_Featured Eventos Hatches Lançamentos Montadoras/Fábricas Nissan zav-lateral

New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

new-march-impressoes-51-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

A Nissan está lançando oficialmente o New March no mercado nacional. O compacto da marca japonesa – que você conheceu hoje mais cedo – chega renovado e com importantes modificações para entrar de vez na briga pelo segmento que mais vende no Brasil, o de hatches compactos, que hoje representam 45% do total das vendas.



Com produção na nova fábrica da Nissan em Resende/RJ, o New March chega com versões Conforto, S, SV e SL, além de opções de motor 1.0 e 1.6, ambos 16V Flex. A oferta começa em R$ 32.990 e vai até R$ 42.990, compreendendo no total seis versões, sendo três 1.0 e três 1.6.

Ainda sem transmissão automática, o compacto nipônico aproveita para destacar duas novidades no segmento: câmera de ré e multimídia Nissan Connected, que integra o aparelho móvel ao veículo com acesso ao Facebook e Google Search inicialmente. Além disso, permite utilizar o navegador GPS em conexão com a internet.

new-march-impressoes-66-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Estilo

O New March recebeu modificações na parte frontal, onde faróis com formato mais agressivo foram introduzidos, bem como capô, para-choque e grade remodelados. Outra mudança importante ocorreu no interior, onde recebeu um novo painel cujo destaque é o console central com difusores de ar retangulares e um novo volante, semelhante em aspecto ao do Sentra. Só o compacto brasileiro dispõe desse volante.

Na traseira, lanternas verticais ampliam a abertura do porta-malas, tendo ainda defletor de ar no teto e câmera de ré na versão SL. Além disso, o New March mantém semicírculos moldados no teto para reduzir o ruído do vento nessa parte. Também a boa visibilidade foi mantida, apresentando janelas grandes e vigia traseira com grande área envidraçada.

Com 3,83 m de comprimento, 1,68 de largura, 1,53 de altura e 2,45 de entre-eixos, o New March continua com espaço interno condizente com a proposta do segmento, além de 265 litros no porta-malas (expansíveis para 1.132 litros com o banco traseiro rebatido) e tanque de 41 litros. O modelo se destaca também por ter o menor raio de giro da categoria, apenas 4,5 m.

new-march-impressoes-63-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Mecânica

Disponível com duas opções de motor, o New March mantém o propulsor 1.0 16V Flex de origem Renault, entregando 74 cv a 5.850 rpm e 10,0 kgfm a 4.350 rpm, ambos obtidos com gasolina e etanol. A outra opção é o motor 1.6 16V Flex CVVTCS da própria Nissan, que inclusive é também fabricado em Resende/RJ. Este entrega 111 cv a 5.600 rpm e 15,1 kgfm a 4.000 rpm, também com os dois combustíveis. A transmissão é manual de cinco marchas.

Um detalhe chama atenção nos dois casos: O sistema de partida frio continua sendo o anterior, que utiliza tanquinho para gasolina e abastecimento por um bocal no acabamento de plástico entre o capô e o painel. A explicação da Nissan é que nas pesquisas com clientes, eles não consideraram interessante pagar mais por um sistema de pré-aquecimento, por isso o antigo foi mantido.

new-march-impressoes-88-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Outro item ausente no New March e perceptível quando observamos o potencial do produto é a transmissão automática. A Nissan diz que está estudando a introdução do equipamento, mas não fala nada sobre datas e nem sobre que tipo de caixa será usada. A empresa dispõe de automática de 4 marchas e também CVT Xtronic. Esta última, com mais foco em economia, parece atender melhor a proposta do modelo. Agora é esperar para ver.

A Nissan divulga aceleração de 0 a 100 km/h em 13,79/14,48 segundos no 1.0 e 9,49/9,88 segundos no 1.6, respectivamente com etanol e gasolina. As velocidades máximas são de 167/191 km/h, sendo 1.0 e 1.6. Com classificação “A” para os dois propulsores no Inmetro, o New March 1.0 registra 8,7/12,5 km/litro na cidade e 10,4/14,8 km/litro na estrada, respectivamente com etanol e gasolina. Com motor 1.6, o compacto faz 8,1/11,6 km/litro na cidade e 9,3/13,2 km/litro na estrada, também na mesma ordem.

new-march-impressoes-17-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Fábrica

A Nissan construiu um enorme complexo industrial em Resende/RJ. A fábrica é uma cópia da unidade instalada em Aguascalientes, México, mas adota vários conceitos de outras plantas da montadora pelo mundo, especialmente da Europa e do Japão. O investimento total é de R$ 2,6 bilhões e da terraplanagem até o início da produção passaram-se 22 meses e 3 dias.

Em uma área de 2,7 milhões de m2, a fábrica da Nissan agrega todo o processo produtivo, desde a estamparia, passando pela soldagem, pintura, pintura e injeção de plásticos, montagem e controle de qualidade. Destaca-se a instalação dentro do complexo fornecedores japoneses, que fabricam ali mesmo desde os bancos até os circuitos de freio.

Há também uma fábrica ao lado que processa as chapas de aço para produção dos veículos. Além disso, na entrada da fábrica, existe a unidade de produção de motores, que atualmente monta o motor 1.6 16V CVVTCS Flex, que equipa o New March. Todo o complexo pode produzir 200.000 carros por ano com três turnos. Atualmente emprega 1.500 funcionários diretos, sendo 15% do sexo feminino.

new-march-impressoes-18-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Uma área dentro do complexo industrial está destinada a futuras ampliações, sendo que o projeto todo contempla produção de até 500.000 carros por ano. Atualmente, a Nissan está com 64% de índice de nacionalização de peças e componentes do New March, mas até 2016, o objetivo é chegar a 80%. A empresa nipônica tem meta de alcançar 90% no futuro.

Produzir e comprar aqui é mais barato hoje do que importar, por isso o esforço de aumentar o conteúdo local. A unidade de Resende ainda inaugurou um “armazém de peças”, que na realidade é um centro de estocagem e distribuição, que recebeu investimentos de R$ 70 milhões e emprega 80 pessoas. A instalação tem estoque de 680.000 itens ou seis meses de demanda. A meta é ampliar a operação, assim como a rede de concessionários, que passará de 169 para 195 lojas até 2016.

A Nissan abriu a fábrica de Resende para visitação dos profissionais de imprensa. Durante o percurso, pudemos observar grandes espaços ainda vazios, aguardando o aumento gradual da produção na estrutura atual. Além disso, chama a atenção o sistema de iluminação natural – que economiza energia – e os chamados “AGV”. Estes são robôs transportadores totalmente automatizados, que levam as carrocerias através dos vários processos da linha de montagem, incluindo pintura e montagem final.

new-march-impressoes-9-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Há grande quantidade de peças e componentes prontos para a montagem, assim como enorme quantidade de carros feitos no pátio, prontos para serem enviados aos concessionários. Dentro da fábrica, cada grupo de trabalho possui um grito de guerra diferente e esta ação motivacional recebeu a participação dos jornalistas durante uma demonstração.

Com tudo isso, a Nissan quer ter 5% de marketshare até 2016, sendo assim a marca japonesa com maior participação no mercado. Este ano, a meta é alcançar 3% de participação. Além do New March, o “New Versa” e outros produtos deverão ser fabricados em Resende.

new-march-impressoes-40-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Impressões

Em dirigibilidade, o New March melhorou em relação ao modelo mexicano. Testamos inicialmente a versão 1.6 SL, a mais completa. A posição de dirigir continua a mesma, destacando-se a excelente visibilidade – especialmente para os lados e traseira – graças à grande área envidraçada. A linha de cintura baixa ajuda muito nas manobras, além do pequeno raio de giro (4,5 m) e câmera de ré, um item necessário no dia a dia, que chega a “sobrar” no compacto de 3,83 m.

O motor 1.6 16V Flex de 111 cv – não importando o combustível – responde rápido ao acelerador, garantindo também boas retomadas de velocidade. A transmissão manual tem bom escalonamento de marchas e não há buracos entre elas. Pesando até 982 kg, o New March continua sendo ágil no trânsito. Na estrada, o modelo atinge 3.200 rpm a 110 km/h, garantindo conforto ao dirigir.

new-march-impressoes-47-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

O ruído do propulsor ainda está um pouco acima do desejável, apesar do acréscimo de revestimento acústico no modelo brasileiro. A direção elétrica, no entanto, agrada pela extrema leveza em manobras e precisão em velocidades altas. Lembrou a Livina, que também se destaca nesse ponto.

Os freios atuam de forma eficiente e a estabilidade melhorou muito na versão topo de linha. O New March 1.6 SL conta com belas rodas de liga leve aro 16, que conferem um visual mais interessante ao compacto. Para recebe-las, o modelo recebeu ajustes na suspensão, deixando o conjunto mais equilibrado. Ou seja, não é nem dura e nem macia demais, ficando em um meio termo agradável.

new-march-impressoes-77-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Na versão 1.0, as reações foram naturalmente mais lentas, mas graças ao peso reduzido, os 74 cv são suficientes para um desempenho razoável para o segmento. O foco é em economia e por isso as marchas apresentam relações voltadas para esse objetivo, deixando retomadas e acelerações com maior tempo de resposta. A Nissan divulga bons números de 0 a 100 km/h e de consumo. Neste último caso, aferidos pelo Inmetro.

O lado ruim da versão 1.0, no entanto, é mesmo o elevado ruído produzido pelo motor 1.0 da Renault, mesmo em marcha lenta o som é bem perceptível. Nas acelerações, o barulho fica mais evidente. A diferença entre os dois propulsores – também nesse caso – é grande. Mais revestimento acústico reduziria essa sensação.

Em termos de espaço e ergonomia, o New March apresenta boa altura interna, que aliada à linha grande área envidraçada, passa a sensação de maior espaço interno. O volante tem ajuste de altura, assim como o banco do motorista. Os assentos tem espuma firme, porém agradável ao toque. O corpo fica razoavelmente encaixado. Na traseira, o espaço para as pernas é reduzido, enquanto o encosto traseiro é mais vertical.

new-march-impressoes-91-700x466 New March: Impressões do compacto japonês e da fábrica de Resende

Com faixa de preços entre R$ 32.990 e R$ 42.990, o New March dispensa os famoso opcionais de outros concorrentes, apresentando seis opções mais coerentes e sem elevar os valores sugeridos. Há uma gama de acessórios que personalizam o modelo e naturalmente elevarão seu preço. No entanto, mesmo quando o cliente se dispõe à introduzir um sistema de som diferente, oferecido como acessório, o valor instalado é fixo para toda a rede Nissan, evitando assim surpresas desagradáveis quanto ao custo.

No geral, o New March agradou bem mais do que a versão mexicana, ficando bem ajustado ao piso brasileiro e apresentando melhor dirigibilidade. Não evoluiu tanto em termos de desempenho, mas acabamento e tecnologia embarcada melhoraram muito, especialmente o sistema Nissan Connected, que permite acesso à internet através do aparelho móvel, integrando Facebook, Google Search e futuramente outros aplicativos, além de navegação GPS integrada aos apps. Enfim, agora a Nissan poderá novamente avançar no mercado brasileiro e desta vez, sem limitações de cota.

Galeria de fotos do Nissan New March e da fábrica da Nissan em Resende:

Viagem a convite da Nissan.

  • Thiago_NCO

    Pra que diabos alguém em sã consciência quer/necessita do app do Facebook integrado ao painel de um carro??

    • Hoje em dia o vício é tão grande que é capaz que alguém use isso.

      • Felipe Lange

        Capaz de colocarem hashtags como “#partiu”, “#ribeirãopreto”, e essas coisas.

        • Rude Voleur

          ou então #partiu #peraínãoviessacurva #carrocapotando #aaahhh

      • 4lex5andro

        entre um congestionamento e outro das avenidas , nao vai faltar tempo pra mexer com face rsrs..

        mas passa longe mesmo de ser algo necessario em um carro ..

        • Thiago_NCO

          Também acho muuuuito longe de ser necessário.
          Aliás, nesse ponto, sou antiquado ao extremo: meu carro tem som e um GPS de 200 Dilmas. Nada mais. Até telinha pra ver DVD já acho babaquice e manolagem.
          Mas espero que ninguém se ofenda. É apenas minha opinião, e não a dirigi e ninguém em específico.

          • JPaulo10

            Se você tem filhos, numa viagem o DVD é quase essencial.
            Já ouviu a frase: “Pai, já está chegando?”.

            • P500

              No meu tempo, o fato de viajar dentro do chiqueirinho do Fusca, já era suficiente pra não ver a hora passar nas viagens…

              • Alex

                Bons tempos…

            • Thiago_NCO

              Faz sentido.

            • Alessandro Lagoeiro

              Tenho filhos, e viajo com eles. O som, que quando estou sozinho deveria ser ligado junto com o motor, com a presença deles vai desligado. Vou conversando com eles..
              Ah, um detalhe que explica a diferença: Sou separado, TENHO que usar cada segundo que posso com eles… Deixo a Galinha Pintadinha para a casa da minha ex! heheh

          • Netovski

            Essa decisão tem mais a ver com o público-alvo que ele visa, entre 18 e 30 anos e pode ver nisso algum diferencial.

            No Sentra que eu saiba não tem app que conecta em rede social por exemplo.

        • Marcos Poa

          Acho que o face tira mais a atenção do trânsito que a TV digital…

    • felipe

      Grande pergunta. Já estou até vendo a situação, mulherada no transito “ocupada” no facebook formando fila…

      • Rude Voleur

        Uma vez no congestionamento a mulher no carro ao lado tava ignorando solenemente uma ambulância pedindo passagem porque estava no celular… Imagina um app só pra isso. O trânsito não vai mais andar.

        • Gabriel Avila

          uma vez eu vi uma mulher com TABLET !!!! no congestionamento

    • Junoba

      Acho o Facebook uma perca de tempo, como todas as redes sociais. Até porque, briga por causa disso na minha escola é frequente.

      • Fábio Dantas

        Não é exatamente perda de tempo. Tem seus bons aspectos, inclusive de não perder o contato com amigos que moram – muito – longe. Eu, por exemplo, estou sempre em contato com uma amiga que mora na Turquia, outro que mora na Suécia, alguns outros que residem até dentro do país, mas que não vejo com frequência. A questão nem é ter ou não ter. É saber usar. Usar de bom-senso com o que fala, o que posta, não entrar em discussões, limitar o que é postado a seu respeito (foto, check-in’s, etc).

        Sem contar o que é voltado, por exemplo, para o lado profissional. Ao que parece, vc ainda está na escola, mas pra quem trabalha no mercado corporativo, é bacana ter Linked In, por exemplo. Muita oportunidade profissional surge por ali.

    • JPaulo10

      O Facebook e o Google Maps vão sempre se dinamizando, servem para indicar pontos de interesse próximos e dicas de atividades.
      Você digita “farmácias” e elas aparecem no mapa. Você digita “Cinemark” e as dicas e locais são fornecidas.

      Bem melhor que o “sync” de série da ford, que foi atualizado pela mesma como acessório por módicos R$ 5 mil (“exclusividade do seu distribuidor ford”, claro).

    • Thiago K. Galiza

      Hoje em dia é comum encontrar GPS com integração a Facebook, foursquare, e Google. Assim como um evento dispõe as coordenadas no facebook para você chegar até lá, páginas de bares, baladas entre outros estabelecimentos também dão informações de endereço, estacionamento, preços e horários. Algumas centrais multimídia também dispõe aplicativos de música em streaming como o pandora rádio, songza e etc. Estes não disponíveis no Brasil, salvo exceção com uso de VPN em smartphones.

  • Netovski

    A versão “Conforto” desse carro definitivamente foi o golpe de misericórdia no Clio, já que equipado com Ar+DH ele salta pra 32 mil.

    • Thiago_NCO

      Ainda mais considerando que o March é muito mais carro que o nosso Clio da selva.

      • Guest

        Sim, o March é o primo pobre do Clio europeu. Muito melhor que ser o avô do mesmo.

    • Wagner

      como dizem por ai Só que não, o clio por pior que seja tirou 3 estrelas no latin n cap com o AB duplo(a nota minima aceitavel), já o nissan march tem apenas 2 estrelas com o AB duplo, o clio é mais barato e mais seguro.

    • Zelotes Universal

      Concordo. Mesmo eu tendo um clio campus 2010 completo ( que para meu uso se mostra excelente), esta versão matou de vez o clio. Uma pena, pois além do ótimo motor (sem ar tenho feito 14 km/l na cidade), era até antes da reformulação o melhor popular de entrada. Talvez esse nova march seja meu próximo carro, resta ver como vai se sair no latincap….

  • João Carlos

    kkkk

    • Vinicius Cecheto

      kkkkkkkkkkkkk Que infelicidade essa câmera, podendo colocar em cima da placa.

    • Renan21

      Eu estava até achando o carro bonito, até que avistei essa gambiarra nível china. Que coisa sem noção vei. Custava colocar algo discreto, na placa, igual a sentra?

    • Thiago_NCO

      Só agora me dei conta disso.
      Design by Santa Ifigênia.

    • Edson Fernandes

      kkkkkkkkkkkkkk

      Meu Deus!!!! ridiculo ao extremo!!!!!

      Além disso, sério que ainda preferem a bendita maçaneta CROMADA???? Coisa brega!!!!

      • Basket13

        Eu não gostei dessas rodas 16 e maçanetas cromadas, vou partir para sv, pena que não deve ser possivel ter gps e ar digital.

        • Edson Fernandes

          Na Citroen, se pudesse escolher quando comprei C3 se a maçaneta era da cor do carro ou não (já que em carros diferentes da cor Prata a maçaneta era Prata) era minha opção. A Nissan deveria ofertar.

    • Fábio Dantas

      AEOHIHIOAEHIOEAHAEIOOHAEIOHAEIaeiohhioaehioehio sensacional sua colocação!!!!! Ri mt aqui!

    • Marcio Campos

      kkkkkkkkkkkkkkkkkk….no ml se acha o break-light com a camera embutida..solucao bem mais elegante e economica. Provavelmente a proxima aquisicao pro eu 1.0S

  • afonso200

    querem atingir a meta de venda, coloquei cambio cvt ou at nele e no versa

    • Guest

      A meta da Nissan é bem modesta e será atingida por 2 fatores.

      1 – Preço competitivo, carro moderno e com um pacote atraente de equipamentos.

      2, e principalmente 2, a fascinação do brasileiro por carros que tenham isso aqui:

      http://sequinsandcherryblossom.files.wordpress.com/2012/07/japanese-flag-2.jpg

      • felipe

        Se a razão 2 realmente influenciasse tanto assim, ela já venderia carro como água há muito tempo… Inclusive, todas as outras japonesas venderiam muito mais do que vendem atualmente. A não ser que você considere que a população é tão burra que confunda Koreano com Japonês..

        • Acredite! Muitos confundem.

          Hoje acho os coreanos superiores em tecnologia aos japoneses, ao menos nos carros comercializados aqui.

      • Osni Duarte

        Um círculo vermelho?….

  • tjbuenf

    Eu olho para este painel de instrumentos e tenho vontade de chorar. Que coisa mais feia. Vê se eles colocam uma coisa dessas para vender nos USA, ou até mesmo no México…

    • Wally

      Na verdade o painel está mais bonito que o Versa vendido nos EUA e é identico ao Micra(march europeu), só muda o volante, que o nosso já usa o volante do Sentra.

    • siberianhusk

      Vc não viu o da versão anterior não?

    • fschulz84

      Na Europa tem muito Micra rodando sim, inclusive os mais antigos que eram feios pra caramba…

  • Gustavogm

    O carro poderia ser uns 3 mil reais mais em conta, partindo dos R$ 29.990 a R$ 38.990. Pelo seu porte, o March não concorre com HB20, Sandero, Gol… Seu é dos subcompactos, concorrendo com Celta, UNO… Apesar dos valores pedidos serem menores que do UP, o preço do carro de entrada da Volks não é parâmetro para nada…

    Enfim, com o March indo até essa facha de preço de R$ 38.990, a Nissan poderia trazer o Versa Note 1.6 (com a versão de entrada com os mesmo itens de série da versão Top do March) a partir de 42.990, a mesma versão com CVT por 45.990 e a TOP (+ 4 airbags, ESP, TSC, auxilio em rampa) por 49.990. Com esses preços, o versa Note iria vender muito mais que o New Fiesta e Honda Fit.

    • Netovski

      “Pelo seu porte, o March não concorre com HB20, Sandero, Gol”

      Me desculpe mas na minha opinião o March é bem superior aos 2 últimos.

      • felipe

        E ao HB20 também, que só tem marketing…

        • Marcos Poa

          Se vc andar num HB vai mudar de idèia. Tenho um automático a seis meses e estou me surpreendendo positivamente cada dia. Melhor do que pensava.

      • Ubiratã Muniz Silva

        o March é mais espaçoso que o HB20 inclusive. O teto alto ajuda muito no espaço interno.

        Outra coisa, paguei no meu March 1.6 menos que pagaria em um HB20 1.0 com pacote de acessórios equivalente.

    • dougkmt

      Cara, vc poderia explicar melhor essa frase: “Pelo seu porte, o March não concorre com HB20, Sandero, Gol… Seu é dos subcompactos, concorrendo com Celta, UNO… ” ??

      Ou melhor, pegue as medidas (comprimento, largura, altura e entre-eixos) de todos os modelos citados e depois voltamos pra verificar se o New March é compacto ou subcompacto.

      Veja, a convenção do nosso mercado estipula categorias de aspecto espacial e valor cobrado. Para os casos como subcompactos, compactos, médios, etc, o que vale é a área projetada no solo. Como disse, outra variante se baseia no preço e, consequentemente, no requinte e qualidade de materiais e construção, daí a nomenclatura Premium.

      Agora não vejo como o New March se encaixa em categoria diferente de Gol ou HB20, sendo que os preços e medidas estão na mesma faixa de intervalo.

      • Netovski

        Não sei se é porque o cara subestima ou desconhece as qualidades técnicas do March ou acha que Gol e Sandero são grande coisa.

        A própria Rebecca do Carbuyer cita que na Europa esse carro rivaliza nada menos que Clio, 208 e i20 aos 3:26 nesse review

        http://www.youtube.com/watch?v=a662-V0FyeU

        • Flavioblom

          E só de olhar as saídas de ar podemos perceber maior qualidade que a média dos (sub)compactos nacionais.

  • Anderson Campos Silveira

    Mesmo com AirBag, o March da versão anterior levou APENAS 2 estrelas no Latin NCAP. Colocar “firulas” no carro é fácil, quero saber mesmo é se ficou mais seguro.

    • Vinicius Cecheto

      Brasileiro nem liga para segurança, com 2 ou 5 estrelas, ele venderá da mesma forma.

      • felipe

        A grande massa Lulista realmente não, mas já está ocorrendo um movimento da da população mais esclarecida que liga muito pra segurança.

        • CharlesAle

          É verdade,tanto que a VW coloca isso claramente em um adesivo no vigia traseiro do UP.Pena é a Ford não divulgar que Eco e Fiesta também tem excelente pontuação também…

        • P500

          Tenho orgulho de fazer parte dessa minoria crescente.

    • Corvo

      Duvido que haja tido uma melhora estrutural. No final das contas não passa de uma reestilização…

    • felipe

      Eu também gostaria de ver o novo resultado no Latin NCAP. Espero que não seja uma decepção.

      • Felipe Lange

        É um novo iluminismo, que está chegando em ano eleitoral.

        • Neimar

          Votei na Dilma e no Lula e sempre comprei os carros com a segurança em primeiro lugar. Em 2000 meu primeiro carro comprado. Um Astra sport com air bag e abs… isso a 14 anos. Nada ver com política… Isso é conhecimento independente de classe social ou preferência partidária!

          • P500

            …pelo menos sabe comprar carro. Sem ressentimentos.

            • Neimar

              E voto consciente. Lembro muito bem do tempo do FHC e da dificuldade de conseguir um bom emprego e dá quase inviabilidade de um probre como eu fazer um curso superior na época. Hoje graças ao acesso facilitado a universidade qualquer um pode conseguir. Hoje tenho graduação e um excelente trabalho…

              • Diogo Rengel Santos

                Meu caro, você conseguiu seu curso superior e seu trabalho graças ao seu próprio mérito. Atribuir seu sucesso à uma gestão política extremamente demagoga é piada. É o contrário, você conquistou isto apesar do governo…. Simples assim

    • Marcio Campos

      Comprei um March com todas as suas deficiencias, na época era o que dava. Que um carro tenha abs e ebd, como aficcionado por carros, e leitor assíduo do Noticias Automotivas, concordo plenamente que são itens essenciais para aumentar a segurança, bem como lataria mais solida, o que não é o caso do March. Porém me incomoda bastante ver esse tipo de comentário classificando pessoas que, como eu, ralam pra conquistar um bem que não é superfluo, dentro das suas possibilidades, sendo classificadas como meros apetrechos politicos, massa de manobra ou fantoches nas mãos desse governo imbecil que temos. Dou graças a Deus que vossas senhorias tenham seus ebd, abs e estrutura solida para dirigir, e parabéns pelo vosso esforço.
      Gostaria de propor que vossas sumidades, por favor, nos esclareçam a nós, homens de pouco conhecimento, quem sabe assim teremos um pais justo e melhor. Se vier acompanhado dos R$ 10.000 necessários para pegar um carro com ebd, abs e afins, agradecemos.

  • André Francisco Leite

    Ficou muito estranho essa adaptação da câmera de ré no meio da tampa do porta malas!
    Essa verruga ficou muito estranha mesmo!!!

    Será que não poderiam ter arrumado um local mais discreto, talvez próximo a placa?

    • Netovski

      Parabéns! Você acaba de descobrir a mudança que justificará os aumentos ao lançarem a linha 2016, que custará 44.990 R$.

    • Comment

      Se tu observar, todos que vem com câmera de fábrica tem como objetivo mostrar o parachoque junto. Se colocarem nele, a perspectiva de aproximação muda.

    • CharlesAle

      Ou como a brincadeira do amigo acima,usar Pointts que resolve rsrsrs

  • Corvo

    Não sei, não consigo gostar do carrinho. Acho o design bem estranho. Ao menos melhorou o aspecto do interior. Parece que estruturalmente ficou idêntico ao antigo.
    Hora de dar uma bela atualizada nesse motor 1.0. Não mais, destaque positivo para o moderno motor 1.6

  • PrGirafales

    a frente melhorou bastante, mas a traseira continua meia boca

  • _William

    Não vai demorar muito para arrumarem um jeito de roubar a câmera de ré kk

    • felipe

      Eu ia comentar isso mesmo, o que vai ter de March com camera roubada…

      • Comment

        A Hilux e o Soul usam a mesma solução e nunca vi um sem ela.

        • Felipe Lange

          E qual o motivo, Fraga?

          • Comment

            De usar nesta posição?

            Se for esta tua pergunta, é porque ali é onde se consegue ver o parachoque e o espaço atrás do carro. Para carros com a placa na tampa, fica fácil instalar a câmera mais discretamente. Mas tanto Hilux, Soul e no caso o March , tem placa no parachoque. Minha camioneta tem câmera de ré direto no parachoque. Ajuda….mas a noção de aproximação do obstáculo que estiver atrás é muito ruim.

            • Felipe Lange

              O motivo, desses objetos não serem furtados.

              • Comment

                Porque não é um item tão visado como pensam…
                Porque só serve nos modelos para os quais foi destinado…

                O que vejo é que muitos estão levando em conta mais a forma do que a função. Se fosse para colocar na placa (no March), era melhor não ter.

  • _William
    • Felipe Lange

      Mas e aí, por que os caras condenam a FullPower? Só por ter mostrado que o Veloster é um Lerdoster?

  • zeuslinux

    Esse carro só compensa se for com motor 1.6. Mesmo assim, o acabamento continua fraco.

    Para quem precisa de um carro urbano, não precisa de espaço e tem o orçamento curto, o March 1.6 pode ser uma boa compra agora.

  • Antonio De Julio

    A Nissan vai ficar só nesses dois modelos ou pretende fabricar mais algum aqui? Quero saber mais do Versa. Deixei de pegar um pelo péssimo acabamento.

    Nissan, quer pegar 3, 5% do mercado? Lança uma Duster decente. Pega o projeto da prima, coloca um motor 2.0 seu, câmbio automático não jurássico e dá um tapa no acabamento. Tá pronto!

  • CanalhaRS

    O preço aumentou, mas pouparam até na tinta do cofre do motor (igual ao Etios). Sem contar aquele sensor de estacionamento tosco no canto do painel e na câmera de ré pendurada na lata da tampa. Que coisa feia Nissan!!!!

    • Fábio

      qual o problema de o sensor ser localizado no canto do painel???e outra me diz outro carro de 43 mil que tem camera de ré,e é localizada ali só porque nao tem espaço no parachoque por causa da placa…brasileiro é sempre assim só sabe descer a lenha

      • Gustavo Cruz

        Simplesmente porque se for assim, fica mais fácil eu ir em qualquer loja xing-ling de acessórios e fazer a mesma coisa. Sai mais barato e se bobear fica mais bonito. Da mesma forma como só sabemos descer a lenha, você deve engolir qualquer coisa goela abaixo. Já passou da hora de reinvindicarmos carros de qualidade. Uma coisa horrenda dessas lá fora não teria chance. Mas brasileiro gosta mesmo de pagar caro em lata velha e cheia de remendos…

  • David Diniz

    Eo Câmbio CVT que é disponível para o carro la fora cade?

    • João

      Um câmbio automático ainda está em estudo pela Nissan.

  • bedotRJ

    O carrinho tá simpático, mas para ter vendas dentro do previsto, acredito que os preços deveriam ser menores. Cerca de R$ 2mil abaixo dos divulgados, no mínimo. Não vejo no March 1.0 S de R$ 34.990,00 conjunto suficiente para desbancar as versões do up! (e até do Gol, pela tradição) cotadas abaixo desse valor. Para quem curtiu o novo March, o ideal é esperar uns 2-3 meses para ver como ele se comporta no mercado. Acredito que será possível daqui a um tempo adquirir o modelo 1.6 S na casa dos R$ 35mil, o que o tornará uma boa compra.

    • JPaulo10

      Oligopólio, cartel … As montadoras combinam uma mesma faixa de preço para suas mercadorias.
      Também acho que o 1.6 seja boa compra. No segmento dele, os 1.4 GM e Fiat, 1.0 3 cc ford e VW não lhe fazem frente (lembrando que o comprador deseja um carro que sirva tanto para cidade como para estrada).

      • Felipe Lange

        Espero que daqui 3 meses, os desgraçados não aumentem o preço do carro.

        • Netovski

          Não espere isso, vai se frustrar.

          Daqui a alguns meses vejo aumentos e promoção taxa 0 pro pequeno, como já está se tornando padrão no nosso mercado.

    • CharlesAle

      Bedot,seja de Up ou esse March nacional(aliás,parabéns ao estado do Rio por receber essa importante Fábrica)o cerco está se fechando sobre o novo Ka,vamos agora é esperar o que a Ford irá apresentar!!

  • Leandro1978

    Não gostei do desenho do ar condicionado digital, tá parecendo aqueles telefones analógicos antigos. E poderiam ter adotado as saídas de ar quadradas nas laterais também para o desenho ficar harmônico. Acho as versões de entrada e intermediárias interessantes, pelo preço da top, pensaria no New Fiesta, 208 ou C3.

    • Fábio

      Pelo menos tem ar condicionado digital…me diz outro na faixa dos 42 mil que tenha

      • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

        Perfumaria. Eu trocaria o tal ar digital por um resultado melhor no Latin NCAP, as duas estrelas que o March levou são vergonhosas, é inadmissível um projeto novo ficar abaixo de um projeto de 1996, como o Palio, por exemplo, que levou três estrelas com airbags e ABS.

      • Leandro1978

        Não deixa de parecer um telefone analógico antigo. Além disso, no valor cobrado por esta versão, olharia para New Fiesta, C3 ou 208, mesmo sendo menos equipados.

        • Fábio

          todos esses vc só conseguiria o modelo de entrada todo pelado,e com calota ainda por cima,sem nenhuma dessa tecnologias apresentadas ai na reportagem,e com motor mais fraco,na minha opinião não vale apena,alem desse modelo SL ser bem invocado!Se eu fosse comprar um carro desse preço seria ele.

  • Valdemir Souza

    Se baixar o preço uns 2 mil e disponibilizarem um cambio automático ou automatizado deverá se sair bem nas vendas, lógico tem que levar em consideração também a capacidade de produção da fábrica da Nissan…

    • Netovski

      A concorrência tá tão mal em relação a ele que nem baixar esses 2 mil ele vai precisar. A única coisa que vai segurar as vendas dele é a fraca disponibilidade de concessionárias Nissan espalhadas pelo Brasil afora.

  • Rodrigo

    Só acho que poderiam ter caprichado na posição dessa câmera de ré. Ficou estranho esse apêndice na parte esquerda da tampa.

    E o motor 1.6, é Nissan mesmo?! Pra mim parece muito com o motor 1.6 que equipava o Clio

    • Guest

      Motor da Renault

    • João

      Muita gente confunde isso. O motor 1.0 é o mesmo do Clio, porém, o motor 1.6 16V da Nissan e da Renault tem o mesmo projeto, só que cada um tem suas diferenças e peculiaridades.

      • Netovski

        O motor da Nissan é de outra família.

        Só se você está falando que é o mesmo projeto com diferenças em relação ao 1.2 turbo de 3 cilindros que o Clio usa na zona do Euro.

        • João

          Em relação ao motor 1.6 16V, o projeto é o mesmo, a Renault e a Nissan são aliadas. Esse projeto é entregue pra Nissan e pra Renault, cada um usa componentes diferenciados e calibragens diferenciadas, o projeto é o mesmo, mas o motor não.

          • Netovski

            Você está querendo dizer que o HR16 e o K4M são o mesmo motor, isso é absurdo!

            Pra começar o HR usa corrente de comando e tem comando variável de válvulas. Além disso o HR usa bloco de alumínio e não de ferro como o K4M! É o motor do Tiida com menor cilindrada, muito mais moderno que a família K.

            A família H é sim usada nos Renault, mas os europeus!!! No caso os motores turbinados 0.9 e 1.2 de 3 cilindros (TCe 90 e TCe 120) que equipa o Clio, Logan e Sandero na Europa.

            No Brasil é motor de Mégane old na veia, pra concorrer com a GM no museu do automóvel.

  • Magnus Cordeiro

    Este é um carrinho que eu gosto . . . . .

    • Netovski

      O visual não empolga tanto, mas o conteúdo…

  • Rodrigo

    Muito bonita e organizada a fábrica. Logo se vê a disciplina nipônica na identificação, organização e limpeza.

  • Guest

    Estou aguardando o crash test deste modelo pra decidir qual 1.0 eu compro: hb20, Up ou o March. Será usado apenas na cidade… como segundo carro da casa.

    • Pelo crash test seria o Up!, pela beleza seria o HB20 e pelo custo benefício, o March.
      Depois da copa que o mercado vai ficar nervoso, com Novo Sandero e Novo Ka pra ampliar a briga.

  • Neimar

    Vou esperar o crash test antes de escolher o meu segundo carro pra uso em cidade (apenas). Hb20, Up ou March!!

    • Comment

      Estou neste dilema a meses… Qual carro comprar para ser o segundo, mas nada de carro pelado. O HB20 eu fiz TD e gostei. Mas também penso em pegar um usado… Um Picanto, um Polo….

      • Neimar

        Acho que se for comprar carros compactos é mais interessante comprar um novo. Não vejo tanta diferença que justifique pegar um rodado. O risco de pegar uma bomba é grande. Normalmente os usuários destes modelos não são cuidadosos como aqueles que possuem carros médios ou maiores…

        • Comment

          Mas isto não é regra. Já muito desta situação ao contrário: compacto bem cuidado e maiores detonados. E dependendo do carro, fica uma boa diferença. Pelo menos a desvalorização do primeiro ano, pelo menos, fica com quem comprou o carro 0km.

      • CharlesAle

        Já vi NF mexicanos,bem novos(baixo KM),por 35 mil,super completo,e é um carro que está na crista da onda!!!

    • Netovski

      4 ou 5 estrelas. A Renault melhorou os resultados do DinoClio e da próxima geração do Sandero, é bem provável que fizeram o mesmo no March agora que essa felizmente se tornou uma exigência de alguns consumidores no segmento.

      Se for por crash test pode comprar, que já já esse March aumenta.

      • Pimentel

        O interessante seria esperar o Crash test. O Clio recebeu reforços e tirou 3 estrelas com airbag e ABS, acho um pouco precipitado dizer que esse será 4 ou 5 estrelas, inclusive, não apostaria nessas 5 estrelas. A Nissan falou muito pouco sobre a segurança e apenas se reservou a dizer que ele recebeu reforços estruturais, o que não garante que passará de 2 para 4 ou 5 estrelas. O mais provável é que fique com 3 estrelas, no máximo 4. Se fosse ficar com 5 acredito que a Nissan teria dado uma ênfase nesse aspecto e falado sobre os metais utilizados em toda a estrutura.

  • Fernando ZA

    Difusores de ar laterais redondos e centrais retangulares… Numeração do painel escondida abaixo dos ponteiros. .. Câmara de ré ridícula. .. Enfim, carro de Japa mesmo.

  • carroca_br

    “Chega renovado e com importantes modificações para entrar de vez na briga pelo segmento que mais vende no Brasil”. Daí um pouco abaixo na seção do texto “Mecânica” fala que praticamente nada mudou! Motores, transmissão e até (pasmem!) o sistema de pré aquecimento para flex deixaram de fora e que pelo jeito a Nissan ia cobrar a mais e deram a desculpa que o “cliente” não aceitaria pagar a mais pelo mesmo. Será que pensaram em evoluir ao menos nisso sem jogar pro consumidor?

    Será que o crash test vai desapontar de novo e manter o carro inseguro?

    Mudanças mais cosméticas e com pouca ou nenhuma inovação, não dá pra chamar de “New”.

    A Nissan continua devendo e muito com o March no Brasil!

    • Comment

      Este tanquinho é anacrônico mesmo….

  • Georges Abou Nabhan Junior

    Plásticos Rígidos, Bancos de Tecido simples, Primor de acabamento para um carro desse valor, tentaram fazer desenho esporte ficou medonho. o motor 1.6 parece razoável, consumo está bom

  • ADRIANO

    é….agora a vida do velho gol está acabada……..acabou a era do gol…….produto velho, defasado frente aos concorrentes modernos e seguros…….tchau gol tchau……..

  • Fábio Dantas

    Só queria entender o porquê daquela câmera de ré enfiada no meio da tampa do porta-malas… Sério que acharam o modelo do Hilux bonito e resolveram fazer igual? Oculta no pára-choques ficava melhor, não?

  • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

    Poderiam ter aproveitado e colocado um terceiro apoio de cabeça no banco traseiro e cinto de três pontos central.

  • WagnerSCS

    Só achei que o conteúdo da versão S em relação a Conforto foram tão poucos, que poderiam ter deixado como opcionais para essa primeira versão.
    Ou então, podiam cortar essa Conforto e deixar a versão S sendo a de entrada. Minha opinião, claro.

    • Fábio

      Esse negoço de OPCIONAL,nao rola na NISSAN,ou o carro é aquele modelo ou nao é,e pra ser bem sincero prefiro assim.Por exemplo:
      Golf TSI 1.4 Comfortline(modelo de entrada cambio MANUAL)

      Preço(SEM OPCIONAIS):66.990
      Preço(COM TODOS OPCIONAIS):81.000
      isso só no modelo manual de entrada…
      Diferença de 14.000 em um mesmo carro do mesmo MODELO

  • Carlos C.O.

    Tenho um March 1.0 2011 e, pelo visto, os defeitos premanecem para 2015. O espaço para o motorista reduzido e os bancos pequenos causam desconforto. O material usado no painel frontal e das portas são de plástico muito duro. E acho o motor mais fraco do que o do meu antigo Mille. De bom, o acabamento sem folgas e a direção macia.

  • GUGASP

    Continua feio.

  • Ubiratã Muniz Silva

    13.8 de gasolina na estrada? Os números da Nissan estão bem pessimistas, eu faço de 14,5 a 15,5 na cidade (Brasília) com meu 1.6 (ainda novo, está com 1100km). Com etanol fiz 11,2 (mesma média que eu fazia com gasolina no Sandero 1.6 16v), no primeiro tanque do carro.

    Boa notícia: os preços não subiram. No caso do SL que é o substituto do SR, manteve-se o preço de tabela, removendo-se os adesivos toscos, acrescentando-se rodas 16, central multimídia e verruga-câmera-de-ré.

    Existia uma versão antiga de 27 mil e tantos, mas era a 1.0 básica de tudo, sem nem ar-condicionado, essa provavelmente vai ser a versão de entrada mantida com a carroceria velha.

    Má notícia: Pô, até no aftermarket existem soluções melhores para câmera de ré no March (em sites chineses como aliexpress você vê umas que vão escondidas junto com a luz de placa), POR QUE colocar aquela verruga na tampa do porta-malas?

  • Victor Hugo

    Essa central multimídia de fábrica não vai ter reprodução de DVD e TV digital? Preferia muito mais essas duas funções que a possibilidade de entrar no facebook/redes sociais.
    Será que as centrais multimídia disponíveis no mercado vão ser compatíveis com o painel da versão SV e também manter os controles no volante?
    E outra, essa câmera de ré inclui o sensor de estacionamento? Realmente a posição da câmera no carro não ficou muito agradável.

  • Hugo LAnge

    aê… meu cerato 2011 automático é mais econômico que esse carro ai… como faz?! deveria fazer no minimo 15 dentro da cidade um carro deste tamanho! H

  • Valnderlei Elesbão

    Ora…o G5 power a 120 roda tranquilo a 3000 rpm,isto com motor 1.6 e 8 vv.Com picos de 18 kms por litro da mijolina.A desgraça deste pais são nesta ordem: Os politicos e não muito longe esse tal de motor Flex,que na minha opinião é o velho motor a alcool,já que eu tinha um escort 86 a alcool e ele fazia na cidade 6/7 e na estrada 10/11 e lá se vão muitos anos e estas marcas permanecem iguais,mesmo com eliminação do velho carburador.Não mudou nada……

  • João Carlos

    Poderia vir com banco traseiro bipartido; ter repetidores das setas; indicador de temperatura externa. O espelho esquerdo de lente plana padrão americano aboliram, muito bem, agora falta o do Versa.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend