho um conhecido que tem um Puma GTS, vou falar pra ele vender o carro porque tem Clio 0km que faz mais curva e freia mais que o carro dele! Idem pra outro amigo com uma 328i 1994!..”

                    Novamente: Onde eu escrevi isso? E sinceramente, todos os Pumas que vejo andando e todas as 328i que vejo (Que geralmente não estão andando), perderiam em estabilidade até para o finado Palio Fire. Não adianta mentir, quem está passando vergonha é você. Qualquer um com um mínimo de compreensão do nosso idioma entendeu o que disse.

                    “… O Palio (ano 2010 0km) já quase me matou algumas vezes”… Carro não mata ninguém. Você deve ser mais um que quando perder um parente assassinado por arma de fogo, vai processar a arma e não quem puxou o gatilho. Ah, isso é só um exemplo, certo? Não desejo a ninguém isso. Se um carro quase te matou, e ainda diversas vezes, ou você não sabe dirigir ou é irresponsável. Não há outras hipóteses. E idem para seu C4: Se o seu carro já precisou te salvar diversas vezes, você não deveria ter permissão para dirigir.

                    “…é inacreditável que alguém defenda a estabilidade de um Clio 0km no lugar de um Focus..”
                    Focus usado e em condições desconhecidas. Porque não completou a frase?

                    “…Não tenho nada contra a Renault, muito pelo contrário, o Megane Grand Tour foi um dos melhores carros de sua época, assim com gosto muito do Fluence que já até dirigi em Interlagos, não tem nada a ver com o Cliozinho….” Isso eu sei. Seu problema é de coerência. E um problema do estado alguém que quase morre diversas vezes em um carro e precisa que o outro os salve tantas vezes ter permissão de dirigir.

                    • João Cagnoni

                      1- Você disse que o torque era calculado e eu disse que a potência era calculada, não falei em nenhum momento que potência não é importante. 2- Você disse sim que um Clio 0km não devia em nada para segurança de um Focus “sabe-se lá em qual estado”. Já que você invocou a palavra coerência, use-a. A parte da frenagem começamos a discutir depois disso. 3- Realmente a Auto Esporte confirmou a mesma distância de frenagem para os dois modelos, mas ainda não estou convencido, pois uma outra matéria de 2008 da Auto Esporte mostra a frenagem do Clio 80-0 em 34,2m, e o carro não recebeu atualização nos freios. Outros veículos de mídia (o Auto Esporte não avaliou) mostram uma distância de frenagem de 25m a 80km/h para o C4 Pallas, o que dá uma enorme diferença para os 34,2m do Clio, e de fato senti um abismo na frenagem do Palio pro C4. Posso ter errado em generalizar os sedans achando que o Focus freia igual o C4 Pallas. Fato é que meu carro gruda no chão quando freio, parece que foi ancorado. 4- Com 30 mil km e 2 anos de uso meu Palio já quebrou os batentes. Quanto tempo dura esse carro 0km em perfeito estado que você tanto defende? 5- Eu estava a 90km/h (dentro do limite) com o piloto automático ligado e um motoqueiro jogou a moto na frente do meu carro. Você acha que nunca vai sofrer acidentes? No meu Palio eu estava bem distante do carro da frente, um Taxi me fechou e estava chovendo, o carro não parou, mesmo eu estando devagar e com uma boa distância. Poderia ter evitado se andasse a 100m do carro da frente, mas na prática é inviável. 6- Não sou do tipo que culpa armas quando um parente morre, mas aqui em casa temos cerca elétrica, se ela não funcionar quando um bandido entrar eu vou meter um belo processo no fabricante. 7- O Palio não cumpre o que promete, que é o transporte em passageiros em segurança. Não adianta falar que andando devagar nada acontece, pois na prática não é assim, nossa rua ta cheia de bêbados e motoqueiros sem noção, além de outros motoristras irresponsáveis, é vital que um carro responda adequadamente quando requisitado.

      • Edson Fernandes

        Considerando fabricantes como a BWM ou a propria VW, vimos que o Golf ficou mais caro ao ser nacionalizado. Tanto que o MSI 1.6 custa hoje o mesmo que o 1.4 highline quando chegou aqui (na verdade R$2000 mais caro)

        • João Cagnoni

          E o 1.0 vai custar mais caro que o 1.6, aumentando todas as versões.

      • Guilherme Batista

        Sou muito cético quanto a isso, a redução do IPI incide no carro inteiro, se pegar a versão titanium at vai ser mais de 4 mil reais de redução de preço só no valor total do carro. Se adicionar o aumento de 2 mil reais para a nova versão, fica uma diferença de 6 mil reais.

        Não acredito que esse motor custe 6 mil a mais do que o 1.6.
        Alias se entrar no site da Ford da inglaterra, vera que o carro equipado com motor 1.6 é mais caro do que o 1.0.

    • matheusguila

      Cara, não subestime essa nova linhagem de motores turbo… A potência pode até ser menor, mas o torque é superior e disponível em rotações bem baixas, fazendo com que esses modelos sejam mais rápidos em comparação com as versões aspiradas.

      • João Cagnoni

        Sim, seria bom e vantajoso se viessem custando a mesma coisa. Mas como custam mais caro, ficam “elas por elas” e as vantagens do motor turbo desaparecem.

        • Edson Fernandes

          Além do que, toda essa vantagem inicial do turbo em economia será pago em manutenção.

          • Gustavo73

            Mas não acho que a manutenção será mais cara. No Up a diferença é irrisória na preventiva. O grande custo seria na injeção direta e no turbo. Que não devem dar problemas.

            • Edson Fernandes

              Gustavo, o que pega será na hora de manutenções de peças para o motor mesmo.

              A revisão em sí é barata. Mas o proprio desenvolvimento de sistema de arrefecimento dele é diferenciado.

              Mas enfim, são coisas que ao menos no inicio tendem a ser mais caras. O que eu não concordo é que eles conseguem a contra partida entre os motores (inovação e modernidade vs motor já desenvolvido e usado no mercado, e aí a maior taxação d eimposto para um e menor para o outro).

              Se reparar, até menos peças moveis terá no 1.0 Ecoboost. Logo, dá sim para traçar um paralelo. Como a empresa é participante do Inovar Auto, há beneficios fiscais para o produto importado que inicialmente ela não paga mais caro para sua importação desde que atenda ao prazo exigido pelo programa. Lembrando ainda que ela já possui o memso motor no ka sem o turbo e injeção direta, logo o passo para nacionalização não é tão longe assim para sua adequação ao mercado.

              Só acho que se ela não tornar o motor flex, poderá refletir contra ela mesma, ainda que na pratica o motor monocombustivel possa ser mais economico.

              • Gustavo73

                Achei que os benefícios eram só para o carro, não imaginava em partes dele.

          • João Cagnoni

            Sim, manutenção direta e indireta (mecânico que não sabe mexer).

        • matheusguila

          Claro, olhando pelo preço esses motores turbos, mesmo com a redução dos impostos pelo fato de serem 1.0, acabam não sendo vantagem…

      • Guilherme Batista

        Não estou subestimando, conheço bem esse motor que é realmente fantástico, fiquei sem palavras ao poder dirigir um Fiesta com esse motor.
        Minha critica é sobre o aumento absurdo de preço sendo que paga menos imposto

        • matheusguila

          Concordo contigo. O valor cobrado que eles cobram por ele está muito absurdo. E pensar que o golf 1.4 tsi foi lançado por um valor bem próximo…

    • Gustavo73

      O motor não é menos potente ambos tem 125cv na gasolina. Paga menos IPI, mas tem custo maior de produção e nesse caso é importado.

      • CharlesAle

        E com a vantagem do excelente consumo( espero)…

        • Gustavo73

          Será estranho se não for assim.

      • Guilherme Batista

        Não sei não.
        Essa história não me convence. O IPI para carros acima de 1.0 é de 13%, para 1.0 é de 7% uma diferença de 6% o que daria uma redução de 4 mil reais sobre o carro inteiro (Considerando o Fiesta Titanium 1.6 At com preço sugerido de 69490 reais).

        O modelo com o motor Ecoboost, virá custando pelo 72 mil, o que aumenta a diferença pra mais de 6600 reais.

        Eu duvido muito que a diferença de custo de fabricação mais o custo de importação justifique esses mais de 6 mil reais.

        P.S: quando eu disse menos potente, eu só estava lembrando da potência no etanol, realmente havia me esquecido da potência com gasolina.

        • Gustavo73

          Não existe mais Titanium essa foi substituída pela SEL, Agora existem a Titanium plus 1.6 e 1.0T.
          A Titanium Plus será vendida tanto com motor 1.6 (R$ 70.690) quanto com o novo 1.0 turbo (R$ 71.990), sempre com a caixa Powershift. A diferença é de 1300 reais.

          • Guilherme Batista

            A cara, as contas estão todas ai no comentario anterior, você entendeu o que eu quis dizer.

  • Wagner Lopes

    70K em um Fiesta…tá indo bem…..

  • Lucas086

    Verdade que esse motor não vai ser flex? E como ainda lançam com o Powershift? Que Ford é essa… agora, uma versão 1.6 por 51.990 não é muito ruim, dependendo dos equipamentos. Esse motor 1.6 é bom e até econômico, se vier com os mesmo equipamentos da SE 1.5, vai ser muito bom.

    • Mauro

      O P.Shift é uma versão europeia muito mais moderna pois o vendido no Brasil ñ comporta o Ecoboost. Abraços. Mauro.

      • Gustavo73

        Mauro não vejo o porque disso, a potência é a mesma do 1.6 e a diferença de torque não é tão grande. E se fosse por isso era só usar o fo Focus 2.0. Lembrando que o PS já é importado.

      • Zoran Borut

        A Getrag só fabrica uma versão do Powershift para essa faixa de torque, está no próprio site da Getrag. Para o Focus e outros modelos Ford mais potentes é outra versão. Tem um cara que fica dizendo nos comentários por aí que o Powershift é fabricado pela BorgWarner em Campinas, mas a verdade é que a BorgWarner só fornece o módulo, não o sistema completo de dupla embreagem.

    • CharlesAle

      Por isso acredito que a Ford hoje tem plena confiança no equipamento(PS)..Senão, ela não manteria um equipamento que só a faz ter prejuízos..

      • Tygra

        Vc disse tudo. Caso a Ford não confiasse no câmbio simplesmente tirava ele de circulação. Mas pelo contrário, ela só faz ampliar a gama de modelos com powershift, recentemente ela passou a oferecer a Ecosport com esse câmbio para o mercado peruano. Isso sem falar que hoje esse câmbio equipa o Focus, que é o carro mais vendido do mundo pela Ford. Eu tenho um New Fiesta 2013/1014 com esse câmbio e nunca tive qualquer problema com ele. Na verdade, eu considero esse câmbio uma das melhores coisas do carro (e olha que ele tem inúmeros pontos positivos). Nesses dois ano e meio em que estou com o carro só tive dois problemas: um na bomba de combustível e outro num motor elétrico do ar condicionado. No dois casos a Ford fez a substituição dos componentes dentro da garantia, no resto é só alegria e satisfação.

        • é, a VW refugou e tirou o DSG do GOLF… por corte de custos ou por não confiar, eis a questão!

          • Gustavo73

            Na minha opinião custos. Mas pelo menos ela reduziu os valores. Ela cobrava 7 mil pelo DSG hoje pede 5 mil pelo Tiptronic.

            • Sei não, cara. Participo do grupo de GOLFno facebook, e a quantidade de relatados de falha/ quebra/ troca de mecatrônica é bem significativa.

              Pelos relatos, os proprietários do Golf parecem que já esperam que quebre, eles falam “chegou o meu dia”.
              “cambio travou e não engata mais a ré”.

              • Gustavo73

                O que é estranho já que não vemos isso pelo mundo. Na Europa é super elogiado mesmo o dsg7 à seco.

                • Sim. Há quem acredite que o problema são as nossas ruas esburacadas que esmerilham a mecatrônica.

                  • Gustavo73

                    Nos banhados à óleo esse problema não parece acontecer. Olha que aqui no Rio no asfalto está bem ruim mas quem eu conheço com o DSG não reclama até ag.

                    • Quais são banhados? GTI, JETTA e FUSCA?

                    • Gustavo73

                      Todos que usam o 2.0tsi tanto na VW quanto na Audi usam o DSG de 6 marchas banhaa óleo (na verdade a outra também tem óleo mas é bem menos). Existe também uma DSG 7 banhanda a óleo aqui usada na Q3 tanto na 1.4 quanto na 2.0Tsi.

              • The Dark Side Of The Moon

                Na página oficial do Focus no Facebook tem dezenas de reclamações de powershift trepidando, superaquecendo e travando em TODOS os posts. E os proprietários mandam fotos das mensagens “Transmissão com defeito procure serviço” entre outras quando o câmbio trava. O pior é que muitos são dos novíssimos Focus 2.0 2016, principalmente Fastback.
                Sem duvidas isso assusta.

                Não vou falar da página do Fiesta porque é um show de horrores. Quase um “Reclame Aqui do seu powershit”.

        • Leandro

          Concordo. Esses críticos nunca nem dirigiram o carro e saem por aí reproduzindo o que ouviram dizer. Se o cambio estivesse com tanto problema assim a Ford tiraria ele de produção. Na audiência do Procon de Mg sobre o cambio foram 40 pessoas. O que isso representa no universo de carros vendidos com ps?

  • The Dark Side Of The Moon

    Preço simplesmente ridículo. 72.000 reais em um fiestinha 1.0 turbo? Completamente sem noção.
    Detalhe: vi aqui que só vai ter opção com o super-problemático powershift. Sem opção de câmbio manual. Bola fora da ford, os consumidores fogem desse câmbio como o Diabo foge da cruz.

    • Mauro

      P.Shift tem vários modelos. Ao que qualquer um sabe na Europa o Ecoboost ñ aceita esta antiga versão que equipa modelos brasileiros atualmente. A esperança é que a Ford vá trazer o P. Shift mais moderno que vemos nas versões europeias. Abraços. Mauro.

    • Mr Andrey

      Quanto ta o hb20t ?

    • CharlesAle

      E qual concorrente completo e 1.0T devo comprar e pagar bem mais barato??

      • The Dark Side Of The Moon

        Não adianta, amigo. O mercado recusa o powershift, isto é um fato. Olha só as vendas do Fiesta, caíram 70%.
        Até os mecânicos da Ford não aconselham ninguém a comprar carros com esse câmbio.
        A Ford deveria colocar um AT6 no lugar dele e ponto.

        • CharlesAle

          Sim. Mas o grande problema do fiesta é o Ka. Com seu excelrnte c/b… As vendas caíram depois do Ka.

  • montagner82 .

    Preço totalmente sem noção. Já que vai ser ofertado só na versão top era muito melhor trazerem o 1.6 turbo por 80k pra concorrer com o 208 thp.

  • predadordemarea .

    E tem gente esperando o novo Cerato, só porque tem motor 1.6 por 70 mil.
    Sonha, vai sonhando mesmo, mas sonha muiiiito…..
    O SUV da Nissan com motor 1.6 passa dos 90 mil reais.
    Pode vir do méxico, pode ter motor 1.6, pode ter motor 1.0T…..
    Seja um SUV mais completinho ou um carro médio mais equipadinho, vão partir de 90 mil reais.
    Pode anotar aí.

    • Mauro

      O preço é um abuso. Jamais compraria um carro popular nesse valor. Abraços. Mauro.

      • predadordemarea .

        Os preços estão numa escalada impressionante.
        Nem sei onde isso vai parar.

        • celtiberian

          A inflação de preços está em uma escala impressionante. Se pegar 5, 10 ou 20 anos de horizonte, vai ver que os carros sobem menos que a inflação.

        • CharlesAle

          Preços subindo e poder de compra despencando!! É o típico quadro dos anos 80!! Parabéns à aqueles que conseguiram esse feito depois de 13 anos….

          • Daysan Medeiros

            Anos 90 carro era caro do mesmo jeito… o problema que tivemos um controle pelo mercado dos preços por uma década… na crise as empresas aproveitam para terem lucros maiores que os custos… isso acontece na inflação de oferta ou custos, onde o poder do oligopólio (danoso ao consumidor ) permite as empresas aumentarem seus preços acima dos custos… mais lucro.
            Não é quadro dos anos 80… basta analisar os preços desinflacionando os mesmos… essa é a realidade de nosso mercado… somos explorados por empresas e governo… n espere que outro governo entrando vc vai pagar preços menores ou vai ter carros equiparados a Europa ou Eua.

  • Hugo Leonardo

    É a Ford ajudando ajudando a Hyundai a se consolidar entre as 4 grandes.

  • É isso mesmo? 6,2k em um câmbio automatizado? Ou a SEL com esse câmbio tem mais itens que justifiquem o aumento?

  • Fábio

    Ahhh como eu queria uma marca “salvadora” que oferecesse 1.0 Turbo a preços mais baixos que a concorrência. A VW fez com o Up! mas este está ficando cada vez mais caro.

    • cepereira2006

      20 mil reais a menos que este Fiesta. Claro que o Fiesta é mais equipado. Mas são 20 paus.

    • Bernardo Figueiredo

      Tem o HB20 também, não tem injeção direta mas já é bem interessante o preço intermediário entre 1.0 e 1.6.

  • No_Name

    SE 1.6 2017 – igual ao atual com adição de encosto de cabeça e cinto 3 pontos central no banco traseiro.
    SEL 2017 – parecido com o SE 1.6 atual com acréscimo de ter todos os 7 airbags disponíveis e acabamento diferenciado.
    Titanium Plus – teto solar, central multimídia e luzes internas de ambiente, além do acabamento da versão (cromados, rodas 16″ e couro).

    • celtiberian

      Se for isso mesmo então baixou o preço do carro. Pois o 1.6 SE 2016 está mais de 57 mil.

    • Gustavo73

      Imaginei que o Titanium plus seria igual ao sedan em equipamentos.

      • Edson Fernandes

        Deveria.

  • The Dark Side Of The Moon

    Lembrando que o Peugeot 208 GT custa 78.000 com seu 1.6 THP de 175 cavalos e 25 kgfm de torque, 0 a 100 em 7,6 segundos e com acabamento muito superior e mais equipado:

    “Bem equipado, o 208 GT sai de fábrica com seis airbags, controles de estabilidade e tração, Hill Holder, ar-condicionado digital bizona, banco do motorista com regulagem de altura, câmera de ré, central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, sensores de chuva e luminosidade, volante multifuncional revestido em couro, computador de bordo, direção elétrica, GPS, pedaleiras de alumínio, piloto automático, rodas de liga leve de 17 polegadas, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e teto solar panorâmico.”

    • Daniel Saraiva Vila Nova

      Eu acho que jájá o Peugeot 208 GT vai ter um reajuste de preço! Eu acho que os lançamentos estão vindo caros pq já estão com preço atualizado ao dólar…

      • Lucas Zatta

        Mas o dólar esta caindo Daniel.. 3,35 na cotação de hoje..
        Não da pra justificar um absurdo desses.. Ford perdeu o juizo..

        • Daniel Saraiva Vila Nova

          Mas tá caindo agora… Existe todo um estoque que está sendo feito ainda com o dólar alto. O reflexo de um dólar de hj só aparece em meses dependendo do produto…

          • Pedro Rocha

            Além disso, os importadores trabalham com um valor médio do dólar, não com a cotação do dia.

    • Mauro

      Ñ podemos ver o acabamento desse modelo em questão. Se vier como o atual é ruim. Abraços. Mauro.

    • celtiberian

      Esse Titanium 2017 vai ser melhor equipado que esse 208. O atual já tem em coisas como keyless entry, etc. O novo vira mais equipado.

      • Gustavo73

        O 208 tem Ar-condicionado digital dual zone, sempre tem alguma coisa que um tem e outro não. Mas o 1.6THP é equivalente ao 1.5 Ecoboost e não ao 1.0.

        • The Dark Side Of The Moon

          O 208 tem teto panorâmico, ar dualzone…além de um acabamento muito superior, além de um aspecto de qualidade interior, coisa que o fiesta não tem.
          Alem disso, o 1.6 THP de 175cv dá ao carro um desempenho muito superior ao 1.0 ecoboost de 125cv do fiesta.

      • Fiesta nunca vai ter um acabamento do 208.

    • cepereira2006

      E tem câmbio AT?

    • Matheus_P

      Masssss, é manual. Pra mim, otimo, mas como estrategia de vendas pro publico em geral, um desastre

      • Gustavo73

        É uma versão esportiva não vejo problema em ser manual.

    • CarlooW

      Ao preço que a Ford BR está pedindo pelo Fiesta 1.0 Ecoboost parece que não quer vender o carro. Desse jeito vai enterrar de vez.

      Quanto ao 208 GT chega caro também, mas para quem reconhece seus atributos fica o julgamento se vale ou não.

      Na minha humilde opinião, só o conjunto mecânico 1.6 THP AT6 já me convida a estender as mãos pela chave do hot hatch.

      • Gustavo73

        O 208 GT é MT.

        • CarlooW

          Ou seja, do jeito que o purista gosta!

          • Gustavo73

            Em um esportivo deveria ser assim.

  • EuMeSmObYmYsElF

    vai Brasil!

  • Lucas Furtado

    Eu entendi certo, 7k a mais apenas pelo motor turbo em comparação com titanium 1.6?

    • Guilhe

      Entendeu errado.

      “Quem quiser pagar um pouco menos pela versão Titanium Plus pode levar o modelo com motor 1.6, pagando R$ 70.690”

      • Gustavo73

        Mas acho que esse preço é na versão manual.

        • José Eduardo D’Acampora Guazzi

          Faz tempos que não tem mais versão Titanium Manual.

          • Gustavo73

            Que tinha sido trocada pela Sport. Que parece que sai de linha. Por isso imaginei a vokta da Titanium manual.

  • Racer

    Kkkkkkk……esta Ford é uma piada de mal gosto….

  • Daniel Saraiva Vila Nova

    Eu acho que eu to entendendo o pq dos carros lançamentos estarem tão caros. É que eles já vem com o preço atualizado com a situação econômica do país. Creio também que esses lançamentos como motores pequenos com turbo estão com preço alto pra chamarem atenção de algo tecnológico, se vierem baratos não vão dar valor… Não sei, só uma teoria…

  • Walter Augusto

    71990,00…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • invalid_pilot

    Pelo menos é moderno, tem carro 1.6 aspirado com 114 poneis malditos de 93k sendo lançado ai e a galera aplaudindo

    • “Perguntador”

      Qual carro?

  • Jackson A

    Sinceramente… e tem quem espere[e realmente acredite] que hb20 seja lançado por 45, corolla por 75, cruze por 90.

  • Walter

    Peugeot 208 GT ta parecendo super custo beneficio comparando com o New Fiesta Turbo.

  • Tosca16

    Depois que a Ford se afunda não sabe o porquê; todo mundo tá esperando este motor, poxa, ela sabe disso, não é barato, sim, não é, mas bem que poderia vir em mais versões .

    • CharlesAle

      Mas por enquanto é apenas uma versão “cobaia”.Tanto que ainda mantém o 1.6 normalmente..Esses primeiros 1.0T é para testar receptividade,além de outras coisas, como possíveis ajustes mecânicos, falhas etc..É o mesmo que a VW fez com o Fox 3 cilindros à época..

      • Tosca16

        Vamos esperar para ver; acho que pela parte do testar receptividade até concordo, pois não deixa de ser uma nova opção, entretanto é de conhecimento de todos a expectativa positiva quanto a estes motores, agora sinceramente numa linha de motores que tem já bastante tempo de mercado e inúmeros testes tentar acertar possíveis ajustes finais já com o modelo em comercialização acho muita da sacanagem com o consumidor, entretanto não duvido não que somos cobaias das empresas .

  • Duh

    Depois vende pouco e culpa a crise.

  • Mauro

    Muito caro. É um Fiesta ñ um Ford Focus minha gente. Ao menos sabemos que Ecoboost só se alimenta do Powershift mais novo. Pelo menos ñ será um câmbio com problemas anteriores do antigo Fiesta Sigma. Abraços. Mauro.

  • DTF

    Brasil….

    • Hugo Leonardo

      Meu Brasil brasileiro…

  • The Monster Man

    KKKKK, só posso rir.

  • Deivedegc

    Nossa. Tava lanchando quando vejo essa noticia, quase me engasgo quando vejo o valor.

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Marque a resposta que você acha correta:

  • Leandro Santos

    Qualquer coisa aliada ao câmbio power shit, é uma shit.

  • Stark

    Caríssimo? Com certeza. A Ford perde a oportunidade de fazer a diferença. Mas num mercado em que o Honda Fit de 70k vende feito água, até que não está tão fora da realidade, ainda mais considerando que o nipo-brasileiro não conta com itens como ESP, ar digital e 7 airbags. Mas enquanto a Honda tem um pós venda de qualidade e o carro tem espaço interno exemplar, a Ford precisa melhorar bastante, somado ao espaço interno limitado do Fiesta, além do câmbio Powershift que está queimado, mesmo que o problema tenha sido resolvido.

    • Tosoobservando

      o Cartel trabalha assim mesmo miLord Stark, todos upam os preços la no alto, ae quando vem um e sobe pensa, ta ate barato perto de…. kkkk ah falando na sua familia, bonita guerra hein na Batalha dos Bastardos heheh (parabens a sua filha Lady Sansa)

      • Stark

        Pois é, minha filha mostrando que não é mais sonsa kkkkkk

        • Dp Som

          kkkkkkkkkk

    • Edson Fernandes

      Sabe apenas qual o problema? A percepção de produto que a marca passa. A Honda só vende mais caro porque os produtos tem uma percepção de qualidade superior. A Ford com o Fiesta não.

      O carro é super equipado e bem bonito (falando de aspectos que importam a maioria do consumidor), mas as bolas fora começam no preço, atendimento e peças.

      Coisas que a pessoa tem uma visão melhor da Honda. Além disso o Fiesta é um compacto com espaço de subcompacto. (e ainda ouso dizer que a VW aproveita melhor o espaço do up que o Fiesta)

      Ent]ao vc vai colocando na balança e a pessoa acaba em adquirir um produto inferior porém de uma fabricante que lhe proporciona um suporte em outras coisas muito superior.

      Só que para o Ford tem um agravante: Ele tem rivais mais baratos (e menos completos porém) só que com assistencia ou itens que agradam melhor o consumidor. O Honda Fit tem soluções de espaço interno, o motor é economico, o famigerado cambio CVT mal falado aqui é bem aceito qdo a fabricante é “Honda” e demonstra que o produto precisa ter todo um suporte para que se venda.

      Pode reparar inclusive que a Honda trabalha a todo vapor sem problemas enquanto Ford e outras tem bastante dificuldade atualmente. Enfim,se a ideia é mostrar tecnologia, isso eles estarão mostrando, só acoh que a versão escolhida para isso muito errada. Poderiam nessa situação então colocar no Focus a preço de Focus 1.6 (ou ligeiramente mais caro) que faria mais diferença e ajudaria ao Focus a ter mais receptividade de mercado.

      O Fiesta só está nesses preços para ela conseguir promover o ka. Só que está matando o Fiesta.

      • Stark

        Concordo plenamente.

        Uma coisa que me veio na cabeça agora: como ficarão essas versões? A versão de entrada vai passar a ser a SE, e pelo o que entendi, com motor 1.6. Será que vai manter os mesmos equipamentos do SE 1.6 2016 ou vai ser baseada na SE 1.5, com a diferença do motor? Pelo preço citado na matéria, está parecendo a segunda configuração, mas espero estar errado.

        • Edson Fernandes

          Tomara que na realidade eliminem a versão 1.5 sem apenas mudar o descritivo da versão. Mas sinceramente não sei lhe dizer.

  • Tosoobservando

    Pessoal corram para as colinas 2017 ja vai chegar bombando, citycars vao passar dos 50 mil nas versões basicas (estas nunca faltam) e hatches 1.0 super mega hiper premium turbo quase nos 100 mil kkkk Ja Corolla, Civic e cia vao custar acima de 100 nas versões basicas, anotem este comentario (novo Cruze e Civic ja vao começar em quase 100 mil ainda esse ano).

  • Eduardo Brito

    72k num fiesta? Dispenso…

  • Boris

    Powershift = casamento.
    E não é dos felizes
    Com o torque desse motor então não quero nem ver.

    • The Dark Side Of The Moon

      Casamento longo, porque as revendas refugam carros com esse câmbio. Então é torcer pra passar pra um desavisado.

      • Davi Millan

        Cheguei a ver esses dias em um feirão de seminovos dois NF. Um era mt outro powershift, ambos com a mesma km e mesmo ano, sendo que o mt estava mais caro.

  • Coffinator

    Ford BR dando bola fora, não há mais novidade nisso.

  • pedro rt

    pelo visto o fiesta tera agora somente motor 1.6 em todas as versoes exceto a titanium powershift, finalmente depois de quase 2 anos vai distanciar mais o fiesta do ka. a ford e muito lerda…

    • Gustavo73

      Distanciar aumentando muito o preço não adianta.

  • pedro rt

    72mil e dmais pra um hatch compacto 1.0 turbo… hj msm vi um golf MSI na promocao por 70mil

  • Ricardo Blume

    Uma pena! Um motor tão bem desenvolvido mas que, ao menos no Brasil, apenas poucas pessoas terão acesso, por que pagar 72 k por um Fiesta é complicado. Assim vai ficar encalhado mesmo.

  • Lucas Moretto

    Putz, coloca no focus esse motor então! Se for pra por no fiesta por esse preço tá muito caro!

  • Mr Andrey

    Hb20t ou fiesta t com cambio de barbie ?

    • Gustavo73

      O HB 20t tem números inferiores ao 1.6 Sigma não são concorrentes diretos.

      • Mr Andrey

        Nao ao sigma em relaçao ao turbo mesmo

        • Gustavo73

          O motor da Hyundai é mais simples não tem a injeção direta, ainda usa o tanquinho de gasolina e o intercooler também é mais simples em relação aos 1.0 Tsi e Ecoboost. Já a diferença entre o Tsi e o Ecoboost é na proposta e ajustes.

    • Edson Fernandes

      Olha só que interessante: Eu teria um 408 2.0 mas não teria esse Fiesta.

  • Fanjos

    Comprar qualquer carro com esse câmbio que é uma bomba relógio é suicídio financeiro, já tenho 5 amigos, 3 com Fiesta. 1 com Focus 1.6 e um com Focus 2.0 com o PS e todos tiveram problemas.
    Essa câmbio tinha que sair do mercado urgentemente para refazer o projeto

    • Alexandre Maciel

      Por isso, em 2013, eu pesquisei e peguei o já datado IB5 cuspidor de ré… hahahaha…

  • Davi Millan

    Até cogitaria um New Fiesta Ecoboost, desde que fosse manual e com preço mais decentes…

  • Leonardo Moura

    72k só por ser um “ecoboost” não ford dona #ford. UP tá barato assim! Que encalhe o estoque

  • afonso200

    1.0 turbo com cambio automatico,,,,,viu como é possivel colocar no 1.0TSI dona VW, botem 6AT no UP, e botem o 1.0 TSI em toda linha de populares

    • Gustavo73

      Não cabe no Up nem o i-motion que aguentaria mais torque usado no Gol e Fox 1.6. imagina um at6.

      • Edson Fernandes

        Gustavo a caixa do up imotion é a sq200 que é uma simplificação de funcionalidade apenas. Ela suporta sim os motores 1.6 e por culpa do cofre ser pequeno que ela não consegue colocar motores maiores.

        • Gustavo73

          Eu sei que não cabe nada diferente do 3 cilindros no Up, mas achei que os câmbios eram diferentes. O fo Up tem acionadores elétricos Bosch e o do Gol/Fox eletrohidráulicos Magnetti Marelli. Então não existe um Up Tsi i-motion por opção da VW.

          • Edson Fernandes

            Sem dúvida. Mas esses acionadores são sempre reduzidos no up. Só que com isso ele perdeu alguns funções do i-motion original.

            Um deles é o método de controle de angulação do cambio, ele é bem menos eficaz que de um Gol/Fox/Polo.

            Mas a transmissão em sí suporta maior torque sim (pense no cambio do proprio up tsi).

            • Gustavo73

              Obrigado Edson.

              • Edson Fernandes

                Que isso, estamos discutindo para chegarmos em um denominador comum ;)

          • As vezes não cabe robô+motor+turbo. Mas para quem dizia que vidro elétrico não cabia atrás e tem gente colocando….

            • Gustavo73

              Tem css colocando como acessório. Mas o cofre do Up é realmente muito pequeno.

  • Leonardo

    Esse anúncio na minha cara está muito chato, se fosse menor não me incomodaria em fechar, mas é algo totalmente desnecessário e desrespeitoso.

    • Marco Antônio

      Te força a ver a propaganda.! Uma pena que parece que Carplace morreu, pelo jeito que lá vai, vou abandonar esse site tb.!

      • Zoran Borut

        Morreu nada. Limpe o cache e os cookies do seu navegador e reinicie o PC que resolve.

        • Marco Antônio

          vou tentar. Vlw.

  • Roger Rosato

    Deviam oferecer uma versão de entrada com o ótimo 1.6 16v Sigma e o resto da gama com o 1.0 EcoBoost. O argumento do maio custo de produção torna-se inválido a partir do momento que lembramos que o 1.0 tem incentivos fiscais que compensam o maiores custos (que nem são tão substanciais quanto imaginamos).
    Desta forma teríamos Fiesta S 1.6, Fiesta SE, Titanium e Titanium Plus (não dava pra ser mais cafona, Ford?) EcoBoost.
    A Ford é tão gananciosa que não somente embolsou o incentivo fiscal dado pelo governo (para motores de até 1 litro) como também aumentou o preço. É de cair o c u da b u n d a…

    • Zoran Borut

      Esse motor a princípio é importado, então tem a questão do câmbio (monetário, tá, não do Powershift hehe). Mas já sabemos que se no mês que vem o dólar estiver valendo 0,32 real o preço continuará o mesmo – ou o mais provável, irá aumentar. Aliás, enquanto você lia este comentário, já deve ter aumentado.

    • Carlos AM

      Concordo.
      Estratégia parecida com a VW no Up onde em praticamente todas as versões pode-se escolher pelo motor aspirado ou TSI.

    • Gustavo73

      Injeção direta, turbo e intercooler acho que existe im uma diferença de preço razoável freao 1.6 sigma nacional.

      • Roger Rosato

        Difícil saber. Tudo o que dissermos não passa de especulação. Montadoras não revelam custos de produção.

        • Gustavo73

          Não revelam, mas são itens a mais que não existem no 1.6. Lembrando que o 1.6 já tem bastante tempo sendo uma evolução dos Zetec dos anos noventa e o Ecoboost é mais moderno e ainda não teve os custos de amortizados.

  • Nitrous

    Pelo ou menos mudaram o painel antiquado carregado de botões ?

  • Léo Faria

    Enquanto a galera achar que o governo e único responsável pelos preços altos essas coisas vão continuar acontecendo.

  • Ricardo

    A Ford conseguiu fazer o 208GT ficar a preço de pechincha.

    • Junior_Gyn

      Não reconheço como pechincha pq o preço de qlq carro no país é absurdo e abusivo. Entendi sua ironia. Mas concordo com oq vc disse de desse jeito o GT é bom negócio se for ver. Acho que por 5k a mais vc monta num 208GT. O GT 1.6 THP tá qto mesmo? 80k ou 85k?

      • Ricardo

        Pra vc ver como as montadoras com ajuda do nosso governo faz coisas absurdas, não só o 208GT tá fora da realidade, mas como qualquer carro no Brasil, mas tem montadoras que se nos surpreendem negativamente como a Ford agora com esse fiesta 1.0T, a Hona com HRV e Toyota com Corolla, não estou entrando no mérito da qualidade, estou no mérito do preço mesmo que é surreal.

      • Gustavo73

        79800.

        • Junior_Gyn

          É, por esse preço, realmente o Fiesta por 75k está inviável. Uma pena o GT ser Manual, povo fala que esportivo de verdade tem que ser Manual, a meu gosto prefiro mil vezes um DCT, a troca é instantânea, fora que nos esportivos dá um pipoco no escape a cada troca, acho top

          • Gustavo73

            Olha um DCT poderia ter em opcao afinal ele é rápido não raro maos rápido que a grande maioria dos motoristas. Mas a opção seria um at convencional e nesse caso o manual é melhor. Fora clato a questão do preço maior.

            • Junior_Gyn

              Quiz dizer DCT no caso dos esportivos mais caros. No 208GT seria mesmo um AT convencional, oq realmente seria um pouco broxante, reconheço.

              • Gustavo73

                Apesar de ser mais caro a diferença nem é tão grande em preços do dct para o at convencional. Levando em consideração o preço final do carro.

  • Luccas Villela

    Tem ao menos a boa notícia do excelente 1.6 sigma pra toda linha. Acho uma boa pra diferenciar do Ka.

  • Junior_Gyn

    Diferença de R$ 5.000 pra pegar o 1.0T. Aí me deu uma dúvida, qtos Hp tem o 1.6 do fiesta? Pq se tiver menos que o 1.0T, não vejo motivos pra montar no 1.6. Por 5k a mais vc pega um carro mais econômico e torque maior.

    • “Perguntador”

      O motor 1.6 tem 125 cv na gasolina e 128 cv no etanol.

  • Magno Will

    Estão lendo certo, 70k um fiesta, 70k….

  • Leandro

    Carro de vitrine, não foi feito pra vender em grande volume, procurem o conceito. O que precisamos analisar é que finalmente a Ford ta botando ecoboost em carros “mais baratos” . Antes só tinha no Fusion aqui no Brasil. Acredito que o proximo Focus ja tera o 1.5 ecoboost, mas nao quero nem pensar no preço. Se o atual já passa dos 100k na versao T+…Eu gosto do powershift, uso ha dois anos sem problemas, maioria aqui critica sem nunca ter usado. Cambio mto bom, assim como o DSG da VW. 1000 vezes um dupla embreagem que um cvt sem graça ou auto convencional roubando potencia. Abcs

    • Mas o probleme é justamente esse: em vez de tentarem popularizar o motor, jogam pra ser carro de boutique.

      Aí depois vc acha que vão colocar esse motor em versões mais baratas? duvido..

  • Rodrigo

    A Ford conseguiu tirar o interesse do consumidor em ter esse motor.
    71 mil no new Fiesta para ter o EcoBoost?!
    A estratégia de marketing da Ford é furada mesmo.
    Não está perdendo market share à toa…

  • Daysan Medeiros

    Ford fazendo fordisses… querem aniquilar o new fiesta mesmo… mesma coisa que a GM fez com o Sonic…. hoje vendem onix a um preço absurdo custando menos para produzir… É… o consumidor tb tem sua parcela de culpa… o que tão vendendo ka por 54k não é brincadeira.

  • Darlan Soares Oliveira

    NF 1.0T é um “natimorto”!
    A Ford está perdendo uma grande oportunidade de alavancar as suas vendas…

  • Alexandre

    Ta de brincadeira né?! Preço de Golf 1.4TSi de dois anos atrás… #Choremos

  • Carlos AM

    Um carro que me agrada bastante é o New Fiesta Sedan mas confesso que nunca vi nenhum da versão Titanium Plus até hoje.

    Agora a Ford dedicar apenas o ecoboost à essa versão será um tremendo equívoco.

  • Marcus Barroso

    Deixe aqui a sua risada. R$ 72Kkkkk

    E agora cadê a muleta dos impostos pra defender este valor? Carro 1.0 paga as menores taxas de IPI… É muito lucro em cima, mesmo!

  • Fabão Rocky

    Tudo bem q o motor pode ser moderno, mas pagar 72k num motor 1.0 só pq é turbo? Fala sério!
    Tecnologia de turbocompressor e injeção direta já existe há anos! É uma tecnologia antiga. Se fosse um carro elétrico, até q justificava esse preço absurdo!

  • Fabão Rocky

    Aqui no Brasil é assim. Qq carro q esteja acima de 120cv o preço já é na casa dos 70k

  • Bruno

    Wtf?!? ridículo!

  • zekinha71

    Esse vindo por 72 k, já deu pra ter ideia de quanto vai vir o Golf 1.0.

  • Luis

    Ford, roll it and stick it where the sun doesn’t shine!!!!

  • Atley jackson

    E depois, culpam a crise…

  • Carlos

    Pera aí.. Se hoje o SE 1.6 é R$57.690, então esse “novo” SEL 1.6 de R$58.790 deve ser a mesma versão, apenas mudando o nome. E essa “nova” SE 1.6 seria exatamente (em equipamentos) a atual S com motor 1.6?

  • “Baratim, baratim… quis di grátis”… kkkkk

  • Delto Sampaio

    quem comprar um carro desse por esse preço financiado até o pescoço precisa fazer um exame psiquiátrico.. Cara isso é um abuso kkkk

  • mjprio

    Sinceramente. Pra mim Ford era o Galaxie e o Del Rey em.suas épocas. Tive um Fiesta pra nunca mais. Pecas caras e ruis de achar e pos venda lastimável. Agora 72 mil numa porcariazinha dessas? Pode botar o motor que for! Vai ser o mesmo carro apertado e mal acabado.

  • André Cunha Freire

    KKKKKKKKK VERDADEIRA PIADA ESSE VALOR

  • Se eu fosse a Ford, já que é pra usar esse motor pra ser “carro de imagem”, jogaria no Fiesta Sport por uns 60 mil que ia vender bem.

  • Gustavo Zoch

    O QUÊÊ?!?!?!?!? ABISURRRDO!!!

  • Gustavo Zoch

    Pensando aqui, acho que prefiro então pagar um pouco a mais e levar o Focus 1.6 SE PLUS. Um fiestão invocado, com boa cavalaria e consumo por mim aceitável. Entendo que seja um “investimento” mais coerente.

    • Gustavo73

      Um pouco a maisé bondade sua

      • Pois eu colocaria um pouco mais e levaria um Edge… Um pouco mais, eu digo, outro Fiesta…

  • carlos rodrigues

    A pergunta que não quer calar… o powershift continua com problemas de trepidação nas trocas de marcha mesmos nas versões mais recentes ou a marca do Oval azul já resolveu isso???
    Fora essa questão, quem ganha com a vinda do EcoBoost é o consumidor, pois quanto mais opções de motores no conceito downsizing tivermos no mercado, melhor será a concorrência, e onde há concorrência, há vantagens para o consumidor.

    • isso, a vantagem de pagar mais caro do que no 1.6!

  • Augusto

    Isso me dá medo quanto ao preço do Golf 1.0

  • Sergio

    Não entendi porque a Ford está lutando pra reduzir suas vendas

  • CanalhaRS

    Ford parece contente em estar perdendo o eterno 4º lugar em vendas.
    Sinceramente, eu não consigo entender o que passa na cabeça dos executivos dessas montadoras. Deixar o consumidor em segundo plano para agradar acionistas é a pior burrada que uma empresa pode fazer.

    • Edson Fernandes

      Mas pera. Eu concordo com a forma de lidar em nosso mercado…. mas os acionistas que garantem a posição financeira da empresa.

      Se vc acionista junto dos demais deixam de ter a percepção que é rentavel ter negocio com a fabricante, vc vai embora. Isso seria benefico em que para a Ford,?

      É claro que vc precisa agradar a acionistas! Senão a empresa fecha! só que precisa haver um limite dentro do bom senso. Nossa moeda está mais fraca?sim… mas diante de tudo isso, ela pode enxergar que poderá amargar em não ter um preço mais condizente ao meu ver.

      • CanalhaRS

        É como você disse, tem que ter equilíbrio.
        Se a marca pode perder dinheiro sem acionistas, mais ainda sem consumidores.

        • Edson Fernandes

          Perfeito, aí concordo contigo. Tem que haver uma contrapartida aceitavel de fato.

          Mas a Ford parece querer se posicionar como a PSA: Poucas vendas e faturamento e lucro no maior preço possivel.

    • o que me parece é que a Ford só está lançando esse ECOBOOST pra fazer número de redução de poluentes/ consumo para o INOVAR AUTO para ganhar descontos.
      Não parece interessado em vender o carro.

      • Edson Fernandes

        Só que o Inovar Auto também analisa numeros de carros produzidos além de versões. Pode haver um problema se não vender o esperado.

        • Tomara mesmo, isso evitaria muita calhordice de montadoras.

  • Jofran Martins

    Prefiro um Focus 1.6 com câmbio manual!!!

  • Victor Porto

    Cara, a Ford perdeu realmente a noção.. 72k num fiesta?? Bons tempos foram quando comprei o meu Titanium PS por 56k (14/15)..

  • Darlan Cidral

    72.000,00 em um carro 1.0?
    E dizer que pouco tempo atrás um Camaro custava R$50.000,00 no U.S.A com a cotação do dólar a R$2 e alguma coisa…
    É totalmente fora da realidade esses impostos que pagamos.
    Vergonha deste país.

  • FFSB

    R.I.D.Í.C.U.L.O.

    Ford está achando que, para virar Premium, basta aumentar os preços. Vai encalhar, vai quebrar.

  • Freaky Boss

    Mas é o começo.
    Se já trouxe o motor, para colocar na linha toda é um pulo fácil. Daqui a pouco veremos isso.

  • RSRX

    A mesma pessoa que reclama do Fiesta a 72 mil é a mesma que compra Fiat Palio cortado (strada) plataforma 1995 com motor anêmico a 55 mil

  • Marcio Andriani

    208 GT neles…..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Fred Cintra

    Na minha opinião esse Fiesta é um laboratório para a Ford testar a aceitação desse motor aqui no Brasil para então, estudar a fabricação nacional e substituir o 1.6 ficando o 1.0 aspirado e 1.5 Dragon pro Ka e o 1.5 Dragon (SE) e o 1.0 Turbo (SEL e Titanium/+) pro Fiesta

  • Leonardo Moura

    Ford conseguiu provar que VW UP TSI está barato para caramba! Mais de 20.000 de diferença… é dona Ford, que tiro no pé heim…vamos ver o quanto de vendas vai emplacar com esse assalto!

  • Alexandre

    É por causa dessas versões “cobaias” (como estão dizendo) que a Ford se queima.

    Poderiam banir o 1.6 e aplicar o 1.0ecoboost para toda a linha.

    Do jeito que tá eu não pago 72.000 num fiesta, mas tb fico com receio de pegar um SE com motor 1.6 por imaginar que ano que vem possa sair de linha de vez e meu carro desvalorizar mto mais…
    Tudo que a Ford lança é meia bomba, o consumidor sempre fica inseguro…

  • Racelogic

    Vou de Corolla GLi CVT Calotas edition. Com os 2k de diferença lanço um rádio no painel e boas

  • FranciscoAdrianoSilva

    Nem pensar, esse preço é surreal.

  • Matias Razzo

    kkkkkkkkk a Ford está se achando comediante…….

  • Zé- Dirty work

    Volkswagen Up! 1.0 Turbo- R$ 47.190,00
    Hyundai HB20 1.0 Turbo- R$ 47.449,00
    Ford Fiesta 1.0 Turbo- R$ 71.990,00

    Que diferença absurda… rs

    • Dp Som

      Tb não entendi, era soh capar o fiesta e deixar ele igual o up e hb20, e lançar na mesma faixa de preço…. ao invés de terem colocado soh na versão top.

      • Zé- Dirty work

        Pois é mano… Esse motor seria pra priorizar economia de combustível, e quem prioriza economia num vai querer pagar um absurdo num carro…

  • Sassá

    Prevejo o futuro:A menos que vire maioria, carro turbo 1.0 usado será um mico. Porquê? Olha o coitado do upTsi, a Vw tentou impedir, mas ele ganhou fama de esportivo. Conclusão? Dá-lhe judiar do motorzinho, puxadas violentas são rotina nesse coitado. E as preparações? O cara coloca um chip de 130cv, manda ver, tira o chip e bota pra vender depois….. será complicado pro infeliz que comprar depois. Espero que não aumentem o seguro…….

  • Cars are life

    Mancada da Ford… Tinha que ter um 1.0 com câmbio manual!

  • rcostaramos

    la vem os mimimi do powershift nos comentarios aheuhauea… bem o preço é condizente com a imagem que o motor trará ao fiesta “tenho um carro turbo que poucos tem” rs… é mais pra testar a reação do brasileiro ao motor, ainda acho que o motorzinho devia ser posto no ka também e no focus na versao mais barata… esse motor manco 1.6 é horrivel perto dele…

  • Paulo Pereira

    Ford não aprende com os próprios erros. Esse motor é um dos melhores do mundo e já ganhou vários prêmios na Europa. Mas, ao invés de lançar o motor associado a um câmbio de verdade, vai vender casado com esse Lixoshift. Ou seja, ou vc levar o pacote com tudo ou não tem o gosto de experimentar esse motor. Todo mundo já sabe que esse câmbio não presta, menos a Ford, que insiste em empurrar esse problema para os consumidores. Tomara que não venda nada para ver se eles, pelo menos, lançam com câmbio manual.

  • Renato Almeida

    A Ford tirou o pé do Brasil, pois como a maioria das montadoras não acredita que o mercado se recupere nos próximos 5 anos. Desistiu da mudança radical do Ecosport para enfrentar Renegade e HRV (ao invés disso, preferiu um facelift suave para 2017 e redução de turnos de trabalho para se ajustar à fraca demanda de 30.000 carros/ano). Para o Fiesta, acabou de anunciar o cancelamento do projeto B500 para o Brasil, vai manter o B299 e agora decidiu lançar o 1.0 somente na versão mais cara. E nem um piu sobre tirar do mercado o Powershift e colocar um verdadeiro câmbio automático. O futuro não é muito difícil prever.

  • Rodrigo

    Hahahahaha o marketing da Ford bebeu água de enchente, só pode…

  • Tomtilt

    Li até o PowerShift e já sei que é um natimorto.

  • Dii Nascimento

    É verdade , o país ta uma palhaçada sem tamanho mesmo , ninguem respeita mais o Brasil a ponto de cobrar valores exorbitantes por produtos pífios . Querendo ou não é 70 MIl por um carro 1.0 . sério que chegamos a esse ponto ?



Send this to friend